Estudantes de diferentes religiões fazem grupo de oração em cursinho pré vestitular para ir bem na prova do Enem

2

Neste fim de semana, milhões de estudantes brasileiros estão fazendo a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que é o passo inicial em direção às principais universidades do país. Além dos estudos intensivos para a prova, um grupo de estudantes decidiu pedir uma “mãozinha divina”, organizando um grupo de oração em um cursinho pré-vestibular.

Formado por jovens de diferentes religiões, o grupo se reúne em um cursinho na cidade de São José dos Campos (SP), e os encontros se tornaram mais frequentes e intensos na última semana, que precedeu as provas do Enem.

Chamada “Medita”, a iniciativa reúne cerca de 30 jovens que oram, cantam e fazem até teatro uma vez por semana, sempre ao final da rotina extensa de estudos. O grupo une de católicos a evangélicos, além de representantes de outras tradições religiosas, com intuito de ouvir uma mensagem de apoio em uma fase considerada intensa e desgastante para muitos alunos.

– É um grupo que não fala de religião, vamos buscar Deus para nos ajudar. Como na maioria das vezes não temos tempo para ir na igreja por causa da rotina de estudos, esta é uma oportunidade para isso – explicou a estudante Ana Carla dos Santos Souza, de 17 anos, que está no primeiro ano de cursinho e quer ingressar no curso de Engenharia Mecânica.


– Esse encontro me ajudou completamente. Nosso foco melhorou demais – completou Ana.

Em busca de uma vaga no curso de Engenharia Mecânica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), um dos vestibulares mais concorridos do país, Vinícius Cunha Carvalho Lima, de 18 anos, também participa do grupo de oração, como forma de manter o equilíbrio emocional durante a fase de provas.

– A gente só estuda o dia inteiro e um vai ajudando o outro, dando apoio em alguns ‘perrengues’. Podemos louvar a Deus e passar uma palavra de fé ao colega. Lemos trechos da bíblia que cabem muito no nosso dia a dia. Até gente que não acreditava em Deus participou do grupo e gostou – afirma o estudante.


2 COMENTÁRIOS

  1. Que iniciativa desses cristãos, porque há outros que ficam presos em casa, não querendo respirar o mesmo ar de outros “pecadores desviados”.

    Apesar disso, não creio que um ateu dedicado perca espaço numa vaga do enem por causa de oração…

DEIXE UMA RESPOSTA