Pastor acusado de transformar púlpito em palanque pode ter mandato de deputado cassado

18

Um pastor de carreira política extensa pode perder seu primeiro mandato como deputado estadual em Alagoas por causa de uma acusação de que teria transformado o púlpito da igreja que ele dirige em palanque.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) de Alagoas abriu uma investigação contra o deputado pastor João Luiz (DEM), alegando “transformação de templo em comitê religioso”.

Luiz já foi vereador por sete mandatos na capital do estado, Maceió, e somente agora o MPE teria averiguado o abuso de sua condição de líder religioso para induzir fiéis a votarem nele.

O pastor vem sendo acusado de uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder econômico. Segundo a ação do MPE, o fato de João Luiz ser presidente da Igreja do Evangelho Quadrangular teria resultado em facilitações, como o uso dos meios de comunicação em que eram transmitidos os cultos.


“Ressalta que durante cerimônia religiosa o pastor, e então candidato, teria sido alçado a candidato da igreja do Evangelho Quadrangular, tendo, desse modo, o templo se transformado em verdadeiro comitê de campanha”, diz a ação do MPE.

De acordo com informações do Jornal Extra de Alagoas, o pastor teria convocado colegas de ministério e obreiros da denominação para distribuir seus materiais de campanha.

“O abuso de poder encontra-se presente na utilização da igreja para a promoção de inúmeros shows às vésperas da eleição, atraindo vários fiéis para os cultos religiosos, onde eram realizados discursos disfarçados de pregação e distribuído vasto material de campanha”, observa um trecho da ação.

A desembargadora Elisabeth Carvalho, relatora do caso, poderá seguir a jurisprudência anterior adotada por ela em 2012, quando julgou caso semelhante e desempatou a votação a favor da cassação do mandato do deputado estadual João Henrique Caldas, pelos mesmo motivos. Porém, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) devolveu o mandato a Caldas, e nas últimas eleições, o evangélico se tornou o deputado federal mais votado de Alagoas.

18 COMENTÁRIOS

  1. Além de pastores como esses, radialistas religiosos ou não, usam da mesma artimanha para arrecadar votos de ouvintes. Essa não é uma realidade somente no meio cristão. Quantas vezes redes de televisão se inclinam para um candidato específico usando seus recursos para a eleicao do mesmo? A corrupção esta no sangue do brasileiro e se alastra como um vírus. Podridão total!!!

  2. HOJE EM DIA OS PA$TORES SÓ SE INTERESSAM POR DOIS ASSUNTOS : POLÍTICA E DINHEIRO. A PREGAÇÃO RELIGIOSA É SÓ UM PRETEXTO PARA ATRAIR ELEITORES E DIZIMISTAS. SÓ NÃO VÊ QUEM NÃO QUER.

    • Janete, seja justa, não generalize, nem todas as igrejas evangélicas são desta forma, há muitas Pessoas “Igrejas” neste meio que você disse, que dedicam suas vidas, tempo e dinheiro a pessoas que necessitam.

      Abraço.

  3. Interessante, e quando políticos de carreira, inclusive a vaca Dilma Rousseff vai as igrejas, e utiliza dos mesmos meios para conseguir os votos de milhões de evangélicos idiotizados pela quadrilha do PT, por que não fazem a mesma coisa com a presidanta, e vários outros políticos de carreira, não evangélicos?

  4. Que nenhum canalha, usado pelo diabo, tire dinheiro dos ricos, mercantilizando o evangelho de Cristo quanto mais pão de boca de criança. Diga não ao comércio da fé (II Pd.2:3).

  5. O Parlamento deveria aprovar uma lei proibindo líderes religiosos de se candidatarem.

    Ou escolhem ser padres e pastores, ou escolhem ser políticos: misturar é que não dá.

    • Sandro todos os segmentos da sociedade são representados no poder legislativo e executivo, por que os evangélicos não deveriam ter seus representantes para defender seus interesses?

      • Joel, o poder legislativo existe para apresentar o conjunto da população e não setores isolados, ou você acha que haveria parlamentares em número suficiente para representar, no Congresso Nacional, cada um dos milhares de segmentos sociais?

        • Sandro ta mas que provado , Que a evanjecaiada nada fazem , a não ser discriminar os gays e promover o ódio religioso., quer exemplo., felicianus derramando seu veneno., o Silas apoiando o eduardo Cunha da assembleia de Deus envolvido no escândalo da petrobras., Antônio garotinho no rio não precisa falar ., ne fi., Marcelo crívela., vou parar por aqui senão viro o fim de semana ., por isso que o santo padre proíbe a candidatura de saçerdotes., pois todos sabemos que a mentiras comum na boça de políticos., e tem a velha máxima de honesto não e político se político não é honesto., a pura e cristalina verdade., incontestável., quem duvida., e por que não vê os jornais diários um bando., que não serve de exemplo pra nenhum cidadão de bem do planeta., e quando falam a verdade são demitidos pois no covil de chacais de Brasília ., as vossas excelências não admite., ne , fi entendeu fi., ah não fi.,então fi .,vai estudar fi.,

DEIXE UMA RESPOSTA