Candidato a deputado federal pelo PSC, Dr. Hollywood propõe criação do “Bolsa Silicone”, diz jornalista

13

O doutor Robert Rey, conhecido como Dr. Hollywood e candidato pelo PSC a deputado federal estaria planejando vôos mais altos na carreira política e pensando em programas de estímulo à cirurgia plástica no Brasil.

Quando jovem, Robert Rey foi evangelizado por missionários norte-americanos, e em 2011 revelou que tem o hábito de orar e mensalmente doa o dízimo de seus ganhos milionários como cirurgião plástico de estrelas de cinema e socialites de Beverly Hills.

Agora, segundo nota publicada pelo jornalista Felipe Patury, Robert Rey quer criar um programa social inusitado: “Vou criar o bolsa silicone”, teria afirmado o candidato, que tem planos ainda maiores: “Agora, sou candidato a deputado federal. Daqui a quatro anos, serei presidente do Brasil”, acrescentou.

À época da filiação ao PSC, o cirurgião plástico afirmou que havia escolhido esse partido por ele ser o único que “não tem vergonha de falar de Deus” e defende o princípio de que “se você destruir a família, destrói a civilização”.


“Procurei este partido porque aqui não temos vergonha da palavra de Deus. Entendo que o mundo está entrando no caos porque as pessoas não querem ouvir mais a palavra de Deus”, afirmou o Dr. Hollywood.

Ao lado do pastor Marco Feliciano e de Eduardo Bolsonaro, filho do deputado federal Jair Bolsonaro, o Dr. Hollywood deverá ser um dos principais responsáveis pelo provável aumento da bancada do PSC na Câmara dos Deputados, pois é apontado como favorito a ser um dos candidatos mais votados nestas eleições.

A expectativa é que Feliciano arrebanhe ainda mais votos do que em 2010, quando foi eleito com mais de 212 mil votos em sua primeira candidatura. Se Robert Rey repetir o feito do pastor há quatro anos, muitos candidatos menores do partido serão favorecidos pelo coeficiente eleitoral, previsto na legislação brasileira como mecanismo de equilíbrio de representatividade.


13 COMENTÁRIOS

    • STARDUST
      INVEJOSO DEIXE DE SER OTÁRIO, NÓS PAGAMOS PARA GAYS MUDAREM DE SEXO ENQUANTO PESSOAS QUE PRECISAM DE REDUÇÃO DO ESTOMAGO, ESPERAM ANOS, DEIXA O CARA COLOCAR SILICONE EM VC, SÓ RECLAMOU PORQUE PARA TI A MAMÃE PAGA KKKKKKK

    • MARY
      POIS É MAIS UMA VEZ VEMOS COM CLAREZA AS PESSOAS QUE SÃO DIZIMISTAS E OFERTANTES PROSPERAM, ENQUANTO A TURMA DO POEIRINHA É SÓ INVEJA KKK
      “A inveja é a paixão que vê com maligno desgosto a superioridade dos que realmente têm direito a toda a superioridade que possuem.” (Adam Smith)

      Tom Jobim já dizia que, no Brasil, o sucesso é ofensa pessoal. Pode ser politicamente incorreto dizer isso, mas não deixa de ser verdade: somos um país dominado por invejosos. A inveja não encontrou, por aqui, freios sociais possantes. É o que costuma acontecer em países mais coletivistas. Afinal, o sucesso é o destaque de indivíduos frente ao grupo, por seus méritos pessoais. E isso pode não ser muito suportável para aqueles que não chegam lá…

      Em entrevista recente, a modelo e apresentadora Fernanda Lima foi mais uma a desabafar: ”Acho que a gente tem que estar aberto as críticas e quanto mais sucesso você faz, mais críticas você recebe. É muito difícil fazer sucesso no Brasil, as pessoas não gostam muito de ver as pessoas subindo, fazendo sucesso. Eu aprendi a lidar com isso. Hoje em dia não me magoa tanto, mas já fiquei bem chateada com as críticas”.

      O grande perigo da pressão social movida pela inveja é impor um comportamento politicamente correto e covarde nas pessoas bem-sucedidas. O rico empresário, mesmo honesto, tem vergonha de assumir que ganhou dinheiro e que isso não é pecado, mas sim fruto de seus méritos. A bela modelo fica constrangida porque a beleza incomoda, principalmente numa época de total relativismo ético e estético. E por aí vai.

      Se o Brasil pretende avançar, prosperar, e preservar liberdades individuais, então vai ter de lidar com essa “inveja coletiva”, uma marca nacional que atravanca nosso desenvolvimento e mantém o país preso à mediocridade.

      Sim, algumas pessoas são melhores, possuem mais habilidades em áreas específicas, são mais inteligentes, esforçam-se mais, desfrutam de maior beleza, desenvolveram hábitos mais virtuosos. Repetir que “todos são especiais” é consolo para fracassado e o mesmo que dizer que ninguém é especial.

      Hitler, afinal, era um ser humano. Somos mesmo todos “apenas diferentes”? Está na hora de assumir que não, e colocar a pressão social contra os invejosos, e não contra seus alvos…

  1. • Segue a lista dos deputados que compõem a bancada evangélica, com
    destaque para aqueles que estão prestando contas à Justiça. O
    levantamento foi feito pela organização não governamental Transparência
    Brasil1
    José da Cruz Marinho (Zequinha)– PSC/PA
    Hidekazu Takayama – PSC/PR
    Sabino Castelo Branco – PTB/AM
    Ronaldo Nogueira – PTB/RS
    Ronaldo Fonseca de Souza – PR-DF
    Paulo Roberto Freire da Costa – PR/SP
    Francisco Eurico da Silva (pastor Eurico) – PSB/PE
    Marco Antônio Feliciano (pastor Feliciano – PSC/SP
    Lauriete Rodrigues de Almeida – PSC/ES
    João Campos de Araújo – PSDB/GO
    Fernando Frascisshini – PSDB/PR
    Filipe de Almeida Pereira – PSC/RJ
    Fátima Lúcia Pelaes – PMDB/AP
    Erivelton Santana – PSC/BA
    Costa da Conceição Costa Ferreira – PSC/MA
    Antônia Luciléia Cruz Ramos Câmara – PSC/AC
    Cleber Verde Cordeiro Mendes – PRB/MA
    Anderson Ferreira Rodrigues – PR/PE
    Lindomar Garçon – PV/RO
    Marcos Rogério da Silva Brito – PDT/RO
    Nilton Baldino (Capixaba) – PTB/RO
    Silas Câmara – PSC/AM
    José Vieira Lins (Zé Vieira) – PR/MA
    Marcelo Theodoro de Aguiar – PSC/SP
    Lilian Sá de Paula – PR/RJ
    Leonardo Lemos Barros Quintão – PMDB/MG
    Laércio José de Oliveira – PR/SE
    Edmar de Souza Arruda – PSC/PR
    Edson Edinho Coelho Araújo (Edinho Araújo) – PMDB/SP
    Benedita Souza da Silva Sampaio – PT/RJ
    Anthony William Garotinho Matheus De Oliveira (Anthony Garotinho) – PR/RJ
    José Carlos Vaz de Lima – PSDB/SP
    José Heleno da Silva – PRB/SE
    Márcio Carlos Marinho – PRB/BA
    Otoniel Carlos de Lima – PRB/SP
    Vitor Paulo Araújo dos Santos – PRB/RJ
    George Hilton Dos Santos Cecílio (George Hilton) – PRB/MG
    Antonio Carlos Martins de Bulhões – PRB/SP
    Jhonatan Pereira de Jesus – PRB/RR
    Jefferson Alves de Campos – PSB/SP
    Mário de Oliveira – PSC/MG
    Josué Bengtson – PTB/PA
    Rodrigo Moreira Ladeira Grilo – PSL/MG
    Adilson Soares – PR/RJ
    Jorge Tadeu Mudalen – DEM/SP
    José Olímpio Silveira Moraes (missionário José Olímpio) – PP/SP
    Francisco Floriano de Souza Silva – PR/RJ
    Walney Da Rocha Carvalho – PTB/RJ
    Áureo Lidio Moreira Ribeiro – PRTB/RJ
    Carlos Humberto Mannato – PDT/ES
    Washington Reis de Oliveira – PMDB/RJ
    Iris de Araújo Resende Machado – PMDB/GO
    Roberto Alves de Lucena – PV/SP
    Bruna Dias Furlan – PSDB/SP
    Eduardo Cosentino da Cunha
    Henrique Afonso Soares Lima – PV/AC

DEIXE UMA RESPOSTA