Pastor que teve a esposa grávida assassinada diz sentir “esperança em meio à dor” no primeiro sermão após a tragédia

3

O pastor Davey Blackburn, que em novembro perdeu sua esposa grávida durante um assalto à sua residência, retornou às atividades na Igreja Resonate e resumiu seu sentimento sobre a situação dizendo sentir “esperança em meio à dor”.

Davey e Amanda Blackburn já tinham um filho pequeno e aguardavam outro. No dia 11 de novembro, um assaltante invadiu a casa da família, estuprou e matou a esposa do pastor.

No sermão – o primeiro após a tragédia -, Davey disse à congregação que por um momento, durante seu luto, teve a sensação de que os planos de Deus para ele e sua esposa tinham “sido frustrados”, mas que agora enxerga tudo com maior clareza.

“Você não acha que eu disse a Deus: ‘Deus eu sinto que suas promessas, os sonhos que você colocou no meu coração sobre Amanda… eu sinto que eles falharam’?. Você não acha que eu disse isso? Amanda era uma das pessoas mais justas e piedosas que eu já conheci. […] E ela está sendo abençoada por causa disso”, afirmou o pastor, referindo-se à promessa divina de Salvação.


De acordo com o pastor, “Amanda experimentou [as promessas divinas] e está passando por cada uma delas. Ela era justa e eu acredito que também era muito abençoada [por Deus]”, pontuou.

Ainda atordoado, Davey contou que, certas vezes, tem a sensação de que ele está enfrentando uma viagem sem volta: “Minha mente passa por essa progressão em voltar para casa, então eu percebo que eu não tenho uma casa, porque Amanda era a minha casa. Isso dói”, desabafou. “Às vezes eu sinto como se alguém pegasse a minha cabeça e a afogasse cada vez mais. Eu não tenho fôlego dentro de mim e eu me machuco tão profundamente… Eu não posso respirar debaixo d’água e, ainda, por apenas um minuto, talvez uns dois dias, horas. Mas eu recebo este fôlego, eu sinto essa esperança. Eu também acredito que Amanda está entre os mártires. Sabe por quê? Porque ela e eu nos mudamos [para essa cidade] para nos aproximarmos de pessoas como estas pessoas que as mataram”, acrescentou.

Por fim, segundo informações da emissora WYFF4, o pastor disse ter fé de que os homens que mataram sua esposa se converterão em algum momento: “E se esses três caras acabam encontrando Jesus com isso? Você já imaginou?”, questionou Davey ao público presente ao culto.

3 COMENTÁRIOS

  1. Resposta ao Marco Brito mais acima: Marco, como você mesmo disse, vc não é DEUS, e por causa disso você não tem condição de dizer o que DEUS deveria fazer. Percebe? Ao tentar dizer o que DEUS deveria fazer, você tenta se fazer igual a DEUS e se colocar no lugar dEle.

    Você não é onisciente e nem sabe o que vai acontecer daqui a 1 segundo em sua vida. Você é um ser criado, você não existia até pouco tempo atrás, você vive debaixo da estrutura da realidade criada por DEUS, e você só tem condição de abrir a sua boca e falar essas bobagens por que DEUS te mantém existindo.

    A Bíblia é muito clara ao dizer que todos passaremos por aflições, o Senhor Jesus nos deixou isso bem claro. DEUS sabe melhor por que sofremos, não é uma coisa fácil, mas o sofrimento nunca foi negado pela bíblia:

    Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo. João 16:33

  2. Cadê os comentários da crentalhada que prega as bondades e misericórdia desse deus perverso. Duvido que ela não tenha clamado por ele durante o assalto. Ele deve ter sentido prazer com a agonia dela, assim como sente prazer, segundo a bibra, com a agonia dos animais mortos e ofertados em holocausto, e aquela fumacinha “suave ao Senhor”.

    • Os evanjegues imundos só gostam de comentar nas noticias sobre os gays.
      Lá eles podem xingar todos e espalhar o ódio deles.
      Evangélicos são HIPÓCRITAS ao extremo.

      • Você viu a quantidade de comentários sobre o casamento gay? Era aqui que aqueles canalhas deveriam comentar, exaltando a grandiosidade e misericórdia do deus que comanda o livro sagrado dos cristãos. Antônio Henrique, Vanessa, Hildo, Manoel, Lima, Clamando, cadê vocês? A tal princesa não, porque ela já declarou suas impressões sobre esse deus perverso.

  3. Jesus certa vez disse ” nao temeis aqueles que Podem matar o corpo e com a alma nada podeis. fazer” Isaias foi cortado ao meio, Joao Batista e Paulo decapitado, Pedro crucificado e outras mortes brutais, o que me deixa perplexo e q gratidao e essa q fizeram homens temerem mais a Deus do q seus assassinos? Que sentimento e esse q o.fizeram mesmo na hora de serem brutalizados temerem mais o Deus invisivel do q o digo, a espada ou qualquer arma destruidora? A trancedencia do Reino de Deus me parece ser maior do que qualquer molestia ou brutalidade sofrida pelo corpo

DEIXE UMA RESPOSTA