Pastor Marco Feliciano manifesta apoio ao pedido de asilo de médica cubana e envia documento ao ministro da Justiça

9

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) manifestou apoio ao pedido de asilo político da médica cubana Ramona Matos Rodriguez, que veio ao Brasil trabalhar no programa Mais Médicos, do governo federal.

Ramona abandonou o posto que ocupava em Pacajá (PA) após descobrir que recebia muito menos em relação aos demais profissionais de outras nacionalidades que aderiram ao Mais Médicos.

A médica cubana recebia do governo de seu país apenas US$ 400,00, o equivalente a aproximadamente R$ 960,00. Esse valor era repassado a ela pelo governo cubano, que recebe diretamente do Brasil R$ 10 mil por cada médico cedido ao Mais Médicos. Já os médicos de outras nacionalidades recebem os R$ 10 mil diretamente em suas contas bancárias.

Ao saber da disparidade, Ramona se revoltou, abandonou o posto e buscou abrigo no gabinete do partido Democratas, em Brasília, e entrou com pedido de asilo político. A médica também foi à embaixada dos Estados Unidos para solicitar asilo aos norte-americanos, pois seu marido vive lá.


Feliciano divulgou um documento enviado por ele ao ministro da Justiça José Eduardo Cardozo (PT) manifestando solidariedade à médica e pedindo que o caso seja atendido pelo governo.

No Twitter, Feliciano comentou o caso e o clima enfrentado pela família da médica em Cuba: “Ramona é mãe de Beatriz que tem uma filha de 2 anos, ambas estão em Cuba temendo represália. Ela foi escondida por amigos. Medo dos Castros. Ainda presido a Comissão de Direitos Humanos e apóio a atitude do DEM. Estou tomando as providências necessárias. Acorda Brasil!”, escreveu o pastor.

apoio feliciano asilo ramona matos rodriguez
Imagem do documento enviado pelo pastor Marco Feliciano ao ministro da Justiça

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


9 COMENTÁRIOS

  1. Asilo?
    eu escrever errado aqui nos meus comentarios, tudo bem.

    MAS UM QUE SE DIZ JORNALISTA COLUNISTA ESCREVER ASILO POLITICO ?

    La perto de casa e EXÍLIO POLITICO.

    KKKKKKKKK talvez seja que la em cuba não tenha asilo.

  2. Asilo?
    eu escrever errado aqui nos meus comentarios, tudo bem.

    MAS UM QUE SE DIZ JORNALISTA COLUNISTA ESCREVER ASILO POLITICO ?

    La perto de casa e EXÍLIO POLITICO.

    KKKKKKKKK talvez seja que la em cuba não tenha asilo. ..

    • ASILO POLÍTICO – Quando uma pessoa sai de um determinado país e pede asilo político a outro país. Ex.: A médica cubana pedindo para o Brasil sua permanência (asilo político).
      EXÍLIO POLÍTICO – O indivíduo que sai do seu país é considerado um exilado político. Ex.: A médica que saiu de Cuba é considerada por eles exilada política.
      REFUGIADO: Grande quantidade de gente que saem do seu país para outro país. Podendo cada um solicitar ASILO POLÍTICO e ser concedido pelo governo, estudando cada caso individualmente.

  3. lula pagando sua divida com os ditadores sul americanos, ali paga para emédicos e constroi porto com nosso dinheiro na venezuela constrói metro na colombia estradas e o maior conjunto habitacional da américa do sul…pagar par ditadores nunca mais devolver o dinheiro…e nosso povo morrendo da fome no nordeste da seca da falta de saude e segurança e do pior dos crimes a falta de cultura

  4. Esse PT não presta! É uma vergonha nacional o financiamento de “obras” em Cuba, Venezuela etc, com o dinheiro público. Enquanto isso, falta qualidade nos serviços de saúde, educação e segurança no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA