Documentos liberados pela Arquidiocese de Chicago revelam anos de abusos sexuais cometidos por sacerdotes e a omissão da Igreja Católica

13

Na última semana a Arquidiocese de Chicago liberou ao público milhares de documentos recolhidos de seus arquivos que revelam uma longa história de abusos sexuais cometidos por padres, e também revela a omissão de bispos e outros líderes eclesiásticos diante dos casos.

Os documentos forma liberados na internet como parte de um acordo judicial, e lista casos de abuso cometidos por cerca de 30 sacerdotes da arquidiocese até o ano de 1996. Na maioria dos casos, os sacerdotes os sacerdotes envolvidos já faleceram ou foram expulsos do ministério. Porém, também na maioria dos casos as acusações nunca foram levadas a um tribunal criminal. Os documentos sugerem ainda que os oficiais da igreja eram, por vezes, bastante solícitos para com os padres acusados de abuso.

Após a publicação dos documentos, a Arquidiocese de Chicago publicou em seu site um comunicado pedindo desculpas novamente por abusos cometidos por padres.

– Nós vemos a informação incluída nesses documentos como preocupante. É doloroso ler. Não é a Igreja que conhecemos ou a Igreja que queremos ser – disse o comunicado.


Entre os casos revelados pelos documentos está o do Rev. William J. Cloutier, acusado de estuprar um menino de 13 anos em sua casa de verão, e que usou uma arma para ameaçar matá-lo se ele contasse ninguém; outro é o do reverendo Robert C. Becker, que levou um grupo de meninos para um trailer, onde, segundo eles, dormiu ao lado deles e molestou-os. Entre os muitos casos chocantes, está também o do Rev. Joseph R. Bennett acusado de estuprar uma menina com o cabo de uma patena, um prato usado para armazenar pão eucarístico.

Poucas horas depois da divulgação dos documentos, vítimas de abuso e seus advogados se reuniram no salão de um hotel no centro de Chicago, alinhados em frente a cartazes e uma tela de vídeo mostrando fotografias de padres acusados de abusar de menores. Ao lado de uma estante foram colocadas três caixas de papelão cheias de cópias dos arquivos.

O advogado Jeff Anderson, que tem representado inúmeras vítimas de abusos sexuais do clero em todo o país, disse que os documentos mostrava um “sistemático e contínuo padrão de décadas de escolhas conscientes por altos funcionários da arquidiocese”, e argumentou que os oficiais da igreja foram cúmplices no abuso quando não atuaram para remover os abusadores do ministério. Anderson afirma que a prioridade da Igreja foi “a proteção dos criminosos e da reputação da Arquidiocese”.

De acordo com o The Ney York Times, Arquidiocese de Chicago já pagou mais de US$ 100 milhões (cerca de R$ 236 milhões) em indenizações às vítimas de abusos sexuais nos últimos 25 anos, despesa essa que foi paga com a venda de propriedades e uma recente emissão de bônus.

Segundo a Agência EFE, um estudo realizado pela Conferência de Bispos Católicos dos EUA indicou que entre os anos de 1950 a 2002 foram feitas 11 mil acusações contra 4.393 sacerdotes nos Estados Unidos, o que representa aproximadamente 4% dos clérigos em serviço no período coberto pela análise.

Por Dan Martins, para o Gospel+


13 COMENTÁRIOS

  1. A turma não quer entender. Tais fatos são inerentes à bestialidade humana, ocorrendo em todos os seguimentos. O que se discute da católica é o corporativismo, será que vamos ficar nessa discussão, apenas 4% ou coisa que o valha. Não, não é isso, é o esconder, é não fazer igual a Cristo, pois só foi perceber dos discípulos falta de urbanidade, logo chamou a atenção deles, Isto é o que o mundo está a cobrar; aliás esse percentual, por ser igreja, era pra ser bem mais baixo, bem menor, senão fica provada a ação do diabo tão e quanto o que ocorre fora da igreja, indepéndente de igreja que seja, protestante,católica, islâmica, budista, afinal todas pregam o amor, a vigilancia,,,, brincadeira.

    • Se tais fatos (que se repetem há séculos) são fruto da “bestialidade humana” (e são) por que o catolicismo romano,hipocritamente,se autodenomina de “SANTA” ?!
      Vade retro!

      • A igreja catolica podemos dizer que um dia foi Santa bem no inicio mas muito no inicio depois que o imperador constantino se rendeu aos seus incantos a coisa se tornou imcontrolavem pois os puxasacos ou a nobresa tambem foram levando seus costumes suas idolatrias seus deuses seus santos por asim dizer, e cada um levava seus deuses, asim como os samaritanos, quando vieram de alel do imperio assirio para habitar isrrael, os mesmos estavão em terras prometidas e adorando seus deuses, e o verdadeiro Deus mandava leões para devora-los ate que o imperador assirio mandou um sacerdote isrraelita para ensina-los a adorar o Deus vivo, ou o Deus dos isrraelitas pois a ignorancia era tanta que se achavam em que cada lugar cada região cada cidade timha seus proprios deus, asim os Samaritanos do inicio adoravam ao deus vivo ao Deus dos isrraelitas e tambem aos seus proprios deuses, asim tambem com a catolica romana, por ganancia deixavam que as classes viensem para suas fileiras e as classes trasião consigos os seus deuses suas idolatrias adoravam o deus catolico que a esta altura ja era um deus com d minusculo e adoravam tambem a seus proprios deuses, veja que são tanto santos tantas imagens tantas tradições tanta perdiçáo tantas datas comemorativas, as quais perfduram ate hoje nas cidades nordestinas por exemplo o mes de janeiro de cada ano a idolatria corre solto com o bastião o santo bastião deles e isto e em 90 por cento das cidades nordestinas e em minas gerais, e procissão de ape de bicicleta de moto de carro e de acavalos, a idlotria corre por 9 dias as cidades parão com os festejos idolatricos, mas isto e em todas as paroquias catolicas quando não e um santo ou santa e outro ou outra, mas os mesmos não enxergão um palmo em suas ventas para ver que aquilo tudo e idolatrico e vai contra todos os ensinamentos biblicos, eu não culpo os catolicos, pois os verdadeiros culpados foi e e sempre seus idolatricos sacerdotes a começar pelo chefe maior o papa que não põe freio a tanta corrupsão de idolatria, que me perdoe os catolicos por que a Deus eu não tenho que pedir perdão sobre escrever pois e a pura verdade e quem escreve ou fala a verdade não merece castigo, o vaticano desde quase o inicio se corronpeu e vem em anos e anos na corrupção idolatrica em todos os sentidos inclusive na pedoflia e sexo desenfreado cometidos anos afio dentro de seus antros perdidos esta e a verdade

        • tour natrak CONCORDO! QUANDO SE FALA A VERDADE,NÃO HÁ PORQUE PEDIR DESCULPAS! É UM GESTO DE AMOR! É NÃO ENGANAR O PRÓXIMO!
          ” FALA E NÃO TE CALES” (Atos 18.9) É A ORDEM DE JESUS!

          • é a primeira e ultima vez que entro nessa pa´gina a pessoa que afez já não tem boas intenções vejo um monte de legalista religiosos ofendendo a religião católica mas fazendio de conta que os descalabros da sua a evangélica não existe ,que triste acham esses coitados que estão pregando o evangelho de jesus o príncipe da paz ,quem tem a certeza da fé em deus não importa a onde está faz o bem ama o próximo e Deus é por ele,e de que adianta se achar o dono da verdade se falam e repetem feitos paágaios aquilo que jamais estudaram ou tem conhecimento afinal quem de voceis sabe ler aramaico,hebraico e greco em toda relifião séria um sacerdote ,pastor,monge etc tem anos de estudo agora o neo pentecostalismo basya saber fazer um o sentado da areia,ofender as outras religiões e falar do diabo mil vezez ao dia é suficiente para ser um líder,felizes dos verdadeiros cristãos católicos,protestantes que vivem na paz de cristo e que dó dos legalistas ignorantes que promovem a guerra e em nada contribuem para um mundo melhor,parabénsa ao budistas,espirita,testemunhas de jeova,mormons,das mulheres da seicho no ie que são voluntárias no hospital do câncer voceis sim são eleitos do senhor não essa bando de inutéis que não fazem nada de bom aos outros porque não tem como sair água doce de quem tem é um poço de fel, e para quem fundou essa página e a fez com motivos claros de falar mal da fé dos demais e enaltecer a sua mesmo escondendo seus escândalos deixo para reflexão LUCAS 9 de 51 a 56,ah só a titulo de curiosidade sabe qual é a religião que mais crece no mundo inclusive no brasil O ISLAMISMO chupem essa.

        • o moise o vaticano paga muito caro por isso mas está sim se reerguendo e a fé em Deus de seus membros é verdadeira enquanto isso a seita evangélica em pouco tewmpo já esta se afundando em escandalos é só voce parar de olhar a religião alheia e ir pesquisar e o diabo certamente já entrou na sua com tudo afinal seus lideres são estelionatarios,estupradores e voceis tal como o lula não sabem de nada rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsah esqueci dos evang´licos envolvidos em corrpção na politica.

        • tenho dó de pessoas como voce tour a igreja catolica ainda é a que mais tem obra social ao passo que muitas só arrecadam e nada fazem e sexo desenfrado existe acho que nas u cabeça e mente suja,quanto a idilatria olha adorar homens assim como fazem os evangélicoa e mais perigoso afinal os pastores e cantores gospel são idolos ,os de barro não pecam nem levam a grana do povo e é só olha a mundial e a universal o estelionata,o sincretismo o explorar a boa fé do povo ignorante e pobre tem até livros de professsores que fizeram tese em cima dessas seita perigosa e concluiram são lixo e voce rewpete sempre a mesma ladinha contra o vaticado é esqueça das outras tão sujas já que voce assim deve achar a católica igual ou mais.

  2. MAIS UMA VEZ O DISCURSO FALSO DE CATÓLICOS, JÁ MORRERAM OU FORAM MANDADOS EMBORA, MAS QUANTO AOS ACOBERTADORES DESTES ABUSOS DIGNOS DE CASTRAÇÃO E MORTE, CONTINUAM NA CORPORAÇÃO, ESTES AINDA ESTÃO PROTEGIDOS PELO CORPORATIVISMO BENTO NÃO SAI DO CONVENTO FRANCISCO ATÉ HOJE MUITO MAL EXPLICADO O SUMIÇO DAS CRIANÇAS DA DITADURA ARGENTINA

  3. O poleiro do vaticano jamais limpou a sua imundície desde que o imperador- assassino Constantino a fundou em 313 de nossa era! De lá prá cá,os crimes,os assassinatos,os envenenamentos,os genocídios,as roubalheiras,as torturas,as corrupções,as idolatrias,as pedofilias, se acumularam,chegando aos nossos dias! O catolicismo romano deixou de ser religião há muitos séculos e os ingênuos ainda não perceberam,pois o diabo cegou seus olhos! Leia 2Corintios 4.4!
    Vade retro!

    • o moise o vaticano paga muito caro por isso mas está sim se reerguendo e a fé em Deus de seus membros é verdadeira enquanto isso a seita evangélica em pouco tewmpo já esta se afundando em escandalos é só voce parar de olhar a religião alheia e ir pesquisar e o diabo certamente já entrou na sua com tudo afinal seus lideres são estelionatarios,estupradores e voceis tal como o lula não sabem de nada rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsah esqueci dos evang´licos envolvidos em corrpção na politica.

    • A igreja já nasceu católica, universal, quando cristo disse aos discipulos, IDE E PREGAI O EVANGELHO A TODAS AS CRIATURAS, ele universalizou a recem fundada igreja em math cap 16 vers 18 sob a tutela de pedro e seus 265 ininterruptos sucessores em 2012 anos de historiografia crista.. já no seculo I em 95 d.c. inacio de antioquia, bispo de antioquia sucessor de pedro, joão e paulo escreve a carta aos esmirniotas a caminho do martirio em Roma, Onde está cristo está a igreja católica… viu essa historia do imperador constantino no século IV ter fundado a igreja católica é uma falacia reformada, um inconsciente coletivo protestante.

      Se o Espírito Santo não estivesse por Ela, já estaria extinta a séculos.

  4. Desde quando estudo deu ao ser humano conhecimento de Deus, os seus padres estudam estudam e não conhecem e nem sabe nada de nada do DEUS VIVO, ao contrario não erão idolatras mariolatras e não adorarião tanta porcaria, voce e daqueles catlicos burros que acham que os evangelicos são analfabetos não e verdade? em nossas fileiras temos todos os tipos de formandos todos os tipos de profissões e formadosem curso supeior, quem esta ai demostrando incutabilidade e voce, todos estes que voce ai sitão nunhuma destas religiões tem JESUS CRISTO como centro de suas crençãs asim como voces catolicos que dão enfases a maria colocando Jesus Cristo em segundo plano, vai se converter ao verdeiro depois venha querer discutir com um crente e estamos conversados achou ruim venha para Jesus Cristo para o verdadeiro e deixa esta seita mariolatra e idolatra de banda e tenho dito

    • Quem falou que os católicos colocam Jesus em segundo plano, por causa de Maria?? Vocês falam coisas que não sabem, nunca pisaram numa Igreja Católica para falarem esses absurdos.. parecem um bando de papagaios, que escutam algum protestante fanático falar isso e saem repetindo como se fosse verdade…

  5. vivi – se vc me provar que no CRISTIANISMO DE JESUS os dogmas de sua seita católica romana são bíblicos,vou concordar com você! Então,por favor, me responda: Onde ,por exemplo,na Bíblia Sagrada,existe uma missa pagã que pretende reviver, hereticamente, o sacrifício de JESUS,que só foi feito apenas UMA VEZ (João 19.30.Hebreus 7.24-28)?! Onde a Bíblia ordena que nos prostremos às imagens de escultura que são demônios (1Corintios 10.19-21)?! Onde está registrado o purgatório que,por sinal,é budista?! Onde,na Bíblia ,ordena-se que adoremos um deus-farinha (hóstia) engulindo-a,digerindo-a e expelindo-a?! Onde está escrito na Bíblia que devemos adorar restos mortais,ossos,gotas de sangue,sudário,hóstia ?! Se vc me informar viro catolico! Vade retro!

    • A Missa, realmente, não é uma mera ceia sagrada. Todavia, não é também um outro sacrifício, ou a repetição do da Cruz.

      O nosso Salvador na última Ceia instituiu o sacrifício eucarístico do seu Corpo e Sangue para perpetuar o sacrifício da cruz através dos séculos até a sua volta, e para confiar à Igreja, sua esposa muito amada, o memorial de sua morte e ressurreição.
      esus Cristo morreu na Cruz para nos salvar. Morrendo, ofereceu ao Pai um sacrifício de valor infinito, único capaz de saldar a dívida de valor também infinito que com o Criador havíamos contraído em Adão e Eva. À ofensa corresponde perdão de igual valor: à ofensa a Deus, morre Seu Filho muito amado para nos conquistar a graça.

      Essa entrega de Cristo, fundamental na Fé Cristã, é tornada presente na Missa.

      Não é o que crêem os evangílcos. Herdeiros da heresia de Lutero, eles (des) ensinam que, como o sacrifício da Cruz foi único e suficiente, como diz Paulo aos hebreus, a Missa não poderia ser um sacrifício, pois desnecessário. Afirmar o caráter sacrifical da Missa, pregam, equivaleria a negar o poder da Cruz.

      Nada mais equivocado! Realmente o sacrifício da Cruz foi único e suficiente, oferecido de uma vez por todas para a nossa salvação. Desse modo, nenhum outro sacrifício é requerido. Ocorre, todavia, que a Santa Missa não é um outro sacrifício, mas o mesmo sacrifício da Cruz tornado real, substancial e novamente presente sobre o altar. Missa e Cruz não são dois sacrifícios, mas o único, o mesmo. Dizer Missa é dizer Cruz.

      A desonestidade intelectual é galopante, assista a uma missa e prove se há alguma idolatria as imagens, na liturgia simplesmente não existe isso, deve ser fruto dos seus sonhos ou pesadelos.

      Quanto ao purgatório, novamente, nós cristãos católicos preferimos a patrística dos cristãos do primeiro séculos às falácias do Sr Moysés Magno.

      Tertuliano (160-220) na carta prega o purgatório: “A esposa roga pela alma de seu esposo e pede para ele refrigério, e que volte a reunir-se com ele na ressurreição; oferece sufrágios todos os dias aniversários de sua morte” (De Monogamia, 10).

      Clemente de Alexandria em 202, um dos teólogos mais importantes de Alexandria, explicou o Purgatório: “Através de grande disciplina o crente se despoja das suas paixões e passa a mansão melhor que a anterior; passa pelo maior dos tormentos, tomando sobre si o arrependimento das faltas que possa ter cometido após o seu batismo. Então, é torturado mais ao ver que não conseguiu o que os outros já conseguiram. Os maiores tormentos são atribuídos ao crente porque a justiça de Deus é boa e sua bondade é justa; e estes castigos completam o curso da expiação e purificação de cada um” (Stromata 4,14); “Porém, nós dizemos que o fogo santifica não a carne, mas as almas pecadoras; referindo-se não ao fogo comum, mas o da sabedoria, que penetra na alma que passa pelo fogo” (Stromata 8,6).

      Cipriano, em 249 já dizia: ”…uma coisa é penar muito tempo e purificar-se nas chamas do Purgatório e outra coisa é ter removido todos os pecados, pelo martírio”. (Na luz Perpétua, 5ª. ed., J. B. Lehmann, Ed. Lar Católico, MG,1959).

      João Crisóstomo (349-407) dizia: “Os Apóstolos instituíram a oração pelos mortos e esta lhes presta grande auxílio e real utilidade.” (In Philipp. III 4, PG 62, 204);

      Sto. Agostinho (+430), pregou o Purgatório;

      – A oração pelos mortos no purgatório está no livro 2Macabeus 12,43-46, Lutero arrancou este livro das bíblias protestantes. Este consta nas Bíblias Ortodoxas e de Gutemberg, impressa quase um século antes da rebelião de Lutero.

      E para desencargo de consciência dos ignorantes invencíveis:

      – Recentemente o presbiteriano Jerry L. Walls, professor de filosofia e religião, publicou um artigo na revista teológica protestante “First Things”, chamado “Purgatório para Todos” (Purgatory for Everyone).

      Os Padres da Igreja e a Eucaristia

      Inácio de Antioquia, do século II, dizia sobre a Eucaristia, que ela era “a Carne de nosso Salvador Jesus Cristo, a qual padeceu por nossos pecados e a qual o Pai ressuscitou por sua benignidade “.

      Cirilo de Jerusalém, ao comentar esses textos, especialmente o de Lucas, afirma: “Havendo Cristo declarado e dito, referindo-se ao pão: Isto é o meu corpo, quem ousará jamais duvidar? Havendo Cristo declarado e dito: Este é o meu sangue, quem ousará jamais dizer que não é esse seu sangue? ” (Cirilo de Jerusalém, Catech. mystag., LXXXVI, 2401)

      Cirilo de Alexandria, comentando texto análogo ao de Lucas que está em Mateus, fala: “(…) Porque o Senhor disse mostrando os elementos: Isto é meu corpo, e Este é o meu sangue, para que não imagineis que o que ali aparece é uma figura, senão para que saibas com toda segurança que, pelo inefável poder de Deus onipotente, as oblações são transformadas real e verdadeiramente no corpo e sangue de Cristo ; e que ao comungar delas recebemos a virtude vivificante e santificadora de Cristo.” (Cirilo de Alexandria, Comment. In Math. XXVI, 27)

      Com isso ele desmonta toda e qualquer tese de ser uma simples demonstração do corpo de Cristo, antes, ele assevera que as oblações se tornam categoricamente e insofismavelmente no corpo e no sangue de nosso Senhor Jesus Cristo.

      Veja o que um mártir, do primeiro século da Igreja, disse a respeito:

      “Não me agradam comida passageira, nem prazeres desta vida. Quero pão de Deus que é a carne de Jesus Cristo” (Sto. Inácio Mártir, Bispo de Antioquia, escrevendo aos Romanos, parágrafo 7, cerca de 80-110 d.C.).

      Não precisaríamos ir longe para comprovar que isso era o que criam os primeiros cristãos e toda a Igreja desde sempre, desde o seu início. A pergunta que não quer calar é: como os evangélicos, que amam a Escritura, fazem dela seu único baluarte (embora a mesma Escritura assevere que o baluarte da Verdade é a Igreja e não a Escritura – cf. 1 Timóteo 3.15) não vêem isso? Por que motivo eles fariam vistas grossas ao que colocamos aqui, da crença dos primeiros cristãos?

      Veja S. Justino falando sobre a Eucaristia:

      “Está comida nós a chamamos Eucaristia… nós não recebemos essas espécies como pão comum ou como bebida comum; mas como Cristo Jesus nosso Salvador, assim também ensinamos que o alimento consagrado pela Palavra da oração que vem dele, de que a carne e o sangue são, transformação, Carne e Sangue daquele Jesus Encarnado” (São Justino Presbítero, I Apologia, cap. 66 cerca de 148-155 d.C.).

      Aqui ele faz o elo claro, a transubstanciação. Ele também é por demais claro ao falar que o alimento consagrado É corpo e sangue de Cristo e não um pão qualquer.

      Veja isso, datado do século II também:

      “Assegurem, portanto, que se observe uma Eucaristia comum; pois há um Corpo de Nosso Senhor, e apenas um cálice de união com seu Sangue e apenas um altar de sacrifício”. (Stº Inácio de Antioquia – Carta aos Filadelfos – ano 110 d.C.)

      Outro Pai da Igreja do século II, falando clara e inequivocamente da Eucaristia como sendo de fato, e não só simbolicamente, o Corpo e Sangue de Cristo. E ele adiciona outro elemento aí: sacrifício! Ele fala em um altar de sacrifício. Os primeiros cristãos tinham isso muito claro: só havia uma Eucaristia, ela se constituía do Corpo e do Sangue de Cristo, que eram pão e vinho consagrados e transformados no Corpo e Sangue de Cristo por meio de um sacrifício!

      Não se pode falar então de Nosso Senhor e dos primeiros cristãos como hereges, idólatras ou qualquer coisa semelhante. Eles o faziam assim, e tinham plena consciência disso ser o ensino de Cristo.

      Os apóstolos foram mais claros ao falar da Eucaristia como corpo e sangue de Cristo. Alguns acontecimentos no NT reforçam isso. Logo depois da ressurreição, com os discípulos em Emaús, Cristo partiu o pão com eles e foi reconhecido justamente no partir o pão (Lc 24.30, 31, 35). Em Atos lemos que todos eram fiéis aos ensinos dos apóstolos, ao partir do pão e às orações (At 2.42). Em 1 Coríntios, Paulo ressalta a presença Real de Cristo nas espécies ao falar das conseqüências de se tomar sem o devido preparo o Corpo e o Sangue de Cristo, falando que quem o faz sem discernir, come e bebe a própria condenação (1 Co 11.29).

      Paulo fala do pão e do cálice como sendo Corpo e Sangue de Cristo: Porventura o cálice de bênção que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos, não é porventura a comunhão do corpo de Cristo? (1Co 10:16) Daí que ele adverte os cristãos a não participar da mesa do Senhor e da mesa dos demônios, pois muitos comiam carnes sacrificadas a ídolos e ele com isso evidencia que a comunhão eucarística é de fato a comunhão do Corpo e Sangue de Cristo e que não podemos profaná-la.

      Moyses ou os cristãos discípulos diretos dos apóstolos ?

    • Moyses, meu irmão… você é doente… seu fundamentalismo bíblico está te tornando um fanático..
      Parece aqueles fariseus, que julgaram Cristo porque Ele estava realizando milagres no sábado e portanto ” desrespeitando” a Sagrada Escritura… Não seja um fariseu também, irmão.
      E nem a Bíblia, nem a Igreja Católica, nem o papa, nem os padres, ninguém ordena que nos prostemos diante de imagens de gessos, por exemplo… se algum católico faz isso, é por livre arbitrio, por respeito à vida de fé de algum santo, por exemplo.
      Para mim, essas acusações são apenas opniões distorcidas de alguns protestantes , que falam com o intuito de tentar tirar a credibilidade da Igreja Católica.. acho isso uma besteira e uma falta de tempo, pois existe algo muito maior: Jesus morreu por nós, e morreu por puro amor!! Para que ficar discutindo detalhes???

DEIXE UMA RESPOSTA