Brasil

Conheça as 4 perguntas sobre homossexualidade que o Pastor Silas Malafaia se recusou a responder em entrevista

Comments (128)
  1. Evangelista Noé Mateus excelente comentário…

  2. Michelle Araujo Silva, essas palavras são força de expressão, é a mesma coisa que eu dizer que vou descer o pau em vocês aqui, é fácil de entender simples assim!

  3. Não querer responder é uma coisa; não querer se expor é outra. Principalmente se a pergunta vem de alguém que quer nada mais nada menos aparecer. O que acrescentaria na sapiência do Pr Silas as respostas a estas perguntas infundadas (sim infundadas, porque nada mudaria na cabeça/coração daqueles que já se declaram de que lado estão).Eu sei que o nosso papel é plantar a sementinha, mas têm pessoas que não querem ouvir e nem mudar de lado; São declarados. Com estes eu, (me perdoe) não perco o meu tempo. Só lamento, pois aprendi que devo amar a tds os pecadores, menos o pecado. Pois o Senhor diz que veio para salvar o que estava perdido. O mundo jaz do maligno e sei que tds têm o direito e a oportunidade da salvação. Basta se arrependerem, pedirem perdão por seus pecados e aceitarem a Jesus como Senhor e Salvador; Aliás se eu fosse vcs, contra os evangélicos, aceitaria a Jesus. Mudem, crendo que só o Senhor é Deus e depois vcs verão o que eu estou querendo dizer. Eu sou a prova viva dos milagres de Deus; quem me conheceu e hoje me vê servindo ao Senhor sabe do que estou falando. Muitos se converteram com os meus testemunhos; mas outros simplesmente não querem. E a palavra de Deus diz que não é por força nem por violência, portanto. A palavra de Deus já foi dita por diversas vezes (através da mídia, etc )aos que acreditam que Deus não criou somente a Adão e Eva, mas também a "ADÃO E IVO", como casal, ou seja, a um tipo de união que aos olhos de Deus e nosso, seus filhos, não existe; mas acho que é chover no molhado. Até torço pra que vcs se arrependam e um dia vão para o Céu; mas pelo jeito acho que vão é para o céu da boca do cão.

  4. Bruno Cella disse:

    hahaha Michelle Araujo Silva matando a pau!

  5. Bruno Cella disse:

    As próprias perguntas refutam seu argumento, que pobre! Nem se deu ao trabalho de ler, né senhora? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  6. Bruno Cella disse:

    E desde quando é um problema falar mal de seres inexistentes? Vocês tacam o pau direto nas crenças alheias, eu me preocupo mais em não atacar pessoas. Agora divindades e crentices em geral que só existem no imaginário das pessoas NÃO SÃO DIGNAS DE NENHUM RESPEITO.

  7. Bruno Cella disse:

    CRENTES, RESPONDAM!

    "o senhor afirmaria que a sua luta contra o comportamento homossexual equipara-se em tempo e energia à sua luta contra outras “disposições mentais reprováveis” citadas por Paulo no texto, como a ganância, a injustiça, a rivalidade e a arrogância? Em caso negativo, porque a preferência por um assunto que, se entendo bem, é apenas uma entre várias manifestações de um mal maior (o rompimento do homem com Deus)?"

  8. Bruno Cella disse:

    CRENTES, RESPONDAM!

    "o senhor afirmaria que a sua luta contra o comportamento homossexual equipara-se em tempo e energia à sua luta contra outras “disposições mentais reprováveis” citadas por Paulo no texto, como a ganância, a injustiça, a rivalidade e a arrogância? Em caso negativo, porque a preferência por um assunto que, se entendo bem, é apenas uma entre várias manifestações de um mal maior (o rompimento do homem com Deus)?"

  9. Bruno Cella disse:

    CRENTES, RESPONDAM!

    "o senhor afirmaria que a sua luta contra o comportamento homossexual equipara-se em tempo e energia à sua luta contra outras “disposições mentais reprováveis” citadas por Paulo no texto, como a ganância, a injustiça, a rivalidade e a arrogância? Em caso negativo, porque a preferência por um assunto que, se entendo bem, é apenas uma entre várias manifestações de um mal maior (o rompimento do homem com Deus)?"

  10. Bruno Cella disse:

    Celso Dossi tem várias pessoas aqui que defendem seus posicionamentos, porém somente alguns tem um certo ar de… não sei bem explicar, ar de "frescuragem". Se meu gaydar tiver funcionando bem, acho que sei qual seria sua sugestão para o rapaz citado em questão. hauhauahuahuahahahauhah

  11. Bruno Cella disse:

    CRENTES, RESPONDAM!

    "o senhor afirmaria que a sua luta contra o comportamento homossexual equipara-se em tempo e energia à sua luta contra outras “disposições mentais reprováveis” citadas por Paulo no texto, como a ganância, a injustiça, a rivalidade e a arrogância? Em caso negativo, porque a preferência por um assunto que, se entendo bem, é apenas uma entre várias manifestações de um mal maior (o rompimento do homem com Deus)?"

  12. Bruno Cella disse:

    Paulo Agnóstico Teixeira dizem até que a atual esposa já estaria andando com o Magno Malta antes mesmo de se divorciar, já rolava uns buchichos pela net. Tanto que estranhamente, bastou ela se divorciar para formalizar noivado cm o Malta em um espaço uma semana. Esses crentes andam tão modernos… rsrs

  13. Augusto disse:

    melhor chorar com Deus do que sorrir com o diabo. as lutas virão apesar da nossa fidelidade ao Senhor.

  14. Jeff Smalls disse:

    Thatiana Soares então ele seleciona o tipo de pecado a qual ele vai apoiar !!! parabéns !!

  15. Melhor chorar com Deus do que sorrir com o diabo. As lutas virão apesar da nossa fidelidade ao Senhor..

  16. Jeff Smalls disse:

    O pastor silas como foi dito fez o casamento de um homen (Bolsonaro) com um monte de problemas ,divorciado 2 vezes e que ainda vai a tv diz coisas horríveis , viado tem que morrer , viadagem pega um monte de besteiras , olha pelo o que vi o pastor silas escolhe qual tipo de pecado é conveniente apoiar !! CREDO !!!

  17. Matias disse:

    DEUS NÃO CRIOU ADÃO E IVO, DEUS CRIOU ADÃO E EVA. MEU CARO!!!

  18. Mirian disse:

    Concordo plenamente.O Jornalista foi capcioso e malicioso.

  19. Cláudio disse:

    Clamando, você necessita de um encontro urgente com a língua portuguesa

  20. Cláudio disse:

    Clamando, você não me conhece, por isso tece comentários infundados a meu respeito. Você diz que “PRIMEIRO VOCÊ SÓ AJUNTA A TUA VOLTA, GAYS E ATEUS ENTÃO REALMENTE PRECISA TER UM ENCONTRO COM JESUS”. Pois lamento te informar que eu me certo de gays, ateus, juízes, professores, bancários, servidores públicos, diplomatas, pessoas cultas, ricos empresários, diretores de multinacionais, alguns políticos, enfim. Só não permito no meu círculo de amizades fanáticos religiosos porque é sinônimo de estresse. Tá bom pra você?

    1. clamando disse:

      é realmente não sabe ler e textualizar, esta parte do comentário foi para bereano, para você era só o ta serto no google. tenha pena de si mesmo e se acerque de uma escola

  21. Alex disse:

    Pq ele não respondeu? Deveria ter respondido já que se diz entendido.

  22. TOUR NATRAK disse:

    O Pastor Silas esta certíssimo em não responder a estes miliantes insubordinados que querem somente fazer inferninho, responder a esse bando de jacu do brejo pra que, vai edificar alguma coisa, e evidente que so querem que responda para distorcer como de costume e fazer inferninho so isso e mais nada, TA CERTISSIMO MANDA ESTES ATOAS E PRA CUCUIAS E TENHO DITO

  23. A UM TAL DE ROBERTO HOMO sapiens –
    Ops! reservo-me o direito de não parlamentar mais consigo, pois, ao que parece – descendente de Homo sapiens – ou seja, provem teoricamente, da evolução das espécies. Aliás, não tenho costume de falar com animais, mais precisamente – macacos, símios e afins que, estão ainda, não teoricamente – andando de quatro e cheirando os traseiro fétidos, um dos outros. Homo sapiens, para teu governo símio quadrúpede, se escreve apenas o primeiro nome com maiúsculas, em expressões cientificas latinas. Mas ora, ora vejam, como um macaco saberia disto! Comes quantas bananas ao dia? Acabei contigo, orangotango – fim de papo.

    1. Roberto disse:

      Bom, temos aí os fósseis do Homo neanderthalensis, homem de Java e até a Luzia no Brasil. Onde estão os fósseis de ADÃO e EVA (propositalmente em letras maiúsculas para grifar)? Em momento algum eu afirmei que vim do macaco (não coloque palavras na minha boca), no entanto, quando eu tinha mentalidade infantil e era ingênuo e destituído de inteligência, eu também acreditava que descendia de um boneco de barro e de uma costela. Além disso, não sei se o senhor sabe, mas pertence à espécie de ANIMAL mais cruel, desumano e sanguinário que seu deus criou.

      1. Roberto disse:

        E, quer queira, quer não, o senhor pertence à ordem dos primatas, assim como os chimpanzés, os orangotangos, os gorilas. Digamos que seja um macaco urbano kkkkkkkk
        É uma pena as pessoas envelhecerem mas não evoluírem. A Idade Média já faz parte do passado distante. O século XXI já raiou faz tempo.

        1. Douglas disse:

          E por que a evolução parou? O que seremos no próximo estágio, após o humano?

  24. Jana disse:

    kkkkkkkkkkkkkk!!!!

  25. Roberto disse:

    “Apenas Servo”, que não aguento mais escutar esse papo dos homossexuais confinados numa ilha, impedidos de procriar, inventado por algum pastor imbecil. Eu fico impressionado com a capacidade que vocês tem de repetir tudo o que o pastor prega. Que tal você provar que tem inteligência e opinião próprias? Quem disse que os homossexuais não podem procriar? Dentre vários outros famosos, Cássia Eller deixou um filho, Rick Martin tem filhos. Eu só tenho a te dizer uma coisa: os homossexuais existem no mundo desde os tempos mais remotos e, de lá pra cá, com ou sem homossexuais, a espécie humana só aumenta. Tanto que já comprometemos os recursos naturais. Quer um conselho? Vá procurar um argumento mais inteligente para justificar seu preconceito idiota.

  26. Bereano Radical disse:

    Pastor clamando, eu não tenho ainda o seu discernimento espiritual e a sua sabedoria. Mas no meu modo “falho” de ver as coisas, eu não ando com “rótulos”, ando com seres humanos.

    1. clamando disse:

      parabens
      não anda com totulos
      vejamos
      bereano aquele que procura a verdade
      radical aquele que não mede conseguencias
      realmente não anda com rotulos
      vou incluir a terceira
      mentiroso

      1. Bereano Radical disse:

        Clamando, não estou falando de nicks, estou falando de rotular as pessoas, de pré-conceitos sobre pessoas, por julgar o comentário de uma pessoa por ela ser homossexual ou atéia. Quando disse que não ando com “rótulos”, é que não ando com cristão, com homossexual, ou com ateu, eu ando com o João, a Maria, o Ricardo, com seres humanos, entendeu?

        Ainda bem que você voltou a me provocar, não dava mais para aguentar ver você falando suas barbaridades e ficar quieto. Estava com saudades do Clamando (Aparecido Castaldo).

  27. josiel barros disse:

    A forma como o texto disponibiliza a informação é tendencioso, tenta mostrar que Malafaia é incapaz de responder ou que ele não quis se comprometer, teve medo, no entanto essa peguntas são bobinhas, respondidas plausivelmente por qualquer cristão que tenha o mínimo de instrução leigo, sobre temer responder essas questões, parecem que vocês nunca viram/ouviram o pastor. Medo? De quê? De quem? Pra quê?

  28. mauro2011 disse:

    A verdade natural sobre o matrimónio foi confirmada pela Revelação contida nas narrações bíblicas da criação e que são, ao mesmo tempo, expressão da sabedoria humana originária, em que se faz ouvir a voz da própria natureza. São três os dados fundamentais do plano criador relativamente ao matrimónio, de que fala o Livro do Génesis.

    Em primeiro lugar, o homem, imagem de Deus, foi criado « homem e mulher » (Gn 1, 27). O homem e a mulher são iguais enquanto pessoas e complementares enquanto homem e mulher. A sexualidade, por um lado, faz parte da esfera biológica e, por outro, é elevada na criatura humana a um novo nível, o pessoal, onde corpo e espírito se unem.

    Depois, o matrimónio é instituído pelo Criador como forma de vida em que se realiza aquela comunhão de pessoas que requer o exercício da faculdade sexual. « Por isso, o homem deixará o seu pai e a sua mãe e unir-se-á à sua mulher e os dois tornar-se-ão uma só carne » (Gn 2, 24).

    Por fim, Deus quis dar à união do homem e da mulher uma participação especial na sua obra criadora. Por isso, abençoou o homem e a mulher com as palavras: « Sede fecundos e multiplicai-vos » (Gn 1, 28). No plano do Criador, a complementaridade dos sexos e a fecundidade pertencem, portanto, à própria natureza da instituição do matrimónio.

    Além disso, a união matrimonial entre o homem e a mulher foi elevada por Cristo à dignidade de sacramento. A Igreja ensina que o matrimónio cristão é sinal eficaz da aliança de Cristo e da Igreja (cf. Ef 5, 32). Este significado cristão do matrimónio, longe de diminuir o valor profundamente humano da união matrimonial entre o homem e a mulher, confirma-o e fortalece-o (cf. Mt 19, 3-12; Mc 10, 6-9).

    Não existe nenhum fundamento para equiparar ou estabelecer analogias, mesmo remotas, entre as uniões homossexuais e o plano de Deus sobre o matrimónio e a família. O matrimónio é santo, ao passo que as relações homossexuais estão em contraste com a lei moral natural. Os atos homossexuais, de fato, « fecham o ato sexual ao dom da vida. Não são fruto de uma verdadeira complementaridade afetiva e sexual.

    Na Sagrada Escritura, as relações homossexuais « são condenadas como graves depravações… (cf. Rm 1, 24-27; 1 Cor 6, 10; 1 Tm 1, 10). Desse juízo da Escritura não se pode concluir que todos os que sofrem de semelhante anomalia sejam pessoalmente responsáveis por ela, mas nele se afirma que os atos de homossexualidade são intrinsecamente desordenados ». Idêntico juízo moral se encontra em muitos escritores eclesiásticos dos primeiros séculos, e foi unanimemente aceite pela Tradição cristã.

    Também segundo os ensinamento do cristiansmo, os homens e as mulheres com tendências homossexuais «devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Deve evitar-se, para com eles, qualquer atitude de injusta discriminação». Essas pessoas, por outro lado, são chamadas, como os demais cristãos, a viver a castidade. A inclinação homossexual é, todavia, «objetivamente desordenada», e as práticas homossexuais «são pecados gravemente contrários à castidade».

    É inútil reivendar os ensinamentos cristãos consolidados por longos dois mil anos para agradar os caprichos e as mazelas de uma minoria, continuemos seguindo em nossa peregrinação terrestre.

    Paz e Bem

  29. paulo disse:

    silas não respondeu?Tudo bem-,minha amiga que eu nao conheço o Senhor JESUS de fato enviou os discipolos por todo o mundo e o mundo é grande e de fato ha no mundo algumas tradiçoes que nao foram repudiados pelo ESPÍRITO SANTO,tais costumes são negociaveis para a salvaçao da alma,pois não devemos desprezar aqueles pelo os quais JESUS morreu,entretanto sera que voce nunca leu o que Ele JESUS falou para a mulher adultera depois de ter perdoado os pecados dela,pois muitos eram os que queriam atirar pedras nelas–vai e não pegues mais.

  30. tallyne disse:

    1 Coríntios 6:9 Ou não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas,

    Romanos 1:20 Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das coisas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis;
    21 porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato.
    22 Inculcando-se por sábios, tornaram-se loucos
    23 e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, bem como de aves, quadrúpedes e répteis.
    24 Por isso, Deus entregou tais homens à imundícia, pelas concupiscências de seu próprio coração, para desonrarem o seu corpo entre si;
    25 pois eles mudaram a verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador, o qual é bendito eternamente. Amém!
    26 Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza;
    27 semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.

    Mas tem solução:

    Atos 3:19 Arrependei-vos, pois, e convertei-vos para serem cancelados os vossos pecados,

    Provérbios 28:13 O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia.

    1. Roberto disse:

      Tallyne, para você, trechos do mesmo livro que você citou:

      1 Coríntios 14:33-35 – Como em todas as igrejas dos santos, as mulheres estejam caladas nas igrejas (e nos blogs); porque lhes não é permitido falar; mas estejam submissas como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, perguntem em casa a seus próprios maridos; porque é indecoroso para a mulher o falar na igreja e publicar comentários nos blogs.

      1. Edy Mancebo disse:

        Hehehe.. mandou um cala a boca “bíblico” para a tallyne, que estilo hehehe

        1. BK disse:

          Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação. 1 Timóteo 2:15

          Antes de falar algo, pelo menos tenha lido todas as cartas do Apostolo Paulo.

    2. Andre disse:

      Estude querida homofóbica, seus dias estão contados, logo seu preconceito será crime.
      Falando mais sobre a pesquisa feita por William Rice, Urban Friberg e Sergey Gavrilets, ela parte da ideia de que, como os homossexuais produzem, por métodos naturais, menos prole (ou filhos) do que os heterossexuais, de acordo com a teoria de Darwin eles deveriam ser selecionados negativamente e, assim, excluídos da sociedade. A seleção natural evolui para excluir da natureza qualquer tipo de fenótipo que não favoreça a continuidade da espécie, por isso, genes que determinam algumas doenças só aparecem na população por mutação genética, já que seus portadores morrem antes de se reproduzir. No entanto, como nós sabemos, isso não ocorre com os homossexuais que estão presentes em todas as raças, culturas e durante toda a história da humanidade. Além disso, eles levaram em consideração o fato de que com certeza existe um caráter genético para a homossexualidade que nunca foi relacionado à herança de genes, já que em pares de gêmeos monozigóticos (aqueles idênticos, que são clones) quando um é gay, o outro pode não ser. Esses fatos os levaram a pensar que a epigenética poderia responder ao tipo caráter hereditário apresentado pela homossexualidade.

      Desse modo, segundo o modelo desenvolvido na pesquisa, a epigenética atua por meio de epimarcas que agem no DNA e sinalizam aos genes se eles devem se expressar ou não e o quanto eles devem fazê-lo. Esses marcadores não causam nenhum tipo de alteração fisica em partes do genoma humano, mas fazem uma grande diferença no funcionamento dos genes. Como essas epimarcas são formadas de forma independente em cada pessoa durante a gestação, pares de gêmeos idênticos podem ter características ou doenças diferentes.

      Indo ainda mais fundo na pesquisa, percebemos como as epimarcas podem ser capazes de determinar a homossexualidade em algumas pessoas. Para isso, precisamos entender que o que determina se um feto vai ser menina ou menino é basicamente a existência do cromossomo Y (mulheres tem os cromossomos sexuais XX e homens possuem XY): se existe esse cormossomo, ele determina a formação de testículos que irão produzir um hormôminos masculinizante, a testosterona. Basicamente, a falta do mesmo determina o desenvolvimento em menina. Como a existência desse hormônio resulta nas várias características do desenvolvimento do feto em menino, podemos imaginar que se ele não funcionar, ou se a sensibilidade a ele for nula, o feto, mesmo tendo o cromossomo Y, se torna uma menina. Isso é demonstrado numa doença rara na qual o indivíduo, apesar de ser geneticamente um menino, não possui sensibilidade para a testosterona e, assim, vira uma menina.

      Desse modo, as características que mantém todo o processo de diferenciação em menino ou menina funcionando corretamente são várias modificações epigenéticas sexo-específicas que reduzem a sensibilidade à testosterona em fetos que são XX e aumentam essa sensiblidade em fetos XY por vários métodos diferentes, o que diminui a chance de “falha”. Além disso, as epimarcas evoluem para gerar um desenvolvimento sexual que é transmitido de pai para filha ou mãe para filho. No artigo, os autores fazem questão de ressaltar que esse modelo pode também ser aplicado à transexualidade, apesar de eles não desenvolverem a aplicação no trabalho apresentado.

      Essa nova teoria abrange todas as outras explicações científicas sobre a homossexualidade, desde a que afirma que para ela existe, ao menos em alguma parte, um componente hereditário, até a que diz que ela é causada por diferenças no cérebro de homossexuais e de heterossexuais. Esta última, por exemplo, demonstra que o cérebro de uma mulher gay se assemelha ao de um homem heterossexual e o cérebro de um homem gay se parece com o de uma mulher heterossexual.

      O modelo da epigenética nos mostra que epimarcas hereditárias seriam as responsáveis por alterar e regular a sensibilidade à testosterona em fetos quando eles estão sendo formados no útero materno. Assim, apesar de fetos XX e XY serem expostos à testosterona, a epigenética faria com que o corpo (incluindo o cérebro) dos meninos fosse mais sensível e, assim, mais influenciado por ela, enquanto as meninas praticamente não o seriam. Segundo os autores, além das modificações físicas, essa exposição à testosterona é o que poderia também influenciar na orientação sexual do indivíduo.

      Toda essa conclusão é baseada em experimentos feitos com fetos. Os fetos XY (que seriam meninos), quando são expostos a substâncias que tornam a ação da testosterona nula, desenvolvem genitália, cérebro e comportamento femininos, ao passo que fetos XX (que seriam meninas), quando colocados em contato com altas concentrações de hormônios masculinizantes desenvolvem todas essas características masculinas. No entanto, há um grande número de mecanismos que podem enfraquecer ou fortalecer a ação da testosterona no corpo dos fetos. Desse modo, quando uma epimarca não é eliminada entre uma geração e outra, um pai pode transmitir os marcadores que o fizeram mais sensível à testosterona para um feto feminino, tornando-o mais sensível à testosterona, ou vice versa. Como essa sensibilidade pode ser maior ou menor, a criança pode se tornar bissexual, homossexual ou transexual.

      Apesar de tudo isso, os pesquisadores salientam que ainda não é possível afirmar com toda a certeza que a epimarca responsável pela sensibilidade à testosterona é hereditária. E, ainda assim, eles não descartam que outros fatores (ambientais, ou emocionais) poderiam influenciar na determinação da homossexualidade, já que vários deles também alteram a epigenética. “A hereditariedade explica apenas parte da variação na preferência sexual. As razões, que podem ser sociais, culturais e do ambiente, permanecerão como um tópico de intensa discussão”².

      Como nos dias de hoje muitas pessoas acreditam que a homossexualidade é uma escolha individual e que, por isso, pode ser mudada, pesquisas como essa ajudariam no entendimento da sexualidade e, quem sabe, também na aceitação daquilo que é diferente da heterossexualidade.

      Se isso for mesmo provado, como a sociedade e nossos pais irão poder nos culpar por sermos gays? Seria a mesma coisa de declararem guerra contra qualquer pessoa só porque ela nasceu com os olhos castanhos ou com o cabelo liso. Simplesmente não teria a menor lógica eles nos culparem por herdar as características deles mesmos! Assim, esse seria um ótimo argumento contra toda a intolerância e a violência que os gays sofrem.

      1. Douglas disse:

        A natureza é imperfeita.

  31. Andre disse:

    A epigenética, está a um passo de provar que a homossexualidade é causada pelo interferência do hormônios femininos ou masculinos, do bebê em sua forma embrionária, onde proteínas ao se ligar a testosterona ou progesterona, o alteram quimicamente o desejo que se manifestara no bebê. Motivo pelo qual não existe um gene gay, mas sim gene masculinos e femininos modificados quimicamente, que alteram o desejo da pessoa em formação. Estes jamais deixam de ser homem ou mulher, mas possuem desejo homoafetivo e não heteroafetivo.
    Muitos homens e mulheres, desde sua infância já se percebem atraídos pelo mesmo sexo.
    E muitos até se sentem estar no corpo errado. Outras tentam suprimir seu desejo e o escondem até por décadas ou uma vida toda.
    Motivo? Medo de sofrer, discriminação e ser rejeitado pelos pais.
    Mas quando a epigenética provar, o que já é claro, pois a homossexualidade está presente em todo o reino animal, principalmente mamíferos ( e olhe que tudo que DEUS CRIOU É bom, e que todos sabemos que leões e pardais, não tema a capacidade de opção sexual, é no mínimo ridículo tal coisa.
    Quando a ciência trazer luz as trevas dos fundamentalistas, todos terão de prestar contas a Jesus, por afastar essas pessoas do amor de Cristo,
    E ai BODES!!!! (clamando, vai arrebentar, Kelly, Marconi, TOUR NATRAK, ETC.o dia de vocês está chegando, e vocês sabem pra onde vão os bodes.

    1. daniel disse:

      Entao andre espero, que tambem, explique porque a maioria, quando digo maioria cerca de 70% dos homossexuais, optaram apos a faixa etaria, dita como fase da consciencia madura. cerca dos dezessete anos para frente, porque quando crianças não possuiam comportamentos que poderiam ser caracterizados como sinais de homossexualidade?
      Segundo isso tambem poderia então explicar, fatores que levariam um ser humano estrupar outro? Explicaria tambem o fator de homens ou mulheres na faixa dos 35 anos acima, terem tendencias ao bestialismo e a pedofilia? Bem ate onde eu entendo os cientistas estão porpondo estudos e sugerindo ponto de vistas sobre o homossexualismo. Convenhamos que tudo que foge ao padrão natural, coloca o futuro em rota de colisão que uma realidade triste para a humanidade, fatores geneticos jamais explicaram o motivo de um homem se apaixonar por outro, a não ser que digamos entao que os sentimentos existentes são meramente reflexos de sensações de atividades quimicas de moleculas dentro do nosso organismo! agora como explicar isso sem chamar de pertubação do meio?
      Se voce ir em uma reserva florestal e tirar daquele lugar algum vegetal necessario para a sobrevivencia de um pequeno inseto, voce forçará aquele inseto ou a mudar de ambiente ou se alimentar de outra especie, isso causará uma quebra no eixo que centraliza um equilibrio na vida, isso que estou falando não é sentido teologico mais biologico, tirou do padrao estabelecido pela vida a vida se perde. final das contas homossexualismo na minha opiniao respeito que escolhe, mais não sou a favor dela, quer cair no buraco blz, mas amanha nao reclame por nao terem sido devidamente orientados. e parem de querer colocar a ciencia como a fonte de explicação por algo que todos sabemos que é opção não tem predestinação homossexual, são escolha que faz, como o heterossexual escolhe se vai se casar com negro branco pardo indio, assim tambem é aquele que quer se tornar homossexual.

    2. Douglas disse:

      André, entendo e concordo que não devemos afastar as pessoas do evangelho, porém, ficaria sem sentido o descrito em Romanos Cap 1. Eu gostaria de saber sua opinião sobre esse livro.

  32. Andre disse:

    Modelo propõe que marcações no DNA levariam à homossexualidade
    PUBLICIDADE

    MARCO VARELLA
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    Ouvir o texto
    Uma equipe de cientistas está propondo um novo modelo biológico para explicar a existência da homossexualidade usando a epigenética -ou seja, alterações na maneira como os genes são lidos, e não no próprio DNA.

    A proposta é que a homossexualidade seria consequência da transmissão, para os filhos, de marcadores responsáveis pela ativação de genes que direcionam o desenvolvimento sexual.

    O estudo teórico foi publicado neste mês na revista científica “The Quarterly Review of Biology”. William Rice, da Universidade da Califórnia, é o autor principal.

    EPIGENÉTICA

    Os marcadores epigenéticos são moléculas que se ligam ao DNA, ajudando a ativar ou silenciar genes.

    Na maioria das vezes, essas marcas não passam de uma geração para outra, sendo apagadas e restabelecidas de outra maneira nos óvulos e espermatozoides.
    As marcas que aumentam a sensibilidade ao hormônio masculino testosterona na gestação garantem a masculinização de bebês meninos, enquanto as que diminuem a sensibilidade à testosterona “feminizam” as meninas (mulheres têm testosterona, pois ela também é produzida nas glândulas adrenais).

    Quando essas marcas não são apagadas em meninas, porém, elas dariam origem a filhas com tendências homossexuais. E, quando as marcas que diminuem a sensibilidade à testosterona passam para os filhos, dariam a eles mais tendências à homossexualidade.

    A simulação do modelo mostrou que isso pode se manter na população.

    Para Eduardo Gorab, geneticista do Instituto de Biociências da USP, “a novidade é que a proposta não se baseia em genética, como já foi feito, mas em fatores epigenéticos”. “Como hipótese, não deixa de ser interessante.”

    A proposta tenta explicar a prevalência da homossexualidade em 8% da população humana, predominantemente em famílias, bem como o fato de estudos genéticos não mostrarem uma explicação consistente para isso.

    No caso de gêmeos idênticos, nem sempre ambos são gays, embora eles compartilhem 100% de seus genes. Isso sugere um fator hereditário além da genética.

    O modelo prevê, por exemplo, que estudos epigenéticos vão mostrar diferenças significativas entre heterossexuais e homossexuais.

    Segundo Jaroslava Valentová, antropóloga do Centro de Estudos Teóricos da Universidade Karlova, na República Tcheca, e especialista em evolução da homossexualidade, o estudo apresenta uma “real alternativa para o desenvolvimento e a evolução” dessa orientação.

    PONTOS FRACOS

    Para Gorab, a proposta incorre em uma “generalização demasiado ampla sobre epigenética sem pistas concretas”.

    Valentová aponta que “os autores não definiram precisamente a homossexualidade”, misturando todos os não heterossexuais exclusivos, incluindo bissexuais.

    Ela ressalta que “os autores não mencionaram a diferença fundamental na orientação sexual masculina e feminina”. A masculina tem mais fatores genéticos descritos e muda menos ao longo da vida do que a feminina.

    Valentová ainda diz que os autores consideram a orientação homossexual como necessariamente atrelada a traços atípicos de cada sexo.

    “Mas um terço dos homens homossexuais tem comportamento considerado masculino, e uma proporção ainda maior das lésbicas seria classificada como feminina.”

    A busca por explicações biológicas para a homossexualidade, faz sentido porque formas de relacionamento entre membros do mesmo sexo são encontradas em quase todas as culturas estudadas, e estão presentes ainda em vários outros animais.

  33. batista disse:

    Paulo afirmou não vos associeis com as coisas infrutíferas das trevas antes as condenais, Jesus se sentava no meio dos pecadores, mas não cometia as suas práticas mundanas e sim as condenava pregando apenas a libertação e salvação do homem.

  34. Douglas disse:

    Queridos existe uma verdade, JESUS veio buscar o que se havia perdido, através de uma mudança interna, de uma reflexão sobre si mesmo. Muitas pessoas tendem a pensar que JESUS se separa do antigo testamento e dos padrões estabelecidos por DEUS para o homem. Padrões criados desde o início. E não se enganem, JESUS viveu e morreu para difundir seus ideiais, nos quais se entranham tais padrões. O que tenho a dizer é que se quisermos viver segundo ELE, temos que nos esforçar. Existe sim uma perseguição aos cristãos e quem diz que nos fazemos de coitados são mentirosos. Sempre fomos humilhados desde muitos anos. A PL 122 é sim um projeto que com o tempo vai sim se tornar um projeto de privilégios. Todos somos cidadãos dessa nação. O que vejo de muitas pessoas é um total desrespeito com quem discorda do estilo de vida alheio. Fobia, ao meu ver, não advém do fato de eu discordar, mas sim da agressão da reação violenta. E para alguns que dizem que os cristãos não são discriminados ou perseguidos, assistam os vídeos de deputados e representantes de bancadas governamentais dizendo que a igreja é circo e pastor é palhaço e outro chamando de desgraçados os que crem no casamento tradicional e dizendo que pegaria em armas se preciso fosse para defender seus ideiais e contra representantes da bancada cristã no governo. Os vídeos estão ai, são de acesso público. É dessa forma que se pratica a justiça e que se conversa na opinião de muitos? Não creio nisso.

  35. Marcelo disse:

    Tão falando agora que a epigenética vai explicar o homossexualismo. Vão criar uma teoria – igual à teoria da evolução das espécies – que não tem substância científica nenhuma só para explicar a opção homossexual.

    Depois vão ter que explicar a opção por sexo com animais, mortos, etc…..

    É simples explicar, a pessoa gosta do sexo homo e é só isso. Agora mesmo explicando e justificando cientificamente, não vai deixar de ser PECADO.

    1. Andre disse:

      Você é uma criatura extremamente ignorante, epigenética é uma ciência:
      O termo epigenética existe há mais de cem anos, mas somente C. H. Waddington em 1942 deu uma definição mais precisa a ele.

      Epigenética é um campo da biologia que estuda as interações causais entre genes e seus produtos que são responsáveis pela produção do fenótipo.

      A epigenética investiga a informação contida no DNA, a qual é transmitida na divisão celular, mas que não constitui parte da sequência do DNA.

      Os mecanismos epigenéticos envolvem modificações químicas do próprio DNA, ou modificações das proteínas que estão associadas a ele. Por exemplo, nas histonas que se ligam e compactam a cadeia do DNA formando a cromatina, o material básico dos cromossomos. Ou nas proteínas nucleares e nos fatores de transcrição, moléculas que interagem e regulam a função do DNA.

      As modificações epigenéticas envolvem a ligação de um grupo metil (-CH3) a base citosina do DNA, particularmente aquela que vem antes da guanina; ligação de grupo acetil (CH3CO-) ao aminoácido lisina no final de duas histonas; remodelagem de outras proteínas associadas à cromatina; e transposição de certas sequências da fita de DNA causando mudanças súbitas na maneira que a informação genética é processada na célula.

      metilação DNA

      Alguns exemplos de modificações epigenéticas incluem a permutação, bookmarking, imprinting genômico, silenciamento de genes, inativação do cromossomo X, position effect, reprogramação, transvecção, o progresso de carcinogênese, muitos efeitos de teratógenos, regulação das modificações de histona e heterocromatina, e limitações técnicas afetando partenogênese e clonagem.

      Controle do gene e Câncer

      O câncer desenvolve-se quando células tornam-se anormais e começam a crescer sem controle e pode ser consequência de mutações na sequência de DNA das células. Mas o câncer também pode ter um epigenoma anormal. Em muitos tipos de câncer alguns genes são “ligados” e alguns são “desligados” – frequentemente nas mesmas células. Esse é só um exemplo das várias doenças ligadas com anormalidades no epigenoma.

      Menos metil, genes “ligados”
      Células neoplasicas têm um baixo nível de metilação (DNA fica mais ativo) do que células normais. Pouca metilação causa:

      Ativação de genes que promovem o crescimento celular;
      Instabilidade cromossômica;
      Perda de imprinting (fenômeno genético no qual certos genes são expressos apenas por um alelo, enquanto o outro é metilado (inativado)).
      Mais metil, genes “Desligados”
      Células concerosas também podem ter genes que têm mais metil (DNA menos ativo) do que o normal. Os tipos de genes que são “desligados” nas células do câncer:

      Reprimem o crescimento celular;
      Reparam o DNA danificado;
      Iniciam o processo de apoptose.
      Pesquisadores estão explorando terapias com drogas que podem mudar o perfil epigenético das células do câncer. Um desafio da terapia epigenética é descobrir como fazer para a droga chegar nos genes e tecidos certos.

      Referências
      Jornal da Ciência
      Learn Genetics. University of Utah (For studies use only)

    2. Andre disse:

      Como já foi pecado, ser negro, deficiente, estrábico, lembra todos estes até pocuo tempo, nem podiam entrar nas igrejas.
      Marcelo, você vai prestar contas a Cristo de sua maldade.

      1. Douglas disse:

        Meu caro, concordo em parte com o que disse, porém em questões comportamentais, o que JESUS diz?

      2. Joab disse:

        A bíblia não diz em parte alguma que é pecado ser negro, deficiente ou estrábico. Mas ela diz, em muitos textos, que é pecado “homem se deitar com homem, como se fosse mulher”. Não tenho conhecimento de alguém ter sido proibido de entrar numa igreja evangélica por ser negro, deficiente ou estrábico, mas, caso isso tenha ocorrido, processe o pastou ou padre, porque, além de estar discriminando um ser humano, está completamente fora das escrituras.

  36. Raphael disse:

    Caro Leitores,
    Infelizmente ou Felizmente(pois não sei qual a voltade de DEUS), esse blogueiro não conhece nada da palavra de DEUS.

  37. Victor disse:

    Minhas Respostas:
    1ª – SIM
    2ª – SIM
    3ª – Como normal
    4ª – a) SIM
    b) SIM – SIM

    Abraço a todas…

  38. antonio siqueira disse:

    Muitos por aí (Silas Malafaia,Marco Feliciano e muitos outros) se metem a “pregar” o Evangelho, mas apenas falando contra os gays, lésbicas e todos os outros segmentos sexuais.A pregação do Evangelho é deixar a arrogância natural do nosso “eu”.Jesus não mandou perseguir qq que seja a opção sexual ou preferência política do indíviduo.Pregar o Evangelho, é mostrar nossa pessoa suja e má, é “descobrir” o coração cheio de maldades que ninguém vê (Jeremias 9:17).Mas, virou confusão por parte desses pseudos líderes, que tb só sobrevivem às custas dos seus “fiéis” que lhes dão o dízimo e ofertas.Disso eles não esquecem de lembrar aos seus crentes, que os mesmos devem sempre dar e nunca esquecer, dízimos e ofertas, mas eles mesmos não falam de seus corações rapinosos e sujos, pensamentos terríveis e ambições desenfreadas.”Pregam” com muita enfâse nos púlpitos, pulam, gritam, fazem malabarismos para tentar transmitir a Palavra de Deus, na qual eles mesmos não creêm.O próprio Senhor falou : “Do pecado, pq NÃO CRÊEM NA MINHA PALAVRA”.

    1. Douglas disse:

      Concordo com vc, devemos mostrar as pessoas nossa mudança e deixar que o Espírito de DEUS traabalhe através de nossos exemplos. Porém, não podemos esquecer de uma figura importante da bíblia, que foi quem aplainou o caminho para JESUS. Lembra do que aconteceu com ele, João Batista?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *