“Onipresença” atribuída a Feliciano por Patrícia Lélis rende memes e boas piadas nas redes sociais

4

O pastor Marco Feliciano virou tema de memes sobre onipresença nas redes sociais após a declaração de Patrícia Lélis, no Superpop, sobre ele ser abençoado com o poder de estar em mais de um lugar.

A fala desastrosa da estudante de jornalismo foi uma resposta a um questionamento feito por Luciana Gimenez, que desejava saber como ela explicava o fato de imagens de câmeras de segurança do Ministério do Trabalho mostrarem o deputado no edifício no mesmo horário que ela alegava estar sendo estuprada e agredida.

A entrevista repercutiu nas redes sociais, e o brasileiro, afeito ao humor, não deixou passar em branco. Diversos memes com as imagens do pastor foram compartilhados, apontando situações que “provavam” sua onipresença. Aliás, duas hashtags reuniram toda essa criatividade: #FelicianoEsteveAqui e #onipresença.

Alguns personagens de histórias em quadrinhos e animes foram associados ao pastor, por causa da capacidade atribuída a ele de estar em mais de um lugar: The Flash, por sua velocidade; Doutor Manhattan, de Watchmen, por se multiplicar; Multihomem, de Os Impossíveis, por ser capaz de criar várias cópias de si mesmo, foram alguns dos lembrados.


Pastor Marco "The Flash" Feliciano
Pastor Marco “The Flash” Feliciano

feliciano onipresente4

Feliciano onipresente14

feliciano onipresente

feliciano onipresente7

No Twitter, as piadas com o caso diziam, entre outras coisas, que o pastor tinha vencido até Usain Bolt nas Olimpíadas, por sua capacidade de estar em vários lugares ao mesmo tempo. Veja:

Outros optaram por fazer relatos ou mostrar recados que supostamente teriam sido deixados pelo “onipresente” Feliciano:

feliciano onipresente10

feliciano onipresente6

feliciano onipresente12

feliciano onipresente9

feliciano onipresente11

feliciano onipresente5

Pastor Marco "The Flash" Feliciano
Pastor Marco Feliciano na Última Ceia

Desfecho

No dia seguinte à entrevista dada ao Superpop, Patrícia Lélis foi indiciada por extorsão e denunciação caluniosa pela Polícia de São Paulo, e poderá ser presa preventivamente ou internada em um hospital psiquiátrico, uma vez que ela já havia sido diagnosticada como portadora de mitomania, um desvio que gera o hábito de mentir ou fantasiar desenfreadamente.


4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA