Psicóloga Marisa Lobo elogia envolvimento da Igreja Católica na defesa da família tradicional: “Tem mais firmeza e menos medo de defender a causa”

114

A psicóloga Marisa Lobo, militante em movimentos de defesa da família e contra a legalização da maconha, afirmou que vê na Igreja Católica uma importante parceira na luta em defesa da família. A colunista do Gospel+ tem feito palestras em comunidades católicas e destacou a importância de somar esforços para a conquista de objetivos.

“Sei que cada ser humano defende suas causas e sua fé, mas quando colocamos Deus acima de nossas diferenças, temos paz e certeza de que estamos cumprindo nossa tarefa de servi-lo ao simplesmente aceitar sua direção”, afirmou Marisa Lobo.

A psicóloga, que se tornou nacionalmente conhecida por conta de professar sua fé nas redes sociais e sofrer represálias do Conselho Regional de Psicologia (CRP) do Paraná, ressaltou que os ativistas cristãos dentro da Igreja Católica têm prestado um grande serviço à sociedade e servem de exemplo aos evangélicos em termos de engajamento social: “A luta católica [em prol da família] não é de hoje. Acho que a Igreja Católica tem mais firmeza em suas posições e menos medo de lutar por uma causa, mesmo sendo polêmica. Faz parte de sua cultura. Nós, evangélicos, estamos aprendendo e nos últimos anos estamos também indo à luta”.

Marisa relatou ainda que os temas mais requisitados pelos católicos em suas palestras são os ligados à defesa da fé: “Os padres gostam que de meu testemunho de perseguição religiosa pelo Conselho de Psicologia, para motivar os membros a não negarem sua fé em Cristo. E me pedem muito para falar sobre ideologia de gênero, desconstrução familiar, ditadura ideológica de gênero (homossexualidade) e pedofilia, além de sexo e santidade para a juventude”.


De acordo com Marisa, apesar do risco de ser acusada de ecumenismo por conta de sua proximidade com a comunidade católica, é importante dar andamento às atividades em defesa da vida: “Não sou ecumênica. Não acredito no ecumenismo e os padres sabem disso, porque tenho a liberdade e o respeito deles para afirmar isso. Não estou participando de cultos ecumênicos e sim levando ensinamentos, lutando pela vida e pela família. Ou seja, o resto para mim é intriga, fofoca, espírito de confusão, e não me preocupo com isso. Onde houver pessoas que me convidem para denunciar essa destruição da fé cristã, estarei”, pontuou.

A psicóloga e palestrante frisou ainda que como seu foco é o fortalecimento dos princípios cristãos na sociedade, procura deixar de lado as incompatibilidades doutrinárias quando palestra em comunidades católicas: “Não polemizo com nossas diferenças de doutrinas, não falo do que nos separam, apenas do que nos une. Em todas as palestras que participo deixo claro que a diferenças nós deixaremos para Deus resolver. E que vamos nos ater ao que nos une, pois é o que importa. A  certeza que Jesus veio ao mundo, morreu e ressuscitou por nós, e portanto, é o único Salvador da humanidade. A Ele, somente a Ele, toda Glória, porque só Ele vive”.

A receptividade, até agora, tem sido alta, de acordo com Marisa: “Todos aplaudem porque concordam, e isso pra mim é suficiente. Chamo os católicos de irmãos, porque somos irmãos, e nos damos muito bem. Nossas lutas são do reino de Deus e temos que unir forças. A prova disso é a luta contra o aborto, onde a Igreja Católica é referência, e na ideologia de gênero se uniu aos evangélicos mostrando sua força e militância política de forma organizada. Nos ensinaram a militar sem interesses pessoais. A Igreja Católica pensa no coletivo quando defende uma causa, e isso me  comove, eles se unem mesmo”.

A respeito da política, Marisa Lobo – que é pré-candidata a deputada federal pelo PSC-PR – se disse surpresa e honrada com o apoio da Igreja Católica aos candidatos cristãos, incluindo evangélicos, que defendem a família: “’Profeta em sua pátria não tem honra’. Foi o que pensei na hora em que o padre Pedro Stepien, de Brasília, me comunicou este fato. Como gostaria que minha igreja evangélica estivesse preocupada e enxergando o que os católicos estão vendo, que  precisamos de lideranças políticas comprometidas com as causas da igreja integralmente e que não tenham medo desse enfrentamento. Estamos vivendo uma desconstrução sexual e familiar jamais vivenciada na história da humanidade, e que somente aqueles que tem conhecimento do assunto e que não tem medo de levar pedrada podem enfrentar”, frisou a psicóloga, que acrescentou: “Fico feliz, porque preciso de apoio e minha decisão de me candidatar a um cargo eletivo nessas eleições veio de  uma direção espiritual. Sinto que muitos veem como oportunismo e não como uma oportunidade, mas Deus está levantando em todo Brasil lideranças que tenham a coragem de enfrentar essa desconstrução. Não sou a única, graças a Deus”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


114 COMENTÁRIOS

  1. Minha mãe sempre me dizia:meu filho nunca deixe a tua carne inchar para que vvocê não venha a se torná uma pessoa soberba e vaidosa.essa marisa lobo ta se achando a toda poderosa, eu acho que a senhora ta muito mal informada, daqui uns dias até casamento guey eles vão celebrar, fora que o divórcio na igreja catolica ê muito alto, a igreja evangelica não fica por menos em defender a familia nos moldes que deus constituiu.haa me esqueci, este ano é ano de eleição.

  2. Minha mãe sempre me dizia:meu filho nunca deixe a tua carne inchar para que você não venha a se torná uma pessoa soberba e vaidosa.essa marisa lobo ta se achando a toda poderosa, eu acho que a senhora ta muito mal informada, daqui uns dias até casamento guey eles vão celebrar, fora que o divórcio na igreja catolica é muito alto, a igreja evangelica não fica por menos em defender a familia nos moldes que deus constituiu.haa me esqueci, este ano é ano de eleição.

    • Bem.. vc parece que está muito desinformado amigo…

      casamento guei já é celebrado nas igrejas protestantes e não na Igreja Católica.

      e quem celebra casamento de divorciados também são os protestantes… inclusive com Pastores se divorciando e se casando novamente com “pimpolhas’ mais novas que suas ex-mulheres.

    • E já ia me esquecendo..

      o aborto também é defendido pelos protestantes da Igreja Universal do Reino de deus.

      bem como é aceito em alguns casos pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos dias..

      • Reinaldo.

        A universal, precisamente o seu líder apoia.

        Mas a outra universal, a católica (nome grego), apoiou desde a criação, 300 até 1870.

        Diga uma coisa, a igreja determina aos padres que tenham filhos a registrar?

        Acredito que não, então filhos sem nome de pai, isso se constitui em apoio à família?

        A igreja orienta para que dê apoio material e espiritual à essas crianças?

        • kkk Levi, vc continua sendo um comédia kkk

          o LIDER da universal apoia e incentivava esse apoio publicamente nos púlpitos de sua seita.

          A Igreja Católica Apostólica Romana, nunca incentivou o aborto.

          A LEI determina que pais que tenham filhos os registre.

          se um padre, depois de ordenado tiver filhos (os fazer depois da ordenação) então seu caso será analisado por seus superiores.

          mas a determinação para registro de filhos é LEI LEVI..

          • Tem católicos dizendo uma coisa, outros, diferente de você.

            Uns admitem, até por que não tem como negar a história.

            A igreja católica não apoiou, pois isto é pouco; em verdade, foi mola mestre na condução desse política.

            A lei não obriga ninguém a fazer o que não quer, sim a justiça em face processo judicial.

          • claro Levi.. falácias sem comprovação histórica alguma..
            mas esperar o que de vc não é Levi??

            seria muito pedir fontes fidedignas de uma informação falsa como essa kkkk

          • Reinaldo,

            Mentiroso eu e o ministro do supremo, Celso Melo, foi dele que eu ouvi a primeira vez essa história, coisas que vocês querem esconder embaixo do tapete? Assumam e peçam perdão, é digno o arrepender-se. Inúmeros sites falam sobre isso, tua igreja não pode jogar isso dentro da biblioteca do vaticano, não.

          • Levi, que está com estórias falaciosas aqui é vc.. o restante dos citados por vc não estão comentando aqui, além de que não creio que um Ministro diria um absurdo tão grande como o que vc falou sobre a Igreja apoiar o aborto sem ele mesmo tem uma prova histórica a respeito.

          • Reinaldo,

            Parabéns, já é uma demonstração sua de grandeza em tendo dúvidas, ao invés de criar coisas para rebater, vem e enfrenta diretamente o tema, de forma adulta e ordeira.

            Meu caro, quando das discussões que o STF enfrentava sobre as células tronco embrionárias, salvo engano, eis que ele, Celso Melo, efetuou essas considerações como forma de rebater, assim entendido deixou, as pressões católicas, ou seja, como a igreja tenta proteger um projeto, se antes, até 1870, permitia e estimulava o aborto até doze semanas de formado o feto?

            Eu seria louco, meu caro, em atribuir a homem probo uma informação de tão alto impacto, e o que é pior, se mentira minha, afetaria atingiria ate a instituição, velho fico, louco ainda não.

            Envie email ao Tribunal, exponha o tema e peça fotocópia da fala dele.

            Outra coisa, aqui mesmo, semana passada, um dos católicos, salvo engano Mauro, admitiu, antes outros também. Faça um tour na internet que você vai encontrar diversos sites, é um assunto que toco nessa tecla desde quando ouvi, mas até hoje ninguém retrucou à altura, somente lenga lenga, é como se a coisa não fosse séria.

          • Levi, vamos fazer o seguinte:

            de as fontes Levi…

            primeiro:

            – a fala do Ministro que vc alega te apoiar nessa falácia (se bem que nem o Ministro tem fontes históricas já que não existem)

            segundo:

            – o suposto texto onde católicos admitem essa mentira.

            Terceiro e mais importante:

            um unico documento da Igreja ou histórico que comprove o que vc diz.. ou algo em algum livro de história…

            no aguardo.

        • Levi, vamos por partes.

          Desde o século I manifesta-se na Igreja a consciência de que o aborto é pecaminoso. Assim, por exemplo, reza a Didaqué, o primeiro Catecismo cristão, datado de 90-100:

          “Não matarás, não cometerás adultério… Não matarás criança por aborto nem criança já nascida” (2,2).

          “O caminho da morte é… dos assassinos de crianças” (5,2).

          Na segunda metade do século III; o autor da Epístola a Diogneto observava:

          “Os cristãos casam-se como todos os homens; como todos, procriam, mas não rejeitam os filhos” (V,6).

          O autor da Epístola atribuída a S. Barnabé no século II e depois Tertuliano ( 220 aproximadamente), S. Gregório de Nissa ( após 394), S. Basílio Magno (379) fizeram eco aos escritores precedentes.

          A legislação da Igreja oficializou esse modo de pensar, estipulando sanções para o crime do aborto.

          Assim o Concílio de Ancira (hoje Ancara) na Ásia Menor em 314, cânon 20, menciona uma norma que os conciliares diziam ser antiga e segundo a qual as mulheres culpadas de aborto ficam excluídas das assembléias da Igreja até a morte; o Concílio atenuou o rigor dessa penalidade, reduzindo-a para dez anos:

          “As mulheres que fornicam e depois matam os seus filhos ou que procedem de tal modo que eliminem o fruto de seu útero, segundo uma lei antiga são afastadas da Igreja até o fim da sua vida. Todavia num trato mais humano determinamos que lhes sejam impostos dez anos de penitência segundo as etapas habituais” (Hardouin, Acta Conciliorum; Paris 1715, t. I, col. 279)1

          Outros Concílios repetiram a condenação do aborto: o de Elvira (Espanha) em 313 aproximadamente, cânon 63; o de Lerida, em 524, cânon 2; o de Trullos ou Constantinopla, em 629, cânon 91; o de Worms em 869 cânon 35…

          ===

          Todavia até época recente os cientistas hesitaram sobre o momento em que tem início a vida humana: seria imediatamente após a concepção ou após a fecundação do óvulo? Ou haveria, conforme pensava Aristóteles, um intervalo (de 40 ou 80 dias) entre a concepção e a animação do feto? A hesitação da ciência, bem compreensível, dada a falta de meios de pesquisa, fez que vários teólogos católicos julgassem com menos severidade a eliminação do feto antes do 40.º dia (no caso dos indivíduos masculinos) ou antes do 80.º dia (no caso dos indivíduos femininos). Note-se bem: sempre foi condenada a ocisão de uma criança; a hesitação versava apenas sobre a questão de saber se já existe verdadeiro ser humano desde o momento da concepção.

          Nos recentes debates públicos sobre o aborto tem sido considerada a posição da Igreja em termos que deixam interrogações na mente da sociedade brasileira. Entre outras coisas, diz-se que a Igreja não tem autoridade para impugnar o aborto, pois que ela o permitiu desde o século IV até o século XIX. A afirmação é realmente surpreendente e exige esclarecimentos e retificações.

          Portanto Levi, haviam severas punições, porém por falta de conhecimento casos dessa natureza foram despenalizados. Fazer ilações na intenção acusar a Igreja Católica de uma suposta conivência com o aborto também não é correto, baseado nos documentos acima.

          Vê-se, pois, que a Igreja desde os seus primórdios se manifestou contrária ao morticínio de uma criança contida no seio materno. Existia, porém, para os teólogos a grave questão de saber quando começa a vida humana; a falta de conhecimentos genéticos adequados levava alguns a crer que, em determinadas circunstâncias, não havia verdadeira vida humana no seio materno.

          • Há quer dizer que havia dúvidas quanto a data exata?

            Pois se vocês querem compreensão por suposta dúvida do passado, então não venham ser os julgadores de hoje.

            A questão é justamente esta, pois todos devem seguir ao vento que desliza na cabeça de vocês, sendo tudo sagrado. Mas aí quando mudam de opinião, simplesmente demonizam todas as outras.

            Fale essas coisas e outras mais ao seu irmão Reinaldo.

          • Pior que interpretar textos de forma errada é tomar pra si coisas que não estão na bíblia, a bem da verdade, seu doutor, diga onde você interpreta na bíblia essa palavra de purgatório, quando a bíblia fala que morrendo vai-se a juízo.

          • Ainda bem que quem interpreta a biblia a seu bel prazer são vcs protestantes. kkkk

            e vc fala de coisas que “não estão na biblia” kkk

            são na verdade, coisas que sua interpretação não enxergam na biblia…

            bem simples kkkkk

      • Levi,

        por diversas vezes publiquei os documentos da Igreja que comprovam a negativa ao aborto, e contrariando documentos oficiais e antigos você continua a teimar.

  3. Em defender a família tradicional a Marisa Lobo tem toda razão desde que ela respeite às famílias alternativas.A Marisa tem embasamento Bíblico,sim.É candidata a Deputada Federal e
    Será bem eleita,sim,com apoio dos cristãos católicos.Tomara que não esteja se aproximando dos
    católicos por interesses nos votos por ser ano de eleição,mas defesa da família tradicional sem
    placa de igreja mesmo.Precisa aprender a respeitar e a conviver com a diversidade para ser
    respeitada e evitar escândalos.Se eu morasse no Paraná,daria um voto de confiança a ela.Eu
    também defendo a família secular principalmente quando se tem filhos,pois uma separação é
    terrivelmente dolorosa e quem mais sofre são as crianças – os crescidos também.A família é a
    célula principal de uma sociedade.DEUS não deixou a família para ser destruída. É que hoje
    os direitos são iguais e separações e divórcios explodem.Também existem outras formas de
    famílias e que merecem respeito que a Marisa queira ou não.

    • desculpe, esqueci que contrariando a biblia, o protestantismo se divide em milhares de seitas, cada uma com suas próprias regras, suas próprias doutrinas, sendo umas diferentes e divergentes das outras, cada uma com sua interpretação particular da biblia.

      então vamos melhorar o texto… ALGUMAS SEITAS PROTESTANTES.

      • Reinaldo, me desculpe mas a Igreja Católica não é diferente, a Igreja Católica Ortodoxa aceita apenas 7 concílios, diferente da romana que adota 21 concílios.

        Se existe apenas uma Igreja Católica, qual delas que é ?

        -Católica Apostólica Brasileira
        -Católica Apostólica Carismática
        -Católica Apostólica Cristã
        -Católica Apostólica Ortodoxa
        -Católica Armênia
        -Católica Bizantino
        -Católica Brasileira
        -Católica Carismática do Brasil
        -Católica do Brasil
        -Católica Maronita
        -Católica Melquita
        -Católica Não Apostólica
        -Católica Novo Mandamento
        -Católica Ortodóxica Armênica
        -Católica Ortodóxica Grega
        -Católica Ortodóxica Russa
        -Católica Pentecostal
        -Católica Renovação Carismática
        -Católica Renovada
        -Católica Síria
        -Católica Tradicionalista
        -Católica Ucraniana
        -Catolicismo Apostólico Romano
        -Católico Congregação Mariano
        -Católico Congregado Mariano
        -Católico Conservador
        -Católica Latina
        -Católica da Tradição Litúrgica Alexandrina
        -Igreja Católica Copta (1741)
        -Igreja Católica Etíope (1846)
        -Tradição Litúrgica de Antioquia
        -Igreja Maronita (união oficial reafirmado em 1182)
        -Rito litúrgico siríaco
        -Igreja Católica Siro-Malancar (1930)
        -Igreja Católica Siríaca (1781)
        -Igreja Católica Arménia (1742)
        -Igreja Católica Caldeia (1692)
        -Igreja Católica Siro-Malabar (1599)
        -Igreja Greco-Católica Melquita (1726)
        -Igreja Católica Bizantina Grega (1829)
        -Igreja Greco-Católica Ucraniana (1595)
        -Igreja Católica Bizantina Rutena (1646)
        -Igreja Católica Bizantina Eslovaca (1646)
        -Igreja Católica Búlgara (1861)
        -Igreja Greco-Católica Croata (1611)
        -Igreja Greco-Católica Macedónica (1918)
        -Igreja Católica Bizantina Húngara (1646)
        -Igreja Greco-Católica Romena unida com Roma (1697)
        -Igreja Católica Ítalo-Albanesa
        -Igreja Católica Bizantina Russa (1905)
        -Igreja Católica Bizantina Albanesa (1628)
        -Igreja Católica Bizantina Bielorrussa (1596)
        -Igreja Católica Apostólica Carismática
        -Igreja Católica Apostólica Cristã
        -Igreja Católica Apostólica de Jerusalém
        -Igreja Católica Apostólica Ecumênica Contemporânea
        -Igreja Católica Apostólica Livre do Brasil
        -Igreja Católica Apostólica Missionária de Evangelização
        -Igreja Católica Apostólica Nacional
        -Igreja Católica Apostólica Nordestina
        -Igreja Católica Apostólica Tributária
        -Igreja Católica da Primeira Ordem
        -Igreja Católica Ecumênica Renovada
        -Igreja Católica Ecumênica
        -Igreja Católica Liberal (ICL)
        -Igreja dos Velhos Católicos
        -Igreja Episcopal Latina do Brasil
        -Santa Igreja Velha Católica
        -Igreja Católica Ecumênica do Brasil
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa – Patriarcado do Brasil
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Americana
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Ocidental
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Unida – Eparquia Mundial
        -Igreja Ortodoxa Católica Apostólica Militante
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa Militante
        -Igreja Católica Apostólica Ortodoxa do Brasil
        -Igreja Católica Ortodoxa Grega do Antigo Calendário
        -Igreja Católica Ortodoxa Siriana do Brasil
        -Igreja Católica Independente
        -Rede Nacional de Missões Católica

      • kkkkk

        Jeann.. não vou nem discutir isso ai kkkk

        hj em São Paulo, existe uma Igreja CATÓLICA APOSTÓLICA CRISTÃ.. kkk

        mas nada tem haver com a Igreja CAtólica Apostólica Romana..

        muitas das que vc citou, são “braços” da Igreja Católica em vários países, e usam o nome do local onde estão, mas os ritos, tradições, doutrinas e dogmas da Igreja Católica são UNOS, e a autoridade do Papa é respeitada…

        outras são Igrejas abertas por protestantes que usam o nome da Igreja CAtólica para angariarem mais adeptos pelo engano, mas as doutrinas são protestantes e nada tem haver com a Igreja Católica…

        é bom estudar o assunto Jeann, vc é um cara culto, mas aqui vc enfiou os pés pelas mãos usando provavelmente texto de um site que esbarrei outro dia onde o dono é um tremendo hipócrita..

        mas veja..

        estude primeiro o “cisma” ocorrido com a Igreja Ortodoxa.. esta sim, saiu da Igreja Católica.. Bispos que foram enviados em uma missão, a exemplo de Lutero, resolveram que podiam por conta própria interpretar a biblia…

        • Reinaldo,

          Creio que estou certo, vejamos então o exemplo da Igreja Ortodoxa que é uma das divisões da Igreja Católica Romana. Eles por exemplo admitem apenas sete concílios enquanto a Romana admite vinte e um concílios. Ou seja rejeitam 70% dos concílios Romanos.

          Ou seja, as doutrinas e dogmas não são UNOS e eles não admitem a infalibilidade papal. Tampouco é fundada por protestantes.

          • Jeann, a Igreja Ortodoxa, a exemplo de vcs protestantes, sairam do seio da Igreja Católica, e decidiram que podem interpretar livremente a biblia… portanto, a Igreja Ortodoxa, é outra Igreja protestante…

            vejo que vc não estudou a respeito… kkkk

            mas veja.. a Igreja Católica é Una pois temos uma só fé, e um só batismo.. mesmo a Ortodoxa tendo, a exemplo do protestantismo (na verdade foi bem antes) “cismado” com a Igreja principal, a fé e o Batismo ainda são unos…. ainda temos a mesma fé e o mesmo batismo..

            a Fé Católica vem inalterada a mais de 2000 anos, por isso ela é una…

            no protestantismo, não se aceita o batismo de um ou outro, não se aceita as doutrinas de uma ou outra Igreja, se dividem até mesmo na aceitação do dogma da Santíssima trindade (que é um dogma da Igreja Católica) entre outras como a santificação do sábado ou domingo..

            e por ai vai Jeann…

            portanto.. A FÉ É UNA.. o BATISMO É UNO…

            assim como a Igreja Ortodoxa, o protestantismo também não foi fundado por protestantes..

            ambos sairam do seio da Igreja CAtólica.. mudaram muita coisa… porém, graças a Deus, os ortodoxos ainda permanecem na mesma fé e no mesmo batismo.

          • Reinaldo,

            Caro professor, como fazer para manter a unidade entre os protestantes?

            Devem criar uma Santa Inquisição?

            Devem os protestantes colocar todos num mesmo saco como se gatos e cachorros fossem, como seja, brigando e sempre brigando.

            devem os protestantes criar grupos e subgrupos que não se juntam nunca, tipo franciscanos, jesuítas, opus day, carismáticos, quando muito assistirem alguma missa em conjunto?

            Ou qual outra coisa, deve-se usar a força?

          • Reinaldo,
            Vejo que desconheces algumas coisas da Igreja Ortodoxa.

            Segundo seu ponto de vista, toda divisão da igreja católica é protestante, mas não é bem assim…

            Primeiro ela não é protestante como vc afirma, ela é católica, eles se declaram fiéis ao papa, apenas não o consideram infalível como vcs o dizem.

            Mesmo a respeito do batismo que vc afirma ser “uno” não é, a igreja romana adota o batismo por aspersão; já na ortodoxa é feito por imersão (igual ao protestantismo). Sobre imagens, a ortodoxa só permitem ícones nos templos, e não imagens de escultura, como ocorrem nos templos da ICR.

            Até na questão da eucaristia, a comunhão dos fiéis é efetuada com pão e vinho na igreja ortodoxa. Já na romana os fiéis não podem tomar o vinho. Mesmo que Jesus disse que aquele que não beber do seu sangue (representado pelo vinho) não tem vida em si mesmo (Jo 6:53).

            Obviamente não é UNO, nem batismo, nem eucaristia, nem mariolatria…
            E como vc diz, “e por aí vai”.

      • Reinaldo.

        Por que Cristo não ficou no judaísmo? Por que Ele criou outro seguimento com várias normas ligadas ao judaísmo?

        Por que ser católico se o judaísmo tem mais tempo, este, quatro mil anos, vocês, somente 1700, já nós outros, 2000?

        • Levi, os protestantes para serem unos, devem ter uma só fé e um só batismo.. ou seja, devem voltar a Igreja mãe.. a Católica kkkk

          afinal de contas, com tantos segmentos contraditórios, dificilmente se definirá qual deles está com a “verdade”…

          kkkk

          Os protestantes já criaram grupos.. aos milhares…

          os que vc citou na Igreja Católica, estão todos em comunhão entre si… não há divisão.. todos tem a mesma fé e o mesmo batismo…

          Cristo não saiu do Judaismo, foram os Judeus que sairam de Cristo… já o esperavam, mas quando ele chegou, não foram capazes de reconhece-lo…

          mas respeito sua interpretação Levi.. afinal, se não concordar, a coisa fica feia kkkkk

          • Reinaldo,

            Os católicos nunca serão iguais aos protestantes.

            Nada de uma só fé, pois não existe uma fé apenas, afinal esta é pessoal.

            Quanto a batismo, novamente está errado. É que não existe um só batismo, são dois, o nas águas como Cristo/João Batista e no Espírito Santo.

            Já que vocês falam em voltar para a mãe católica, se acaso tiver que voltar é para a vovó, a mais antiga, como seja, a judaica, pois já possui mais de quatro mil anos, e tem Deus como centro, nada de Pedro e nem de Maria.

            Os evangélicos são contraditórios mesmo, mas os evangélicos mais contraditórios são os católicos, pois inverteram os ensinamentos contidos nos quatro evangelhos, nos livro de atos, nas cartas de Paulo, de Pedro.., criando reza para morto e outras contradições.

            Os evangélicos do terceiro século, os criados pelo irmão constantino, é o que mais criou cisão, com líderes matando todo mundo, enfrentamento às outras evangélicas, coisa de lúcifer mesmo, pois se acha a melhor, quando é a pior das piores e de longe.

            Os judeus não conseguiram conhecer Cristo por causa dos amiguinhos italianos da igreja católica, no caso os do império romano, e depois vocês católicos, que os perseguiu em todos os lugares que foram.

        • Não não são milhares de padres gays e pedofilos. Neste ultimo item mesmo nos EUA tinhamos no máximo quatro por cento do clero envolvidos em escandalos de pedofilia. E segundo o jornal CORREIO BRAZILIENSE temos mais casos de pastores pedofilos que padres deste mesmo tipo no Brasil.

          Nem por isto seria justiça de minha parte falar que seus representantes evangelicos são um antro de tarados.

          • Isto tudo desaparece, quando deus está presente. Mas estranho foi na argentina, na terra do papa Francisco, batizarem filho de pais gays. Já tinha muitas restrições , por cauda da idolatria e doutrinas de batismo e sacramentos, mas depois deste episódio, sinceramente, respeito aos católicos, pessoas realmente muito boas, mas a liderança, deixa a desejar, e cometem tanto ou mais que , políticos ev. e pastores rebeldes da igreja ev. penso muito é que está próximo, e muito próximo o dia do senhor. Cuidemos de não ser pegos como as virgens , sem o óleo.

          • Sr, Reinaldo
            perdão se lhe ofendi pois noto que é católico, poderia por cordialidade concordar, mas isto iria contra meus principios, e estes seguem única e estritamente a bíblia. Logo vejo aqui alguns erros de interpretação, mas falo só de um, e pergunto, qual pecado tem esta criança? e qual grau de discernimento deles se os tiver para se arrepender? logo se usares apenas , a bíblia veras a inutilidade deste sacramento que é herege. mostre onde fala para batizar na bíblia.
            Leia Lc. 2:21 em diante e depois Lc 3: 21 em diante. Logo verás o registro da apresentação e depois o batismo de imersão de cristo, além de tudo o tal batismo poderia ser negado, pois foi pedido por gays e não pela criança. A igreja católica abriu um precedente para gays que adotam crianças e constitui como legal sua união. abraços do jose

          • José, vc não me ofendeu, mas vc se engana…

            vc não segue estritamente a biblia.

            vc segue suas interpretações da biblia.

            o Batismo da Igreja Católica não tem erros de interpretações da biblia, só estão em desacordo com as suas interpretações.

            me desculpe a sinceridade também amigo, mas as suas interpretações da biblia não tem mais valor que qualquer outra.

            ou vc acha que somente a sua interpretação está errada e a dos outros está correta?

            seria tipo dizer que os primeiros protestantes que também batizam crianças estão errados e vcs certos.

            ou seja, todos os cristãos desde a morte e ressurreição de Cristo faziam errado até a sua Igreja dizer como se faz certo?

            kkkkk

            mas não me ofende amigo…

            vcs tem direito de interpretar a biblia como bem quiserem, mas também devem respeitar esse direito nas outras religiões.
            .

          • Os protestantes que batizaram seus filhos, tal se deu pelo não amadurecimento total das igrejas que frequentavam, pois João batizava adultos que conseguiam expor sua opinião, nunca crianças, estas eram apresentadas no templo. Cristo foi apresentado ao templo, mas se batizou no batismo de João aos trinta, a forma correta, a expressão de manifestação de uma fé para todos verem, a publicização, o comprometimento de que, de agora em diante, podem me cobrar.

            Vocês batizam para distinguir as pessoas, daí passar a discriminar. Quantas vezes ouvi de católicos a indagação, fulaninho não foi batizado não? Então das duas, uma. Ou é filho de protestante, que o batismo se dá como o de Cristo, um ato pessoal; ou então é filho de pagão, de pessoas que mexem com magia negra, ou é judeu ou é outra religião, tudo como forma de perseguição nas escolas, discriminação pura.Uma forçação de barra, uma imposição social, uma forma de identificar a religiosidade da família. Salvo engano, apenas uma protestante é que seguiu esse padrão de batizar criança, talvez até para evitar seus filhos discriminados nas escolas, pois quantas vezes os filhos de protestantes são discriminados: filhos pagãos. Ora, ora, ora.

          • Os protestantes que batizaram seus filhos, tal se deu pelo não amadurecimento total das igrejas que frequentavam.

            João Batista batizava adultos que conseguiam expor sua opinião, nunca crianças, estas eram apresentadas no templo.

            Cristo foi apresentado ao templo, mas se batizou no batismo de João aos trinta anos, a forma correta, a expressão de manifestação de uma fé para todos verem, a publicização, o comprometimento de que, de agora em diante: “podem me cobrar as regras dessa igreja, desse seguimento”.

            Vocês batizam para distinguir as pessoas, daí passar a discriminar os que não se batizam, pois ou eram protestantes ou coisa qualquer,menos católico.

            Quantas vezes ouvi de católicos a indagação, fulaninho não foi batizado não? Então das duas, uma. Ou é filho de protestante, que o batismo se dá como o de Cristo, um ato pessoal; ou então é filho de pagão, de pessoas que mexem com magia negra, ou é judeu ou é outra religião,

            Tudo como forma de perseguição nas escolas, discriminação pura.Uma forçação de barra, uma imposição social, uma forma de identificar a religiosidade da família.

            Salvo engano, apenas uma igreja protestante é que seguiu esse padrão de batizar crianças, talvez até para evitar seus filhos discriminados nas escolas, pois quantas vezes os filhos de protestantes são discriminados: filhos pagãos. Ora, ora, ora.

          • sua interpretação pessoal da biblia não representa a biblia meu querido…

            se alguns protestantes interpretam que o batismo deve ser ao 30 anos, tudo bem amigo…

            nós interpretamos que o Batismo deve ser dado a TODOS, conforme Cristo ordenou SEM RESTRIÇÕES…

            ou seja, entendemos que ele disse: BATIZAI A TODOS…

            não entendemos que ele tenha dito: BATIZAI A TODOS OS ADULTOS OU A TODOS OS QUE TIVEREM DISCERNIMENTO ETC. ETC..

            e de fato, vc está enganado..

            a Igreja Luterana (olha os primeiros protestantes ai kkk)… batiza crianças…

            a Igreja Anglicana também batiza crianças…

            a presbiteriana também…

            essas são as que me lembro agora…

          • Reinaldo,

            É assim que a igreja católica trata os importantes aspectos da fé?

            Quer dizer que batizam o que aparece na frente?

            João Batista instituiu esse batismo como forma das pessoas manifestarem para o mundo que queriam enterrar seus pecados nas água e que dali em diante suas vidas estavam mudadas, ou seja, manifestação pessoal de que as regras por elas conhecidas estavam aceitas e que iam prezar em segui-las.

            Se o batismo é uma forma de arrependimento, quais os arrependimentos de uma criança que não sabe falar, expressar-se? Pior ainda, desprovida de pecados em vista de que ainda nada vivenciou.

            A confissão, o batismo, o sinal da cruz, o uso do terço nas mãos, o uso de cruzes dependuradas no pescoço, tudo isso são exteriorizações que a igreja usa visando distinguir os que praticam e o que não praticam a fé católica, com isso exercer patrulhamento, controle e depois perseguir.

            Obediência a Deus não é a exteriorização de atos de cunho religiosos, sim a obediência aos mandamentos, e não há nada mandando o que acima citei, do contrário, a discrição como meio de vida, onde as pessoas distingam você pela sua vida, não por repetidos e diários exercícios espetaculosos de sinais.

            É comer carne, é não comer carne, é jejuar, é botar cinza no rosto quando jejua, é ficar com cara de sofrimento quando em jejum, antes de Cristo, muito antes de Cristo os profetas já combatiam essas exterioridades religiosas, e diziam que a verdadeira religião consiste no assistir o necessitado, como órfãos e viúvas.

            sua interpretação pessoal da biblia não representa a biblia meu querido…

            se alguns protestantes interpretam que o batismo deve ser ao 30 anos, tudo bem amigo…

            nós interpretamos que o Batismo deve ser dado a TODOS, conforme Cristo ordenou SEM RESTRIÇÕES…

            ou seja, entendemos que ele disse: BATIZAI A TODOS…

            não entendemos que ele tenha dito: BATIZAI A TODOS OS ADULTOS OU A TODOS OS QUE TIVEREM DISCERNIMENTO ETC. ETC..

            e de fato, vc está enganado..

            a Igreja Luterana (olha os primeiros protestantes ai kkk)… batiza crianças…

            a Igreja Anglicana também batiza crianças…

            a presbiteriana também…

            essas são as que me lembro agora…

          • Reinaldo,

            É assim que a igreja católica trata os importantes aspectos da fé?

            Quer dizer que batizam o que aparece na frente?

            João Batista instituiu esse batismo como forma das pessoas manifestarem para o mundo que queriam enterrar seus pecados nas água e que dali em diante suas vidas estavam mudadas, ou seja, manifestação pessoal de que as regras por elas conhecidas estavam aceitas e que iam prezar em segui-las.

            Se o batismo é uma forma de arrependimento, quais os arrependimentos de uma criança que não sabe falar, expressar-se? Pior ainda, desprovida de pecados em vista de que ainda nada vivenciou.

            A confissão, o batismo, o sinal da cruz, o uso do terço nas mãos, o uso de cruzes dependuradas no pescoço, tudo isso são exteriorizações que a igreja usa visando distinguir os que praticam e o que não praticam a fé católica, com isso exercer patrulhamento, controle e depois perseguir.

            Obediência a Deus não é a exteriorização de atos de cunho religiosos, sim a obediência aos mandamentos, e não há nada mandando o que acima citei, do contrário, a discrição como meio de vida, onde as pessoas distingam você pela sua vida, não por repetidos e diários exercícios espetaculosos de sinais.

            É comer carne, é não comer carne, é jejuar, é botar cinza no rosto quando jejua, é ficar com cara de sofrimento quando em jejum, antes de Cristo, muito antes de Cristo os profetas já combatiam essas exterioridades religiosas, e diziam que a verdadeira religião consiste no assistir o necessitado, como órfãos e viúvas.

          • Levi, não vou delongar esse debate com vc porque vc deve estar com dificuldades por falta de remédinho igual das outras vezes…

            olha só Levi,

            uma das condições para a salvação é o arrependimento…

            para o Batismo a condição é a fé…

            então Levi, se vcs querem batizar somente os adultos, tudo bem Levi, não deixa de ser válido.

            mas nós, como foi feito desde a criação da Igreja, batizamos os pequeninos

            ou vc realmente acha Jesus abandonou sua Igreja por mais de 1500 anos deixando que fiéis se batizassem erradamente para depois levantar os protestantes e ainda assim continuarem batizando errado para depois começarem a batizar somente os adultos e “serto” ?

            kkkk

            vc é hilário Levi.

            agora só me falta vc me dizer que crianças não tem fé.

          • leandro vejo que não é melindrado, que bom, mas realmente vc inverteu os papeis, dei a vc duas boas alternativa.
            .Apresentação no templo do menino jesus, e depois seu batismo. Então quem está interpretando como quer, outra coisa os cristãos ou protestantes eram na verdade católicos pois sairão de lá.
            Outra coisa vc não está falando a verdade , primeiro nunca disse jesus que a igreja que deixou era a católica, bem pelo contrario ele pregou o evangelho.
            Alem disto, através do imperador se apossaram da igreja, pedro nunca foi papa, também se apossaram, e tem mais os primeiros cristãos nada tem a ver com a católica é só mais uma mentira . mas aqui o assunto não é este.
            É sim o precedente que a igreja do francisco abriu para gays adotarem e batizarem o falso batismo, isto sim é o assunto. este apoio se dá para a ala gay de destituiu o bento.

          • Em Efeso 5, os apostolos falam de uma unica Igreja;
            Em 1 Cor 12. de um unico corpo;
            Em Cl 1, também de um unico corpo;
            Apocalipse 21, de uma só “esposa”;

            Vemos os Corintios se dividindo em partidos, e São Paulo questionando diante desta divisão: “estará por ventura Cristo dividido?”

          • Lembrando que o próprio Cristo fala de Igreja:

            “tu és Pedra, e sobre esta pedra EDIFICAREI A MINHA IGREJA”..

            também vemos a Igreja como COLUNA E SUSTENTÁCULO DA VERDADE…

            a Igreja é a junção dos fiéis em um só corpo…

            nós não somos igrejas sozinhos..

            somos membros de um corpo que deve ser perfeito pois Jesus Cristo é Perfeito.

          • Então veja como estou certo e o senhor errado, Jesus pregou o evangelho e sobre esta pedra e não sobre Pedro, mas mesmo que fosse, pedro era evangelico, e não católico, catolicismo é uma religião uma seita que surgiu após o evangelho e se apropriou surrapiou o titulo de Pedro. só isto.

          • kkk

            tudo bem amigo..

            então quer dizer que Simão, que recebeu novo nome dado por Cristo como “Pedra” era pedra, mas não era pedra. kkkk

            imagina: Simão, tu és pedra… mas isso não importa.. o que importa é que sobre esta pedra, que não é tu Simão.. apesar de eu te dar agora nome de Pedra, por pura esquizofrenia minha.. EDIFICAREI A MINHA IGREJA

            kkkkk

            e o evangelho??
            kkk

            a Igreja o surrupiou então?

            mas quem disse que a biblia teria que ter 4 evangelhos e quais eram eles mesmo??

          • Reinaldo,

            Sobre Pedro, há uma “pequena” diferença no original grego koiné.

            Cefás (Pedro) origina-se da palavra “Petrus”, que significa pedaço, fragmento ou porção de rocha.
            Agora quando refere-se a Cristo não é utilizado a expressão “Petrus”, mas sim “Petra”, “uma massa de rocha”.

            O próprio Pedro declarou (I Pe 2:4) que a pedra em questão é Jesus, e que ele (bem como os demais cristãos) eram “pedras vivas” edificadas sobre a pedra principal (I Pe 2:4-6).

            O fundamento da Igreja é Cristo e apenas Ele, “Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” I Coríntios 3:11.

            Tiago, Pedro e João são tidos como COLUNAS “Reconhecendo a graça que me fora concedida, Tiago, Pedro e João, tido como colunas, estenderam a mão direita a mim e a Barnabé em sinal de comunhão. Eles concordaram em que devíamos nos dirigir aos gentios, e eles, aos circuncisos” Gálatas 2:9

            Abraço,
            Que Deus te abençoe

          • Jeann, veja, é bastante discutivel o que vc diz…

            veja o seguinte:

            IDIOMÁTICA E BÍBLICA

            Em Aramaico temos duas palavras para designar materiais rochosos:

            1º Evna = Pedra

            2º Kepha כף (ou cefas, transliterado para o grego) = Rocha

            Em Grego, assim como o aramaico, temos também 2 palavras:

            1º Lithos (λίθος), = Pedra pequena

            2º Petra (πέτρᾳ ) = Rocha maciça, Pedra Grande (que é o equivalente de Kepha)

            A Bíblia nos diz que Jesus deu um nome novo a um pescador que se chamava Simão e este nome foi “KEPHA” (Aramaico) e transliterado como “cefas”, que no grego ficou “Petrus”, como podemos ver em João 1, 42:

            “Levou-o a Jesus, e Jesus, fixando nele o olhar, disse: Tu és Simão, filho de Jonas, serás chamado Cefas (que quer dizer Pedro).” (Negrito meu)

            Em aramaico não temos gênero, mas em grego sim, por isso a palavra Petra que é o equivalente a KEPHA (cefas) foi masculinizada para dar nome a um homem, Petrus, mas o significado permaneceu o mesmo (Rocha ou pedra grande) como é atestado nos seguintes Léxicos protestantes:

            CONCORDÂNCIA STRONG

            4074 πετρος Petros Pedro = “uma rocha ou uma pedra”
            1) um dos doze discípulos de Jesus

            FRIBERG, ANALYTICAL GREEK LEXICON

            “Πέτρος, ου, ὁ Pedro, nome próprio masculino dado como um título descritivo para Simão, um dos apóstolos (MK 3.16), o significado do nome, a pedra, é provavelmente o equivalente grego de uma palavra aramaica transliterada como Κηφᾶς (João 1,42 )”

            THAYER, GREEK LEXICON OF NT

            “Πέτρος, Πέτρου, ὁ – um nome próprio apelativo, o que significa “uma pedra”, “uma rocha,” “rochedo “”.

            Em português a diferença entre Pedro e Pedra não permite acentuar a força do original aramaico e grego que é a mesma palavra que designa a materialidade da rocha.

            A CONCORDÂNCIA STRONG, que é tão utilizada pelos protestantes brasileiros, diz que Cefas ou Kepha é Rocha, leiam:

            “03710 כף (keph)
            Procedente de 3721, grego 2786 κηφας (cefas); DITAT – 1017; n m
            1) rocha, cavidade duma rocha” (o parênteses em vermelho foi adicionado por mim)

            Os próprios protestantes em seus léxicos confirmam que o nome de Pedro Significa “ROCHA” ou “PEDRA”.

            Mais algumas passagens com o nome de “Cefas”.

            1Co 1:12 Quero dizer com isto, que cada um de vós diz: Eu sou de Paulo, e eu de Apolo, e eu de Cefas, e eu de Cristo.

            1Co 3:22 Seja Paulo, seja Apolo, seja Cefas, seja o mundo, seja a vida, seja a morte, seja o presente, seja o futuro; tudo é vosso,

            1Co 9:5 Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas?

            1Co 15:5 E que foi visto por Cefas, e depois pelos doze.

            Gal 2:9 E conhecendo Tiago, Cefas e João, que eram considerados como as colunas, a graça que me havia sido dada, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão;

            Refutando Algumas objeções dos que dizem que:

            1 º O significado do nome de Petrus é Pedregulho.

            Não existe nenhum prova para isto, até por que no NT Petrus só é designado para Pedro e para nada mais.

            2º O significado do nome Petrus é pequena pedra para arremessar.

            Isso não existe no grego koiné. No grego koiné usa-se a palavra “lithos” para significar “uma pedrinha ou uma pedra para arremessar” como podemos constatar no caso da mulher adúltera (João 8, 7) ou de Jesus (João 8, 59).

            João 8, 7 Ὡς δὲ ἐπέμενον ἐρωτῶντες αὐτόν, ἀνακύψας εἶπεν πρὸς αὐτούς, Ὁ ἀναμάρτητος ὑμῶν, πρῶτον ἐπ᾽ αὐτὴν τὸν λίθον βαλέτω.

            Tradução: “Como insistissem na pergunta, Jesus se levantou e lhes disse: Aquele que dentre vós estiver sem pecado seja o primeiro que lhe atire pedra.”

            John 8:59 Ἦραν οὖν λίθους ἵνα βάλωσιν ἐπ᾽ αὐτόν· Ἰησοῦς δὲ ἐκρύβη, καὶ ἐξῆλθεν ἐκ τοῦ ἱεροῦ, διελθὼν διὰ μέσου αὐτῶν·

            Tradução: “Então pegaram em pedras para lhe atirarem; mas Jesus ocultou-se, e saiu do templo, passando pelo meio deles, e assim se retirou.”

            Pedra de arremesso nunca foi nem será Petrus.

            E para azar e confusão na cabeça dos protestantes que sustentam esta mesma idéia, Jesus em 1 Pedro 2,4 é chamado de “Lithos” a mesma palavra em gênero, número, grau e declinação que foi usada para a Pedra de arremesso da adúltera e das pedras jogadas em Jesus.

            1 Pd 2:4 “πρὸς ὃν προσερχόμενοι λίθον ζῶντα ὑπὸ ἀνθρώπων μὲν ἀποδεδοκιμασμένον παρὰ δὲ θεῷ ἐκλεκτὸν ἔντιμον..”

            Tradução “Chegando-vos para ele, a pedra que vive, rejeitada, sim, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa…”

            Seria também Jesus uma pequena pedrinha de arremesso e não a grande Rocha da Salvação?

            Gostaria de ver algum protestante respondendo isto!

            3º O significado do nome Petrus é pequena pedra igual as demais como citado em sua epístola.

            Não existem bases ou sustentações para afirmar que “Petrus” significa “pedra pequena” porque para isto a Bíblia utiliza outra palavra (lithos ou lithon) como foi mostrado.

            E vejam:

            1 Pd 2:5 καὶ αὐτοὶ ὡς λίθοι ζῶντες οἰκοδομεῖσθε οἶκος πνευματικός, ἱεράτευμα ἅγιον, ἀνενέγκαι πνευματικὰς θυσίας εὐπροσδέκτους τῷ θεῷ διὰ Ἰησοῦ χριστοῦ.

            Tradução: Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

            Ou seja, a palavra “Lithos” que é usada para Jesus em 1 Pd 2, 4 se referindo a Jesus é novamente utilizada em grau e gênero para os demais Cristãos em 1 Pd 2, 5.

            fonte:www.apologistascatolicos.com.br/index.php/apologetica/papado/483-pedro-a-rocha-parte-i
            ————————————————————-

            Bem.. mas isso tudo nem importa muito..

            o importante é saber o motivo que levou Cristo a dar esse nome a Simão…

            saiba que sempre que se é mudado o nome de uma personagem biblica, seu novo nome é referente a sua personalidade ou A SUA NOVA MISSÃO…

            Pedra, pedrinha, pedregulho, rocha (o mais correto) seria o que na sua concepção??

            Cristo muda o nome de Simão para Pedro que significa pedra ou rocha ou até mesmo pedrinha ou pedregulho como vcs protestantes dizem, e logo em seguida, no mesmo diálogo, afirma que sua Igreja será instituída sobre esta pedra.. COM QUAL INTUITO?

            Jeann, entendemos que Pedro é a rocha visivel da Igreja, o orientador dela, e vemos as decisões de Pedro serem as finais… assim como vemos o nome de Pedro sendo citado sempre em primeiro lugar, não por ser mais importante que os outros, mas sim para indicação de quem deveria debelar qualquer conflito.

            Cristo é a cabeça da Igreja.. está acima dela.

          • Reinaldo,

            Você disse:

            “ou vc realmente acha Jesus abandonou sua Igreja por mais de 1500 anos deixando que fiéis se batizassem erradamente para depois levantar os protestantes e ainda assim continuarem batizando errado para depois começarem a batizar somente os adultos e “serto” ?”

            A sorte é que Deus tem paciência conosco, pois vocês passaram desde o ano trezentos não apenas cometendo esse desvio, aliás este chega a ser insignificante ante os demais.

            Quanto a Pedro, coitados, vocês focaram num homem, embora discípulo de Cristo, mas era o pior dos discípulos, o mais errado, o mais atrapalhado, o mais inconstante, tanto é que Cristo deu a ele a condição de porteiro(com respeito aos porteiros), talvez ele quisesse tanto sentar à direita de Cristo, mas ficou lá no fundo, de pé o tempo todo. Vocês sequer sabem interpretar as entrelinhas nas palavras de Cristo.

            Meu caro, Cristo estava tão chateado com Pedro, que foi irônico ao perguntar três vezes se ele o amava, o cara era cheio de torpezas, aí psicologicamente Cristo tratou de encher a bola dele, meu caro.

            Cristo usa todos, sejam os fracos, os mais ou menos, os fortes.

            Cristo, a pedra fundamental, deixou a pedrinha, o porteiro, todo ancho para garantir uma certa auto estima, a psicologia de Cristo.

            Mas esse não é o problema, o problema é vocês se acharem a Pedra, quando Cristo criticou quem não é contra é a favor.

            Milhares de igrejas no mundo são seguidoras de Cristo, aí vocês querem mandar no coração do mestre a ponto dele levar ao céu apenas vocês, brincadeira.

            Doidura total.

          • é Levi, para alguém que prega um Cristo que foi casado, um Deus que comete enganos, uma biblia adulterada, e uma cidade brasileira como sendo a cidade natal de Cristo, desdenhar e dizer que são Pedro era atrapalhado não é novidade alguma kkkkkk

          • Reinaldo,

            Não meu caro, eu não disse que o santo discípulo de Cristo, Pedro, era atrapalhado. Por Deus, meu caro, não quero carregar comigo essa tão grave mecha.

            Quem disse tamanha coisa foi a bíblia;

            “Pedro vem, aí ele se dirige a Cristo e se afunda no mar”

            “Para fora satanás”, ou seja, Cristo de novo metendo a pua nele, o coitado.

            “Tu vai me negar três vezes em menos de três horas”

            “Pedro, meu amigo, se fosse via força eu pediria a meu Pai anjos para me proteger”, tendo depois reposta a orelha do guarda.

            Pedro confronta-se com as mulheres que vieram dizer que Cristo havia ressuscitado.

            Pedro confronta-se com Paulo.

            Pedro permite que os discípulos preguem o retorno imediato, daí receberem o dinheiro doado das vendas dos patrimônios da igreja primitiva.

            Quis ser melhor que Cristo morrendo de cabeça pra baixo, ou seja, martirização superior a do Mestre.

            Tem muito mais, e se isso não for atrapalhamento, diga como se chama?

          • kkkk

            Levi.. dizer o que para um cidadao como vc??

            mais uma pro seu currículo: desdenhar de São Pedro, atribuindo a ele que a biblia o chama de “atrapalhado”…

            sem contar que diz que ele queria ser melhor que Jesus por pedir para ser crucificado de cabeça para baixo…

            Levi, leia a biblia e veja os motivos que o levaram a isso…

            bem.. mas vc mesmo desacreditou a biblia ao dizer que Roma a adulterou…

            sei lá.. acho que to batendo palma pra louco dançar kkkkk

          • Reinaldo,

            Com razão, é bater palmas pra doido dançar.

            Foi e é o que os evangélicos sempre fizerem com essa seita primeira, a católica, pois trouxe e institucionalizou dentro dela os mais variados cultos, e agente fica discutindo que Cristo tinha irmãos, que Maria foi assunto aos céus, que Maria teve vida conjugal/sexual após Cristo, que alma ruim com rezas de terceiros vão pro céu, que purgatório não existe quando não uma linha e nada nesse sentido de algum personagem falando sobre isso.

            É coisa de doida a tua igreja, e eu aqui querendo consertar que vive rezando pra madeira e gesso, que vive repetindo orações numa transe psíquica, que determina nos conventos ninguém se falar um com os outros antes do meio dia,… dar não, dar não, dar não, é muita palma mesmo.

          • Reinaldo,

            Querendo ou não o texto que vc copiou é bastante discutível também…

            Na Concordância Strong:
            3037. lithos (λίθος), uma pedra.
            4073. Petra (πέτρα), substantivo feminino, uma rocha, borda, penhasco, caverna, solo pedregoso.
            4074. Petros (Πέτρος), substantivo masculino, nome grego que define rocha.

            Nas Concordâncias léxicas Thayer’s e “Concordância Exaustiva de Strong”:
            3037. lithos, (λίθος), uma pedra ou pequenas pedras.
            4073. Petra, (πέτρα), uma (massa de) rochas (literalmente ou figurativamente), rocha.
            4074. Petros (Πέτρος), Peter, rocha, aparentemente uma palavra primária, um (pedaço de) rocha (maiores que “lithos”); usado metaforicamente de uma alma dura e inflexível.

            “Petros” pode ser usado também como “rocha” nisso eu concordo, mas também define metaforicamente uma pessoa teimosa, cabeça dura, ou ainda um pedaço de rocha (maiores que “lithos”).

            A palavra “lithos”, realmente pode ser traduzida como “pequena pedra”, e inclusive Jesus e nós cristãos somos referenciados desta forma (v 4-5).

            Pedro mesmo chama em Atos 4:11 Jesus de pedra (lithos) de esquina que foi rejeitada por “vós” edificadores. E Paulo chama em I Co 10:4 Jesus de pedra (petra).

            “e, quando conheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram reputados COLUNAS, me estenderam, a mim e a Barnabé, a destra de comunhão, a fim de que nós fôssemos para os gentios, e eles, para a circuncisão” Gálatas 2:9

            Veja, em Gálatas 2:9, que não é Pedro que usa de sua “suposta autoridade” como líder para enviar Paulo, mas eles entram num concenso. E diz claramente também que juntamente a Tiago e João, Pedro é coluna e não fundamento.

            E sobre a declaração de fé de Pedro em Mateus 16, vejamos verso a verso:

            13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do homem?

            14 E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.

            15 Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?

            16 E Simão Pedro, respondendo, disse: TU ÉS O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO. [a declaração de fé de Pedro]

            17 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque ISTO [a declaração de fé de Pedro] não foi lhe foi revelado pela carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.

            18 Pois também eu te digo que tu és Pedro (petros), e sobre ESTA PEDRA (petra) [a declaração de fé de Pedro] edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

            Jesus é sim o cabeça da Igreja, mas também é a pedra angular (At 4:11), a pedra principal do alicerce (I Pe 2:6) a pedra mais importante de todas (I Pe 2:7) e por fim a rocha (I Pe 2:8) e ÚNICO alicerce (I Co 3:11).

            “Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” I Co 3:11.

          • Reinaldo,

            Querendo ou não o texto que vc copiou é bastante discutível também…

            Na Concordância Strong:
            3037. lithos (λίθος), uma pedra.
            4073. Petra (πέτρα), substantivo feminino, uma rocha, borda, penhasco, caverna, solo pedregoso.
            4074. Petros (Πέτρος), substantivo masculino, nome grego que define rocha.

            Nas Concordâncias léxicas Thayer’s e “Concordância Exaustiva de Strong”:
            3037. lithos, (λίθος), uma pedra ou pequenas pedras.
            4073. Petra, (πέτρα), uma (massa de) rochas (literalmente ou figurativamente), rocha.
            4074. Petros (Πέτρος), Peter, rocha, aparentemente uma palavra primária, um (pedaço de) rocha (maiores que

            “lithos”); usado metaforicamente de uma alma dura e inflexível.

            “Petros” pode ser usado também como “rocha” nisso eu concordo, mas também define metaforicamente uma pessoa

            teimosa, cabeça dura, ou ainda um pedaço de rocha (maiores que “lithos”).

            A palavra “lithos”, realmente pode ser traduzida como “pequena pedra”, e inclusive Jesus e nós cristãos somos

            referenciados desta forma (v 4-5).

            Pedro mesmo chama em Atos 4:11 Jesus de pedra (lithos) de esquina que foi rejeitada por “vós” edificadores. E

            Paulo chama em I Co 10:4 Jesus de pedra (petra).

            “e, quando conheceram a graça que me foi dada, Tiago, Cefas e João, que eram repu.tados COLUNAS, me

            estenderam, a mim e a Barnabé, a destra de comunhão, a fim de que nós fôssemos para os gentios, e eles, para

            a circuncisão” Gálatas 2:9

            Veja, em Gálatas 2:9, que não é Pedro que usa de sua “suposta autoridade” como líder para enviar Paulo, mas

            eles entram num concenso. E diz claramente também que juntamente a Tiago e João, Pedro é coluna e não

            fundamento.

            E sobre a declaração de fé de Pedro em Mateus 16, vejamos verso a verso:

            13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os

            homens ser o Filho do homem?

            14 E eles disseram: Uns, João o Batista; outros, Elias; e outros, Jeremias, ou um dos profetas.

            15 Disse-lhes ele: E vós, quem dizeis que eu sou?

            16 E Simão Pedro, respondendo, disse: TU ÉS O CRISTO, O FILHO DO DEUS VIVO. [a declaração de fé de Pedro]

            17 E Jesus, respondendo, disse-lhe: Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque ISTO [a declaração de fé de

            Pedro] não foi lhe foi revelado pela carne e o sangue, mas meu Pai, que está nos céus.

            18 Pois também eu te digo que tu és Pedro (petros), e sobre ESTA PEDRA (petra) [a declaração de fé de Pedro]

            edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.

            Jesus é sim o cabeça da Igreja, mas também é a pedra angular (At 4:11), a pedra principal do alicerce (I Pe

            2:6) a pedra mais importante de todas (I Pe 2:7) e por fim a rocha (I Pe 2:8) e ÚNICO alicerce (I Co 3:11).

            “Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” I Co 3:11.

          • foi o que eu disse Jeann…

            é um assunto discutivel…

            e que importa é:

            qual o sentido de Cristo ter dado novo nome a Simão??

            na biblia, todas as vezes que se muda o nome de alguém, este novo nome é referente a personalidade ou a nova missão…

            Cristo mudou o nome de Simão.. para nós católicos, para lhe dar uma missão importantíssima: ORIENTAR A IGREJA…

            e ainda vemos tal fato se confirmando quando Cristo pergunta por 3 vezes se ele tem fé, e por três vezes ele responde que sim e por 3 vezes Cristo pede que ele APASCENTE SUAS OVELHAS…

            a tradução, na verdade, pouco importa, pois como se ve no texto que postei (não é meu, até porque não falo grego, hebraico ou aramaico portanto não posso discutir sobre o assunto) o próprio Jesus em 1 Pedro 2,4 é chamado de “Lithos” a mesma palavra em gênero, número, grau e declinação que foi usada para a Pedra de arremesso da adúltera e das pedras jogadas em Jesus.

          • Reinaldo,

            Pra mim a tradução importa, pois nos leva ao real significado do texto. Concordo que o papel de Pedro é apascentar as ovelhas, mas este também é o papel de todo bispo, não exclusivamente de Pedro.

            “Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o ESPÍRITO SANTO (e não Pedro) os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue.” Atos 20:28

            Cristo muda o nome de Pedro, mas também Pedro O chama de pedra (lithos), e também nos chama de “pedra viva” (lithos também), qual a razão disso ? Nós somos feitos a imagem e semelhança de Cristo, e firmados sob a rocha que é Cristo. Ou achas que Pedro é a “rocha” e Jesus e nós a “pedrinha de se atirar” ?

            Jesus não veio fundar uma “instituição religiosa”, mas a bíblia nos diz que nós somos Igreja, independente de placa (instituição religiosa). Querendo ou não, somos Igreja e irmãos em Cristo.

            “Edificados sobre o fundamento DOS APÓSTOLOS E DOS PROFETAS (não unicamente Pedro), de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina” Efésios 2:20

            Se estudarmos e analisarmos a bíblia a fundo, o ÚNICO alicerce é Cristo (I Co 3:11), sob Ele está edificado o fundamento dos apóstolos e dos profetas (tidos como colunas) e através desse Alicerce e Fundamento somos nós cristãos edificados.

            O que quero dizer é que a Igreja Católica não é orientada unicamente por Pedro, seria fazer o que Paulo adverter a Igreja de Corinto: “Eu sou de Pedro”.

            “Com isso quero dizer que cada um de vocês afirma: “Eu sou de Paulo”; “eu de Apolo”; “eu de Pedro”; e “eu de Cristo”. Acaso Cristo está dividido? Foi Paulo crucificado em favor de vocês? Foram vocês batizados em nome de Paulo?” 1 Coríntios 1:12-13

          • Jeann, somente a pedro foi pedido que APASCENTASSE as ovelhas…

            todos os apóstolos tinham suas responsabilidades, e a de Pedro era dirimir as duvidas, como foi feito no concílio realizado sobre a circuncisão…

            Não discordo de maneira alguma que todos os apóstolos eram iguais em importância.. nenhum mais importante que o outro, porém cada qual com sua missão. … A DE PEDRO.. SER A PEDRA VISIVEL DA IGREJA DE CRISTO..

            e Cristo deixou sim uma Igreja Jeann, uma Igreja que ele alicerçou em Pedro, mas isso não quer dizer que é nos pesamentos do “homem Simão” mas sim nas orientações dadas por Pedro, inspirado pelo Espirito Santo…

            tanto deixou uma Igreja (unidão de fiéis) que FALOU ISSO EXPLICITAMENTE AMIGO…

            Pois também eu te digo que tu és Pedro, e SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;
            E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.
            Mateus 16:18-19

            está claro ai Jeann a instituição de uma Igreja sobre a orientação de Pedro, não que ele seja mais importante que os outros, mas que esta Igreja precisava de alguém para findar as duvidas..

            vc diz: “Cristo muda o nome de Pedro, mas também Pedro O chama de pedra (lithos), e também nos chama de “pedra viva” (lithos também), qual a razão disso ? Nós somos feitos a imagem e semelhança de Cristo, e firmados sob a rocha que é Cristo. Ou achas que Pedro é a “rocha” e Jesus e nós a “pedrinha de se atirar” ?”

            Jeann, Jesus é a cabeça da Igreja, e também em sua palavra é que se alicerça toda a Igreja, palavra esta que Pedro, inspirado pelo próprio Deus (palavras de Cristo) demonstrou conhecimento pleno e por isso foi instituído por Cristo como “dirimidor” dos conflitos que Cristo sabia que surgiriam com o tempo, porém, como bem sabemos, Pedro era humano, e por isso teve suas fraquezas, mas nem por isso Cristo o rejeitou, tanto que depois veio a confirmar o chamado de orientador da Igreja pedindo ao mesmo que APASCENTASSE SUAS OVELHAS..

            nós infelizmente, somos sim pedrinhas meu caro Jeann, pois somos PECADORES.. não somos iguais a Cristo, que era Santo, somos só semelhantes, podemos vir a nos tornamos Santos, mas por pura graça de Deus, pois somos pecadores..

            Jeann, desde sempre a Igreja precisou de um lider.. primeiro foi Cristo.. e este deixou Pedro para Apascentar a Igreja.. como vemos nos conflitos internos descritos na biblia, onde Pedro cumpriu com primazia a missão dada por Cristo.

            o que vcs erram muito Jeann, é achar que por dizermos que Pedro foi o primeiro papa, estamos dando a ele mais importancia que aos outros.. e não é isso, simplesmente nossa Igreja sempre teve um orientador principal, como vemos acontecer na biblia, onde a Igreja primitiva, ou melhor, a Igreja apostólica, se apoiava nas decisões de Pedro…

            e assim seguimos a mais de 2000 anos, sempre tendo alguém para tomar a decisão final.. e esta decisão, sempre tem que estar amparada pela iluminação do Espírito Santo (não posso dizer que é na biblia, pois os primeiros papas não tinham a biblia (NT) para se orientarem)

            Outra coisa Jeann…

            QUANDO A BIBLIA DIZ que NÓS SOMOS IGREJA, não quer dizer que cada um de nós é uma Igreja independente Jeann..

            a Igreja é o corpo de Cristo… ou seja, a união dos fiéis em uma unica fé e um só batismo é que é o corpo de Cristo…

            NÓS SOMOS MEMBROS DA IGREJA, ou seja, cada um de nós e um membro do Corpo de Cristo…

            pois a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade.. sendo assim, é a Igreja que deve orientar os membros e não cada qual achar que pode se mover sozinho…

          • Reinaldo,

            Sobre sua afirmação “somente a pedro foi pedido que APASCENTASSE as ovelhas”.

            Leia novamente o texto de Atos 20:28 abaixo, os bispos (plural) tem o papel de pastorearem (apascentarem) a igreja de Deus. Não foi dito unicamente a Pedro, é dito que o Espírito Santo (e não Pedro) os colocou como bispos para pastorearem a igreja de Deus.

            “Cuidem de vocês mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo os colocou como bispos, para pastorearem a igreja de Deus, que ele comprou com o seu próprio sangue.” Atos 20:28

            Sobre Pedro dirimir dúvidas sobre a circuncisão, Paulo e Barnabé vão tratar essa questão com os apóstolos e presbíteros (não unicamente com Pedro – At 15:2). Inicialmente Pedro tomou a palavra, mas posteriormente Tiago a tomou e o veredito foi dado pelos apóstolos e presbíteros com toda a igreja: “decidiram escolher alguns dentre eles e enviá-los a Antioquia com Paulo e Barnabé”. Não foi Pedro sozinho que tomou essa decisão, “assim, CONCORDAMOS TODOS em escolher alguns homens e enviá-los…”. E posteriormente “Pareceu bem ao Espírito Santo e a NÓS não impor a vocês nada além das seguintes exigências necessárias”. Leia atentamente Atos 15:1-40, veja por si mesmo.

            Sobre a questão da pedra, já expliquei anteriormente que há diferença de “Petros” (Pedro) e “Petra”. E vc ignora que os demais textos bíblicos que citei, ignorando um dos princípios básicos da exegese:

            3o. “Jamais esquecer a Regra Áurea da Interpretação, chamada por Orígenes de Analogia da Fé. O texto deve ser interpretado através do conjunto das Escrituras e nunca através de textos isolados.”

            Baseando-se unicamente no versículo Mateus 16:18, o qual é possível (isoladamente) ter inúmeras interpretações, daria pra concordar com vc. Mas partindo do princípio exegético citado acima, vemos que Cristo é o único alicerce (I Co 3:11), sob Ele os apóstolos e profetas são edificados (Ef 2:20), e sob os fundamentos dos apóstolos e profetas nós somos edificados. E ainda diz claramente que Pedro é tido por coluna igualmente com Tiago e João. Enfim, não pode-se interpretar Mateus 16:18 sem ter estes textos em mente. Lembre-se a bíblia não se contradiz.

            Partindo desses princípios podemos comparar com uma construção… Cristo seria o fundamento, as “sapatas” da edificação, o único alicerce. Os apóstolos são as colunas (seja formado de pedra (petros) ou não) e nós os “tijolinhos”.

            Corinto ainda se achava como “Igreja de Paulo” e ele, Paulo, os adverte que não existe “Igreja de Paulo”, “Igreja de Apolo” ou “Igreja de Pedro”, pois Cristo não está dividido. Todos são “Igreja de Cristo”.

            Não sou contra a Igreja Católica se organizar e ter um líder para dirimir conflitos, não há problema algum nisso, mas sou sim contra a questão de Pedro ser o fundamento da Igreja. Pedro pode ter sido um líder, embora eles tomavam as decisões junto como mostrei na questão da circuncisão. Mas sou contra Pedro ser o fundamento da Igreja, este é Cristo, “único alicerce”, a bíblia diz isto, ela não se contradiz. Senão ainda Tiago e João teriam que ser “colunas” edificadas sobre Pedro.

            “Porque ninguém pode pôr outro fundamento além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo” I Co 3:11

            A ainda questão de “iluminação” do Espírito Santo não é dado apenas a Pedro e seus supostos sucessores, todos nós temos acesso a Ele. Por meio de Cristo, nós temos acesso direto ao Pai (não pai/Papa, mas Deus).

    • Jeann…

      vou responder aqui para melhorar nossa conversa…

      olha só.. esta semana to meio sem tempo, então vou falar pouco mas se quiser, semana que vem tenho um tempo sobrando ai vou “explanar” melhor…

      por enquanto vou só te alertar que:

      Apascentar e pastorear não é a mesma coisa…

      os Apóstolos foram chamados a pastorear (orientar) os fiéis em Cristo… TODOS ELES…

      mas só Pedro foi chamado a APASCENTAR, as ovelhas… ou seja.. além de pastorear (que é uma das incumbências de quem apascenta) a pedro foi pedido pelo próprio Cristo que orientasse os “orientadores”.. Cristo sabia meu amigo Jeann, que duvidas surgiriam… e que entre todos um teria que ter a palavra final, orientado pelo Espirito Santo..

      se não fosse assim, já nos medos apostólicos, aconteceria o que vemos acontecer hj no meio protestante.. muitos se dizendo “sertos” pois alegam orientação do Espirito Santo e ai vemos uns “guerreando” contra outros pela afirmação desta “orientação do Espirito Santo”.

      Com relação a Pedro dirimir as duvidas amigo Jeann.. acho bom vc ler a biblia com mais cuidado…

      vais ver que no que consideramos o primeiro concílio, foi de Pedro a decisão final com relação a circuncisão…

      é de se observar nos textos dos evangelistas que esses citam várias vezes o nome de Pedro e os seus, ou Pedro e os que estavam com ele ou Pedro e demais apóstolos. etc…
      (lc. 8, 46 – 9,32 – Marcos 16,7 etc. etc.)

      Bem.. mas como eu disse: meio sem tempo..

      só observando ainda que TODOS NÓS PODEMOS DE FATO SER PEDRAS.. e cada qual dessas pedras, Deus usa como quer…

      Simão foi considerado rocha por Cristo… e assim quis ele usar esta pedra para constituir sua Igreja.

      • Reinaldo,

        Tudo bem, já que vc não considera “apascentar” igual a “pastorear”, veja o que a Bíblia de Jerusalém diz:

        “Estai atentos a vós mesmos e a todo o rebanho: nele o Espírito Santo vos constituiu guardiães, para APASCENTARDES a Igreja de Deus, que ele adquiriu para si pelo sangue do seu próprio Filho” Atos 20:28

        Em Atos 20:28 Paulo fala aos anciãos de Éfeso para APASCENTAREM a Igreja de Deus, já podemos ver aqui que não é unicamente a Pedro dado esta “função”.

        “APASCENTAI o rebanho de Deus que vos foi confiado, cuidando dele, não como por coação, mas de livre vontade, como Deus o quer, nem por torpe ganância, mas por devoção” 1 Pedro 5:2

        Em I Pedro 5:2 Pedro mesmo fala aos presbíteros, “APASCENTAI o rebanho de Deus que “VOS” foi confiado”. Foi confiado a “VÓS” e não a “MIM”.

        Então esta questão de que só Pedro “apascenta a Igreja de Deus” não tem fundamento.

        Sobre suas acusações ao “meio protestante”, não afirmo que sejamos “imaculados” ou “infalíveis”, mas somos sim falhos como qualquer outro, da mesma forma que Pedro levou uma “chinelada” de Paulo em Roma.

        Agora sobre o concílio da circuncisão, todos os apóstolos se reuniram com os anciãos e não foram unicamente a Pedro para que ele tomasse a decisão. Pedro tomou a palavra depois de muita discussão: “e, havendo grande contanda, levantou-se Pedro e disse-lhes”. Em seguida, “toda a multidão se calou [inclusive Pedro] para escutar Barnabé e Paulo”, e depois “tomou Tiago a palavra, dizendo…”.

        E a decisão final: “então pareceu bem aos apóstolos e aos anciãos, com toda a Igreja”, note que não diz que “pareceu bem a Pedro, o líder supremo da Igreja”… mas pareceu bem a todos presentes.

        E o veredito final foi enviar uma carta baseado nas palavras de Tiago, enfim, Pedro não teve palavra final como vc alega.

        Quanto ao número de vezes que Pedro é citado, qual é o fundamento teológico baseado nesse argumento ? hehehe… O diabo então deve ser o papa dos papas.

      • SITE DA IGREJA ORTODOXA:
        ecclesia.com.br/biblioteca/dialogo_ecumenico/o-nao-protagonismo-ajuda-o-ecumenismo.html

        “Os ortodoxos reconhecem que o papa é o bispo de uma Igreja fundada por Pedro, e isso é importante para eles. Reconhecem também que O BISPO DA IGREJA PETRINA DE ROMA É SUPERIOR, EM SEU PAPEL, AO PATRIARCA DE ANTIOQUIA, (…).
        O bispo de Roma tem um primado porque é de um modo único o sucessor do Príncipe dos Apóstolos, cuja figura é única entre os apóstolos no Novo Testamento.”

    • Luciano,não é nada contra você.A Marisa pode ser eleita e mudar.Também pode ser eleita e
      ficar provado que se aproximou dos cristãos católicos por motivos interesseiros em época
      de eleição.Sópodemos fazer uma avaliação depois que ela for eleita.Falo como se ela á fosse eleita porque me parece que não terá um candidato nato na igreja católica do Paraná
      que represente a família secular como ela,e por isso ela será eleita.

  4. Marisa, marisa, marisa,

    Como que a igreja católica defende a família tradicional mais que os evangélicos?

    O padre casava, ou seja, poder ter mulher e filhos, portanto “família tradicional”, aí a igreja proibiu e ainda, para justificar, inventa essa história da vocação, diz que os padres são pessoas que não se interessam por sexo.

    Não se limita aos padres também não, tal impedimento é dirigido às freiras, que não possuem filhos e não se dão em casamento, de novo o empecilho à família tradicional.

    Existem hoje em níveis de algumas desses grupos tipo shalon e canção nova, os grupos que se casam e os que não se casam, ou seja, uma parte desses grupos que fazem apologia ao não casamento, aliás tanto num como noutro desses grupos, os que para lá vão só podem falar com os familiares datas longas de uma fala para outra, isso por telefone, visitar, uma ou no máximo duas vezes ao ano, sendo comum enviar os missionários, é como designam, de preferência para lugares distantes da família. Então cadê o apoio às famílias tradicionais?

    camisinha e anticoncepcionais são impedidos para que as famílias tenham exorbitante número de filhos, ou seja, qual é a proteção que se dar a uma família descontrolada financeira e estruturalmente em razão do grande número de filhos, como se gato e cachorro fossem, como se fosse correto gerar e não podendo entregar a outrem, como se disso não gerassem traumas, desconfortos, pois do ser humano querer saber suas raízes.

    Pior que tudo isso é ainda buscar na palavra de Cristo de quem não abandonar pais…, para legitimar, ou seja, como se abandono material e espiritual fosse a sugestão de Cristo, quando bem sabemos que diz respeito a decidir a fé se acaso forçado, compreendendo como fé não apenas a proclamação de um credo mas também coopartícipe de ritos, de seus trabahos, nunca o afastar-se como que num estilo e molde definitivos.

    Outra coisa, temos que pensar quando se fala em família tradicional, pai,mãe e filhos, pois como a coisa vem sendo falada, dentro em breve haverão de chegar aos escritórios psicológicos, famílias que não possuam essa constituição por completo em face da viuvez, da separação do casal, pois estas também são famílias, embora deslocada de um dessas figuras citadas acima, seja por ordem natural(morte) seja por ordem de atos voluntários(divórcio)

  5. Não entendo, Marisa Lobo está defendendo a família, instituição criada pelo Senhor e fez um elogio
    a Igreja Católica pela sua atuação pela mesma causa, assim como poderia ter elogiado os evangélicos. Em vez de nos aproximarmos em prol da família, defender o que o diabo que
    destruir, ficamos discutindo bobagem e enquanto isto a FAMÍLIA vai sendo detonada.
    A PALAVRA DE DEUS JÁ NOS DIZ: OS FILHOS DAS TREVAS SÃO MAIS PRUDENTES DO QUE
    OS FILHOS DA LUZ.
    A paz de Cristo Jesus.

  6. Marisa, marisa, marisa,

    Como que a igreja católica defende a família tradicional mais que os evangélicos?

    O padre casava, ou seja, podia ter mulher e filhos, portanto “família tradicional”.

    Mas aí a igreja veio e proibiu e, para justificar, inventa essa história de vocação, dizendo que os padres são pessoas que não se interessam por sexo.

    Não se limita aos padres tal impedimento, também é dirigido às freiras, que não possuem filhos e não se dão em casamento. De novo o empecilho à família tradicional.

    Existem hoje em níveis de algumas de grupos, tipo: Shalon e Canção Nova, uma parte que se casa e a outra que não, provando assim que fazem nesses grupos apologia ao não casamento. Aliás, tanto num como noutro desses grupos, os que para lá vão só podem falar com os seus familiares uma vez na vida, isso por telefone; visitar os parentes? Uma ou no máximo duas vezes ao ano É regra nesses grupos enviar os missionários (é como designam) para lugares distantes dos seus familiares. Então, pergunta-se, cadê o apoio às famílias tradicionais? Não dá a entender aquela história, faça o que eu mando, não o que eu faço?

    Camisinha e anticoncepcionais são impedidos mesmo que as famílias tenham exorbitante número de filhos, ou seja, qual é a proteção que se dar a uma família descontrolada financeira e estruturalmente em razão do grande número de filhos? A família dever ser tratada como se gato e cachorro fossem?
    É correto, visto ter sido gerado filhos em demasia,entregar a outrem pra criar? Será que o ser humano doado aceita e não possui traumas, desconfortos, pois do ser humano querer saber suas raízes?

    Pior que tudo isso é ainda buscar na palavra de Cristo visando justificar: “que quem não abandonar pais…,” é o legitimar o abandono material e espiritual da família com base em suposta orientação e sugestão de Cristo.

    Sabemos e bem que diz respeito a decidir pela fé, decidir por Cristo, se acaso forçado por familiares, compreendendo como fé em Cristo não apenas a proclamação de um credo mas também coopartícipe de ritos, de seus trabalhos, nunca o afastar-se como que num estilo e molde definitivos.

    Outra coisa, temos que pensar direitinho ao se falar em família tradicional, pai,mãe e filhos, pois como a coisa vem sendo levada a efeito, dentro em breve haverão de chegar aos escritórios psicológicos, famílias que não possuam essa constituição por completo em face da viuvez, da separação do casal. Acaso também são famílias? Família perde o sentido quando deslocado de uma dessas figuras citadas acima, seja por ordem natural(morte) seja por ordem de atos voluntários(divórcio)?

    • Tinha esquecido,

      Marisa, já que encontra-se dando palestras, oriente aos padres reconhecerem, registrarem, dar apoio material e espiritual aos seus filhos havidos quando do período já de padres, de impedidos.

      Pois, pai, a igreja sabe, deve dar apoio aos filhos, mesmo que não venha conviver com a mulher/mãe de seus filhos, aliás, como será a cabeça duma criança que sabe que o pai não pode o reconhecer perante a sociedade?

      Não gera um grau de revolta, tanta santidade desse pai, quando o filho e a mãe sabe que uma família nunca será consolidada.

      Mariza, marisa!

    • vc tem uma inveja da Igreja católica estar tão intimamente ligada a Deus que mesmo com os sacerdotes não podendo se casar, tendo que optar pelo celibato, eles aparecem aos montes na Igreja.

      se o mesmo fosse cobrado no protestantismo vcs ficariam sem pastores kkk

      tisc tisc tisc

      kkkk

      • Alguém tá mentindo, você ou tua igreja.

        Com um déficit de cem mil padres aqui no Brasil, padre dando missa toda hora, indo e vindo de igreja em igreja, aí você diz que tem de sobra. Quer que isso, ausência de respeito ao diálogo, meu caro?

        Outra coisa, não falei o assunto com essa abordagem, sim noutra, o da família. leia.

        Agora quanto a falta de padres, isso somente traz prejuízos à tua igreja, se bem que termina sendo extensivo á sociedade, vez que não existe a orientação religiosa, complementando à familiar, disso gerando os inúmeros crimes e cadeia.

          • Reinaldo,

            Você acredita que sou eu que estou mentindo?

            Eu, a galera do flamengo e de todos as equipes nacionais e internacionais estão mais que certos que quem está querendo esconder, em síntese, mentir, é você.

          • Acredito que seja vc que está mentindo Levi, até porque acredito que vc não tomou o remédio hj…

            a galera do flamengo não compactua com suas idéias mirabolantes e sem comprovação.

            as equipes internacionais e nacionais muito menos…

            mas agora vc me fez lembrar da vez que vc disse que Cristo havia se casado e tido filhos e disse que outros protestantes te apoiavam nisso kkkk

            não apareceu nem um para confirmar sua estoria kkkk

            mão poderia esperar menos de vc Levi.

          • Reinaldo,

            Meu caro, firme-se na verdade do debate, pois disse que há indícios muito fortes de que Cristo tenha casado, pois sempre foi a favor da família, pois nunca Ele foi homem de opiniões radicais, tanto é que os seus discípulos haviam casados e não casados.

            Diferente de tua igreja, que duma ora para outra impediu o casamento e ainda vem com a história de vocação, como se o principal discípulo de Cristo, Pedro, não tivesse sido casado, e do que sei ninguém(como Cristo ou os outros discípulos) e nem o próprio reclamaram da vida de casado.

            Useira e vizeira em mudar e dar novos rumos às concepções inegociáveis da bíblia, neste tema não age diferente, pois já ouvi internauta aqui dizer que Pedro já era viúvo quando Cristo curou a sogra dele, é tanta coisa, que até mesmo irmão deixa de ser de sangue para ser de sentido amplo, o de religião, o de país…, tudo para descartar as verdades da bíblia.

            Vai também tua igreja à busca do que vocês chamam de tradição, nem que seja contra a bíblia, aí quem é desnorteado sou eu quando aceno com a possibilidade de Cristo ter sido casado, modo de provar para todos que era homem igual a nós e que nunca usou dos poderes para se beneficiar a si próprio, mas passado por todas as tentações, como as derivadas da grande carga de hormônios, a que faz o ser humano cometer certos pecados, como: fornicar, adulterar, poligamia, engravidar antes do casamento, engravidar e não casar(que neste caso se encaixam os padres com filhos, aí sim em prejuízo da família).

          • Tudo bem Levi…

            verdades interpretativas inegociáveis da biblia não é?

            kkkk

            Levi, vc só me fez lembrar de um antigo debate onde vc usava de falácias sem provas como a que vc tenta usar aqui e ainda se apoiava em pessoas que não te apoiavam kkkk

            kkk

    • Dos doze apóstolos, três eram casados (incluindo São Pedro, o primeiro Papa), mas nove eram celibatários. O próprio Jesus Cristo se manteve casto.

      Na caminhada religiosa, os bispos e presbíteros da Igreja vão percebendo que esta condição mais próxima de Cristo era também a mais eficaz para o trabalho de evangelização. De fato, um pai de família não tem o mesmo tempo para cuidar da messe que um solteiro. Sem falar em outras questões, como a necessidade de se deslocar de uma região para outra.

      Baseado nos fatos acima é que em 303 d.C. o Concílio de Elvira (Espanha) recomenda o celibato como norma para os religiosos. Na verdade, o Concílio apenas foi de encontro a uma realidade que já se fazia presente na Igreja.

      Cabe a nós respeitarmos tal opção.

      • Então que a igreja respeite, permitindo aos padres que queiram casar que se casem.

        O principal dentre os discípulos, segundo vocês, foi Pedro, e ironicamente era casado, brincadeira.

        Faça como Cristo que em seu ministério adotou o casado e o não casado. Vocês são doidos?

        Cristo, ao certo, tinha mais solteiros e talvez não tivesse Ele se casado, por saber que todos seriam imolados, mortos, ou seja, Ele fazia referência ao tempo dele, o avançar, mas não é como hoje, cadê padres sendo mortos e por consequência deixar viúvas e órfãos?

        O protestantismo pregando o genuíno evangelho e nem forçando ninguém a se converter, a eficácia dos líderes não celibatários é comprovada, pois em 500 anos com perseguição e tudo da tua igreja, o número de evangélico é proporcionalmente maior, pois enquanto vocês se estabeleceram há 1700 anos possui um bilhão e duzentos mil, os protestantes, 700 milhões, imagine se vocês não tivessem perseguido? Seria o inverso em termos de números. E imaginar que os pastores. além de cuidar da igreja, ainda cuidam da família, tudo como orientado por Paulo, e como era no Judaísmo, cujos clérigos sempre se casaram e tiveram filhos.

        Meu caro, é a ganância, por primeiro, depois o egoísmo da tua igreja. O primeiro, para avançar fazendo das tripas corações dos clérigos dela, e segundo, face as discussões de herança dos parentes dos padres, por ganância determinou que não casassem, tudo a partir de 1200.

      • Levi, os diáconos permanentes podem ser casados, não se esqueça.

        Pouco se sabe sobre a esposa de Pedro. Alguns acreditam que ela já teria morrido antes de Pedro começar seu apostolado, outros, como Clemente de Alexandria, diziam que ela morreu martirizada. É fato contudo que Pedro, ao se tornar apóstolo, deixou tudo o mais para seguir ao Senhor:

        “E todo aquele que por minha causa deixar irmãos, irmãs, pai, mãe, mulher, filhos, terras ou casa receberá o cêntuplo e possuirá a vida eterna.” (Mateus 19:29).

        • Então Paulo esculhambou tudo ao dizer que os que exercem cargos eclesiásticos não apenas casar, mas ter filhos seria a regra.

          Ora, está mais que comprovado que o abandono falado por Cristo foge à tese do celibatário, meu caro, em verdade o ensinamento é no sentido de que a ninguém é dado o direito de ser não um verdadeiro cristão por força da crítica de outrem.

          É o abandonar sim, mas a mentira, a covardia, o egoismo, a paixão e amores exagerados, a religiosidade extremada, os conchavos, os disse me disse, o ranço, o estrelismo, o dinheiro, em síntese, despir-se de tudo que nega o estar com Cristo.

          • Não levi, vc entendeu errado a mensagem de Paulo.. como tudo que vc faz kkkk

            ele não deu como regra ser casado e ter filhos…

            ele, como apostólo e celibatário nem poderia dar uma regra assim não é verdade, do contrário estaria sendo hipócrita do tipo: faça o que eu digo mas não faça o que eu faço kkkk

            o que ele deu foi uma recomendação..

            mas preferimos seguir a outra recomendação de que aos casados que cuidem de suas familias e aos solteiros (como ele) que cuidem das coisas de Deus..

            e claro, seguir o exemplo de Jesus Cristo, que também era celibatário.

            não fique com inveja Levi.

          • Reinaldo,

            Então Paulo era bipolar?

            Dizia e desdizia num mesmo texto coisas divergentes entre si?

            ora, ora, ora, é pra casar ou não?

            Mas seria Paulo então hipócrita? Gostei, você alertou sobre algo muito certo, pois Ele era sorteiro, mas orientava o casar-se, como seja faça o que falo, não o que faço.

            Pior que Paulo foi Cristo, não?

            Pois dentre seus discípulo tinha um cabra com sogra mas não era casado e nem tinha filhos. Milagre, milagre, milagre.

            Meu amigo, a igreja passou de 300 a 1200 usando padre casado, os papas não apenas eram casados, mas muitos com várias mulheres no estilo filial, aí querem que a agente cria em historias da carochinha?

          • kkkk
            Levi, volto a dizer… VC É UM FANFARRÃO kkkk

            não meu amigo, São Paulo não era hipócrita… ele era um homem de Deus…

            São Paulo viveu e deu exemplo de vida e de fé.. foi celibatário e como tal, nos mostrou que solteiros tem mais tempo e disponibilidade para cuidar exclusivamente das coisas de Deus…

            mas para aqueles que não são capazes de controlar seus desejos, então, melhor que se casem e que se mantenham com uma só esposa e fiéis, para dar exemplos de retidão.

            mas vejo que vc é adepto do ditado: pra que facilitar se podemos complicar?? kkkkk

            Levi, nós católicos não queremos nada de vcs…
            de fato, a Igreja já permitiu que os padres fossem casados…

            mas o celibato não é um dogma perpétuo…

            só buscamos seguir os exemplos de Jesus Cristo mais profundamente….

            vcs protestantes não precisam “engolir” isso, pode continuar se casando, afinal, não proibido pela biblia, mas ela recomenda que os solteiros cuidam melhor das coisas de Deus…

            se vcs não encontram pastores capazes de se dedicarem exclusivamente as coisas de Deus.. melhor mesmo que se casem para evitar a Concupiscência… ORIENTAÇÃO DIRETA DO APÓSTOLO PAULO.

            mas não precisa ficar com inveja.

          • Não fico com inveja não, fico é com pena dos padres e dos nossos irmãos católicos.

            Os padres que não conseguem se controlar, procuram mulheres e se satisfazem, chegam a ter filhos, mas família nunca. Que igreja é essa que diz que defende a família, Família dos membros são bem vistas, as dos padres, estas são escondidas, não legalizadas, dentro das catacumbas.
            Lembre-se, o tema da página é esse, portanto vocês não são exemplo de proteção à família, dá para captar?

          • O que é pior, inveja implícita ou ganância explícita, ou seja, avassaladora como tua igreja sempre fez? Dona do mundo a toda força, meu caro, quer que isso? Império Romano disfarçado de igreja? Assim já demais.

          • kkkk

            Levi.. vc como sempre.. mudando o assunto kkkk

            mas de fato.. devo reconhecer que a Igreja CAtólica é grande…

            imensa…

            imensamente abençoada por Deus para cuidar dos necessitados.

            abçs.

            mas voltemos ao assunto do celibato que inclusive foi vc quem começou Levi…

            qual a próxima acusação que vc vai fazer agora??

            no aguardo!

  7. A religião evangélica limita-se hoje em dia a perseguir homossexuais e criticar (com alto grau de intolerância) islâmicos, ateus e espíritas.

    Vocês perderam o fio da meada…

    Uma religião de verdade é pautada na compaixão e no perdão, e não na intolerância.

  8. Caríssimos, menos cizânias e mais harmonia. A Marisa fez apenas um elogio do qual já fizemos muitos aos irmãos evangélicos em novas cruzadas. O momento é de união aos assuntos que nos são comuns.

  9. Mulher hipócrita, pra senhora e pra todos os fundametalistas católicos também não são abomináveis como os gays….
    Mas contar os gays, a senhora quer o apoio católico não é.
    Fariseus e seu costume de usar dois pesos e duas medidas, oportunistas, manipuladores e completamento sem o amor e compaixão de Cristo. Jeus vai vomitar vocês raça de viboras.

  10. Mulher política mesmo, buscando apoio dos abomináveis adoradores de imagens.
    Mas a luta dela hoje é contra a minoria abominável gay, mas não se enganem católicos, se crente for maioria neste país, vocês tão ferrados, pra eles vocês também são abominação, só não partem pea cima de vocês por serem ainda em menor número.
    Eles só querem poder e domínio.
    Hoje querem o apoio de vocês mas depois, vão botar fogo em suas imagens.

  11. Meu Deus, estes comentaristas dão um show de HIPOCRESIA.
    Ao bajular os católicos para que se unam a sua luta contra os abomináveis homossexuais…
    Povo fariseu esqueceram que pra todo crente fundamentalista, católico também é abominável.
    Que vergonha. dois pesos e duas medidas típico dos bodes fariseus.

    • Os fariseus, povo do sul do himalaia com seus bodes voadores pegaram os crentes fundamentalistas abominando os homossexuais e bajulando os comentaristas… aí Goku criou a terra!
      Auauahuuah
      Bicho idiota. Viaja na maionese e ainda me escreve em caixa alta uma palavra com erro de português.
      Cara, não tem nada de luta, não tem bode, não tem bajulação e nem fariseus, é só o seu remédio que acabou.

DEIXE UMA RESPOSTA