“Homossexual pode tornar-se heterossexual”, diz pastor Silas Malafaia, que define a prática como “comportamental”; Leia na íntegra

11

A presença da homossexualidade como um tema recorrente na sociedade contemporânea e como fonte de discussão persistente no meio cristão levou ao pastor Silas Malafaia, um dos maiores adversários sociais dos ativistas gays, a publicar um artigo em seu site sobre o assunto.

Malafaia é reconhecido pela ênfase na pregação de que a prática homossexual é reprovada pela Bíblia, e afirma em seu texto que a “tese de que o homossexualismo é genético é uma falácia; uma mentira”

Segundo o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, “Deus criou o ser humano como macho ou como fêmea” e já na criação “estabeleceu que eles teriam atração sexual um pelo outro e que, da relação sexual entre eles, nasceriam filhos (Gênesis 1.27,28)”.

O pastor diz ainda que “se o homossexualismo não é genético, é comportamental”, o que na prática significaria dizer que “é praticado por uma pessoa que, por determinação genética, nasceu homem ou mulher, mas tornou-se homossexual por preferência aprendida ou imposta”, diz o pastor.


“O ser humano é um ser social e vive sob a influência de modelos, padrões. Os psicólogos são unânimes em dizer que mais importante do que a determinação genética para uma criança decidir a sua preferência sexual é a maneira como ela é criada. Não há determinismo genético. E, se é uma questão de comportamento, um homossexual pode abandonar essa prática e tornar-se heterossexual; até porque, a maioria dos homossexuais tem algum grau de atração pelo sexo oposto”, pontua Silas Malafaia.

No campo teológico, o pastor diz que “a menos que eles se arrependam dessa prática abominável aos olhos de Deus e convertam-se a Cristo, serão condenados a passar a eternidade no inferno, um lugar de pranto, dor e ranger de dentes”.

Malafaia reconhece que a medicina não é o caminho para que um homossexual abandone a prática, e afirma que a questão só pode ser resolvida no campo espiritual.

“Embora remédios e técnicas terapêuticas não possam transformar um homossexual em heterossexual, se ele reconhecer seu erro, confessá-lo a Deus, pedir perdão e entregar sua vida a Cristo, será justificado pelo sangue de Jesus, liberto do pecado que o domina e transformado em uma nova criatura. Mas, para isso, é preciso, sobretudo, que o homossexual tenha consciência da sua condição pecaminosa e queira dar um novo rumo à sua vida. É uma decisão pessoal dele render-se à verdade, entregar-se a Cristo”, diz o pastor.

O papel da igreja, segundo Silas Malafaia, é manter-se firme nos princípios: “A nós, evangélicos, como Igreja de Cristo, coluna e baluarte da verdade, cabe pregar o evangelho e convocar os pecadores ao arrependimento. Mas a nós não cabe odiar ninguém. Devemos amar o pecador e condenar o pecado”, resume.

Confira abaixo, a íntegra do artigo “É possível a um homossexual abandonar essa prática?”, do pastor Silas Malafaia:

Alguns dizem que a homossexualidade é uma questão biológica, genética; o indivíduo já nasce homossexual. Entretanto, nenhum cientista jamais provou essa tese.

Não existe um gene que determine que uma pessoa será homossexual. Os cromossomas XX determinam que ela será do sexo feminino, e os cromossomos XY, que será do sexo masculino. Portanto, essa tese de que o homossexualismo é genético é uma falácia; uma mentira. Deus criou o ser humano como macho ou como fêmea. Ele estabeleceu que eles teriam atração sexual um pelo outro e que, da relação sexual entre eles, nasceriam filhos (Gênesis 1.27,28).

Aliás, é por causa desse princípio que a espécie humana tem subsistido. Se não houvesse casamento entre homem e mulher, não seria possível a perpetuação da espécie.

Se o homossexualismo não é genético, é comportamental. Ele é praticado por uma pessoa que, por determinação genética, nasceu homem ou mulher, mas tornou-se homossexual por preferência aprendida ou imposta.

Como isto é possível? O ser humano é um ser social e vive sob a influência de modelos, padrões. Os psicólogos são unânimes em dizer que mais importante do que a determinação genética para uma criança decidir a sua preferência sexual é a maneira como ela é criada. Não há determinismo genético. E, se é uma questão de comportamento, um homossexual pode abandonar essa prática e tornar-se heterossexual; até porque, a maioria dos homossexuais tem algum grau de atração pelo sexo oposto.

A despeito de ser um comportamento aprovado em muitas sociedades antigas e modernas, o homossexualismo é pecado. A rejeição à prática homossexualismo é clara na Palavra de Deus. Em Levítico 18.22 (ARA), constatamos uma exortação direta a não dar lugar a essa prática. Em Levítico 20.13, vemos que a pena na Lei mosaica para quem praticasse o homossexualismo era a morte.

No Novo Testamento, apesar de não haver mais a pena de morte, observamos que a morte espiritual persiste para o homossexual, entregue por Deus ao que Paulo chamou, em Romanos

1.28, de sentimento perverso (ARC) ou disposição mental reprovável (ARA). Neste mesmo texto, o homossexualismo é denominado paixão infame; torpeza; erro. Leia 1 Timóteo 1.8-11 (NVI).

Em 1 Coríntios 6.10,11, está claro que nem os efeminados nem os sodomitas (ou seja, os homossexuais passivos e os ativos) herdarão o reino dos céus. A menos que eles se arrependam dessa prática abominável aos olhos de Deus e convertam-se a Cristo, serão condenados a passar a eternidade no inferno, um lugar de pranto, dor e ranger de dentes (Mateus 13.40-42; 24.51).

Embora remédios e técnicas terapêuticas não possam transformar um homossexual em heterossexual, se ele reconhecer seu erro, confessá-lo a Deus, pedir perdão e entregar sua vida a Cristo, será justificado pelo sangue de Jesus, liberto do pecado que o domina e transformado em uma nova criatura. Mas, para isso, é preciso, sobretudo, que o homossexual tenha consciência da sua condição pecaminosa e queira dar um novo rumo à sua vida. É uma decisão pessoal dele render-se à verdade, entregar-se a Cristo.

A nós, evangélicos, como Igreja de Cristo, coluna e baluarte da verdade, cabe pregar o evangelho e convocar os pecadores ao arrependimento. Mas a nós não cabe odiar ninguém. Devemos amar o pecador e condenar o pecado. Porém amar não é aprovar nem justificar comportamento errado. Existe uma grande diferença entre amar a pecador e concordar com suas práticas.

Nós, evangélicos, amamos os homossexuais, mas não concordamos nem aceitamos o homossexualismo. Não se trata de homofobia [aversão violenta a homossexuais] nem preconceito religioso, e sim de seguirmos princípios éticos, morais e espirituais que se baseiam no conhecimento que temos da Lei e da vontade de Deus para o ser humano ter uma vida plena, feliz e eterna.

Sugestões de leitura: Levítico 18––20; Romanos 1; 1 Coríntios 6.10,11; 1 Timóteo 1.8-11

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

11 COMENTÁRIOS

  1. Homossexuais podem REPRIMIR sua sexualidade? Essa frase esta com engodo pois não existe ordem cromossômica homossexual, portanto deveria ficar assim homem ou mulher que estão com sua orientação sexual desviada, , devem controlar ou reaprender a se reorientar se quiserem, sem força nem violência, pois ninguém é obrigado a nada,(sociedade democrática = liberdade, tanto para os que querem continuar desorientados como para os que querem se reorientar.

    • Os que são safadeza tem jeito mas o outro grupo não. Pq muitos vigiam para não voltar a praticar? Se realmente fossem curados não haveria com que se preocupar.

      • porque na verdade é um demonio que atua no corpo da pessoa,

        e o silas como pastor não tem coragem de falar isso,
        ai fica com esta historia de comportamento.

        existem demônios que atuam na vida dos que nasceram eunucos e os fazem desenvolver o desejo por pessoas do mesmo sexo, ja que nascem sem desejo pelo sexo oposto, então os espiritos imundos se aproveitam por não haver desejos pelo sexo oposto e manipulam elas para s tornarem homossexuais.

        e aqueles que nascem com desejos héteros e viram homossexuais são mais endemoniados ainda, pois o demônio chamado pomba gira atua de maneira a faze-lo deseja uma pessoa do seu mesmo sexo.

        isso e demônio e não tem nada haver com comportamento.

        e a dificuldade em abandonar e pelo fato da carne da pessoa ficar viciada nessa pratica desgraçada.
        e como o vicio dos tóxicos.

        • Cade o comite do Premio Nobel que nao esta’ aqui lendo o resultado das pesquisas do vai se arrebentar sobre a sexualidade humana??

          Alguem por favor arrime um premio pra esse menino

          Kkkkkkkkkkk

    • Deus fez macho femea. concordo Mas exite homossexual que não é doença sou contra vc evagelicos por não ter entedimento da biblia. por que bibléa tambem condena suas praticas evangelicas. Deus é pai criador vcs pastores são lobos joão 10;8,14 isaias 56;1,9 apocaliplis 22;vcs tambem, são assassinos veja so na semana passada A rede de globo de televisão mostrou aqueles pastores.

  2. Silas defende um ponto de vista descrito nas Escrituras, não é uma concepção pessoal desenvolvida pelo mesmo. O desrespeito a conduta moral, parte do movimento gay, que defende uma promiscuidade e libertinagem pública dos seus atos e comportamentos. Uma parada Gay tem homossexuais de bunda de fora, peitos, carícias nas partes intimas, palavrões, bebedice. Uma Marcha DE eVANGÉLICOS tem apenas um objetivo……JESUS: paz, salvação, amor, alegria e louvor….Agora quem são os Homofobicos…….?

  3. Entao vc concorda com as palavras de satanas, sua lazarenta, pq cristo e um ser divino qe nao iria passar pela biblia aos seres humanos o preconceito, qe hoje e soberano no seculo 21.

    • Pelo que entendi vc é crente não é? Então por favor me diga porque vc chamou alguem de lazarenta? Onde está o amor de Cristo em vc? Só percebo ódio religioso, prepotencia e intolerancia. Será mesmo que vc é um servo de Deus? Tenho muitas dúvidas. Graças a Deus vc não é muçulmano, ou seria mais um homem bomba a matar gente inocente em nome de deus… Fique vc sabendo que homofobia é bossalidade e fruto do analfabetismo sexual. Sugiro que procure ajuda profissional sob o risco de um dia surtar e ir parar numa clinica psiquiátrica.

  4. Homossexualismo não é de Deus, é uma prisão, sofri anos com isso! Mesmo sem mudar sua orientação sexual você deve evitar o sexo e os relacionamentos homossexuais por amor a Deus, pedir a Ele pra tirar seus desejos, é desonra do corpo e do que Deus criou: macho e fêmea. Não adianta tapar o sol com a peneira, por que todos os homossexuais acabam saindo da igreja, não se sentem bem, sabem no fundo que é errado. Por amor a Deus temos que renunciar.

  5. Ao meu entendimento o Silas Malafaia comete o mesmo erro que atribui ao geneticista Eli, pois assim como não existem provas científicas que existem razões genéticas para o homossexualismo, também não existem provas científicas de que o homossexualismo seja única e exclusivamente de causa imposta ou aprendida. Na verdade existe uma lacuna científica que ainda não foi preenchida, e a Bíblia por mais fé que se tenha, não pode ser utilizado como critério científico.

    • desde uns tres anos de idade que me lembre, já sentia atração pelo mesmo sexo, sem ter tido qualquer tipo de ato sexual com ningúem, não estou defendendo os homosexuais não, é que eu já era assim e de alguma forma sabia que não era o norml, sentia-me atraído por outro menino…Asssim fui crescendo, eo sofrendo bulling nas escolas , servir exercito, escolhi profissão até então exercida só por homens ,asei, não sei se para me auto afirmar ou o que, tive filhos…mas chegou um dia que não aguentei mais e conteis para minha esposa o que se passava comigo, ela não aceitou, separamos e vivo até hoje , com 63 anos, ainda sentindo atração por outros homens sem nunca ter tido nada com outro…só queria saber o por que disso comigo e eu não me aceito.

  6. Acredito que realmente pode ocorrer a mudança de gay para hétero. É o caso do ilustríssimo pastor Silas, pois pra defender a mudança, deve-se vivê-la e entendê-la. Se Silas se transformou comportamentalmente de gay em hétero, pastor e homem de família, qualquer um pode. Se não é seu caso, pastor, não se meta onde não foi chamado!

  7. Uma família homossexual nunca daria certo uma pq não procria se juntasse tudo e colocasse numa ilha,com oitenta anos não restaria um sequer seriam extintos
    Uma crança adotada nunca seria amada com amor materno
    Que é essencial na vida de um ser humano que nunca se conformaria em saber que poderia
    Ter uma família normal e ter dois pais ou duas mães que de fato não são seus

    A bíblia diz que quando o homem e a mulher se casam tornam se um
    E isso é interessante que se encaixam perfeitamente entende??
    Já mulher com mulher ou homem com homem é impossível não hé

    A bíblia também deixara o homem pai e mãe e se unira a sua mulher
    A bíblia não diz deixara pai e pai ou mae e mae
    A bíblia é extremamente indiscreta quanto a sua contrariedade acerca do homossexualismo
    E não adianta tentar provar o contrario

DEIXE UMA RESPOSTA