Pesquisa aponta que a sociedade vê homossexuais de forma mais amigável do que evangélicos

118

As polêmicas entre homossexuais e evangélicos estão levando as pessoas que não fazem parte de nenhum dos dois grupos a verem os religiosos de maneira menos amigável. Essa é uma conclusão da pesquisa desenvolvida pelo instituto Greenberg Quinlan Rosner Research, com o objetivo de entender a atual conjuntura política e social dos Estados Unidos.

Segundo os dados da pesquisa, pouco mais de 50% possuem opiniões positivas sobre gays e lésbicas, contra 42% dos norte-americanos tem algo de bom a dizer sobre os evangélicos. O levantamento mostrou ainda que 28% dos norte-americanos veem evangélicos de forma desfavorável, enquanto que 18% das pessoas ouvidas sentem-se à vontade com homossexuais.

De acordo com o Christian Post, a pesquisa aponta que quanto mais as pessoas frequentam as igrejas, mais tendenciosas a aceitarem o casamento gay elas se tornam. Para pouco mais de 50% das pessoas entrevistadas, “permitir o casamento entre pessoas do mesmo ajuda crianças” por oferecer “os mesmos direitos de casais convencionais de ter direitos legais para constituir família, sem a necessidade das figuras de pai e mãe”.

Aproximadamente 60% acreditam que casais do mesmo sexo conseguem oferecer toda a estrutura e educação necessárias para uma criança, além de estabilidade emocional, da mesma forma que uma criança criada por uma família tradicional.


Por Tiago Chagas, para o Gospel+

118 COMENTÁRIOS

  1. “sociedade vê homossexuais de forma mais amigável do que evangélicos”

    É nitido isso. A nominação “evangélico” até tinha boa reputação a umas duas décadas atrás… hj, por causa dos escandalos, distorções, brigas publicas entre eles e discurso de ódio contra alguns segmentos da sociedade, como homossexuais e não-evangélicos essa simpatia da sociedade não existe mais.

  2. Nem Jesus, nem nenhum profeta, nenhum dos primeiros cristãos que eram perseguidos, eram acusados de serem ladrões, estelionatários, de enriquecer ilicitamente, de explorar os incautos, de extorquir os pobres e as viúvas etc..

    Tem alguma errada. Hoje em dia um pastor é tão bem visto quanto um político.

    • Extraído do site CRISTO É A VERDADE.

      lei do dízimo está empacotada na velha constituição. Se a lei do mandamento anterior foi “ab-vogada”, e Cristo e os apóstolos não a “repristinaram”, ninguém deve argumentar sobre a sua validade em separado. Toda a lei da velha constituição foi “ab-rogada” pelo seu cumprimento total em Cristo; estão em pé de igualdade uma com as outras; valem a mesma coisa, isto é: nada. Por que se fala tanto em dízimo neste capítulo 7 de Hebreus, que trata desses dois sacerdócios distintos? Porque é um têrmo da velha lei que mais caracterizava aquele sacerdócio. O dízimo existia, por sua causa; para a sua sustentação e subsistência. Ao levita, não lhe era permitido ter fontes de rendas; não lhe deram esse “Direito”. Não trabalhava como os das outras tribos e eram sustentados por elas, através de sua única fonte de subsistência (não fonte de renda) própria: os dízimos. O livro aos Hebreus é suficiente para dirimir quaisquer dúvidas que possam existir, quanto à obrigatoriedade de cumprir e permissividade de exigir qualquer lei da velha ordenança dentro do sacerdócio atual, que é o de Cristo. Muitas vezes tropecei nesse capítulo, sob outras orientações! O verso 12 é de importância crucial: Porque, mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança da lei Hebreus 7:12 Não deveria, mas estou a tentar expor em separado, o meu entendimento atual sobre uma das várias leis, do Velho Testamento, que é a dos dízimos. Para que fazer argumentações sobre a validade ou não de uma das leis de uma Constituição que foi “ab-rogada”?
      Igreja precisa de dinheiro, não de dízimos.A única “razão” da existência do dízimo nas igrejas é somente para a sua necessidade financeira (o dízimo atual vem em forma de dinheiro, diferentemente da redação da velha lei). Não o aboliram, porque sem ele, não sobreviveriam, ou pelo menos pensam assim. Alguns pastores; pasmem, sabem que não têm autoridade para cobrá-los, e mesmo assim, cobram, configurando no maior estelionato do mundo!Outro dia, perguntei a um pastor, em um determinado endereço na internet, por que ainda cobrava os dízimos? Ao que ele me disse: Porque sem eles, a obra não subsiste. Temos muitas despesas com salários dos pastores, missionários etc. Não argumentou nada sobre a validade ou não dos dízimos nos dias atuais. O pensamento dele é o da maioria: não importa de onde vem o dinheiro; precisamos dele. O fim justifica os meios. O mais assustador é que têm a consciência tranqüila (cauterizada). Isso não os perturba nem lhes tira o sono. Os lobosPorque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho Actos 20:29. Quantas pessoas inocentes e ignorantes estão sendo enganadas por esses falsos pastores! Famílias inteiras estão passando por grandes privações para seguirem os seus dogmas fundamentalistas de indulgências e inquisições; deixando até de alimentar os seus filhos para engordar as contas bancárias milionárias destas mega-igrejas multinacionais; enchendo suas malas de milhões e milhões de dinheiro.Fazer analogias e semelhanças entre o sacerdócio levita e os “sacerdócios” de vários títulos religiosos de hoje, fica ainda mais complicado para eles!
      “O espírito da letra” do Dízimo Como o dízimo nasceu de uma Constituição (velha ordenança); é uma lei. Então forçosamente teremos de estudá-la, para entender o que pretendia o seu Legislador. Para isso devemos atentar para vários aspectos. Afinal, como e por que surgiu essa lei? Qual era o “espírito da letra” dos dízimos, naquela época? O que era realmente o dízimo, ou que tipo de mercadorias podiam ser dizimadas? Como era a sua redação, na velha lei? Quem tinha o dever de dar os dízimos? Quem tinha o Direito de “tomar” os dízimos? Qual o âmbito de ação dessa lei, no espaço e no tempo? Além dos sacerdotes (levitas), quem mais poderia ser beneficiado com os dízimos? Podemos colocar em pé de igualdade os sacerdotes descendentes de Arão com os pastores, bispos, apóstolos, padres, papa, ou qualquer pessoa que detenha títulos religiosos de hoje? Dízimos podem comprar carros, emissoras de rádio e televisão, templos ou outro tipo de negócio? Podem sustentar alguma família de brasileiro ou outro cidadão? Podem deixar de contemplar os mais necessitados?Toda a lei veterotestamentária surgiu dos diálogos de Deus, com Moisés e Arão e era dirigida para aquela gente, naquele tempo e lugar. Tudo o que Deus dizia aos dois juntos, ou em separado, se transformava em lei, quando estes a anunciavam ao seu povo.
      A velha ordenança e a Lei de Cristo Apesar das redundâncias deste escritor, ainda há pessoas que teimam em “repristinar” (termo jurídico designado para aproveitar lei que foi revogada) os mandamentos dirigidos aos israelitas e tomar para si, lei que nada lhe diz respeito. Se, sou brasileiro e tenho a Constituição portuguesa às mãos, sem ter quaisquer relações com aquele país, não preciso me preocupar em viver de acordo com aquela Constituição. Posso, no máximo, fazer pesquisas para efeito de conhecimentos. Tenho que obedecer à Constituição de meu país. Não preciso me adequar a uma Constituição que não foi feita para mim, num lugar onde não vivo; seria perda de tempo. Preocupo-me somente com a lei de Cristo, essa, sim, foi dirigida a mim. Se, estou no trânsito a conduzir meu carro por qualquer rua do Brasil, e cometo uma infração; o guarda de trânsito não pode me punir com uma lei de trânsito da Inglaterra. Ainda mais se essa lei já tenha sido ab-rogada há muito tempo! Mesmo para os judeus atuais, a velha lei foi revogada há muito tempo; pois já não atendia mais às funções para que foi criada. Tudo por causa de seus sacerdotes que eram fracos. Era lei para ser executada por pessoas que se corromperam ao longo do tempo. Raça de víboras, como podeis vós dizer boas coisas, sendo maus? Pois do que há em abundância no coração, disso fala a boca. Mateus 12:34. E, vendo ele muitos dos fariseus e dos saduceus, que vinham ao seu batismo, dizia-lhes: Raça de víboras, quem vos ensinou a fugir da ira futura? Mateus 3:7. Em qualquer Constituição, toda e qualquer lei deve ser executada pelas autoridades nela especificadas. Isso se chama competência de autoridade ou sujeito ativo de direito. Também, deve prever as pessoas alcançadas pela tal lei; sujeito passivo de direito. No caso dos dízimos, não foge a essa regra: E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio, têm ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos. Hebreus 7:5
      Na Epístola aos Hebreus está escrito: “E os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm ordem, segundo a lei, de tomar o dízimo do povo, isto é, de seus irmãos..e aqui certamente tomam dízimos homens que morrem; ali, porém, aquele de quem se testifica que vive” (Heb. 7:5,8). Antes de tudo é necessário dizer que “os que aqui certamente tomam dízimos” (Heb . 7:8), eram Levitas (portanto Judeus de nascença), que, quando a epístola foi escrita, ainda tomavam os dízimos dos outros Judeus, segundo a ordem da lei de Moisés, portanto, como nós não somos Judeus de nascença que estão debaixo da lei e entre nós Gentios não há descendentes da tribo de Levi, isto não nos diz respeito. Alguém dirá: ‘ Mas aqui está escrito: “Aqui certamente tomam dízimos”, por isso se o verbo está no presente, significa que também debaixo da graça os santos em Cristo deviam pagar o dízimo!’; vos respondo dizendo-vos que o verbo não está no presente só quando a Escritura fala do dízimo, mas também quando fala dos dons e dos sacrifícios que eram ainda oferecidos (naquele tempo) no santuário terreno em Jerusalém pelos sacerdotes Judeus, com efeito na mesma epístola está escrito: “Havendo ainda sacerdotes que oferecem dons segundo a lei, os quais servem de exemplar e sombra das coisas celestiais..” (Heb. 8 :4,5) e ainda: “Todo o sacerdote aparece cada dia, ministrando e oferecendo muitas vezes os mesmos sacrifícios, que nunca podem tirar os pecados…” (Heb. 10 : 11); além disso, notai nestas escrituras a expressão “segundo a lei”, porque ela se refere à lei de Moisés e não à de Cristo, com efeito, os Levitas tomavam os dízimos do povo por ordem de Moisés, e os sacerdotes ofereciam os dons e os sacrifícios no templo, ainda segundo a lei de Moisés, mas lembrai-vos que os que faziam isto eram Judeus de nascença que estavam ainda debaixo da lei e que não tinham ainda sido libertados dela, como, ao contrário, o fomos nós por YEHÔSHUA o MESSIAS.
      Ainda que alguém do Brasil resolva dar dez por cento de “qualquer coisa de valor material”, não seria dízimo, pois este já não existe e teria que ser da produção agropecuária. E se existisse esse alguém, teria de ser judeu; porque somente os judeus tinham esse dever. Ainda, se a lei estivesse em vigor e algum judeu resolvesse cumpri-la hoje, com os seus “dízimos”, teria de achar um levita para tomá-los, mas estes já não existem e já não teriam a lei para ampará-los. Ainda que a velha lei estivesse em vigor em Israel, outros povos que não os judeus, não teriam a obrigação de cumpri-la, dentro e fora daquele Estado. Foi feita para aquele povo específico, para o atender em um determinado tempo, num determinado lugar. No Direito, isso se chama eficácia da lei no tempo e no espaço. Quando houve o derramamento do sangue de Cristo na cruz, na sua morte, o véu foi rasgado: E YEHÔSHUA, clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras Mateus 27:50/51. Esse “rasgue” do véu tem um grande significado: o lugar santíssimo de dentro do Templo foi escancarado; abriu-se uma cortina mundial. Acabou-se a função do Templo e com este, foi-se a profissão sacerdotal. A velha lei foi cumprida por Cristo no lugar daqueles sacerdotes. Sem lei não há Templo, sem Templo não há lei, nem sacerdotes. O sangue derramado estabeleceu o Novo Testamento de Cristo. E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado Marcos 14:24. O novo testamento de Cristo é para o mundo inteiro: Porque Deus amou o mundo(humanidade) de tal AMEM!
      DÍZIMOS E OFERTAS PERMANECEM NO NOVO TESTAMENTO?
      Imprimir |

      O que diz a Palavra sobre dízimos e ofertas no Novo Testamento do Senhor Jesus? Ainda devemos exercer as cerimônias e rituais da lei de Moisés ou Cristo revogou a lei pela aspersão do seu próprio sangue, em sacrifício vivo na cruz do Calvário?

      DÍZIMOS NO NOVO TESTAMENTO

      Os dicionários bíblicos assim definem o dízimo: A décima parte, tanto das colheitas como dos animais, que os israelitas ofereciam a Deus (Levíticos 27.30-32 e Hebreus 7.1-10). O dízimo era usado para o sustento dos levitas (Números 18.21-2), dos estrangeiros, dos órfãos e das viúvas (Deuteronômio 14.29).
      Para iniciar o nosso estudo bíblico, já conhecemos que mesmo na vigência da Lei de Moisés, dízimo não era dinheiro (Deuteronômio 14.22-27), mas dez por cento das colheitas de grãos e de animais, e eram destinados à suprir os Levitas que não tinham parte e nem herança na terra prometida.
      No Novo Testamento o dízimo foi citado três vezes, vamos conhecer o porquê e em quais circunstâncias a Palavra se refere a essa ordenança da Lei.
      A primeira vez que o dízimo foi citado no Novo Testamento (Mateus 23.23), Jesus censurou os escribas e fariseus, dizendo-lhes: Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! Que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé. Deveis, porém, fazer estas coisas e não omitir aquelas.
      Por isso, quando anunciamos que o dízimo é abolido no tempo da graça, os seus patronos e beneficiários imediatamente bradam por Mateus 23.23, e muitos, por não vislumbrar a divisão existente na Palavra entre o Antigo Testamento (feito por leis, cerimônias e rituais) e o Novo Testamento (da graça), ainda trazem nos lombos o pesado fardo da lei, mesmo depois da revogação do precedente mandamento, por causa da sua fraqueza e inutilidade (pois a lei, nenhuma coisa aperfeiçoou), sendo introduzida uma melhor esperança, pela qual chegamos a Deus (Hebreus 7.18 e 19), pela aspersão do sangue de Cristo na cruz do Calvário, o qual veio justamente para libertar o homem do jugo da lei, mas o seu sacrifício continua sendo rejeitado.
      Então vamos buscar discernimento espiritual na Palavra, para entendermos o porquê, naquela ocasião Jesus recomendou a manutenção dessa ordenança da lei, dizendo: Deveis, porém, fazer estas coisas e não omitir aquelas.
      Assim afirmou Jesus, porque era um judeu, nascido sob a lei (Gálatas 4.4), e viveu na tutela da lei. Reconhecendo-a, disse dessa forma, pela responsabilidade de cumprir a lei. E para isso, em Mateus 5.17 e 18, Ele disse: Não cuideis que vim abolir a lei e os profetas, mas vim para cumpri-la, e, nem um jota ou til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
      Jesus assegurou que a lei deveria ser cumprida, mesmo no decorrer do seu ministério, porque qualquer que violasse a lei, seria apedrejado até a morte. E nesse caso, Ele não iria cumprir a sua missão aqui na terra para libertar o homem que estava morto na maldição do pecado.
      E verdadeiramente Jesus cumpriu a lei. Foi circuncidado aos oito dias, foi apresentado na sinagoga (Lucas 2. 21-24), assumiu o seu sacerdócio aos trinta anos (Lucas 3.23, Números 4.43, 47), e exerceu outras formalidades cerimoniais da lei.
      Observe também, que Jesus curou o leproso (Mateus 8.1-4) e depois o mandou apresentar ao Sacerdote a oferta que Moisés ordenou no capítulo 14 de Levítico. E hoje, alguém oferece ao sacerdote alguma oferta após a graça da libertação das enfermidades?
      Porque a Nova Aliança não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3.22-25 e 4.4, 5), para tanto, Cristo, ao render o seu espírito a Deus (Mateus 27.50,51), o véu do templo rasgou-se de alto a baixo, então passamos a viver pela graça do Senhor Jesus, encerrando-se ali, toda ordenança da lei de Moisés, sendo introduzido o Novo Testamento, o Evangelho da salvação pelo triunfo do Senhor Jesus Cristo na cruz do Calvário.
      O que precisamos entender de vez por todas, que Cristo não veio a ensinar os judeus a viverem bem a Velha Aliança, Ele disse: Um novo mandamento vos dou (João 13.34), e, se a justiça provem da lei, segue-se que Cristo morreu em vão (Gálatas 2.21). E em Mateus 5.20,disse Jesus: Se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no Reino dos céus.
      Considere que o Senhor Jesus Cristo mandou justamente os escribas e fariseus (os quais o Senhor sempre os tratou por hipócritas, falsos) que cumprissem a lei de Moisés, a qual ordenava o dízimo. Nós porém, para herdarmos o reino do Céu, não podemos de forma alguma voltar no ritual da lei Mosaica como faziam os escribas e fariseus, mas precisamos exceder essa lei, ainda que abolida. O amor, a graça e a paz do Senhor Jesus excede a lei e todo entendimento humano.
      A Segunda vez que o Senhor Jesus referiu-se ao dízimo, foi na Parábola do Fariseu e do Publicano (Lucas 18.9-14), e outra vez Jesus censurou os dizimistas. Tomou como exemplo um religioso, dizimistafiel, o qual jejuava duas vezes por semana, porém, exaltava a si mesmo e humilhava um pecador que suplicava a misericórdia do Senhor.
      É interessante observar que os fariseus continuam se exaltando da mesma forma, batem no peito e dizem: Eu sou dizimista fiel. Mas nesta narrativa alegórica, o Senhor Jesus Cristo exemplificou que no Evangelho não há galardão para os dizimistas, ao contrário, Jesus sempre os censurou.
      A ABOLIÇÃO DOS DÍZIMOS
      Hebreus 7.5: E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão.
      Medite, a palavra afirma que Moisés deu uma lei ao seu povo, direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações, os quais tinham ordem, segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. Agora note o relato do versículo 11e 12:
      Hebreus 7.11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se a Jesus Cristo) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).
      Hebreus 7.12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.
      Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra do Senhor assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7.5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7.11) e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7.12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade do Senhor Deus enviar outro Sacerdote? A palavra não deixa sombra de dúvida que não só o dízimo, mas toda a lei de Moisés foi por Cristo abolida. Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.
      E, se voltarmos na lei que fora direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio do Senhor Deus e, se aplicada aos crentes hoje, ela torna-se intempestiva e ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são sacerdotes levitas. E Jesus afirmou que a lei e os profetas duraram até João (Lucas 16.16), e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz mudança na lei (Hebreus 7.12).
      Portanto amados, apenas esses três versículos (5, 11,12) do capítulo 7 da carta aos Hebreus, seriam suficientes para entendermos a abolição de toda lei, e não falarmos mais em obras mortas, como o dízimo no tempo da Graça do Senhor Jesus.
      Outra particularidade, no capítulo 18 do livro de Números, o Senhor Deus adverte aos sacerdotes levitas dizendo: Na sua terra, possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte possuirás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.
      Gostaríamos de recomendar aos pregadores contemporâneos (os que querem se assemelhar aos sacerdotes levitas), seria bom que guardassem os mandamentos do Senhor para aquela tribo, os quais não possuíam bens materiais, pois o Senhor era a herança dos sacerdotes levitas.
      AS OFERTAS NO NOVO TESTAMENTO
      E, falando pela Palavra, semelhantemente aos dízimos, não é licito os dirigentes das igrejas denominacionais receberem ofertas (dinheiro ou bens materiais) dos seus fieis, visto que no Novo Testamento não há fundamento para essa prática, pois, as ofertas citadas na Lei de Moisés não eram doações de bens materiais, mas sim oferendas de animais, cereais ou bebidas, entregues a Deus como parte do culto de adoração. No livro de Levítico, do capítulo 1 a 7, está especificado cinco tipos principais de ofertas e sacrifícios:
      1) Holocausto, o animal era completamente queimado no altar Levíticos (1.1-17 e 6.8-13).
      2) Oferta de manjares, isto é, de cereais (Levíticos 2.1-16 e 6.14-23).
      3) Sacrifício pacífico ou de paz (Levíticos 3.1-17; 7.11-21).
      4) Oferta pelo pecado, isto é, para tirar pecados (Levíticos 4.1-5.13; 6.24-30).
      5) Oferta pela culpa, isto é, para tirar a culpa (Levíticos 5.14-6.7; 7.1-7).
      Das ofertas de paz havia três tipos: por gratidão a Deus (Levíticos 7.12), para pagar voto ou promessa (Levíticos 7.16) e a voluntária, que era trazida de livre e espontânea vontade (Levíticos 7.16).
      Além dessas, havia também a libação, tipo de oferta em que se derramava vinho (Levítico 23.13), e também a OFERTA ALÇADA, sobre a qual, vamos meditar no texto abaixo.
      Mas, os sacrifícios do A.T. eram provisórios (Hebreus 10.4) e apontavam para o Cordeiro de Deus (João 1.29 e Hebreus 9.9-15), cujo sangue, pela sua morte na cruz, nos limpa de todo pecado (I João 1.7).
      A OFERTA ALÇADA NO EVANGELHO
      Ainda que os esclarecimentos sejam bem detalhados, sabemos que haverá apologia sustentada na oferta da viúva pobre (Lucas 21.1-4), ocasião em que Jesus observava os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; e também uma pobre viúva que lançava ali duas pequenas moedas; então, disse Jesus: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva, porque todos aqueles deram como ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deu todo o sustento que tinha.
      Exatamente como o dízimo de Mateus 23.23, todas as vezes que a Palavra cita “OFERTA” no Novo Testamento, assim como a oferta da viúva pobre, todos esses episódios sobrevieram na vigência da lei de Moisés, mas aqui há uma palavra revelada. Vamos meditar no Antigo Testamento sobre os dízimos e ofertas alçadas, para discernimento espiritual da Palavra:
      No livro de Números 18.20-28, disse o Senhor a Arão: Na sua terra possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte terás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.
      E eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo seu ministério que exercem, o ministério da tenda da congregação. Os levitas administrarão o ministério da tenda da congregação e eles levarão sobre si a sua iniqüidade; e no meio dos filhos de Israel nenhuma herança herdarão.
      E falarás aos levitas e dir-lhes-ás: Quando receberdes os dízimos dos filhos de Israel, que eu deles vos tenho dado em vossa herança, deles oferecereis uma oferta alçada ao Senhor: O dízimo dos dízimos.
      E para concluir, no livro de Deuteronômio 14.29 diz: Então virá o levita (pois nem parte nem herança têm contigo), e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva que estão dentro das tuas portas, e comerão, e fartar-se-ão; para que o Senhor teu Deus te abençoe em toda a obra das tuas mãos que fizeres.
      Observe que o dízimo é direcionado para suprir as necessidades dos levitas, porque não possuíam parte e nem herança entre os judeus, e também designado com a finalidade de caridade aos estrangeiros, órfãos e as viúvas.
      Notem também, que no início deste tópico, Jesus observava os ricos lançarem as suas ofertas alçadas na arca do tesouro, mas as sobras, enquanto que a pobre viúva, lançou ali, o seu sustento.
      Aqui está a palavra revelada: Os ricos lançavam ofertas das sobras, para se exaltarem e humilhar aos pobres que ali depositavam pequenas quantias. Porem, em conformidade com a lei (Números 18.11-32), os ricos não podiam participar desse cerimonial, porque ali estava sendo exercida a oferta alçada, ou seja a entrega do dízimo dos dízimos.
      E somente os filhos de Levi, recebiam o dízimo, portanto a oferta alçada só poderia ser praticada pelos levitas que não possuíam parte nem herança na terra prometida (Números 18.20-28), e pelos necessitados que também se beneficiavam dos dízimos, por isso, Jesus exaltou o ato de fé daquela pobre viúva, que ofertou o seu sustento, doando parte do que havia recebido para a sua manutenção cotidiana.
      A oferta alçada é a única oferta em dinheiro relatada na bíblia, tanto que a viúva pobre doou duas moedas do seu sustento. Porém, não poderá ser praticada no tempo da graça, porque era o dízimo dos dízimos, os quais, recebiam somente os que não possuíam parte nem herança no meio dos judeus, e também os despojados de bens materiais. Portanto, aquela irmã estava dizimando, em forma de oferta alçada.
      Neemias 10.37-39, relata que as ofertas alçadas eram oferecidas também através das primícias dos frutos das árvores, dos grãos, do mosto, e do azeite, aos sacerdotes, às câmaras da Casa do nosso Deus. E quando os levitas recebessem os dízimos, trariam os dízimos dos dízimos (ofertas alçadas) à Casa do nosso Deus, às câmaras da casa do tesouro.
      Uma pausa para meditação: No livro de Malaquias 3.8, o Senhor alerta: Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.
      A Palavra é profunda, mas observe: Quem tinha ordem segundo a lei de receber os dízimos e ofertas alçadas, senão os sacerdotes levitas? (hoje representados pelos líderes das igrejas denominacionais). Portanto, os roubadores que a Palavra está se referindo, não são os que deixam de doar, mas justamente os que recebem os dízimos e as ofertas alçadas. Medite e tire a sua própria conclusão.
      Outra referência bíblica muito usada pelos pregadores, para pedir dinheiro, está na segunda carta aos Coríntios 9.6-8, assim descrito:
      O que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância em abundância também ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
      Mas esta referência não é uma ordenança para se tomar ofertas oferta dos fieis, ainda que seja para a obra, este menção é uma alusão sobre o amor ao próximo, em forma de caridade, citados em todos os livros do Novo Testamento.
      E para não pairar dúvidas que a ordenança é sobre a caridade, se continuarmos a leitura, no versículo seguinte (9) do mesmo capítulo, está escrito: Distribuiu, deu aos pobres, a sua justiça permanece para sempre.
      Observou o que o Senhor mandou semear com alegria? E se fosse como os pregadores citam, para tomar dinheiro dos fieis, a Palavra seria contraditória, porque na Nova Aliança, não há um versículo sequer, admitindo a prática para ofertas, seja em dinheiro ou quaisquer outros bens materiais. E qualquer prática ou doutrina que venha contraditar as escrituras, é adulteração a Palavra do Senhor, é outro evangelho.
      Porque hoje vivemos o tempo da graça do Senhor Jesus e qualquer esforço para voltar a lei de Moisés, que Cristo desfez na cruz, é anular o sacrifício do Cordeiro de Deus e reconstruir o muro da separação, por Ele derrubado (Efésios 2.13-15). AMEM!======Em muitas igrejas, hoje em dia, a doutrina de dizimar tem atingido o nível de escândalo moderno. Conquanto os livros sobre Hermenêutica e os teólogos omitam o dizimar, por outro lado a prática tem se tornado rapidamente uma exigência aos membros da igreja, nas várias denominações, que insistem em dizer que estão embasadas nas sólidas doutrinas da Bíblia. Existe ainda uma crescente evidência de que os leigos que questionam a legitimidade do dizimar na Nova Aliança, são em geral criticados como criadores de casos ou taxados de cristãos imaturos. O Dizimar moderno baseia-se em falsas premissas – A declaração de uma denominação sobre mordomia é típica do que muitas outras ensinam sobre o dízimo. Ela diz que “Dizimar é o modelo bíblico e o ponto inicial que Deus tem estabelecido e que não deve ser substituído nem comprometido por nenhum outro modelo”. Ela acrescenta que o dízimo deve ser entregue a partir da renda bruta, o qual é devido à igreja, antes dos impostos. Os seguintes pontos deste ensaio vão contestar os ensinos usados para estruturar o dízimo com o que realmente diz a Palavra de Deus. Ponto 1 – Os princípios de dar no Novo Testamento, na 2 Coríntios 8,9 são superiores ao dizimar. O falso ensino é que dizimar é uma exigência obrigatória, a qual sempre precede o dar voluntariamente. O dar voluntariamente precedia o dizimar. Os seguintes princípios de dar voluntariamente na Nova Aliança estão fundamentados na 2 Coríntios 8 e 9 (1). Dar é uma “graça”. A 2 Coríntios 8 usa oito vezes a palavra “graça”, referindo-se à ajuda aos santos pobres (2). Dar primeiro a Deus (8:5). (3) Dar-se a si mesmo para conhecer a vontade de Deus (8:5) (4) Dar em resposta ao dom de Cristo (8:9 e 9:15). (5) Dar com desejo sincero (8:8, 10, 12 e 9:7) (6) Não dar por causa de mandamento algum (8:8,10; 9:7). (7) Dar além de sua capacidade (8:3, 11, 12) (8) Dar para produzir igualdade. Isso quer dizer que os que têm mais devem dar mais, a fim de suprir a incapacidade dos que não podem dar mais (8:12,14) (9) Dar com alegria (8:2). (10) Dar porque está crescendo espiritualmente (8:3,4,7). (11) Dar porque deseja crescer espiritualmente (9:8, 10, 11). (12) Dar porque está ouvindo o Evangelho ser pregado (9:13). Ponto 2 – Na Palavra de Deus o dízimo é sempre em alimento O falso ensino é que os dízimos bíblicos incluem todas as fontes de renda. Não usem o Dicionário de Webster. Usem a Palavra de Deus para definir a palavra “dízimo”. Abram uma boa “Concordância Bíblica”. Vocês vão descobrir que a definição usada pelos advogados do dízimo está errada. Na Palavra de Deus o vocábulo “dízimo” não aparece sozinho. Embora já existisse dinheiro, a substância do dízimo divino jamais foi dinheiro. Ele era o “dízimo do alimento”. Isso é muito importante. ** Os verdadeiros dízimos bíblicos eram sempre somente o alimento proveniente das fazendas e rebanhos, somente dos israelitas que vivessem exclusivamente dentro da Terra Santa de Deus, as fronteiras nacionais de Israel ** A fartura provinha da mão de Deus e não da manufatura ou habilidade do homem. Existem 15 versos de 11 capítulos e 8 livros, de Levítico 27 a Lucas 11, que descrevem o conteúdo do dízimo. E o conteúdo jamais, repito, jamais incluía dinheiro, prata, ouro ou qualquer outra coisa, além de alimento. Mesmo assim, a definição incorreta de “dizimar” é a maior mentira que está sendo pregada sobre esse ato, hoje em dia. (Vejam Levítico 27:30,32; Números 18:27,28; Deuteronômio 12:17; 14:22, 23, 26; 2 Crônicas 31:5; Neemias 10:37; 13:5; Malaquias 3:10; Mateus 23:23 e Lucas 11:42). Ponto 3 – O dízimo de Abraão a Melquisedeque se embasou numa tradição pagã. O falso ensino é que Abraão deu voluntariamente o dízimo porque foi a vontade de Deus. Contudo, pelas seguintes razões, Gênesis 14:20 não pode ser usado como exemplo para os cristãos dizimarem: 1 – A Bíblia não diz que Abraão deu “voluntariamente” esse dízimo. 2 – O dízimo de Abraão não foi um dízimo santo, da Terra Santa de Deus, produzido pelo povo santo de Deus. 3 – O dízimo de Abraão foi do espólio de guerra, o que era comum a muitas nações. 4 – Em Números 31, Deus exige apenas 1% dos espólios de guerra. 5 – O dízimo de Abraão a Melquisedeque aconteceu apenas uma vez e Abraão mudava sempre de lugar. 6 – O dízimo de Abraão não proveio de sua riqueza pessoal. 7 – Abraão nada conservou para si mesmo, tendo devolvido tudo. 8 – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, a fim de respaldar o ato de dizimar. 9 – Gênesis 14:21 é o texto chave. Visto como muitos comentários explicam o verso 21 como exemplo da tradição pagã árabe, é uma contradição explicar os 90% do verso 21 como pagão, ao mesmo tempo insistindo-se em que os 10% do verso 20 eram a vontade de Deus. 10 – Se Abraão serve de exemplo para o cristão dar 10% a Deus, então deveria também ser um exemplo para ele dar os restantes 90% a Satanás, ou ao Rei de Sodoma! 11 – 0 Visto como nem Abraão nem Jacó tinham um sacerdócio levítico para manter, eles não tinham lugar algum onde entregar os dízimos, durante os seus muitos movimentos. Ponto 4 – Os Primeiros Dízimos eram recebidos pelos servos dos sacerdotes. O falso ensino é que os sacerdotes do Velho Testamento recebiam todo o primeiro dízimo. A verdade é que o dízimo “completo”, o primeiro dízimo, não ia para os sacerdotes, de modo algum. Em vez disso, conforme Números 18:21-24 e Neemias 10:37, ele ia para os servos dos sacerdotes, os levitas. Em seguida, conforme Números 18:25-28 e Neemias 10:38, os levitas davam o “melhor décimo” desses dízimos (1%) recebidos aos sacerdotes que ministravam os sacrifícios pelos pecados e serviam dentro dos locais sagrados. Os sacerdotes não dizimavam pessoalmente, de modo algum. É também importante saber que em troca de receber, esses dízimos, tanto os levitas como os sacerdotes perdiam todo o direito à herança permanente da terra dentro de Israel (Números 18:20-26; Deuteronômio 12: 12; 14:27,29; 18:1-2; Josué 13:14,33; 14:3; 18:7; Ezequiel 44:28). Os levitas que recebiam o primeiro dízimo eram proibidos de ministrar os sacrifícios de sangue, sob pena de morte (Números 18:3). Não há continuação dessa ordenança na Nova Aliança. Ponto 5 – A frase: “É santo ao Senhor” não torna o dízimo um princípio eterno moral. O falso ensino é que Levítico 27:30-32 prova que o dízimo é um “eterno princípio moral” porque “ele é santo do Senhor”. Contudo, os mestres do dízimo devem ignorar a frase mais forte “ele é santíssimo ao Senhor”, nos imediatos versos precedentes: 28 e 29. Isso porque os versos 28 e 29 não são definitivamente “eternos princípios morais” na igreja. Em seu contexto, as frases “É santo ao Senhor” e “é santíssimo ao Senhor” não podem se interpretadas como “eternos princípios morais”. Por que? Porque quase qualquer outro uso desta frase em Levítico foi há muito descartado pelos cristãos. Frases semelhantes são também usadas para descrever todos os festivais, ofertas sacrificais, distinção entre alimentos puros e impuros, os sacerdotes da Antiga Aliança e o santuário da antiga Aliança. Ponto 6 – Existem na Bíblia quatro tipos diferentes de Dízimos. O falso ensino ignora todos os outros dízimos e focaliza somente a parte do primeiro dízimo religioso. Na realidade, o primeiro dízimo religioso chamado o “Dízimo Levítico” tinha duas partes. Novamente todo o primeiro dízimo era dado aos levitas, os quais eram apenas servos dos sacerdotes (Números 18:21-24; Neemias 10:37). Por sua vez, os levitas davam 1/10 de todos os dízimos aos sacerdotes (Números 18:25-28; Neemias 10:38). Conforme Deuteronômio 12 e 14, o segundo dízimo religioso, chamado o “Dízimo de Festa”, era comido pelos adoradores, nas ruas de Jerusalém, durante os três festivais anuais (Deuteronômio 12:1-19; 14:22-26). E conforme Deuteronômio 14 e 26, o terceiro dízimo, chamado o “dízimo dos pobres” guardados nas casas, a cada três anos, era usado para alimentar os pobres (Deuteronômio 14:28-29; 26:12-13). Ainda conforme o 1 Samuel 8:14-17, o Rei coletava o primeiro e o melhor 10% para uso político. Durante o tempo de Jesus, Roma coletava os primeiro 10% da maior parte dos alimentos e 20% da colheita de frutas como espólio de guerra. É de admirar que as igrejas estejam tentando omitir isso, quando falam somente de um dízimo religioso, simplesmente porque este se encaixa melhor em seus propósitos, ignorando os outros dois importantes dízimos religiosos. Outro erro comum é equacionar o dízimo com “as primícias”, ou até mesmo com “o melhor”. Enquanto o dízimo do dízimo (1%) que era dado aos sacerdotes, era “o melhor” do que os levitas recebiam, o dízimo que os levitas recebiam era 1/10, mas não necessariamente “o melhor”. (Levítico 27:32,33). Também, enquanto as primícias e o primogênito de cada animal puro eram levados diretamente ao Templo, o dízimo era entregue diretamente nas cidades levíticas (Neemias 10:35-38). Segundo alguns historiadores, “as primícias” eram ofertas extremamente pequenas. Em geral “as primícias” de uma vila inteira podiam ser carregadas em um único animal. Ponto 7 – Jesus, Pedro Paulo e os pobres não dizimaram. O falso ensino é que de todo mundo no Velho Testamento era exigido que trouxesse sua oferta a Deus a nível de 10%. Na realidade nenhum dízimo era exigido dos pobres. Nem também provinha o mesmo das mãos do artesão ou do seu ofício. Somente os fazendeiros e pecuaristas possuíam o que era definido como ganho ao dízimo. Jesus era carpinteiro; Paulo era artesão de tendas e Pedro era pescador. Nenhuma dessas ocupações os qualificava como pagadores do dízimo, visto como não cultivavam a terra nem possuíam rebanhos para o seu sustento. Desse modo, é incorreto ensinar que todo mundo pagava a exigência mínima de um dízimo e, então, que dos cristãos da Nova Aliança deveria ser exigido, apenas para início, esse mesmo mínimo da Velha Aliança dos israelitas. Esta afirmação é comumente repetida nas igrejas, ignorando completamente a exata definição do dízimo como alimento obtido nas fazendas e no aumento dos rebanhos. Também é errado ensinar que era exigido dos pobres de Israel que estes pagassem o dízimo. Na verdade, eles até recebiam dízimos. Boa parte do dízimo dos festivais era entregue aos pobres. De fato, muitas leis protegiam os pobres do abuso dos sacrifícios dispendiosos, para os quais eles não podiam ofertar. (Vamos ler Levítico 14:21; 25:6,25-28,35,36; 27:8; Deuteronômio 12:1-19; 14:23,28-29; 15:7,8,11; 24:12,14,15,19,20; 26:11-13; Malaquias 3:5; Mateus 12:1,2; Marcos 2:23-24; Lucas 2:22-24; 6:1-2; 2 Coríntios 8:12-14; 1 Timóteo 5:8; Tiago 1:27). Ponto 8 – Os dízimos eram muitas vezes usados como impostos políticos. O falso ensino é que os dízimos nunca são comparados aos impostos ou taxas. Contudo, na economia hebraica, o dízimo era usado de maneira totalmente diferente da que hoje é pregada. Mais uma vez, os levitas que recebiam o dízimo inteiro nem sequer eram ministros ou sacerdotes – eles eram apenas servos dos sacerdotes. Números 3 descreve os levitas como sendo carpinteiros, fundidores de metal, artesãos de couro e artistas, que mantinham o pequeno santuário. E 2 Crônicas 23-27, durante o tempo dos reis Davi e Salomão, os levitas também foram peritos artesãos, os quais inspecionavam as obras do Templo. Vinte e quatro mil deles trabalhavam no Templo como construtores e supervisores; seis mil eram oficiais e juízes; quatro mil eram guardas e quatro mil eram músicos. Como representantes políticos do rei, os levitas usavam o seu dízimo para servir aos oficiais, juízes, coletores de impostos, tesoureiros, guardas do Templo, músicos, padeiros, cantores e soldados profissionais (1 Crônicas 12:23,26; 27:5). É obvio que esses exemplos do uso bíblico da entrada do dízimo nunca se tornam exemplos para a igreja de hoje. É importante saber que na Antiga Aliança os dízimos nunca eram usados para evangelizar os não israelitas. Neste ponto o dízimo falhou. Vejam Hebreus 7:12-19. Os dízimos jamais estimularam os levitas e sacerdotes da Antiga Aliança a estabelecer uma única missão fora do país, para encorajar um só gentio a se tornar israelita (Êxodo 23:32; 34:12,15; Deuteronômio 7:2). O dízimo da Antiga Aliança era motivado e exigido por lei, não pelo amor. De fato, durante a maior parte da história de Israel, os profetas foram os principais portadores da Palavra de Deus e não os levitas e os sacerdotes que recebiam o dízimo. Ponto 9 – Os dízimos levíticos eram normalmente levados às cidades levíticas. Os falsos mestres querem que pensemos que todos os dízimos eram levados ao Templo e que agora devem ser levados ao armazém do edifício eclesiástico. O dízimo inteiro jamais foi para o Templo. Na realidade, a extraordinária maioria dos dízimos levíticos jamais foi para o Templo. Os que ensinam o contrário ignoram as cidades levíticas e as 24 localidades dos levitas e sacerdotes. Conforme Números 35, Josué, 20, 21 e 1 Crônicas 6, os levitas e os sacerdotes residiam nas cidades levíticas, em terras emprestadas, onde cultivavam o solo e criavam os animais dizimáveis. Está claro em Números 18:20-24; 2 Crônicas 31:15-19 e Neemias 10:37, que do povo comum esperava-se que trouxesse dízimos às cidades levíticas. Por que? Porque lá vivia a grande maioria dos levitas e sacerdotes com suas famílias, a maior parte do tempo. Vejam também Neemias 13:9. Ponto 10 – Malaquias 10 é o texto do qual mais se tem abusado na Bíblia sobre o dízimo. O falso ensino sobre os dízimos em Malaquias ignora cinco fatos importantes da Bíblia. 1. – Malaquias é contexto da Antiga Aliança e nunca é citado na Nova Aliança para a Igreja (Levítico 27:34; Neemias 10:28-29; Malaquias 3:7; 4:4). 2. – Malaquias 1:6; 2:1 e 3:1-5 são muito claramente endereçados aos sacerdotes desonestos, os quais são amaldiçoados porque haviam roubado as melhores ofertas de Deus. 3. – As cidades levíticas devem ser consideradas, enquanto Jerusalém nunca foi uma cidade levítica (Josué 20, 21). Não faz sentido algum ensinar que 100% dos dízimos eram levados ao Templo, quando a maioria dos levitas e sacerdotes não morava em Jerusalém. 4. – Em Malaquias 3:10-11, os dízimos ainda são apenas alimentos (Levítico 27:30-33). 5. – As 24 localidades residenciais dos levitas e sacerdotes também devem ser levados em conta. Começando com os Reis Davi e Salomão, eles foram divididos em 24 famílias. Essas divisões também continuavam a vigorar no tempo de Malaquias, com Esdras e Neemias. Visto como normalmente apenas uma família servia ao Templo e por uma semana da cada vez, não havia, absolutamente, qualquer razão para que todos os dízimos fossem enviados ao Templo, quando 98% daqueles a quem se destinavam como alimento ainda se encontravam nas cidades levíticas (1 Crônicas 24:26; 28:13,21; 2 Crônicas 8:14; 23:8; 31:2, 15-19; 35:4-5,10; Esdras 6:18; Neemias 11:19,30; 12:24; 13:9-10; Lucas 1:5). Desse modo, quando o contexto das cidades levíticas, as 24 famílias dos sacerdotes, os filhos menores, as viúvas, Números 18:20-28, 2 Crônicas 31:15-19, Neemias 10-13 e todo o livro de Malaquias são avaliados, vemos que apenas 2% do total do primeiro dízimo eram normalmente exigidos no Templo de Jerusalém. Tanto a bênção como a maldição de Malaquias 3:9-11, perduraram somente até o término da antiga Aliança, ou seja, até o Calvário. A audiência de Malaquias havia voluntariamente reafirmado a Antiga Aliança (Neemias 10:28-29. “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém” (Deuteronômio 27:26, citado em Gálatas 3:10). E Jesus Cristo deu um fim a essa maldição, conforme Gálatas 3:13: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Hoje em dia, a classe mais pobre é a que mais contribui para beneficência. E, mesmo assim, ela permanece na pobreza. A loteria e os dízimos não são uma garantia para alguém enriquecer depressa, em vez da educação, da determinação e do árduo trabalho. Se Malaquias 3:10 funcionasse realmente com os cristãos da Nova Aliança, nesse caso milhões de cristãos dizimistas já teriam escapado da pobreza e se tornado o grupo mais rico do mundo, em vez de continuar sendo pobre. Portanto, não existe evidência alguma de que a vasta maioria dos pobres “pagadores do dízimo” tenha sido abençoada pelo mero fato de o entregar. As bênçãos da Antiga Aliança já não estão em efeito (Hebreus 7:18-19; 8:6-8, 13). Ponto 11 – O dízimo não é ensinado no Novo Testamento. O falso ensino é que Jesus ensinou a dizimar, em Mateus 23:23, dizendo que isso está claro no Novo Testamento. A Nova Aliança não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3:19, 24, 25; 4:4). O dízimo não é ensinado na igreja, depois do Calvário. Quando Jesus falou sobre o assunto em Mateus 23:23, Ele estava simplesmente ordenando a obediência às leis da Antiga Aliança, a qual ele endossou e obedeceu até chegar ao Calvário. Em Mateus 23:23, Ele mandou que os judeus obedecessem aos escribas e fariseus, porque estes se assentavam na cadeira de Moisés. Por acaso Ele ordenou que os gentios por Ele curados comparecessem diante dos sacerdotes judeus? Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário. (Atos 2:42-47 e 4:32-35 não são exemplos para se dizimar, a fim de sustentar os líderes da igreja). Conforme Atos 2:46, os cristãos judeus continuavam a adorar no Templo. E conforme Atos 2:44 e 4:33,34, os líderes da igreja compartilhavam igualmente o que recebiam com todos os membros da igreja (o que hoje não se faz). Finalmente, Atos 21:20-25, prova que os cristãos judeus ainda observavam fielmente toda a Lei de Moisés – até 30 anos depois – devendo aí ser incluído o dizimar, pois se não o fizessem, não poderiam ter permissão de entrar no Templo para adorar. Desse modo, todos os dízimos coletados pelos primeiros cristãos judeus eram para o sustento do Templo e não para sustentar a igreja. Ponto 12 – Os sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos pelos pastores bíblicos. O falso ensino é que os anciãos e pastores da Nova Aliança estão simplesmente continuando de onde os sacerdotes da Antiga Aliança deixaram e por isso devem receber o dízimo. Comparem Êxodo 19:5, 6 com a 1 Pedro 2:9-10. Antes do incidente do bezerro de ouro, Deus havia pretendido que todo israelita se tornasse um sacerdote e o dízimo jamais foi mencionado. Os sacerdotes não dizimavam, mas recebiam 1/10 do primeiro dízimo (Números 18:26-28 e Neemias 10:37-38). A função e o propósito dos sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos, não pelos anciãos e pastores, mas pelo sacerdócio de todos os crentes. Como outras ordenanças da Lei, o dízimo foi apenas uma sombra temporária, até a vinda de Cristo (Efésios 2:14-16; Colossenses 2:13-17; Hebreus 10:1). Na Nova Aliança cada crente é um sacerdote de Deus (1 Pedro 2:9-10; Apocalipse 1:6; 5:10). E como sacerdote cada crente oferece sacrifícios a Deus (Hebreus 4:16; 10:19-22; 13:15-16). Então, cada ordenança que havia sido previamente aplicada ao antigo sacerdócio foi anulada no Calvário. Visto não pertencer à Tribo de Levi, até mesmo Jesus Cristo foi desqualificado. Desse modo, o propósito original de dizimar já não existe (Hebreus 7:12-19; Gálatas 3:19, 24, 25; 2 Coríntios 3:10). Ponto 13 – A Igreja da Nova Aliança não é um edifício nem um armazém. O falso ensino é que os edifícios cristãos chamados “igrejas”, “tabernáculos” ou “templos”, substituíram o Templo do Velho Testamento como locais de habitação divina. A Palavra de Deus jamais descreve os grupos da Nova Aliança como ”tabernáculos”, “templos” ou “edifícios”. Os cristãos não “vão à igreja”. Eles se “reúnem para adorar”. Também, visto que os sacerdotes do Velho Testamento pagavam o dízimo, então, logicamente, o dízimo não pode continuar. Nesse caso, é errado chamar um edifício de “armazém do Senhor” para receber os dízimos (1 Coríntios 3:16-17; 6:19-20; Efésios 1:22-23; 2:21; 4:12-16; Apocalipse 3:12). Com respeito à palavra “armazém” comparem a 1 Coríntios 16:2 com a 2 Coríntios 12:14 e Atos 20:17, 32-35. Durante vários séculos após o Calvário, os cristãos nem mesmo possuíam um edifício próprio (que chamassem de armazém), visto como o Cristianismo era uma religião ilegal. Ponto 14 – A Igreja cresce quando usa os melhores princípios da Nova Aliança. O falso ensino é que os princípios de dar graças não são tão bons como os princípios do dizimar na Antiga Aliança. Sob a Nova Aliança: 1 – Conforme Gálatas 5:16-23, não existe lei física que possa controlar o fruto do Espírito Santo [Infelizmente o Espírito Santo é Quem mais tem sofrido nas igrejas neopentecostais, que o transformaram num office-boy, o qual tem “obrigação” de descer quando invocado e de fazer tudo que os pastores semi-bíblicos e os crentes imaturos dessas igrejas acham por bem exigir dEle. Essas pessoas mal conhecedoras da Bíblia se comportam com o Espírito Santo exatamente como os feiticeiros se comportam com os maus espíritos]. 2 – A 2 Coríntios 3:9-10 ensina: “Se o ministério da condenação [Antiga Aliança] foi glorioso, muito mais excederá em glória o ministério da justiça [Nova Aliança]. Porque também o que foi glorificado nesta parte não foi glorificado, por causa desta excelente glória”. 3 – Hebreus 7 apenas faz a menção pós-Calvário de dizimar, numa explanação de porque o sacerdócio levítico deve ser substituído pelo sacerdócio de Cristo, porque aquele era fraco e ineficiente. Estudem Hebreus 7 e sigam a progressão do verso 5 ao verso 12 e ao verso 19. 4 – A maneira pela qual o dízimo é hoje ensinado reflete o fracasso da igreja em crer e agir segundo os muito melhores princípios do amor, da graça e da fé. O princípio do dízimo obrigatório não pode nem poderia ter sido mais próspero à igreja do que os princípios guiados pelo verdadeiro amor a Cristo e às almas perdidas (2 Coríntios 8:7-8). [Se o dízimo fosse usado para sustentar os missionários, as viúvas pobres e os órfãos, ele seria um princípio de amor e graça, mas, infelizmente, ele é usado hoje em dia para comprar aparelhos de som e para outros fins nada cristãos…] Ponto 15 – O Apóstolo Paulo preferia que os líderes da igreja se auto-sustentassem. O falso ensino é que Paulo ensinou e praticou o dízimo. Nada poderia estar mais longe da verdade. Como um rabino judeu, Paulo estava entre os que insistiam em trabalhar com as próprias mãos pelo seu sustento (Atos 18:3; 1 Tessalonicenses 2:9-10; 2 Tessalonicenses 3:8-14). Embora ele não tenha condenado os que recebiam sustento pela obra em tempo integral, também não ensinou que tal sustento fosse ordenado por Deus, para difusão do Evangelho. (1 Coríntios 9:12). De fato, duas vezes em Atos 20:29, 35 e também na 2 Coríntios 12:14, ele até mesmo encoraja os anciãos da igreja a trabalharem para manter os necessitados da igreja [Eu só queria ver um dos pastores atuais trabalhando para ajudar os pobres da igreja!]. Para Paulo, a expressão “viver do evangelho” significava “viver segundo os princípios da fé, do amor e da graça” (1 Coríntios 9:14). Conquanto verificasse ter “direito” a alguma ajuda, ele concluía que a “liberdade” de pregar o seu evangelho era mais importante, a fim de cumprir a sua vocação de Deus (1 Coríntios 9:15; 11:7-13; 12:13,14; 1 Tessalonicenses 2:5-6). Enquanto trabalhava como artesão de tendas, Paulo aceitou uma certa ajuda, porém se gloriava de que o seu pagamento ou salário era o fato de poder pregar livremente, sem se tornar um fardo para os outros (1 Coríntios 9:16-19). Ponto 16 – O dízimo não se tornou uma lei na igreja, até o Ano 777 d.C. O falso ensino é que a igreja histórica sempre ensinou o dízimo. Até mesmo em Atos 21:20-26, algumas décadas após o Calvário, os primeiros cristãos judeus em Jerusalém continuavam seguindo fielmente a lei da Antiga Aliança e ainda adoravam e ajudavam a manter o templo judaico. Como eles eram judeus obedientes, a lógica nos força a concluir que eles continuavam a entregar os dízimos dos alimentos colhidos ao sistema do Templo. Conquanto discordando dos seus próprios teólogos, muitos historiadores da igreja escrevem que o dízimo não se tornou uma doutrina aceita na igreja, durante mais de 700 anos após o Calvário. Os antigos pais da igreja, antes de 321 d.C. (quando Constantino tornou o Cristianismo uma religião legal) se opunham ao dízimo, considerando-o uma doutrina puramente judaica. Clemente de Roma (Ano 95), Justino Mártir (150), o Didaquê (150-200) e Tertuliano (150-220) se opunham ao dízimo. Até mesmo Cipriano (200-258) rejeitou a introdução do dízimo incluído na distribuição aos pobres. De fato, os antigos líderes da igreja praticavam o ascetismo. Isso quer dizer que ser pobre era a melhor maneira de servir a Deus. Eles copiavam sua adoração conforme as sinagogas judaicas, as quais tinham rabinos que se auto-sustentavam, recusando-se a receber dinheiro para ensinar a Palavra de Deus (Ver Schaff – “History of Christian Church”, vol. 2, 63, 128, 98-200, 428-434). Segundo os melhores historiadores e enciclopédias, 500 anos se passaram até que a igreja, no Concílio de 585, tentasse, sem sucesso algum, forçar os seus membros a dizimar. Mas não foi antes de 777 d.C. que o Imperador Carlos Magno permitiu legalmente que a igreja coletasse dízimos [É claro que a Igreja de Roma, a qual coroou Carlos Magno, foi quem ressuscitou o dízimo, por causa da sua desmedida ganância por riqueza material]. Conclusão Na Palavra de Deus o vocábulo ”dízimo” não aparece sozinho. Ele é sempre “o dízimo do alimento”. O dízimo bíblico era muito estritamente definido e limitado pelo próprio Deus. Os verdadeiros dízimos bíblicos sempre eram: 1. – Apenas em alimentos. 2. – Somente de fazendeiros e pecuaristas. 3. – Somente dos israelitas. 4. – Somente de quem vivia dentro da Terra Santa de Deus, das fronteiras nacionais de Israel. 5. – Somente sob os termos da Antiga Aliança. 6. – A fartura só poderia provir da mão de Deus. Por conseguinte: 1. – Itens não alimentícios não podiam ser dizimados. 2. – Animais limpos caçados e peixes não podiam ser dizimados. 3. – Os não israelitas não podiam dizimar. 4. – Alimentos que viessem de fora da Terra Santa de Deus não podiam penetrar no Templo. 5. – O dízimo legítimo não acontecia quando não houvesse o sacerdócio levítico. 6. – O dízimo não podia provir do que fosse fabricado pelas mãos do homem, produzido ou apanhado na pesca. Convido os líderes de igrejas para uma discussão aberta sobre este assunto. O estudo cuidadoso em oração da Palavra de Deus é essencial ao crescimento da igreja.AMEM! Que Deus os abençoe. ==Russel Kelly/Mary Schultze, agosto 2006. russkellyphd@earthlink.net

      O QUE É INDULGENCIA DA IGREJA CATOLICA ROMANA?= Itens 1 a 5 – Preceitos que os católicos precisam saber sobre as indulgências (parciais e plenárias). Os tópicos subseqüentes, aprofundam o tema.

      Perguntas e respostas

      1 – O que é indulgência?

      R: É a remissão – total ou parcial – da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa que o fiel alcança por meio da Igreja, sob determinadas condições. (cf. N. 1).

      O fiel perdoado quanto à culpa não está necessariamente perdoado quanto à pena. O que apaga esta a pena temporal é a indulgência, concedida especificamente pela Igreja também através da oração ou obras de piedade, penitência ou caridade.

      2 – Entendendo a diferença entre a PENA e a CULPA.

      R: O pecado de Adão trouxe como conseqüência a morte (Ver exemplos no item 19). Todo pecado que cometemos traz consigo uma duplaconseqüência: a CULPA e a PENA. Quando um fiel confessa seus pecados ao sacerdote, este lhe concede o perdão dos pecados quanto à CULPA. Fica, porém, a PENA TEMPORAL, que implica em sofrimentos diversos: Tribulações cotidianas, provas de todo o tipo, doenças graves, representam para o cristão um momento de graça, de purificação e expiação. Esta pena temporal pode nos ser aplicada tanto na vida como após a morte (no purgatório). Por isso, quando a Igreja concede tempos ou lugares de indulgências, podemos também oferecê-las pelos defuntos, que estão no purgatório ainda cumprindo as penas temporais devidas, ou seja, a conseqüência dos pecados que cometeu em vida. No purgatório cessou para as almas o tempo das indulgências, e por isso, elas agora só podem beneficiar-se se os vivos oferecerem em seu favor as indulgências que a Igreja concede. Nisto se resume a comunhão dos santos.

      3 – Então a expressão “já perdoados quanto à culpa”, indica os pecados confessados no sacramento da confissão?

      R: Sim. Os pecados, já confessados e perdoados são remidos “quanto à culpa” mas, como citamos, não livra o penitente da “pena temporal”, isto porque permanece a mancha, ou porque foi, ou porque será ocasião de queda para outros. As indulgências, portanto, são o completemento perfeito do sacramento da Confissão, pois, enquanto esta nos livra do pecado quanto “à culpa”, aquela nos livra da “pena temporal”. (Cf. notas – item 37)

      4 – Qual a diferença entre Indulgência Parcial e Indulgência Plenária?

      R: A indulgência plenária apaga totalmente a pena temporal dos pecados já confessados e por isso a condição é o sacramento da Confissão, sem o qual não existe indulgência plenária (salvo o que está prescrito nos itens 11 e 12 do presente documento). Já a indulgência parcial, como o nome diz, nos redime parcialmente dessa pena. (Cf. N.2)

      5 – Quais as condições para obter a Indulgência Plenária?

      R: Estabelecendo a Igreja Indulgência Plenária para determinada data ou festividade, para que os fiéis as recebam, são necessárias as seguintes condições:

      Confissão sacramental; Comunhão Eucarística; Oração nas intenções do Sumo Pontífice (normalmente o Credo, Pai-Nosso e oração mariana); Cumprir uma obra prescrita pela Igreja – (visita a um santuário, gruta, etc…). Requer-se ainda rejeitar todo o apego ao pecado, mesmo venial. (Cf. N. 7)

      Aprofundamento

      6 – O que habilita alguém a beneficiar-se das indulgências?

      R: “Para ser capaz de lucrar indulgências, é necessário ser batizado, não excomungado, e encontrar-se em estado de graça, pelo menos ao final das obras prescritas”. (Conforme artigo 996 § 1º, Cap. IV – Das Indulgências – do Código de Direito Canônico).

      Obs: “Estado de graça” – É a condição do fiel após a confissão sacramental e sua aversão ao pecado.

      7 – Com que freqüência se podem obter indulgências?

      R: A indulgência plenária só pode ser adquirida uma vez ao dia (ressalvada a questão dos moribundos – ver item 10 – abaixo). Já a indulgência parcial pode ser adquirida várias vezes no mesmo dia, salvo se houver disposição expressa em contrário. (Cf. N.6)

      8 – Se a Igreja conceder indulgência plenária para determinada festa e, em hipótese, estabelecer sua duração por um período de 10 dias, terei de me confessar todos os dias?

      R: Não é necessário. Basta uma só confissão sacramental (no primeiro dia) para adquirir as 10 indulgências plenárias (uma por dia), desde que, em todos os dias sucessivos se receba uma comunhão sacramental e façam-se as orações pelo Sumo Pontífice. (Cf. N. 9)

      9 – Pode-se transferir as indulgências (parciais ou plenárias) em oferecimento à alma de um falecido?

      R: Sim, inclusive, a Igreja enaltece esta prática, onde “os fiéis exercem de maneira excelente a caridade. Elevando seu pensamento para as coisas celestes, tratam as terrestres de modo mais correto”.

      Na norma número 3, o Papa Paulo VI estabalece:

      “As indulgências, ou parciais ou plenárias, podem sempre aplicar-se aos defuntos por modo de sufrágio”.

      O código de direito Canônico (Cap. IV – § 994) correlata:

      “Todo fiel pode lucrar para si mesmo ou aplicar pelos defuntos, em forma de sufrágio, as indulgências tanto parciais como plenárias”.

      10 – E se o fiel deixar de cumprir o sacramento da Confissão, mas cumprir as outras?

      R: A indulgência será apenas parcial (não plenária). No entanto, ressalta-se que o Papa Paulo VI, apesar de sugerir o cumprimento das três condições no mesmo dia, permite que elas sejam preenchidas em dias diversos para obter-se a indulgência plenária. (Cf. N. 7)

      11 – Em caso de doença ou outra circunstância que impeça o fiel de sair de casa, é possível este receber a indulgência plenária?

      R: Podem os bispos locais conceder aos fiéis, caso residam onde é impossível ou ao menos difícil confessar-se ou comungar, a possibilidade de alcançar a indulgência plenária, contanto que estejam dispostos a se aproximarem desses sacramentos logo que puderem. (Cf. N. 11)

      12 – E quando houver de risco de vida?

      R: Não havendo um padre para administrar a um fiel em perigo de morte, os sacramentos e a bênção apostólica com a indulgência plenária a ela ligada, a Igreja concede a graça de lucrá-la “in articulo mortis” (em artigo de morte), desde que, durante a vida tenha habitualmente recitado algumas orações. Para aquisição dessa indulgência, é louvável empregar um crucifixo ou uma cruz. É só neste caso (de perigo de morte), que o fiel pode receber mais de uma indulgência plenária por dia. (Cf. N. 18)

      13 – Existe, além das indulgências, outra forma de se apagar a “pena temporal”, sejam as nossas, sejam a dos defuntos que padecem no purgatório?

      R: Sim, pelo exercício da oração, obras de piedade, penitência e caridade, também o uso de objetos religiosos (ver item seguinte).

      “O fim intencionado pela autoridade eclesiástica na concessão das indulgências é não apenas ajudar os fiéis a pagarem as penas que devem, mais ainda incitá-los ao exercício da oração, das obras de piedade, de penitência e de caridade e, particularmente, das obras que conduzem ao progresso da fé e ao bem geral. Se os fiéis transferem as indulgências a favor dos defuntos, exercem então de maneira excelente a caridade e, elevando seu pensamento para as realidades celestes, tratam as coisas terrestres do modo mais correto”. (Artigo III – tópico 11)

      Existem diversas formas de piedade, sendo uma delas a esmola que, segundo as Escrituras, “apaga multidão de pecados”, tanto os nossos, quanto dos que já se foram. É, portanto, um ato de caridade oferecer nossas orações, sacrifícios e obras às almas do Purgatório. Para elas cessou o tempo e não podem mais obter indulgências, a não ser através de nós. A Comunhão dos Santos é esta: os vivos oferecendo-se pelos mortos e os mortos, intercedendo por nós. (Lembremo-nos que as almas que ainda padecem no purgatório também podem interceder por nós junto a Deus).

      14 – O uso de objetos religiosos, também nos proporcionam indulgências?

      R: Os fiéis que usam um objeto de piedade – cruxifixo, cruz, terço, escapulário, medalha – recebem indulgência parcial, desde que tais objetos estejam abençoados por um padre. Se um dos mencionados objetos tiver sido eventualmente bento pelo Sumo Pontífice ou por um Bispo, os fiéis que religiosamente o usam podem obter indulgência plenária no dia da festa dos Santos Apóstolos Pedro e Paulo, ajuntando, porém, a profissão de fé sob uma forma legítima (Normalmente o Creio, Pai-Nosso e oração Mariana nas intenções do Papa). (Cf. N.17)

      15 – Em alguns panfletos ou santinhos antigos que constam indulgências aplicáveis em dias ou anos, por exemplo, uma oração acrescida de “indulgência de 300 dias”. Ainda vigora esta modalidade de indulgência?

      R: Não, o Papa Paulo VI aboliu a antiga disposição medida por dias e anos. A medida agora é proporcional à própria ação do fiel que cumpre a obra enriquecida duma indulgência. Quer dizer, a amplitude de uma indulgência parcial, agora, depende do nível da ação do fiel. Quanto maior for a caridade empreendida numa obra, tanto mais ampla será a indulgência. (Artigo V tópico 12)

      16 – É verdade que houve uma redução, pela Igreja, das Indulgências Plenárias?

      R: O Papa Paulo VI restringiu a aplicação das indulgências plenárias quanto ao número, justamente para que os fiéis a valorizem adequadamente e, por isso, quando a Igreja a concede, normalmente exige que o fiel cumpra determinadas condições. No artigo V da Constituição Apostólica “Indulgenctiarum Doctrina” o Papa justifica isso expressando que “o que mais freqüentemente acontece, retém pouco a atenção; o que mais abundantemente se oferece, pouco se preza”. O Papa quis, desta forma, provocar nos fiéis o interesse pela busca e o real significado e importância das indulgências. (Artigo V tópico 12)

      17 – E no que toca às indulgências reais e locais e as relativas aos membros de pias associações?

      R: Os nomes “reais e locais” foram suprimidos e reduzido o seu número, enaltecendo-se assim mais a ação dos fiéis do que propriamente as coisas e lugares, uma vez que não são mais ocas

    • o borrando radical, você tem que ler mais a biblia para não falar baboseira.
      VEJA QUE OS DISCIPULOS DE JESUS FORAM ACUSAOS DE ROUBO.
      E, congregados eles com os anciãos, e tomando conselho entre si, deram muito dinheiro aos soldados,
      Dizendo: Dizei: Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram. E, se isto chegar a ser ouvido pelo presidente, nós o persuadiremos, e vos poremos em segurança.
      E eles, recebendo o dinheiro, fizeram como estavam instruídos. E foi divulgado este dito entre os judeus, até ao dia de hoje.

      Você deveria aprender o que significa- CALUNIADOS, DIFAMADOS.

      • eles foram caluniados sim, mas sem motivos, pois não fizeram nada do que eram acusados…

        Bem diferente dos lideres evangélicos hj com suas mansões, fazendas, emissoras em seu proprio nome, bancos…

        E ainda acham ruim de aparecerem na forbes!

        • Mas quem achou ruim?
          Pois é promessa de DEUS.

          FIZ GRANDE O SEU NOME COMO SÓ OS GRANDES TEM NA TERRA.

          E melhor ter o nome na lista da forbes, do que ter o nome no spc.
          como você.
          ter o nome protestado como você.
          ter o nome na lista dos solitários(a) como você.
          ter o nome na lista dos mal amados(a) como você.
          ter o nome na lista dos desempregados como você.
          ter o nome na lista dos ladrões como você.
          ter o nome na lista frustrados como você.

          e o pior de todas as lista é a que seu nome esta.
          A LISTA DOS QUE VÃO PARA O INFERNO.
          Pois o maior medo que você tem é o de MORRER.

      • Caluniado e difamado por defender o evangelho de Jesus Cristo eu sei, inclusive aqui sou difamado como satanista, militante, demônio, que vou para o inferno etc., Jesus avisou que seríamos perseguidos pelo seu nome. Agora por ser ladrão, estelionatário, desviar dinheiro de dízimos dos pobres, aí realmente eu não sei o significado disso.

        • Pelos seus comentários o borrando radical,
          você é a hermafrodita stardust são as mesmas pessoas.

          MAS VOCÊ NÃO ESTA SENDO CALUNIADA,
          VOCÊ NÃO ESTA SENDO DIFAMADA.
          VOCÊ nem existe.
          não tem nome próprio, não tem indenidade.
          VOCÊ TEM SIDO TÃO RUIM NO QUE FAZ QUE NINGUÉM TE QUER.

          • KKKKKKK… cesarr71 (vai arrebentar disfarçado), você não sabe como me mata de rir, estava com saudade das suas asneiras. Esses dias estava lembrando quando você disse que era federal, e que escrevia errado de propósito para pegar os otários kkkk…

            Faz o seguinte, cuida da sua esposa, já não basta o Macedo te roubar dela, agora o STARDUST também consumindo o tempo que você devia passar com ela.

            Você pensa no Macedo quando está na Maria Fernanda?

            Maria Fernanda23 disse: 4 de julho de 2013 ás 3:27 pm

            “o Vai Arrebentar é meu marido,esta aqui chorando,por causa de voce,deixa ele em paz ou voce vai ver,ti xingar todos os dias.çujo,porco,senvergonha”

    • Agora a culpa é do diabo? E não dos próprios evangélicos e suas condutas reprováveis? Veja por exemplo, aqui no G+, a postura de alguns que se dizem pastores:

      “vai arrebentar disse: ““Vc não sabia que DAR AOS POBRES era uma expressão idiomática, que se usava quando as pessoas doavam seus bens para a obra de DEUS?…Ora DAR aos pobres significava colocar a disposição daqueles que faziam a obra de DEUS.”
      (Um pastor querendo desviar até a ajuda aos pobres para os cofres da igreja).

      moisés disse:
      27 de março de 2014 ás 11:48 pm
      “FUI A MUITA CONVENÇÃO ARMADO”.
      (Para quem não sabe, é o Clamando disfarçado).

      clamando disse:
      22 de janeiro de 2014 ás 12:49 am
      É ASSIM COMEÇAM AS VADIAZINHAS DÃO PARA QUALQUER VAGABUNDO OM PRIMEIRO QUE APARECE E O IDIOTA DO PAI EM VEZ DE ARREBENTAR A PAU A FILHA E A MÃE QUE CERTAMENTE ACOBERTOU O COITO, ELE MATA O COITADO TSTST TA PERDIDO ESTES CARAS QUANDO É QUE ESTAS IGREJOLAS VÃO PARAR DE LEVENTAR QUALQUER PORCARIA COM TITULO DE PASTOR
      (Que exemplo de amor, incentivando a violência doméstica).

      • Leia a Bíblia, nela você conhecerá o verdadeiro evangélico, nossa referência é somente Jesus Cristo, todos os outros homens são falhos e pecadores, más, o verdeiro evangélico reconhece seu erro pede perdão a Deus e Deus perdoa, não se baseie nos homens para entender Deus e Jesus Cristo, repito leia a Bíblia.

          • Bereano radical?
            Não é esse o que se declarou depravado em um dos posts atras?
            metido a santo mas é o mais profano de todos.

            E só mais um que se diz crente e que se esconde atras de um codinome , falso

          • Para quem não sabe, o vai arrebentar (o suposto pastor que disse asneira abaixo), é o cesarr71 disfarçado:

            “vai arrebentar disse: ““Vc não sabia que DAR AOS POBRES era uma expressão idiomática, que se usava quando as pessoas doavam seus bens para a obra de DEUS?…Ora DAR aos pobres significava colocar a disposição daqueles que faziam a obra de DEUS.”
            (Um pastor querendo desviar até a ajuda aos pobres para os cofres da igreja).

          • Pois é o bereana radiscal.
            Eu acabei lendo o que você postou agora,
            e faz muito sentido, pois qual o interesse de judas, em que a mulher vendesses o seu perfume, pelos 300 denários e desse aos pobres?
            Pois se a bíblia logo abaixo disse que ele não tinha cuidado com os pobres, mas disse aquilo pois era ladrão, e roubava o que era colocado na sacola.

            Bem pensado isso ai, eu aprendi mais uma agora.
            Judas só poderia roubar o dinheiro dela, se ela desse aos pobres, como você disse, para isso ela teria que coloca-lo na sacola que judas tomava conta.

            DE ROUBO VOCÊ ENTENDE EM, BORRANDO radical.

          • judas com certeza tipifica os lideres evangélicos que exigem dízimos e ofertas de barganhas… eles querem que vc coloque o dinheiro na sacola…

            judas hj com certeza estaria na lista dos religiosos mais ricos da forbes.

          • Assim como você esta na lista dos que vão para o inferno.
            triste isso mas é verdade.

            Pelo que vejo você deve ser a filha do dono do site.
            e deve ser uma daquelas gordas feia e horrível, do qual o pai não consegue casa-la com ninguém, ai deixa ela solta para fazer o que quiser como forma de consolo.

            Mas isso não te livra do inferno que te espera.

          • Judas roubava das ofertas que os fiéis davam a Jesus, assim como vocês roubam das ofertas para financiar novelas pornográficas, a fazenda, comprar banco etc.. aprenderam rapidinho mesmo.

          • Não, eu passo direto da Record, não vou dar audiência e contribuir para o roubo de dízimos e ofertas pra patrocinar pornografia.

        • le nada , pois se le-se as palavras do senhor e as executasse ,l não faria agora como faz servindo ao pai das mentiras , teu irmão da LBV, porque não colocou que postei que estava armado com uma arma de 66 tiros, porque não postou que caiu , como patinho , por ser um desqualificado bíblico e não sabe que tem 66 livros, explico, como ateu CRISTÃO DA NOVA ERA ILUMINATTIS , NÃO ACEITA A BÍBLIA, BEREANOSTARDUST, SÓ O FATO DE USAR TANTOS NICKS, JÁ TE DESQUALIFICA

  3. Amai o próximo como a ti mesmo! Isso sem preconceito. Se houver preconceito não passa de um enganador, tanto de si mesmo como de Deus. A hipocrisia reina em todos os meios. Muitos acham que se salvarão e não serão salvos, outros acham que não serão salvos e se salvarão.

  4. Verdade, realmente as pessoas estão ficando do lado deles e acham os cristãos defensores da familia totalmente equivocados e retrodos.ja é um caminho aberto ao anticristo, ele vai ter carisma, um homosexual, defensor da natureza,antireligioso,um estadista, e um politico extraordinario.por isso que defendo que cristãos tem que entrar na política sim.

  5. Quem disse que existe polêmica entre homossexuais e evangélicos? Somente pessoas desinformadas afirmam isso. Porque se algum evangélico tratar um homossexual mal e de forma preconceituosa, esse tal nunca foi evangélico e está sujando a imagem do Evangelho pregado pelos Senhor Jesus Cristo. O que devemos fazer é pregar que segundo a Bíblia a prática homossexual é reprovada por Deus e que eles se arrependam e vivam segundo a vontade de Deus, más, isso é para aqueles que acredita em Deus e na Bíblia e se eles não quiserem aceitar, nós, já fizemos nossa parte, e devemos continuar respeitando a eles e qualquer outra classe de pessoas, assim como Cristo ensinou, depois eles acertam a conta com Deus. Devemos rejeitar as práticas erradas reprovadas por Deus e amar todas as pessoas, para que possamos ajudá-las a si converterem ao Verdadeiro Evangelho que nos leva a Deus e à Vida Eterna.

    • Diga isso para determinados pastores e seus discursos que incitam ódio. Essa é a imagem que eles estão dando para o evangelismo e digo que até evangélicos tradicionais, estão começando a se incomodar com essa situação. Afinal, eles estão preocupados com a real possibilidade de sofrerem as consequências das atitudes reprováveis que os Neo Pentecostais, vem tendo na sociedade. Sim, vamos separar os justos dos injustos. Os ruins, os maus nessa história, são os Neo Pentecostais.

      Envenenados por pastores calhordas e hipócritas como Silas Malafaia e Marcos Feliciano. Esses são os evangélicos que promovem essa guerra dentro da nossa sociedade, sob o pretexto de defender a família. Sendo que na realidade, estão é destruindo ela ao não falar da importância de se aceitar as pessoas pelo que elas são. Não pelo que acham que elas devem ser.

      Viram? Não sou cristão. Mas sei fazer separação das coisas.

  6. Não sei não, isso esta tão confuso entre os proprios evangelicos, que deviam mesmo é saber diferenciar o que é de Deus e o que não é propriamente, por isso na Bíblia diz quando Jesus em Mateus 24… fala sobre que muitos virão se dizendo eu sou Jesus Cristo e ai enganarão aqueles e que como hoje em havendo iniquidade, falta de amor que esfriou de vez neste tempo atual que vivemos, guerra e rumores de guerra, por exemplo guerra familiar como acontece em casa,não havendo respeito em familia, pais e filhos brigando por causas tão sutis e tambem a desobediencia dos filhos, doenças, desespero das pessoas que não conseguem entender o que esteja acontecendo com elas sobre todas as necessidades vitais, então o que Jesus Cristo falou é que o mundo vai passando por isso e ainda não esta sendo o fim , pois muitos ha de salvarem as vidas perdidas e que for pregado o evangelho e todos os quatro cantos da terra ai virá o fim. E a Deus demos glória, honra, louvor, agradecendo por nossas vidas em Jesus Cristo, pela esperança da Vida Eterna, AMÉM!

      • Eu não vi Deus na lista dos mais ricos da forbes, já que Ele supostamente recebe tantos dízimos assim… mas os lideres evangélicos que recebem em nome D’ele estão na forbes sim.

        • você deve ter visto na lista dos que foram para o inferno, o nome da sua mãe dos seus irmãos, e na lista dos que estão indo para o inferno você ja deve ter visto o seu nome, e um grande adjetivo ao seu nome.
          Pois pessoas como você estão indo para o inferno aos montes todos os dias.
          lamento por isso, mas é a verdade.

          • “Livrará ao pobre que clama por ajuda, também ao atribulado e a todo aquele que não tiver ajudador. Terá dó daquele de condição humilde e do pobre, e salvará as almas dos pobres.” — Salmo 72:12, 13.

            “Conforme está escrito:Espalhou, deu aos pobres;a sua justiça permanece para sempre”. 2 Coríntios 9:9

            “Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também procurei fazer com diligência”. Gálatas 2:10.

            “A forma de adoração que é pura e imaculada do ponto de vista de nosso Deus e Pai é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas na sua tribulação, e manter-se sem mancha do mundo.” — Tiago 1:27.

            “Ora, aquele que possuir recursos deste mundo, e vir a seu irmão padecer necessidade, e fechar-lhe o seu coração, como pode permanecer nele o amor de Deus?” (I João 3:17).

            A interpretação dos cães gulosos devoradores das casas das viúvas e dos pobres:

            vai arrebentar disse: ““Vc não sabia que DAR AOS POBRES era uma expressão idiomática, que se usava quando as pessoas doavam seus bens para a obra de DEUS?…Ora DAR aos pobres significava colocar a disposição daqueles que faziam a obra de DEUS.”

          • Vai arrebentar (cesarr71 disfarçado), você está confundindo. A sua lista do inferno (onde deu uma de Juíz dos Vivos e Mortos e julgou a mãe e irmãos do STARDUST que você nem conhece) é a lista dos que não dizimam e nem ofertam para o seu deus Mamon (Macedo).

          • Mas o nome da sua mamãe também deve estar lá.
            e se ela ja morreu deve estar queimando agora, nesse momento.
            e se você não se converter você também estará lá.
            alias eu nem falei de seu irmão. mas se você o sitou é porque ele também esta lá. te esperando.

            Sua mamãe deve estar aos berros, gritando de dor, e você se não se converter também ira para lá.
            POIS UM DIA SEU NOME ESTEVE NO LIVRO DA VIDA.
            PORÉM Por suas estupides fora apagado,
            Mas ainda a tempo de voltar, e ser novamente escrito no livro da vida.
            VOCÊ sabe que seu nome não esta mais no livro da vida.

          • Meu DEUS, ainda existe pessoas que acham que serão salvas pelo simples fato de serem pobres?

            Ninguém vai para o inferno por ser rico, e ninguém vai ser salvo por ser pobre.

            As pessoas vão para o inferno por serem avarentas, orgulhosas, e não crerem no SENHOR JESUS.

            E as que serão salvas serão por crerem NO SENHOR JESUS.
            Ninguém é salvo pelos próprios méritos.

            MAS AINDA TEM GENTE QUE PENSA QUE SERA SALVO POR SER POBRE, MEUS DEUS COMO ESSE BORREANO É ATRASADO.

            Existem mais pobres no inferno do que ricos, pode ter certeza disso

          • Teologia do Vai arrebentar (cesarr71 disfarçado) – Mais uma pérola:

            cesarr7 disse:
            4 de abril de 2014 ás 12:05 pm
            “Existem mais pobres no inferno do que ricos, PODE TER CERTEZA DISSO”

            O que a Bíblia diz:

            “Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.
            E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”.
            (Mateus 19:23-24).

            Em quem acreditar?

          • Bereano radical

            ainda tem mais esse versículo:

            ” Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem ricos em fé e herdeiros do reino que ele prometeu aos que o amam?” (tiago 2:5)

            Realmente a teologia da prosperidade do césarr7/vaiarrebentar não resiste a uma pequena examinada das escrituras.

          • Pois é ele não disse que os ricos não entrarão.
            pois pode ter certeza existem mais ricos no céu do que pobres.

          • Olha so o stardustdoido dando um tiro no pé.
            ha ha ha ,.
            Realmente DEUS escolheu os pobres para serem ricos através da fé.
            pois os ricos desse mundo na sua maioria ficaram ricos pelos seus próprios esforços, e muitos ja nasceram ricos.
            PORÉM DEUS ESCOLHEU AQUELES QUE SÃO POBRES NÃO PARA QUE PERMANECESSE POBRES, MAS PARA QUE Através da fé se tornassem ricos, em tudo.

            por isso ele mesmo disse:
            pois conheceis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que pela sua pobreza fôsseis enriquecidos.

            Por isso que quem nasceu pobre pela fé se tornaram ricos.
            .

          • vai arrebentar diz: “Realmente DEUS escolheu os pobres para serem ricos através da fé.”

            MAS A PALAVRA DE DEUS DIZ:

            “Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que para o mundo são pobres, para serem RICOS EM FÉ e herdeiros do reino que ele prometeu aos que o amam?” (tiago 2:5)

            a palavra de Deus afirma: ricos EM FÉ, e não serem ricos através da fé.

            Isso é confirmado quando se faz a seguinte pergunta:

            ” Aonde vemos na bíblia alguém que era pobre, seguiu a Jesus e ficou rico?”

            Isso a satânica teologia da prosperidade nunca mostrou…

          • como pode uma pessoa ser rica em fé, e miserável na vida?

            so você mesmo para acreditar nisso.
            Mas você diz isso por que você, e pobre e miserável,

            e seu nome esta na lista dos que vão para o inferno.
            alem de ser pobre ainda vai para o inferno.

            AO QUE TEM SER LHE-A ACRESCENTADO MAIS E MAIS, Mas o que não tem, até o que tem lhe será tirado.

          • O diabo também que que JESUS transformasse pedra em pão, para provar que era filho de DEUS, mas e ai ele transformou?

            Como você também é usado pelo mesmo demonio quer que eu faça as coisas para você.

            VAI PEDIR SUA MAMÃEZINHA PARA FAZER.
            Pede ela para sair la do inferno e lhe mostrar.
            CEGOS como você vão morrer pastando.

          • Vai arrebentar (cesarr71 disfarçado), o porteiro que decide quem vai para o Céu e quem vai para o Inferno.

            Realmente na sua lista do Céu tem mais ricos do que pobres, mas você está confundindo, essa lista não é do Livro da Vida, é do Livro de Mamon (Macedo).

            Nessa lista ou dá ou desce, quem não dá desce pro inferno kkkkkk…

  7. Este aumento de críticas e o enfoque geral em gays, que existem em proporções alarmantes dentro das próprias igrejas, visa tirar outros aspectos como adultério, segundos ou milésimos casamentos, integridade moral e financeira,e o principal que é amor ao próximo.
    Se testes científicos ingleses e americanos (usando pletismógrafo) confirmaram que todos os HOMOFÓBICOS possuem atração por pessoas do mesmo sexo, o que posso afirmar é que o número de atraídos só tem aumentado ou se revelado.
    Ver caso do Sr. Silas Malafaia que falta apenas um flagrante em ato homossexual, incontáveis críticas aos gays, twitter com a palavra gay escrita cinco vezes mais que a de Jesus o iguala ao ex pastor Ted Haggard, que expulsou Richard Dawkins de sua igreja (por ser ateu), mas foi dedurado por seu garoto de programas. Ted era “conselheiro”de GeorgeW. Bush.
    Na wikipédia mesmo:
    “Considerado um dos 25 líderes mais influentes do EUA, com grande atuação contra os homossexuais em seu Estado, o pastor faz parte de um escândalo que chocou cerca de 30 milhões de fiéis da igreja evangélica americana: um relacionamento homossexual com um personal trainer e prostituto. Após tal denúncia o pastor decidiu renunciar. A denúncia foi feita pelo próprio prostituto, Mike Jones. O jovem disse que eles se conheceram pela internet e passaram a se encontrar uma vez por mês. Pelo encontro recebia apenas 200 dólares. O Mike Jones tem como prova fitas gravadas, na secretária eletrônica.

  8. Teologia bíblica ao gosto do fregays:

    “Não há nenhuma passagem na bíblia que condena a homossexualidade”

    Não há mesmo, Romanos e outros livros que condenam essa pratica são apenas apócrifos que servem pra… Pra… Porcaria nenhuma, não tem motivo, é que obviamente alguém vai escrever isso só pra nada mesmo, huehuehuehue

    “Fascista, preconceituoso, homofóbico”

    Não esqueça desses adjetivozinhos pejorativos pra caso alguém discordar de você, mesmo se ele apresentar motivos, ok? ;)

    Não importa se há evangélicos que estão pouco se lixando pra o que você faz ou deixa de fazer com outros caras, se ele discordar de você, é porque ele é um grande inquisidor homofóbico!

    Bu!

    • Jorge,

      Quem condena o mundo É A PALAVRA DE DEUS.
      O que ocorre é que os cristãos, em consonância com a Palavra, advertem o mundo ao arrependimento de seus pecados, e entrega de suas vidas a Jesus.

      É verdade que existe muita coisa misturada, teologias anti-bíblicas e maneira que pode parecer que tudo está num só ´balaio de gato.´ Mas não é assim, amigo. Se vc estiver atento, verá que têm pessoas cristãs alheias a tantas heresias e comprometidas com os ensinamentos de Cristo, e a Mensagem de arrependimento do pecado, e justificação diante de Deus, por meio da FÉ na obra salvadora de Cristo, na cruz, pelos pecados de todo aquele que crer.

      Com isso sugiro a vc tirar o foco dos erros humanos dos cristãos, e fixar-se no Amor de Deus em sua vida, por meio da fé em Jesus. Creia e entregue-se a este Amor infinito. É isto que Deus quer pra vc :)

  9. OS EVANGELICOS POR MUITOS SAO INTOLERANTES IGNORANTES INCOMPREENCIVEIS ETC. PORQUE NOS NAO AMAMOS O SISTEMA DESSE MUNDO E ABORRECEMOS O MAL. DISSE JESUS SE O MUNDO VOS ODEIA SABEIS QUE PRIMEIRO ODEIRAM OU ABORRECERAM A MIM. O APOSTOLO JOAO DISSE NAO AMEIS O MUNDO NEM O QUE NO MUNDO HÁ SE ALGUEM AMA O MUNDO O AMOR DO PAI NAO ESTÁ NELE. QUERO DEIXAR BEM CLARO DEUS AMA O PECADOR MAS NAO AMA O PECADO.

  10. ´´As polêmicas entre homossexuais e evangélicos estão levando as pessoas que não fazem parte de nenhum dos dois grupos a verem os religiosos de maneira MENOS AMIGÁVEL.´´

    Hum, menos amigável…

    Mas isto é o esperado de qualquer cristão (não qualquer religioso, mas cristão) que tenha a Palavra de Deus como bússola. Ocorre que não se pode agradar ao mundo e agradar a Deus ao mesmo tempo. As Escrituras são enfáticas:

    ´´Porque, persuado eu agora A HOMENS OU A DEUS? ou procuro agradar a homens? SE ESTIVESSE AINDA AGRADANDO AOS HOMENS, NÃO SERIA SERVO DE CRISTO.´´ (Gálatas 1:10)

    O mesmo é dito pelo próprio Jesus:

    ´´Não cuideis que vim trazer a paz à terra; NÃO VIM TRAZER PAZ, MAS ESPADA.´´
    (Mateus 10:34)

    O apóstolo Pedro também conclama a nos separarmos:

    ´´Salvai-vos desta geração perversa.´´ (Atos dos Apóstolos 2:40b)

    Jesus veio separar o joio do trigo, veio separar quem serve a Deus e quem serve ao mundo corrupto. Ele veio chamar-nos ao Seu Reino, que não é deste mundo.

    ´´… E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, BLASFEMANDO DE VÓS.´´ (1 Pedro 4:4)

    Estranho seria o mundo agradar-se dos cristãos que CONHECEM e seguem a Palavra de Deus – e não são todos, como os escândalos deixam claro – pois a Palavra CONDENA este mundo ( mundo = sistema de valores corrompidos, criado pelos homens).

    Buscamos ter Paz com Deus, e, SE POSSÍVEL, paz com as pessoas. Porém a PRIORIDADE é agradar a Deus!

  11. Uma noticia mais que senvergonha e bandida, todos falam mal dos crentes, mas somente aqui no sitio, quero ver na vida real, quero ver qualquer Pai ou mãe de Familia que a mesma seja Familia de verdade e que seja de qualquer religião aturar dois bigodudos se beijando em suas frentes, conversa fiada dos proprios afrecaiados, esta noticia, veja que quem afirma tal proesa são os proprios e inimigos dos crentes, eu não estou nem ai tenho minha opinião mais que firmada sobre o assunto, querem por que querem colocar afirmações inveridicas e falaciadas falsarias, somos milhões de brasileiros e uma minoria perversa e cruel e sem Deus, querem denegrir a verdade e coloca-la na mentira, sempre sempre trocando a verdade pela mentira e isto em todos os sentidos, um Crente verdadeiro Jamais eu DISSE JAMAIS vai aplaudir ou compactuar ou trocar as verdades contidas nas Santas Escrituras por falas enganosas e puramente humanas e carnais, UM SER HUMANO NASCIDO HOMEM MACHO COM SEUS MEMBROS DE MACHO SER HOMOSEXUAL E PECADO SIM E ISSO DOA A QUEM DOER, QUEM QUER OUVIR QUE OUSA QUEM NÃO QUER QUE SE DANE, QUE VA ACERTAR NO DIA DO JUIZO, NENHUM CRENTE VERDADEIRO VAI TROCAR A VERDADE PELA MENTIRA, aquele que assim fizer não e dijeito manera um crente verdadeiro, ha e tenho dito e quem achou ruim que coma mais pouco pra num engorda seja magro seja sadio e seja um crente verdadeiro seus mulanbos meias portas mornos, ou e ou não e sai de cima do muro seus mulambos cambada de mornos

  12. Também, como exemplos de pastores que nós temos, não é de se admirar:

    clamando disse:
    22 de janeiro de 2014 ás 12:49 am
    “É ASSIM COMEÇAM AS VADIAZINHAS DÃO PARA QUALQUER VAGABUNDO OM PRIMEIRO QUE APARECE E O IDIOTA DO PAI EM VEZ DE ARREBENTAR A PAU A FILHA E A MÃE QUE CERTAMENTE ACOBERTOU O COITO, ELE MATA O COITADO TSTST TA PERDIDO ESTES CARAS QUANDO É QUE ESTAS IGREJOLAS VÃO PARAR DE LEVENTAR QUALQUER PORCARIA COM TITULO DE PASTOR”

    moisés disse:
    27 de março de 2014 ás 11:48 pm
    “FUI A MUITA CONVENÇÃO ARMADO”.

    clamando disse:
    30 de março de 2014 ás 10:33 pm

    “não quem estava precisando de ajuda era o stardust e tu ja o fez fique na paz, minha lacraia, faiz pocoto para mim ver faiz”

    clamando disse:
    30 de março de 2014 ás 10:18 pm

    “é isso ai malu assassino e cruel matou esquartejou e jogou parab os cachorros comerem, que assim como aconteceu a jezabel fora da cidade junto aos muros também aconteça com ele”

    • A DIFERENÇA DE QUEM SERVE A DEUS E DE QUEM NÃO SERVE, DIFERENÇA DO JUSTO E DO ÍMPIO, STARDUSTBEREANO, POSTA TEXTOS ISOLADOS, ASSIM COMOM FAZ PARA ADULTERAR A BÍBLIA, POSTA TEXTOS QUE PAREÇAM CLAMANDO COMETENDO HERESIAS, ASIM COMO A SERPENTE FEZ COM EVA NO PARAÍSO, E DEPOIS COM JESUS NO DESERTO, JÁ CLAMANDO , POSTA TEXTOS COMPLETOS DELES E SEUS, POIS A VERDADE ESTÁ COM AQUELES QUE SÃO EVANGELICOS, OU AQUELES QUE PREGAM AS BOAS NOVAS E AS VIVEM, JÁ STARDUSTBEREANO, É ASSIM VIVEM COMO CRISTÃOS DA NOVA ERA ILUMINATTIS DE SATÃ
      por falar em gente que não é seguidor de JESUS temos ai o evangelho segundo o satanismo de stardust
      STARDUST disse: 30 de março de 2014 ás 12:03 pm
      clamando

      Vc precisa confessar logo… vc é claramente influenciado pela iurd… pq essa vergonha de confessar: “eu sou a universal” ?

      Existem claros indícios de que vc gosta da iurd… entre eles:

      1- defende loucamente os dízimos nos dias de hj, como eles fazem
      2- Odeia a globo
      3-lê o blog do edir macedo e até copia textos de lá
      4-defende a importancia do templo físico como a casa de Deus, assim como eles
      5-É a favor da teologia da prosperidade, assim como eles também são.

      Clamando… quem vc quer enganar… confesse que vc gosta da iurd… vai lhe fazer bem…
      Comentar
      clamando disse: 30 de março de 2014 ás 6:24 pm
      vamos começar a desmascarar mais uma das mentiras de stradust
      1- não defendo loucamente a pratica do dízimo, prego apenas que este é por fé e amor anterior a lei, e por isto mesmo não foi xtinto
      1- verdade de stardust, este sim prega loucamente ou com grande heresia contra a pratica de quem tem fé e amor a obra, e estas heresias sempre apoiadas em textos colados da net de ateus e desviados inimigos de DEUS
      2- odeio a globo ou rede esgoto de televisão inimiga de DEUS tendo por pratica oferecer toda sua programação aso demonios, tendo por pratica e apologia seitas contrarias a bíblia sagrada e sua salvação através de Jesus, realmente sempre apresenta cristãos como ladrões loucos e homofóbicos serve a satanás teu senhor.
      2-stardust a defende da mesma maneira que defende sem razão alguma ou nexo algum a rede mundial de ladrões, onde combate exaustivamente o dízimo como pratica de f[e, mas loucamente apoia o homem do trizímo, assim como a globo satanica combate os cristãos e voce a defende, quer dizer stardust não tem palavra nem valores que permaneça, fala como a mulher de jó
      3- não leio ou copio algo do blog do macedo, sim o conheço e tenho contato com ele, nunca copiei nada dele, ao contrario as vezes ele copia algo que eu ja tenha feito
      3- a verdade de stradust sua pregação aqui e inimizade com a iurd é só fachada, na verdade é um ateu ativista que está aqui combatendo a obra de DEUS e elegeu a iurd como inimiga assim como elegeu o clamando.
      4-realmente defendo a importancia do templo fisico já no tempo dos primeiros cristãos estes se reunião em tumulos ou onde fosse possível, e nos dias de hoje cada vez mais prova viva da igreja como templo, pois assim como nos tempos antigos DEUS não p-recisava de templo fisico, mas ordenou a construção de um deu as medidas e até o material que deveria ser usado, logo nestes dias vendo as milhares de almas se são alcançadas por igrejas de portas abertas, vejo que é correto e louvavel, assim como CRISTO diz eu sou a cabeça e vós meus membros, não vejo como um membro do corpo possa viver desligado dele.
      4- verdade de stardust, este prega que a mão pode viver sem estar ligado no braço, prega contra a igreja e contra tudo que representa DEUS, LOGO VEMOS AQUI SUA INIMIZADE COM O MESTRE, E donde retirou seu nick estrela caída
      5sim sou a favor de que paulo pregou, aquele que da a semente ao que semeia, diz aquele que muito semeia muito colhe, o que semeia pouco colhe pouco, mas nada lhe faz falta, mas o que nada semeia , nada colhe e vive de favor daqueles que semearam, é o teu caso recebeu o evangelho chegado ao Brasilç pago por dizimistas e ofertantes, doutro modo seria ainda idolatra católico adorador de imagens, ou estaria batendo tambor em alguma terreira como é teu costume aqui contar
      5- E ULTIMA VERDADE STARDUST POBRE ESPIRITUAL E MATERIAL GASTA SEUS DIAS MILITANDO PELO SATANAS, SEU PAGAMENTO AQUI TODOS LEMBRAM JÁ ESTÁ P-REPOSTO PELO PAI DAS SAFADESAS QUE DISSE QUE O QUE É DELE ESTÁ GUARDADO
      STARDUST….QUEM VOCE QUER ENGANAR….CONFESSE QUE VOCE GOSTA DE SATANAS.,…ISTO VAI FAZER BEM A VOCE
      POR FIM DE TEU GHRITO DE DERROTA MUNDIAL TRIZÍMO E SAI SOLTANDO POEIRA
      MAIS UMA SURRA QUE STARDUST LEVA
      Comentar

      • Clamando, você fala, fala, fala, fala de militâncias gays e atéias, de luz, de diabo, de satanás, bla bla blá, mas no dia a dia a sua postura é essa:

        clamando disse:
        22 de janeiro de 2014 ás 12:49 am
        “É ASSIM COMEÇAM AS VADIAZINHAS DÃO PARA QUALQUER VAGABUNDO OM PRIMEIRO QUE APARECE E O IDIOTA DO PAI EM VEZ DE ARREBENTAR A PAU A FILHA E A MÃE QUE CERTAMENTE ACOBERTOU O COITO, ELE MATA O COITADO TSTST TA PERDIDO ESTES CARAS QUANDO É QUE ESTAS IGREJOLAS VÃO PARAR DE LEVENTAR QUALQUER PORCARIA COM TITULO DE PASTOR”

        moisés disse:
        27 de março de 2014 ás 11:48 pm
        “FUI A MUITA CONVENÇÃO ARMADO”.

        clamando disse:
        30 de março de 2014 ás 10:33 pm

        “não quem estava precisando de ajuda era o stardust e tu ja o fez fique na paz, minha lacraia, faiz pocoto para mim ver faiz”

        clamando disse:
        30 de março de 2014 ás 10:18 pm

        “é isso ai malu assassino e cruel matou esquartejou e jogou parab os cachorros comerem, que assim como aconteceu a jezabel fora da cidade junto aos muros também aconteça com ele”

        • Bereano radical

          Não se esqueça que o clamando também disse sobre a conversão do ex-goleiro bruno ao evangelho:

          “clamando disse: 13 de agosto de 2013 ás 2:10 pm

          tudo bem DEUS perdoou o cara já está salvo, agora é so matar o vagabundo e jogar para os cachorros comerem”

          • Nossa é verdade STARDUST. Cara, tem uma que o Clamando falou sobre a Raquel, eu acho, mas não consigo me lembrar, sei que foi muito engraçado. Claro, é algo relacionado a dízimos.

          • Se você lembrar você cola aí pra mim. Um dia ainda lanço uma coletânea com as pérolas do Clamando e do Vai arrebentar.

          • Era algo relacionado a ovelhas, mas que como sempre o objetivo era justificar os dízimos. Se lembrar cola aí STARDUST.

  13. ISTO É FACIL DE ENTENDER
    SOMOS AQUELES QUE OS ACUSAM
    SOMOS AQUELES QUE MOSTRAM A LUZ EM MEIO AS TREVAS
    SOMOS AQUELES QUE LEMBRAM A ELES TODOS OS DIAS QUE SEU DESTINO É O LAGO DE FOGO
    SOMOS O TEMPERO QUE DIZ QUE ELES ESTÃO INSONSOS
    E ALÉM DISTO O POBRE PAIS AMERICANO, ANTES DE MAIORIA CRISTÃ, HOJE INVADIDO POR CHICANOS ITALIANOS MULÇUMANOS E BRASILEIROS OS TRANSFORMOU EMJ UMA NAÇÃO PAGÃ
    LOGICO QUE VÃO AMAR MAIS OS GAYS DO QUE OS CRENTES
    FACIL DE RESPONDER, E DEPOIS TEMOS OS ATIVISTAS DA ERA CRISTÃ

    • Não Clamando, é que antes os discípulos de Jesus eram o Sal do mundo, eles traziam tempero à vida sem sabor do mundo e das pessoas, mas vocês são é Sal na ferida dos pobres e oprimidos.

      Você fala de santidade, de luz, Deus, trevas, acusa, mas seu comportamento aqui no site todos conhecem:

      clamando disse:
      22 de janeiro de 2014 ás 12:49 am
      “É ASSIM COMEÇAM AS VADIAZINHAS DÃO PARA QUALQUER VAGABUNDO OM PRIMEIRO QUE APARECE E O IDIOTA DO PAI EM VEZ DE ARREBENTAR A PAU A FILHA E A MÃE QUE CERTAMENTE ACOBERTOU O COITO, ELE MATA O COITADO TSTST TA PERDIDO ESTES CARAS QUANDO É QUE ESTAS IGREJOLAS VÃO PARAR DE LEVENTAR QUALQUER PORCARIA COM TITULO DE PASTOR”

      • “E O IDIOTA DO PAI EM VEZ DE ARREBENTAR A PAU A FILHA E A MÃE QUE CERTAMENTE ACOBERTOU O COITO”.

        O caso foi que o pastor matou o cara que engravidou a filha dele. Está totalmente errado. E qual foi o conselho do pastor presidente Clamando? Que ele não deveria ter feito nada com o cara (certo), e sim arrebentado a filha e a esposa (apologia a violência doméstica).

        Com esse tipo de pastor, dá para entender a antipatia do mundo pelas religiões evangélicas.

  14. ” Depoimentos da Igreja Universal são armados

    A Record vem exibindo há cerca de um ano, nos intervalos comerciais de sua programação, histórias em formato de depoimentos de profissionais bem sucedidos, após ter começado frequentar a Igreja Universal. Os vídeos da campanha chamada ‘Eu Sou a Universal’ chegam a impressionar pela veracidade que passa, porém, o que ninguém sabia é que esses depoimentos são falsos, uma armação.

    Segundo uma fonte, que chegou a participar da seleção de atores, os personagens que contam suas histórias e falam de sua trajetória bem sucedida, após ter conhecido a igreja Universal, são atores contratados e não são seguidores da Igreja Universal, praticamente todos envolvidos não são evangélicos. Os personagens foram escolhidos através de agências e receberam como cachê o valor de R$300,00. Porém, 30% desse valor fica para agência que indicou o profissional.

    No final de 2012 houve um teste de VT na Record, para a seleção dos atores. A exigência da produção que gravou os depoimentos, era que os atores fossem rostos desconhecidos do meio televisivo e publicitário.

    O difícil é entender qual o motivo da igreja não fazer os depoimentos com pessoas reais. Será que entre todos os fiéis da Igreja Universal não há nenhum que tenha uma história bem sucedida?”

    FONTE: observatório da televisão

    • e dificil entender como pode ter pessoas burras como você.
      é aquela velha historia de dizer que as pessoas que manifesta na igreja, são pagas.
      que as pessoas, que dão testemunhos são pagas, etc.
      AGORA MAIS ESSA.

      Como pode isso?
      quer dizer que o gibe foi pago? quer dizer que ninguém conhece o gibe.

      será que se fosse falso os testemunhos, a rede esgoto ja não teria falado isso?
      quer dizer que o jogador que gritou diante das câmeras da globo também é um artista?

      é seu nome esta mesmo na lista dos que vão para o inferno, sua mamãe ja esta lá só falta você.

      • Vai arrebentar

        Sobre a noticia, ela é recente e está repercutindo na internet. A fonte foi inclusive citada. Eu não fiz nenhum comentário na noticia, nem a favor nem contra.

        Agora vou comentar em cima do seu ataque contra mim…

        sobre pessoas manifestarem na iurd e dizerem por aí que essas pessoas são pagas, não creio que todos os casos sejam assim, existem pessoas realmente com espíritos malignos em si, mas causa estranheza alguns casos de suposta possessão, que curiosamente são gravados aonde o demônio ataca outros ministérios e em contrapartida elogia a iurd…

        Sobre a rede globo (e não rede esgoto), ela optou por não divulgar, talvez por essa noticia ser muito recente… essa matéria saiu de ontem pra hoje.

        o jogador do clube interiorano penapolense realmente na quarta gritou que ele era a universal, mas curiosamente quatro dias depois o clube dele foi eliminado do campeonato e ele ficou quieto… ora… ele não é mais a universal?

        E por favor não fale da minha mãe… é sinal de que vc já está apelando. Vc viu o que aconteceu da ultima vez que vc apelou.

        • e qual o problema do time dele perder?
          só porque ele gritou que era universal o time era obrigado a ganhar?

          Só gostaria de ver sua fonte provar.
          que as pessoas são artistas, e não são realmente pessoas da iurd.
          como por exemplo o gibe, o Tiago, o Gustavo, Dr paulo godoy e outros. veja só.

        • Pois é stardust .
          pois é.

          TODAS AS PESSOAS Que circulam nas televisão fazendo a propaganda e dizendo eu sou a universal.
          TODAS SÃO MEMBROS DA IURD, E ALGUNS SÃO OBREIROS.

          Na internet as pessoas falam de tudo dificil é elas provarem.

          MAS INFELIZMENTE VOCÊ ACREDITA MAIS NA INTERNET DO QUE NA BÍBLIA.

          • eu não creio na internet… eu confio na bíblia… essa que vcs não querem ouvir…

            Mas também… de que adianta não acreditar na internet, mas dar ouvidos a demônios em cima do altar…

            Vc vai na igreja ouvir a palavra de Deus e mais ouve é a palavra do diabo.

            “Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios ” (1 Timóteo 4:1)”

          • STARDUST disse:

            4 de abril de 2014 ás 2:09 pm

            Essa noticia é do site observatório da televisão. De onde eles receberam essas informações eu não sei. Na internet todo segmento ligado à noticias do meio evangélico está aos poucos divulgando. Como foi indicado que a fonte era esse site, fui verificar e está realmente constando essa noticia. Se é verdade ou não, eu não sei.

            Infelizmente o site não mencionou a fonte

            E você stardust como uma pessoa baixa e vulgar que é veio espalhar uma coisa que você nem certeza tem se é verdade.
            E ainda fala que não acredita na Internet e sim na bíblia.
            Se não acredita não deveria ter espalhado isso não é verdade?

          • Uai Stardust,sem querer defender ninguem,mas se não confia em internet,pq postou a noticia de que os testemunhos são armados,não foitirado da internet?

  15. STARDUST,você é um grande homem abençoado e que tem o caráter de DEUS.Você é maior
    do que todos os seguidores da seita de balaão.Você está prestando um bom serviço a DEUS
    neste site.Eles,da tropa de choque,um desserviço.Mas,mesmo sendo uma seita de balaão,ainda
    resta homens de DEUS,ms que estão sofrendo e sufocados pelos homens joios como estes
    que fazem comentários,que não valem nada,não prestam mesmo.Que JESUS CRISTO te abençoe,irmão.

    • Gosto do STARDUST porque ele tem caráter, é justo e imparcial.Condena gays,mas todas
      as sortes de pecados,incusive a podridão dos falsos crentes.Ele desmascara os falsos
      profetas,os mercenários da fé,seus agentes e seus asseclas….PARABÉNS,homem de DEUS.

      • Janio
        Olha o tipo de gente que você acredita:

        STARDUST disse:

        4 de abril de 2014 ás 2:09 pm

        Essa noticia é do site observatório da televisão. De onde eles receberam essas informações eu não sei. Na internet todo segmento ligado à noticias do meio evangélico está aos poucos divulgando. Como foi indicado que a fonte era esse site, fui verificar e está realmente constando essa noticia. Se é verdade ou não, eu não sei.

        Infelizmente o site não mencionou a fonte
        Mais vindo de você janio.

    • Esse janio esta meio desfocado não?
      pois me parece o próprio stardust se auto elogiando.
      se stardust e grande homem de DEUS, porque se esconde?

      ha ja sei deve ser por ser gordo demais, e não caberia na tela do pc, nem seu nome verdadeiro nem sua descrição.
      Quando ela cair no inferno, o oleo da sua banha vai fritar o janio.

    • Esse janio esta meio desfocado não?
      pois me parece o próprio stardust se auto elogiando.
      se stardust e grande homem de DEUS, porque se esconde?

      ha ja sei deve ser por ser gordo demais, e não caberia na tela do pc, nem seu nome verdadeiro nem sua descrição.
      Quando ela cair no inferno, o oleo da sua banha vai fritar o janio..

  16. STARDUST, você tem o caráter de DEUS,é mais ricos do que todos eles juntos,que não valem
    nada,não prestam mesmo.Em breve,separarão os joios dos trigos – minorias – que existem na
    seitadebalaão e os trigos serão lançados fora, é questão de pouco tempo.

  17. STARDUST,eles,da seita debalaão,selecionam frases bíblicas de acordo com os interesses deles.São os falsos pastores.Pragas jogadas por eles pegam neles mesmos que não prestam.
    Você,sim,tem unção de DEUS e eles não tem nada,são ocos,vazios,tem, só ganância de balaão…

  18. STARDUST,eles,da seita debalaão,selecionam frases bíblicas de acordo com os interesses deles.São os falsos pastores.Pragas jogadas por eles pegam neles mesmos que não prestam.
    Você,sim,tem unção de DEUS e eles não tem nada,são ocos,vazios,tem, só ganância de balaão…

    • O janio menos, menos. desse jeito você deixa muito na cara que é stardust com outro nick.

      e com respeito as pragas, ja não existem mais lugares para acertar pragas em você stardust..
      pois vive sozinha(a), frustrado, na pobreza, na miséria, deve e não paga, não come direito, veste roupas ganhadas de parentes, a onde mais você quer pragas ?

    • Jânio, melhor você não se meter com o vai arrebentar (cesarr71 disfarçado), a mulher dele é brava, e pode sobrar pra você:

      Maria Fernanda23 disse: 4 de julho de 2013 ás 3:27 pm

      “o Vai Arrebentar é meu marido,esta aqui chorando,por causa de voce,deixa ele em paz ou voce vai ver,ti xingar todos os dias.çujo,porco,senvergonha”

  19. ´´Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós DISSENSÕES; antes SEJAIS UNIDOS em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.

    Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé QUE HÁ CONTENDAS ENTRE VÓS.´´ (1 Coríntios 1:10-11)

    ´´Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, NÃO SOIS PORVENTURA CARNAIS, e não andais segundo os homens?´´ (1 Coríntios 3:3)

    ——————-

    Aqui, neste portal de notícias e matérias CRISTÃS, tem havido com frequência, para ESCÂNDALO dos que visitam o portal e não são cristãos, muito disse-me-disse, ironias, um usuário atacando outro usuário, dizendo q vai pro inferno, ridicularizando, e isso tudo usando e abusando da Palavra de Deus sem respeito algum por Ela.

    Paulo chamou de ´´carnais´´ aos que têm estas práticas, que certamente não promovem a divulgação do Evangelho de Cristo, antes, ENVERGONHA-O.

    Por favor, em nome de Jesus, paremos com isso.
Deus não tem por impune quem usa Sua Palavra levianamente.

    Os cristãos VÊM SENDO MUITO RIDICULARIZADOS E CHAMADOS DE HIPÓCRITAS E ´´POVO QUE SE ACHA DONO DA VERDADE´´, em grande parte por causa da carnalidade que demonstramos aqui, afinal, o que distingue nestes desavenças intermináveis, QUEM É SERVO DE DEUS E QUEM NÃO É??

    Quem quiser manter tal postura, troquem emails e lavem suas roupas sujas num espaço privado, sem envergonhar as pessoas que visitam o portal em busca de informar-se e aprender sobre a Palavra, sobre a prática cristã, e o comungar da fé em Cristo.

    Muitos cristãos estão neste exato momento sendo queimados vivos, perseguidos por não negarem a fé em Jesus, enquanto nós, ´´brasileiros-que-moramos-num-país-tropical-abençoado-por-Deus´´, abusamos irresponsavelmente da liberdade que temos pra anunciar a Salvação pela fé em Cristo, causando vergonha ao povo, e a Deus.

    ´´E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.´´ (Romanos 13:11)

    Paz. Espero não ter soado grosseiro.

  20. Do pouco que li abaixo, percebi que se há dos evangélicos algum ranço de fobia contra algo ou alguém, em dobro contra os evangélicos aqui é manifestado.

    Evangélicos ladrões, jegues, idiotas, sem noção, ora, quer que isso, meus caros?

    Precisamos fazer das idéias uma guerra civil? Até que ponto e importa em pleno século XXI abandonarmos o diálogo, a não ofensa?

    A troca-se ofensas faz que o ser humano se assemelhe ao fraco.

  21. Do pouco que li abaixo, percebi que, se acaso há nos evangélicos algum resquício de ranço de fobia contra algo ou alguém, em dobro aqui é manifestado contra eles.

    Os evangélicos são ladrões, jegues, idiotas, sem noção, ora, ora, que é isso, meus caros?

    Será que precisamos fazer das idéias uma guerra civil? Até que ponto e modo importa, em pleno século XXI, abandonarmos o diálogo, as boas maneiras em troca das ofensas?

    Na verdade, a troca de ofensas faz com que o ser humano que se acha superior finde por assemelhar-se ao “fraco criticado”.

  22. RESPONDA STAR SOBRE ESTE ASSUNTO NÃO FUJAS MAIS COMO SE NÃO O ESTIVESSE VENDO, FALE SOBRE TEU MESTRE, ALZIRO ZARUR SOBRE TEU IRMÃO CONGREGACIONAL sATANÁS , CONTE PAR4A NÓS PORQUE ODEIAS O DÍZIMO BÍBLICO PELA FÉ E PELO AMOR ANTERIOR A LEI E POR ISTO INSUBSTITUIVEL , E A ALEGRIA QUE FAZ COM QUE EXULTES , QUANDO SE FALA NO HOMEM DO TRIZÍMO, DA REDE MULDIAL DE LADRÕES, SERÁ PORQUE TE LEMBRAS DO PRIMEIRO NOME QUE RECEBEU AQUI GJMIXBABA E SEUS QUARENTA LADRÕES, HOJE SERIA MAIS OU MENOS ASSIM STARDUSTBEREANOBABA E SEUS QUARENTA LADRÕES, SIM DA MESMA MANEIRA QUE A REDE ESGOTO DE TELEVISÃO FORMATA EM SUAS PROGRAMAÇÕES , E ESTAS SEMPRE OFERECIDAS A DEMONIOS, CONTRA A IGREJA CONTRA A BÍBLIA CONTRA PASTORES E CONTRA OS CRENTES, A IGREJA SEMPRE APRESENTADA , NA FIGURA DA CATÓLICA E SUAS IMAGENS E SANTOS, TODA NOVELA TEM GENTE ADORANDO, A DOS CRENTES É SEMPRE DENTRO DE UMA PECINHA TIPO GARAGEM, E NÃO QUE EU TENHA VERGONHA DISTO, POIS HA MUITOS ANOS COMECEI MUITA IGREJA ASSIM,
    CONTRA A BÍBLIA, SIM NUNCA APRESENTAM ELA COMO FONTE E GUIA PARA VIDA ETERNA, NAS MÃOS DOS CRENTES , SEMPRE FONTE DE HOMOFOBIA
    CONTRA PASTORES ESTES SEMPRE ADULTEROS LADRÕES E PROMISCUOS, NUNCA PESSOAS EM BUSCA DE GANHAR ALMAS E AGREGAR PARA O REINO DE DEUS, HOMENS PREOCUPADOS COM A FAMILIA COM DOENTES E DROGADOS
    E OS CRENTES SEMPRE COMO DOIDOS SEMPRE ASSOCIADOS A PESSOAS POBRES COITADAS, COM PROBLEMAS EMOCIONAIS, MAL AMADAS E MAL RESOLVIDAS
    EXPLIQUE E NÃO FUJAS COMO PODE DEFENDER TRIZÍMO O HOMEM DAS FAZENDAS, QUE NÃO PAGA ALUGUEL DE SUAS IGREJAS, QUE NÃO PAGA REDE DE TVS ONDE FAZ SEUSS PROGRAMAS, ONDE SUAS IGREJAS SÃO FECHADAS POIS PERTURBAM A COMUNIDADE
    COMO PODE DEFENDER A REDE ESGOTO QUE LUTA PARA PROMOVER SEITAS COMO A CATÓLICA BUDISMO MUÇULMANOS E TUDO QUE É CONTRA DEUS E A BÍBLIA
    E DIZER QUE É CRISTÃO
    CLARO NÓS TODOS SABEMOS CRISTÃOS NOVA ERA LBV

    • Clamando.

      Fica pesado e enfadonho lê o que você escreveu com as letras garrafais.

      Dê uma melhorada no texto para se ter uma certeza exata de suas opiniões. meu caro, no caso este último.

      • ta legal levi vou começarb para quem postei e deveria ler, mas foge como o diabo da cruz stardust, outra coisa letras maiusculas , para quem sabe ler nunca trouxe dificuldade, que sabe é só uma pecuinha tua

DEIXE UMA RESPOSTA