“Intensivão” de sexo pode ser a solução para casamentos em crise, dizem pastores

7

Apesar de ser uma situação comum, a falta de sexo nem sempre é a fonte de crises entre casais, mas a prática intensiva pode solucionar problemas graves entre marido e mulher. Essa é a leitura que se pode fazer das orientações de um casal de pastores conselheiros matrimoniais.

Ed e Lisa Young, pastores e autores do livro 7 Dias de Intimidade, entendem que se o casal gastar mais tempo na cama, podem revolucionar – de forma positiva – uma união em crise.

A proposta de “sexperiência” sugere aos casais em crise que pratiquem sexo durante sete dias a título de “recuperar a conexão e revigorar a relação”.

“Eu acho que quando as pessoas entenderem que Deus é o Deus do relacionamento e que Ele comanda todos os aspectos do casamento, bem como a intimidade, é que revolucionaremos nossos casamentos”, disse o pastor Ed em entrevista ao site Delas.


Sua esposa, Lisa, entende que o sexo funciona como uma “supercola” no casamento: “A Bíblia Sagrada fala sobre um homem e uma mulher se tornarem uma só carne. É a conectividade, a mistura dos dois”, resume.

Em seu livro, o casal aconselha os demais casais a “pensarem fora da cama”, numa forma de harmonizar a relação e até, de começar o sexo fora do quarto: “Deve haver um acordo, entusiasmo e alegria no leito conjugal”, disse Ed, que lamenta que a maioria das pessoas não associe o sexo a Deus.

No entender dos pastores, o casamento tem prioridade sobre todas as outras questões familiares. “Lembre-se: os cônjuges ficam, as crianças saem. Assim, o casamento se torna a coisa principal […] Lisa e eu estamos casados há mais de três décadas. E eu sempre digo que o casamento não é a coisa mais fácil. Mas pode ser a melhor coisa do mundo se você estiver disposto a trabalhar”, afirmou o pastor.

O uso de artifícios para apimentar a relação, como produtos eróticos e brinquedos sexuais, pode acontecer mediante o comum acordo entre marido e mulher: “Isso é entre você, seu cônjuge e Deus”, afirmou Lisa. “Se você achar que um pensamento é ilícito ou não honra a Deus, redirecione esse pensamento para o seu parceiro. A Bíblia diz que podemos ser transformados pela renovação de nossas mentes. Ou seja, tornar o pensamento cativo para o Espírito Santo de Deus”, conclui a pastora.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

7 COMENTÁRIOS

  1. SEM AMOR NÃO HÁ NÃO EXISTE INTENSIVÃO, NÃO TEM O QUE FAÇA O SUJEITO LEVANTAR A MORAL NEM DELE NEM DELA, PARA TER TESÃO TEM QUE HAVER INTERESSE SEXUAL, E ESTE ENTRE CRISTÃOS SÓ EXISTE SE HOUVER AMOR

  2. Já quase nem assisto TV por causa disso, só se fala em sexo, parece que toda a vida é vivida em volta do sexo? Que esse casal de pastores vão se catar e pregar o Reino dos Céus. Acho que a cabeça desse casal só tem sexo. E se o homem for paraplégico como é que vai funcionar a vida sexual?

DEIXE UMA RESPOSTA