Patrícia Lélis vai à delegacia para novo depoimento e é indiciada por extorsão

3

A estudante Patrícia Lélis, que veio a São Paulo para conceder entrevista à apresentadora Luciana Gimenez, da RedeTV!, compareceu na manhã desta quinta-feira, 18 de agosto, no 3º DP (Campos Elísios) para prestar um novo depoimento e terminou indiciada.

Além de Patrícia, o jornalista Emerson Biazon e o promotor de eventos Marcelo Machado, citado por ela em entrevistas, também compareceram e farão denúncias contra ela, de acordo com informações do jornalista Leandro Mazzini, da Coluna Esplanada, do portal Uol.

A jovem que acusou o pastor Marco Feliciano (PSC-SP) de agressão e tentativa de estupro é investigada pela Polícia Civil paulista por extorsão ao chefe de gabinete do deputado, Talma Bauer.

“Há risco de não sair de lá. O delegado Luís Hellmeister está disposto a pedir sua prisão temporária, se cair em contradição”, pontuou Mazzini. “Uma garota chamada Kelly ‘Bolsonaro’, ex-amiga, barrada ontem na Rede TV!, vai depor contra ela”, acrescentou o jornalista.


O Gospel+ apurou que a ex-amiga se chama Kelly Cristina e concederia entrevista a Luciana Gimenez no mesmo programa, contrapondo as afirmações de Patrícia, e apresentando materiais que contradizem as alegações da estudante de jornalismo.

No entanto, segundo Kelly “Bolsonaro”, Patrícia Lélis afirmou que desistiria de conceder a entrevista se ela também participasse do programa, e a direção do Superpop aceitou recuar, já que o interesse do público, a princípio, era ver os relatos da jovem brasiliense sobre a suposta agressão e tentativa de estupro de Feliciano.

Kelly revelou ao Gospel+ que também prestou depoimento a Hellmeister e expôs pontos contrários à narrativa de Patrícia Lélis, o que contribuiu para o indiciamento da estudante por falsa comunicação de crime e extorsão.

Publicação de Kelly "Bolsonaro" no Facebook momentos antes do Superpop ir ao ar.
Publicação de Kelly “Bolsonaro” no Facebook momentos antes do Superpop ir ao ar.

Foto

Além do vídeo das câmeras de segurança do Ministério do Trabalho que foram mostrados na matéria de Roberto Cabrini, do Conexão Repórter, no SBT, a assessoria do pastor Marco Feliciano apresentou uma foto de uma reunião do deputado com o presidente Michel Temer, no dia 15 de junho, após o encontro com o ministro Ronaldo Nogueira (PTB).

Veja abaixo:

Pastor Marco Feliciano aparece do lado esquerdo, ao lado de uma parlamentar de amarelo
Pastor Marco Feliciano aparece do lado esquerdo, ao lado de uma parlamentar de amarelo

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA