Em 12 anos, governos petistas investiram R$ 6,2 bilhões na TV Globo através da publicidade

14

A TV Globo e todas as empresas de comunicação que pertencem ao mesmo grupo empresarial receberam, ao longo de 12 anos de governo petista, mais de R$ 6,2 bilhões em contratos de publicidade.

O levantamento, realizado pela revista Carta Capital, aponta que o veículo do Grupo Globo que mais recebeu verbas de publicidade do governo federal somente em 2014 foi o jornal O Globo, que circula nas bancas do Rio de Janeiro. O total no período foi de R$ 21,5 milhões.

A TV Record recebeu menos de 30% dos repasses de publicidade feitos à Globo ao longo dos três mandatos petistas. A emissora do bispo Edir Macedo obteve contratos de R$ 2 bilhões entre 2003 e 2014, enquanto o SBT recebeu R$ 1,6 bilhão, a Band R$ 1 bilhão e a RedeTV! “apenas” 408 milhões.

“Lula e Dilma investiram um total de R$ 13,9 bilhões para fazer propaganda em todas as TVs do país. A parte destinada somente às emissoras da Rede Globo representa quase metade desse total. Apesar disso, a porcentagem destinada à Globo tem sido reduzida”, diz a matéria da Carta Capital, apontando para o fato de que, proporcionalmente, hoje a Globo recebe menos do que recebia antes.


Ao final do governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), a Globo recebia 49% dos investimentos do governo em publicidade na televisão. Durante os mandatos do ex-presidente Lula (PT), esse montante chegou a 59%. Já no último ano, Dilma Rousseff (PT) destinou apenas 36% de suas verbas de publicidade à emissora da família Marinho.

O governo federal tem aumentado seu investimento na publicidade através da internet. Atualmente esse meio é o segundo que mais recebe verbas, e o portal Uol, que pertence ao Grupo Folha, é o primeiro colocado, com R$ 14,7 milhões, seguido pelos portais G1 e Globo.com, que receberam R$ 13,5 milhões. Terra e R7 receberam, respectivamente, R$ 9 e R$ 6 milhões.

14 COMENTÁRIOS

  1. “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças” (Filipenses 4:6)

    • Simplesmente, concordo! Se alguém é ajudado, que faça bom uso, feliz são aqueles que do suor do próprio rosto comem o seu pão. Diz Paulo, “Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós” 2 Tessalonicenses 3:8.
      Pensem se esse exemplo de Paulo, fosse levado a sério!?

      • Também nunca gostei de falar mal da TV Globo, muitos dos irmãos que lá trabalham, tiram o sustento das suas famílias e ainda contribuem com as suas igrejas. Façamos como o saudoso presidente e temente a Deus, Abraham Lincoln – EUA, que saiu de uma crise americana fortalecendo as empresas, pois estas que empregam os pobres.

  2. quem não sabe que a rede de esgoto estava quebrada, devendo a todos seus fornecedores.. quem não sabe que ia pedir concordata, e que lula de arrancada investiu , emprestou ,mais de 2 bi a titulo de fundo perdido, com garantia e aval da globo news tv a cabo, que não vale nem 1o milhões

      • Receita Federal e Criança Esperança[editar | editar código-fonte]
        Entre 2010 e 2012, o conglomerado foi notificado por sonegação fiscal. A maior parte das autuações envolve a apreensão de equipamentos, sem o recolhimento de impostos, no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. Segundo a Receita, a empresa negociou as dívidas com o banco JP Morgan.

        Beyond Citizen Kane[editar | editar código-fonte]
        Ver artigo principal: Beyond Citizen Kane

        Chico Buarque participou de Beyond Citizen Kane, concedendo um depoimento para a equipe de produção.
        Em 1993, o Channel Four, uma grande cadeia de TV britânica, produziu um filme, criado por Simon Hartog e intitulado Beyond Citizen Kane, que conta a história da Rede Globo de Televisão e suas “ações sombrias” no país até o ano de 1990.71 72 O documentário foi proibido no Brasil desde 1994, graças a uma ação judicial movida por Roberto Marinho. Atualmente existem poucas cópias em circulação no Brasil, além de versões piratas circulando pela internet, como no YouTube.72 O filme conta com a participação de alguns artistas, políticos, e especialistas como Luiz Inácio Lula da Silva, Chico Buarque, Leonel Brizola e Washington Olivetto. O documentário jamais esteve no circuito de cinemas brasileiros e a exibição que ocorreria no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro foi proibida pelo então presidente da República, Itamar Franco.72

        No país, o documentário recebeu o título de Muito Além do Cidadão Kane. O título teve origem no personagem Charles Foster Kane, criado em 1941 por Orson Welles para o filme Citizen Kane, que por sua vez, tratava-se de um um drama de ficção baseado na trajetória de William Randolph Hearst, magnata da comunicação nos Estados Unidos. Segundo o documentário, a Globo empregaria a mesma manipulação grosseira de notícias para influenciar a opinião pública como fazia Kane no filme.72 De acordo com matéria veiculada na Folha Online em 28 de agosto de 2009, a produtora que montou a filmagem é independente e a televisão pública britânica não teve qualquer relação com seu desenvolvimento. Já a Record sustenta que a BBC, outra emissora pública do Reino Unido, estaria relacionada com sua produção.73

        O documentário é dividido em 4 partes:

        na primeira parte é mostrada a relação entre a Rede Globo de Televisão e o período militar, em que se veem fatos sociais que ocorreram no país em decorrência do governo;
        na segunda parte apresenta-se o acordo firmado entre a Globo e o grupo Time-Life;73
        na terceira parte evidencia-se o poder do proprietário da emissora, Roberto Marinho. Mostra-se também o suposto apoio da mesma à saída dos militares do poder, na figura do candidato à presidência da República Tancredo Neves;74
        na quarta parte, tida como a mais importante e reveladora do filme, mostram-se às claras “os envolvimentos ilegais e mecanismos manipulativos utilizados pelas Organizações Globo em suas obscuras parcerias para com o poder em Brasília”. Contudo, o documentário não apresenta fontes primárias, apenas entrevistas.72
        A Globo tentou comprar os direitos de exibição do filme.73 Entretanto, antes de morrer, Hartog formou um acordo com organizações brasileiras para que os direitos de exibição do documentário não caíssem nas mãos da emissora, a fim de que este pudesse ser amplamente conhecido tanto por organizações políticas quanto culturais. O canal perdeu o interesse em comprar o filme quando os advogados da emissora descobriram tal acordo, mas até hoje uma decisão judicial proíbe a exibição de Beyond Citizen Kane no Brasil.72 De acordo com a Folha de S. Paulo, na década de 1990, a direção da Record havia tentado comprar os direitos de exibição do documentário, mas “percebeu que haveria uma disputa judicial com a TV Globo a respeito das muitas imagens retiradas da programação deles. Então decidiu não comprá-lo”.74 No entanto, em agosto de 2009, no auge de uma troca de acusações mútuas entre as emissoras, provocadas por acusações de lavagem de dinheiro da Igreja Universal do Reino de Deus, a Record comprou os direitos de transmissão do documentário por aproximadamente 20 mil dólares, e espera a autorização da justiça para transmiti-lo.73

        Escândalo do Papa-Tudo[editar | editar código-fonte]
        “E assim, usando uma grande rede de televisão, […] uma grande vendedora agindo diretamente junto ao público infantil induzindo a que crianças pedissem aos pais para comprarem, […] associados ao insuspeito ‘titio’ Artur Falk, foi dado um dos maiores golpes – conto do vigário – na população tola, que acredita na Rede Globo, que compra os produtos que ela anuncia que doa para as “instituições de caridade”, abençoadas pela Globo. Pobre população ludibriada que se comove com os trambiques glamourizados da televisão”.

        —Antônio Paiva Rodrigues, Observatório da Imprensa.75
        No início da década de 1990, com a finalidade de concorrer com a Tele Sena, pertencente à Silvio Santos e seu conglomerado,76 a Globo lançou em parceria com a Interunion Capitalização, pertencente ao banqueiro Artur Falk, um título de capitalização intitulado Papa-Tudo, que tinha César Filho e Fausto Silva como apresentadores e Xuxa Meneghel como garota-propaganda.77 A venda era semelhante à da concorrente supracitada: o título era adquirido em casas lotéricas e unidades da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, e, caso o comprador não fosse contemplado, poderia resgatar metade do valor pago após um ano ou comprar um novo título pela metade do preço.75 Antes mesmo do lançamento, o jornalista Hélio Fernandes, da Tribuna da Imprensa, disse que “aquilo cheirava a um grande golpe e que não tinha uma chance em um milhão de dar certo um empreendimento entre Artur Falk e Roberto Marinho”.75

        Consoante o Observatório da Imprensa, “prometiam que, além da recompra garantida, os futuros compradores ainda concorreriam a grandes prêmios milionários e parte da arrecadação ainda seria destinada a instituições de caridade. E numa colossal e obscena ‘pirâmide’, infestaram o Brasil inteiro com promessas milagrosas de enriquecimento fácil, sempre tendo à frente a exclusividade da Globo, a insuspeita Xuxa e a benemerência de instituições de caridade. Embalado pelos heróis da Globo e pelos “embaixadores” da Unicef, o país inteiro comprou, muitas e muitas vezes, os bilhetinhos do ‘titio’ Artur Falk, veiculados pela Rede Globo e apresentado pela irrepreensível Xuxa”.75 Entretanto, chegou uma época que a ECT e as lotéricas pararam de resgatar os bilhetes, pois não recebiam os prêmios do Papa-Tudo. O título anunciou que indenizaria os compradores, mas tal ato não ocorreu. Todo o escândalo culminou na prisão de Artur sob a acusação de estelionato. Por outro lado, ninguém da emissora foi responsabilizado.77 75

        Compra da TV Paulista[editar | editar código-fonte]
        Em 1955, Oswaldo Ortiz Monteiro decidiu vender a TV Paulista, a qual era proprietário, às Organizações Victor Costa, devido às dificuldades enfrentadas pela emissora. 55% do capital da concessão, formada por 15.099 ações, foi entregue ao conglomerado. Victor Costa morreu enquanto aguardava a transferência da TV Paulista para seu nome ser aprovada pelo então Departamento Nacional de Telecomunicações (DENTEL). O filho de Costa ficou no comando, embora as ações de controle ainda ficassem em nome dos ex-acionistas. Nove anos depois, ele vendeu o canal à Roberto Marinho, mesmo sem os documentos de transferência, mas as ações originais de controle continuaram em nome da família Ortiz Monteiro por mais 13 anos. Em 1977, o Dentel aprovou a transferência das ações dos Ortiz Monteiro para Roberto Marinho, com base nos recibos e procurações apresentados pela Globo. Então, a emissora foi transformada em TV Globo São Paulo.78

        Após a morte de Monteiro, em 1990, sua família começou a investigar uma possível fraude na compra da TV Paulista pela Rede Globo. Uma perícia realizada no ano de 2003 pelo instituto paulista Del Picchia revelou que as assinaturas foram falsificadas e incluíram desde nomes de pessoas falecidas antes da transferência até o uso de máquinas de escrever que ainda não existiam na época do ato.79 Os advogados da cadeia carioca, por outro lado, apresentaram parecer técnico do perito Antonio Nunes da Silva atestando que os recibos e procurações em poder da família Marinho eram autênticos.80 Em 2010, foi confirmado pelo Superior Tribunal de Justiça que os documentos eram verdadeiros.81 Em contrapartida, quatro anos depois, o senador Roberto Requião, do PMDB do Paraná, protocolou no Senado um requerimento ao Ministério das Comunicações com informações sobre os supostos atos administrativos irregulares que aprovaram a transferência da concessão do canal 5 à Marinho.82

      • No dia 25 de fevereiro de 2009, a TV Diário, emissora pertencente ao Sistema Verdes Mares, também proprietário da TV Verdes Mares, afiliada da Globo em Fortaleza, deixou de ser transmitida pelo satélite de antenas parabólicas, pela qual alcançava toda a América do Sul e parte do Caribe, e pelas afiliadas que possuía pelo território brasileiro, deixando os telespectadores surpresos. Os que tentaram assistir à programação da Diário pelas afiliadas passaram a acompanhar outras redes a partir daquele dia.83 Consoante informações anteriores e posteriores à saída da rede, a saída da programação da TV Diário do satélite deveu-se a pressões das Organizações Globo ao Sistema Verdes Mares, que era responsável pela TV Verdes Mares, “por conta do excessivo crescimento da audiência da TV Diário em muitos locais do país, inclusive no eixo Rio-São Paulo, o que ameaçava os nichos de mercado da Rede Globo”.84

        Ao sair do satélite, a emissora passou a restringir sua cobertura apenas ao estado do Ceará, além dos estados vizinhos e algumas cidades do interior do estado de São Paulo pela TV aberta e sistemas de televisão por assinatura, entre elas a Você TV, através da DTHi, a partir de agosto de 2009.85 Com a saída da Diário do satélite, a Rede União tornou-se a única rede instalada no Ceará exibir satélite em todo o Brasil e todas as Américas (do Sul, Central, Norte e ilhas do Caribe) partes da Europa e África.86 A Rede Globo respondeu que “a TV Globo, como cabeça da Rede Globo, formada por 121 emissoras, procura harmonizar os sinais de VHF e UHF de forma que estes fiquem circunscritos a seus territórios de cobertura. Desta forma, em busca de uma harmonia entre todos e pelo respeito recíproco aos interesses, a atuação da TV Diário estará restrita a seu território de cobertura, não sendo mais captada em territórios de outras afiliadas. Seu sinal permanecerá no satélite, cobrindo o estado do Ceará, porém, codificado”.87 A atitude da Globo foi amplamente criticada; moradores da região Nordeste promoveram um boicote ao canal de TV no dia 13 de março de 2009, mas o movimento não repercutiu.88 Um acontecimento semelhante ocorreu com a Amazon Sat, de propriedade da Rede Amazônica, que entre os anos de 1998 e 2004 podia ser assistida pelas parabólicas, entretanto a partir daí o sinal foi codificado e somente pode ser captado por parabólicas com receptor digital através da aquisição de cartão com o código para decodificação.84 A partir de 2014, a emissora voltou a ser transmitida nacionalmente, através do satélite SES-6, utilizado pela Oi TV.89

        Discriminação[editar | editar código-fonte]
        No dia 16 de setembro de 2008, o humorístico Casseta & Planeta, Urgente! levou ao ar um quadro chamado Otário Eleitoral Gratuito, onde um dos candidatos, o personagem “Tinoco, o homem toco”, que não tinha braços nem pernas, declarava: “Você me conhece: eu sou o Tinoco, o homem toco. Vote em mim, que eu não vou meter a mão; e se eu roubar não vou conseguir fugir”, de modo a “debochar genericamente dos políticos e dos deficientes físicos”. Tal conteúdo levou o Grupo de Ação pela Cidadania de Lésbicas, Gays, Travestis e Transexuais a abrir um processo na Procuradoria Regional dos Diretos dos Cidadãos de São Paulo contra a TV Globo de São Paulo por discriminação às pessoas deficientes.90 91

        Troca de nomes[editar | editar código-fonte]
        Em 2011, a rede foi processada pelo bartender Igor Pachi, que teve sua imagem confundida com a do BBB Igor Gramani. De acordo com sua advogada, Shirley Klouri, “a Globo, sites do Grupo e o canal Multishow exibiram fotos e vídeos de seu cliente na divulgação do programa e causaram problemas a ele”. O rapaz conseguiu uma liminar pedindo a retratação da cadeia e indenização mínima de 150 salários mínimos.92

        Edições na Wikipédia[editar | editar código-fonte]
        Em 8 de agosto de 2014, uma matéria do portal de O Globo93 afirmou que um dispositivo conectado à internet através da rede sem fio do Palácio do Planalto alterou, em maio de 2013, informações das páginas de Miriam e Carlos Alberto Sardenberg na Wikipédia, com o objetivo de difamá-los. As informações inseridas no artigo de Miriam qualificavam suas análises e previsões econômicas como “desastrosas”, além de acusá-la de ter defendido “apaixonadamente” o banqueiro Daniel Dantas quando este foi preso pela Polícia Federal.60 Esta última acusação ocorreu em razão de comentário de Miriam na Rádio CBN onde ela defendia a inocência de Dantas.94

        O Palácio do Planalto, em nota, explicou que o endereço IP usado na alteração era utilizado tanto pela sua rede interna quanto pela rede sem fio do Palácio. Isso possibilitaria a qualquer visitante do Planalto realizar tal alteração.95 No entanto, o Planalto identificou o autor das alterações como sendo um servidor da Secretaria de Relações Institucionais e o funcionário foi exonerado.96

        As Organizações Globo foram criticadas por divulgar alterações das biografias de seus contratados na Wikipédia, ferramenta de caráter colaborativo e aberta à edição de todos e que, segundo seu próprio criador, Jimmy Wales, não deve ser usada como fonte primária de informação.60 Também foram criticadas por só terem noticiado as alterações em plena campanha eleitoral de 2014.60 O jornalista Miguel do Rosário divulgou que um usuário que navegava através da rede da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo inseriu uma calúnia na biografia do músico Raul Seixas.63 Ele também relatou que já visitou o Palácio do Planalto e que teve acesso à senha da rede sem fio do gabinete presidencial.63

        Reportagem sobre mulheres no mundo árabe[editar | editar código-fonte]
        O programa Fantástico exibiu uma matéria no dia 29 de junho de 2014, intitulada “Mulheres são vistas como propriedade dos homens no Líbano”, falando sobre a violência contra a mulher nos países árabes, em especial, no Líbano, e mostrando como as mulheres viram posse dos homens após do casamento e são vítimas de estupro, violência doméstica e assassinato. A reportagem gerou comoção de entidades árabes, que enviaram cartas de repúdio acusando a Rede Globo de mostrar uma visão preconceituosa da mulher libanesa.97

        A Federação das Entidades Americano-Árabes disse em nota: “É imperativo enfrentar este problema, que adquire contornos dramáticos em todo o mundo. Mas é nosso dever alertar para o fato de que, dependendo de como a informação é veiculada, ela distorce completamente os fatos, e contribui sobremaneira para criar preconceito, estereótipos e representações sociais negativas de um país inteiro, por exemplo”.98 No dia 9 de julho de 2014, membros da comunidade árabe e libanesa de São Paulo se reuniram em frente à sede da TV Globo São Paulo e protestaram contra a reportagem. Os manifestantes exigiram dir

      • Gay vc só sabe xingar o clamando cara, vai procurar se libertar desse satanás que aprisiona tua mente, deixa de ser pertubado, vai procurar o que fazer, vc pelo jeito não faz nada, deve viver vadiando, porque vive 24 horas no site enchendo o saco das pessoas com tuas luxúrias satânica, vai procurar um trabalho, seja um homem decente bem visto pela sociedade e não esse lixo que vc aparenta ser..

  3. THIAGO CHAGAS
    Veja bem, se não querem deixar passar reportagens onde provam que a rede globo é um lixo, não deveriam deixar passar as ofensas pessoais do ativista ateu gay janio, ora vamos usar da reciprocidade, se meus comentários que iriam esclarecer e basar minha opinião e digo esta esta a disposição na net, não pode passar, então o ativismo em forma de ofensas pessoais do gay janio também não.
    usem um só peso e uma só medida.

  4. Questão de mercado, a Globo tem maior audiência. Qualquer anunciante vai investir mais onde o retorno é maior. Até a IURD anunciaria seus produtos (rosa ungida, venda de bençãos etc.) na Globo se pudesse.

DEIXE UMA RESPOSTA