“Vou recorrer ao Tribunal de Deus”, diz agente que parou juiz em blitz e foi condenada a indenizá-lo

9

A agente de trânsito Luciana Silva Tamburini, que foi condenada a pagar uma indenização de R$ 5 mil a um juiz parado por ela numa blitz da Lei Seca em 2011, afirmou que recorrerá a Deus para reverter a decisão da Justiça.

Na última quarta-feira, 12 de novembro, a 14ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve, por unanimidade, a condenação de Luciana.

O imbróglio começou porque, ao ser parado em um carro sem placas e sem portar a Carteira Nacional da Habilitação (CNH), o juiz João Carlos de Souza Correa identificou-se como juiz e teria dado a entender que gostaria de ser liberado sem maiores contratempos.

Na ocasião, Luciana Tamburini disse a Correa que ele era “juiz, mas não Deus”, e que estava sujeito á lei. Contrariado, Correa deu voz de prisão à agente de trânsito.


Posteriormente, Luciana moveu uma ação por danos morais contra o juiz, mas a Justiça do Rio de Janeiro entendeu que ela havia desacatado o magistrado com deboche, e reverteu a ação, condenando-a a pagar a indenização de R$ 5 mil.

“A 14ª Câmara do Rio rasgou a Constituição. Acho que o corporativismo é da 14ª Câmara. Eles só perdem mais crédito na sociedade. Vou até o tribunal de Deus se for preciso”, protestou Luciana Tamburini em entrevista ao G1.

Para a agente de trânsito, a decisão da Justiça abre um precedente perigoso: “Como cidadã fiquei muito decepcionada. É melhor colocar uma emenda na Constituição que juiz não pode ser multado, pode humilhar, pode ofender. Se eu sou fiscal da lei vou cumprir”, pontuou.

Uma “vaquinha” online foi aberta e reuniu os valores necessários para que Luciana quite a indenização. Os valores excedentes poderão ser doados a instituições de caridade.

9 COMENTÁRIOS

  1. é uma vergonha o que estes magistrados estão fazendo, dá até nojo,mas levando-se em conta que uma categoria se dá auxilio moradia de 4300, quando o salario dos canalhas ultrapassam os 30.000, aí ja virou escarnio com a sociedade.
    se fosse num país sério,este calhorda iría preso.
    que belo exemplo a justiça deu. a população deveria fazer uma manifestação em frente ao tribunal de aberrações,digo,justiça contra esta sentença.

  2. Aonde estamos ! no Brasil com certeza ! Essa situação é muito triste e lamentável ! Onde houve desacato ? ‘ O Sr. é juiz mas não é Deus ‘ – Ela falou alguma mentira ou ofendeu o juiz com essa declaração verdadeira ?

  3. Deus já lhe deu ganho de causa, quando conseguiu o dinheiro da vaquinha e ainda sobrou. O outro lado é, o juiz ainda não vou condenado por Deus, não só do seu caso, como de outros que já esteve envolvido no trânsito e provavelmente em outros casos, pois seu caráter já esta comprovado qual é. O duro é o outro entrar de gaiato e dar o parecer favorável a essa pouca vergonha. Esse país não tem jeito mesmo. Quando acontecer o pior, vão achar que é exagero do povo. NESSE BRASIL, NADA FUNCIONA, É TUDO MENTIRA.

    • Não se iluda muito, quando você for parado em uma blitz e tiver o azar de ser abordado por um agente que faça desdém com você, então se sentirá como o juiz.
      Leia o processo primeiro e depois opine e não tome partido sem conhecer os fatos.
      Lembra daquele caso que um motorista fora multado por estar com a mão no queixo?

  4. Esse é um pedacinho da malandragem no nosso país. Onde vamos parar!!! De onde podiamos esperar o respeito e o cumprimento das leis, vem uma atitude vergonhosa dessas. E quanto ao tribunal de Deus vc pode ter certeza de que desse NINGUÉM escapa, nem vossa excelência (juiz). Honrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo!!!! Eu creio nisso!!!! Tenha fé e entregue nas mãos de Deus. Ainda vou saber da sua vitória!!!!

  5. Tem de analisar,se a moça citada na materia,também nao desafiou o juiz,usou da posição que estava,e quando viu que se tratava de um juiz ficou em situação complicada,nao estou fazendo pre julgamento da moça,deixo claro no comentario antes que os alienados de plantão venha falar bobagens,mais existe um limite certo,entre umas posições e outras,e logico nao todos tem policiais,juizes,promotores,que sabem aceitar e reconhecer os erros,e voltar atras mais nao sao todos claros,se ela bateu de frente com um juiz com certeza ela vacilou,mesmo que esteja na razão correta dela,ele deveria dar exemplo mais nao aceita obvio pela posição está o preço dela ter tentando fazer o correto e esse infelizmente…..

    mas essa historia de tribunal de zeu$,isso e desculpa esfarrapada,tudo isso e julgado aqui por homens,seja justo ou injusto essas historias de abraçar isso e aquilo e a ilusao pessoas apegadas a religiao,fazem para tentar exito em suas respostas…

    bom deixando bem claro,o juiz abusou da autoridade se tudo que foi relatado na imprensa,realmente e verdade…

DEIXE UMA RESPOSTA