Mundo Cristão

Pesquisa: os católicos lêem mais a Bíblia

Comments (306)
  1. Gladstonier disse:

    OK! Então o Compêndio Vaticano II foi revogado? Mas onde entra a infalibilidade papal? O papa errou ao colocar ou autorizar a inserção de um dogma que chama Maria de mediadora? E quando ao padre perdoar pecados? E quanto às penitências para pagar os pecados? O ladrão na cruz apenas aceitou Jesus e foi para o reino dos céus sem pagar nenhuma penitência no “imaginário” purgatório!
    São perguntas interessantes, não acha?
    Graça e paz!!!

  2. Gladstonier disse:

    Engraçado, o Diego não gosta muito de falar nas objeções à infalibilidade papal apontadas por le, estou aguardando a sua resposta à minha objeção e a do le.
    Graça e paz!!!

  3. diego disse:

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    vocês e as mesmas perguntas sem fundamentos, já vi que com vocês não adianta impor a verdade, pois estão cegos diante dos aborradores dos pastores que vocês seguem.
    Deus me enviou para mostrar os erros que os seus pastores impuseram diante da igreja de cristo, mais sua alma esta mais interessada nos bens materiais, e no futuro de seus bolsos, cabe a mim me calar, e deixar você escolher qual caminho que queres seguir!
    só te digo uma coisa meu amigo, esquece todas essas maldades e mentiras que usam para enganar-te a ti e ao monte de pessoas que são leigas de almas, siga Deus afinco e lembrece, que quando alguem tenta atingir a igreja de cristo como muitos pastores fazem, o minimo de interesse desses falsos profetas, não é mostrar a verdade mais sim chamar os leigos para os seus montante de riquezas que os envolvem.
    aqui me despeço deixando o espaço para quem quiser falar mais de Deus!

  4. Gladstonier disse:

    E assim termina a discussão, Diego se recusou a falar das objeções a respeito da falsa infalibilidade papal e se retirou dizendo que “não adianta impor a verdade”, realmente, impor uma “verdade” corrompida é difícil, porque o que o Diego disse são meias verdades, em parte é deturpação.
    Mas desejo que Deus converta o coração do irmão e de tantos outros que estão cegos pela “venda milenar” posta pela ICAR, Graça e paz a todos!!!

  5. Ricardo disse:

    Sou católico e digo:
    LEIO constantemente a bíblia.
    Protestantes, não sintam raiva ou duvidem que o católico lê a bíblia. Os não praticantes, aqueles que nunca vão a missa e não participam da igreja, são os que não leem.

    Sei que é dificil aceitarem pelo fato de alguns pastores dizerem isso, mas é a verdade.

    Vocês também não a leem como deve, só leem o que mandam. Estudem e analisem.

    Vocês entenderão o porque da diferença entre o protestante e o católico.

    E digo mais, visitem um site católico, coloquem Resposta católica no google e estudem o site.

    Grande abraço.
    Paz de Cristo

  6. daniel disse:

    A Bíblia e o Espírito Santo

    Toda e qualquer pessoa é capaz de interpretar a Bíblia corretamente ?
    A própria Bíblia proíbe a interpretação privada. Foi o que disse Pedro.

    Devemos escolher apenas o que desejamos seguir na Bíblia e rejeitar o que não gostamos, ou, devemos aceitar a Bíblia por inteira ?

    Mas digamos que todos pudessem fazê-lo. Façamos como os protestantes e evangélicos e ignoremos a proibição bíblica para a livre interpretação…

    Digamos que a tese protestantes está correta. Todo e qualquer homem com a “assistência” do Espírito Santo pode ler e interpretar a Bíblia.

    Assim, perguntamos:

    Quem está certo ? Os pregadores da prosperidade que são “assistidos” pelo Espírito Santo ou os seus opositores que também são “assistidos” pelo Espírito Santo ?

    Quem está certo ? O pregador do Aborto, o “abençoado” e idolatrado Macedo que, se diz inspirado pelo Espírito Santo ou todos aqueles que lhe condenam e que também se dizem inspirados pelo Espírito Santo ?

    Quem está certo ? O pregador do aborto que, devidamente “assistido” pelo Espírito Santo chamou de endemoniados os cantores evangélicos ou estariam certos os cantores chamados por tal pregador de endemoniados que, também “assistidos” pelo Espírito Santo disseram que tal pregador está desesperado com a fuga de fiéis de sua denominação ?

    Quem está certo ? Calvino que dizendo-se inspirado pelo Espírito Santo chamou de ignorantes e loucos que abusam das escrituras todos aqueles que atribuíram irmãos carnais a Jesus, ou, estariam certos os atuais seguidores de Calvino que, contrariando o mestre, mas dizendo-se “inspirados” pelo Espírito Santo consideram que Maria e José tiveram outros filhos carnais ?

    Quem está certo ? Marinho Lutero que “assistido” pelo Espírito Santo batizava crianças, ou, os evangélicos modernos que, dizendo-se inspirados pelo Espírito Santo, alegam que não se deve batizar crianças ?

    Quem está certo ? Marinho Lutero que, dizendo-se inspirado pelo Espírito Santo exclamou:
    “Meu DEUS o que eu fiz ? Um dia serão tantas seitas que nem poderemos contar. Cada cabeça será uma igreja”

    Ou certos estariam os evangélicos que dizem que todos podem interpretar a Bíblia corretamente (menos os católicos, é claro…) ?

    E se todos são inspirados pelo Espírito Santo, por que apenas os católicos não podem “interpretar” a Bíblia ? Onde está a proibição bíblica para a interpretação católica e onde está permissão bíblica para que toda e qualquer seita protestante possa interpretar a Bíblia a seu bel prazer ?

    Uma grande denominação brasileira propagou por anos que João Paulo II era a besta do apocalipse. Como se sabe, o pontífice morreu e nunca foi a besta do apocalipse. Tal denominação que está entre as maiores do país, dizia-se inspirada pelo Espírito Santo e repleta de “profetas”.

    Pergunta-se: Quem está errado ? A denominação que nunca esteve inspirada pelo Espírito Santo, portanto, a tese do livre exame é falha, ou, o próprio Espírito Santo enganou-se e passou aos ditos “profetas” informação errada ?

    Ou ainda, o crente que sabe deste descalabro e reconhece a falsa profecia, hipocritamente, finge que tudo está bem e que tais “profetas” e tal denominação ainda merecem crédito ?

    Eu gostaria de respostas objetivas e certeiras. E bíblicas. Nada de rodeios ou citações de versículos fora do contexto. Sem aquela costumeira embromação de pastor.

    Todo protestante diz que não há um só homem infalível em matéria de fé e doutrina. Está correto isto ?

    Se não há um só homem infalível em matéria de fé e doutrina, por que pretende o protestante pregar para os demais se quem lhe escuta deve acreditar antes que não há um só homem confiável em matéria de fé e doutrina ?

    Ou será que cada protestante se considera infalível para si mesmo e condena a infalibilidade apenas nos demais ?

    Se por um lado a Bíblia é a palavra infalível de DEUS, as interpretações privadas, conforme tese protestante, são passíveis de falhas.Ou não ? Toda e qualquer interpretação protestante está certa ?

    Mas se todos são inspirados pelo Espírito Santo na leitura da Bíblia, por que alguém precisa de pastor ? Basta ler a Bíblia com a assistência do Espírito Santo e o próprio leitor e “interprete” chegará às mesmas conclusões.

    Se todos usam a mesma Bíblia e todos são inspirados pelo mesmo Espírito Santo, por que se dividem a cada dia mais em igrejas divergentes entre si ?

    Por que alguém precisa de igreja evangélica estando salvo e sendo assistido pelo Espírito Santo em sua leitura privada ?

    Imagine alguém que já está “salvo” e tem a assistência direta do Espírito Santo. Frequentar uma igreja e ouvir pregações de homens que não são infalíveis, teoricamente, pode comprometer a salvação do eleito. E se salvação obtida não pode ser perdida, então aí mesmo que Bíblia, igreja, pastor e dízimos não servem para nada. Afinal de contas, salvação garantida é salvação que não pode ser perdida faça o que fizer o crente. E se ao contrário, salvação pode ser perdida, por certo a igreja protestante ou evangélica é o local mais perigoso onde o crente salvo e inspirado terá que conviver com pessoas que cometem falhas.

    Me expliquem, por favor, à luz da Bíblia, já que o protestante grita em alto e bom som: “Só a Bíblia”.

    A. Silva – Livre divulgação mencionando-se o autor

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *