Baixo interesse de pastores na eleição que definirá novo presidente da CGADB gera preocupação

0

A Assembleia Geral Ordinária (AGO) da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB) acontece em 2017 e definirá o novo presidente da entidade, que reúne os principais ministérios da maior denominação do país. No entanto, apenas pouco mais de 10% dos pastores aptos a votar na eleição se inscreveram para a votação.

No total, são aproximadamente 80 mil pastores filiados, mas até o presente momento, pouco mais de 8.100 se inscreveram para a votação. A CGADB é comandada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa há quase 30 anos, e ele não será candidato à reeleição desta vez. O prazo para se inscrever na AGO se encerra no dia 30 de novembro.

De acordo com informações do portal JM Notícia, o desgaste da disputa política entre José Wellington e o colega de ministério Samuel Câmara, pastor da chamada “Igreja-mãe” em Belém (PA), atingiu o interesse dos pastores nos rumos da CGADB.

A entidade chegou a ser multada em mais de R$ 9 milhões por se recusar a apresentador documentos para a Justiça, o que forçou os dirigentes da entidade a firmarem um acordo com Samuel Câmara, aceitando-o de volta nos quadros, em troca do encerramento dos processos na Justiça.


A celebração das pazes entre José Wellington e Samuel Câmara e os aliados de ambos os pastores foi comemorada nos bastidores da CGADB e recebida com alívio pelos membros das Assembleias de Deus filiadas à entidade, mas na prática, até hoje os documentos que comprovam o fim da disputa não foram apresentados por completo ao público.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA