Pastor Samuel Ferreira distribui santinhos pedindo votos a candidatos e AD Brás realiza “pesquisa” com fiéis, diz jornalista

22

A ocorrência de casos em que a propaganda política é feita dentro da igreja e nos horários de culto não é novidade no Brasil, embora seja uma infração prevista na lei eleitoral. Esta semana, uma reportagem mostrou que a Assembleia de Deus no Brás – Ministério de Madureira, teria desrespeitado a legislação e promovido o nome de candidatos ao Poder Legislativo.

O caso foi apresentado numa matéria do portal Terra, escrita pela jornalista Débora Melo, que visitou o templo da denominação durante um culto. Ao chegar ao templo, uma obreira a abordou e pediu para que ela respondesse a um questionário informal.

“Posso fazer uma pesquisa com você? Em quem você vai votar? É só para a gente saber como está o desempenho do pastor aqui da casa”, teria dito a obreira, exibindo um formulário onde há nomes de candidatos a senador, deputado federal e estadual.

De acordo com o advogado Guilherme Gonçalves, ouvido pela reportagem, não há crime na realização de pesquisas informais. O candidato “da casa” a que a obreira se referia era o pastor Cezar Freire (DEM), candidato a deputado estadual e conhecido pelos fiéis como Cezinha.


santinho pastor samuel ferreira
Santinho com foto do pastor

“O Cezar hoje é projeto de Deus e de nossa comunidade e precisamos dele na Assembleia Legislativa de São Paulo”, diz o texto de um santinho espalhado pelos mais de cinco mil assentos da igreja e assinado pelo pastor Samuel Ferreira, que também pede voto para o deputado federal Jorge Tadeu (DEM), candidato à reeleição: “Apresento-lhe também nosso irmão Jorge Tadeu, para deputado federal. Com ele em Brasília teremos a certeza da defesa e luta pelos nossos ideais”.

A distribuição de material de campanha em estádios de futebol, bares, restaurantes, cinemas e igrejas, por exemplo, configura desrespeito à legislação eleitoral e pode render multa que varia entre R$ 2 mil e R$ 8 mil.

“Peço a você que nos ajude agora com seu voto e sua influência junto aos seus familiares, amigos e conhecidos para conseguirmos mais votos”, finaliza o texto que traz a foto do pastor Samuel e sua esposa, Keila Ferreira.

“O pastor não pode colocar a igreja a serviço da campanha eleitoral de ninguém. Quem está sujeito à multa, neste caso, é o pastor. Se ficar comprovado que os candidatos tinham conhecimento, todos devem pagar”, diz o advogado Arthur Rollo. “Além disso, vão para o inferno”, diz, fazendo piada com o fato de que cometer crime é pecado.

Mais propaganda

Durante o culto, o pastor Samuel Ferreira diz que vai apresentar “um cara muito simpático, de uma família tradicional, filho de um desembargador do Tribunal de Justiça, que ajuda a igreja em momentos de dificuldade”, e chama Guilherme Sartori, que é candidato a deputado federal pelo PTB.

Questionado se sentia constrangimento por ter visto os fiéis repetirem seu nome a mando do pastor, o candidato negou: “Constrangimento por quê? Ele [Samuel Ferreira] é meu amigo, fui apresentado como amigo. Sou uma pessoa boa, que quer ajudar as pessoas, ajudar o país. Não tem constrangimento nenhum. Não pedi voto, não fiz panfletagem. Isso é antiético, não se pode fazer isso [na igreja]. Como eu sou jovem, tenho que ir [ao culto] para fazer o meu nome ser conhecido. A gente é muito ético. Fica difícil concorrer com esses candidatos que tem muito dinheiro”, defende-se o candidato.

22 COMENTÁRIOS

  1. “Além disso, vão para o inferno”

    excelente definição do fim dessa turma de “pastores” que fazem da congregação um curral eleitoral.

    e esse “pastor”samuel ferreira é o mesmo que defendeu o casal hernandez qdo eles foram presos nos eua com dinheiro até na biblia.

    Aí temos uma idéia do tipo de gente que ta a frente da assembléia de Deus…

  2. É lamentável. Nos últimos 11 anos tenho observado a degradação da denominação. Quanto mais prósperos eles se tornam, mas desviados eles se mostram. O pior não é saber que seu futuro (caso não se arrependam e aceitem Jesus Cristo) será o lago que arde com fogo e enxofre, mas é ver como seu discurso proselitista arrebata membros, obreiros que outrora foram fieis ao Evangelho, hoje são militantes apenas da denominação e de seus interesses mundanos. Felizmente, eu sei que é mister que tais coisas sucedam, afinal, Paulo já advertia Timóteo sobre a gravidade dos tempos vindouros! Contudo, não posso deixar de lamentar pelas almas que estão à merce destes vis pecadores, obreiros do diabo, que assim como seu mestre se transfigura em anjo de luz, também, se postam como nobres pastores! Só nos resta esperar; Maranata!

  3. ALGUÉM AINDA DUVIDA QUE ESTAS EMPRESAS EVANGÉLICAS, ALÉM DE EMPRESAS, FUNCIONAM TAMBÉM COMO PARTIDOS POLÍTICOS? ALGUMAS CITAÇÕES BÍBLICAS SÃO FEITAS APENAS PARA ATRAIR DIZIMISTAS ELEITORES.

  4. Em evangelismo.blog.br, você poderá conferir um estudo esclarecedor, mostrando pelas Escrituras Sagradas que não é possível que um homem seja pastor e político ao mesmo tempo. Acesse o estudo “Pastor ou Político?”

    Além disso, a Lei 9.504/97 proíbe a propaganda eleitoral nos templos religiosos. A desobediência ao Art. 37 dessa lei pode resultar em multa.

  5. Saudade da época que o Pr. Lupércio Vergniano era o pastor presidente da AD Brás. Esse homem Samuel Ferreira é extremamente vaidoso. Chega atrasado ao púplito, caso esteja no meio de uma palavra, saudação, deve ser interrompida para apresentá-lo, a igreja deve ficar de pé. Isso acontece como se não estivesse ocorrendo culto antes da chegada dele. Sinto tristeza ao ver uma igreja tão querida ser gerenciada por este homem. SInto vergonha de tê-lo como pastor.

    • NÃO É O FIM DA PICADA NÃO É O FIM JESUS VAI VOLTAR IVAM ESSES BANDIDOS PODEM TER CERTEZA NÃO FICARAM IMPUNES DIANTE DE DEUS A JUSTIÇA DOS HOMENS É UM LIXO MAIS A JUSTIÇA DE DEUS É JUSTA JESUS ESTA REALMENTE VOLTANDO

    • NÃO É O FIM DA PICADA NÃO É O FIM JESUS VAI VOLTAR IVAN ESSES BANDIDOS PODEM TER CERTEZA NÃO FICARAM IMPUNES DIANTE DE DEUS A JUSTIÇA DOS HOMENS É UM LIXO MAIS A JUSTIÇA DE DEUS É JUSTA JESUS ESTA REALMENTE VOLTANDO

    • Vídeo interessante!
      Todavia usa de argumentos torpes e passagens fora do contexto, para ludibriar os alienados de plantão que aplaudem qualquer crítica à Igreja em geral.

  6. QUEM TEM DUVIDA QUE EM BREVE MUITO BREVE JESUS VOLTARÁ SÓ CEGO QUE NÃO VE QUE JESUS VAI VOLTAR JESUS VIROU POLITICO JESUS VIROU ESPORTE ETC… ESTÃO ESQUECENDO QUE DE DEUS NINGUEM ZOMBA FALSOS PROFETAS LOBOS VESTIDOS DE OVELHAS —– VÃO ESTAR EM BREVE DIANTE DO TRIBUNAL DE CRISTO PODEM TER CERTEZA

  7. Gostaria de dizer aos que amam arremessar pedras em árvores frutíferas, que um líder que se omite em questões tão importantes como a política, mantém seu povo e país debaixo de votos nulos, brancos e errôneos que duram quatro anos e acabam com a vida comum.

    Lembremos que ainda que sejamos peregrinos na terra, somos inseridos dentro de uma sociedade com direitos e deveres e que o voto é uma obrigação. Se creio que meu pastor é homem de Deus para liberar uma palavra de bênção ou de conserto sobre mim, também é homem de Deus para expor sua opinião política e me deixar com a opção de aceitá-la ou não.

    Os demais aqui, certamente não fazem nada para melhorar o voto dos que os cercam ou o próprio e ainda falam mal cretina e descaradamente.

    • Querido irmão! Respeito sua opinião apesar de considera-lá equivocada, mas com todo respeito, discordo quanto a um pastor/pregador deva além de ministrar a palavra a seu rebanho opinar a respeito do voto deste rebanho, sua obrigação é pregar o que consta no evangelho sem acrescentar sua opinião pessoal a respeito de homem “A” ou homem “B”, pois o voto obrigatório é pessoal, usar o templo como palanque é imoral, desrespeita a palavra de Deus e é no minimo antiético, que Deus te abençoe e te de discernimento a respeito deste assunto irmão.

DEIXE UMA RESPOSTA