Pastores debatem “a origem do mal” e os motivos para que Deus permita sua existência; Assista

9

O programa Academia em Debate, apresentado pelo reverendo Augustus Nicodemus Lopes, debateu “a origem do mal” e a razão de sua existência no mundo. Os convidados foram os pastores Leandro Lima e Heber Carlos de Campos Jr.

Lopes introduziu o debate dizendo que um dos argumentos mais usados por ateus para duvidarem da existência de Deus é apontar para a existência do mal e questionar como é possível que um ser divino e bom permita a dor e o sofrimento aos humanos. “Como responder a isso?”, questionou o reverendo presbiteriano.

“A concepção popular de Deus quase nunca está de acordo com o que a Escritura revela”, disse o pastor Leandro Lima. “A solução para o enigma está em perguntar se existe um propósito, uma razão para que o mal exista. E justamente a Bíblia nos dá essas razões. Deus permite a existência do mal para, em última instância, revelar sua glória”, acrescentou.

O apresentador perguntou ao pastor Campos Jr. se isso não caracterizaria a existência de egoísmo no caráter de Deus, e a resposta foi negativa: “Essa é uma boa pergunta, porque geralmente se acha que Deus tem que ser nivelado à nossa situação, e se esquece que Deus está numa categoria diferenciada da nossa. Se nós falamos que Jesus Cristo revelaria as glórias do Deus triuno ao se encarnar, e morrer por pecadores, a gente não está dizendo que Deus é egoísta porque Ele está assumindo a dor de resolver o problema do mal”.


Na sequência, Lopes questionou se as teses do teísmo aberto são coerentes com o cristianismo, pois segundo o reverendo, “para livrar a cada de Deus” de eventuais responsabilidades sobre a existência do mal, prega que “o futuro está em construção” como resultado das ações humanas.

A resposta do pastor Lima foi negativa: “Não, é totalmente incompatível [com o cristianismo] porque na tentativa de ‘justificar’ Deus, [o teísmo aberto] acaba rebaixando, diminuindo Deus”. Campos Jr. acrescentou que “além de rebaixar Deus, é incompatível com o registro bíblico”.

Assista:

Assine o Canal

O programa Academia em Debate se propõe a incentivar diálogos entre estudiosos sobre temas que, apesar de recorrentes, despertam a curiosidade popular e possuem relação direta com o cotidiano dos fiéis.

Recentemente uma edição do programa se tornou motivo de acalorados debates posteriores através das redes sociais, quando se discutiu a Teologia da Missão Integral, que prega, em suma, “o Evangelho todo para o homem todo”.

9 COMENTÁRIOS

  1. Como é que é aquele versículo?
    “Bem-aventurado o varão que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores NEM SE ASSENTA NA RODA DOS ESCARNECEDORES. (Salmo 1:1)

    • Mas lembre-se que o texto continua: “Antes tem o seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite.” [Salmos 1:2].

      A Bíblia orienta que busquemos a verdade na lei do Senhor, em Sua Palavra. Leia Atos 17:11.

      O que foi exposto no vídeo nada mais é que uma análise sistemática da Bíblia acerca do tema em questão, e não uma exposição de único versículo acrescido de “achismos” por parte dos preletores (prática infelizmente cada vez mais comum entre os pregadores).

      • Amigo, você não me conhece, estudo não só as escrituras mas como qualquer literatura e posso debater qualquer assunto com você, fique à vontade em me questionar sobre o que quiser.

        Não sou um tonto como infelizmente são muitos cristãos que confiam na palavra do pastor.

        Meu comentário é no intuito de quererem discutir algo que não leva nada a lugar algum e a Bíblia responde a esta questão tranquilamente sem necessidade de longos debates.

  2. Sempre houve o bem e o mal, deus não queria que suas criaturas conhecesse o mal, e até fez um pedido a adão para não comer do fruto da árvore da vida, mais o infeliz foi la e comeu,conhecendo o mal e consequentemente o pecado.

DEIXE UMA RESPOSTA