Presidente do Paraguai exige que Brasil devolva “canhão cristão”, usado na guerra contra a Tríplice Aliança

7

Um canhão apelidado de cristão e usado pelo Paraguai na guerra contra a Tríplice Aliança, ocorrida entre os anos de 1864 e 1870, voltou a ser lembrado pelo presidente do país no último dia 01 de março, data que marca a homenagem ao Dia dos Heróis no país.

O canhão foi forjado usando metais dos sinos das igrejas de Assunção, no Paraguai, numa tentativa de compensar a falta de armamentos que as forças armadas do país enfrentavam. A Tríplice Aliança era formada por Argentina, Brasil e Uruguai.

Para Federico Franco, presidente paraguaio, o Brasil deve devolver a arma, que é armazenada como troféu de guerra no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro.

“Venho hoje ao altar da pátria para reivindicar e exigir a devolução do canhão cristão e o arquivo secreto da Tríplice Aliança que está na República do Brasil”, disse Franco, durante a cerimônia de lembrança aos soldados paraguaios, que são tidos como heróis locais pela população.


Segundo o presidente, o canhão cristão é uma propriedade de seu país, e tem valor histórico: “Não haverá paz nem nos soldados nem na sociedade paraguaia enquanto não for recuperado o canhão cristão feito dos sinos de igrejas para destruir o encouraçado Rio de Janeiro”, insistiu o líder paraguaio, mencionando a embarcação da Marinha brasileira que foi atingida pelas balas do canhão.

Confira abaixo, uma reportagem de 2010 do telejornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, que explica a origem do canhão e mostra que o impasse em torno do armamento se estende há muitos anos:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


7 COMENTÁRIOS

  1. A PAZ!

    Devolver CANHÃO?, facillll!, só mandar o Lula e Dilma para lá , sem devolução!, e não precisa dar o troco, Pediu 1 (UM) Leva 2(dois) e de brinde os assessores.

    • HEHEHEHEHEHEHEHHAHAHAHAHAHAAHHIHIHIHIHHIHI VERDADEIRO CANHÃO , MAS DIGA-SE DE PASSAGEM NADA CRISTÃO, MANDARAM UM DE DEUS, E VAMOS MANDAR UM DE SATÃ,
      DEIXANDO DE LADO AS BRINCADEIRAS, É ENGRAÇADO, QUANDO ACHARAM QUE ERAM O REI DA COCADA PRETA, E TENTARAM INVADIR O BRASIL, NEM PENSARAM NO TAL CANHÃO, AGORA QUEREM DESPOJO DE GUERRA DEVOLVIDO, NÃO MESMO TEM DE FICAR AI PARA NOS LEMBRAR QUE MALDITO É O HOMEM QUE CONFIA NO HOMEM

  2. só concorda com esse presidente golpista e insano quem é tão idióta quanto ele. o que ele quer é chamar a atenção.ja que seu país está em frangalhos.e seu mandato não é legitimo e por causa de seu golpe o mercosul excluiu seu pais do bloco e sendo o paraguay contrário a entrada da venezuela ao bloco mercosul o mercosul o puniu aceitando a venezuela ao bloco. agora ele levou seu pais para fora do bloco e vê seu rival venezuela ocupando seu lugar fica com dor de cotovelo e agora tenta buscar no museu um motivo para comoção social caso alguem ainda não sabe o brasil como sempre estava quietinho vendendo seu café e açucar derrepente o paraguay na época governado por um ditador maluco. da noite pro dia invadiu o brasil. na região sul. pois pretendia roubar do Rio grande do Sul. até o paraná.e anexar ao paraguay. e por pouco tempo tudo ali se considerou território paraguaio. até o brasil ir pra cima e expulsá-los de volta. trazer um canhão de reliquia foi pouco o brasil deveria ter tomado a metade de seu pais pra eles aprender a não mexer com quem tá quieto. além do mais se fosse para devolver este canhão teria que ser devolvido aos seus verdadeiros donos as igrejas católicas de onde foram roubados todos os sinos derretidos e feito esta arma. só por ai se tem idéia da insanidade de quem nem sequer tinha ferro pra pra derreter e fazer uma arma e ataca sem motivos um pais amigo. como o brasil como brasileiro. eu exijo que este canhão continue aqui como simbolode reação por parte de nosso pais. pra eles nunca mais repetir aquela besteira. acho até que eles tem sorte. pois até hoje o brasil sustenta o paraguay atraves das compras de muambas de foz de iguaçu e da construção da usina de itaipú “bi nacional” mas que foi feito com dinheiro todo do brasil. e o brasil deu metade da usina pra esses cachorros e ainda compra a metade de toda a energia eletrica gerada..o que sustenta esse governo salafrário. pra ferrar com eles basta fechar a ponte da “AMIZADE” e acabar com a “sociedade” de ITAIPÙ ai estarão falidos.

    • o seu china vç naõ sabe de nada pra falar asin os paraguaios naõ saõ cachoros como vç dis sa~~o peçoas qe traballan e lutan tambem io paraguay tambem naõ e falido vç so conhese oqe vçs ven en sidade leste mas o paraguay naõ e hizo pra sua iformaçaõ eo 3 seiro pais a produsir alimentos pra esportasaõ como gado millo soja e muinto mais i o paraguay naõ presisa da mecosur pra sobreviver nossa terra aqi e muinto boa e protutiva naõ vamos pasar fome saõ vçs brasileiros qe presisan um monte de parseria pra viveren puchando o saco de todos os paises nois n presisamos diso estamos muinto bem sem mercosur ollen bem oqe vçs falan muintos brasileiros veven do comersio py e ainda falan mai do py vçs brasileiros gospen no prato qe comen se o paraguay falir de verdade muintos brasileiros tambem vaõ falir heheheheheheh hizo e fato sou filla de brasileros e naõ troco meu py por brasil naõ aqi traballamos pra nois mesmo naõ pro governo esiste muintas coisas rui mas tambem esiste muintas coisas boas aqi e so vçs ollaren pras favelas cuantas coisas tambem presisa ser mudado no brasil cuantas jente pasando fome nas favelas cuantas nesesidades nos hospital jente morrendo por falta de recursos pq naõ falan diso tambem en

  3. O valor do Canhão é sentimental,deixe-os levar,receberem de volta é deles, o Brasil não precisa disso para ser Brasil,precisa de pessoas sérias que defendam sua Pátria .

  4. Despojos de guerras pertence a quem ganhou a guerra. A menos que se faça outra para ver quem é o mais forte, continuará como está. Além disto, as vidas perdidas nunca são levadas em consideração, apenas os troféis que mais causam os remorsos.

  5. Guerra alguma deve ser lembrada com orgulho, do contrário, da falta de diálogo, da ausência de pacificadores.

    Ora, se esse canhão vai trazer paz para os paraguaios, nossos irmãos, que seja devolvido, aliás, já era pra ter sido.

    Nunca em sala de aula foi mencionado como prova de uma grandeza de três contra um, o tal do canhão, bastando a gente ter como figura de memória as estátuas de Duque de Caxias e os livros.

    Devolva-se e peça com os pedidos de desculpas pela demora na entrega, outrossim, fiquem os paraguaios sabedores de uma coisa: são coproprietários da metade da segunda hidrelétrica do mundo por obra de negociação bondosa com o país vizinho, o Brasil.

    Digo isso, pelo fato de que o Paraguai é desprovido de água para tocar 1/10 da capacidade do lago e não tem terras que si possa dizer que o Brasil precisou usá-las, pois possuem em vastidão. Além disso não possuía o Paraguai recursos algum à época para enfrentar e bancar as despesas com a construção da usina, tudo tocado pelo Brasil, isso sem falar no mercado amplo nas fronteiras vendendo aos brasileiros e tão so, num comércio vantajoso só ao Paraguai. Então se alguém deve, não é o Brasil.

    • O brasil também deveria pedir a devolução do navio a vapor M. Olinda tomado como ato nº 1 da guerra iniciada por eles mesmos, e o restos mortais das duzentas almas assassinadas desse navio.

  6. Eles nos devem até hoje pelos prejuízos que nos geraram. E o Brasil ainda perdoou várias dívidas como consequência da guerra. Eles deveriam pagar certinho. Por pouco o Brasil não ficou com o território deles.

DEIXE UMA RESPOSTA