Jogador Magno Alves questiona “por que só nos lembramos de Deus nas tragédias?”

0

O acidente que dizimou a delegação da Chapecoense provocou um luto generalizado nos brasileiros, e muitas menções a Deus nas postagens de redes sociais foram feitas. Diante disso, o atacante evangélico Magno Alves, do Fluminense, propôs uma reflexão: porque nos lembramos de Deus apenas nas tragédias?

Em uma transmissão ao vivo em sua página no Facebook, o jogador de 40 anos lamentou a tragédia e incentivou as pessoas a intercederem pelos familiares: “Neste momento, em especial, temos que estar orando em favor das famílias. Filhos, esposas, pais, irmãos… enfim, muitas pessoas que nesse momento são dúvida, estão sofrendo, chorando muito”, disse.

“Infelizmente, a gente só reflete sobre a vida quando um querido se vai, parte. A gente está em uma vida tão corrida […] que a gente só passa a refletir, a dar valor, quando vê alguém da nossa família partindo, alguém tão próximo partindo”, ponderou. “Por que nós só lembramos de Deus quando uma tragédia acontece? É por isso que quero deixar aqui bem claro, irmãos… que a gente venha a refletir sobre a vida. A gente não sabe do amanhã”, acrescentou.

Magno Alves ainda pontuou que, em Tiago 4:13-15, a Bíblia fala sobre a fragilidade da vida e a necessidade de darmos um sentido a ela, semeando paz: “A vida não é fácil para ninguém, mas olha como a coisa sucede. Lá em Tiago 4:13 está escrito: ‘Atendei, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos para a cidade tal, e lá passaremos um ano, e negociaremos, e teremos lucros. Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa. Em vez disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, não só viveremos, como também faremos isto ou aquilo'”, destacou.


“A nossa vida é o que Tiago disse. A nossa vida é rápida. Deixaram famílias, pegaram um voo. De repente por causa de uma neblina, em uma montanha, não sei o por quê corretamente… a vida se vai […] Então, amados, eu quero que vocês entendam isso, como eu também tenho procurado entender. Aproveitem agora, se arrependam agora, vivam agora, amem agora, pedoem agora. Não vai com ressentimento. Abrace agora, fale agora. Não deixe para amanhã, porque do amanhã não sabemos”, concluiu. Assista:


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA