Ibrahimovic compra templo de igreja protestante para transformar imóvel em mansão de luxo

30

O atacante sueco Zlatan Ibrahimovic, do Paris Saint Germain, comprou o prédio de uma antiga igreja para transformá-lo em uma mansão.

O valor pago pelo imóvel em Estocolmo, na Suécia, foi de aproximadamente € 4,7 milhões, o equivalente a R$ 15,4 milhões de acordo com a cotação da moeda europeia na data de ontem, 10 de março.

Segundo informações do jornal Le Parisien, o antigo templo protestante irá ser reformado para se tornar uma luxuosa mansão, com alguns apartamentos individuais.

A quantia paga pelo craque sueco no templo protestante é só mais um caso de igrejas protestantes na Europa que têm suas instalações destinadas a outras atividades. As construções, em sua maioria de arquitetura clássica e com boa acústica, vem se tornando alvo de casas de shows, bares e até cinemas.


Já houve casos de templos que foram fechado e transformados em hotéis e museus, segundo informações do Wall Street Journal. Em Edimburgo, na Escócia, um templo da igreja luterana foi vendido e transformado em um bar temático sobre o personagem Frankenstein.

A Igreja de St. Joseph, na Holanda, foi comprada e transformada numa grande pista de Skate. Por lá, os líderes cristãos acreditam que em no máximo dez anos, 65% dos 1.600 templos cristãos do país serão desativados para dar lugar a outros empreendimentos. Desse total, 700 pertencem a igrejas protestantes.

Essa tendência é impulsionada pela falta de frequentadores e membros, e o resultado é que a maioria das igrejas europeias, construídas para abrigar um pequeno número de fiéis, termina se tornando alvo fácil da especulação imobiliária.

30 COMENTÁRIOS

  1. Ao contrário do clamando creio na igreja como diz as escrituras, um organismo vivo formado por todos aqueles que crêem em Jesus Cristo.

    Bom seria que todas as igrejas vendessem seus templos, distribuísse o dinheiro aos pobres e reunissem-se de casa e casa ou em locais menos sutuosos.

    Até porque todos esses templos e o dinheiro arrecadado assim como os carros, casas, barquinho do clamando e outras coisas ficarão por aqui para uso do Anticristo.

    Felizes aqueles que entesouram tesouros eternos e não materiais.

    • STARDUST
      Governo Eclesiástico.
      A princípio, os seguidores de Jesus não viram a necessidade de desenvolver um sistema de governo da Igreja. Esperavam que Cristo voltasse em breve, por isso tratavam os problemas internos à medida que surgiam – geralmente de um modo muito informal.
      Mas o tempo em que Paulo escreveu suas cartas às igrejas, os cristãos reconheciam a necessidade de organizar o seu trabalho. O NT não nos dá um quadro pormenorizado deste governo da igreja primitiva. Evidentemente, um ou mais presbíteros presidiam os negócios de cada congregação (Rm 12.6-8; 1Ts 5.12; Hb 13.7,17,24), exatamente como os anciãos faziam nas sinagogas judaicas. Esses anciãos (ou presbíteros) eram escolhidos pelo Espírito Santo (At 20.28), mas os apóstolos os nomeavam (At 14.23). Por conseguinte, o Espírito Santo trabalhava por meio dos apóstolos ordenando líderes pra o ministério. Alguns ministros chamados evangelistas parecem ter viajado de uma congregação para outra, como faziam os apóstolos. Seu título significa “homens que manuseiam o evangelho”. Alguns têm achado que eram todos representantes pessoais dos apóstolos, como Timóteo o foi de Paulo; outros supõem que obtiveram esse nome por manifestarem um dom especial de evangelização. Os anciãos assumiam os deveres pastorais normais entre as visitas desses evangelistas.
      Algumas cartas do NT referem-se a bispos na igreja primitiva. Isto é um bocado confuso, visto que esses “bispos” não formavam uma ordem superior da liderança eclesiástica como ocorre em algumas igrejas onde o título é usado hoje. Paulo lembrou aos presbíteros de Éfeso que eles eram bispos (At 20.28), e parece que ele usa os termos presbítero e bispo intercambiavelmente (Tt 1.5-9). Tanto os bispos como os presbíteros estavam encarregados de supervisar uma congregação. Evidentemente, ambos os termos se referem aos mesmos ministros da igreja primitiva, a saber, os presbíteros.
      Paulo e os demais apóstolos reconheceram que o ES concedia habilidades especiais de liderança a certas pessoas (1Co 12.28). Assim, quando conferiam um título oficial a um irmão ou irmã em Cristo, estavam confirmando o que o Espírito Santo já havia feito.

      • Primeiro, não sou o Stardust, quem tem vários nicks por aqui é você.

        Segundo, o que o texto que você copiou de algum lugar sem dar o devido crédito tem a ver com o meu comentário?

        • PRIMEIRO VC. É UM MENTIROSO E É SIM STARDUST
          SEGUNDO TEM TUDO HAVER NEM NO COMEÇO COM A IGREJA CRESCENDO LOGO DEIXARAM AS CASAS E CADA UMA TINHA SEU DIRIGENTE, LOGO STAR PARE DE FALAR ABÓBRINHAS , NÃO TENS CREDIBILIDADE ALGUMA AQUI NESTE SITE.

          • Se há algum mentiroso aqui este alguém não sou eu, mas sim você, comprovadamente desmascarado inúmeras vezes e pego em mentiras.

            Quanto ao texto veja o que você disse:

            “NO COMEÇO COM A IGREJA CRESCENDO LOGO DEIXARAM AS CASAS E CADA UMA TINHA SEU DIRIGENTE”

            Onde na escritura diz que a igreja deixou as casas para congregar em templos financiados pelos dizimos dos membros?

            O fato de haver lideranças nas igrejas não tem absolutamente nada a ver com este fato que você supõe de acordo com sua imaginação fértil.

            O seu problema, e não te culpo, é que o sistema evangélico entende as figuras de Bispos, Presbiteros, Diáconos, etc como uma hierarquia típica de empresas, tipo, se eu for uma ovelhinha legal serei promovido a diácono, se permanecer fazendo a vontade do pastor viro Presbitero e assim vai até os que hoje se intitula “Paipóstolos”, pois, ser Apóstolo para eles é pouco.

            Não Clamando, josecarvalho, Celia Mulata, não, trata-se somente de funções distintas dentro do corpo e serviam e servem somente para melhor edificação.

            Tomando como exemplo, Paulo era o Apóstolo (enviado) que fundou várias igrejas, como ele era um só não podia cuidar de todas e por isso estabeleceu-se os Bispos que cuidavam de regiões, os Presbiteros eram os Pastores que cuidavam das casas (não templos) e os diáconos eram os que cuidavam da distribuição de alimentos quando a igreja se congregava.

            Isto não quer dizer que em determinados momentos estas casas não se reuniam em locais que comportassem a todos ou a maioria, porém, sempre em locais públicos ou no templo, e mesmo assim, não era dentro do templo mas no pórtico que era um local onde era comum as pessoas se reunirem.

          • O cidadão que diz que: “Diga-me com quem andas que te direi quem és” trata-se de um texto bíblico ainda tem a ousadia de querer falar de exegese.

            Lamentável.

          • Marcos,

            Mora aí, meu caro.

            Cristo andava com Judas e sabia que ele iria subtrair os recursos das ofertas, bem como iria vendê-lo, ou seja, não estava enganado com a natureza de seu discípulo, digamos, mau.

            Bom, então se Cristo andou com um ladrão, era o nosso Cristo um ladrão também?

            Em sociedade somos obrigados a compor certos grupos, como: sindicatos, partidos, condomínios, igrejas, escolas, trabalho, clubes, por ser assim, pode-se firmar que somos iguais aos demais membros, alunos, partidários, condôminos, colegas de escola, associados?

            Menos, inteligência diferenciada.

          • Levi,

            Como sempre confuso. Não entendi qual a analogia com o que eu venho comentando com o fato de que Jesus andou com Judas.

            Judas estava alí com um propósito, era o filho da perdição, era para que se cumprissem as profecias. Da mesma forma há hoje o joio, que cresce junto com o trigo.

            Isto em nenhum momento é aval para dizer que podemos fechar os olhos aos PILANTRAS do evangelicalismo.

            Pelo seu raciocínio, não há problema algum em você frequentar à ICAR, porque você não a frequenta então e vive aqui a combatê-la?

            Como você tem mania de chamar de católico todos os que te contrariam, já adianto que não o sou, assim te poupo deste constrangimento.

          • Quanto ao templo,

            Cristo jamais relegou a terceiro plano os templos, apenas deixou bem claro que a importância principal não estava neles, sim nas almas humanas,

            Cristo visitava tais estruturas de pedra e de madeira, mas nunca as condenou.

          • Levi,

            Sua visão é terrena. O Templo, assim como tudo na Antiga Aliança eram símbolos de coisas que encontraram sua realidade na Nova Aliança.

            O templo simbolizava a morada de Deus, obviamente, Deus não habita em templos feitos por mãos humanas, ou seja, onde ele habita hoje? Em nossos corações, logo, o templo somos nós. E quem somos nós? A sua igreja. Em resumo, a igreja é o templo de Deus. O qu as pessoas chamam de templo na verdade é só um local para se congregar, não nenhuma “unção” mistica especial. Ou seja, se eu for ao templo do Mamoncedo ou fizer uma reunião na esquina da minha casa não há diferença alguma.

            Agora, não lhe parece estranho para quem tem compromisso com a igreja, que são pessoas regeneradas e precisam ser cuidadas e instruídas colocarem estas em templos para milhares de pessoas? Se de fato o intuito destes lideres fosse para com a vida das pessoas entenderiam que quanto menores as congregações melhor elas seriam cuidadas.

            Nitidamente o intuito e de se ter um lugar amplo para que caibam mais pessoas que ouçam um sermão que a induza a contribuir e com isso a arrecadação aumente.

            Quanto ao reerguer o templo, a lei e a velha aliança:

            “Porque, se torno a edificar aquilo que destruí, constituo-me a mim mesmo transgressor.
            Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus.” – Gálatas 2:18-19

          • Marcos,

            Eu rebati uma aversão tua, pois foi dado a entender que é muito fácil descobrir o perfil do próximo, basta saber sobre suas companhias.

            No tocante à igreja católica, meu caro, a verdade é uma só.

            Ela foi desvirtuada,mas como posso escolher outros seguimentos, então não me vejo na obrigado a dela ser e nem permanecer. diferente de uma escola em que tenho que viver com colegas não muito éticos, no trabalho de igual forma. Também o mesmo num sindicato, partidos eleitorais.

          • “pois foi dado a entender que é muito fácil descobrir o perfil do próximo, basta saber sobre suas companhias.”

            Favor ler meu comentário novamente dentro do contexto da conversa com o clamando que você entenderá que o que você afirma não tem absolutamente nada a ver com a conversa.

          • Marcos,

            Minha visão é terrena, você afirma.

            Poxa vida, eu não posso falar do que é do céu, nem você e nem ninguém, pois se um dia lá estivemos, tal não é computado nas nossas memórias. Quer que isso?

            Outra coisa, não me tonei santo e nem cidadão de outro lugar, apenas e muito mal da terra.

            Ares de grandeza? Meu caro, quer ser melhor que os outros?

            Quanto a história de que somos morada de Deus, acaso Moisés era menos importante que você, Jeremias, Salomão? Eles não eram morada do altíssimo não? Só os cristãos?

            Deus nunca deu relevância numero a um quando do velho testamento às igrejas, tanto é que somente era um templo, embora existissem as simples casas de oração.

            O homem é que passou a dar ênfase aos templos mais do que a realidade, meio que amar a criatura em contraposição ao criador, portanto rejeição, meio que parecido com as imagens, que de uma ora pra outra viraram objeto de culto, de sagrado.

            O templo é algo de acordo com a necessidade, tanto que Salomão o construiu com certa grandeza.

            Meu caro, os líderes evangélicos sempre apelaram pela manutenção dos seus templos, pequenos ou médios, aí não ocorreria o mesmo com os grandes?

            Família grande, carro maior. Estou dizendo coisa doutro mundo?

            Deus destruiu templos pra você justificar com o versículo abaixo? Tá ficando pirado, meu caro?
            Esse versículo diz sobre o templo humano, pois se destruí a minha vontade de pecar, mas volto a pecar, então estou a construir o templo do pecado no meu coração.

            Estou morto pra lei, significa que a lei, face eu cumpri-la de olhos fechados com a ajuda de Cristo, ela encontra-se morta pra mim, ou seja, algo que não mais devo preocupar, nunca de que não devo cumprir.

            Você se engana em tudo.

  2. A tendencia mundial será essa a transformação de templos evangélicos em alas para diversão, escolas, bibliotecas……. país desenvolvido é assim mesmo pessoas inteligentes não tem religão, se eu tivesse muito dinheiro faria a mesma coisa parabéns Ibrahimovic

    • Regis, depois que surgiu a internet e o conhecimentos viralizou – hoje temos até “cápsulas de conhecimento”, que são esses interessantes slides do facebook -, os detentores e manipuladores do conhecimento, os donos da velha mídia, viram seu poder de influência, mediação e manipulação virar pó. Acabou a farsa. A ideia de Deus continua, mas as igrejas petrificadas em dogmas e anacronismos terminarão em nada.

  3. Já disse isso aqui antes;

    O mundo caminha pra erradicação das religiões.

    Uma vez o povo devidamente escolado, portanto sabendo amar o próximo, a missão das igrejas finda, fechando-se as escolas(igrejas).

    O povo europeu já está bem adiantado, diferentemente do Brasil, onde ainda impera a aberração, a matança, o machismo, o desamor…

    • “Uma vez o povo devidamente escolado, portanto sabendo amar o próximo, a missão das igrejas finda, fechando-se as escolas(igrejas).”

      Que frase bela! Faz perceber o verdadeiro sentido do cristianismo, que não termina com o fechamento de templos feitos por mãos de homens, como disse o Apóstolo.

      • Sandro, meu caro, Cristo veio pregar o amor, basta vê as inúmeras passagens na bíblia proferidas por Ele quanto a isso, nunca e jamais igreja alguma.Este é o fim.

        Mas até a mensagem de amor se espraiar em todos os corações(o fim), imprescindível a igreja espiritual, que usa a igreja material, como seja, a de pedras, cargos, dinheiro(p meio).

        O mundo vivia sem religiões antes do judaísmo ou de outros grupos, mas se fez necessárias ante o esgoto moral que o homem se meteu. Uma vez nós alcançando estágio próximo à perfeição, próximo ao saber tudo, próximo à ética, tudo voltará a ser como no início.

        O diabo sabe da importância das igrejas na formação do caráter do homem, para que este volte ao status quo, daí o tanto tentar, o tanto golpeá-la.

        A prova é tanta que põe umas contra as outras, muda as verdades, projeta entre elas discussões por coisas mínimas e sem relevância, fecundando no meio delas a soberba, a ganância, a incompreensão a tal ponto, que ao vê do mundo, o trabalho realizados por elas torna-se diminuto, insignificante, pois é de costume não se enxergar o ético, mas o inverso.

      • ” Os pardais e andorinhas fazem seus ninhos para proteger seus filhotes. O meu ninho, Senhor do Universo, meu Rei e meu Deus, são os teus altares! Como são felizes as pessoas que freqüentemente estão em tua casa, louvando o teu nome para sempre! Sal 84:3,4 “

    • Infelizmente, a escolaridade não elimina a necessidade de religião. A necessidade de religião só termina com a erradicação de todos, todos os males. Toda a dor, fome, paixão, frio, calor, desejo, solidão etc.

  4. Advogada que tinha relações sexuais com presos no RS tenta voltar a atuar
    (advogada tinha ajuda de um pastor)

    A 2ª Câmara Criminal de Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, negou nesta segunda-feira (9) o pedido da advogada que tinha relações sexuais e roubava presos para voltar a exercer a profissão no Rio Grande do Sul. Em prisão domiciliar desde junho de 2014, ela tenta retomar suas atividades mesmo cumprindo a medida restritiva atribuída pela Justiça no ano passado.
    A mulher teve a prisão preventiva decretada por ser suspeita de mandar matar, em março de 2014, um casal envolvido em uma disputa patrimonial de um detento da Penitenciária Modulada de Osório. O marido da advogada cumpre pena superior a 50 anos de reclusão em Camaquã, na Região Sul do estado, por contratar o executor do crime.
    A advogada foi presa em maio de 2014 suspeita de integrar um esquema que consistia em enganar detentos do sistema carcerário gaúcho. A mulher se passava por evangelizadora e acabava se relacionando sexualmente com presos para tirar o patrimônio deles. Segundo a polícia, ela tinha a ajuda de um pastor, que é conhecido nas cadeias. Ela se aproximava dos detentos e ainda prometia ajuizar revisão criminal para tentar baixar as penas.
    G1 RS

  5. A 2ª Câmara Criminal de Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, negou nesta segunda-feira (9) o pedido da advogada que fazia sexo e roubava presos para voltar a exercer a profissão no Rio Grande do Sul. Em prisão domiciliar desde junho de 2014, ela tenta retomar suas atividades mesmo cumprindo a medida restritiva atribuída pela Justiça no ano passado.
    A mulher teve a prisão preventiva decretada por ser suspeita de mandar matar, em março de 2014, um casal envolvido em uma disputa patrimonial de um detento da Penitenciária Modulada de Osório. O marido da advogada cumpre pena superior a 50 anos de reclusão em Camaquã, na Região Sul do estado, por contratar o executor do crime.
    A advogada foi presa em maio de 2014 suspeita de integrar um esquema que consistia em enganar detentos do sistema carcerário gaúcho. A mulher se passava por evangelizadora e acabava se relacionando sexualmente com presos para tirar o patrimônio deles. Segundo a polícia, ela tinha a ajuda de um pastor, que é conhecido nas cadeias. Ela se aproximava dos detentos e ainda prometia ajuizar revisão criminal para tentar baixar as penas.
    Fonte G1

  6. Enquanto isto aqui em nossa terrinha feliz, não ha necessidade das “igrejas” serem vendidas, os próprios donos das igrejas comerciais as transformam em casas de espetáculos, teatro, templos de prostituição cultual, casas de cambio e currais eleitorais. E povo frequentador cativo??? Dorme o profundo sono do tolo cego, acomodado e covarde. Agora podem hostilizar com suas costumeiras demonstração de estupideza.

  7. Marcos,

    Minha visão é terrena, você afirma.

    Poxa vida, eu não posso falar do que é do céu, nem você e nem ninguém, pois se um dia lá estivemos, tal não é computado nas nossas memórias. Quer que isso?

    Outra coisa, não me tonei santo e nem cidadão de outro lugar, apenas e muito mal da terra.

    Ares de grandeza? Meu caro, quer ser melhor que os outros?

    Quanto a história de que somos morada de Deus, acaso Moisés era menos importante que você, Jeremias, Salomão? Eles não eram morada do altíssimo não? Só os cristãos?

    Deus nunca deu relevância numero a um quando do velho testamento às igrejas, tanto é que somente era um templo, embora existissem as simples casas de oração.

    O homem é que passou a dar ênfase aos templos mais do que a realidade, meio que amar a criatura em contraposição ao criador, portanto rejeição, meio que parecido com as imagens, que de uma ora pra outra viraram objeto de culto, de sagrado.

    O templo é algo de acordo com a necessidade, tanto que Salomão o construiu com certa grandeza.

    Meu caro, os líderes evangélicos sempre apelaram pela manutenção dos seus templos, pequenos ou médios, aí não ocorreria o mesmo com os grandes?

    Família grande, carro maior. Estou dizendo coisa doutro mundo?

    Deus destruiu templos pra você justificar com o versículo abaixo? Tá ficando pirado, meu caro?
    Esse versículo diz sobre o templo humano, pois se destruí a minha vontade de pecar, mas volto a pecar, então estou a construir o templo do pecado no meu coração.

    Estou morto pra lei, significa que a lei, face eu cumpri-la de olhos fechados com a ajuda de Cristo, ela encontra-se morta pra mim, ou seja, algo que não mais devo preocupar, nunca de que não devo cumprir.

    Você se engana em tudo.

    • “Outra coisa, não me tonei santo e nem cidadão de outro lugar, apenas e muito mal da terra.”

      R: “Mas vòs sois a geração eleita, o sacerdòcio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;” 1 Pedro 2:9 / “Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo,” Filipenses 3:20.

      “Quanto a história de que somos morada de Deus, acaso Moisés era menos importante que você, Jeremias, Salomão?”

      R: “Em verdade vos digo que, entre os que de mulher têm nascido, não apareceu alguém maior do que João o Batista; mas aquele que é o menor no reino dos céus é maior do que ele.” Mateus 11:11

      Eles não eram morada do altíssimo não?

      R: Não.

      Só os cristãos?

      R: Sim

      Estou morto pra lei, significa que a lei, face eu cumpri-la de olhos fechados com a ajuda de Cristo, ela encontra-se morta pra mim, ou seja, algo que não mais devo preocupar, nunca de que não devo cumprir.

      R: “O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica. E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória, Como não será de maior glória o ministério do Espírito?” 2 Coríntios 3:6-8

      Se quer continuar no ministério da morte é um problema seu, eu prefiro o ministério do Espírito.

DEIXE UMA RESPOSTA