Ministro da presidente Dilma Rousseff pede perdão a parlamentares da bancada evangélica

13

A atuação do governo Dilma Rousseff, em constante rota de colisão com a bancada evangélica, gerou um pedido de perdão por parte do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, aos parlamentares que formam a Frente Parlamentar Evangélica (FPE).

De acordo com informações da Agência Estado, Carvalho negou que o Planalto tenha intenção de estabelecer uma rivalidade entre os parlamentares evangélicos e a bancada governista, e reafirmou a postura da presidente Dilma Rousseff de tomar nenhuma iniciativa para alterar a legislação sobre aborto.

“O pedido de desculpas, de perdão que eu fiz não foi pelas minhas palavras, mas pelos sentimentos que provocaram em alguns deputados e senadores as interpretações que surgiram”, disse o ministro.

“A presidente Dilma pediu que eu reafirmasse para a bancada que a posição do governo sobre o aborto é a posição que ela assumiu já na campanha eleitoral, que está escrita em todo esse processo e que a posição do governo está absolutamente clara e assim vai continuar”, pontuou.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+


13 COMENTÁRIOS

    • E dá pra ser politico sem ser falso? Até hoje,com um bom tempo de vida,e vendo o desenrolar da politica,Tiririca foi o único politico que vi falar em não mais se candidatar.Chateado por não conseguir aprovar projetos.Mas pode ser que até o final do seu mandato,ele também, se contamine com o vírus picareta.

  1. VAO se converter seus, adoradores de baal, vao pedir perdao a Deus não ao homem seus burros pelos seus muitos pecados e isso que vocês tem que fazer, inclusive estes da bancada evangélica também que foram para ser luz e estão como lamparinas, so Jesus para por um fim em tudo isso,

    • Muito bem deputada Lauriete! Adorar a Deus nesse plenário de tantos embates faz a diferença. Deus vai continuar levantando louvores no Congresso Nacional – local mais estratégico da nação brasileira – para mostrar que ele é dono deste País.

  2. Estes políticos tem que primeiro pedir perdao a DEUS pelos seus muitos pecados, para depois vir na televisão e pedir desculpas a todos os brasileiros, não ficar com esse resfolesvo, isso e da boca pra fora ainda tem um otario no comentário ai de cima se doendo pelos famigerado ministro larga de ser burroloide seu bobão ce não taveno que estes políticos que ai estão são tudo uns picaretas de marca maior você ta acreditando em arrependimento genuíno, você ta e dizovano

  3. E PORQUE QUE A DILMOCA NAO VEM A PUBLICO ELA MESMO PEDIR PERDAO, TEM QUE MANDAR SEU SACATRAPO, TA PENSADO QUE VAMOS ENGOLIR ESSA FALACIA, PT FORA PT FORA PT FORA

  4. Dilma, nao se esqueça que vc nao foi eleita somente por evangélicos!
    Pedir perdão por não legislar para uma parcela da população brasileira e sim para todo o pais é ridículo e inaceitável! Vc é uma vergonha para o pais!

  5. GENTE GENTE NAO BRIGUEMOS OS EVANGELICOS NAO ESTAO APOIANDI ISSO NAO UAI UAI UAI QUE QUE ISSO SOR TAO DIZOVANO EU MESMO NAO APOIO ISSO DE JEITO MANERA UAI

  6. Todos estes esquerdistas são anortistas. Faz parte da cartilha Comunista genocídio.
    ACORDEM !!Dar autoridade ao estado de dizer quem pode ou não viver é loucura!!!

    Querem agora iniciar os planos maiores aqui da cartilha comunista aqui também! O estado cheio de pretensões messiânicas . O partido deus. Se interfere em tudo, acaba com a liberdade religiosa, gera preconceitos de divisão de classes, raças, criam distorções inimagináveis, com a simples promessas de igualdade que sempre tiveram historicamente o mesmo fim. Genocídio! É isso. Por fim, podem decidir QUEM PODE OU NÃO VIVER. Quem é humano de verdade, será quem aceitar os conceitos do partido.

    É justo aplicar PENA DE MORTE a quem não teve direito ao menos de ser ouvido a respeito, só porque é mais fraco e indefeso, com a desculpa de ser um problema ao estado?

    Este é apenas o início. Nos regimes comunistas, quando a revolução marxista chega ao poder máximo, já deixaram rios de sangue, corpos de civis espalhados, de pessoas que foram um problema para o estado, assim como hoje são os indefessos nascituros. Pessoas indefesas, civis desarmadas, que não se adequam as idéias do partido, são simplesmente eliminadas. Estima-se por baixo que os regimes comunistas tenham eliminado 300 milhões de pessoas do seu próprio povo, da sua própria nação. “Por baixo”, porque é o que se conseguiu contar, porque uma vez no poder estes regimes sanguentos, é quase impossível derruba-los, graças a sua totalidade e controle rígidos. Tudo será muito bem controlado, e todos os seus crimes do partido devem ser ocultados ao máximo. Até pensamentos se puderem serão controlados.
    Dizia Stalin “As idéias são mais poderosas do que as armas. Se não permitimos que nossos inimigos tenham armas, vamos então permitir que tenham idéias?”

    Na china uma simples notícia de denuncia de comida estragada já é motivo para sumirem o repórter. Imagina falar dos milhões assassinados cometidos?

DEIXE UMA RESPOSTA