Igreja Mundial é condenada a indenizar funcionário que era chamado de “jegue” por bispo

13

A atitude de um bispo da Igreja Mundial do Poder de Deus de zombar de um funcionário levou a Justiça a condenar a denominação liderada pelo apóstolo Valdemiro Santiago a indenizar o reclamante em R$ 15 mil.

O processo foi movido por um funcionário que foi contratado como editor de vídeo, e diversas vezes era posto para trabalhar em outras funções, e em certa ocasião, chegou a trabalhar por três dias na cozinha do templo.

Testemunhas ouvidas pela 2ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) de Minas Gerais confirmaram que o funcionário havia sido chamado de “burrinho, macaquinho e jegue” pelo bispo responsável, além de atuar em áreas diferentes da que havia sido contratado.

O desembargador Anemar Pereira Amaral foi o relator do processo e afirmou que o assédio moral foi plenamente caracterizado, e apesar das alegações da ré, Igreja Mundial, de que os termos eram ditos em tom de brincadeira, o entendimento do magistrado foi de que as atitudes do bispo não eram condizentes com um ambiente de trabalho, que deve ser pautado por respeito e dignidade.


“A figura do assédio moral se caracteriza pela conduta abusiva do empregador ao exercer o seu poder diretivo ou disciplinar, atentando contra a dignidade ou integridade física ou psíquica de um empregado, ameaçando o seu emprego ou degradando o ambiente de trabalho, expondo o trabalhador a situações humilhantes e constrangedoras. Existindo prova de tais fatos nos autos, é devida a respectiva indenização reparadora”, definiu o relator.

Na súmula do processo, o desembargador Amaral ainda frisou que o dano neste caso era presumido, sendo assim, a vítima não necessitaria provar os prejuízos, mas apenas a prática do assédio.

“A expressão ‘dano moral’ não mais se restringe à sua concepção original ligada ao aspecto subjetivo, à ideia de dor, sofrimento, angústia, bastando o aspecto objetivo da lesão, identificado na violação da órbita jurídica do lesado como projeção de sua dignidade”, elucidou o magistrado.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


13 COMENTÁRIOS

  1. Os obreiros que trabalha voluntariamente, são os que mais sofrem com essa falta de respeito.
    Os superiores sempre querem se aproveitar de sua posição para humilhar os subornados.

  2. EU sinceramente não culpo o Apostolo Waldemiro não ele não tem culpa, pois a igreja cresceu muito e agora fica dificio controlar os seus bispos e pastores, agora que o bispo responsável tem que pagar isso tem, isso e igual a construtora encol cresceu demais e depois o Pedro Paulo não deu conta de controlar ai foi aquela bagaceira, não e facio controlar um conglomerado deste porte, tem que ser somente na base da confiança em pessoas, e ai e que esta o perigo pois veja que judas traiu seu Mestre mas sabe porque e porque o coração do homem e desgraçadamente corrupto diz a Palavra do Senhor, e sendo assim fica dificio porque os dedos das mãos não são iguais, não tiro o mérito da igreja por causa disso não, esta igreja tem levado muitos mas muitos mesmo a cura e a libertação, portanto gostem uns não gostem outros mas a vida e assim mesmo, muitos não gosta do Waldemiro mas tem muitos que gostam, outros não gostam do Edir Macedo mas tem muitos que gostam, tem muitos que não gostam do papa mas tem muitos que gostam e assim por diante e vamo que vamo e assim vamos levando a vida não e mesmo

  3. poxa vida 15 mil e o relógio que o LOBOMIRO tem no braço!!
    igreja Demonial tem só ex pastor,ex obreiro,ex obreira,ex bispo
    a grande parte tudo do Macedo,outras da graça,outras da Deus e amor
    ou seja se você que um emprego de pastor e só ir na IGREJA MUNDIAL
    que la você sera pastor,outra a ajuda de custo e boa,forra o carro que você vai ter..

  4. Os Dois erraram. Apóstolo Paulo em Romanos diz que nenhum irmão pode colocar outro em juízo e ainda perante aos infiéis antes sofra o dano. Lógico temos que levar em conta que uma autoridade como Bispo nunca poderia ter feito o que ele fez e nem de brincadeira, afinal não era a função do obreiro ir pra cozinha, etc etc, a função dele era editar vídeos! Hoje as pessoas são cegas pelo status, o bispo foi cego pelo abuso do poder, e o obreiro foi cego pela ganância! Ambos tiveram um tempo para refletir sobre suas atitudes mas foram cegos, fica o alerta para todos, antes de humilhar se humilhe e antes de condenar perdoe!

  5. A paz do Senhor Jesus.

    De quem é esse jegue?

    O que parece ser jeguice é o tratamento que o Valdemiro dá às pessoas que vão contar o testemunho no altar. É, a pressão psicológica, ou terrorrismo se vê. O ego do homem chega dá medo. Isso porque ele se diz comedor de angú, homem simples da roça.
    Por falar em roça, a fazenda e os bois que ele comprou estão de férias, porque não se vê e não se houve sobre o assunto e sobre os mugidos da manada.
    Nemn o esterco do gado é oferecido para a Igreja fazer horta.
    É tudo meu. Tal pai, o Macedo. Tal filho, o Valdemiro.
    E quanto a fortuna que entra todo mês nessas igrejas, e em em outras, não se vê transparência, nem sastisfação dos milhões e milhões. E cada dia se pede mais e mais.
    O retorno social em favor do povo nessas igrejas não existe. Tudo é gasto em mídia, e imóveis, e aluguéis, e salários de bispos e pastores. Os obreiros trabalham de graça e pagam a conta, juntamente com o povo.
    De quem são esses jegue? Quem carrega a carga, as despesas?

    Deus abençoe a todos em nome de Jesus.

DEIXE UMA RESPOSTA