Igreja Universal ameaça processar cartunista por conta de charge sobre “Gladiadores do Altar”

114

A Igreja Universal do Reino de Deus ameaçou processar um cartunista por causa de uma charge em que o artista faz sua crítica ao projeto “Gladiadores do Altar”.

Na charge em questão (foto), um gladiador da Universal mata uma mãe de santo com uma espada. O projeto “Gladiadores do Altar” reúne jovens membros da denominação do bispo Edir Macedo, vestidos de uniforme, que se apresentam marchando e gritando palavras de ordem.

A associação com uma milícia ou organização paramilitar foi imediata nas redes sociais, porém, os objetivos da denominação com o projeto, oficialmente, são exclusivamente eclesiásticos.

No entanto, houve quem fizesse associação com o extremismo religioso do Estado Islâmico, alegando que os jovens poderiam perseguir os adeptos de religiões afro-brasileiras. Um dos adeptos dessa teoria é o deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL-RJ).


Dentro da repercussão desse ponto de vista ocorrida nas redes sociais, o cartunista Vitor Teixeira publicou a charge em sua página no Facebook, e automaticamente entrou na mira do departamento jurídico da Igreja Universal, que ameaçou processá-lo caso a página não fosse apagada.

“A propagação da intolerância religiosa feita pelo ‘cartunista’ precisa ser cessada de forma imediata, de forma que o provedor Notificado deve retirar de imediato a página do ar, sob pena de dano irreparável ou de difícil reparação”, dizia o e-mail enviado ao artista.

De acordo com o Brasil Post, Teixeira não aceitou a sugestão da Universal e propôs um acordo extrajudicial, e se ofereceu para remover apenas a charge que havia causado incômodo à denominação. A Universal aceitou e a imagem foi removida da página.

Porém, o cartunista não deixou o assunto por menos: reproduziu a notificação da denominação em sua página no Facebook, argumentando que não poderia deixar o episódio cair no esquecimento: “É uma questão de honra. Eles são um império da comunicação – têm TV, jornal e rádio – e estão falando para uma pessoa independente que ela não pode falar, atacando um peixe pequeno. É um absurdo”, desabafou.

Por fim, o cartunista publicou outra charge, ironizando o assunto e prometendo continuar a fazer e divulgar sua arte nas redes sociais: “Não me calarão”, escreveu.

Cartunista protesta contra Igreja Universal
Cartunista protesta contra Igreja Universal

114 COMENTÁRIOS

  1. A iurd diz que os “gladiadores do altar” não visa a perseguição de nenhum grupo religioso ou qualquer outro propósito fora de “ganhar almas” mas foi só um cartunista se expressar de forma artistica de como vê esse grupo da iurd que já sentiu na pele a perseguição.

    A iurd visa o poder religioso, financeiro, midiático e politico. E não medirá esforços e dinheiro para conseguir seus intentos.

    Aonde já se viu igreja com partido politico? igreja com emissora de televisão secular ? igreja com banco?

    Não só as religiões afro, mas os próprios evangélicos, e os católicos e cristãos correm risco com a iurd. A televisão francesa já fez um documentário sobre o perigo que a iurd representa:

    “universal: uma ameaça ao pais dos crentes”

    https://youtu.be/9WFhg3zsK7E

    • O estardustio ELES ESQUECERAM DE COLOCAR, NA MATERIA ALGO QUE FOI DITO.
      E Que você deve tambem tomar cuidado, e não pense você que postar aqui com um nick faz você estar escondifo;
      LEIA COM ATENÇÃO;
      No estado de direito, a liberdade de expressão não autoriza ou legitima absurdos como tal imagem horrenda, veiculada de modo irresponsável. Voluntariamente, o chargista apagou a postagem, certamente por reconhecer o erro que cometeu. A Universal respeita e defende as liberdades constitucionais de crença, de culto e de opinião. Mas jamais aceitará calada ataques delinquentes de preconceito e rancor. Casos semelhantes terão tratamento igual perante a Justiça.”

      VEJA PARA VOCÊ QUE GOSTA DE PASSARO DIA INTEIRO ATACANDO A UNIVERSAL.

      Mas jamais aceitará calada ataques delinquentes de preconceito e rancor. Casos semelhantes terão tratamento igual perante a Justiça.”

      • cessar 7 , também não concordo com esse tipos de charge seja para quem for, mas você esta ameaçado , bom Jesus mandou perdoar 70×07 é ate ele mesmo não se importou com as criticas ele disse o meu reino não é desse mundo, falando assim como disse em tom ameaçador , iremos pensar que vocês são intolerantes como aqueles que os calunia afinal você mesmo sempre aqui nesse site critica outros que não concorda com você .

  2. Stadust,eles são pequenos,é como se fossem uma grande empresa.São 1 milhão e oitocentas
    pessoas.E estão crescendo em ordem decrescente.Também estão em luta para combater o
    fanatismo que eles mesmo chamam de praga jogada por satanás para destruir o povo de
    DEUS.Por enquanto não representa perigo.

    • CADE A LIBERDADE DE EXPRESSÃO QUE VOCES TANTO DEFENDEM ???
      VOCES SÃO MUITO HIPÓCRITAS MESMO
      ACHAM QUE LIBERDADE DE EXPRESSÃO SÓ SERVE PRA VOCES NA HORA DE CHAMAR OS OUTROS DE ENDEMONIADOS E ABERRAÇÕES ??
      CRIA VERGONHA NESSA SUA CARA, CRENTE IDIOTA . . .

        • é liberdade de expressão sim
          porque voces podem falar o que bem entendem da religião dos outros ??
          chamando todo mundo de filho do demonio ??
          chamando gays e ateus de aberrações ??

          Agora com a IURD ninguem pode falar nada ??
          como assim ???

          aonde tá escrito que liberdade de expressão não inclui a Universal ??

          deixe de ser hipócrita . . . .

        • DD
          não entendi, a Universal é sua mãe ?? ou seus filhos ??

          é apenas mais uma igreja , o proprio Macedão já espinafrou as religiões afro em seu livro cheio de preconceito – Orixás, Caboclos e Guias: Deuses ou Demônios?

          agora ele esta acima das críticas ??
          em que mundo voce vive ??
          aqui existe SIM a liberdade de expressão PARA TODOS
          não só pra voces, os evangélicos, cheios de ódio . . . .

          • DENNIS OLA , não sou da universal , e sou contra o preconceito sim, e sou a a favor da analise ,acredite ou não eu respeito a todos , mas ha também um preconceito de ateus de macumbeiros e intolerância sim de vários contra os evangélicos , e eu não disse que não deve se analisar ou criticar quem quer que seja, afinal e´isso que eu e você esta fazendo aqui então somos intolerantes? Claro que não, Colega sou contra a teologia da prosperidade da universal ,mas me fale essa charge um enfiado a espada no outro condiz com sua aprovação? Bom isso ja não é um preconceito ? Sabe o que acho engraçado as pessoas principalmente humoristas ou outros escrevem o que querem mas vai fazer uma brincadeira dessas com eles ou depende da critica feita se eles vã aceitar , como disse sou a favor da analise critica a qualquer um ninguém é incriticável , como ja disse não sou dessa igreja mas ter livre expressão não é também disser tudo o que quer, isso pode se tornar calunia ,pense racionalmente alguém da universal ja enfiou a espada em outras pessoas? Ha imagens que valem mais que palavras e pode destruir ou construir. Valeu colega tenha uma boa tarde

          • Dennis , o Macedo e outros ai não me representa e a universal por mais que tenha muitos aproveitadores não é so uma igreja quatro parede la tem pessoas que também devem ser respeitadas com o mesmo respeito que você aqui exige, também não te entendi se a igreja é só igreja sem valor algum para você porque você se preocupa com as outras instituições ou crenças , então são so instituições ou crenças ou mais uma para você , se você é tão imparcial luta pelos direitos ,não tem ódio, tem de concordar que essa charge é ofensiva sim e e´ isso que eu quis dizer liberdade de expressão sim e não estimulo a violência seja para qualquer lado. VALEU Dennis até mais.

          • DD

            posso ser bem sincero
            Muitas coisas que os evangélicos fazem e dizem NÃO condiz com a minha aprovação .
            Mas o que eu posso fazer ? como falei, liberdade de expressão e para todos . . .

            Não acho a ilustração tão mentirosa assim
            Todos nós estamos cansados de saber que muitos evangélicos tem o hobby de invadir templos de outras religiões e quebrar tudo, porque são um bando de ignorantes, só isso .
            Então acho a ilustração muito real e apropriada.
            Os evangélicos querem sim exterminar as outras religioes
            e é isso que a ilustração mostra claramente.
            Eles acham que todos devem abandonar suas crenças, pra fazer parte da igreja deles. praticamente uma ditadura .

            Eu nunca soube de adeptos de outras religiões invadindo , quebrando, urinando em cima de NADA da religião evangelica.
            Mas infelizmente, não posso falar o mesmo sobre eles, os evangélicos .

  3. Olha aí a perseguição ao chargista! Olha aí a Inquisição ameaçando acender a pira!

    A continuar assim, logo, logo se multiplicarão apoios do tipo “Je suis Vitor Teixeira”!

    Lembrem-se todos do que houve na França! A liberdade não será vencida no Brasil!

    Fundamentalistas, no Brasil a imprensa é livre, e não toleramos perseguição religiosa!

  4. O historiador Bertone Sousa escreve em tom de alerta sobre o acirramento da intolerância religiosa no Brasil. Em seu esclarecedor texto ele aborda a IURD.

    Copie e cole na barra de navegação:

    h t t p s: // bertonesousa. word press. com

    • Sandro, em 2010 a Folha de São Paulo fez graves denúncias contra a universal.Ofendida,
      a universal,através de seus seguidores fanáticos orquestraram milhares e milhares de
      processos contra a folha em todo o Brasil.Tinha cidadezinha do interior do Nordeste em
      que eles não conheciam a folha,mas alegavam que foram ofendidos e todos queriam
      dinheiro.Através de seus advogados,foi montado uma central de processos e a Folha venceu
      em todas.muitos seguidores foram condenados por litigância e má-fe.A universal estava
      usando o judiciário para reprimir a liberdade de imprensaTambém já tentaram calar esse site.A briga foi feia.A folha vitoriosa.

  5. Segue Importante texto publicado pelo historiador Bertone Sousa.

    “Intolerância religiosa, nossa velha conhecida

    Muitos ainda não conseguem perceber, mas a intolerância religiosa no Brasil vem crescendo silenciosamente e com visibilidade maior (embora ainda esporádica) na imprensa. Curiosamente, a maior parte dos gestos de intolerância vem de fiéis de religiões cujos líderes são os que mais reclamam de “perseguição religiosa” – contra eles próprios, é claro – e fecham os olhos e/ou desviam a atenção para ações que cerceiam outros credos e não credos.

    Recentemente, uma lei foi aprovada em Florianópolis obrigando escolas públicas e privadas a ter Bíblias e colocá-las em local de destaque, além de “sugerir” que exemplares sejam distribuídos nos pátios das escolas. Mas qual o problema em distribuir bíblias em escolas? – alguém pode perguntar. O problema consiste no fato de que no país inteiro projetos de lei de teor religioso têm se avultado e, uma vez aprovados, transformam instituições públicas e privadas, mormente escolas, em pontos privilegiados de doutrinação religiosa. Contra essas atitudes, é preciso reafirmar sempre eloquentemente que proselitismo religioso deve estar fora da escola.

    Vários outros municípios têm aprovado leis obrigando a realização de orações ou de leituras de Bíblia antes das aulas, em clara violação ao princípio da neutralidade do estado em matéria de religião. A cada eleição vem crescendo o número de parlamentares vinculados a instituições religiosas e que não raramente se candidatam com o fito de legislar a favor de seu grupo religioso e em detrimento do restante da sociedade. Protestantes pentecostais são os que mais se destacam nesse contexto. Esses agentes se utilizam do princípio da laicidade do estado para redigir e votar projetos de lei que privilegiam confissões religiosas.

    Outro fato que também chamou a atenção nas últimas semanas foi a criação, por parte da Igreja Universal, dos “Gladiadores do Altar”, um grupo de jovens que agem como esquadrão militar e cumprem ordens como soldados. O vídeo da formação desse grupo viralizou e chamou a atenção de outras religiões pela possibilidade de atos de intolerância que isso pode acarretar. É legítima a preocupação de outros grupos, especialmente de religiões de matriz africana, que entraram com ação judicial preventiva em relação a isso.

    Algumas ações da Igreja Universal já despertaram animosidade pelo teor de agressividade que continham. Nos anos 90, um vídeo em que Edir Macedo ensinava pastores a cobrar dízimos dos fiéis num intervalo de jogo de futebol entre eles, mostrou o caráter arrivista da liderança da Universal. No vídeo, Macedo cobrava mais firmeza na hora de pressionar os fiéis a doarem e dizia que quem não der [dinheiro] pra igreja, que se dane. Na mesma década, um pastor de sua igreja chutou e hostilizou uma imagem de Aparecida em culto televisionado. Por ações como essas, poucas instituições religiosas figuram tão negativamente no imaginário social como a Igreja Universal. Hoje, Macedo é um dos homens mais ricos do país e seu Templo de Salomão, obra faraônica de 680 milhões de reais inaugurado em 2014, foi uma demonstração de grandeza e poder que busca ofuscar seus rivais no segmento religioso, especialmente Valdemiro Santiago.

    Mas o Templo de Salomão e os gladiadores do altar têm algo em comum: evocam o Antigo Testamento e, no caso destes últimos, a noção de uma guerra contra os inimigos de Deus. Não é por acaso que as figuras de liderança do Antigo Testamento, como Moisés, Josué, Davi e Salomão são as preferidas das lideranças neopentecostais por evocarem força, autoridade e também para legitimarem discursos beligerantes contra outras religiões. Na Antiguidade, a guerra e a pilhagem eram a ordem do dia e os povos conquistados em geral eram massacrados pelos conquistadores. Os deuses não eram universais, mas territoriais e sua grandeza se manifestava na superioridade militar de um povo sobre os demais. Por outro lado, na Roma Antiga, gladiadores eram escravos treinados para lutar até a morte em arenas para entretenimento público. O termo vem do latim gladius, isto é, gládio, espada. Essas traduções descontextualizadas de narrativas do Antigo Testamento e formação de grupos beligerantes não são inconstitucionais, mas se mostram potencialmente perigosas por reforçar a crença cega numa autoridade religiosa e exacerbar os sentimentos de animosidade para com outros agentes sociais.

    A cosmovisão pentecostal é dicotômica e tende a ver inimigos potenciais por toda parte, por isso a centralidade do conceito de guerra espiritual em sua teologia, que se manifesta na denegação permanente da alteridade, quando não na violação velada ou patente de seu direito constitucional de crença em outros deuses ou mesmo descrença. Em 2014, por exemplo, alguns adeptos do candomblé foram expulsos de morros no Rio de Janeiro por traficantes que frequentavam igrejas pentecostais que passaram a não tolerar mais a “macumba”, como são genérica e pejorativamente chamadas as religiões de matriz africana. Em alguns locais, chegou a ser imposto o fechamento de terreiros. Há um silêncio das lideranças religiosas em relação a essas ações que tem se tornado cada vez mais frequentes.

    Da aprovação de leis que claramente violam a laicidade do estado à formação de grupos paramilitares no interior de instituições religiosas é possível verificar que a liberdade de culto e de expressão começa a anuviar no Brasil. Agora querem até mudar a constituição e incluir nela que “todo poder emana de Deus”; isso é uma passo rumo à teocracia. É preciso que o Ministério Público esteja atento a essas leis, aos desdobramentos desses acontecimentos e aos pedidos de investigação de intolerância, para que essa violência simbólica não se generalize em atos explícitos de violência contra a alteridade ou de sabotagem do estado laico.”

    Fonte: h t t p s: // bertonesousa. word press. com

    • Realmente o texto acima é muito esclarecedor., os pais de família devem orietantar seus filhos para ficar de fora destes fanaticos peçonhentos que dizem serem de Deus , mas na verdade estão a serviço de satanas., oremos

      • Concordo com você, Lopes, e acho que a igreja católica deveria reagir contra esse movimento dominionista dos evangélicos brasileiros antes que tenhamos uma guerra civil.

        • Sandro,o correto é eles provocarem uma guerra santa,pois só assim os
          poderosos terão motivos para destruí-los.Eles não suportam uma tarde
          de ataque e depois prisão perpétua para os líderes envolvidos com sequestro de todos os bens.No Egito,os líderes da irmandade mulçumana
          foram condenados à morte.Na Argélia,em 1996,80 mil fanáticos foram mortos
          pelo exército chamado de ninjas que deram um golpe de estado contra a
          implantação do regime teocrático.Foi um terrível mal,mas um mal com
          fim.

    • Vc diz que no RJ adeptos do candomblé foram expulsos dos morros.
      E por tranficantes que seriam evangélicos…
      Já tinha lido sobre isso.
      Porém temos aí um paradoxo.
      Com as palavras “traficante” e “evangélico” na mesma frase.
      Ora, se o cara é evangélico, como pode ser traficante?
      Ou, se é traficante, como pode ser evangélico?
      Pessoas que fazem tão mal como eles, verdadeiros mercadores da morte…
      Seria muita cara-de-pau pisar numa igreja, seja lá qual for.
      Quem está num lugar sagrado, está buscando a Deus.
      Quem está na igreja, deve seguir os ensinamentos de Cristo.
      E mostrar que está arrependido da vida de crimes.
      Só assim será ouvido por Deus.
      Quem é bandido e evangélico, tem de escolher.
      Ou é bandido ou é evangélico, os dois não dá.

      • “A fé também é o tema de mensagens de texto trocadas entre os detentos, segundo constatou a polícia por meio da análise de telefones celulares apreendidos durante as operações policias. Nas mensagens, presos invocam o nome de Deus como proteção para cometer crimes, como assaltos, homicídios e até mesmo fugas de presídios. “Vá lá mano. Vai dá (sic) tudo certo, Deus está contigo e ele vai cegar esses vermes pra não te enxergarem dentro da mata. Vc (sic) vai conseguir”, dizia uma das mensagens flagradas na caixa de entrada de um dos foragidos do Ipat recapturados”

        FONTE: a critica

      • Pois é, Seita Cheque (ou seria “a seita aceita cheque”?), esses são os atuais frutos das modernas igrejas pentecostais e neopentecostais que trocaram o Evangelho de Cristo pela teologia da prosperidade e a busca do poder politico: nã produzem mais conversos, mas convencidos cheios de carnalidade, ódio, divisões, busca de enriquecimento sem trabalho, poder político e domínio do Estado e das consciências; esse movimento produz multidões de falsos crentes, individuos que nunca se converteram, de fato.

  6. Eu não sou da Universal e nem tampouco admirador das doutrinas da IURD, mas esse cartunista
    na verdade exagerou e muito, pois o cartoon que ele fez não era uma forma de protesto ou de livre expressão, e sim ele criou um cartoon incitando ao ódio religioso.

    Existem formas mais pacificas e inteligentes de manifestar a nossa liberdade de expressão.

      • É meio estranho criticar a intolerância religiosa na Brasil, e ao mesmo APOIAR a uma determinada emissora que propaga lixo pornográfico, e ridiculariza evangélicos.

        Esquisito, não acha?

        • Não acho não, porque? vc tem esse costume? se tiver saiba que não o condeno por isso, visto essa emissora não ter sido adquirida “em nome de Deus”, usando dinheiro dos que acreditavam nisso, portanto não tem a obrigação de ser a favor de qualquer religião que seja. Se há perseguição aos evangélicos? bom, eu não tenho visto isso, tenho visto pela tv cristãos sendo mortos no oriente médio pelos fundamentalistas religiosos, isso sim é perseguição.

      • O chutador da imagem agiu de maneira correta, não preciso explicar, a bíblia nos ensina a quem devemos adorar, mas errou quando feriu a fé dos outros, que por ignorâncias creem nas suas esculturas, obras de mãos humanas.

        • E a Bíblia não é obra de cérebro e mãos humanas, ou um anjo desceu do céu e escreveu a Bíblia? Se os evangélicos veneram imagens sacras, evangélicos idolatram um livro.

          • Era só o que faltava… evangélicos adorando imagens… se bem que duvidando como anda a religião evangélica não tá longe não… muitos evangélicos já andam com objetos “ungidos”, como amuletos gospel…

        • ” Conhecido por chutar a santa, bispo Von Helde retorna ao Brasil rompido com a Igreja Universal

          Conhecido como o “o bispo que chutou a santa”, Sérgio Von Helde está de volta aos holofotes com o lançamento de um livro chamado “Um Chute na Idolatria”.

          Rompido com a Igreja Universal do Reino de Deus, Helde agora lidera as filiais brasileiras da Igreja da Restauração, fundada há doze anos pelo bispo Angelo Barbosa, que também é um dissidente da denominação de Edir Macedo.

          Ao final, o bispo nega que tenha chutado a santa, mesmo com a imagem famosa no mundo todo dizendo o contrário: “Se tivesse chutado, teria quebrado meu pé, porque aquilo parecia de ferro. Mas a Globo ficou insistindo na imagem. Então, ficou na cabeça das pessoas que eu chutei. Qualquer pessoa inteligente vê que eu não chutei. Mas o povo brasileiro é muito ignorante espiritualmente. É falta de conhecimento da palavra de Deus. É bom explicar isso para não dizer que estou chamando o povo de ignorante”

          FONTE: gospelmais (27 de agosto de 2014)

      • “Cristão” stardust a questão não é a IURD em si, e sim o conteúdo do cartunista é agressivo e incita a violência.

        Se Von Helder chutou o ídolo católico isso é um problema dele com a justiça. Se ele infringiu qualquer lei, que seja então julgado conforme a lei determina, e da mesma forma o cartunista que fez esse cartoon de uma forma agressiva.

        Sua obsessão pela IURD está te cegando, ainda mais alguém que se diz “cristão”.
        Volto a repetir ( não sou da IURD ) , mas acho que usar o bom senso e a coerência as vezes funciona.

        Shalom!!!

  7. O estranho é que estão fazendo com a seita universal é semelhante ao que o protestantismo fazia com a Igreja Católica. A diferença é que Lutero baixava o nível.
    Nesses tempos de discussão sobre o respeito às crenças religiosas alheias, convém mais do que nunca trazer à tona uma faceta de Martinho Lutero que pouca gente conhece: o de gravurista que não tinha limites para a baixaria.
    Bem diferente do que muita gente pensa, não foi por meio da distribuição de bíblias que a Reforma Protestante difundiu sua doutrina. A grande arma de propaganda dos “reformadores” eram panfletos com gravuras ridicularizando o Papa e o clero das formas mais asquerosas possíveis, no melhor (ou pior) estilo da revista Charlie Hebdo.
    Ânus, cocô e demônios eram elementos quase onipresentes nos desenhos de Lutero e sua turma. Pudera… a boca fala do que o coração está cheio! Vejam que “primor”, por exemplo, o texto que acompanha a gravura acima, De Ortu et Origine Monachorum (“A Fonte e a Origem dos Monges”): diz que o capeta teve uma dor de barriga e, ao se aliviar sobre uma forca, de seu traseiro saíram os monges. Será que Luterinho, ex-monge agostiniano, estava então contando sua própria história de vida?
    É preciso dar um desconto para Lutero, afinal, diferente dos cartunistas franceses, ele não usava a imagem de Cristo para blasfemar, nem tampouco a da Santíssima Virgem, de quem era devoto. Por outro lado, enquanto as charges do jornal francês nunca incitaram a violência física contra ninguém, Lutero, por sua vez, pedia em uma gravura que o Papa e os cardeais fossem mortos na forca e tivessem suas línguas pregadas ao lado.
    Uma gravura , intitulada Digna merces Pape satanissimi et cardinalium suorum (“A justa recompensa que o Papa Sataníssimo e seus cardeais merecem”) foi produzida por Lucas Cranach. Por encomenda de seu amigo Lutero, esse pintor renascentista fez diversas xilogravuras anticatólicas. Lutero e Lucas formaram assim a dupla LuLu; um bolava o desenho, o outro executava.
    O mais célebre dos panfletos de Lutero ilustrado por Lucas Cranach é “Contra o pontificado romano fundado pelo diabo”, de março de 1545. A seguir, mostramos mais algumas das gravuras contidas nessa publicação.
    A gravura “O nascimento e a origem do Papa” apresenta um demônio feminino “parindo” vários papas pelo traseiro; os bebês são embalados e amamentados por outros demônios.
    A genialidade humorística da dupla LuLu era mesmo ilimitada. Além de muito cocô e bunda, eles também faziam sátiras com… muito cocô e bunda! Na gravura a seguir (cujo título é Adoratus Papas Deus Terrenus) eles sugerem que o povo deveria usar a tiara papal como penico.
    Em outra gravura, cujo título é The Papal Belvedere, camponeses mostram as nádegas e peidam diante do Papa Paulo III, que lhes expõe uma bula. Como vemos, o “grande reformador” propunha um debate teológico de “altíssimo” nível! Será que alguém acredita que o Espírito Santo inspirou tais coisas?
    Mas nem tudo o que a propaganda da Reforma produzia era baixaria. Há algumas exceções com conteúdo de crítica genuína, como a ótima gravura que compara o abuso da venda de indulgências ao crime dos vendilhões do templo (veja abaixo). A imagem faz parte de uma série de “quadrinhos” feitos por Lucas Cranach, desta vez em parceria com o reformador Philip Melancthon.
    Abre parênteses: o abuso da venda de indulgências praticado pelos papas Júlio II e Leão X foi uma vergonha, entretanto, não tinha nada a ver com “vender a salvação”, como muitos evangélicos dizem por aí. Para saber mais veja no site o catequista.
    Porém, no “conjunto da obra”, Lutero fez uso de sátiras tão porcas quanto a de um moleque aloprado. Ele, que se dizia apegado às Escrituras, não aprendeu com elas a satirizar. Desejando arrancar risadas quase sempre por meio de bundas, bostas e capetas, passou a mil quilômetros da fina ironia do profeta Elias no Monte Carmelo.
    Desafiados por Elias a provar a força de Baal, os profetas do ídolo se esgoelavam horas a fio, clamando para que o fogo descesse do céu e consumisse o novilho ofertado no altar. Mas nada de novo acontecia o sol… #deuruim
    “Elias escarnecia-os, dizendo: Gritai com mais força, pois (seguramente!) ele é deus; mas estará entretido em alguma conversa, ou ocupado, ou em viagem, ou estará dormindo… e isso o acordará” (I Reis 18, 27).
    O profeta Elias nos mostra que o humor é uma arma legítima para a defesa da verdade, e não deve ser excluído do debate religioso. Por isso, TENHAM CUIDADO COM A DITADURA DO POLITICAMENTE CORRETO, que dá voz aos melindrados e ofendidinhos de plantão. Já dissemos aqui e reafirmamos: todas as religiões – inclusive o catolicismo – possuem eventualmente aspectos passíveis de serem criticados e ironizados.
    É justo pedir um mínimo de bom senso. Tomara que aqueles que usam do humor utilizando temas religiosos elevem o nível acima das sátiras abjetas da Reforma Protestante, do Charlie Hebdo, do Porta dos Fundos e companhia.
    Veja as fotografias e texto no site o catequista

    • emanuelle

      “A diferença é que Lutero baixava o nível”
      Protestante contra os erros teológicos da ICR, não tem nada haver com Lutero, vcs católicos é quem ficam a lembrar dele. Para nós, os crentes em Jesus, Lutero, foi apenas mais um que tomou uma séria atitude contra a idolatria, idolatria: doutrina desobediente e abominável contra Deus, em toda a bíblia.
      A diferença não é baixar o nível, digo: protestante prega a salvação pura, genuína e verdadeira, advinda de um único Salvador, Jesus… Não querendo dizer com isso, não vamos ser hipócritas, falsos profetas existe infiltrados em todos os meios cristãos, ou seja, protestantes e católicos.
      Lembrete: aquilo que é feito, mesmo de boa intenção, mas de maneira errada, teologicamente erra. “Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem” 1 Timóteo 2:5.
      Boa tarde aos nossos amigos católicos – para sempre Jesus…

      • O protestantismo só pode viver da negação do catolicismo. Assim, se o catolicismo pudesse morrer – o que é impossível – no mesmo dia e na mesma hora estaria morto o protestantismo.
        A Igreja católica é o objeto positivo; o protestantismo é a sua negação. A Igreja católica é o sol luminoso e resplandecente do dia; o protestantismo é as trevas da noite onde se tropeça e perde o caminho: “Vae ponentes tenebras lucem” (Is 5, 20)
        A Igreja católica é uma instituição que mantém a unidade através do Papa, o protestantismo é a anarquia, a desordem, onde cada pastor é livre em sua interpretação, onde cada fiel é ‘inspirado pelo espírito santo’: “Super hanc petram aedificabo ecclesiam meam” (Mt 16, 18).
        A Igreja católica é a árvore frondosa, em cujos ramos as aves do céu, que são os santos, fazem seus ninhos; o protestantismo procura envolver o tronco e chupar-lhe a seiva, para esterilizá-lo. “Fit arbor, ita ut volucres caeli… habitent in ramis ejus” (Mt 13, 32).
        A Igreja católica é o farol luminoso, que Deus colocou à beira da estrada humana, para indicar aos homens a verdade e a virtude; o protestantismo é a noite escura da ‘interpretação pessoal’, do subjetivismo e do orgulho individual, que cega o olhar do viajante e o faz precipitar-se no abismo. “Possui te in lucem gentium” (At 13, 47).
        A Igreja católica é a ponte que liga a terra ao céu, e onde os homens devem passar para, da terra, subirem ao céu; o protestantismo é o abismo que desvia as almas da ponte. “Arcta via est, quae ducit ad vitam” (Mt 7, 14).
        A Igreja católica é a arca fora da qual ninguém se salva, sendo todos – como no dilúvio – arrastados pelas ondas em furor; o protestantismo é o arrecife, formado pelas árvores arrancadas, pelas casas destruídas, que procura atalhar a navegação da arca. “Tanquam navis quae pertransit fluctuantem aquam” (Sab 5, 10).
        A Igreja é a barca de S. Pedro que leva, através do oceano do mundo, os filhos de Deus, até aportar no céu; o protestantismo é o vento rígido que sopra contra a barquinha procurando afogá-la. “Navicula… in medio maris factabatur fluctibus” (Mt 14, 24).
        A Igreja católica é a salvação prometida pelo Salvador; é a porta do céu; o protestantismo é a perdição das almas na negação da Igreja. “Si ecclesiam non audierit, sit tibi sicut ethnicus” (Mt 18, 17).
        A Igreja católica é o Reino de Deus, reino triunfante no céu; reino padecente no purgatório, reino militante na terra; o protestantismo, estando fora deste tríplice reino…
        Para terminar, resumamos tudo em duas palavras: a igreja católica é a obra de Deus, fundada por Deus, sustentada por Deus, inspirada por Deus, fazendo as obras de Deus; o protestantismo é obra dos homens.

        • Creio com convicção e muito diferente de vc, a vida da humanidade independe da fé dos outros.
          Sem nenhuma sombra de dúvidas: tudo que há no universo, depende inteiramente de Deus que o criou, e não de homens. Somos criaturas de Deus, filhos segundo a carne.
          Para ser filho de Deus, segundo o Espírito, dependemos de Jesus, e só tem uma maneira, “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome” João 1:12

      • Jesus Cristo é Cabeça de quem? Da sua SEITA? A sua SEITA não possui cabeça. Já imaginou um corpo sem cabeça? É apavorante, não é?

        Efésios 5, 23: “.. como Cristo é cabeça da Igreja e o Salvador do Corpo”. NÃO BRINQUE deINTERPRETAR a BÍBLIA… isso é perigoso e leva muita gente para a PERDIÇÃO: “… que nenhuma profecia da Escritura resulta de uma interpretação particular” (2 Pd 1, 20), e: “É verdade que em suas cartas se encontram alguns pontos difíceis de entender, que os ignorantes e vacilantes torcem, como fazem com as demais Escrituras, para a sua própria perdição” (2 Pd 3, 16).

        Jesus Cristo fundou a Igreja Católica no ano 30: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a MINHA IGREJA” (Mt 16, 18).

        Ele disse no singular: “MINHA IGREJA”, e não MINHAS IGREJAS.

        É dessa IGREJA que Ele é CABEÇA.

        Em Efésios 5, 25 diz: “E vós, maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja…” Não diz que amou AS IGREJAS.

        Na mesma carta 5, 32 diz: “… refiro-me à relação entre Cristo e a sua IGREJA”. Não diz relação entre Cristo e as SUAS IGREJAS.

        E a Bíblia diz ABERTAMENTE: “SUA IGREJA”, está claro que Cristo Jesus POSSUI uma Igreja… e com certeza não é a sua SEITA… O senhor está fora da BARCA de Pedro.

        Em Atos dos Apóstolos, São Paulo antes da conversão perseguiu os católicos e caiu do cavalo. Então Jesus lhe perguntou: “Por que me persegues?’ Ele perguntou: ‘Quem és, Senhor?’ E a resposta: ‘Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo” (At 9, 4-5).

        Mais tarde, já convertido, o Apóstolo Paulo diz: “Pois sou o menor dos apóstolos, nem sou digno de ser chamado apóstolo, porque PERSEGUI a IGREJA de Deus” (1 Cor 15, 9), e: “Ouvistes certamente da minha conduta de outrora no judaísmo, de como PERSEGUIA sobremaneira e devastava a IGREJA de Deus” (Gl 1, 13).

        Está claro que aquele que PERSEGUE a IGREJA CATÓLICA PERSEGUE Jesus Cristo: “Eu sou Jesus, a quem tu estás perseguindo” … “Porque PERSEGUI a IGREJA de Deus”. Ele não está falando de nenhuma igreja evangélica, mas sim, da IGREJA CATÓLICA.

        Antes de 1517 ninguém mencionava o nome de qualquer Igreja evangélica, porque não existia. NÃO FORCE as coisas. É preciso ser humilde e aceitar a VERDADE… não viva de ILUSÃO… do faz de conta… tem que ser na marra… Sei que, às vezes, o DESESPERO pelo DÍZIMO pode levar os senhore pastores a agir assim, mas é preciso saber se controlar e não mentir tanto.

        vocês protestantes torcem a Palavra de Deus; espero, um dia, dialogar com um protestante mais sincero. Será que existe?

        Prezado senhor, quem persegue a Santa Igreja Católica acaba caindo do cavalo como aconteceu com São Paulo antes da conversão.

        Vocês dizem que o Protestantismo está crescendo muito… Nem tudo que cresce muito é BOM. O CÂNCER produz METÁSTASES(mudança de lugar), e o câncer não é uma coisa boa. Assim é o Protestantismo.

        • Antes quero dizer, e neste coso posso responder pelos protestantes, digo: somos amigos dos católicos e respeitamos, respeitar, não quer dizer concordar.
          “Jesus Cristo é Cabeça de quem? Da sua SEITA?”
          Seita não é palavra pejorativa, quer dizer dissidente, logo, protestantes e católicos, somos todos dissidentes ou seita, pois, tivemos origem no conceito judaico cristão.
          Ninguém é dono da palavra de Deus, nem mesmo os judeus que escreveram a bíblia, podem reivindicar para si. Se bem que existe os usurpadores, dizem, “a bíblia foi escrita por católicos e para católicos” – YouTube .
          A bíblia devemos unicamente a Deus e ao povo judeu. Jesus estendeu a sua salvação a todos que creem no seu nome e independe de igreja ou do homem, mas unicamente de Jesus. Glórias a Deus, para sempre Jesus…

          • Provas ano a ano das contribuições da igreja católica para a Bíblia
            Você lê a bíblia ? – Agradeça a Igreja Católica que a compilou e a conservou para todos nós. O próprio Lutero reconheceu publicamente: “foi um efeito do poder de Deus que o papado preservou, em primeiro lugar, o santo batismo; em segundo, o texto dos Santos Evangelhos, que era costume ler no púlpito na língua vernácula de cada nação…”. Muitos católicos e protestantes não percebem quanto devem a Igreja católica por terem a Bíblia como nós temos hoje. Por exemplo, antes que Lutero fizesse sua tradução em alemão em setembro de 1522, já havia dezessete traduções alemãs (todas antes de 1518) já impressas, doze destas no dialeto do baixo-alemão.
            38-61 d.C. O PRIMEIRO EVANGELHO FOI ESCRITO: S. Mateus, um dos doze apóstolos de Cristo, bispo católico e mártir da fé, escreve o primeiro evangelho da vida de Cristo em hebraico. Este evangelho seria seguido por três outros evangelhos escritos em grego. Estes foram o evangelho de s. Marcos (64 d.C.), o evangelho de s. Lucas (63 ou 64 d.C.) e o evangelho de s. João (97 d.C.).
            52 d.C. A PRIMEIRA EPÍSTOLA FOI ESCRITA: S. Paulo, apóstolo de Cristo, bispo católico e mártir da fé, escreve a primeira epístola a uma parte da Igreja. Esta é conhecida hoje como “Primeira aos Thessalonicenses”. Este escrito seria seguido de 21 outras epístolas apostólicas por vários autores católicos, sendo o último escrito pelo apóstolo s. João, em 69 d.C.
            64 d.C. FOI ESCRITO OS ATOS DOS APÓSTOLOS: S. Lucas, discípulo de s. Paulo, bispo da Igreja católica e mártir da fé, escreve “Atos dos Apóstolos”, uma história da igreja católica da Páscoa até a morte de s. Paulo. Atos e o Evangelho Segundo São Lucas, fez s. Lucas o autor da maior parte do NT, ou seja, 28%.
            98-99 d.C. O ÚLTIMO LIVRO DIVINAMENTE INSPIRADO DOS APÓSTOLOS É FEITO: S. João, apóstolo de Cristo e bispo da Igreja católica, escreve o último livro divinamente inspirado dos apóstolos. Isto é conhecido hoje como “Apocalipse”
            153-170 d.C. O PRIMEIRO TRATADO EM “A HARMONIA DOS EVANGELHOS”. : Amais antiga tentativa de fazer uma harmonia foi por Taciano (morreu em 172) e seu título, Diatessaron, dá abundante evidência da primitiva aceitação na Igreja católica de nossos quatro Evangelhos canônicos. A próxima Harmonia foi feita por Amônio de Alexandria, professor de Orígenes, que apareceu em 220 d.C., mas se perdeu.
            2º – 3º SÉCULO d.C. A PRIMEIRA ESCOLA DA BÍBLIA: Os antigos católicos começaram uma escola em Alexandria para a aprendizagem dos Evangelhos e outros escritos católicos antigos. (6)
            250 d.C. A PRIMEIRA BÍBLIA EM IDIOMA PARALELA: O católico Orígenes cria a edição da Hexapla do VT, que continha o hebraico paralelo com versões gregas.
            250 d.C. A PRIMEIRA BIBLIOTECA CATÓLICA: O católico Orígenes cria uma bem equipada biblioteca na Cesaréia, com a finalidade de estudar os Evangelhos e outros escritos católicos antigos. (19)
            250-300 d.C. A PRIMEIRA BÍBLIA EM FORMA DE LIVRO: Os judeus usaram o rolo de papiro, os primitivos católicos foram os primeiros ao usar a forma de livro (códice) para Escrituras. (10)
            SÉCULO IV – O PRIMEIRO USO DA PALAVRA “BÍBLIA”: Veio da palvra grega “biblos”, que significa o lado interno do papiro, papel-cana de onde eram feitos os primeiros papéis, no Egito. A forma latina “Biblia”, escrita com uma letra maiúscula, veio a significar “O Livro dos Livros”, “O Livro” por excelência. As Santas Escrituras foram chamadas de Bíblia pela primeira vez por s. Crisóstomo, arcebispo católico de Constantinopla, no séc. IV. (12)
            SÉCULO IV – AS MAIS ANTIGAS BÍBLIAS EXISTENTES: As duas mais antigas Bíblias existentes, que contém o Velho e a maioria (mas não completo) do Novo Testamento, chamam-se hoje de Códice Vaticanus (325-350 d.C.), o Códice Sinaiticus (340-350 d.C.), o Códice Ephraemi (345 d.C.) e o Códice Alexandrinus (450), que foram copiados à mão por monges católicos. (6)
            367 D.C. O PRIMEIRO USO DO PALAVRA “CÂNON”: S. Atanásio, bispo católico de Alexandria, é o primeiro em aplicar o termo cânon para o conteúdo da Bíblia, introduzindo o verbo canonizar que significa “dar sanção oficial a um documento escrito”. (6)
            367 D.C. O CÂNON DO NOVO TESTAMENTO: A 39ª carta festal de S. Atanásio, bispo católico de Alexandria, enviada para as igrejas sob sua da jurisdição em 367, terminou com toda a incerteza sobre os limites do cânon do NT. Nela, preservada em uma coleção de mensagens, listou como canônicos os 27 livros do NT, embora os organizasse em uma ordem diferente. Esses livros do NT, na ordem atual são os quatro Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas, João), Atos dos Apóstolos, Romanos, 1 Coríntios, 2 Coríntios, Gálatas, Efésios, Filipenses, Colossenses, 1 Tessalonicenses, 2 Tessalonicenses, 1 Timóteo, 2 Timóteo, Tito, Filemôn, Hebreus, Tiago, 1 Pedro, 2 Pedro, 1 João, 2 João, 3 João, Judas e Apocalipse. (1)
            388 D.C. O PRIMEIRO GLOSSÁRIO DE NOMES DA BÍBLIA: S. Jerônimo compilou o “Livro de Nomes Hebreus, ou Glossário de Nomes Formais do Velho Testamento”. O Livro de Nomes Hebreus foi sem dúvida de muito uso na ápoca em que as pessoas quase não conheciam o hebraico, embora o arranjo seja estranho com um glossário separado para cada livro da Bíblia. (17)
            388 D.C. O LIVRO DOS NOMES DE LUGARES HEBREUS: S. Jerônimo compilou o “O Livro dos Nomes de Lugares Hebreus” que foram feitos primeiro por Eusébio com adições de Jerônimo. Os nomes sob cada letra são colocados em grupos separados na ordem dos livros das Escrituras nas quais eles aparecem; por exemplo, na letra A temos os nomes de Gênesis, depois Êxodo, e assim por diante. Mas não há lugar para fantasia, e o testemunho de homens que viveram na Palestina nos séc. IV e V ainda são de grande valor ao estudante da topografia sagrada. Quando os lugares estão fora do conhecimento do escritor, ele usa de especulação, como quando o autor nos fala que a Arca pode ser encontrada nas proximidades do Ararat. (17)
            390 D.C. A PRIMEIRA COMPILAÇÃO COMPLETA DO VELHO E NOVO TESTAMENTO: No Concílio de Hipona, a Igreja católica reuniu os vários livros que reivindicaram serem escrituras, revisou cada um e decidiu quais eram inspirados ou não. A Igreja católica reuniu todos os livros e epístolas inspirados em um volume chamado A Versão de Septuaginta do Velho Testamento (que foi traduzida por setenta estudiosos em Alexandria, Egito por volta de 227 a.C. e foi a versão que Cristo e os apóstolos usaram) e é a mesma Bíblia que temos hoje. A Igreja católica deu-nos então, a Bíblia. (2)
            400 D.C. A MAIOR PARTE DAS ESCRITURAS SAGRADAS TRADUZIDAS: Nas línguas siríaco, cóptico, etíope, georgiano(8). Na região do Reno e Danúbio (Império romano) UMA versão gótica foi traduzida pelo bispo gótico Ulfilas (318-388), quem, depois de inventar um alfabeto, produziu uma versão das Escrituras da septuaginta do VT e do grego. (10)
            406 D.C. A TRADUÇÃO ARMÊNIA: Em 406 o alfabeto armênio foi inventado por Mesrob, que cinco anos depois completou uma tradução do VT e NT da versão siría em armênio. (10)
            405 D.C. A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA COMPLETA NA LINGUAGEM COMUM: A Vulgata latino, de latin editio vulgata,: “versão comum”, a Bíblia ainda usada pela Igreja católica romana, foi traduzida por S. Jerônimo (quem os tradutores da versão KJV de 1611 em seu prefácio o chamaram de “o pai mais instruído, e o melhor lingüista de sua época ou de qualquer antes dele”). Em 382, o papa Dâmaso pediu a Jerônimo, o maior estudioso bíblico de sua época, que produzisse uma versão latina aceitável da Bíblia das várias traduções que eram então usadas. Sua tradução latina revisada dos Evangelhos apareceu em 383. Usou a versão da Septuaginta grega do VT do qual ele produziu uma nova tradução latina, um processo que ele completou em 405. (3) É como tradutor das Escrituras que Jerônimo é mais conhecido. Sua Vulgata foi feita no momento certo e pelo homem certo. O latim ainda estava vivo, apesar do Império Romano estar desaparecendo. E Jerônimo era mestre em latim. (17)
            450-550 A.D O BEZAE CANTABRIGIENSIS (TAMBÉM CHAMADO CÓDICE BEZAE): Este é o manuscrito bilíngüe mais antigo existente, com o grego na página esquerda, e latim à direita. O Bezae Cantabrigiensis era um texto ocidental copiado c. 450-550 e que preservou a maior parte dos quatro Evangelhos e partes de Atos.
            SÉCULO VII – A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA EM PARA O FRANCÊS: As versões francesas dos Salmos e o Apocalipse, e um métrico do Livro de Reis, apareceu já no sétimo século. (9) Em 1223 uma tradução completa foi feita sob o rei católico Louis, o Piedoso. Isto foi 320 anos antes da primeira versão francesa protestante. (7) Até o décimo quarto século, foram produzidas muitas histórias da Bíblia.
            SÉCULO VII – A PRIMEIRA VERSÃO ALEMÃ: A história da pesquisa Bíblica mostra que as numerosas versões parciais no vernáculo na Alemanha já aparecem nos séc. VII e VIII. Também há abundância dessas versões nos séc. XIII e XIV, e uma Bíblia completa no séc.XV, antes da invenção da imprensa. (9)
            SÉCULO VIII – A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA EM INGLÊS: Por Adelmo, bispo de Sherborne, e Bede. Uma tradução do século IX da Bíblia para o inglês (no dialeto anglo-saxão) foi feita por Alfred. Uma tradução do séc. X para inglês foi feita por Aelfric. (7) Foi feita uma tradução em 1361 da maior parte das Escrituras no dialeto inglês (anglo-normando). (3) Isto foi vinte anos antes da tradução de Wycliffe em 1381. (3)
            SÉCULOS VIII e IX – O USO DA FORMA DE ESCRITA CHAMADA “MINÚSCULA”: Como o bloqueio do comércio oriental de papiro fez o mercado ocidental usar o pergaminho, o fator econômico ficou potente. Para caber mais letras na página, o copista teve de usar letras menores e apertadas. Alguns, para preservar suas formas, colocavam algumas acima e outras abaixo linha. O resultado foi uma forma de escrita chamada “Minúscula”?pequenas letras, com iniciais maiúsculas para ênfase. Este sistem ainda é usado hoje. Foi uma mudança gramatical da “Maiúscula” – que consistia de ltras grandes usadas pelos gregos, romanos e judeus. (16)
            SÉCULO IX – A PRIMEIRA TRADUÇÃO ESLAVA DA BÍBLIA: Os santos católicos Cirilo e Metódio pregaram o Evangelho para os eslavos na segunda metade do nono século e S. Cirilo, tendo formado um alfabeto, fez para eles uma versãoVelho Eclesiástico Eslavo, ou Búlgaro, uma tradução da Bíblia do grego. No fim do décimo século esta versão entrou na Rússia e depois do décimo segundo século sofreu muitas mudanças lingüísticas e textuais. Uma Bíblia eslava completa foi feita de um códice antigo no tempo de Waldimir (m. 1008) foi publicada em ostrogodo em 1581.(9)
            1170 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA PARALELA EM INGLÊS: O Psalterium Triplex de Eadwine, que continha a versão latina acompanhada por textos anglo-normandos e anglo-saxões, se tornou a base de versões anglo-normandas. (3)
            SÉC. XII – A PRIMEIRA DIVISÃO DE CAPÍTULOS: Foi o arcebispo católico britânico de Canterbury, St. Estêvão Langton (morreu em 1228), foi o primeiro a dividir as Escrituras em capítulos: 1.163 capítulos no VT e 260 no NT. (4)
            SÉC. XIII – A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA EM ESPANHOL: Sob o rei Alfonso V de Espanha. (7)
            1230 D.C. A PRIMEIRA CONCORDÂNCIA: Uma concordância da Bíblia da Vulgata latina foi compilada pelo frade dominicano Hugo de São Cher. (5)
            1300 D.C. A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA EM NORUEGUÊS: O mais antiga e celebrada é a tradução de Gênesis-Reis chamada Stjórn (“Direção”; i.e., de Deus) em norueguês antigo, em 1300. As versões suecas do Pentateuco e de Atos sobreviveram do décimo quarto século e um manuscrito de Josué-Juízes por Nicholaus Ragnvaldi de Vadstena de c. 1500. A versão dinamarquesa mais antiga de Genêsis-Reis deriva de 1470. (11)
            1454 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA: Um católico chamado Gutenberg causou grande excitação quando no outono daquele ano exibiu uma amostra na feira do comércio de Frankfurt. Gutenberg rapidamente vendeu todas as 180 cópias da Bíblia da Vulgata latina até mesmo antes da impressão estar acabada. (6)
            1466 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA EM ALEMÃ: Isto foi cinqüenta oito anos antes de Lutero fazer sua Bíblia alemã em 1524. (8) Nestes cinqüenta e oito anos os católicos imprimiram 30 diferentes edições alemãs da Bíblia.
            1470 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA EM ESCANDINAVO: No décimo quarto século, foram feitas versões das Epístolas dominicas e dos Evangelhos para uso popular na Dinamarca. Grandes partes da Bíblia, se não uma versão inteira, foi publicada em 1470. (9)
            1471 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA ITALIANA:(8) Muitos anos antes de Lutero fazer sua Bíblia (começou em 1522) os católicos já tinham feito 20 diferentes edições italianas da Bíblia.
            1475 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA EM HOLANDÊS: A primeira Bíblia em holandês foi impressa por católicos na Holanda em Delft em 1475. Algumas foram impressas por Jacob van Leisveldt em Antwerp (9)
            1478 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA EM ESPANHOL:(8 ) Muitos anos antes de Lutero fazer sua Bíblia (começou em 1522) os católicos já tinham feito 2 diferentes edições espanholas da Bíblia.
            1466 D.C. O PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA EM FRANCÊS:(8) Muitos anos antes de Lutero fazer sua Bíblia (começou em 1522) os católicos já tinham feito 26 diferentes edições francesas da Bíblia.
            1516 D.C. A PRIMEIRA IMPRESSÃO DO NOVO TESTAMENTO GREGO:Um católico chamado Erasmo fez a primeira impressão de seu NT grego. (8) Muitos anos antes de Lutero fazer sua Bíblia (começou em 1522) os católicos já tinham feito 22 diferentes edições gregas da Bíblia.
            1534 D.C. O PRIMEIRO USO DE ITÁLICOS PARA INDICAR PALAVRAS QUE NÃO ESTAVAM NO ORIGINAL: Um católico chamado Munster foi o primeiro em usar itálicos para indicar palavrasque não estavam nos textos originais grego e hebraico, em sua versão da Vulgata latina. (13)
            1548 D.C. AS PRIMEIRAS VERSÕES CHINESAS: Entre as traduções mais antigas uma versão é a de S. Mateus por Anger, um católico japonês (Goa, 1548). O jesuíta Padre de Mailla escreveu para uma explicação dos Evangelhos para domingos e festas em 1740, (9)
            1551 D.C. A PRIMEIRA DIVISÃO DE VERSÍCULOS: A primeira divisão da Bíblia em versículos é vista pela primeira vez em uma edição do NT grego publicada em Paris pelo católico Robert Stephens. (10)
            1555 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA IMPRESSA COMPLETA COM CAPÍTULOS E VERSÍCULOS: A primeira divisão da Bíblia em capítulos e versículos é vista pela primeira vez em uma edição do Vulgata publicada em Paris pelo católico Robert Stephens. (10)
            1561 D.C. A PRIMEIRA BÍBLIA COMPLETA EM POLONÊS: Foi impressa em Cracóvia em 1561, 1574, e 1577. Jacob Wujek, S.J., fez uma nova tradução da Vulgata (Cracóvia, 1593) admirada por Clemente VIII e que foi muito reimpressa. (9)
            1579 D.C. A PRIMEIRA VERSÃO MEXICANA: A primeira Bíblia conhecida no México foi uma versão dos Evangelhos e Epístolas em 1579 por Dídaco de S. Maria, O.P., e o Livro de Provérbios por Louis Rodríguez, O.S.F. Uma versão do NT foi feita em 1829, mas só o Evangelho de S. Lucas foi impresso. (9)
            1836 D.C. A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA PARA O JAPONÊS: Uma versão do evangelho de S. João e dos Atos foi editada em katakana (tipo quadrado) em Cingapura (1836) por Charles Gutzlaff (9)
            Foi impressa em Cracóvia em 1561, 1574, e 1577. Jacob Wujek, S.J., fez uma nova tradução da Vulgata (Cracóvia, 1593) admirada por Clemente VIII e que foi muito reimpressa. (9)
            1579 D.C. A PRIMEIRA VERSÃO MEXICANA: A primeira Bíblia conhecida no México foi uma versão dos Evangelhos e Epístolas em 1579 por Dídaco de S. Maria, O.P., e o Livro de Provérbios por Louis Rodríguez, O.S.F. Uma versão do NT foi feita em 1829, mas só o Evangelho de S. Lucas foi impresso. (9)
            1836 D.C. A PRIMEIRA TRADUÇÃO DA BÍBLIA PARA O JAPONÊS: Uma versão do evangelho de S. João e dos Atos foi editada em katakana (tipo quadrado) em Cingapura (1836) por Charles Gutzlaff (9)
            Notas de rodapé e Referências:
            1) Encarta Encyclopedia © 1997-2000
            2) The Faith of Our Fathers, p. 68 © 1917. See also Who?s Who in the Bible © 1986
            3) Encyclopedia Britannica © 1999-2000
            4) The Only Begotten, Chapter 7, p. 130 by Michael Malone: CATHOLIC TREASURES, © 1997
            5) Funk & Wagnalls Standard Reference Encyclopedia © 1951 Volume 4
            6) The Bible Through the Ages © 1996, Readers Digest Association, New York.
            7) Imperial Encyclopedia and Dictionary © 1904 Volume 4, Hanry G. Allen & Company
            8) Holman Bible Dictionary © 1991
            9) The Catholic Encyclopedia, Volume XV Copyright © 1912
            10)The Zondervan Pictorial Bible Dictionary © 1977
            11)The Encyclopedia Britannica © 1999-2000
            12)”What Say You?” p. 244-289 © 1945 By David Goldstein,
            13)English Versions of the Bible © 1952
            14)De Missa privata, ed by Jensen, VI, Pg 92
            15)Eerdmans Dictionary of the Bible © 2000, Pg 828
            16)Mediaeval history © 1967, pg 166-167
            17)The Complete Christian Collection © 1999
            18)The Age of Martyrs © 1959
            Traduzido para o Veritatis Splendor por Emerson H. de Oliveira.
            www. veritatis. com. br

      • 1537 – Lutero percebendo seu erro diz: “em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças.”
        “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho;
        O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo.
        Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
        Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.” – Gálatas 1:6-9
        Sabendo que o Espírito Santo não se divide, perguntamos por que tantas igrejas protestantes com tantas doutrinas divergentes entre si, se todos contam com a assistência do mesmo Espírito Santo em suas interpretações ?

        É possível que o Espírito Santo ensine a alguns o batismo e a outros não ? É possível que o Espírito Santo sopre no ouvido de alguém que o divórcio é lícito e para outro diga o contrário ?

        • De tanto falarem no Lutero, creio ele fosse um marco na história da ICR, por decreto do Vaticano, certamente já teriam o canonizado e seria o “padroeiro de alguma cidade brasileira”
          Por falar em “santo” por decreto (canonizado), certa vez conheci um camarada de Itumbiara-GO, perguntei o que faz por lá? Ele, vendo “santos” em eventos religiosos, tornei, qual “santo” vc mais vende? Achando que ia dizer “nossa senhora-aparecida” respondeu, “sei não, mais vendo “santo” como o diabo”
          Misericórdia de Jesus.

          • Manoel,
            Já sei, quer nos chamar de idólatras
            Aos protestantes – apenas uma pergunta: o amor ao dinheiro é idolatria ?

            1)-Os fiéis protestantes não são tão inocentes assim, pois são levados a doar tudo que tem na ganância de receber o dobro, o triplo,conforme as promessas dos seus pastores e bispos…”

            2)-São Paulo classifica a avareza como idolatria:

            Mortificai, pois, os vossos membros terrenos: fornicação, impureza, paixões, desejos maus, cupidez e a avareza, que é idolatria´ (Cl 3,5). A razão do
            Apóstolo ver como idolatria o apego aos bens materiais, sobretudo ao dinheiro, é que isto faz a pessoa amá´lo como a um deus.
            3)-Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou odiará a um e amará o outro, ou dedica´se a um e desprezará o outro. Não podeis servi a Deus e a Mamom´ (Mt 6,24).

            4)-São Paulo afirma que ´a raiz de todos os males é o amor ao dinheiro´. (1Tm 6,10) Veja que, portanto, o mal, não é o dinheiro em si, mas o ´amor´ ao dinheiro; isto é, o apego desordenado que faz a pessoa buscar o dinheiro como um fim, e não como um meio.

            5)-Ajuntai para vós tesouros no céu, onde não os consomem nem as traças nem a ferrugem, e os ladrões não furam nem roubam´. (Mt 6,19´20) Se Jesus recomenda ´não ajuntar tesouros na terra´, é porque esta riqueza e segurança são ilusórias e não podem satisfazer´nos, por mais que o mundo nos diga que sim
            6)-O nosso Catecismo diz: ´Toda prática que reduz as pessoas a não serem mais do que meros meios que têm em vista o lucro escraviza o homem, conduz à idolatria do dinheiro e contribui para difundir o ateísmo´. (CIC § 2424).

            7)-Jesus recomendou ao povo: ´Guardai´vos escrupulosamente de toda avareza, porque a vida de um homem, ainda que ele esteja na abundância, não depende de suas riquezas´ (Lc 12,15). Depois de fazer esta recomendação o Senhor contou´lhes aquela parábola do homem rico, cujos campos produziam muito, e que mandou derrubar os celeiros antigos, para construir novos e maiores; e depois disse à sua alma: ´ Minha alma, tens muitos bens em depósito para muitíssimos anos; descansa, come, bebe, e regala´te´. Mas Deus lhe disse na mesma noite: ´Nesta noite ainda exigirei de ti a tua alma. E as coisas, que ajuntaste, de quem serão ? Assim acontece ao homem que entesoura para si mesmo e não é rico para Deus´. (Lc 12,16´21)
            8)-O jovem rico rejeitou segui´lo, porque ´tinha muitos bens´ ! (Mc 10,22). Depois deste episódio Jesus disse aos discípulos: ´Filhinhos, quão difícil é entrarem no Reino de Deus os que põem a sua confiança nas riquezas´. (Mc 10,24)

            9)-A grande crise dos nossos tempos é o conflito do ´ter´ e do ´ser´. Santo Agostinho dizia: ´não andes averiguando quanto tens, mas o que tu és.

            Com relação aos protestantes adoradores de Mamom: I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.

            “Se enxerguei além dos outros, é por que estava no ombro de gigantes” (Isaac Newton)

          • Não é à toa que o demônio no leito de morte de Lutero agradeceu pessoalmente a Lutero pela divisão e confusão que ele causou no Cristianismo, e por isto ele pede a sua mãe que permaneça na única igreja de cristo: A Católica. ( Mateus 16,18)
            Lamentável, a reforma protestante !
            Lutero foi advertido e convidado a retratar-se, mas não o quis. Então foi excomungado em 3 de janeiro de 1521, através da Bula Papal “Decet Romanum Pontificem”.
            Perguntamos aos protestantes:
            Será que Jesus fundou uma Igreja, conf. Mt 16,16-19, ou apenas fez “um projeto” para Lutero executar 1.500 anos depois ?
            Onde está escrito na Bíblia: “Tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei minhas milhares igrejas ?
            Onde está escrito na Bíblia: “Lutero, eu te darei as chaves do reino dos céus”?
            Onde está escrito na Bíblia: “Lutero, apascenta as minhas ovelhas” ?
            Onde está escrito na Bíblia: “Lutero, confirma teus irmãos” ?

            Se as senhoras e senhoritas protestantes conhecessem o “amor” e o “respeito” que Martinho Lutero tinha pelas mulheres, com certeza todas abandonariam esse “barco” furado: “O corpo das mulheres não é forte, e a sua alma é ainda mais fraca, no sentido comum. Assim é um assunto sem importância que o Senhor coloque uma selvagem ou civilizada ao nosso lado. A mulher é meio criança. Aquele que toma uma mulher deveria considerar-se como o guarda de uma criança… ela é semelhante a um animal caprichoso” (Martinho Lutero).

            O pai dos protestantes vivia na impureza e convidava a todos para esse mar de lama… aconselhava abertamente o adultério: “Não é proibido ter o homem mais de uma mulher. Hoje eu não poderia proibir isto… Confesso que se um homem deseja casar com muitas mulheres, eu não posso proibir isto, pois não é oposto à Sagrada Escritura” (Martinho Lutero).

            O pai dos protestantes possuía uma maneira muito “caridosa” e “prática” para abrir os ouvidos das pessoas simples: “Os camponeses não queriam escutar nada; por isso, era preciso abrir-lhes o ouvido com balas de espingarda, para que as suas cabeças voassem pelos ares” (Martinho Lutero).
            Se a contradição fosse virtude, Martinho Lutero seria o maior de todos os santos.
            O pai dos protestantes tratava o povo com rudeza e ira… era um homem descortês e violento… não pregava com o coração, mas com os punhos: “Porque Deus deu a lei e ninguém a observa, Ele instituiu, como suplemento, os senhores da vara, os condutores e os castigadores. Assim a escritura, por semelhança, dá a função dos legisladores: eles devem ser como os homens que conduzem mulas; é necessário constantemente subjugá-las e chicoteá-las; de outra forma não caminharão”
            Martinho Lutero… homem mentiroso e falso… matava e colocava a culpa em Deus. Deus pode fazer obras más? “Eu, Martinho Lutero, na rebelião, matei todos os burgueses, pois fui eu quem ordenou que eles fossem levados à morte. Todo o seu sangue está sobre a minha cabeça; mas o deixei com Deus, Nosso Senhor, porque ele me ordenou que assim fizesse”.

            Martinho Lutero possuía um coração cheio de ódio, revolta e maldade… a sua impaciência e ira não compadeciam dos fracos e limitados: “Não quero saber nada de misericórdia… ninguém se deve compadecer dos camponeses teimosos, obcecados, cegos, mas bater neles com cordas, pau e foice, como se faz com cães furiosos. Eles são, com certeza, revoltosos, ladrões, assassinos e blasfemadores, de modo que entre eles não há nenhum que não tenha merecido dez vezes a morte, sem compaixão… o burro quer pauladas, e este povo quer ser governado pela força” (Martinho Lutero).

            Martinho Lutero era beberrão… “comia” bebida alcoólica com farinha. Bebia e se gabava de ser beberrão: “No beber, não quero que outros entrem em competição comigo” (Martinho Lutero).

            Martinho Lutero viveu alguns meses na solidão, mas o seu coração estava em contínuo barulho. Ao invés de aproveitar o tempo para pensar em Deus e mudar de vida, entregava-se desabridamente às paixões vergonhosas da luxúria, como ele mesmo escreve em 1522: “Sou um famoso namorador… tive já três mulheres ao mesmo tempo, e as amava tão ardentemente que perdi duas delas, que foram procurar outros maridos… quanto a ti, amigo Spalatino, és um namorador mole, não tendo sequer a coragem de ser marido de uma só”. A linguagem do famoso “reformador” é repugnante… digna de um boêmio… de um viúvo alegre.
            O pai dos protestantes, ambicioso e vaidoso, quis ser luz… quis pairar acima de todos… mas caiu no lamaçal de todos os vícios. Ele mesmo reconheceu tamanha decadência: “… Deus resiste aos soberbos” (1 Pd 5, 5).
            Martinho Lutero não foi um super-santo… nem super-homem… mas sim, um super-revolucionário. Homem de novas “doutrinas”… podres doutrinas.
            “Quem não combate o papado, de todo o coração, não pode alcançar a salvação eterna”. Eis um dos “dogmas” dos protestantes.
            Martinho Lutero, homem furibundo, orgulhoso e caprichoso… queria que todos inclinassem a cabeça diante de sua terrível doutrina. Aos que não a aceitavam, ele escrevia com ódio e insulto: “Se nós castigamos ladrões com a forca, bandidos com a espada, hereges com o fogo, por que não agredimos com qualquer arma estes doutrinadores da corrupção, estes Cardeais, estes Papas e toda esta bicharada da Sodoma romana, que leva toda a Igreja à putrefação? Por que não lavamos as nossas mãos no sangue deles?”
            “… Seja um pecador e peque fortemente, mas creia e se alegre em Cristo mais fortemente ainda…Se estamos aqui (neste mundo) devemos pecar…Pecado algum nos separará do Cordeiro, mesmo praticando fornicação e assassinatos milhares de vezes ao dia”. (Carta a Melanchthon, 1 de agosto de 1521 (American Edition, Luther’s Works, vol. 48, pp. 281-82, editado por H. Lehmann, Fortress, 1963).

            Não sigamos o conselho de Lutero: “Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da igreja.” (Grisar, Hartmann, S.J., Martin Luther, His life & work, The Newman Press, 1960- pág 522).
            Leia o livro Conversas à Mesa, 1472, edição de Weimar, volume II, p. 107, apud Franz Funck Brentano, Martim Lutero, editora Vecchi, Rio de Janeiro, 1956, p. 151 e você conhecerá a vida desse herege.

          • Se ele tá lá onde vc diz, quem sou eu? Nós os humanos e simples pó da terra, igual a todo homem, para dizer tal coisa?
            A salvação ou perdição, é por escolha pessoal e não pela vontade dos outros.
            A bíblia fala de um Pai, Deus Santo… o todo Poderoso e Criador. É Pai somente dos salvos e não dos perdidos, lá não teremos mãe, mãe é apenas biológica e terrena.

            Há também outro pai, chamado diabo, pai daqueles que rejeitam a jesus como seu único suficiente Salvador.
            Deus, fez o inferno não para o homem, mas para o diabo e seus anjos caídos, irão para lá, por livre espontânea vontade. A bíblia diz, “Desejaria eu, de qualquer maneira, a morte do ímpio? diz o Senhor DEUS; Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva?” Ezequiel 18:23.
            Repito: o homem escolhe onde deseja passar por toda eternidade.

          • “Aos protestantes – apenas uma pergunta: o amor ao dinheiro é idolatria ?”
            Cv acertou em cheio, “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores” 1 Timóteo 6:10.

            Dinheiro é muito bom, desde que seja ganho com trabalho e honestidade, não é verdade? O problema tá na avareza e na cobiça, e como tem gente assim.
            Boa tarde aos amigos católicos, um forte abraço em nome de Jesus…

  8. Católicos, evangélicos, iurdianos (que não sei onde se encaixam).. observem os comentários, parece mais uma discussão entre corintianos e palmeirenses do que de pessoas espirituais. Parece coisa de torcida organizada. Defendem com provocações e insultos, a líderes, organizações, tradições, dogmas, doutrinas.. (e por favor não venha dizer: eles que começaram.. ninguém está no jardim de infância aqui) essas coisas separam as pessoas, dividem as pessoas em grupinhos, institucionalizam e concretam algo que deveria ser espiritual. Essas coisas que dividem, representam mais para vocês do que aquele que os une (Jesus), pois caso contrário estariam sendo cordiais e gentis um com o outro.

    Se eu tenho problemas com meu irmão no trabalho, e em casa eu deixo de amá-lo e respeitá-lo, significa que o trabalho é para mim, mais importante que a família. Portanto, se vocês tem problemas com seu irmão no trabalho (religião, crença, instituição, dogma, tradição etc.), não deixe que isso se reflita na sua família (comunhão em Cristo).

    • Sandro,faço minha as sua sábias palavras.Parabéns,amigão.JESUS CRISTO te ama cada
      vez mais pelo serviço prestado à sociedade mediante seus excelentes comentários que
      levam à reflexão,tem embasamento científicos,bíblicos trazendo luzes às trevas do
      sectarismo e do fanatimo da lavagem cerebral.Mais uma vez parabéns.

  9. Tomara mesmo que a igreja ganhe muito dinheiro em cima desse cartunista… Porque liberdade de expressão é uma coisa agora ataques é outra totalmente diferente… Temos exemplo do que aconteceu na França…

  10. O Brasil precisa reagir urgentemente – dentro do estado democrático de direito – contra os avanços do movimento evangélico dominionista em franca ascensão no país antes que a situação tome uma dimensão insustentável e que poderá redundar em consequências muito graves, não descartando a possibilidade de uma guerra civil no país, pois a imensa maioria do povo não aceitará jamais a transformação do Brasil em uma teocracia.

  11. A criação de uma milícia fundamentalista evangélica é um dos frutos amargos de uma forma de cristianismo adulterada que trocou o Evangelho de Cristo pela teologia da prosperidade, o culto ao dinheiro, o apego ao luxo, a busca do poder político, temporal.

    O resultado é que essas assim chamadas “igrejas” evangélicas não produzem mais conversos, mas homens e mulheres convencidos e cheios de carnalidade, malícia, ódios, divisões, busca de enriquecimento sem trabalho, poder político e domínio do Estado e das consciências através de uma progressiva teocratização do país.

    Esse movimento produz multidões de falsos crentes, individuos ególatras que não se converteram a Cristo, mas a Mamom. A população brasileira, e os verdadeiros cristãos, precisa redobrar a atenção em relação a esses movimentos evangélicos dominionistas e que agora já estão até organizando milícias e fomentando um clima de preocupação na sociedade laica, pluralista, democrática e republicana. A reação precisa vir, e logo!

  12. Não tenho e nem pretendo ter compromisso com a Universal, mas enquanto pessoa idônea, tenho compromisso com a verdade sem me considerar dono dela, e nesse episódio em particular entre a Universal e o referido cartunista, vejo que na verdade é apenas mais um “casinho” de um anônimo querendo pela difamação, alcançar notoriedade ou seus cinco minutinhos de fama.

  13. Pastor é preso acusado de estuprar adolescente de 14 anos

    Um pastor foi preso suspeito de abusar sexualmente uma adolescente de 14 anos na Zona Norte de Teresina. A prisão ocorreu por volta de 22h40 da quinta-feira (26) no bairro Tabuleta, Zona Sul da capital. Segundo o delegado da Central de Flagrantes Luciano Alcântara, o suspeito teria violentando a vítima em uma pousada e depois a abandonado no Hospital Mariano Castelo Branco, na Santa Maria da Codipi, Zona Norte.

    “Testemunhas relataram para a polícia que o crime teria ocorrido em uma pousada no bairro Poti Velho. Ainda não sabemos se a vítima tinha conhecimento para onde estava indo, mas em conversa informal, ela relatou aos policiais militares que mesmo sem o seu consentimento, o homem praticou sexo com ela”, contou o delegado.
    Segundo a polícia, a vítima ficou machucada e por isso o suspeito levou a adolescente para o hospital. Em nota a direção do Hospital Mariano Castelo Branco informou que a garota chegou no hospital as 19h, acompanhada pela irmã, também menor de idade, com suspeita de aborto.
    “As equipes médica e de enfermagem realizaram os primeiros socorros, mas devido ao quadro hemorrágico e a necessidade de procedimentos cirúrgicos ginecológicos, ela foi transferida para a Maternidade Dona Evangelina Rosa, às 20h”, diz a nota.
    De acordo com o delegado, um laudo médico comprovou que a vítima foi estuprada e tinha lesões pelo corpo.
    “Depois de cometer o ato criminoso, ele levou a garota para uma unidade de saúde, no entanto, não permaneceu no local. Somente, após denúncia de familiares, policiais encontraram o pastor”, acrescentou Luciano Alcântara.

    Durante depoimento, o suspeito permaneceu calado e não confirmou para a polícia a versão de que teria enganado a menor alegando que iria levá-la para um culto religioso e acabou indo para o motel.

    O delegado informou que o pastor deverá ser encaminhado para uma unidade prisional ainda nesta sexta-feira (27).
    G1

    • Esses crimes pontuais não dizem nada contra a fé evangélica, Emanuelle. Se fosse assim, a igreja papista estaria condenada haja vista o grande número de padres pedófilos.

    • “Pastor é preso acusado de estuprar adolescente de 14 anos”

      Eta polícia boa da gota serena, prenderam o safadão? Bem feito…
      O miserável estuprou a menor de 14 anos? Está preso? O lugar dele é na cadeia mesmo. Bom seria que todos os estupradores e pedófilos, Padres e Pastores, estivessem todos atrás das grades, para largarem de serem hipócritas.

    • Padre bêbado é preso após atropelar ciclista e não prestar socorro no Pará

      Vítima, que foi atropelada no acostamento, tinha 52 anos e morreu no local.

      24/03/2015 10h08 – Atualizado em 24/03/2015 10h08

       

      Um padre foi preso em Castanhal, no Pará, depois de atropelar e matar um ciclista no acostamento de uma estrada federal. O teste do bafômetro comprovou que o padre tinha bebido, e ainda fugiu sem prestar socorro.

      O homem que vai preso na blitz é padre há dez anos. Jeorge Miranda Gomes, de 37 anos, dirigia um carro da igreja quando atropelou um ciclista no acostamento da BR-316, em Castanhal. A vítima tinha 52 anos e morreu no local.

      O padre não parou para socorrer a vítima e fugiu, mas testemunhas conseguiram anotar a placa do carro e a Polícia Rodoviária Federal foi acionada. A prisão aconteceu quase uma hora depois do crime, e o padre admitiu que bebeu antes de pegar a estrada. Os policiais disseram que o padre ainda tentou fugir da blitz.

      Ele foi autuado por crime de trânsito porque dirigia alcoolizado, mas também vai responder por desobediência e homicídio culposo, sem intenção de matar, pena que ainda pode ser agravada porque ele não socorreu a vítima.

      A Arquidiocese de Belém disse que vai aguardar a apuração dos fatos para se manifestar.

  14. Acho que não deve processar… por alguns motivos.

    A) Primeiro, ele não sabe o que faz

    B) Segundo, como o próprio Bispo Macedo dizia, há muito tempo: “A Igreja Universal é como omelete, quanto mais bate, mais cresce”

    C) Terceiro, é assim que os grupos religiosos quando crescem, se desviam. Antes era perseguido, depois torna-se perseguidor, e com isso perdem a Cristo. Isso começa com a necessidade de se defender…

  15. QQQQ Acho que não deve processar… por alguns motivos.

    A) Primeiro, ele não sabe o que faz

    B) Segundo, como o próprio Bispo Macedo dizia, há muito tempo: “A Igreja Universal é como omelete, quanto mais bate, mais cresce”

    C) Terceiro, é assim que os grupos religiosos quando crescem, se desviam. Antes era perseguido, depois torna-se perseguidor, e com isso perdem a Cristo. Isso começa com a necessidade de se defender…

    • “Segundo, como o próprio Bispo Macedo dizia, há muito tempo: “A Igreja Universal é como omelete, quanto mais bate, mais cresce”

      A iurd sempre alega que está crescendo em numero de membros, mas o ibge já contestou esse crescimento em numeros. E eles caem cada vez mais. Eu mesmo quando era da iurd no domingo se faziam 5 reuniões no domingo… agora são apenas 3… pra uma denominação que diz estar crescendo, jamais se faria tal coisa.

      E o video do pastor da iurd do equador reclamando que “a igreja está vazia” também mostra que essa tendencia é mundial!!!

    • Seita, quer dizer ter origem em outra religião, a bíblia não foi os judeus que a escreveram? Logo, a primeira seita do mundo é a católica, não foram os católicos os primeiros que criarem uma igreja com base no judaísmo? A segunda seita, somos nós os protestantes crentes em Jesus. Sabemos que para Deus não há antiguidade, Ele é atemporal.

  16. gostei da imagem mas, ele não está matando um mãe de santo e sim uma mãe de chiqueiro que só pensa em fazer maldade e tem um monte de aberração gay que frequenta.

DEIXE UMA RESPOSTA