Internacional

Muçulmanos se unem a cristãos para ajudar a proteger suas igrejas de ataques terroristas

Comments (4)
  1. Junior Vania disse:

    vejo conversão ai

  2. Gabriel Oliveira Martins disse:

    antes da religião somos humanos seja mulcumano ou cristão perder alguem da familia por causa de terrorismo é triste, porem na vejo com bons olhos afinal qualquer pessoa que dar um copo de agua fria para um servo de Deus ele vai abençoar.

    1. Cassia Veloso disse:

      T
      odos são servos de DEUS. Muçulmanos e Cristãos

    2. Cleber Aguiar disse:

      as raízes dos povos é a mesma – Abraão, mas os caminhos escolhidos são diferentes, assim como a visão histórica de quem é Deus!

  3. Talvez estes ataques não só contra os mulçumanos, e até aos cristãos, faça com que os nossos lideres, evangélicos e religiosos, pensem em ser um povo unido. Independente de doutrina, ensinamentos, e costumes, mas se unirem em oração, e súplicas, diante do Deus-Todo-Poderoso. Pararem com o egoismo de que só a minha igreja que é certa, só a minha que vai subir. O que não é verdade! Tomara que através destes acontecimentos, o povo que se dizem o povo de Deus, sejam mais humildes, e lembrem-se que existe só um que pode nos conceder o arrebatamento em Cristo. Lideres religiosos, povo de Deus, vamos deixar as diferenças religiosas de lado, e vamos clamar firme ao Senhor, porque estes ataques são puramente demoníacos. Só Deus para nos livrar.

    Um abraço,
    Irmão Oscar

    1. Cleber Aguiar disse:

      irmão seria muito bom, mas segundo a Bíblia, não será assim. A intolerância é a brechas pela qual se dará a ascensão do anti-cristo.
      Mas é um bom motivo para orarmos, a quebra do gelo entre os descendentes de Ismael e dos de Isaque.
      E como gato escaldado tem medo até de água fria, ponho minhas barbas de molho quanto a possibilidade de se tratar de uma articulação para ganhar a confiança em um trabalho de médio prazo e encontrar a Igreja desarmada quanto a vigilância. Não confio nos filhos de Alah!

    2. Cassia Veloso disse:

      Cleber Aguiar os filhos de Allah são os tementes a DEUS. ALLAH É DEUS. Pelo amor de DEUS único todo poderoso e de amor párem com os preconceitos ignorantes e sem fundamentos.

    3. Cleber Aguiar disse:

      Os ataques a cristãos continuam com força total da Nigéria. Relatórios apontam que mais de 100 pessoas foram mortas por terroristas armados na semana passada e o grupo extremista islâmico Boko Haram, mais uma vez assumiu a responsabilidade por eles.

      Enquanto fontes diferentes contabilizam a quantidade de pessoas que perderam suas vidas na semana passada, uma história divulgada pela Baptist Press chamou atenção.

      Cerca de 50 membros da Igreja de Cristo na Nigéria, moradores da aldeia de Maseh, foram queimados vivos depois de se refugiarem na casa de seu pastor quando fugiam de mais um ataque terrorista.

      “Cinquenta membros de nossa igreja foram mortos no prédio da igreja, onde tinha ido se refugiar [na casa pastoral]. Eles foram mortos junto com o pastor, sua esposa e seus filhos”, explicou Dachollom Datiri, vice-presidente da denominação Igreja de Cristo na Nigéria.

      Lideranças da Igreja confirmaram que mais de 100 membros foram mortos em diversas aldeias na Nigéria, incluindo Maseh, Ninchah, Kakkuruk, Kuzen, Negon, Pwabiduk, Kai, Ngyo, Kura Falls, Dogo, Kufang e Ruk.

      “A Nigéria está realmente se tornando um novo campo de morte para os cristãos. Centenas de cristãos já foram brutalmente assassinados pelo Boko Haram, incluindo mulheres e crianças”, disse Jerry Dykst, porta-voz do ministério Portas Abertas nos EUA. ”O Boko Haram divulgou, no início desta semana, uma ameaça que todos os cristãos devem se converter ao Islã ou eles nunca terão paz novamente. Seu objetivo é fazer toda a Nigéria um país governado e dominado pela lei sharia”, concluiu.

      Innocent Chukwuma, consultor de justiça criminal da Nigéria, vai mais além. “Eu não acho que o Boko Haram poderia, invadir essas aldeias sozinhos. Eles precisam do apoio e colaboração dos moradores locais”, disse.

      O pastor Ayo Oritsejafor, presidente da Associação Cristã da Nigéria, fez um apelo, afirmando que o Boko Haram é uma organização terrorista e pedindo que a comunidade internacional lute contra ela como faz com a Al Qaeda.

      “Há certos extremistas muçulmanos que acreditam que a Nigéria deve ser uma nação islâmica e o Boko Haram é o principal órgão desse grupo de pessoas… O país sempre teve uma população muito bem dividida entre as duas grandes religiões [cristianismo e islamismo], então não é possível simplesmente islamizar a Nigéria “, acrescentou o pastor.

    4. Cleber Aguiar disse:

      Cassia Veloso A guerra civil na Síria, a luta pelo poder no Egito, os ataques e atentado no Iraque, a ação contra os direitos humanos no Irã, É Alah é deus! deles, mas é deus!
      O problema e que para onde vão, levam este deus de guerras e de violências com eles!, faça um levantamento sobre os fatos.

  4. oscarsiqueirasouza disse:

    Oscar Siqueira · 65 anos de idade
    Talvez estes ataques não só contra os mulçumanos, e até aos cristãos, faça com que os nossos lideres, evangélicos e religiosos, pensem em ser um povo unido. Independente de doutrina, ensinamentos, e costumes, mas se unirem em oração, e súplicas, diante do Deus-Todo-Poderoso. Pararem com o egoismo de que só a minha igreja que é certa, só a minha que vai subir. O que não é verdade! Tomara que através destes acontecimentos, o povo que se dizem o povo de Deus, sejam mais humildes, e lembrem-se que existe só um que pode nos conceder o arrebatamento em Cristo. Lideres religiosos, povo de Deus, vamos deixar as diferenças religiosas de lado, e vamos clamar firme ao Senhor, porque estes ataques são puramente demoníacos. Só Deus para nos livrar.

    Um abraço,
    Irmão Oscar

  5. Luiz Alberto Araujo Bezerra disse:

    Até que em fim uma boa notícia sobre cristãos e muçulmanos.
    Se houvesse liberdade de crença não precisaria haver tanto ódio entre as religiões.
    Se Deus é amor, as religiões não podem semear o ódio contra pessoas de outras crenças.
    Cada um é responsável por si mesmo diante de Deus. Então, desde que uma religião não viole as leis do país estabelecidas para manter a ordem e a moral, deve se dar a todas a liberdade de cultuar a Deus segundo a sua própria consciência.
    O problema é que existem fanáticos e radicais dos dois lados, que querem fazer com que as pessoas sigam suas crenças, nem que seja na marra, como aconteceu em séculos passados.
    O verdadeiro Deus não deseja uma adoração obrigada pela espada, mas motivada pelo amor puro emanado do coração puro e grato ao Altismo e Todo-Poderoso Deus.

  6. Davi Farias disse:

    Olá amigos, em todos os seguimentos já mais podemos impor a base da força, essa intolerância religiosa tem que ter um fim, posso defender a minha ideologia a minha filosofia, posso apresentar a minha crença outras pessoas através do dialogo, porem já mais por meio da força.

  7. levi varela disse:

    o mundo quando foi criado inexistiam religiões.

    As religiões são meios que o ser humano encontrou visando se chegar a Deus, saber o que é bom e o que é mau, daí respeitar o seu próximo, seja esse próximo religioso ou não, crente ou não, islamita ou não, católico ou não, espírita ou não, protestante ou não.

    Ora, Deus em sua grandeza por mais que eu queira ofendê-lo jamais conseguirei, e nem ninguém consiguirá ofendê-lo, seja por estar distante dagente seja por ser Ele um Pai, e todo pai que o bem de seus filhos. tamto que não destruiu lúcifer e os que se rebelaram, apenas que se retirassem dos ceús.

    Quando o ser humano vai entender isso? Quando o ser humano vai deixar de pregar Deus ao mesmo tempo em que mata seu irmão?

    O grande problema do profeta Elias é que ele não agiu com a mesma complacência que Deus age com nós. pois ao invés de perdoar os profetas do deus baal, eis que os matou. Desde quando Deus nos mata por sermos discrentes Dele?

    Outra coisa, Cristo não quer mártires, sim pessoas que igual a Ele mergulhem, desapareça, afinal por sua causa inocentes foram mortos antes de ser levado pelos pais para o Egito. Tanto que por vezes pediu para não contar, não espalhar de forma veemente os milagres que operava. Tanto que enfrentou numa só vez o império da cúpula da igreja do judaismo em dizer que eram vendilhoes do templo de Deus, como o império romano ao adentrar Jerusalém recebendo glórias de um rei, fatos que levaram imediatamente à sua morte, julgado que foi em menos de doze horas, ou seja, somente ele foi martirizado. Tudo com sabedoria, pois se soubesse os moradores de Israel que o homem que fazia milagres era aquele que estavas sendo crucificado ao certo se rebelariam e muito seriam mortos.

    Hora de se esconder, hora de se calar, hora de falar baixinho, nada de confronto, tudo como Paulo que fugiu, fingiu-se de morto para não ser mortos pelos seus pares.

    Sim, depois quando aos poucos se espalhar a vontada de liberedade, muitos já serão os que já são conscientes, daí as coisas ocorrerâo naturalmente.

    Bom que se saiba disso e que se ensine o povo a fazer como os primeiros cristãos, nas catacumbas, depois, quando fortes, nas praças. Tudo ao seu tempo.

    Cristãos, Cristo se fez nosso mártir, daí não interessar que os sigamos para morte, sim que falemos do amor ao próximo, seja esse samaritano. p´rotestante, católicos, islamita, pois ao certro a liberdade alcancaçará a todos.

    Outra coisa, não é pelo fato de um governo ser cristão, islamita e que pratique coisas ruins e perversas em nome da religião que os povos dessas nações sejam iguais a eles. Não esqueçamos que a maioria dos germanicos não queria o nazismo, a maioria do sovéiticos queria o comunismo, então se falam hoje em comunismo não significa que queiram o mal que esses fizeram em impor à força as suas politicas de governo.

  8. Isso é uma cilada para os cristãos incomensurável. Pega na mentiraaaaaaaaaa!

  9. muito bom o site …sugestão..só deveria ter um slide das manchetes…valeu

  10. Cleber Aguiar disse:

    entrem no link -https://bay153.mail.live.com/default.aspx?n=968968041&rru=inbox&fid=1&fav=1&mid=a6fb695a-d06d-11e1-9f30-00215ad7f156&fv=1

    Somente quem tem ligações antigas de missões e contatos com a África, sabe o que é a sharia, e os inúmeros massacres contra gente indefesa. Não se trata de religião, mas de uma cultura milenar de domínio, de sede de conquistas, de mutilações e de limpezas étnicas. Isso é história! contra fatos não há argumentos! É cultural! São ao menos 4000 de história com estas mesmas marcas – são os filhos de Ismael!
    São tão merecedores de respeito como qualquer outra etnia, mas possuem esta marca, são filhos da guerra, e se não houver um inimigo guerreiam contra eles mesmos!

  11. Cleber Aguiar disse:

    links demonstrativos de atividades radicais em vários lugares no mundo:
    http://noticias.terra.com.br/mundo/noticias/0,,OI5211103-EI17615,00-Sede+da+Igreja+Universal+do+Reino+de+Deus+e+incendiada+no+Senegal.html

    http://souplugadoemjesus.blogspot.com.br/2011/07/igreja-batista-em-dakar-e-incendiada.html

    http://jornalmn.wordpress.com/2011/02/11/igrejas-cristas-sao-incendiadas-e-saqueadas-na-indonesia/

    http://www.jornalmundogospel.com/tag/igreja-queimada/
    http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/02/110208_indonesia_religiao_jf.shtml

    vamos parar por aqui, vamos orar contra a intolerância, mas também contra a credulidade tola da Igreja desinformada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *