No programa Agora é Tarde, ex paquito da Xuxa, Alexandre Canhoni, fala sobre seu trabalho missionário na África

23

Alexandre Canhoni, conhecido como Xand, é um ex-paquito da Xuxa que deixou sua carreira artística de lado para se tornar evangélico e hoje atua como missionário em um projeto humanitário no Níger, considerado o pior país do mundo para se morar. Na última terça feira (16), Alexandre esteve no programa “Agora é Tarde”, apresentado por Danilo Gentili, onde falou de sua atuação como missionário evangélico.

Canhoni falou de sua mudança de vida, saindo do show business, onde trabalhava com crianças sem gostar do que fazia, e indo parar no campo missionário, onde atualmente ajuda a cuidar de mais de 2 mil crianças. Além de mudar sua perspectiva a respeito das crianças, o ex-paquito revelou que tem também 15 filhos adotivos.

– Hoje eu me sinto realizado por lá, eu venho mais para controles de saúde e para divulgar o projeto – afirmou.

O missionário contou também sobre sua conversão, quando questionado por Gentile sobre o porquê de uma pessoa que tinha fama, dinheiro e tudo mais “encaminhado” abandonou tudo para viver no segundo país mais pobre do mundo.


– Esse encontro que aconteceu, se deu há 18 anos atrás (…) Jesus mudou a minha história – contou Canhoni, que confirmou também o questionamento do apresentador que sua trajetória de vida foi “um caso de conversão”.

– Eu tinha repugnância ao “povo chamado crente”, e etc… Os caras vinham Domingo, eu tava querendo dormir, bater na minha porta: “olha, vamo pro culto” (sic). Na realidade eu vi que Jesus é muito além disso, Jesus é um modo de vida – explicou.

– Eu não posso vir aqui e falar “você vai pro inferno”. Eu tenho que vir aqui e mostrar no meu testemunho algo que você vai falar: “o cara mudou”. (…) Muitos dizem “faça o que eu falo, mas não faça o que eu faço”, e nisso me afastou até bastante dos caminhos de templos e tudo, e eu falei: Eu quero seguir a Palavra, eu quero seguir os passos de Jesus. E Jesus é amor, Ele é compreensão, Ele é misericórdia, e Ele é paz – completou.

Alexandre falou também sobre como é desenvolver um trabalho cristão em um país que tem 99% de sua população islâmica. Ele afirma que, apesar de ser um trabalho perigoso e de ter até mesmo pessoas que joguem pedra em sua casa por isso, seu trabalho é reconhecido pelas autoridades locais, e que existe um respeito pelo trabalho social que ele desenvolve no país.

Ele contou também que se envolveu com o trabalho de tal forma que não quer mais voltar para o Brasil. E contou ter recebido várias propostas para atuar no mercado gospel brasileiro, inclusive para criar algo chamado “pacristo”, um trocadilho em alusão a sua antiga carreira artística.

– Jesus me chamou para fazer discípulos, e não para cantar pra crente – afirmou, explicando seu ministério e sua postura em negar tais convites.

Assista a entrevista completa:

Assine o Canal

Conheça mais sobre o trabalho missionário:

guerreirosdedeus.com.br

Por Dan Martins, para o Gospel+

23 COMENTÁRIOS

  1. Deve ter muito crente, pastor e cantor gospel deve ter doido na alma, pois o que xand falou umas verdades, qual é o verdadeiro papel do evangelico de cristo e não o q é feito nas igrejas nos templos maioria das vezes hj em dia. Uma coisa pode dizer jesus cristo não é religiao e nunca criou nada disso, ele maior do q homens, religiao, pois ele é o caminho a verdade ea vida e deixou qual é o seu verdadeito evangelico

    • Onde você mora John John? No Rio ou no nordeste? Numa grande cidade? Tem alguma favela perto de onde você mora ou trabalha? Moradores de rua? Você já está ajudando a algum deles?

  2. o cara faz uma boa ação e sempre tem um babaca gayzista que só pensa em seu propio bem estar(e nao faz nada pelo resto do mundo só pela sua causa) para menosprezar a atitude do cara falando : Livrando os africanos da maldição do paganismo, né? Hum.(alberto césar da costa maia)é um idiota.

  3. Como me edificou o testemunho desse abençoado homem de Deus! Sou missionária no nordeste, e muitas vezes acho algumas coisas 'difíceis' como o calor, e muitas outras coisas…. E lá é 60° na sombra. E a pobreza? Conheço miss lá, Roberto e Telma, Brad Womble; Como foi renovador para o contentamento e gratidão! Como somos ingratos mtas vezes.

  4. Esse parece ser realmente um discipulo de Cristo… “Jesus me chamou para fazer discípulos, e não para cantar pra crente” Show!! Um exemplo pra mim e pra Silas, Falaciano e muito outros.

    • Amado Wellington,cada um tem um chamado, facil criticar dificil fazer algo, talvez você quero ser voluntario junto com Alexandre na Africa que tal??Va pra lá e depois talvez tenha moral pra criticar alguém.

      • Foi por esse motivo que eu disse que ele era um exemplo pra mim e muitos outros… Os lideres evangélicos em 90% dos casos só querem aparecer, quando o principio é fazer sem ser visto. Na Verdade há uma frase que diz: Existem dois grupos de pessoas, os que fazem e os que levam o crédito, prefira sempre estar no 1ºgrupo pois no segunda há muita concorrência…

  5. Vi a entrevista, entrei no site e fiquei surpreendida com o trabalho social.
    Sempre são as classes menos favorecidas que se comovem e ajudam .Artistas , politicos VCS que tem tanto ajudem esse projeto é verdadeiro e honesto!!!!

  6. Onde você mora John John? No Rio ou no nordeste? Numa grande cidade? Tem alguma favela perto de onde você mora ou trabalha? Moradores de rua? Você já está ajudando a algum deles?

DEIXE UMA RESPOSTA