Barrado pela Justiça e sob gritos de “ladrão”, Maluf se compara a Jesus: “Injustiçado”

7

O deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), candidato à reeleição, foi chamado de “ladrão” durante carreata no bairro do Brás, em São Paulo, e se comparou a Jesus Cristo para minimizar as ofensas.

“Quem entra na vida pública tem de saber que também Jesus Cristo foi injustiçado, JK foi injustiçado, Getúlio [Vargas] (ambos ex-presidentes) foi injustiçado. Muita gente foi injustiçada”, afirmou o ex-prefeito da capital paulista.

Maluf se mantém em campanha mesmo após a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de barrar sua candidatura a deputado federal. Ele foi considerado “ficha suja” por conta de condenações na Justiça, que o considera responsável por casos de corrupção à frente da prefeitura paulistana.

Os ministros do TSE negaram recurso do político e entenderam que ele se tornou inelegível após a condenação por crime de improbidade administrativa durante o mandato dos anos 1993 a 1996.


A Justiça Federal se apoiou em decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo que, em 2013, condenou o ex-prefeito, acusado de superfaturamento durante a construção do Complexo Viário Ayrton Senna, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Porém, Maluf não desiste e vai se manter em campanha: “O acórdão do TJ foi explícito que não há dolo nem enriquecimento ilícito. A condenação do prefeito foi muito clara: culposa. Portanto não gera inelegibilidade […] Nós vamos continuar [em campanha], dentro do nosso Estado de Direito, sem nos enervar e sem nenhum tipo de tristeza, nos defendendo. Eu não estou impedido de fazer campanha. E meu número vai estar na urna eletrônica”, argumentou o ex-prefeito.

Apesar do pensamento positivo de Maluf, os gritos das pessoas que viram sua carreata demonstram o descontentamento da população em geral com seu histórico de envolvimento com escândalos de corrupção. “Seu vagabundo. Ladrão. Seu safado”, eram as frases mais ouvidas por quem acompanhava a carreata de Maluf.

7 COMENTÁRIOS

  1. Realmente tem mais é que condenar enxovalhar e fazer passar vergonha quem rouba o povo, mas deveria ter rigor para todos e não só para aqueles que já estão mortos, sentar o pau no morto é fácil quero ver sentar o pau no lula e seu filho podres de pobres que hoje é o maior empresário no ramo de avicultura do pais.

  2. PQP…..É o maior ladrão que o estado de São Paulo elege em todas eleições…roubou mais de US$200.000.000,00 dos cofres públicos e ainda continua na política… uma perguntinha que não quer calar…..quem na verdade é sem vergonha??????? Ele ou o povo quem o elege?
    Todos sabem da falta de carácter desse crápula e ainda o mantém no governo….
    fazer o quê né …meu!!!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA