Para prevenir violência, presos gays são enviados para ala evangélica em presídio

27

O sistema prisional brasileiro é, sabidamente, deficitário em número de vagas e ineficiente no propósito de recuperar condenados para o convívio social. Porém, um problema mais específico vem causando violência nos presídios e preocupação às autoridades responsáveis: a convivência entre heterossexuais e homossexuais.

No estado do Pará, os responsáveis pela administração dos presídios seguiram uma tendência internacional e implantaram uma separação de celas, criando uma ala para presos homossexuais.

Porém, em um dos presídios, a separação é feita de maneira improvisada, e os detentos gays são enviados para a ala em que a maioria dos ocupantes são de alta periculosidade e evangélicos.

“Aqui a gente já não sente tanto o perigo de violência, porque é uma parte mais tranquila do presídio. Só que a gente percebe o jeito que olham julgando a gente; respeitam, mas não se misturam”, relata José Guedes Gomes, 25 anos, homossexual condenado por tráfico de pessoas, segundo informações do portal Terra.


Um dos diretores da Associação de Gays, Lésbicas e Transgêneres do Pará, Raicarlos Coelho, afirma que a separação é necessária, e uma bandeira do movimento: “Não dá para tratar igual pessoas tão diferentes, quando pode haver heteros tarados, com a sexualidade reprimida. Essa política é boa e precisa ser implementada nacionalmente”, comenta, afirmando que mantém a esperança de que um dia a separação não seja necessária, devido à convivência pacífica na mesma cela. “Espero que isso possa ocorrer no futuro, mas hoje o resultado é catastrófico. Recebemos relatos de violência só que em presídios essas coisas não costumam ser denunciadas”.

Enquanto esse dia não chega, os presos gays encontram paz dividindo o mesmo teto com cristãos na ala evangélica do presídio.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

27 COMENTÁRIOS

  1. Nos acusam de homofóbicos, mas somos os únicos que acolhemos e auxiliamos a todos da sociedade. E agora, onde estão os ativistas?
    Aproveite esta oportunidade!

    Cursos de teologia sem mensalidades e em taxa única à partir de R$ 50,00 e mais nada, com direito a diploma, histórico e carteirinha. Confira!

    http://www.comembrasil.org

    Curso Bacharel em Teologia R$ 150,00 e mais nada;

    Curso de Pastor R$ 150,00 e mais nada;

    Curso Juiz de Paz Eclesiástico R$ 150,00 e mais nada;

    Curso de Capelão (capelania) R$ 160,00 e mais nada;

    Curso de Psicanálise R$ 350,00 e mais nada;

    Curso Médio em teologia R$ 90,00 e mais nada;

    Curso Básico em teologia R$ 70,00 e mais nada;

    Cursos Introdução à teologia R$ 50,00 e mais nada.

    Essa você não pode perder!

    Acesse

    http://www.conselhodeministros.com.br

  2. UAI não somos nos os evangélicos considerados como inimigos ? não somos nos os evangélicos que somos homofobicos ? não somos nos os evangélicos preconceituosos ? pois e mas somos nos os mais tolerantes somos nos desejamos o bem a todos sem distinção,

    • É, parece que as gazelas tiveram que se refugiar na jaula dos leões. E por incrível que pareça, estão se sentindo mais “seguros” junto aos seus predadores. “Aqui a gente já não sente tanto o perigo de violência, porque é uma parte mais tranquila do presídio. Só que a gente percebe o jeito que olham julgando a gente; respeitam, mas não se misturam”… Como se misturar com pessoas que enxergam os cristãos como as piores pessoas do mundo e “simulam” uma discriminação que não existe. Isso serve pra mostrar a essa gente com a mente tapada quem são os verdadeiros inimigos dos gays. Aí vêm os ativistas: estão fazendo violência psicológica, blá, blá, blá… Vejam a descrição do crime do presidiário gay entrevistado. Ele era um traficante de pessoas. Mas não, os presidiários cristãos são piores por não se misturarem com ele. Ninguém entrevistou um presidiário convertido para ver sua opinião.

  3. A bichinha vai pro xilindro’ achando que o sonho dela se tornou realidade, que vai ficar alojada no meio de marmanjos famintos com corte de cabelo careca, cicatriz na cara e cavalo tatuado no bração, ai’ o delegado joga um balde d’agua fria colocando ela na ala evangelica HUAHUAHUAHUAHUAHUA

  4. Deputado Jean(Psol/RJ)

    Com a palavra o deputado pelo Rio de Janeiro, Jean Williens, pois essa matéria põe abaixo a campanha que ele faz contra os evangélicos.

    Na visão dele o Brasil mata homossexuais decorrente da pregação dos evangélicos com base em textos bíblicos, esquecendo ele que enquanto os acusados pregam normas contidas na bíblia sobre o assunto, ensinam o antítese, o amor, a tolerância, que somos todos irmãos, que nos respeitemos as fragilidades mútuas, em especial pelo fato de quem acabou com o rigor da lei de moisés, Cristo, nunca ensinou a assassinar, a matar, pois se assim fosse, quem perderia a salvação seriam os matadores, cujo crime é maior que qualquer outro, no caso estou a fazer referência, repise-se, ao de matar.

    Deputado, vai continuar com a sua intolerância, vai continuar querendo encontrar bode expiatório no meio das ovelhas, vai continuar estimulando a guerra contra inocentes?

    Porque o ilustre deputado não provoca a ciência médica para fazer um diagnóstico conclusivo, em especial esclarecendo como é que crianças com sete anos já começam a apresentar tendências inversas do seu sexo e depois quando adultos tornam-se em definitivo homossexuais?

  5. a bandidagem evangélica é a pior que existe.. Usam o nome santo do Senhor para tudo: para fazer política, para tomar dinheiro do povo e até para amenizar a cadeia.

    • Você diz o que quer com os evangélicos, mas não é censurado.

      Eu não disse nada contra ninguém, faz três horas que os censores do site estão analisando o que escrevi para vê se fui “sem noção” no que falei.

      Vou usar o seu nome, pois passagem livre, inclusive para discriminar, enquanto eu.

      • Deputado Jean(Psol/RJ)

        Com a palavra o deputado pelo Rio de Janeiro, Jean Williens, pois essa matéria põe abaixo a campanha que ele faz contra os evangélicos.

        Na visão dele o Brasil mata homossexuais decorrente da pregação dos evangélicos com base em textos bíblicos, esquecendo ele que enquanto os acusados pregam normas contidas na bíblia sobre o assunto, ensinam o antítese, o amor, a tolerância, que somos todos irmãos, que nos respeitemos as fragilidades mútuas, em especial pelo fato de quem acabou com o rigor da lei de moisés, Cristo, nunca ensinou a assassinar, a matar, pois se assim fosse, quem perderia a salvação seriam os matadores, cujo crime é maior que qualquer outro, no caso estou a fazer referência, repise-se, ao de matar.

        Deputado, vai continuar com a sua intolerância, vai continuar querendo encontrar bode expiatório no meio das ovelhas, vai continuar estimulando a guerra contra inocentes?

        Porque o ilustre deputado não provoca a ciência médica para fazer um diagnóstico conclusivo, em especial esclarecendo como é que crianças com sete anos já começam a apresentar tendências inversas do seu sexo e depois quando adultos tornam-se em definitivo homossexuais?

  6. Não dá para entender este mundo! Cá fora os gays e evangélicos quase se “matam” em palavras e depois na prisão são amiguinhos! Quem pode entender isto? E esse senhor gay ser traficante de pessoas? Não consigo entender!!!

  7. Será que o Genizah irá publicar isso?
    Não.
    Mas se fosse uma notícia de pé de jornal, falando que os presos evangélicos estariam traficando nos presídios em nome de Jesus, isso estaria no topo daquele site. Ah sim…
    .
    Deixando fofocaiada de lado. Isso só demonstra que os cristão não toleram o pecado, mas acolhem e até protegem os pecadores. Eu disse cristão. Não alguém que é um simples cristão nominal.

DEIXE UMA RESPOSTA