Se impeachment avançar, Eduardo Cunha chegará à presidência do Brasil até junho; Entenda

8

Uma das principais reclamações dos críticos ao processo de impeachment é o fato de que, caso Dilma Rousseff (PT) perca seu mandato e Michel Temer (PMDB) assuma, o vice-presidente, na prática, passaria a ser o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). E caso o processo avance no Senado, Cunha teria oportunidade de ser presidente do Brasil, de forma interina, por pelo menos quatro vezes até o final do ano.

No próximo mês de junho, em um cenário que o Senado tenha votado pela admissibilidade do processo de impeachment, Dilma estará afastada do cargo, pelo menos temporariamente, se não definitivamente. Então, Temer teria que viajar para a Cúpula do Mercosul, em Assunção, Paraguai, o que obrigaria Cunha a assumir a presidência da República interinamente.

Para muitos, a situação é impensável, dada a quantidade de situações escandalosas a que o nome do deputado federal – integrante da bancada evangélica – está envolvido, mas também é regimental e uma atribuição prevista em lei para o cargo que Cunha atualmente ocupa.

O cenário, porém, é ainda mais amplo, e caso Cunha consiga protelar ainda mais o processo de cassação no Conselho de Ética da Câmara, ele poderia assumir a presidência interina outras três vezes.


“Em setembro, Temer teria outros dois compromissos: a Cúpula do G-20, na China, e a Assembleia Geral da ONU, em Nova York — um evento que dificilmente Temer perderia, já que é o presidente brasileiro que tradicionalmente faz a abertura da reunião. No mês seguinte, Cunha também assumiria, já que Temer teria que viajar para a Cúpula dos BRICS, na Índia. É a escalada de Eduardo Underwood Cunha a todo vapor”, publicou o jornalista Guilherme Amado, de O Globo, comparando o parlamentar com o personagem da série de TV House of Cards, Frank Underwood, que de deputado federal nos Estados Unidos, chegou à presidência do país, moldando situações conforme seu interesse.

TSE

Há outra possibilidade de Cunha assumir a presidência da República, ainda de forma interina, porém por um prazo mais longo: caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgue o processo movido contra a chapa que elegeu Dilma e Temer em 2014, e considere sua eleição ilegal devido ao uso de recursos oriundos de corrupção na campanha, o atual vice-presidente também perderia o mandato, levando assim o presidente da Câmara à presidência da República interinamente, com a obrigação constitucional de convocar eleições presidenciais num prazo de até 90 dias.

8 COMENTÁRIOS

  1. OLHA! A PRESIDENCIA SAINDO DAS MÃOS DA DILMA É O QUE INTERESSA. O RESTO NÃO TEM PRESSA. E NADA DE NOVAS ELEIÇÕES COM MANDATO ENCURTADO POIS DILMA USARIA A MAQUINA PUBLICA PARA TRAZER À PRESIDENCIA O LULA E O COMUNISMO SERIA INSTALADO DE VEZ.

  2. Qual foi o presidente santo que passou pelo Brasil?
    Não sabia eu que o presidente da Câmara tivesse contra si uma ação com o trânsito em julgado?
    Ele, segundo a lei do congresso(constituição) é inocente, pois ainda não condenado.
    Golpe na constituição em estar falando que ladrão não apenas Lula, como Cunha, Renan,os 153 deputados contra os quais pesam suspeitas de envolvimento com recursos da Lava jato.

    Esse país está numa caça às bruxas, e nessa empreiteira tá condenando todo mundo?

    É bom ficar alerta, pois quem está fazendo as vezes de julgador sem o ser, é que está cometendo crime, qual seja, o de atribuir a outrem conduta desonrosa, posição esta na vanguarda do poder judiciário, do que se conclui que são tais pessoas as verdadeiras criminosas em face de condenar publicamente quem não foi condenado, portanto são tais acusadores praticantes de crimes à luz do sol.

    Bom que se respeite a Constituição, afinal sequer a presidente deva ser considera como descumpridora da lei, haja vista que o congresso ainda se encontra a julgá-la.

    Mania que esse país está tendo de condenar com o cantar do galo.

    O que não queremos pra si, não o façamos aos demais.

  3. Qual foi o governante totalmente santo que passou pelo Brasil?

    Não sabia eu que Cunha tivesse contra si uma ação com o trânsito em julgado?

    Ele, segundo a lei do país(constituição) é inocente, pois ainda não condenado.

    Golpe na constituição em estar se falando que é ladrão não apenas Lula, como Cunha, Renan,os 153 contra os quais pesam suspeitas de envolvimento nos recursos da Lava jato.

    Esse país está numa caça às bruxas, e nessa empreiteira tá condenando todo mundo?

    É bom ficar alerta, pois quem está fazendo as vezes de julgador sem o ser, é que está cometendo crime, qual seja, o de atribuir a outrem conduta desonrosa, posição esta na vanguarda do poder judiciário, do que se conclui que são tais pessoas as verdadeiras criminosas em face de condenar publicamente quem não foi condenado ainda, portanto são tais acusadores os verdadeiros praticantes de crimes, tudo à luz do sol.

    Bom que se respeite a Constituição, afinal sequer a chefe da nação deva ser considera como descumpridora da lei, haja vista que o congresso ainda se encontra a julgá-la.

    Mania que esse país está de condenar as pessoas com o cantar do galo.

    Ora, o que não queremos pra si, não o façamos aos demais.

DEIXE UMA RESPOSTA