Líderes israelenses incentivam a população à leitura da Bíblia Sagrada em busca de conhecimento

0

Uma iniciativa que visa barrar o crescimento da secularização entre a população israelense, as principais lideranças do país estão incentivando a população a ler toda a Bíblia Sagrada, e não apenas a Torá, que a grosso modo, conhecemos como Velho Testamento.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu já havia dito aos estudantes do país, durante a abertura do ano letivo – em agosto passado – que era importante que os alunos conhecessem a narrativa bíblica para obter mais informações sobre a raiz do livro sagrado do cristianismo nas origens judaicas.

“Primeiro de tudo, estudem a Bíblia. Conhecimento é uma palavra crítica. Queremos dar conhecimento das Escrituras para todas as crianças em Israel, judias e não-judias. Esta é a base do novo mundo e a base de Israel como uma nação forte no mundo”, afirmou Netanyahu.

Agora, o presidente israelense, Reven Rivlin, lançou um programa chamado Iniciativa 929, que conta com apoio de vários funcionários de alto escalão do governo. Segundo informações do Kehila News, a ideia é que todos os israelenses leiam um capítulo da Torá por dia, até que concluam os 929 capítulos.


O projeto conta com um site oficial onde a população do país, sem importar sua origem, pode compartilhar reflexões a partir da leitura as Escrituras e suas impressões a partir dos versículos bíblicos. Um aplicativo para smartphone também está à disposição para ajudar os leitores a registrar o progresso no desafio.

A história do povo judeu vem sofrendo ataques de grupos muçulmanos, que através da UNESCO, tentam apagar a ligação deles com o Monte do Templo, em Jerusalém. A iniciativa de incentivo à leitura, de certa forma, funciona como uma maneira de contrapor o discurso que pretende afastar a população menos religiosa da área.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA