“Os Dez Mandamentos” abocanhou 77% do público de filmes nacionais em 2016, diz Ancine

0

O filme “Os Dez Mandamentos”, recortado a partir da primeira “novela bíblica” da TV Record, abocanhou mais de três quartos do público de filmes nacionais no primeiro semestre de 2016.

O longa-metragem se tornou o filme brasileiro mais visto nos cinemas, com 11,2 milhões de ingressos vendidos, o que representa 77% dos ingressos de filmes nacionais comercializados.

O levantamento inédito foi feito pela Agência Nacional do Cinema (ANCINE), e revelou ainda que os mesmos dados, quando avaliados no quesito arrecadação, mostra que a narrativa de Moisés liderando o êxodo do povo hebreu do Egito abocanhou 73% do valor dos ingressos vendidos para filmes nacionais.

“Dos 14,4 milhões de ingressos vendidos para filmes brasileiros lançados entre janeiro e 15 de junho deste ano, 77% foram para ‘Os Dez Mandamentos’. Quando se considera o faturamento total, de R$ 159 milhões, o filme ficou com 73%, segundo dados inéditos da Ancine. Ou seja, sem ‘Os Dez Mandamentos’, o semestre teria sido sofrível”, comentou a jornalista Mariana Alvim, do jornal O Globo.


O filme produzido a partir da novela da Record arrecadou R$ 116,6 milhões, superando o custo inicial projetado para a produção da novela, que previa um investimento de R$ 650 mil por capítulo, em um projeto de 150, o que totalizaria R$ 97,5 milhões.

“É apenas mais um número superlativo para a superprodução da Record: em abril, ela se tornou a maior bilheteria nacional de todos os tempos, ultrapassando ‘Tropa de Elite 2’ — ainda que com as salas vazias, por causa da estratégia da Igreja Universal, de comprar a lotação total das salas, mas não necessariamente conseguir distribuí-los aos fiéis”, acrescentou Alvim.

Os filmes mais assistidos, depois de “Os Dez Mandamentos’, foram as comédias “Um suburbano sortudo” e “Vai que dá certo 2” e os filmes de ação “Reza a lenda” e “Em nome da lei”.

cinema nacional 2016 - 1 semestre


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA