Igreja Católica pede desculpas a Austrália por retirar 500 mil crianças de seus pais e dar para custódia do Estado

17

Um ano depois de o Premiê Australiano fazer um pedido de desculpas pelos abusos cometidos entre as décadas de 30 e 70, o Vaticano resolveu se retratar com a Austrália pelas cerca de 500 mil crianças que foram tiradas de suas famílias e de hospitais católicos para ficar sob custódia do Estado, onde nos orfanatos os menores acabavam sofrendo abusos e maus-tratos ate serem encaminhados a adoção.

Na segunda-feira desta semana (25 de julho) o Vaticano convocou seu representante diplomático na Irlanda para consultas, depois que o Premiê Enda Kenny levantou a questão de como a igreja Católica tratou na década de 90 os casos de abusos sexuais a crianças cometidos por padres pedófilos, por na época, Bispos terem sido levados a ocultar os casos ocorridos.

Confira aqui a reportagem exibida pelo Jornal R7:

Fonte: Gospel+

17 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA