Às vésperas do carnaval, igreja proíbe adolescentes de namorar para “evitar gravidez indesejada”

0

O namoro é um relacionamento comum e essencial ao ser humano, como parte da formação social e também como um passo rumo ao casamento. Mas, para uma igreja evangélica, adolescentes não podem namorar.

Uma congregação da Assembleia de Deus em Pernambuco, situada no Recife (PE), decidiu proibir os adolescentes que fazem parte do grupo de jovens de namorarem. A proibição, chancelada pelo pastor presidente e pelo pastor responsável pelo departamento de adolescentes, virou motivo de polêmica nas redes sociais.

“Adolescentes componentes da União, NÃO ESTÃO AUTORIZADOS A NAMORAR. Os que insistirem devem ser encaminhados ao Presbítero e ao Coordenador da área, que já estão devidamente orientados como proceder”, ordena o texto, em letras maiúsculas.

O pastor Ailton José Alves, presidente da denominação, foi o autor da decisão que atinge desde pré-adolescentes, a partir dos 13 anos de idade, até os jovens adultos, com 18. Além do namoro, a lista “circular” orienta os jovens a selecionar as fotos que publicam nas redes sociais, evitando as que “comprometam ou exponham sua reputação”.


“Se insistir nesse comportamento, deve ser encaminhado ao Presbitéro e ao Coordenador da Área. Contudo, se a situação persistir o caso deve ser encaminhado ao Departamento”, alerta o pastor.

A repercussão foi tão grande que, procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da igreja afirmou que houve um equívoco nos termos usados no documento, e que a intenção era frisar que o namoro na fase adolescente “não é recomendado”.

Por fim, acrescentou que a “circular” foi entregue às lideranças dos grupos de jovens com o propósito de orientar os pais para que seus filhos não fiquem “soltos e, assim, evitar uma gravidez indesejada”, já que o carnaval se avizinha.

Confira as determinações da igreja:

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA