Capa

Não é o Google e nem a Wikipedia, mas a Bíblia que dá a Israel o direito sobre a Cisjordânia, afirma ministro

Comments (1)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *