David Ellefson, baixista da banda Megadeth, testemunha sobre sua conversão: “Estou devolvendo o dom que Deus me deu”

1

O músico David Ellefson, baixista da banda de heavy metal, concedeu uma entrevista sobre sua aproximação da igreja e conversão ao cristianismo.

Ellefson afirmou que tudo começou de maneira informal: “A igreja começou a me chamar: ‘Ei, nós precisamos de um baixista, esta semana. Você pode vir e tocar?'”, revelou o músico.

O baixista afirmou ainda que esse convite, a seu ver, foi uma situação proporcionada por Deus na medida certa para que seu coração se quebrantasse.

“É como se Deus soubesse que se eles me convidassem para ir com meu instrumento, eu provavelmente iria. Então é assim que eu comecei a me envolver em qualquer tipo de trabalho da igreja. Isso não era como aquelas coisas banais espirituais ou algo assim. Eu sou apenas um cara que toca baixo no Megadeth e um dia na igreja. Eu realmente gosto disso. E eu percebi que esses caras, com quem eu toco nos finais de semana, são como guerreiros que provavelmente tinham outras bandas quando eles eram jovens, então, eventualmente, precisaram crescer, cortar os cabelos e ter empregos de verdade. Mas agora eles têm dinheiro, porque eles conseguiram empregos de verdade e eles podem pagar bons equipamentos, e eles gostam de tocar. Isso me faz apreciar pessoas que não são músicos profissionais também, porque existe uma grande quantidade de pessoas que tocam muito bem por aí, e por qualquer motivo, a vez deles não chegou e eles não tiveram uma carreira como a minha. Mas isso não significa que eles não são músicos, artistas e cantores talentosos. Então, essas são as pessoas que eu conheci na igreja”, declarou.


Segundo Ellefson, as experiências vividas durante as celebrações com a comunidade o levaram a viver sensações inéditas, mesmo sendo músico de uma das bandas mais conhecidas no mundo: “Assim, a música através da igreja é o que realmente me inspira a me envolver com isso. Eu me sinto muito bem. Eu saio do palco e [eu penso algo como], ‘Cara, eu estou flutuando agora. Isso é o mais alto que eu já pude chegar. Eu estou mais alto do que várias coisas, eu estou bem alto no momento. Isso é ótimo’. É aquele momento quando seu espírito é movido e é tão legal. Eu só queria mais”.

David Ellefson resume sua aproximação da fé como uma oportunidade de retribuir tudo que ele recebeu: “É bom saber que eu usei um dom que Deus me deu para entregá-lo de volta. E não foi apenas sexo, drogas e rock and roll. Como eu posso querer mais? Porque quando eu levava minha vida assim, eu vivia me dando mal. Mas quando eu comecei a usar a música para alguma utilidade, para ajudar as pessoas, para levantá-las e inspirá-las, e eu comecei a usar o que é conhecido por G.O.D. – Good Orderly Direction (algo como “Boa Direção Determinada”) quando eu comecei a ser adepto disso, as bênçãos vieram em minha vida e eu nunca imaginei isso. Para mim, essa é a direção certa”, afirmou em entrevista ao Yahoo! Music.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


1 COMENTÁRIO

  1. Muito legal. O q mais me chamou a atenção foi a humildade dele, reconhecer q foi DEUS q lhe dera o dom da música. Ele mesmo admite q a usava e aproveitava deste dom p/ satisfazer coisas q ñ lhe davam sentido. Havia prazer momentâneo, mas logo desaparecia. Vejo q ele realmente está sentindo algo de diferente (ESPÍRITO SANTO) na vida dele. Q DEUS o preencha cada dia mais! Louvado seja DEUS!!!!!!

  2. ACHO BOM. POIS DEUS ESTA TOCANDO NO CORAÇÃO DELES E NUNCA VAI ABANDONAR QUEM É PECADOR, ISSO PROVA QUE SO EXISTE UMA SO SALVAÇÃO PARA TODOS, ASSIM QUE FOREM CHAMADOS ABRA A PORTA QUE JESUS CRISTO QUER SALVAR A TODOS, POIS AINDA DÁ TEMPO EM IR PARA ETERNIDADE, ALELUIA GLÓRIA A DEUS!!!

  3. Meu amigo, existem pessoas que jamais serão alcançadas pelo evangelho, se ele não for anunciado na linguagem que elas entendem e curtem, se vc for evangelizar metaleiros com forró, vai ser apedrejado, mas se usar o heavymetal, eles ouvirão,curtirão, e a semente da palavra de Deus, ficara plantada, e como diz a palavra, ela não volta vazia, e a seu tempo,o espirito santo faz florecer e frutificar. Os metaleiros tem uma alma valiosa pra Deus, e Deus quer dar uma oportunidade para eles,bem como para os fanqueiros,pagodeiros,forrozeiros.etc… pra que ritimos mais imundos que o forró, sertanejo, e muitos outros muito tocados nas igrejas,ritmos que instigam ao sensualismo,pornografia, com letras que degradam a mulher e a humanidade.mas ninguem fala nada, em swows de hevy gospel, ja vi centenas de mãos levantadas se entregando pra jesus, talvez elas nunca teriam outra oportunidade,porque pra eles éra só um papo careta e chato de religião, e agora viram que não é nada disso,da pra ser feliz servindo a Deus, e é divertido tambem.se cristãos continuarem com essa mentalidade,muitas almas vão pro inferno e Deus vai requerer o sangue das mãos dos preconseituosos,preguissosos que so sabem criticar os que se propõe a ir levar a mensagem.quem critica,geralmente não ganha 1 alma sequer por ano. Não gosto de forró e sertanejo,mas sei que Deus precisa deles pra atingir corações. Todos os ritimos pelas almas.amem.

DEIXE UMA RESPOSTA