Pastor Silas Malafaia classifica tese de predestinação à salvação como “absurdo teológico” e diz: “Deus deseja que todos se salvem”

203

Os debates teológicos sobre predestinação à salvação se estendem a séculos entre os cristãos de diferentes linhas de pensamento interpretativo da Palavra de Deus. Sob essa ótica, o pastor Silas Malafaia publicou um artigo onde defende que a Bíblia Sagrada fala sobre eleição e predestinação, “mas não num sentido individual”.

Citando os textos de 1 Crônicas 16:13; Isaías 65; Romanos 11; Colossenses 3:12; Tito 1:1; 1 Pedro 1:2; Apocalipse 17:14; Romanos 8:29,30 e Efésios 1:5-11, o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo afirmou que tais passagens bíblicas “se referem ao destino coletivo dos santos do Antigo e do Novo Testamento, aqueles que deliberadamente escolherem obedecer a Deus e à Sua Palavra”.

“No Novo Testamento, os eleitos de Deus são todos aqueles que creram em Jesus e aceitaram o senhorio dele, tornando-se Seus imitadores e filhos do Pai celestial. A partir dessa experiência pessoal, chamada de salvação, tais indivíduos passaram a desfrutar da comunhão com Deus pelo Espírito Santo, que veio habitar nos cristãos para moldá-los à imagem divina de Jesus, de quem se tornaram irmãos e co-herdeiros, tendo direito ao céu e à vida eterna”, escreveu Malafaia, posicionando-se conforme a doutrina pentecostal tradicional.

Para o pastor, “é claro que Deus, sendo onisciente, sabe de todas as coisas, inclusive quem será salvo e quem não será. Mas isso não significa que Ele tenha predestinado uns para o céu e outros para o inferno. Afinal, Deus criou o ser humano e concedeu-lhe livre-arbítrio, responsabilizando-o por seus atos e suas escolhas”, ponderou Malafaia, que acrescentou: “Se não fosse assim, a promessa de salvação não seria condicional: ‘Aquele que perseverar até ao fim será salvo (Mateus 10.22; 24.13)’. ‘Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida (Apocalipse 2.10)’”.


Para o pastor, a teoria da predestinação é “um absurdo teológico”. “Deus deseja que todos se salvem, mas muitos não atendem ao Seu chamado. Se não existisse livre-arbítrio, o pecado da humanidade teria sido um plano do próprio Deus, como se Ele tivesse traçado esse destino de pecado e morte para o homem”, pondera Malafaia.

Em sua conclusão, Silas Malafaia afirma que para ele, é “impossível” assimilar “a ideia de que todos têm um destino predefinido antes mesmo de nascer e que o Senhor ame mais uns do que outros; e, por isso, tenha previamente determinado a salvação de uns e a condenação de outros”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


203 COMENTÁRIOS

  1. Anexo:Lista dos pastores evangélicos mais ricos do Brasil (Forbes)
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    O ranking feito pela revista Forbes, que lista os seis pastores evangélicos mais ricos do Brasil.Na primeira posição, está o bispo Edir Macedo, que tem uma fortuna estimada em R$ 2 bilhões, segundo a revista.1 2
    Nº Pastor Fortuna Igreja
    1ª Edir Macedo R$ 2 bilhões Igreja Universal do Reino de Deus
    2ª Valdemiro Santiago R$ 400 milhões Igreja Mundial do Poder de Deus
    3ª Silas Malafaia R$ 300 milhões Assembléia de Deus Vitória em Cristo
    4ª R. R. Soares R$ 250 milhões Igreja Internacional da Graça de Deus
    5ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
    6ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
    Obs:¹ Os fundadores da Igreja Renascer, ocupam o 5ª e a 6ª posição, com uma fortuna avaliada em R$ 120 milhões.

    • Não porque esta escrito:
      GLORIFICADO SEJA O SENHOR SE SE COMPRAZ NA PROSPERIDADE DO SEU SERVO.

      Vc odeia esse versiculo não o demoniostardust.

      OLHA SÓ DEUS TEM PRAZER E VER SEUS SERVOS PROSPERAREM.

      Pois ninguém pode comer ou se alegrar longe de DEUS.

      se a prosperidade não fosse bíblica, JESUS não teria mandado pedro voltar ao mar e lançar as redes novamente.

      Vai trabalhar stardudtVG. e deixa de pedir cesta basica nas igrejas.

      • Vejo seus comentários e na boa, não posso acreditar que você esteja falando sério, se for, é um caso sério de analfabetismo bíblico, equívocos interpretativos, cegueira espiritual, engano, avareza e por aí vai.

        Prefiro continuar acreditando que você só está tirando onda e brincando com os demais participantes dos comentários do site.

          • Vocês agem assim é por pertencerem a ISD, igreja satânica do diabo, pois como fiéis dela, querem dizer que Cristo não prospera financeiramente.´Pregam um Cristo capenga, como seja, cura, batiza, mas deixa com fome quem está miserando o pão, ou seja, só sendo mesmo da ISD.

  2. Ridículo… patético, não vou comentar minha contra-argumentação aqui pois isso o Sinédrio de Dort e qualquer um que leia historia e a biblia sabe qual é a doutrina mais coerente a luz das escrituras…

    Só tenho algo a dizer, Silas você é um ladrão, você e seu amigo Mike Murdock dignos de cadeia e condenação pelo artigo 171, estelionato.

    • KKKKKKK
      Então quer dizer que , um grupo de pessoas ja nascem predestinadas a ir para o ceu,
      e outras ja nascem predestinadas a irem para o inferno.

      MAS E AI, e se as pessoas que nasceram predestinadas a irem para o inferno, crer em JESUS?
      elas serão salvas? ou não ?
      se forem, então não existe predestinação.
      e se não forem então JESUS mentiu , pois ele disse: QUEM CRER E FOR BATIZADO SERÁ SALVO , QUEM PORÉM NÃO CRER SERÁ CONDENADO.

      A onde esta a predestinação ai?
      NÃO EXISTE PREDESTINAÇÃO…

      E com respeito a prosperidade ela é tão de DEUS quanto a salvação.

      • Quanto a Marcos 16:16, não vi argumento para refutar a predestinação. A pergunta que cabe na afirmação correta de Jesus é: Quem crerá na pregação?

        Na boa, eu posso debater esse tema com qualquer Arminiano numa boa mas com um frequentador da Universal fica difícil, pois, o analfabetismo teóligico é muito profundo, aí fica difícil argumentar com que acredita que andar no sal tira demônio, em fogueira santa, etc.

        Aí não dá né? Se eu sentisse de sua parte uma humildade de entender um pouco mais acerca de outras visões eu gastaria meu tempo mas não vejo isso nos seus comentários.

        • Analfabeto teologico KKKKKK
          Meu caro vc não sabe nem de onde vi,
          eu participei de uma das igrejas que mais preza teologias e estudos, biblicos.
          VC JA DEVE TER VISTO FALAR DA IGREJA BATISTA BATISTA.

          Mas vc me parece mais um tagarela daqueles que ficam na porta da igreja discutindo bíblia, com os outros desocupados até as 3 hs da manhã,
          e depois no outro dia não da conta de trabalhar direito, o serviço não rende, e não cumpre os compromissos e depois ainda dizem: É PROVAÇÃO DO SENHOR.

          Vc pelo jeito é mais um crente que vive no pecado e quer sustentar a doutrina que que mesmo assim sera salvo porque é predestinado.
          MAS NA VERDADE VCS SÃO FILHOS DA REBELDIA, FILHOS DA DESOBEDIÊNCIA.

          Mas conta ai o MARCOS OLIVEIRA.
          Como foi seu encontro com DEUS?
          O que lhe aconteceu primeiro quando vc teve um encontro com DEUS?

          Ou vc vai fazer como todos os tagarelas, ficar recitando versiculos biblicos.

          PEDRO ERA ANALFABETO TEOLOGICO E ILETRADO.
          E ele teve um encontro com JESUS,
          joão também era analfabeto, e iletrado e teve um encontro com JESUS glorificado.

          E VC? COM TODA SUA SABEDORIA, JA TEVE UM ENCONTRO COM DEUS?

          Então conte nos como foi esse encontro.
          compartilhe conosco isso….

          MAS EU SEI QUE VC NUNCA TEVE UM ENCONTRO COM DEUS.
          Por isso vai enrolar enrolar e nada vai falar.

          PREDESTINAÇÃO KKKKKKKK
          Só crente perturbado acredita que mesmo ele vivendo no pecado sera salvo porque é predestinado .

          • As últimas palavras de Jesus na cruz foram: “Está consumado” (Jo19.30), ora sabemos que ele se referia a salvação, e como explicar esta passagem: “Eu rogo por eles. Não estou rogando pelo mundo, mas por aqueles que me deste, pois são teus” (Jo 17.9), logo concluí-se que não há o que o homem faça que possa levá-lo a conquistar a salvação, nem mesmo doar todos os seus bens aos pobres: “Pois diz a Moisés: Compadecer-me-ei de quem me compadecer, e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia. Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece”. (Romanos 9:15-16). Sendo assim, a doutrina da eleição incondicional ou da graça é inteiramente bíblica, vide a escolha dos israelitas no Velho Testamento e a rejeição dos povos idólatras ao derredor, onde o Senhor confirma em sua palavra que: “Amei a Jacó, e aborreci Esaú” (Rom 9.13)

          • sem resposta não vc é que é burra mesmo e se faz de desentendida.

            A IGREJA DE LAODICEIA É UM GRANDE EXEMPLO DE PESSOAS.
            Que se tornaram tão ricas a ponto de, se apoiar em suas riquezas.
            e deixar JESUS de fora.

            PORÉM SE ELA NÃO SE ACOMODASSE, Nenhum problema teria a sua riqueza.

            MAS VC DIZ isso porque vc é miserável, preguiçosa, e vive as custas dos outros.
            pedindo as coisas nas igrejas.

            A PROSPERIDADE É UM DOM DE DEUS.
            PARA OS QUE CREEM

          • arrebentar

            a igreja de laodicéia se tornou rica… mas Jesus de fora… será que eram realmente convertidos??? Talvez até fossem no começo, mas conforme foram enriquecendo, Jesus foi sendo deixado de lado… bem como Jesus mesmo disse:

            “A ( semente) que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer.” (Lucas 8:14)

            E também complementa mais adiante:

            ” Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Lucas 16:13b)

            óbviamente laodicéia está longe de ser exemplo de Cristãos que eram pobres, e enriqueceram após seguirem a Cristo… ora… se fossem tão cristãos assim, porque então está escrito assim na própria carta à laodicéia:

            “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” (Apocalipse 3:16)

            Agora fica a pergunta… que igreja tão cristã é essa que será vomitada por Ele???

            Eles estavam ricos, mas Jesus de fora… para se cumprir o que diz o próprio Senhor: ” não podeis servir à Deus e as riquezas”…

            Não há promessa de riquezas materiais, enquanto o seguidor de Cristo viver nesse mundo… a promessa é apenas das nossas necessidades supridas:

            “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” ( Mateus 6:31-33 )

            ” E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.” (Filipenses 4:19)

            Agora fica a pergunta: “ter carro do ano é uma necessidade???” o cristão vai deixar de viver por não ter um??? ” mansão é uma necessidade??? ”

            Laodicéia portanto não serve de resposta à pergunta: “se a teologia da prosperidade é biblica mostre na bíblia uma pessoa que era pobre, seguiu a Cristo e ficou rica” pois laodicéia estava a ponto de ser vomitada por Ele… um seguidor de Cristo jamais teria tal tratamento…

      • Quanto a Marcos 16:16, não vi argumento para refutar a predestinação. A pergunta que cabe na afirmação correta de Jesus é: Quem crerá na pregação?

        Na boa, eu posso debater esse tema com qualquer Arminiano numa boa mas com um frequentador da Universal fica difícil, pois, o analfabetismo teóligico é muito profundo, aí fica difícil argumentar com que acredita que andar no sal tira demônio, em fogueira santa, etc.

        Aí não dá né? Se eu sentisse de sua parte uma humildade de entender um pouco mais acerca de outras visões eu gastaria meu tempo mas não vejo isso nos seus comentários.

        • Vc esta cego ? leia direito !
          Acontece que vcs enxergam só a letra ! e a palavra nos diz que a letra mata , mas ; o Espírito vivifica , vou desenhar , ele nos dá a visão de DEUS , mas fazer oque né ? isto é pra quem é intimo de DEUS , é pra quem se relaciona com ele em submissão , humildade , entrega 100% de sua vida a ele ,com um detalhe que acredita na palavra dele , ex. crê quando ele disse que os sinais seguiriam aos crerem , expulsaria demônios, curariam enfermos , falariam em novas linguas , mas isso é para os que cressem . tem argumentos bíblicos de sobra para debaterem !

        • pois assim como por uma so ofensa veio o juizo sobre todos os homens para condenaçao, assim tambem por um so ato de justiça veio a graça sobre todos os homens pra justificaçao pela vida .

  3. O texto acima fala sobre predestinação e não da teologia da prosperidade. O pessoal que comentou parece que não estudou interpretação de texto, ou é uma evidência clara de uma crítica desonesta, pois sempre tentam descaracterizar o que foi dito.

    • Lucio eu concordo contigo em um milhão de porcento tudo que e noticia do Pastor Silas Malafaia e do Marco Feliciano os bodes de plantão distorce para um lado que não tem nada haver com o que foi escrito no texto e de amargar como eles são diabolicos e mesquinhos e por isso concordo mesmo contigo

  4. Parece-me que alguns dos principais críticos brasileiros do Teólogo da Prosperidade são de origem Calvinista, daí a mágoa. Aliás, talvez as cifras com a vinda do Murdock não atingiram a perspectiva daquele que quer “monopolizar” a representação evangélica nacional.

    • a pergunta que os defensores da satânica teologia da prosperidade não conseguem responder:

      ” se a teologia da prosperidade é biblica, pode nos mostrar na bíblia uma pessoa que era pobre, aceitou a Cristo e ficou rica ? ”

      Essa pergunta nunca me responderam…

  5. ESTUDO BÍBLICO:

    “AS 10 MAIORES MENTIRAS SOBRE OS 10 POR CENTO DOS DÍZIMOS”

    Muitas igrejas insistem no ensino errôneo de que os dízimos ainda são obrigatórios mesmo para os cristãos que vivem debaixo da graça de Jesus Cristo, e se utilizam de argumentos que se tornaram verdadeiros mitos dentro da comunidade evangélica, porém como eles dizem que o dízimo é 10 por cento, vamos utilizar o mesmo princípio numérico e verificar biblicamente as 10 argumentações mentirosas mais difundidas a respeito do dízimo.

    1º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI ORDENADO POR DEUS NO JARDIM DO ÉDEN, POIS A ÁRVORE DO CONHECIMENTO REPRESENTA O DÍZIMO”

    Na verdade, biblicamente o dízimo foi ordenado no monte sinai (levíticos 27:30-32; Números 18:21-24) e portanto, não foram instituidos no Jardim do Éden, pois sequer é mencionado que Adão e Eva receberam o mandamento da parte de Deus de dizimar. A associação que muitos religiosos que insistem em receber dízimos fazem de que a árvore do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2:9), pois não era permitido a Adão e Eva comer dela (Gênesis 2:17) portanto ela seria segundo eles um “símbolo” do dízimo, mas isso é uma associação esdrúxula, pois sequer há um texto bíblico que faça uma ligação entre essa árvore do Jardim do Éden e o dízimo da lei de moisés, sequer se diz que a árvore ocupava 10% do espaço do Jardim do Éden. Trata-se portanto de mais um argumento ridículo usado pelos líderes religiosos para levar o povo a acreditar que o dízimo não era somente obrigatório perante a lei de moisés.

    2º MENTIRA – “O DÍZIMO SEMPRE FOI OBRIGATÓRIO MESMO ANTES DA LEI DE MOISÉS”

    O dízimo antes de sua ordenança no Sinai era voluntário, sendo mencionado apenas 2 vezes antes de se tornar obrigatório, Abraão deu uma única vez um dízimo dos despojos da guerra quando resgatou seu sobrinho Ló e Jacó fez um voto a Deus (gênesis 14:17-20, gênesis 28:20-22)

    Pelas seguintes razões, Gênesis 14:20 não pode ser usado como exemplo para os cristãos dizimarem: 1º – A Bíblia não diz que Abraão deu obrigatoriamente esse dízimo. 2º – O dízimo de Abraão não foi um dízimo santo, da Terra Santa de Deus, produzido pelo povo santo de Deus. 3º – O dízimo de Abraão foi somente do despojo de guerra (hebreus 7:4). 4º – O dízimo de Abraão a Melquisedeque aconteceu apenas uma vez e Abraão mudava sempre de lugar. 5º – O dízimo de Abraão não proveio de sua riqueza pessoal. 6º – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, seja no velho ou no novo testamento a fim de respaldar o ato de dizimar. 7º – Visto como nem Abraão nem Jacó tinham um sacerdócio levítico para manter, eles não tinham lugar algum onde entregar os dízimos, durante os seus muitos deslocamentos.

    No caso específico de Jacó, lemos o seguinte: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista,de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o SENHOR será o meu Deus;e a pedra, que erigi por coluna, será a Casa de Deus; e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo” (Gênesis 28:20-22). O texto bíblico é claro, que Jacó fez um propósito particular (um voto) de que se Deus fosse favorável à ele, que ofereceria à Deus o dízimo. Não se vê também neste caso nenhuma ordem explicita de Deus ou algum sacerdote a mando Dele, para que Jacó dizimasse, e vemos que foi uma promessa de Jacó para Deus, não há relatos posteriores na Bíblia que ele tenha de fato dizimado, apenas se observa a sua promessa, seu compromisso de entregar o décimo de tudo que viesse a obter daquele momento em diante. Outra vez, não vemos na Bíblia nenhuma passagem em que vemos escrito que devemos dizimar como Jacó fez, portanto trata-se de mais uma mentira que os líderes criaram para tentar fazer parecer que os dízimos eram obrigatórios antes mesmo da lei de moisés.

    3º MENTIRA – “O DÍZIMO DOS ALIMENTOS DO VELHO TESTAMENTO FOI SUBSTITUÍDO POR DÍZIMO DO DINHEIRO NOS DIAS ATUAIS”

    Não há um versículo na biblia informando que dízimo obrigatório da lei de moisés possa ser ouro, prata, moeda, dinheiro, etc. Dízimo sempre foi apenas alimento do campo vegetal ou animal (levíticos 27:30 e 32) mesmo quando havia metais preciosos como moeda corrente. Abraão no seu tempo comprou uma sepultura para sua esposa por 400 ciclos de prata (gênesis 23:16)

    Embora já existisse dinheiro, a substância do dízimo divino jamais foi dinheiro. Ele era o “dízimo do alimento”. Isso é muito importante. Os verdadeiros dízimos bíblicos eram sempre somente o alimento proveniente das fazendas e rebanhos, somente dos israelitas que vivessem exclusivamente dentro da Terra Santa de Deus, as fronteiras nacionais de Israel. A fartura provinha de Deus e não da manufatura ou habilidade do homem.

    Existem 15 versículos de 11 capítulos e 8 livros, de Levítico 27 a Lucas 11, que descrevem o conteúdo do dízimo. E o conteúdo jamais, repito, jamais incluía dinheiro, prata, ouro ou qualquer outra coisa, além de alimento. Mesmo assim, a definição incorreta de “dizimar” é a maior mentira que está sendo pregada sobre esse ato, hoje em dia. (Veja Levítico 27:30,32; Números 18:27,28; Deuteronômio 12:17; 14:22, 23, 26; 2 Crônicas 31:5; Neemias 10:37; 13:5; Malaquias 3:10; Mateus 23:23 e Lucas 11:42).

    Não se observa portanto em toda a bíblia, alguém entregando dízimo em dinheiro, pois dízimo era décima parte dos alimentos ( agropecuários ou agrícolas ), e jamais foi entregue em dinheiro. E o dinheiro já era corrente nos tempos bíblicos, pois o próprio moisés que recebeu a lei para o povo lidou com dinheiro: “Então, Moisés tomou o dinheiro do resgate dos que excederam os que foram resgatados pelos levitas.Dos primogênitos dos filhos de Israel tomou o dinheiro, mil trezentos e sessenta e cinco siclos, segundo o siclo do santuário. E deu Moisés o dinheiro dos resgatados a Arão e a seus filhos, segundo o mandado do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés” (Números 3:49-51)

    Mais uma prova de que o dízimos sempre foram alimentos podem ser vista nessa passagem bíblica: “DOS DÍZIMOS NÃO COMI no meu luto e deles nada tirei estando imundo, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do SENHOR, meu Deus; segundo tudo o que me ordenaste, tenho feito” (Deuteronômio 26:14)

    Portanto, mais uma mentira dos líderes que ensinam sobre a obrigatoriedade dos dízimos é revelada, quando dizem que nos tempos bíblicos dízimos eram entregues em alimentos porque dinheiro ainda não existia, mas Abraão e até Moisés lidavam com dinheiro, e mesmo assim na obrigatoriedade da lei de moisés nunca se pagava dízimos em dinheiro, pois dízimo sempre foi a décima parte dos alimentos, do campo e animais, e nada tem a ver com a exigência de entrega de 10% do dinheiro que os cristãos recebem para esses líderes que ensinam erradamente sobre dízimos. Dízimo nunca foi pago em dinheiro, apenas em alimentos. Se o seu pastor ou líder insistir em dizer que pode ser pago em dinheiro exija que ele mostre alguém dizimando em dinheiro na bíblia, pois dinheiro já existia e era usado naquela época.

    4º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI DADO POR DEUS AOS LEVITAS DA VELHA ALIANÇA E HOJE OS PASTORES DA NOVA ALIANÇA SUBSTITUIRAM ESSES LEVITAS PORTANTO DEVEM RECEBER DÍZIMOS”

    O dízimo foi dado aos levitas, mas para que eles fizessem todo o trabalho da tenda da congregação (Números 18:21-23). Se hoje os membros leigos fazem mais de 90% do trabalho e os pastores recebem todo o dízimo isso não é biblico, é humano. Na igreja primitiva de atos, um levita, chamado José de sobrenome barnabé dava ofertas ao invés de receber dízimos dos apóstolos e membros da igreja cristã: “José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de exortação, LEVITA, natural de Chipre, como tivesse um campo, vendendo-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos” (atos 4:36-37) Portanto fica evidente que com a mudança do sacerdócio mudou a lei: “Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei” (hebreus 7:12)

    Na economia hebraica, o dízimo era usado de maneira totalmente diferente da que hoje é pregada. Mais uma vez, os levitas que recebiam o dízimo inteiro nem sequer eram ministros ou sacerdotes – eles eram apenas servos dos sacerdotes. Números 3 descreve os levitas como sendo carpinteiros, fundidores de metal, artesãos de couro e artistas, que mantinham o pequeno santuário. E 2Crônicas 23-27, durante o tempo dos reis Davi e Salomão, os levitas também foram peritos artesãos, os quais inspecionavam as obras do Templo. Vinte e quatro mil deles trabalhavam no Templo como construtores e supervisores; seis mil eram oficiais e juízes; quatro mil eram guardas e quatro mil eram músicos. Como representantes políticos do rei, os levitas usavam o seu dízimo para servir aos oficiais, juízes, coletores de impostos, tesoureiros, guardas do Templo, músicos, padeiros, cantores e soldados profissionais (1Crônicas 12:23,26; 27:5). É obvio que esses exemplos do uso bíblico da entrada do dízimo nunca se tornam exemplos para a igreja de hoje. É importante saber que na Antiga Aliança os dízimos nunca eram usados para evangelizar os não israelitas. Neste ponto o dízimo falhou. Vejam Hebreus 7:12-19. Os dízimos jamais estimularam os levitas e sacerdotes da Antiga Aliança a estabelecer uma única missão fora do país, para encorajar um só gentio a se tornar israelita (Êxodo 23:32; 34:12,15; Deuteronômio 7:2). O dízimo da Antiga Aliança era motivado e exigido por lei, não pelo amor. De fato, durante a maior parte da história de Israel, os profetas foram os principais portadores da Palavra de Deus e não os levitas e os sacerdotes que recebiam o dízimo.O falso ensino é que os anciãos e pastores da Nova Aliança estão simplesmente continuando de onde os sacerdotes da Antiga Aliança deixaram e por isso devem receber o dízimo. A função e o propósito dos sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos, não pelos anciãos e pastores, mas pelo sacerdócio de todos os crentes. Como outras ordenanças da Lei, o dízimo foi apenas uma sombra temporária, até a vinda de Cristo (Efésios 2:14-16; Colossenses 2:13-17; Hebreus 10:1). Na Nova Aliança cada crente é um sacerdote de Deus (1 Pedro 2:9-10; Apocalipse 1:6; 5:10). E como sacerdote cada crente oferece sacrifícios a Deus (Hebreus 4:16; 10:19-22; 13:15-16). Então, cada ordenança que havia sido previamente aplicada ao antigo sacerdócio foi anulada no Calvário. Visto não pertencer à Tribo de Levi, até mesmo Jesus Cristo foi desqualificado. Desse modo, o propósito original de dizimar já não existe (Hebreus 7:12-19; Gálatas 3:19, 24, 25; 2Coríntios 3:10).

    Portanto, não há nenhum mandamento no novo mandamento do cristão entregar os dízimos aos pastores, pois o dízimo somente podia ser recebido pelos levitas: “Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (hebreus 7:5), e os levitas só existiam na velha aliança da lei de moisés, pastores não são substitutos deles pois são ministros de Deus (I Coríntios 4:1) e nem sequer é ordenado que se deva entregar dízimos em favor da obra de Deus, pois ela é sustentada pelas ofertas voluntárias (2Coríntios 9:7).

    5º MENTIRA – “O DÍZIMO RECEBIDO É SOMENTE PARA USO DOS PASTORES”

    Biblicamente, o dízimo pertencia aos levitas (números 18:21-23), mas também para se fazer um festival ao Senhor (deuteronômio.14:22-27) e a cada terceiro ano, para os levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros, os quais comiam o dízimo ajuntado dentro das suas portas (deuteronômio14:28-29). Se ofertas e dízimos eram sagrados ao Senhor e não podiam ser comidos por pessoas comuns neste caso Deus abre um exceção, visto que para ele misericórdia é melhor que sacrificio (Oséias 6:6; Mateus 12:7), a vida dos carentes é preciosa ao senhor (veja um exemplo disso em Lucas 6:1-10)

    Portanto mais uma vez, é biblicamente demonstrado que os dízimos recebidos pelos levitas não eram de uso exclusivo deles… os necessitados ( órfãos, viúvas e os de fora de israel ), também se beneficiavam dos dízimos dos alimentos recebidos pelos levitas. Essa conversa de que só os pastores e líderes religiosos podem hoje usufruir dos dízimos não encontra respaldo bíblico. Trata-se de mais uma doutrina de homem.

    6º MENTIRA – “CRISTÃO QUE NÃO DÁ O DÍZIMO SERÁ VITIMA DO “DEVORADOR”
    Se você é evangélico provavelmente já deve ter ouvido alguém falar a respeito do devorador. Muitas igrejas pregam a respeito desse ser. Mas o que os líderes religiosos gananciosos não fazem é mostrar aos membros que a admoestação de Malaquias é dirigida somente à nação de Israel, e não aos cristãos de hoje que não dizimam:

    “Sentença pronunciada pelo Senhor CONTRA ISRAEL, por intermédio de Malaquias” (Malaquias 1:1)

    e, se destina especificamente, aos SACERDOTES CORRUPTOS:

    “Agora, ó sacerdotes, para vós outros é este mandamento.Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração” ( Malaquias 2:1-2)

    Eles estavam ofertando ANIMAIS coxos, cegos mudos, e defeituosos:

    “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível. Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias1:7-8)

    Quanto a Malaquias 3, notamos que Deus manda trazer somente “DÍZIMOS” para as câmaras do depósito do templo, para que haja “comida” ( alimento, ou mantimento ) em minha casa. Isto é , mantimento = produtos alimentares (ver dicionário da língua portuguesa)

    O texto mais famoso citado para falar a respeito do devorador é Malaquias 3:11, que diz: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.” Esse texto é a continuação de Malaquias 3:10, o tão famoso texto que fala a respeito de dízimos no Antigo Testamento. os líderes gananciosos dizem que o “devorador” mencionado nesse texto é um demônio que destrói as finanças daqueles que não dão os 10%, ou seja, que não são dizimistas. As pessoas que pregam nessa linha trazem ameaças de destruição financeira aos seus ouvintes se os mesmos não forem dizimistas fiéis.

    O DEVORADOR É MESMO UM DEMÔNIO? A resposta é não! Os que afirmam que esse devorador citado no texto é um demônio, no mínimo, faltaram em algumas aulas de interpretação da Bíblia. A primeira coisa a sabermos é que no Antigo Testamento, a aliança que vigorava era uma aliança baseada na obediência. Se o povo fosse obediente às leis de Deus seriam abençoados. Essas bênçãos eram visivelmente mandadas em forma de paz e boas colheitas e prosperidade. Se fossem desobedientes, seriam amaldiçoados. Falta de paz e colheitas ruins estavam em vista aqui. (Deuteronômio 28). Em uma das ameaças de maldições em suas colheitas, que Deus manda ao povo através do profeta Joel, vemos que: “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” (Joel 1:4). Uma maldição que tinha em vista a destruição da lavoura.

    O texto de Malaquias 3:11 diz a mesma coisa: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Esse devorador certamente se tratava de um tipo de gafanhoto altamente destrutivo ou outro “bicho” que acabava com as plantações (que eram a base da economia do povo de Israel). A ação devastadora desse “ser” acabava com a prosperidade do povo em pouco tempo atacando suas lavouras. Quando o povo era obediente a Deus e cumpria a Sua lei, que no caso desse texto é a lei de dizimar, Deus abençoava suas colheitas e negócios. Esse é o sentido desse texto. Assim, não faz sentido usar esse texto para afirmar que o devorador era um demônio ou coisa parecida. Nem faz sentido ameaçar as pessoas hoje em dia com esse “devorador”

    “repreenderei o devorador” Versículo 11 (Não é dinheiro que faz isto, é o próprio Deus)

    Devorador, segundo a bíblia, nunca foi demônio, e sim, gafanhotos, que Deus enviava como pragas a terra para castigar o povo, e estes gafanhotos, Deus os chamavam de “O meu grande exercito” (Joel 2:22-27) …”repreenderei o devorador ” significa… espantarei a praga do meio da vossa plantação (gafanhotos), veja também Levítico 11:22 e Naum 3:16.

    Os líderes gananciosos que ensinam que esses “devoradores” são demônios que irão causar doenças na família, o carro vai viver quebrando etc, aproveitam o desconhecimento dos cristãos do verdadeiro devorador ao qual Malaquias se refere, o gafanhoto que devorava as colheitas da nação de israel. Não há confirmação nenhuma no novo testamento de que quem não dizima será vitima desse “devorador”… quando um ladrão quer tomar o dinheiro de uma pessoa, ele a ameaça, pois se pedir provavelmente a vítima não entregará o seu dinheiro, e por conta disso o ladrão usa o recurso da ameaça, para forçá-la, da mesma forma agem esses pastores que insistem em receber dízimos pois usam um texto fora de seu real contexto para ameaçar dizendo que o mesmo “devorador” que viria sobre a nação de israel se não dizimasse virá para aqueles que não entregam seus dízimos a eles.Trata-se portanto de mais um ensino distorcido da bíblia para forçar os cristãos que não estudam a bíblia a dizimarem.

    Hoje em dia, a classe mais pobre é a que mais contribui para beneficência. E, mesmo assim, ela permanece na pobreza. Os dízimos não são uma garantia para alguém enriquecer depressa, em vez da educação, da determinação e do árduo trabalho. Se Malaquias 3:10 funcionasse realmente com os cristãos da Nova Aliança, nesse caso milhões de cristãos dizimistas já teriam escapado da pobreza e se tornado o grupo mais rico do mundo, em vez de continuar sendo pobre. Portanto, não existe evidência alguma de que a vasta maioria dos pobres “pagadores do dízimo” tenha sido abençoada pelo mero fato de o entregar. As bênçãos da Antiga Aliança já não estão em efeito (Hebreus 7:18-19; 8:6-8,13).

    Portanto, não há nenhuma possibilidade de um cristão ser vítima do “devorador” (demônio) por causa de não ser dizimista, pois nenhuma maldição da antiga aliança pode atingir aos cristãos da nova aliança em Jesus ( gálatas 3:13 )

    7º MENTIRA – O DÍZIMO SERVE PARA MANTER A IGREJA FÍSICA HOJE, POIS ELA SUBSTITUIU O TEMPLO JUDAÍCO ONDE SE ENTREGAVAM OS DÍZIMOS.

    Nada poderia estar mais longe da verdade. Trata-se de outro falso ensino os religiosos que exigem dízimos de que os edifícios chamados “igrejas”, “tabernáculos” ou “templos”, substituíram o Templo do Velho Testamento como locais de habitação divina.

    A Palavra de Deus jamais descreve os grupos da Nova Aliança como ”tabernáculos”, “templos” ou “edifícios”. Os cristãos não “vão à igreja”. Eles se “reúnem para adorar”. Também, visto que os sacerdotes do Velho Testamento pagavam o dízimo, então, logicamente, o dízimo não pode continuar. Nesse caso, é errado chamar um edifício de “armazém do Senhor” para receber os dízimos (1 Coríntios 3:16-17; 6:19-20; Efésios 1:22-23; 2:21; 4:12-16; Apocalipse 3:12). Com respeito à palavra “armazém” comparem a 1 Coríntios 16:2 com a 2 Coríntios 12:14 e Atos 20:17, 32-35. Durante vários séculos após o Calvário, os cristãos nem mesmo possuíam um edifício próprio (que chamassem de armazém), visto como o Cristianismo era uma religião ilegal e sofria perseguições.

    Após o sacrifício de Jesus, o véu do santuário se rasgou: “E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” (Marcos 15:38) e hoje, cada cristão é um santuário onde habita o Espírito Santo: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (I Coríntios 3:16) Não há sequer um Templo ou santuário físico para que os cristãos levem os dízimos pois: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas” (Atos 17:24). Jesus sequer fundou uma igreja física, pois a verdadeira igreja é espiritual.

    1. Que autoridade nos dá a Palavra de Deus para estabelecermos igrejas denominacionais ou não denominacionais em meio ao testemunho cristão, quando as Escrituras condenam a criação de divisões entre os crentes? (1 Coríntios 1:10; 3:3; 11:18-19)

    2. Com que autoridade vinda de Deus os cristãos denominam suas assim chamadas “igrejas” como Presbiteriana, Batista, Pentecostal, Aliança, Cristã Reformada, Anglicana etc., quando não há na Bíblia instruções para nos reunirmos em qualquer outro nome além do nome do Senhor Jesus Cristo? (Mateus 18:20; 1 Coríntios 5:4)

    3. Será que existe qualquer base na Palavra de Deus para chamar esses edifícios de “igrejas”? A definição bíblica de “igreja” é de uma reunião de crentes que, pelo evangelho, foram chamados para fora, tanto dentre os judeus como dentre os gentios, e são unidos em um único corpo a Cristo, sua Cabeça no céu, pela habitação do Espírito Santo. (Atos 11:22; 15:14; 20:28; Romanos 16:5; 1 Coríntios 1:2; Efésios 5:25)

    4. Onde há no Novo Testamento uma referência mandando os Cristãos construírem templos e chamarem esses locais de “Cada de Deus”, sendo que Deus não habita em templos feito por mãos humanas? (Atos 7:48 e 17:24).

    Dizer que os dízimos são necessários para manter a igreja e sustentar os pastores e líderes não tem fundamentação bíblica neotestamentária, O apóstolo Paulo estava entre os que insistiam em trabalhar com as próprias mãos pelo seu sustento (Atos 18:3; 1Tessalonicenses 2:9-10; 2Tessalonicenses 3:8-14). Embora ele não tenha condenado os que recebiam sustento pela obra em tempo integral, também não ensinou que tal sustento fosse ordenado por Deus, para difusão do Evangelho. (1 Coríntios 9:12). De fato, duas vezes em Atos 20:29, 35 e também em 2 Coríntios 12:14, ele até mesmo encoraja os anciãos da igreja a trabalharem para manter os necessitados da igreja (Eu só queria ver um dos pastores atuais trabalhando para ajudar os pobres da igreja!).

    Para Paulo, a expressão “viver do evangelho” significava “viver segundo os princípios da fé, do amor e da graça” (1 Coríntios 9:14). Conquanto verificasse ter “direito” a alguma ajuda, ele concluía que a “liberdade” de pregar o seu evangelho era mais importante, a fim de cumprir a sua vocação de Deus (1 Coríntios 9:15; 11:7-13; 12:13,14; 1 Tessalonicenses 2:5-6). Enquanto trabalhava como artesão de tendas (atos 18:3), Paulo aceitou uma certa ajuda, porém se gloriava de que o seu pagamento ou salário era o fato de poder pregar livremente, sem se tornar um fardo para os outros (1 Coríntios 9:16-19).

    Em nenhum lugar desde Atos 7:58 (onde Paulo é mencionado pela primeira vez) até suas epístolas, não vemos o apóstolo Paulo orientando alguém a dizimar nem recebendo dízimos dos cristãos, portanto uma prova clara que a igreja primitiva não tinha o dízimo como uma doutrina cristã e inquestionável como se vê hoje nessas igrejas que dizem seguir fielmente as Escrituras.

    Paulo deixou claro que os que pregavam o evangelho tinham todo o direito de serem supridos com as ajudas e doações voluntárias dos cristãos (I Coríntios 9:11 e 14, Filipenses 4:18 ), mas nunca disse que seria dos dízimos! Sequer há mandamento seja do Senhor Jesus ou de seus apóstolos dos cristãos entregarem seus dízimos nos “templos” que hoje conhecemos como igreja, pois Jesus nunca fundou uma igreja física, nem ordenou que se fizessem construções para ali os seus seguidores se reunirem! Se o dízimo fosse tão necessário e importante como esses líderes gananciosos querem fazer parecer, teria o apóstolo Paulo esquecido de mencionar algo tão importante? obviamente que não, pois ele é categórico ao dizer: ” jamais deixando de vos anunciar coisa alguma proveitosa e de vo-la ensinar publicamente e também de casa em casa” e ” porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus” (atos 20:20 e 27)… ou seja, tudo que era necessário ele, Paulo, ensinou e o Apóstolo Paulo nunca incentivou ou ensinou os cristãos a dizimarem!

    Portanto comprovadamente os dízimos não são obrigatórios serem entregues, muito menos nas igrejas físicas de hoje.

    8º MENTIRA – “DAR OFERTAS, MESMO ACIMA DE 10% DA SUA RENDA, NÃO TEM O MESMO VALOR ESPIRITUAL, POIS QUEM NÃO DÁ O DÍZIMO ROUBA A DEUS E NÃO SERÁ SALVO POIS ESTÁ DEBAIXO DE MALDIÇÃO”

    Tanto a bênção como a maldição de Malaquias 3:9-11, perduraram somente até o término da antiga Aliança, ou seja, até o Calvário. A audiência de Malaquias havia voluntariamente reafirmado a Antiga Aliança (Neemias 10:28-29. “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém” (Deuteronômio 27:26, citado em Gálatas 3:10). E Jesus Cristo deu um fim a essa maldição, conforme Gálatas 3:13: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Portanto nenhuma maldição proveniente da não observância da lei de moisés (e o dízimo pertencia a ela) atinge aos cristãos. Mas os lideres gananciosos que recebem dízimos escondem isso dos membros.

    Mas não é porque o Cristão não seja mais obrigado a dizimar que ele esteja isento de ajudar na propagação do evangelho e em favor dos necessitados pois: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2coríntios 9:7).

    “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade.Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários” (2coríntios 8:1-3) Essa era a prática da igreja de Deus que Cristo estabeleceu.

    Os princípios de dar no Novo Testamento, na 2Coríntios capítulos 8 e 9 são superiores ao dizimar, que não é obrigatório aos cristãos.

    Os seguintes princípios de dar voluntariamente na Nova Aliança estão fundamentados na 2 Coríntios 8 e 9 (1). Dar é uma “graça”. A 2 Coríntios 8 usa oito vezes a palavra “graça”, referindo-se à ajuda aos santos pobres (2). Dar primeiro a Deus (8:5). (3) Dar-se a si mesmo para conhecer a vontade de Deus (8:5) (4) Dar em resposta ao dom de Cristo (8:9 e 9:15). (5) Dar com desejo sincero (8:8, 10, 12 e 9:7) (6) Não dar por causa de mandamento algum (8:8,10; 9:7). (7) Dar além de sua capacidade (8:3, 11, 12) (8) Dar para produzir igualdade. Isso quer dizer que os que têm mais devem dar mais, a fim de suprir a incapacidade dos que não podem dar mais (8:12,14) (9) Dar com alegria (8:2). (10) Dar porque está crescendo espiritualmente (8:3,4,7). (11) Dar porque deseja crescer espiritualmente (9:8, 10, 11). (12) Dar porque está ouvindo o Evangelho ser pregado (9:13).

    9º MENTIRA – “JESUS MANDOU OS CRISTÃOS DAREM O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO”

    O falso ensino é que Jesus ensinou a dizimar, em Mateus 23:23, dizendo que isso está claro no Novo Testamento.

    Em primeiro lugar, A Nova Aliança (o novo testamento) não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3:19, 24, 25; 4:4). O dízimo não é ensinado na igreja, depois do Calvário. Quando Jesus falou sobre o assunto em Mateus 23:23, Ele estava simplesmente ordenando a obediência às leis da Antiga Aliança, a qual ele endossou e obedeceu até chegar ao Calvário.

    Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário. (Atos 2:42-47 e 4:32-35 não são exemplos para se dizimar, a fim de sustentar os líderes da igreja). Conforme Atos 2:46, os cristãos judeus continuavam a adorar no Templo. E conforme Atos 2:44 e 4:33,34, os líderes da igreja compartilhavam igualmente o que recebiam com todos os membros da igreja (o que hoje os líderes gananciosos que recebem dízimos não fazem).

    Aliás, Jesus sequer é mencionado dizimando ou recebendo dízimos… e porque os líderes gananciosos pedem dízimos em nome de Jesus sendo que o próprio Jesus disse: “em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Marcos 16:17-18)… Ele nunca disse ” em meu nome receberão dízimos…”

    Portanto comprovadamente mais uma mentira desses homens que se dizem ordenados por Deus a exigirem dízimos dos cristãos incautos foi desmascarada! Jesus nunca ordenou que os seus discípulos e futuros apóstolos recolhessem dízimos… e porque esses líderes acham que podem fazer diferente? Bem o Senhor Jesus profetizou sobre esses tipos: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores” (Mateus 7:15)

    10º MENTIRA – “JESUS RECEBE DÍZIMOS DOS CRISTÃOS CONFORME HEBREUS 7:8″

    O início do capítulo 7 de hebreus é apenas citação do Antigo Testamento, onde fala do sacerdócio de Melquisedeque. Em Hebreus 7:5 diz: ” E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão”

    A lei foi dada por intermédio de Moisés, ao povo, direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações ( montagem e desmontagem de tendas no deserto), os quais tinham ordem, segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. Agora note o relato do versículo 11 e 12:

    Hebreus 7:11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se ao Salvador) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).

    Hebreus 7:12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.

    Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7:5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7:11) e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7:12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade de que enviasse outro Sacerdote? Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.

    A lei dos dízimos foI direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio e não havendo mais “Levitas”, nem “templo”, nem sacerdote a oferecer sacrifícios, pois O Salvador já o fez, logo,se aplicada aos crentes hoje, ela torna-se intempestiva e ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são levitas nem foram proibidos de trabalhar, nem menos tiveram promessas de herança de dízimos para sustento por não ter tido herança nas distribução de terras prometidas ao povo israelita por herança.

    Outra particularidade, no capítulo 18 do livro de Números, o Senhor Deus adverte aos sacerdotes levitas dizendo: Na sua terra, possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte possuirás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

    Gostaria de recomendar aos pregadores contemporâneos (os que querem se assemelhar aos sacerdotes levitas que recebiam dízimos), seria bom que guardassem os mandamentos do Senhor para aquela tribo, os quais não possuíam bens materiais, pois o Senhor era a herança dos sacerdotes levitas.

    Recapitulando: Hebreus 7 apenas faz a menção pós-Calvário de dizimar, numa explanação de porque o sacerdócio levítico deve ser substituído pelo sacerdócio de Cristo, porque o sacerdócio levítico era fraco e ineficiente. Estude Hebreus 7 e sigam a progressão do versículo 5 ao versículo 12 e ao versículo 19.

    Porém, líderes gananciosos insistem em apenas mostrar hebreus 7:8 aos membros, onde segundo eles, Jesus receberia dízimos dos cristãos: “Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive” (hebreus 7:8)

    Apenas mostrando esse versículo isoladamente aos membros desavisados, querem dar a entender que esse versículo manda os cristãos ainda dizimarem, sem ler todo o real contexto do capítulo 7 de hebreus.

    Portanto hebreus 7:8 não fala de Jesus recebendo ainda dízimos dos cristãos, pois o contexto do capítulo 7 de hebreus fala na verdade da superioridade do sacerdócio de melquisedeque em relação ao levítico que era sustentado pelos dízimos. Cristãos não tem o mandamento bíblico de dizimarem.

    Considerações finais:

    Em Hebreus 7,8,9 e 10, neste 4 capítulos deixa bem claro a questão do sacerdócio perfeito, que, quando mudado o sacerdote Levítico, veio o Cristo, e mudando o sacerdócio se muda a lei ( Hebreus 7:12 ) portanto, notamos, que no novo testamento, não há ninguém dando dizimos em dinheiro, sendo que já existia, porque, Jesus foi traído por moedas, e a viúva ofertou moedas, mas dízimos, foi mencionado em alimentos, hortaliças ( Mateus 23.23 ) jamais em dinheiro, e o próprio Senhor Jesus, relatou que o dízimo era da lei para o povo de Israel , …”o mais importante DA LEI “. (Mateus 23:23)

    Paulo não mencionou dízimos, nem outro apóstolo qualquer deixou exemplo de tal prática. Em Corintios 9, Paulo pede donativos para suprir necessitados e não para manter despesas de instituições religiosas. Em Atos 4:32 em diante, notamos a generosidade dos irmãos,vendendo tudo e depositando aos pés dos apóstolos, para que se fosse feita DISTRIBUIÇÃO AOS NECESSITADOS, de forma a não haver necessitados entre eles ( esta é a justiça que excede a dos fariseus religiosos que apenas punham seus dízimos das hortaliças e achavam que estava, cumprindo sua parte) em Mateus 23:23 e Lucas 18:12. Tal prática dos fariseus, mostra religiosidade e eles não praticavam a fé, de fato, que , quem diz que dizimar é um ato de fé, é engano, porque os fariseus dizimavam , mas não praticavam a fé. O jovem rico, não foi indicado por JESUS a dizimar, e sim, vender e REPARTIR com os pobres. Jó nunca dizimou, e mesmo assim era próspero.

    Abraão só deu o dízimo uma só vez, e não foi em dinheiro, foi despojos, sobras de conquistas de guerra, dizimo de sangue, após matar os reis e tomar seus bens.

    Jacó prometeu dar o dízimo, ( um voto particular dele ) em Gênesis 28:20-22 , mas a bíblia não fala que ele cumpriu…

    Abraão não foi a “suposta” casa do tesouro ( igreja ) mas Melquisedeque lhe saiu ao encontro para receber sua parte, devido ser rei de Salém e receber por que passava em tal parte, imposto semelhante ao que Jesus nos ensinou a pagar a César (Mateus 22:21). Isto é, JESUS mandou sermos fiéis ao estado e não sonegar impostos.

    Os cobradores de impostos ao se converter, restituíram 4 vezes mais aos que haviam defraudado, e foi nisto que Jesus afirmou: “hoje houve salvação nesta casa” (Lucas 19:9)Repare que o Salvador não o mandou dar dízimos.Todas as vezes que você quiser dar algo á Deus, e restituir a Deus com gratidão, faça isto dando ao seu próximo, pois assim,estará cumprindo a palavra na íntegra, conforme Mateus 25 deixa bem claro esta questão.

    No sétimo ano, Israel, não trazia dízimos, devido ser o ano sabático,a terra descansava (Levítico 25:4) Mas e será que a igreja atual faz isto? Fica sem receber dizimos no sétimo ano?

    O DÍZIMO era vendido POR DINHEIRO,devido a distância de levar onde o Senhor escolhera, para santificar seu nome, e o próprio dizimista COMIA DOS SEUS DÍZIMOS, (Deuteronômio 14:22-26) administrava o dízimo, hoje em dia quem come dos dízimos são os pastores, que administram os dízimos, dando ordem quê e no que será empregado os dízimos do povo. Estes ditos “sacerdotes” ( pastores) não são levíticos, nem exercem função sacerdotal superior a qualquer irmão que seja, e muito menos têm eles o direito de administrar o dízimo pessoal de cada um.

    Quanto a sacerdotes, sabemos todos nós somos, depois de Cristo nos fazer um sacerdócio real, nação santa , povo eleito de DEUS, passamos a ter livre acesso ao Pai através de CRISTO que , na sua morte, o que nos separava foi rasgado do alto abaixo, a saber o véu que separava o lugar santo,( local onde entravam os sacerdotes) do lugar santíssimo (onde só entrava o sumo sacerdote 1 vez por ano para pferecer acrificio pelo pecado do povo).

    Paulo recebeu muitas vezes ajuda da igreja, mas era para se manter, e não era salário mensal como se estivesse numa empresa. Paulo trabalhava (atos 18:3) , e em nada pesava os irmãos e a igreja.

    Se Paulo disse: “sede meus imitadores como eu sou de Cristo”, será que nesta parte, os pastores que exigem dízimos imitam à Paulo? Vemos Jesus ou Paulo recolhendo ou ensinando sobre dízimos?Em 2Coríntios 9:9, Paulo cita o salmo 112:9, onde fala da generosidade com os mais pobres: “Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre”. (2 Coríntios 9:9)

    Nada falou de dízimos em dinheiro, e sim, contribuições voluntárias , para “suprir” os que não tem, algo que, é totalmente visto por Deus. Paulo faz uma coleta para “DISTRIBUIR”, hoje em dia se faz uma distribuição (de envelopes) para ajuntar, não para os pobres, mas, para os cofres de uma instituição, que se preocupa mais com a posição social, status, templos, fama, nome, competição, horários de TV, rádios, sites, eventos, shows, viagens, lazer para líderes, carrões, mansões, aviões, e ainda se diz que é expansão da obra de Deus…

    Cada dia os patrimônios religiosos estão ainda maiores, e o evangelho mais distante do que a igreja primitiva pregava e vivia, tudo por causa de dinheiro. A biblia fala para não reter e sim dar. Será que a igreja faz isto? Ou antes retém,para construir seu império e se fortalecer mais e mais, visando dominar a maior parte possível do globo terrestre, e arrebanhar o maior número de pessoas possível, como se tudo fosse uma partida de competição: “Quem tiver mais membros é o vencedor”

    Paulo afirma: “Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus” (2Coríntios 2:17)

    Deus abençoe a todos que leram este estudo e que o Espírito Santo tenha conduzido a leitura e o entendimento para compreender que dízimos não são mais obrigatórios.

    “Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pedro 3:18)

      • Como é bom ver que ainda há pastores honestos, comprometidos com a palavra de Deus, que não abusam do pouco conhecimento dos membros sobre assuntos da fé… o dízimo realmente não tem lugar na nova aliança. Esse ensino farisaíco do dízimo obrigatório para cristãos já está caindo, em nome de Jesus.

        • A falta de caráter e um sintoma visível do falso crente.
          por isso JESUS disse: conhecereis a arvore pelos seus frutos.
          veja que jesus não fala de dons, nem conhecimento bíblicos, etc

          JESUS FALA DE FRUTO, isso diz respeito a caráter, ter palavra, sim sim não não.

          Por isso essa pessoa jussarastardust nada tem de DEUS.
          pois não tem carater nem para honrar o que disse.
          TAMBÉM COMO CONFIAR NO CARÁTER, DE alguém que rouba o proprio DEUS?

        • infidelidade que ela vive.
          STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 12:22 pm
          COMUNICADO IMPORTANTE:

          Venho através deste comunicado informar que estou deixando de comentar no G+.
          Nada contra o site, que é fonte de informação, mas é uma decisão pessoal após
          orar e pedir direção a Deus. O Espírito Santo me mostrou a minha falha aqui.
          Levei um puxão de orelha “santo”. Peço perdão pela precipitação. Sei que todos
          somos falhos. E eu não vou esconder os meus erros. Não vou negar que cometi um
          erro, vários aliás. Peço perdão a todos que em maior ou menor grau se sentiram
          ofendidos com algo que eu disse.
          Peço perdão a todos que comentam aqui e em especial o clamando, edy ( ex ) e o
          vai arrebentar. Peço perdão a outros que não consigo lembrar. Peço que me
          perdoem pois eu pequei, errei. Peço que relevem. Não levem a sério. Eu errei e
          assumo publicamente meu erro.
          Peço perdão também a edir macedo, valdemiro santiago, marco feliciano,
          valdemiro santiago, silas malafaia e outros líderes religiosos que não consigo
          lembrar. Pequei contra vcs. Peço que igualmente me perdoem por tudo. Eu estou
          me retratando aqui que não agi corretamente com vcs também. E que Deus abençoe
          vcs e seus respectivos ministérios.
          Ao povo da iurd e outras denominações. Peço perdão. sim, pequei contra vcs
          também.
          A todos que não consigo lembrar, sejam comentaristas do site, ou pessoas do
          meio evangélico que se sentiram ofendidos com algo que eu disse, novamente peço
          perdão. Deixo a todos a seguinte mensagem de Cristo:

          ” [Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
          vossas ofensas.]” (Marcos 11:26)

          Estou pedindo perdão a todos. Os que me perdoarem, também terão seus pecado
          perdoados, pois todos somos pecadores.

        • infidelidade que ela vive.
          STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 12:22 pm
          COMUNICADO IMPORTANTE:

          Venho através deste comunicado informar que estou deixando de comentar no G+.
          Nada contra o site, que é fonte de informação, mas é uma decisão pessoal após
          orar e pedir direção a Deus. O Espírito Santo me mostrou a minha falha aqui.
          Levei um puxão de orelha “santo”. Peço perdão pela precipitação. Sei que todos
          somos falhos. E eu não vou esconder os meus erros. Não vou negar que cometi um
          erro, vários aliás. Peço perdão a todos que em maior ou menor grau se sentiram
          ofendidos com algo que eu disse.
          Peço perdão a todos que comentam aqui e em especial o clamando, edy ( ex ) e o
          vai arrebentar. Peço perdão a outros que não consigo lembrar. Peço que me
          perdoem pois eu pequei, errei. Peço que relevem. Não levem a sério. Eu errei e
          assumo publicamente meu erro.
          Peço perdão também a edir macedo, valdemiro santiago, marco feliciano,
          valdemiro santiago, silas malafaia e outros líderes religiosos que não consigo
          lembrar. Pequei contra vcs. Peço que igualmente me perdoem por tudo. Eu estou
          me retratando aqui que não agi corretamente com vcs também. E que Deus abençoe
          vcs e seus respectivos ministérios.
          Ao povo da iurd e outras denominações. Peço perdão. sim, pequei contra vcs
          também.
          A todos que não consigo lembrar, sejam comentaristas do site, ou pessoas do
          meio evangélico que se sentiram ofendidos com algo que eu disse, novamente peço
          perdão. Deixo a todos a seguinte mensagem de Cristo:

          ” [Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
          vossas ofensas.]” (Marcos 11:26)

          Estou pedindo perdão a todos. Os que me perdoarem, também terão seus pecado
          perdoados, pois todos somos pecadores.

      • infidelidade que ela vive.
        STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 12:22 pm
        COMUNICADO IMPORTANTE:

        Venho através deste comunicado informar que estou deixando de comentar no G+.
        Nada contra o site, que é fonte de informação, mas é uma decisão pessoal após
        orar e pedir direção a Deus. O Espírito Santo me mostrou a minha falha aqui.
        Levei um puxão de orelha “santo”. Peço perdão pela precipitação. Sei que todos
        somos falhos. E eu não vou esconder os meus erros. Não vou negar que cometi um
        erro, vários aliás. Peço perdão a todos que em maior ou menor grau se sentiram
        ofendidos com algo que eu disse.
        Peço perdão a todos que comentam aqui e em especial o clamando, edy ( ex ) e o
        vai arrebentar. Peço perdão a outros que não consigo lembrar. Peço que me
        perdoem pois eu pequei, errei. Peço que relevem. Não levem a sério. Eu errei e
        assumo publicamente meu erro.
        Peço perdão também a edir macedo, valdemiro santiago, marco feliciano,
        valdemiro santiago, silas malafaia e outros líderes religiosos que não consigo
        lembrar. Pequei contra vcs. Peço que igualmente me perdoem por tudo. Eu estou
        me retratando aqui que não agi corretamente com vcs também. E que Deus abençoe
        vcs e seus respectivos ministérios.
        Ao povo da iurd e outras denominações. Peço perdão. sim, pequei contra vcs
        também.
        A todos que não consigo lembrar, sejam comentaristas do site, ou pessoas do
        meio evangélico que se sentiram ofendidos com algo que eu disse, novamente peço
        perdão. Deixo a todos a seguinte mensagem de Cristo:

        ” [Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
        vossas ofensas.]” (Marcos 11:26)

        Estou pedindo perdão a todos. Os que me perdoarem, também terão seus pecado
        perdoados, pois todos somos pecadores.

    • veja só o carater dessa pessoa que vive falando mal dos que são fieis a DEUS.

      STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 1:46 pm
      Carta de Retratação Pública

      Eu, STARDUST, Venho com o devido respeito apresentar minha retratação à todas
      as pessoas, instituições e organizações e a todos os comentaristas deste site,
      em especial os que assinam pelo nick de Edy (ou ex ), clamando, vai arrebentar,
      e outros tantos que infelizmente não consigo lembrar no momento e da mesma
      forma aos senhores Edir macedo, Valdemiro Santiago, Marco Feliciano, RR Soares,
      Silas Malafaia e todos as outras pessoas que possuem cargos eclesiásticos nas
      respectivas denominações desses líderes dos comentários feitos de minha parte,
      sejam ofensivos, ou de pré-julgamento, ou que de qualquer forma não foram
      favoráveis à imagem publica dessas pessoas tendo em vista a manifestação de
      cunho pessoal realizada pela minha pessoa durante minha participação neste
      referido site.
      Infelizmente, errei por deixar minha condição de pessoa falha preponderar sobre
      minha condição de pessoa cristã, o que não pode e não deve ser interpretado
      como uma justificativa para meu erro, o qual, desde já, humildemente procuro
      retratar, através desta carta, a todas as pessoas que se sentiram ofendidas
      com esta situação, sejam de forma direta ou indireta. Peço a todos os lideres
      dessas denominações e os comentaristas deste site desculpas e igualmente o meu
      pedido de perdão.Peço novamente desculpas e retrato-me aos membros da IURD,
      IMPD, IIGD, AD e outras denominações cristãs pois o ato em si não teve, em
      absoluto, a intenção de atingir pessoalmente a ninguém que congrega em qualquer
      uma dessas denominações, tão pouco prejudicar o debate cristão em nivel
      teológico. É notório que estas denominações também ajudam cada uma com sua
      forma que pessoas venham conhecer o evangelho, e prestando relevante ajuda
      à sociedade. Gostaria de reiterar minha retratação pública com a consciência
      de que atos como estes não mais se repetirão.

      Sem mais,

      STARDUST.

    • VEJA SÓ Outra atitude dessa pessoa insana, que insiste em querer levar as pessoas a infidelidade que ela vive.
      STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 12:22 pm
      COMUNICADO IMPORTANTE:

      Venho através deste comunicado informar que estou deixando de comentar no G+.
      Nada contra o site, que é fonte de informação, mas é uma decisão pessoal após
      orar e pedir direção a Deus. O Espírito Santo me mostrou a minha falha aqui.
      Levei um puxão de orelha “santo”. Peço perdão pela precipitação. Sei que todos
      somos falhos. E eu não vou esconder os meus erros. Não vou negar que cometi um
      erro, vários aliás. Peço perdão a todos que em maior ou menor grau se sentiram
      ofendidos com algo que eu disse.
      Peço perdão a todos que comentam aqui e em especial o clamando, edy ( ex ) e o
      vai arrebentar. Peço perdão a outros que não consigo lembrar. Peço que me
      perdoem pois eu pequei, errei. Peço que relevem. Não levem a sério. Eu errei e
      assumo publicamente meu erro.
      Peço perdão também a edir macedo, valdemiro santiago, marco feliciano,
      valdemiro santiago, silas malafaia e outros líderes religiosos que não consigo
      lembrar. Pequei contra vcs. Peço que igualmente me perdoem por tudo. Eu estou
      me retratando aqui que não agi corretamente com vcs também. E que Deus abençoe
      vcs e seus respectivos ministérios.
      Ao povo da iurd e outras denominações. Peço perdão. sim, pequei contra vcs
      também.
      A todos que não consigo lembrar, sejam comentaristas do site, ou pessoas do
      meio evangélico que se sentiram ofendidos com algo que eu disse, novamente peço
      perdão. Deixo a todos a seguinte mensagem de Cristo:

      ” [Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
      vossas ofensas.]” (Marcos 11:26)

      Estou pedindo perdão a todos. Os que me perdoarem, também terão seus pecado
      perdoados, pois todos somos pecadores.

      • ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

        A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

        Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

        1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

        2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

        3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

        4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

        5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

        6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

        7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

        8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

        9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

        10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

        CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

        O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

        Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

        • infidelidade que ela vive.
          STARDUST disse: 1 de outubro de 2013 ás 12:22 pm
          COMUNICADO IMPORTANTE:

          Venho através deste comunicado informar que estou deixando de comentar no G+.
          Nada contra o site, que é fonte de informação, mas é uma decisão pessoal após
          orar e pedir direção a Deus. O Espírito Santo me mostrou a minha falha aqui.
          Levei um puxão de orelha “santo”. Peço perdão pela precipitação. Sei que todos
          somos falhos. E eu não vou esconder os meus erros. Não vou negar que cometi um
          erro, vários aliás. Peço perdão a todos que em maior ou menor grau se sentiram
          ofendidos com algo que eu disse.
          Peço perdão a todos que comentam aqui e em especial o clamando, edy ( ex ) e o
          vai arrebentar. Peço perdão a outros que não consigo lembrar. Peço que me
          perdoem pois eu pequei, errei. Peço que relevem. Não levem a sério. Eu errei e
          assumo publicamente meu erro.
          Peço perdão também a edir macedo, valdemiro santiago, marco feliciano,
          valdemiro santiago, silas malafaia e outros líderes religiosos que não consigo
          lembrar. Pequei contra vcs. Peço que igualmente me perdoem por tudo. Eu estou
          me retratando aqui que não agi corretamente com vcs também. E que Deus abençoe
          vcs e seus respectivos ministérios.
          Ao povo da iurd e outras denominações. Peço perdão. sim, pequei contra vcs
          também.
          A todos que não consigo lembrar, sejam comentaristas do site, ou pessoas do
          meio evangélico que se sentiram ofendidos com algo que eu disse, novamente peço
          perdão. Deixo a todos a seguinte mensagem de Cristo:

          ” [Mas, se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
          vossas ofensas.]” (Marcos 11:26)

          Estou pedindo perdão a todos. Os que me perdoarem, também terão seus pecado
          perdoados, pois todos somos pecadores.

  6. A falta de caráter e um sintoma visível do falso crente.
    por isso JESUS disse: conhecereis a arvore pelos seus frutos.
    veja que jesus não fala de dons, nem conhecimento bíblicos, etc

    JESUS FALA DE FRUTO, isso diz respeito a caráter, ter palavra, sim sim não não.

    Por isso essa pessoa jussarastardust nada tem de DEUS.
    pois não tem carater nem para honrar o que disse.
    TAMBÉM COMO CONFIAR NO CARÁTER, DE alguém que rouba o proprio DEUS??

    • kkkk, verdade mesmo, esse Stardust nem tem argumentos próprios, copia aqueles textos enormes de pregadores reformados no google e cola aí achando que todos vão ler, deve ser daqueles endividados cheio de querer dar lições de moral.

      • Léllison diz: “esse Stardust nem tem argumentos próprios”

        STARDUST OBSERVA: Léllison, vc está certo… eu não tenho mesmo argumentos próprios…. meus argumentos são bíblicos! E a maior prova que os meus argumentos estão fundamentados na palavra de Deus que só resta a vcs, adoradores do dinheiro e da teologia da prosperidade, tentar nos difamar, chamando de ateu, gay, endividado, ladrão etc…

        ainda bem que vcs são evangélicos, porque nós cristãos não temos esse costume!

        • As dez maiores mentiras de Starlouco desculpe dust
          1- Naõ é certo devolver o dízimo
          2-A igreja não precisa de dízimo
          3-Deus não nos pede dízimo
          4-quem rouba a Deus não é ladrão
          5-que não pode devolver em dinheiro as bençãos que Deus nos dá.
          6-que ele não é estrela o Star
          7-que ele não é um obreiro frustado por ser ladrão
          8-que ele não é desobediente
          9-que ele não é um homem sem compromisso com Deus
          10-que o único intuito dele é tentar desvirtuar os Cristão a ir para onde ele vai com seu senhor starcaído
          Malaquias cap.03 versc 08,09
          Roubará o homem a Deus?Todavia vós me roubais,e dizeis: em que te que roubamos?
          Nos dízimos e nas ofertas.

          09-Com maldição sois amaldiçoados,por que a mim me roubais,sim ,toda esta nação.
          Tive o desprazer de ter um obreiro igualzinho vc starcaido e vou dizer que vida cheia de tribulação ele passava,deve ser mais ou menos como vc ai em frente o computador querendo arrastar mais uns contigo para o buraco ao que vc se encontra quero te dizer irmão saia desta situação a qual vc se encontra para ter um encontro verdadeiro com Jesus Cristo.
          OOOOOOOOOOOOOHHHHHHHHHHHHHH GLÓRIA.

  7. ARREBENTAR DIZ: “veja que jesus não fala de dons, nem conhecimento bíblicos, etc”

    A BÍBLIA DIZ: “Replicou-lhe Jesus: Se conheceras o DOM de Deus e quem é o que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” (João 4:10)

    “Respondeu-lhes Jesus: Não provém o vosso erro de não CONHECERDES AS ESCRITURAS, nem o poder de Deus?” (Marcos 12:24)

    E AGORA? QUEM ESTÁ CERTO? PASTOR ARREBENTAR OU A BÍBLIA SAGRADA? DIFÍCIL DECIDIR NÃO É MESMO?

  8. ATENÇÃO: DEVIDO A REPERCUSSÃO DO ESTUDO QUE DESMASCARA A FARSA DOS DÍZIMOS TER CAUSADO POLÊMICA E ATAQUES FEROZES DOS QUE SE RECUSAM A ACEITAR A VERDADE BÍBLICA SOBRE ESSA DOUTRINA MERCANTILISTA, VAMOS FAZER UM DESAFIO AOS “PRÓ-DÍZIMOS”…

    A falsa doutrina dos dízimos nos dias de hoje, ensina basicamente isso: Que todo cristão tem o mandamento bíblico de separar 10% de sua renda ( salários e ganhos diversos ) e entregar numa denominação evangélica aos cuidados de um suposto homem de Deus (notadamente, um pastor ou similar). A não entrega desse valor, chamado por eles de dízimo, pode acarretar, segundo essa doutrina, a sujeição do cristão aos ataques de um demônio chamado “devorador”, ser espiritual este, segundo ainda esta doutrina o mesmo mencionado em malaquias 3:11. O que não se sujeita a entregar os dízimos conforme especificado acima, também estaria pondo sua própria salvação em risco, pois ainda segundo essa doutrina, quem não dá dízimo é ladrão.

    Agora, porém, em confronto com essa doutrina de dízimos ainda perdurar e segundo eles ser obrigatória aos cristãos, estaremos fazendo 10 perguntas que os pastores que insistem em receber dizimos não conseguem responder:

    1 – Dízimo na bíblia sempre foi alimento (Levíticos 27:30,32 ; Deuteronômio 12:17)… aonde na bíblia ele se tornou dinheiro?

    2 – Dízimo era mandamento do velho testamento somente para os israelitas ( Levíticos 27:30-34) … aonde no novo testamento da bíblia, foi confirmado esse mesmo mandamento aos cristãos?

    3 – Dízimo deveria ser entregue somente aos sacerdotes levitas (Números 18:26, hebreus 7:5)… aonde na bíblia, os pastores de hoje substituiram esses sacerdotes levitas para poderem tomar dízimos?

    4 – Dízimo era destinado ao sustento dos levitas, dos órfãos, estrangeiros e viúvas (Deuteronômio 26:12)… aonde na bíblia ele se tornou exclusivo dos pastores e bispos das denominações evangélicas?

    5 – Se o mandamento do dízimo é anterior a lei de moisés, e abraão é exemplo de “dizimista fiel” antes da lei, então porque Abraão entregou dízimo somente dos despojos da guerra que ele venceu ( genesis 14:20; hebreus 7:4 ), e não de toda a sua riqueza já acumulada? (genesis 13:2 )

    6 – Se ” a césar o que é de césar e a Deus o que é de Deus “, é uma citação de Jesus sendo favorável ao pagamento de impostos desse mundo e da mesma forma pagamento de dízimos à Deus, então porque Jesus mencionou o pagamento do imposto de césar antes do “imposto de Deus”, visto que o dízimo deveria ser a primeira coisa a ser separada? Jesus disse ” a césar o que é de césar” e Jesus deu exemplo disso, ao pagar o imposto de césar (Mateus 17:24-27), para dar o exemplo que se deve pagar o imposto de césar ( impostos desse mundo ) mas se “a Deus o que é de Deus” se refere à dízimo, aonde Jesus devolveu dízimo, para nos esse exemplo, da mesma forma que fez ao pagar o imposto de césar?

    7 – Se devemos dizimar porque Jesus não falou nada contra o dízimo, então devemos nos circuncidar também? visto que Jesus também não falou contra a circuncisão aos israelitas e a circuncisão também é mencionada antes da lei de moisés (genesis 17:10).

    8 – Se quem é dizimista será salvo, então porque o Senhor Jesus precisou vir aqui na terra, cumprir a lei de moisés e morrer pelos nossos pecados? os israelitas já tinham o mandamento de dizimar (levíticos 27:30-32)… não bastava eles somente continuarem dizimando para serem salvos? quem nos dá a salvação? Quem salva é Jesus ou o dízimo ?

    9 – Aonde vemos Jesus e/ou os apóstolos, recebendo dízimos dos cristãos para que a obra de Deus fosse feita? aonde vemos no novo testamento que o dízimo é obrigatório para manutenção de um templo físico ?

    10 – No velho testamento vemos claramente os israelitas recebendo o mandamento de dizimarem e entregando o dízimo ( Levítico 27:30-32; II Crônicas 31:6; Neemias 13:12 ), Mas aonde no novo testamento vemos os cristãos recebendo a ordem de dizimar e um seguidor de Jesus, ou seja, um cristão dizimando?

    CONCLUSÃO: Eu já fiz estas 10 perguntas à vários pastores que insistem no erro de ensinar que dízimos são obrigatórios para os cristãos, mas nunca obtive uma resposta. O que comprova que realmente, essa doutrina mercantilista dos dízimos não passa de doutrina criada por homens, sem embasamento bíblico.

    O Senhor Jesus já advertiu sobre esse tipo de erro: “E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Marcos 7:7)

    Mas graças a Deus, cada vez mais as pessoas estão conhecendo a verdade sobre a mentira que é a doutrina do dízimo, e deixando de dizimar por obrigação conforme malaquias 3:10, que era uma advertência que dizia a respeito somente ao povo de israel e passando a ofertar por amor e liberalidade conforme 2 corintios 9:7.

    • Amigo,

      Não estou discordando de você, até acho que a obsessão pelo dízimo nos dias de hoje é lastimável, mas há uma passagem bíblica que Jesus se refere ao dizímo, está em Mt 23, 23-26:
      “Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas! Vós pagais o dízimo da hortelã, da erva-doce e do cominho, e deixais de lado os ensinamentos mais importantes da Lei, como a justiça, a misericórdia e a fidelidade. Vós deveríeis praticar isto [os ensinamentos], sem contudo deixar aquilo [o DÍZIMO].”

      Ainda não tenho convicção a respeito desse assunto, mas corroboro que algumas de suas linhas de pensamento.

      Oremos!

      Abraço!

      • jael

        bom dia. Vc fez uma das perguntas clássicas que ocorrem quando ensinamos a verdade sobre o dízimo: ” ora… mas como dízimo não é pros cristãos??? tá lá no novo testamento em mateus 23:23, Jesus mandou dar o dízimo…”

        Pois bem… vale a pena considerar algumas coisas… quando Jesus disse isso, porque Jesus disse isso, e para quem Jesus disse isso…

        A menção de Jesus ao dízimo em mateus 23:23 não é prova de que no novo testamento ( a nova aliança em Cristo Jesus) há o mandamento que cristãos dizimem, pelos seguintes fatos:

        primeiro: o novo testamento não começa entre em mateus 1:1… o novo testamento (nova aliança) só se inicia de fato, após o sacrifício de Cristo na cruz:

        “Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador;pois um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.” (Hebreus 9:16-17)

        Portanto, está claro que esse Testador de quem o autor da epístola aos hebreus se refere, é Jesus Cristo, e o novo testamento, só se inicia de fato após a Sua morte, a morte do Testador.

        Outra prova de que a nova aliança ( ou novo testamento ) só se inicia de fato após o sacrifício de Cristo na cruz, é o fato de Cristo ter dito:

        ” E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele.E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado.” (Marcos 14:23-24 almeida corrigida fiel )

        Então, tudo que ocorre durante o ministério de Cristo aqui na terra, ainda está debaixo do velho testamento, isso explica porque o Senhor Jesus teve de cumprir a lei de moisés (mateus 5:17-18)… Jesus esteve sempre debaixo da lei de moisés enquanto viveu aqui (galatas 4:4) e obviamente não poderia naquele momento, enquanto a lei não estivesse de fato cumprida, ser contra o dízimo… somente após ser sacrificado, e ter cumprido a lei de moisés Ele pode dizer: “está consumado” (João 19:30) da mesma forma que Ele não foi contra o dízimo, Ele também não foi contra a circuncisão… mas hj, a religião evangélica quer ensinar dízimo, mas a circuncisão eles descartam…

        O dízimo é da lei, como o proprio Senhor Jesus afirma em mateus 23:23, mas como a lei foi cumprida por Ele em nosso lugar, não somos obrigados a segui-la…

        ” Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10:4 )

        SEGUNDO: Jesus disse que o dízimo deveria ser entregue… mas a quem Ele falou estas coisas? foi aos seus discípulos? foi à multidão que o seguia? vejamos a quem se dirigia tal admoestação:

        ” Ai de vós, ESCRIBAS E FARISEUS, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” ( mateus 23:23)

        O texto é claro… Jesus disse isso aos escribas e fariseus, que eram ISRAELITAS, esses sim, com o mandamento de entregarem dízimo:

        “Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, PARA OS FILHOS DE ISRAEL, no monte Sinai.” (Levítico 27:34)

        Somente quem era filho de israel, portanto um israelita, tinha o mandamento de dizimar… não há um relato na bíblia de alguém que não fosse de israel entregando dízimo… e a bíblia menciona diversos outros povos…

        portanto, comprovadamente mateus 23:23 não é prova de que Jesus mandou seus seguidores darem dízimo, pois escribas e fariseus não são seguidores de Cristo.

        Jael, estou à disposição para mais duvidas. E que bom que vc também não concorda com esse exagero que é o dízimo… pra mim, já passou da hora desse ensino que visa somente o lucro cair.

        Quer investir no reino de Deus? os necessitados então são a melhor forma.

        • jael,

          Só pra deixar claro a respeito do dízimo e ofertas, não é porque não é mandamento de Deus que não se pode dar. Precisa ter mandamento pra fazer o bem ou ser justo ou usar de misericórdia com o próximo ?

          Paulo é bem direto, cada um contribua segundo propôs em seu coração, não por necessidade (porque é mandamento ou somos obrigados) 2 Coríntios 9:7. Dessa forma, podemos dar ou ensinar a dar desta forma seja a respeito de dízimo ou oferta.

          Enfim, o dízimo era obrigatório APENAS durante a lei de Moisés, mas antes disso não era e tampouco depois dela.

          Sobre os “israelitas”, devemos lembrar que muitas coisas que foram ditas a eles servem a nós também, pois conforme Paulo nos mostra, nós fomos “enxertados” na videira que é Israel. Sendo assim, a nova aliança que Jesus fez com a “casa de Israel” é também para nós, senão não seríamos salvos pelo sacrifício de Cristo.

          Resumindo, não somos obrigados a dar dízimo ou ofertas, fazemos isto por amor ao próximo e não porque é obrigado ou é mandamento.

          Abraço,
          Que Deus te abençoe.

      • O stardustjussara odeia quem devolve as primícias para JESUS.

        Porque esta escrito:
        Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.
        E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
        E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a PRIMAZIA.
        Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,

        VEJA que aqui ele disse que JESUS TEM DIREITO A PRIMAZIA EM TUDO.
        Seja dinheiro, seja bens, seja honras, seja louvores, seja considerações.
        TUDO , AS PRIMEIRAS COISAS SÃO DELE.
        as primícias os dizimos.

        MAS QUEM TEM DEMONIOS NÃO CONSEGUE ENTENDER ISSO.
        Porque os demonios sempre quiseram o lugar de DEUS.
        e aqui na terra os demonios querem suas primicias para eles.

        POR ISSO O FILHO DO DEMONIO STARDUST TRABALHA FERRENHAMENTE, PARA SATANAS TER as primícias que são de DEUS.

    • ha ha ha .
      E JESUS CONTINUA DIZENDO: CONHECEREIS A ARVORE PELOS FRUTOS.
      E não pelos dons.

      e mesmo o dom vc não conhece, Pois JESUS disse a mulher que se ela conhecesse o dom de DEUS, ela daria a água a ele.
      ,
      MAS VC NEM O DOM DE DEUS VC CONHECE, Pois não da o dizimo, não da oferta, não dá nada..
      VC SÓ PEDE CESTA BÁSICA.
      O diabo seu api se alegra com sua atitude..

      VC NÃO TEM CARÁTER.
      E isso vale mais do que qualquer conhecimento.

      • pastor arrebentar

        para vc que prega a teologia da prosperidade o unico carater que realmente importa é o “cara ter carro do ano… cara ter casa na praia… cara ter mansão… cara ter dinheiro no banco…”

        Esse é o unico carater que realmente lhe interessa.

        • MAS O SEU CARÁTER A ONDE ESTA?

          Porque vc não mostra?

          sou fiel nos meus compromissos 1º COM DEUS
          Depois com os HOMENS.

          MAS E VC?
          NEM COM DEUS, E NEM COM OS HOMENS…
          No minimo eu teria vergonha se tivesse dito tudo o que vc diz e depois voltar atras.
          ISSO E FALTA DE CARÁTER, E DE ENCONTRO COM DEUS.
          Pois esta escrito que o homem de DEUS, honra a sua palavra mesmo que sofra danos.

          . A cujos olhos o réprobo é desprezado; mas honra os que temem ao SENHOR; aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.

          Leia de novo.
          aquele que jura com dano seu, e contudo não muda.

          iso significa que o homem tem que honrar o que fala, mesmo que lhe cause dano.

          MAS VC? A ONDE TEM HONRADO O QUE DIZ?

          • Quem dá ouvido ao estudo do STARDUS: é tão incrédulo o quanto ele o é.
            É preciso ser um falido na FÉ para adotar esta interpretação destorcida e maliguina, pois prega a avareza.
            Para voces refletirem: se DEUS é contra devolver o dízimo, como seria então patrocinado o Seu evangélio?
            Que DEUS abençoe a todos.

          • jó gomes

            Se o dízimo é para financiar o evangelho ( e não o seu “evangélio” ), vc pode mostrar na bíblia Jesus ensinando tal coisa? quando Cristo mandou os discípulos em missões, uma das recomendações foi de que não levassem alforjes…

            Os apóstolos recebiam dízimos para que a obra de Deus fosse feita?

            Jó gomes, pode ao menos responder estas questões e não fugir das perguntas como vc sempre faz?

          • Olha só quem fala em fugir kkkkkkk
            até hoje não deu conta de contar como foi seu encontro com DEUS.

            E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.
            E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a PRIMAZIA.
            Porque foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse,

            VEJA que aqui ele disse que JESUS TEM DIREITO A PRIMAZIA EM TUDO.
            Seja dinheiro, seja bens, seja honras, seja louvores, seja considerações.
            TUDO , AS PRIMEIRAS COISAS SÃO DELE.
            as primícias os dizimos.

            E dificil dos filhos do diabo entender que JESUS TEM O DIREITO EM TER AS PRIMÍCIAS DE TUDO..

            Moises também não recolheu dizimo.

            Pois o povo só os passou a devolver quando entrou na terra.

            as escrituras nunca disse que as pessoas não devolviam dizimos.
            a festa do pentecostes é uma grande prova disso.

            MAS VC É ENDEMONIADO, Por isso jamais vai aceitar as coisas de DEUS.
            POIS JESUS DISSE: AS MINHAS OVELHAS OUVEM A MINHA VOS, EU AS CONHEÇO. E LHES DOU A VIDA.

            VC acha que a ovelha de JESUS, vai lhe negar as primicias?

            MAS OS BODESPRETOSTARDUSTS SIM ESSE NEGAM.

  9. arrebentar

    a igreja de laodicéia se tornou rica… mas Jesus de fora… será que eram realmente convertidos??? Talvez até fossem no começo, mas conforme foram enriquecendo, Jesus foi sendo deixado de lado… bem como Jesus mesmo disse:

    “A ( semente) que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer.” (Lucas 8:14)

    E também complementa mais adiante:

    ” Não podeis servir a Deus e às riquezas.” (Lucas 16:13b)

    óbviamente laodicéia está longe de ser exemplo de Cristãos que eram pobres, e enriqueceram após seguirem a Cristo… ora… se fossem tão cristãos assim, porque então está escrito assim na própria carta à laodicéia:

    “Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.” (Apocalipse 3:16)

    Agora fica a pergunta… que igreja tão cristã é essa que será vomitada por Ele???

    Eles estavam ricos, mas Jesus de fora… para se cumprir o que diz o próprio Senhor: ” não podeis servir à Deus e as riquezas”…

    Não há promessa de riquezas materiais, enquanto o seguidor de Cristo viver nesse mundo… a promessa é apenas das nossas necessidades supridas:

    “Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?(Porque todas estas coisas os gentios procuram). De certo vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” ( Mateus 6:31-33 )

    ” E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades.” (Filipenses 4:19)

    Agora fica a pergunta: “ter carro do ano é uma necessidade???” o cristão vai deixar de viver por não ter um??? ” mansão é uma necessidade??? ”

    Laodicéia portanto não serve de resposta à pergunta: “se a teologia da prosperidade é biblica mostre na bíblia uma pessoa que era pobre, seguiu a Cristo e ficou rica” pois laodicéia estava a ponto de ser vomitada por Ele… um seguidor de Cristo jamais teria tal tratamento…

    • Não se esqueça de que A IGREJA DE LAODICEIA, ERA A IGREJA DE JESUS.
      Por isso ele mandou cartas a ela para que ela se retratasse.

      O fato de no momento JESUS estar fora, não quer dizer que não eram convertidos, pois se não fossem convertidos, não seriam considerados igreja de JESUS, e então JESUS não teria mandado carta a eles.
      JESUS Mandou carta, para que eles se retratassem antes de serem vomitados.

      JESUS Simplesmente mandou eles usarem a riqueza deles, da maneira certa, para adquirir dele, a riqueza, verdadeira, o colirio, e as vestes .
      ASSIM TAMBÉM DEUS REPRENDEU ISRAEL QUANDO DISSE:

      Não me compraste por DINHEIRO cana aromática, nem com a gordura dos teus sacrifícios me satisfizeste, mas me deste trabalho com os teus pecados, e me cansaste com as tuas iniqüidades.

        • seu argumento é fraco stardust.. arrebentar te detonou. a questão não é o dinheiro estar lá, mas onde estava o coração deles, no caso, no dinheiro. a prova é q ele não mandou eles se livrarem do dinheiro.

          • aonde estiver seu tesouro estará seu coração…

            Não podeis servir a Deus e as riquezas… ou um ou outro… ambos é impossível!

          • a questão não é ter dinheiro, mas ter o dinheiro como seu tesouro, colocar nele o seu coração.

            um exemplo é vc, que mesmo sabendo q a gula é pecado, não deixa de comer seus 5 kg de pernil no sábado. a gula te domina, é escrava dela, assim como muitos são do dinheiro.

            mesmo sabendo q deve evitar a feitiçaria, vc foi lá ver a “palhaçada”, e ainda acreditou no diabo:

            uma vez eu fui no terreiro com um amigo, ( eu já era cristão ) só pra ver a palhaçada que era lá… cheguei na porta, e uma pessoa que vinha chegando manifestou e disse: ” sai daqui, vcs são do lá de cima”…

            só a nossa presença na porta de entrada do terreiro já incomodou o capeta…

            e mesmo sabendo que a voz do Espírito Santo é a pronunciação de Deus, ignorou a repreensão dele, e continuou aqui falando mal pelas gostas das igrejas e pastores. ou seja, sua tagarelice te domina.

            não pode servir a gula, e a Deus, não pode servir a dois senhores stardust.

          • edy mancebo

            Sei que vc é apenas um usado do diabo para tentar me impedir de falar as verdades ocultas aos incautos da religião evangélica.

            ” quero te destruir por partes, como uma pizza ” ( edy mancebo )

            Vc falou isso apenas para cumprir as escrituras: “Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.” (Lucas 12:2)

          • kkkkk… stardust, eu não preciso dizer nada, o próprio Espírito Santo testemunhou contra vc, e não foi da boca de outra pessoa, mas vc mesma confessou isso, em uma longa retratação pública. o que eu digo de vc é fichinha, perto do que o próprio Espírito Santo expôs vc para todos aqui.

            então, em quem vou acreditar, no Espírito Santo, ou na jussara stardust, difícil não?

          • edy mancebo

            sua opinião sobre mim não me importa, visto que vc já confessou que:

            “quero te destruir por partes, como uma pizza…” (edy mancebo)

            “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos.” (João 8:44a)

          • não é minha opinião, é do Espírito Santo mesmo, e nem saiu da minha boca, mas da sua própria confissão. não precisa levar em conta a minha opinião.

            e a do Espírito Santo? ah, esqueci, vc tb não leva em conta.

          • e por acaso foi o Espirito Santo que te inspirou a dizer:

            “quero te destruir por partes, como uma pizza” ( edy mancebo )

            muito usado vc hein?

    • todos são predestinados para a salvação, mas Deus deixa a escolha para quem quiser a salvação. por isto ele diz que há dois caminhos: um é largo, da perdição e outro é estreito: o da salvação. a escolha é da pessoa.: salvação ou perdição. Deus permite a escolha. foi assim com Saul, O povo pediu um rei deixando Deus de lado. Deus atendeu o pedido do povo sabendo dos problemas que isto acarretaria. fez a vontade do povo. Ele nos dá a opção de escolha: ir para o céu ou ir para o inferno. isto significa livre arbítrio.

  10. tenho ca para mim que certas expectativas na vida das pessoas estrapola, o razoavel e o justo, aqui mesmo temos pessoas que são predestinadas não a salvação, mas a maldição eterna, assim como judas foi predestinado pelo próprio Cristo , para o inferno duas vezes, uma na sua escolha para trai-lo, e outra quando sua mente perturbada, pela traição não suportou a carga e se matou, então dizer que não existe predestinação é mentira ROMANOS 8.28-38

    28 Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.

    JOÃO 13.18

    18 Não falo a respeito de todos vós, pois eu conheço aqueles que escolhi; é, antes, para que se cumpra a Escritura “Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar”.

    ATOS 13.48

    48 Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna.

    EFÉSIOS 1.4,5

    4 assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor 5 nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade.

    II TIMÓTEO 1.9

    9 que nos salvou e nos chamou com santa vocação; não segundo as nossas obras, mas conforme sua própria determinação e graça que nos foi dada em Cristo Jesus, antes dos tempos eternos.

    II TESSALONICENSES 2.13,14

    13 Entretanto, devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados pelo Senhor, porque Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade, 14 para o que também vos chamou mediante o nosso evangelho, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo.

    JOÃO 6.39

    39 E a vontade de quem me enviou é esta: que nenhum eu perca de todos os que me deu; pelo contrário, eu o ressuscitarei no último dia.

    MARCOS 13.27

    27 E ele enviará os anjos e reunirá os seus escolhidos dos quatro ventos, da extremidade da terra até à extremidade do céu.

    ROMANOS 11.5-9

    5 Assim, pois, também agora, no tempo de hoje, sobrevive um remanescente segundo a eleição da graça. 6 E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça. 7 Que diremos, pois? O que Israel busca, isso não conseguiu; mas a eleição o alcançou; e os mais foram endurecidos, 8 como está escrito: Deus lhes deu espírito de entorpecimento, olhos para não ver e ouvidos para não ouvir; até ao dia de hoje. 9 E diz Davi: Torne-se-lhes a mesa em laço e armadilha, em tropeço e punição; 10 escureçam-se-lhes os olhos, para que não vejam, e fiquem para sempre encurvadas as suas costas.

    COLOSSENSES 3.12

    12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade.

    I PEDRO 1.2

    2 eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam multiplicadas.

    APOCALIPSE 17.14

    14 Pelejarão eles contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, pois é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os chamados, eleitos e fiéis que se acham com ele.

    MATEUS 22.14

    14 Porque muitos são chamados, mas poucos, escolhidos.

    MATEUS 24.24

    24 porque surgirão falsos Cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos.

    MATEUS 24.31

    31 E ele enviará os seus anjos, com grande clangor de trombeta, os quais reunirão os seus escolhidos, dos quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.

    MATEUS 25.34

    34 então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo.

    EFÉSIOS 2.1-10

    1 Ele vos deu vida, estando vós mortos em vossos delitos e pecados, 2 nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência; 3 entre os quais também todos nós andamos outrora, segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos, por natureza, filhos da ira, como também os demais. 4 Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos amou, 5 e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo, pela graça sois salvos. 6 e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar nos lugares celestiais em Cristo Jesus; 7 para mostrar, nos séculos vindouros, a suprema riqueza da sua graça, em bondade para conosco, em Cristo Jesus. 8 Porque pela graça sois salvos, mediante a fé, e isto não vem de vós; é dom de Deus; 9 não de obras, para que ninguém se glorie. 10 Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.

    OBSERVAÇÃO: A compreensão desse texto é a seguinte: Todos estão mortos espiritualmente. Um morto não tem capacidade de crer nem aceitar nada. Todos estão mortos. O Senhor vivifica aqueles que ele escolhe, pela regeneração, e essas pessoas podem então crer. A fé que faz com que eles creiam é um dom de Deus. Se ele escolheu e vivificou muitos, mas não fez isto com todos, então isso é eleição.

    ROMANOS 9.11-24

    11 E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto à eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama), 12 já for adito ela: ‘o mais velho será servo do mais moço’. 13 Como está escrito: ‘Amei Jacó, porém me aborreci de Esaú.’ 14 Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum! 15 Pois ele diz a Moisés: ‘Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me-ei de quem me aprouver ter compaixão.
    16 Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia. 17 Porque a Escritura diz a Faraó: ‘Para isto mesmo te levantei, para mostrar em ti o meu poder e para que o meu nome seja anunciado por toda a terra.’
    18 Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz.
    19 Tu, porém, me dirás: De que se queixa ele ainda? Pois quem jamais resistiu a sua vontade? 20 Quem és tu, ó homem, para discutires com Deus?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim? 21 Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra? 22 Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira, preparados para a perdição, 23 a fim de que também desse a conhecer as riquezas da sua glória em vasos de misericórdia, que para glória preparou de antemão, 24 os quais somos nós, a quem chamou, não só dentre os judeus, mas também dentre os gentios?.

    MARCOS 4.10-12

    10 Quando Jesus ficou só, os que estavam junto dele com os doze o interrogaram a respeito das parábolas. 11 Ele lhes respondeu: A vós outros vos é dado conhecer o mistério do reino de Deus; mas, aos de fora, tudo se ensina por meio de parábolas, 12 para que, vendo, vejam e não percebam; e, ouvindo, ouçam e não entendam; para que não venham a converter-se, e haja perdão para eles.

    OBSERVAÇÃO: Para o calvinismo este é um versículo claro de que muitos são predestinados a não entender, não crer e não se converter.

    LUCAS 13.24

    24 Respondeu-lhes: Esforçai-vos por entrar pela porta estreita, pois eu vos digo que muitos procurarão entrar e não poderão.
    II PEDRO 3.9

    9 Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento.

    OBSERVAÇÃO: Os calvinistas não aceitam este versículo usado pelos arminianos, pois, segundo o calvinismo, Pedro está escrevendo para pessoas eleitas, pois ele usa a palavra “convosco”. Ele estava escrevendo para salvos.

    I TIMÓTEO 2.4,6

    4 o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. 6 o qual a si mesmo se deu em resgate por todos; testemunho que se deve prestar em tempos oportunos.

    I JOÃO 2.2

    2 e ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos próprios, mas ainda pelos do mundo inteiro.

    JOÃO 3.16

    16 Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

    MATEUS 23.37

    37 Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo de suas asas, e vós não quisestes!

    OBSERVAÇÃO: Para a linha arminiana o querer do homem se sobressai em relação ao querer de Deus, ou seja, Deus quer salvar, mas o homem não quer, prevalece o querer do homem.

    TITO 2.11,12

    11 Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, 12 educando-nos para que, renegadas a impiedade e as paixões mundanas, vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente.

    I PEDRO 1.10,11

    10 Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em algum tempo. 11 Pois desta maneira é que vos será amplamente suprida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    MATEUS 16.24

    24 Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.

    HEBREUS 2.9

    9 vemos, todavia, aquele que, por um pouco, tendo sido feito menor que os anjos, Jesus, por causa do sofrimento da morte, foi corado de glória e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem.

    OBSERVAÇÃO: Mais uma vez, os arminianos insistem que Jesus morreu por todo homem.

    II CORÍNTIOS 5.14

    14 Pois o amor de Cristo nos constrange, julgando nós isto: um morreu por todos; logo, todos morreram.

    JOÃO 6.40

    40 De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.

    JOÃO 5.40

    40 Contudo, não quereis vir a mim para terdes vida.

    ATOS 7.51

    51 Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, vós sempre resistis ao Espírito Santo, assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis.

    OBSERVAÇÃO: Para os arminianos uma das maiores provas de que o homem tem livre arbítrio é que ele pode resistir ao Espírito Santo, ou seja, o Espírito quer convencê-lo do pecado, da justiça e do juízo, mas o homem não o quer. Na linha arminiana o querer do homem prevalece sobre o querer do Espírito.

    MATEUS 24.13

    13 Aquele, porém, que perseverar até o fim, esse será salvo.

    OBSERVAÇÃO: Na concepção arminiana, a perseverança cabe ao homem. Se ele quiser perseverar, persevera. Se ele quiser se desviar, se desvia. Para o arminianismo isto faz parte do livre arbítrio.

    JOSUÉ 24.15

    15 Porém, se vos parece mal servir ao Senhor, escolhei, hoje, a quem sirvais: se aos deuses a quem serviram vossos pais que estavam dalém do Eufrates ou aos deuses dos amorreus em cuja terra habitais. Eu e a minha casa serviremos ao Senhor.

    APOCALIPSE 22.17

    17 O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve diga: Vem! Aquele que tem sede venha, e quem quiser receba de graça da água da vida.

    MATEUS 18.14

    14 Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos.

    LUCAS 21.19

    19 É na vossa perseverança que ganhareis a vossa alma.

    I TIMÓTEO 4.16

    16 Tem cuidado de ti mesmo e do teu ensino; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.

    II TIMÓTEO 2.12

    12 Se perseveramos, com ele também reinaremos. Se o negarmos, também ele nos negará.

    • É bom quando uma pessoa fala do que conhece e apresenta a palavra de Deus como base de seu argumento,a bíblia é clara quanto a Deus escolher ,isto é predestinar, alguém ou um povo para cumprir um propósito (sua vontade) ,certamente que será uma dura jornada para os tais escolhidos e diante de tamanha dureza muitos ficarão pelo caminho.
      Deus o abençoe !

  11. ASSIM COMO ME ESQUECI DE FALAR DA PREDESTINAÇÃO DO STARDUST POEIRA DA ESTRELA CAÍDA E SUA HERESIA, PRONTO PARA A MALDIÇÃO ETERNO TENTA POR FORÇA EMPURRAR GUELA ABAIXO, PARA TENTAR DESVIAR A MUITOS DA VERDADE, ASSINANDO ELE MESMO A SENTENÇA, MORRENDO QUER LEVAR OUTROS, MAS ESQUECE O QUE DIZ A BÍBLIA NEM POR FORÇA NEM POR VIOLENCIA , MAS PELO MEU eESPIRITO, E ESTE SE O TIVESSE NÃO ESTARIA NESTA GUERRA, POIS SABERIA QUE TUDO ESTÁ NO CONTROLE DE DEUS…E SE ELE FOSSE O CARA PARA QUALQUER COISA, ESTARIA CERCADO DE MILHARES, MAS SÓ AJUNTA ATEUS E GAYS E ESTES POUCOS MISERAVEIS COMO ELE, JÁ ESTÃO COMENDO NA MÃO DE SATANAS

    • clamando, veja o que essa desocupada da stardust anda fazendo pra matar o tempo:

      “uma vez eu fui no terreiro com um amigo, ( eu já era cristão ) só pra ver a palhaçada que era lá… cheguei na porta, e uma pessoa que vinha chegando manifestou e disse: ” sai daqui, vcs são do lá de cima”…

      só a nossa presença na porta de entrada do terreiro já incomodou o capeta…”

      e ela ainda acreditou no pai da mentira.

        • stardust, sua conduta cada vez é mais exposta. depois de ser desmascarada pelo próprio Espírito Santo, de ter desobedecido, de ter confessado ser escrava da gula, agora confessa que visita terreiros e fica envaidecida com elogios feitos pelo diabo.

          bem que o clamando disse que o pai das safadezas te prometeu recompensas.

          • edy mancebo

            sua opinião sobre mim não me importa, visto que vc já confessou que:

            “quero te destruir por partes, como uma pizza…” (edy mancebo)

            “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos.” (João 8:44a)

          • Edy nisso vc tem razão,ir no terreiro,a pessoa manifestando,pai da mentira pode ser que falou pra ela acreditar que estava no caminho certo e continuar no caminho errado ou elogia la para ele continuar voltando

          • não é minha opinião jussara stardust, é do Espírito Santo, e saída de vc mesma kkkkkk…

            só há duas hipóteses: ou vc é mentirosa, ou foi repreendida pelo Espírito Santo e continua na desobediência, cada dia indo mais pro poço, ao ponto de frequentar terreiros para ser elogiada por demônios.

          • ” quero te destruir por partes, como uma pizza” (edy mancebo)

            Vc estava cheio do Espírito Santo quando disse isso, edy mancebo?

          • jussara, Espírito Santo e nada pra vc são a mesma coisa. vc o desdenhou publicamente aqui. não me espanta que idolatre homens (Valdemiro), seja escrava da gula (5 kg de pernil num sábado) e fique buscando elogios de demônio em terreiro.

          • ]edy mancebo, cheio do espírito disse:

            “quero te destruir por partes, como uma pizza”

            Ele disse isso cheio do espírito, mas não do Espírito Santo.

          • stardust, agora q está usando as novas fragâncias do Valdemiro, coloca uma roupa bem bonita e volta a desfilar no terreiro pra ser elogiada, pq o único q tinha q te elogiar aqui é o Espírito Santo, mas ele vc já renegou publicamente aqui.

          • O Espírito Santo deveria me elogiar? estranho… nunca vi que o Espírito Santo tem como atribuição elogiar os cristãos… aonde vc viu isso edy mancebo?

            Assim diz edy mancebo:

            “quero te destruir por partes, como uma pizza” (edy mancebo)

            Bem que o Senhor falou que a boca fala do que está cheio o coração, não é? isso explica a sua insistencia em me perseguir neste site…

  12. parece-me que estas interpretações sobre Laodiceia e predestinação de longe a opiniao de silas e de alguns outros irmãos que aqui expressaram sao condizentes com a palavra.

    depois postos meus argumentos do clamando que foi muito boa parabenizo o mesmo

  13. so um detalhe quanto a Laodiceia, eles já eram ricos antes do encontro com Jesus o problema nao era sua riqueza e sim seu envolvimento com o pecado, e soberba pelos status que o dinheiro traz que foi repudiado pelo senhor, quanto o assunto inicial, crer que o homem tem livre-arbítrio (liberdade absoluta) e n ao conhecer as doutrinas ensinadas na bíblia e pelos pais da igreja e ainda confirmada na reforma; é dizer que Deus é impotente e incapaz diante das decisões humanas, é afirmar que o homem pode sim ser independente de Deus, afinal foi esse o argumento de quem mesmo em? pensem nisso

  14. Se é certa a tese da predestinação, logo se deve concluir que Cristo e Deus são palhaços, bem assim todos que pregam o evangelho.

    Cristo fala em o próprio homem senhor do seu destino, aí vem essa fragilidade teológica dizer que são apenas os escolhidos.

    Podem ser os antevistos em face de Deus, no passado conseguir enxergar o que todos nós vamos fazer no futuro.

    Quanto aos muitos chamados, o texto é quanto à condição de clérigo: muitos aceitam a mensagem de Cristo, mas os chamados para evangelizar são poucos. E tem que ser, senão vai ficar igual ao famoso ditado brasileiro: “temos mais chefes que índios”. Já imaginou se todos os chamados( a humanidade toda) fossem também escolhidos(líderes religiosos)?

    • Tambem acho que a predestinação não tenha sentido algum.
      De que valeu todo o drama sofrido por Jesus se já havia a “predestinação”?
      Que sentido tem o Ide de Jesus? Só se houver a tese do “sono dos predestinados” para que estes acordem para a salvação que lhes é predestinada desde a eternidade.
      Acho que seria algo assim:
      – Acorda predestinado! Agarra a sua benção!

  15. Raquel Elana,

    Conheço uma missionária torta, escreve uma coluna torta, tem uma vidinha torta,se envolve com gente torta…defende o que é torto… Só ganha aplausos de gente torta…se der lugar a Jesus Ele vem com seu plumo e endireita o que o Diabo entortou!

  16. Ninguém aqui, vive fugindo de você. A questão é a sua resistência e incredulidade quanto a ação de dizimar.
    Aproposito, se JESUS despediu os seus Discípulos desprovidos de quais quer coisa, certamente era para os mesmos, adotarem o evangélio

  17. Eu concordo com o pastor Silas, o argumento dele é muito mais coerente do que os que assentam que individualmente uma pessoa já nasce predestinada ou ao céu ao ao inferno. Eu até acho que esta doutrina é de origem diabólica, para destruir o poder da auto-escolha que é inviolável de cada pessoa, assim como a própria responsabilidade das mesmas diante de Deus. É uma doutrina absurda.

  18. Eu concordo com o pastor Silas Malafaia. O argumento dele é muito mais coerente do que o dos que assentam que uma pessoa individualmente já nasce predestinada ou ao céu ou ao inferno. Eu até acho que ela se trata de uma doutrina diabólica para anular o poder e responsabilidade de livre escolha que cada pessoa têm. Fazendo que descansem da preocupação de se esforçar em obedecer, agradar e viver uma vida reta diante de Deus e dos homens. É um dogma absurdo.

    • carlos leonidio da silva

      uma das perguntas clássicas que ocorrem quando ensinamos a verdade sobre o dízimo: ” ora… mas como dízimo não é pros cristãos??? tá lá no novo testamento em mateus 23:23, Jesus mandou dar o dízimo…”

      Pois bem… vale a pena considerar algumas coisas… quando Jesus disse isso, porque Jesus disse isso, e para quem Jesus disse isso…

      A menção de Jesus ao dízimo em mateus 23:23 não é prova de que no novo testamento ( a nova aliança em Cristo Jesus) há o mandamento que cristãos dizimem, pelos seguintes fatos:

      primeiro: o novo testamento não começa entre em mateus 1:1… o novo testamento (nova aliança) só se inicia de fato, após o sacrifício de Cristo na cruz:

      “Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador;pois um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.” (Hebreus 9:16-17)

      Portanto, está claro que esse Testador de quem o autor da epístola aos hebreus se refere, é Jesus Cristo, e o novo testamento, só se inicia de fato após a Sua morte, a morte do Testador.

      Outra prova de que a nova aliança ( ou novo testamento ) só se inicia de fato após o sacrifício de Cristo na cruz, é o fato de Cristo ter dito:

      ” E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele.E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado.” (Marcos 14:23-24 almeida corrigida fiel )

      Então, tudo que ocorre durante o ministério de Cristo aqui na terra, ainda está debaixo do velho testamento, isso explica porque o Senhor Jesus teve de cumprir a lei de moisés (mateus 5:17-18)… Jesus esteve sempre debaixo da lei de moisés enquanto viveu aqui (galatas 4:4) e obviamente não poderia naquele momento, enquanto a lei não estivesse de fato cumprida, ser contra o dízimo… somente após ser sacrificado, e ter cumprido a lei de moisés Ele pode dizer: “está consumado” (João 19:30) da mesma forma que Ele não foi contra o dízimo, Ele também não foi contra a circuncisão… mas hj, a religião evangélica quer ensinar dízimo, mas a circuncisão eles descartam…

      O dízimo é da lei, como o proprio Senhor Jesus afirma em mateus 23:23, mas como a lei foi cumprida por Ele em nosso lugar, não somos obrigados a segui-la…

      ” Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10:4 )

      SEGUNDO: Jesus disse que o dízimo deveria ser entregue… mas a quem Ele falou estas coisas? foi aos seus discípulos? foi à multidão que o seguia? vejamos a quem se dirigia tal admoestação:

      ” Ai de vós, ESCRIBAS E FARISEUS, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” ( mateus 23:23)

      O texto é claro… Jesus disse isso aos escribas e fariseus, que eram ISRAELITAS, esses sim, com o mandamento de entregarem dízimo:

      “Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, PARA OS FILHOS DE ISRAEL, no monte Sinai.” (Levítico 27:34)

      Somente quem era filho de israel, portanto um israelita, tinha o mandamento de dizimar… não há um relato na bíblia de alguém que não fosse de israel entregando dízimo… e a bíblia menciona diversos outros povos…

      portanto, comprovadamente mateus 23:23 não é prova de que Jesus mandou seus seguidores darem dízimo, pois escribas e fariseus não são seguidores de Cristo.

      Estou à disposição para mais duvidas. E que bom que vc também não concorda com esse exagero que é o dízimo… pra mim, já passou da hora desse ensino que visa somente o lucro cair.

      Quer investir no reino de Deus? os necessitados então são a melhor forma.

      • carlos leonidio da silva,

        A respeito do dízimo e ofertas, não é porque não é mandamento de Deus que não se pode dar. Precisa ter mandamento pra fazer o bem ou ser justo ou usar de misericórdia com o próximo ?

        Paulo é bem direto, cada um contribua segundo propôs em seu coração, não por necessidade (porque é mandamento ou somos obrigados) 2 Coríntios 9:7. Dessa forma, podemos dar ou ensinar a dar desta forma seja a respeito de dízimo ou oferta.

        Enfim, o dízimo era obrigatório APENAS durante a lei de Moisés, mas antes disso não era e tampouco depois dela.

        Sobre os “israelitas”, devemos lembrar que muitas coisas que foram ditas a eles servem a nós também, pois conforme Paulo nos mostra, nós fomos “enxertados” na videira que é Israel. Sendo assim, a nova aliança que Jesus fez com a “casa de Israel” é também para nós, senão não seríamos salvos pelo sacrifício de Cristo.

        Resumindo, não somos obrigados a dar dízimo ou ofertas, fazemos isto por amor ao próximo e a Deus e não porque é obrigado ou é mandamento.

      • que mentiroso de satanas….botou os tres anos de jesus no lixo…acabou com seu ministério exterminou com apóstolos e discipulos culminou com seus milagres onde diz a bíblia que nem todo papel e tinta do mundo poderia se contar…..blasfemo anti-cristo anatema está condenado stardust dos infernos

        • Clamando

          Nem todos os milagres de Jesus foram descritos… mas aonde dar dízimo é um milagre???

          dízimo era um imposto somente para os israelitas que possuiam colheitas ou animais procriando… Jesus porém era carpinteiro, portanto, isento de ter de dar dízimo.

          Jesus não recolheu dízimo por ser da tribo de judá e somente os da tribo de levi poderiam tomar dízimos segundo a lei de moisés que Cristo mesmo afirmou que precisava cumprir.

          clamando, já era… o dízimo está caindo por terra, acabou a vidinha mansa…

    • carlos leonidio da silva

      uma das perguntas clássicas que ocorrem quando ensinamos a verdade sobre o dízimo: ” ora… mas como dízimo não é pros cristãos??? tá lá no novo testamento em mateus 23:23, Jesus mandou dar o dízimo…”

      Pois bem… vale a pena considerar algumas coisas… quando Jesus disse isso, porque Jesus disse isso, e para quem Jesus disse isso…

      A menção de Jesus ao dízimo em mateus 23:23 não é prova de que no novo testamento ( a nova aliança em Cristo Jesus) há o mandamento que cristãos dizimem, pelos seguintes fatos:

      primeiro: o novo testamento não começa entre em mateus 1:1… o novo testamento (nova aliança) só se inicia de fato, após o sacrifício de Cristo na cruz:

      “Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador;pois um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.” (Hebreus 9:16-17)

      Portanto, está claro que esse Testador de quem o autor da epístola aos hebreus se refere, é Jesus Cristo, e o novo testamento, só se inicia de fato após a Sua morte, a morte do Testador.

      Outra prova de que a nova aliança ( ou novo testamento ) só se inicia de fato após o sacrifício de Cristo na cruz, é o fato de Cristo ter dito:

      ” E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele.E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado.” (Marcos 14:23-24 almeida corrigida fiel )

      Então, tudo que ocorre durante o ministério de Cristo aqui na terra, ainda está debaixo do velho testamento, isso explica porque o Senhor Jesus teve de cumprir a lei de moisés (mateus 5:17-18)… Jesus esteve sempre debaixo da lei de moisés enquanto viveu aqui (galatas 4:4) e obviamente não poderia naquele momento, enquanto a lei não estivesse de fato cumprida, ser contra o dízimo… somente após ser sacrificado, e ter cumprido a lei de moisés Ele pode dizer: “está consumado” (João 19:30) da mesma forma que Ele não foi contra o dízimo, Ele também não foi contra a circuncisão… mas hj, a religião evangélica quer ensinar dízimo, mas a circuncisão eles descartam…

      O dízimo é da lei, como o proprio Senhor Jesus afirma em mateus 23:23, mas como a lei foi cumprida por Ele em nosso lugar, não somos obrigados a segui-la…

      ” Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10:4 )

      SEGUNDO: Jesus disse que o dízimo deveria ser entregue… mas a quem Ele falou estas coisas? foi aos seus discípulos? foi à multidão que o seguia? vejamos a quem se dirigia tal admoestação:

      ” Ai de vós, ESCRIBAS E FARISEUS, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” ( mateus 23:23)

      O texto é claro… Jesus disse isso aos escribas e fariseus, que eram ISRAELITAS, esses sim, com o mandamento de entregarem dízimo:

      “Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, PARA OS FILHOS DE ISRAEL, no monte Sinai.” (Levítico 27:34)

      Somente quem era filho de israel, portanto um israelita, tinha o mandamento de dizimar… não há um relato na bíblia de alguém que não fosse de israel entregando dízimo… e a bíblia menciona diversos outros povos…

      portanto, comprovadamente mateus 23:23 não é prova de que Jesus mandou seus seguidores darem dízimo, pois escribas e fariseus não são seguidores de Cristo.

      Estou à disposição para mais duvidas. E que bom que vc também não concorda com esse exagero que é o dízimo… pra mim, já passou da hora desse ensino que visa somente o lucro cair.

      Quer investir no reino de Deus? os necessitados então são a melhor forma.

      • carlos leonidio da silva,

        A respeito do dízimo e ofertas, não é porque não é mandamento de Deus que não se pode dar. Precisa ter mandamento pra fazer o bem ou ser justo ou usar de misericórdia com o próximo ?

        Paulo é bem direto, cada um contribua segundo propôs em seu coração, não por necessidade (porque é mandamento ou somos obrigados) 2 Coríntios 9:7. Dessa forma, podemos dar ou ensinar a dar desta forma seja a respeito de dízimo ou oferta.

        Enfim, o dízimo era obrigatório APENAS durante a lei de Moisés, mas antes disso não era e tampouco depois dela.

        Sobre os “israelitas”, devemos lembrar que muitas coisas que foram ditas a eles servem a nós também, pois conforme Paulo nos mostra, nós fomos “enxertados” na videira que é Israel. Sendo assim, a nova aliança que Jesus fez com a “casa de Israel” é também para nós, senão não seríamos salvos pelo sacrifício de Cristo.

        Resumindo, não somos obrigados a dar dízimo ou ofertas, fazemos isto por amor ao próximo e a Deus e não porque é obrigado ou é mandamento.

        • “Resumindo, não somos obrigados a dar dízimo ou ofertas, fazemos isto por amor ao próximo e a Deus e não porque é obrigado ou é mandamento.”

          Não são obrigado mas ai de quem não der, serão devorados pelos gafanhotos devoradores, cortadores, migradores, etc, etc, etc…

          Tenho TODAS as diferenças do mundo contra o Ed. René mas ele diz uma coisa correta “Quando não pega no medo pega na culpa e se não pega na culpa pega na ganância”.

          • Marcos Oliveira,

            Uma pergunta, por um acaso sabes diferenciar “voluntário” de “obrigatório” ?

            Fazer algo voluntariamente a Deus ou ao próximo pra vc é ser pego no medo, culpa ou ganância ? Se vc fizer algo por esses motivos acredito que o Ed. René está certo, vc está sendo enganado.

            Sugiro que leia menos “pseudo-estudos” e leia mais a bíblia, faça como ela nos ensina contribua segundo propôs em seu coração (2 Co 9:7).

            Que Deus te abençoe.

          • marcos oliveira

            vc tem toda razão mesmo… a ordem é aterrorizar os incautos. os cães gulosos querem receber dizimo de qualquer modo.

          • Tão bíblico que não refutou nada do que eu disse biblicamente, apenas acusações pessoais sem fundamento.
            Realmente, parabéns…

          • o comentario do marcos oliveira foi tao coerente com as escrituras que nem precisou citar a biblia.

            precisamos de gente assim por aqui. sem medo de ir contra o sistema evangélico e sim estar pautado com a palavra de Deus.

          • stardust diz: “o comentário do marcos oliveira É BÍBLICO então tem o meu parabéns”

            stardust diz: “o comentario do marcos oliveira foi tao coerente com as escrituras que NEM PRECISOU CITAR AS ESCRITURAS”

            Tanta coerência que nem em suas próprias afirmações há coerência.

            Precisamos de mais gente que lê a bíblia (onde há de fato coerência) e que vão a favor do evangelho e não contra os outros, isso sim é bíblico.

          • se compararmos o que marcos oliveira disse com a biblia veremos que é biblico. quem lê a palavra de Deus ja sabe de cara que ele foi coerente…

            enquanto isso os defensores do sistema evangelico ficam revoltados…

          • Hum, tão “bíblico” assim que até faltam argumentos bíblicos.

            Se tivesse algo contra o que eu falei dos dízimos teria sido refutado BIBLICAMENTE, com seus devidos fundamentos.

          • Exatamente, a verdade basta, A BÍBLIA.
            Se o que eu disse não fosse a verdade teria sido usado a bíblia pra refutar, pois ela é a verdade.

            Pena que não há citações bíblicas, apenas acusações pessoais.

  19. carlos leonidio da silva

    uma das perguntas clássicas que ocorrem quando ensinamos a verdade sobre o dízimo: ” ora… mas como dízimo não é pros cristãos??? tá lá no novo testamento em mateus 23:23, Jesus mandou dar o dízimo…”

    Pois bem… vale a pena considerar algumas coisas… quando Jesus disse isso, porque Jesus disse isso, e para quem Jesus disse isso…

    A menção de Jesus ao dízimo em mateus 23:23 não é prova de que no novo testamento ( a nova aliança em Cristo Jesus) há o mandamento que cristãos dizimem, pelos seguintes fatos:

    primeiro: o novo testamento não começa entre em mateus 1:1… o novo testamento (nova aliança) só se inicia de fato, após o sacrifício de Cristo na cruz:

    “Porque, onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador;pois um testamento só é confirmado no caso de mortos; visto que de maneira nenhuma tem força de lei enquanto vive o testador.” (Hebreus 9:16-17)

    Portanto, está claro que esse Testador de quem o autor da epístola aos hebreus se refere, é Jesus Cristo, e o novo testamento, só se inicia de fato após a Sua morte, a morte do Testador.

    Outra prova de que a nova aliança ( ou novo testamento ) só se inicia de fato após o sacrifício de Cristo na cruz, é o fato de Cristo ter dito:

    ” E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho; e todos beberam dele.E disse-lhes: Isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que por muitos é derramado.” (Marcos 14:23-24 almeida corrigida fiel )

    Então, tudo que ocorre durante o ministério de Cristo aqui na terra, ainda está debaixo do velho testamento, isso explica porque o Senhor Jesus teve de cumprir a lei de moisés (mateus 5:17-18)… Jesus esteve sempre debaixo da lei de moisés enquanto viveu aqui (galatas 4:4) e obviamente não poderia naquele momento, enquanto a lei não estivesse de fato cumprida, ser contra o dízimo… somente após ser sacrificado, e ter cumprido a lei de moisés Ele pode dizer: “está consumado” (João 19:30) da mesma forma que Ele não foi contra o dízimo, Ele também não foi contra a circuncisão… mas hj, a religião evangélica quer ensinar dízimo, mas a circuncisão eles descartam…

    O dízimo é da lei, como o proprio Senhor Jesus afirma em mateus 23:23, mas como a lei foi cumprida por Ele em nosso lugar, não somos obrigados a segui-la…

    ” Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10:4 )

    SEGUNDO: Jesus disse que o dízimo deveria ser entregue… mas a quem Ele falou estas coisas? foi aos seus discípulos? foi à multidão que o seguia? vejamos a quem se dirigia tal admoestação:

    ” Ai de vós, ESCRIBAS E FARISEUS, hipócritas, porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado os preceitos mais importantes da Lei: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas!” ( mateus 23:23)

    O texto é claro… Jesus disse isso aos escribas e fariseus, que eram ISRAELITAS, esses sim, com o mandamento de entregarem dízimo:

    “Estes são os mandamentos que o SENHOR ordenou a Moisés, PARA OS FILHOS DE ISRAEL, no monte Sinai.” (Levítico 27:34)

    Somente quem era filho de israel, portanto um israelita, tinha o mandamento de dizimar… não há um relato na bíblia de alguém que não fosse de israel entregando dízimo… e a bíblia menciona diversos outros povos…

    portanto, comprovadamente mateus 23:23 não é prova de que Jesus mandou seus seguidores darem dízimo, pois escribas e fariseus não são seguidores de Cristo.

    Estou à disposição para mais duvidas. E que bom que vc também não concorda com esse exagero que é o dízimo… pra mim, já passou da hora desse ensino que visa somente o lucro cair.

    Quer investir no reino de Deus? os necessitados então são a melhor forma.

    • carlos leonidio da silva,

      A respeito do dízimo e ofertas, não é porque não é mandamento de Deus que não se pode dar. Precisa ter mandamento pra fazer o bem ou ser justo ou usar de misericórdia com o próximo ?

      Paulo é bem direto, cada um contribua segundo propôs em seu coração, não por necessidade (porque é mandamento ou somos obrigados) 2 Coríntios 9:7. Dessa forma, podemos dar ou ensinar a dar desta forma seja a respeito de dízimo ou oferta.

      Enfim, o dízimo era obrigatório APENAS durante a lei de Moisés, mas antes disso não era e tampouco depois dela.

      Sobre os “israelitas”, devemos lembrar que muitas coisas que foram ditas a eles servem a nós também, pois conforme Paulo nos mostra, nós fomos “enxertados” na videira que é Israel. Sendo assim, a nova aliança que Jesus fez com a “casa de Israel” é também para nós, senão não seríamos salvos pelo sacrifício de Cristo.

      Resumindo, não somos obrigados a dar dízimo ou ofertas, fazemos isto por amor ao próximo e a Deus e não porque é obrigado ou é mandamento.

  20. ” Apóstolo da Mundial vira tema de documentário ‘positivo’ no History

    Polêmico e acusado pela, vejam só, milionária Igreja Universal de Edir Macedo de enriquecimento ilícito e desvio de dízimo de fiéis, Valdemiro Santiago, líder da Mundial, virou tema de série-documentário “Decifrando Milagres”, do canal pago History Channel.

    O episódio com trechos de depoimentos de fiéis da Mundial, os quais confirmam que foram curados de doenças malignas apenas com o poder da oração de Santiago foi exibido neste domingo (5).

    Uma fiel chegou a mostrar uma radiografia tirada antes da benção do apóstolo Valdemiro (como ele se autodenomina) e uma posterior, mostrando a cura.

    Do ponto de vista, digamos, editorial, o documentário foi amplamente favorável a Santiago, colocando-o como um homem misterioso e com supostos poderes de cura. Nenhuma voz contrária foi incluída.

    A série “Decifrando Milagres” viaja pelo mundo atrás de pessoas ou locais que abriguem supostos curandeiros ou pessoas com poderes paranormais”

    FONTE: UOL

  21. “Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê.” Romanos 10:4

    “Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo ABOLIDO; E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.” 2 Coríntios 3:14-16

  22. “E não somos como Moisés, que punha um véu sobre a sua face, para que os filhos de Israel não olhassem firmemente para o fim daquilo que era transitório. Mas os seus sentidos foram endurecidos; porque até hoje o mesmo véu está por levantar na lição do velho testamento, o qual foi por Cristo ABOLIDO; E até hoje, quando é lido Moisés, o véu está posto sobre o coração deles. Mas, quando se converterem ao Senhor, então o véu se tirará.” 2 Coríntios 3:13-16

    Engraçado como para alguns o Dizimo permanece mas não o Sábado, as festas, a circuncisão, os sacrificios, e todos os outros rituais judaicos.

    Querem viver pela lei? Pela lei serão julgados.

    Eu serei julgado pela lei da liberdade. Em Cristo não há mais o jugo da lei pois ela foi cumprida em Cristo Jesus.

    “Assim falai, e assim procedei, como devendo ser julgados pela lei da liberdade.” Tiago 2:12

  23. Aos que me pediram versículos para endossarem a questão do Dízimo nos dias de hoje me desculpem mas não há uma referencia sequer no Novo Testamento a respeito do tema, por uma simples razão, a lei foi abolida em Cristo Jesus.

    Você nesse momento deve estar se coçando e com os dedinhos trêmulos para citar Mateus 23:23, mas vou lhe explicar uma coisa, a igreja e o Novo Testamento não começas em Mateus 1 mas na ressurreição de Cristo, logo, Cristo em seu ministério (4 evanglehos) estava cumprindo a lei.

    “E por isso é Mediador de um novo testamento, para que, intervindo a morte para remissão das transgressões que havia debaixo do primeiro testamento, os chamados recebam a promessa da herança eterna. Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador.
    Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive?” Hebreus 9:15-17

    Eu já fui dizimista e já caí no engano dos lobos mas a humildade em sempre buscar a Deus na sua palavra e não ser vaca de prezépio de pastor nenhum me fez enxergar a verdade, oro a Deus que tenham o mesmo espirito humilde e buscar na palavra de Deus o entendimento acerca de várias questões tão difundidas no meio evangélico, vocês irão se surpreender com muitas coisas, serão livres de muitos jugos e conhecerão a verdade de Deus.

    Não tenham medo, a palavra de Deus é libertadora.

      • Marcos Oliveira,
        Agora sim, podemos começar a discutir, baseando-se na bíblia e não opiniões pessoais.

        Primeiro, muitos caem no engano dizendo que velho testamento é igual a antiga aliança e novo testamento é igual a nova aliança. Só pra deixar claro isto desde o início, o antigo testamento compõe-se do pentateuco (lei mosaica), livros poéticos, profetas e livros históricos. Já no novo testamento há os evangelhos e as cartas dos apóstolos. Então, vemos por esse aspecto que o que foi abolido foi a antiga aliança e não o antigo testamento como muitos gostam de “excluir” da bíblia.

        Vejamos agora, vc diz que os 4 evangelhos Jesus apenas estava cumprindo a lei, e a nova aliança começa na cruz. Em parte está certo, a nova aliança começa na cruz (e não novo testamento), no entanto nos evangelhos Jesus não estava “apenas” cumprindo a lei.

        Vejamos o que a bíblia diz: “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas deles, e PREGANDO O EVANGELHO DO REINO, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo” Mateus 9:35.

        Note que em Mateus 9:35 (antes mesmo de Mateus 23:23) Jesus já estava pregando o evangelho e ensinando e não apenas cumprindo a lei. E outro detalhe importante, Jesus nos manda “ide por todo mundo pregai o evangelho”, note bem: pregar o EVANGELHO (4 evangelhos), querer eliminar os evangelhos é o mesmo que querer tirar Jesus de cena. Só mais um detalhe pra derrubar seu argumento de vez, Paulo nos diz para sermos imitadores de Cristo, devemos então “apenas cumprir a lei” ou pregar o evangelho como ele fez de Mateus a João ?

        Se Jesus estava apenas cumprindo a lei, obviamente ele teria que apedrejar a adúltera, pois assim a lei de Moisés manda.

        Bom, vejamos agora o versículo de Mateus 23:23 que vc citou:

        “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas” Mateus 23:23

        Aposto que vc é a favor do juízo, misericórdia e a fé mas é contra o dízimo que por sinal está exatamente no mesmo contexto, estou certo ? Isso é querer dar um tiro no pé. Se vc agir com justiça ou ter com misericórdia com o próximo ou mesmo ofertas alguma coisa vc está cumprindo a lei ? Ou Paulo ao circuncidar Timóteo estava cumprindo com a lei ?

        Vejamos novamente então o versículo Mateus 23:23:

        “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo [ISSO VALE E DEVEMOS PRATICAR], a misericórdia [ISSO VALE E DEVEMOS PRATICAR] e a fé [ISSO VALE E DEVEMOS PRATICAR]; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas (dizimar) [AGORA ISSO NÃO VALE, POIS ESTÁ APENAS CUMPRINDO A LEI]”.

        Ou será que Jesus está errado ao dizer “Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus” Mateus 5:20 ? Lembre-se, a justiça é o mais importante da “lei” (Mt 23:23).

        Pelo menos vc falou algo coerente, seremos julgados pela lei da liberdade conhecida também por lei de Deus ou lei perfeita ou ainda lei real (Romanos 7:22, Romanos 8:7, Tiago 1:25, Salmos 19:7, Tiago 2:8). No entanto estas usando de modo “malicioso” em seu argumento (como muito se vê por aqui), a lei da liberdade não quer dizer que temos “liberdade” pra tudo e qualquer coisa, esta é a mesma lei de Deus citado várias vezes nas cartas de Paulo.

        Na lei de Deus ou da liberdade temos sim também nossas obrigações, ordenanças e mandamentos, dentre elas estão alguns grupos que devemos ajudar.

        1) Pobres, viúvas e orfãos (Tg 1:27, Gl 2:9-10)
        Paulo, Jesus e outros apóstolos nos ensinam isto, “Recomendando-nos somente que nos lembrássemos dos pobres, o que também procurei fazer com diligência”.

        2) Os que pregam o evangelho (Rm 15:27, I Co 9:11-14, Gl 6:6)
        Embora vcs não gostem dessa parte, é bíblico, e é palavra de Deus, e também está depois do evangelho de João.

        “Eles tiveram prazer nisso, e de fato são devedores a eles. Pois se os gentios participaram das bênçãos espirituais dos judeus, devem também servir aos judeus com seus bens materiais” Romanos 15:27

        “Se entre vocês semeamos coisas espirituais, seria demais colhermos de vocês coisas materiais? … Da mesma forma o Senhor ordenou àqueles que pregam o evangelho, que vivam do evangelho” 1 Coríntios 9:11-14

        “E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui” Gálatas 6:6

        Imagino que esses versículos vc não gosta de ler muito… rsrsrs

        3) Missões (Mt 16:15)
        Devemos sim investir em missões, Jesus nos diz: “ide por todo mundo pregai o evangelho”, acredito que temos duas opções, ou vamos nós mesmos ou ajudamos para que outros possam ir. Pois se vc quiser que Jesus venha logo, saiba que antes o evangelho deve ser pregado a todas as nações (Mc 13:10).

        Enfim, esses aí são alguns dos que devemos ajudar com nossos bens, seja com dízimos ou ofertas, conforme a lei de Deus ou da liberdade nos manda, não adianta querer rasgar partes da bíblia.

        A palavra de Deus é “libertadora”, porém seremos julgados por ela e nela há leis e mandamentos também, não esqueça disso.

        Que Deus te abençoe

        • jeann

          o primeiro comentário do marcos oliveira já havia sido coerente e esclarecedor… infelizmente os adeptos da religião evangélica como vc tem dificuldade de entender isso, mas mesmo sem fazer uma citação direta da bíblia foi coerente com ela.

          Se eu disser lá no meu trabalho: ” não é minha vontade prejudicar ninguém ” não fiz menção direta de nenhum versículo bíblico mas é inegável que é coerente com o que diz a bíblia…

          O dízimo em sí é um ensino que precisa ser confrontado com a bíblia… essa desculpa de que é voluntário mas dar ele é prova de amar ao próximo não cola, nem é coerente, até pq quem ama o próximo não dá 10% numa denominação evangélica, e sim faz o bem diretamente a quem precisa.

          E sobre sustentar os que pregam o evangelho, isso é justo e bíblico, mas é para OS QUE PREGAM O EVANGELHO… e não pra quem prega a teologia da prosperidade… são coisas diferentes…

          • stardust,

            Pode ser coerente e esclarecedor pra quem ama o dinheiro ou segue suas próprias concupiscências.

            Pra quem conhece a palavra e segue seus ensinamentos vai entender, o problema é aqueles que preferem rasgar partes das escrituras pra negar a verdade.

            O dízimo deve sim ser confrontado com a bíblia, e é exatamente isso que venho fazendo, não baseado em falácias ou minha visão pessoal se é coerente ou não, mas segundo as escrituras.

            stardust: “essa desculpa de que é voluntário mas dar ele é prova de amar ao próximo não cola, nem é coerente”
            Pra vc pode não parecer coerente, mas se comparares com o que a bíblia diz é:

            Se leres II Co 9:7, já prova que devemos dar voluntariamente. O mesmo texto mostra que devemos dar com alegria, ora, ter alegria em dar algo ao próximo não é amar a ele ?

            Sobre sustentar os que pregam o evangelho, julgue vc e confronte com a bíblia, se os teus mestres Valdemiro e Caio Fábio falam da verdade, já sabes… “E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui” Gálatas 6:6. Caso contrário, procure outro que pregue verdadeiramente o evangelho.

            Então, biblicamente está confrontado, se tiver algo contra, use a bíblia.

          • II Co 9:7 realmente diz que devemos dar voluntáriamente… mas onde vc viu que é dízimo???

            E aonde vc viu que valdemiro e caio fábio são meus mestres? usando de mentiras jeann? Porque vou ter eles como mestres se só há um mestre?

            “Vós, porém, não sereis chamados mestres, porque um só é vosso Mestre, e vós todos sois irmãos.” (mateus 23:8)

            Jeann, vc insiste na mentira do “dízimo voluntário”, assim como usa de mentiras de eu ter como mestres valdemiro e caio fábio… vc já sabe… apelou perdeu…

            Já tá lhe faltando argumentos???

          • stardust,

            Vc leu direito II Coríntios 9:7 ? Pelo jeito não… ali fala de “contribuição”, ou seja, contribuição pode ser oferta ou dízimo. Não necessariamente é “apenas” ofertas.

            Sobre Valdemiro, vc mesmo falou que está assistindo seus programas.

            Acredito também que não saibas a diferença de “Mestre” e “mestre”, há um só “Mestre”, o Cristo, mas Deus deu a Igreja uns para “mestres”, em outras versões têm-se por “doutores”. Compreendeu ?

            “E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e MESTRES” Efésios 4:11 (NVI)

            Então, se vc está sendo instruído pelo Valdemiro na TV, não deixa de contribuir com ele.
            “E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui” Gálatas 6:6

            Se alguma coisa do que eu disse fosse mentira, no mínimo terias argumentos BÍBLICOS contrários, certo ?
            Cadê esses argumentos ?

            Humm…. não tem !

          • Jeann

            Vc vem com essa conversa de que o dízimo realmente não é obrigatório e sim voluntário, mas de forma leviano diz que dar dízimo é amar ao próximo… nada a ver uma coisa com outra. Já ljhe disse… amor ao próximo vc faz diretamente à ele, e não dar 10% de sua renda num templo evangélico.

            2 corintios 9:7 fala da contribuição cristã por liberalidade, por amor, sem interesses… só por essas caracteristicas já vemos que não tem nada a ver com dízimo.

            Sobre valdemiro, o fato de eu assistir alguma coisa dele, não faz dele meu mestre… afinal, não sei pq vc fala dele com desdém, visto ele defender as mesmas bobagens que vc finge não defender… o dízimo.

          • Eh stardust, se der uma contribuição de 10% conforme II Coríntios 9:7 por amor, sem interesses não pode, mas pode dar 9% ou 11%, só não pode dar 10%, pq senão eh dízimo. rsrsrs

          • jeann

            a contribuição cristã não está presa a porcentagens… eu posso receber 1000 reais, e desse dinheiro tirar 70 reais para ajudar na manutenção do templo… eu não preciso ficar pensando…

            ” hum… eu recebi 1000… quanto é 10% desse valor?… deixa eu fazer a conta aqui.,.. hum… dá 100 reais… então é 100 reais que eu tenho de dar lá na congregação…”

            Não é assim a contribuição cristã… nada a ver com porcentagens, e nada a ver com primicias também, que é outro golpe, dos pastores que querem os lucros garantidos…

            E lembre-se que a contribuição cristã no novo testamento era para sustento dos pregadores do evangelho e dos irmãos carentes… portanto, nada a ver com manutenção de templos físicos.

          • stardust,

            Exatamente, não é preso a um valor, se eu quiser dar 10% (dízimo) não tem problema, da mesma forma que se eu quiser dar 100%, não tem problema.

            Vc diz que dar 10% (dízimo) voluntariamente segundo II Co 9:7 não pode, pois não tem “nada a ver”, não tem fundamento bíblico. Compreendeu ?

            Se vc diz que dar 10% não tem “nada a ver” com II Co 9:7 deve ter pelo menos base pra se argumentar isso.

          • jeann

            agora entendi o pq vc está fazendo confusão. Existem 2 tipos de dízimo, o judaíco e a unidade de medida.

            dízimo biblicamente falando, aquele mencionado em malaquias 3:10 era somente obrigatório aos judeus, nada a ver com os cristãos.

            dízimo como unidade de medida é a décima parte de qualquer coisa… dízimo nesse caso é 10%, assim como o terço é 33,33…%, a metade é 50%…

            O dízimo como unidade de medida não deve ser confundido com o dízimo mencionado a partir de leviticos 27:30, quando se tornou obrigatório na lei de moisés.

            O problema é que o dízimo, a unidade de medida está sendo ensinada como se fosse o dízimo judaíco… não precisamos dar nem a unidade de medida, nem o judaíco. Cristãos podem contribuir livremente.

            Agora, os evangélicos não, não é mesmo???

          • O dízimo que eu falo desde sempre é voluntário, não baseado em Malaquias ou Levíticos.
            Mas voluntário ou livremente, como vc preferir.

          • tão voluntário e livremente que se vc não der , devorador vem te pegar.

            como eu preferir? prefiro ensinar a verdade sobre o dízimo.

          • Eu já coloquei a verdade do dízimo e não 10/20/30 mentiras dela.
            A falta de refutações bíblicas só prova que é de fato a verdade.

          • Jeann

            Vc quer mais refutações biblicas do que o estudo que desmascara o dízimo???

            Tanto que até hj ninguém conseguiu contradize-lo…

      • Você nunca leu na carta aos Romanos e Nem Filipenses Paulo agradecendo a coletas.

        E Também não leu Atos do Apóstolos os homens vendendo seus bens e propriedades e depositando aos pés do Homens verdadeiros de Deus.

        E nunca leu o Antigo Testamento, Deus pedindo a oferta para a obra da sua casa e sustento dos levitas. Você não está com nada.

  24. Prezado irmão JEANN,

    Primeiramente gostaria de salientar que o irmão tem feito colocações de acordo com seu entendimento bíblico e sempre em amor e sem ofensas como vemos da parte de alguns que aqui comentam, por isso tem todo o meu respeito e nesses casos vale a pena gastar tempo com o debate (no bom sentido), pois, vejo que tanto você como eu buscamos servir a Deus da melhor maneira e em harmonia com o que a bíblia ensina.

    Vou estabelecer alguns pontos para que não haja confusão nos meus comentários.

    1 – Existe um grande problema no meio evangélico, onde segundo os rótulos eu me enquadro, não sou católico e nem pertenço a nenhuma religião que não seja cristã, enfim segundo o rotulo comum, sou um evangélico, mas prefiro ser chamado de cristão, mas, vamos ao grande problema. A corrente comum no meio é de ao estudarmos a palavra de Deus nos prendermos a versículos isolados do seu contexto, isso por si só já é um erro mas muitos clamam por uma base bíblica para discutir um ou outro assunto. A Bíblia é um conjunto de livros mas ela é o livro da revelação de Deus ao homem e deve ser entendida de forma plena e total, exemplo, não dá para estudar só o livro de Genesis e dali se fazer uma doutrina, assim como não dá para ler só Romanos e fazer o mesmo, enfim, ela deve ser entendida como um todo. É engraçado que onde a pratica do dizimo é mais difundida é no meio pentencostal e neo-pentecostal que em natureza possui a escola teológica do Dispensacionalismo, no qual acredito sim, ser a melhor visão de interpretação das escrituras. Porém, a visão Dispensacionalista é clara no fato de que Deus age no decorrer da história de maneiras distinta e que estamos na Dispensação da Graça, porém, da prática do Dízimo não abrem mão, me causa estranheza somente este elemento da lei continuar vigente e os demais como a guarda do Sábado por exemplo não, se seguirmos essa lógica os Adventistas são mais coerentes então, seguindo esta lógica é claro, que deixando claro não é a minha. Estranho não? Já ouvi Pastores sinceros que não tem amor ao dinheiro e nem desviam recurso e que usam todos os dízimos na obra de Deus que tem consciência de que o dízimo não se aplica nos dias de hoje mas tem medo de falar a verdade ao povo e perder os recursos.

    2 – Linkando com o primeiro ponto existe outro problema que é o seguinte, muitos irmãos ao descobrirem a não obrigatoriedade do dizimo passam a não contribuir mais como antes, ou seja, antes davam R$ 200,00 e hoje não conseguem dar R$ 20,00, e isso é a maior prova de todas de que esses dizimistas NUNCA deram seus dízimos de forma voluntaria, ou deram por culpa, medo ou ganancia em receber a “porção dobrada”, “restituição” e todas essas palavras de efeito que são bíblicas mas são usadas fora de contexto para “incentivar” os dizimistas. Esse tipo de atitude só mostra que o coração destas pessoas nunca estiveram na obra de Deus, buscavam recompensas materiais ou tinham medo de um “castigo” divino caso não ofertasses.

    3 – Quanto ao fato voluntariedade descrito pelo irmão com algumas referencias bíblicas, sim, estes textos nos falam de OFERTAS voluntárias e não de dizimos, até porque, não há possibilidade de ser dizimista voluntário, pois, se é estabelecido 10% de toda a sua renda já deixa de ser voluntário, é ordenança e mandamento.

    4 – A única regra quanto às finanças descritas na nova aliança é de ela deve ser voluntária e segundo a prosperidade de cada um. E o dízimo não se enquadra nisso.

    Para encerrar, não sou dizimista, porém, pago o aluguel mensal de uma pessoa sem possibilidades, ajude uma instituição para crianças com Aids, invisto em um ministério maravilhoso de irmãos abençoados em Brasilia e ainda contribuo na minha igreja, nunca parei para fazer as contas mas creio que do que eu recebo isso dê bem mais do que o dízimo. Não falo isso para me vangloriar, faço com amor pois meu coração é movido e compadecido com a necessidade alheia.

    Infelizmente o que vejo são muitos dizimistas que lavam as mãos para as necessidades dos próximos, afinal de contas, já entregou o seu dizimo na igreja e ela que se vire em ajudar os pobres e muitos não conseguem mesmo ajudar pois ao darem 10% não doaram segundo a sua prosperidade e então ficam incapacitados de exercerem amor para com o irmão do lado que precisa de auxilio.

    Cansei de ver irmãos passando necessidades e não receberem uma ajuda de outros irmão que lavam as mãos por acharem que isso é um problema da instituição “igreja” e não dele, afinal ele já contribuiu com sua parte “devolvendo seus 10% para Deus”.

    Deus não precisa dos seus 10% e nem dos seus 100%, a oferta é a oportunidade de exercemos o amor de Deus em ajudar o nosso próximo de forma individual e não terceirizando o serviço doando meus recursos para uma instituição.

    Quis deixar isso claro pois não quero ser acusado de avarento por não dizimar, creio que o verdadeiro avarento é aquele que dizima desejando retorno do seu “investimento”.

    Corremos um grande risco de sermos como os judeus que tinham a lei mas desprezaram o coração da mesma por esquecerem a fé a misericórdia e o amor, faço a seguinte analogia, Israel recebeu um ovo para cuidar, um dia deste ovo nasceu uma ave, eles rejeitaram a ave para continuar cuidando da casca do ovo e hoje tem muito crente cuidando da casca e não vê que a ave já voou faz tempo.

    Que Deus abençoe ao irmão.

      • Claro, meu caro, você achou excelente em face de ser uma réplica do seu pensamento. e o que é pior chamando os evangélicos de samba de uma letra só.

        Conclamo você e o abduzido acima a me testarem, pois vão vê que se lê com parcimônia, e se assim não fosse, ao lê os primeiros livros da bíblia, já teria havido várias mortandades, contra filhos desobedientes, adúlteros, advinhões, agarrando cobra e pisando a cabeça, pulando de precipícios.

        Não fique concordando com tolices, bem assim não as cometa também.

          • Marcos Oliveira,

            Buscamos sempre o entendimento segundo as escrituras, a igreja primitiva nos ensina isso dando-nos o exemplo de sempre comparar com a palavra se é de fato isso. Bom, vamos aos seus pontos:

            1 – Com respeito a usar versículos fora de contexto, concordo que há muito disso hoje em dia, tanto no meio evangélico como fora dele. Tem gente que argumenta que Jesus “pagou” o preço na cruz por exemplo, e por isso não precisa mais dar dízimo. Mas se fosse verdade, não precisaríamos mais ofertas, ajudar os órfãos e as viúvas também, pois Ele “pagou” o preço. Isso é realmente falta de conhecimento dos princípios de hermenêutica e exegese. A bíblia de fato devemos entender como um todo, como eu expliquei, não dá pra “rasgar” partes dela e dizer que não “vale”.

            Sobre a “Dispensação da Graça”, segundo vc devemos abrir a mão de dizimar por isso, então poderíamos abrir mão de ofertar, de ajudar os órfãos e viúvas também, certo ? Foi isso o que os apóstolos fizeram ? Depois que Jesus foi crucificado eles sentaram e não fizeram mais nada, pois estão no tempo da “graça”, Jesus pagou o “preço”, certo ? Claro que não, seja por ofertas ou dízimos ou como quiser, devemos sim ajudar o próximo, principalmente os grupos que citei antes, eles tem o direito disso.

            Sobre guardar o sábado ou se circuncidar, não tem problema, quem quiser fazer pode fazer, a bíblia é clara, se vc quiser fazer VOLUNTARIAMENTE não tem problema, não estará cumprindo a lei de Moisés. Paulo por exemplo circuncidou Timóteo, ele errou nisso ? Não, ele fez para não escandalizar o povo que cria na lei, e não porque ele estava seguindo a lei. Entende a diferença ?

            “Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, OU DOS SÁBADOS, Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo” Colossenses 2:16-17

            “Porque em Jesus Cristo nem a circuncisão nem a incircuncisão tem valor algum; mas sim a fé que opera pelo amor” Gálatas 5:6

            2 – Se uma pessoa dá dízimo de forma obrigatório seja por medo ou culpa, ela está errada pois qualquer cristão deve conhecer a palavra – “errais por não conhecerem as escrituras”. Se seu pastor obriga, confronte ele com a palavra ou vá pra outra congregação, simples. Não vou julgar se esse ou aquele pastor está ou não investindo no reino de Deus, se vc diz que o seu busca recompensas materiais te aconselho a ir pra outra congregação.

            3 – Sobre a voluntariedade, os textos que citei falam sobre “contribuição”, e não exclusivamente “oferta” como vc mencionou. Entenda que dízimo não é uma “coisa”, é apenas uma unidade de medida. Se eu quiser fazer um voto (a exemplo de Jacó que deu voluntariamente antes mesmo da lei de Moisés) ou colocar como hábito dar 10% não tem problema, a escolha é minha. Não é por ser 10% (dízimo) é que estou seguindo uma ordenança ou mandamento. Se eu fizer um voto de 30% (trízimo) então pode ? Não estaria seguindo o mandamento mosaico. Em outras palavras, se eu der 10% de oferta ou 10% como dízimo é indiferente, o valor é o mesmo, só temos que observar o seu destino (a bíblia nos ensina qual, eu citei alguns que não devemos omitir). Outro exemplo é Abrão, ele deu dízimo antes mesmo da lei de Moisés, que mandamento ele “estaria” cumprindo ? Nenhum, ele deu voluntariamente.

            4 – Como vc mesmo falou a respeito de finanças ou bens, deve ser de modo voluntário, e posso sim dar 10%, 20% ou 30% mensalmente, semanalmente ou como eu quiser. Afinal estou dando das minhas finanças e dos meus bens, certo ? Dízimo mensal é a mesma coisa que dar 10% de oferta mensal.

            Sobre o modo como vc ajuda a escolha é sua, podes fazer como vc mesmo faz, ajudando os necessitados, contribuindo na igreja e missões. Esses são os básicos que a bíblia nos diz que devemos ajudar. Seja o valor que vc quiser, inclusive com 10% nessas causas.

            Mas se vc acha que dando uma contribuição para a igreja (seja oferta ou dízimo) já fez mais que o suficiente, claro que está errado. Devemos claro que nos compadecer com os irmãos ao nosso lado também e vestir a camisa pra ajudar sempre o próximo. De igual modo, tem gente que dá uma “oferta” simbólica pra qualquer instituição de caridade e diz que já fez a sua parte, a ainda se acha um “super” cristão. Isso se chama egoísmo, faz parte das obras da carne, da qual devemos nos desviar.

            Deus realmente não precisa dos meus 10% nem dos 100%, mas lembre-se, o que vc “fizer a um dos Meus pequeninos a Mim o fazes”. Ou seja, quer fazer algo a Deus, faça ao próximo, e se deixar de fazer, estará deixando de fazer a Deus (Mt 25:40 e 25:45). Por isso concorco com vc, quando contribuímos exercemos o amor de Deus, fazemos isto ao próximo e primeiramente a Deus.

            Sobre fé, misericórdia e amor/justiça, não era só pros fariseus ? Corremos sim o risco de sermos como os fariseus, por isso devemos exercer estas coisas sem omitir as outras (contribuir/ofertas/dizimar/trizimar ou como vc quiser), lembrando principalmente aqueles “grupos” que citei, a bíblia nos coloca estes como tendo direito. No mais que eu falei acho que concordas comigo, não vejo refutações bíblicas.

            Abraço,
            Que Deus o abençoe

    • CARÍSSIMOS IRMÃOS, QUANTO AO DÍZIMO, DEVEMOS ENTENDER ESSE ASSUNTO À LUZ DAS ESCRITURAS. ENTENDO TAMBÉM QUE QUE O DÍZIMO “NÃO É MANDAMENTO”, MAS RECOMENDAÇÃO. O DÍZIMO FOI MANDAMENTO NO PERÍODO DOS PROFETAS E NO PERÍODO DA LEI (NO PERÍODO DA ERA PATRIARCAL O DÍZIMO NÃO ERA UM MANDAMENTO MAS UMA MANEIRA DE GRATIDÃO E RECONHECIMENTO AO SENHOR POR TUDO O QUE ELE DAVA, E POR TUDO O QUE ELE FAZIA. NESTE CONTEXTO VEMOS ABRAÃO ENTREGANDO OS SEUS DÍZIMOS A MELQUISEDEQUE (MAS, EM SUA ÉPOCA NÃO HAVIA LEI QUE DETERMINASSE A OBRIGATORIEDADE DO DÍZIMO – GN 14.18-20). EM GN 28.20-22 NOS É DITO QUE JACO ESTABELECE UM PACTO COM DEUS E ROGA SUA PROTEÇÃO. EM CONTRA PARTIDA ELE DARIA O DÍZIMO DE TUDO O QUE POSSUÍA. DE HOREBE PARA TRÁS AS PESSOAS DIZIMAVAM POR ENTENDEREM QUE DEVERIAM DAR O MELHOR DE SUAS PRIMÍCIAS A DEUS DE FORMA VOLUNTÁRIA, GRATA E SUBMISSA. EU CREIO QUE A CONTRIBUIÇÃO DIZIMAL É VOLUNTÁRIA SIM. MAS, DEVEMOS ENTENDER O CONTEXTO EM QUE O DIZIMO REPRESENTOU E SIGNIFICOU. O DÍZIMO PASSA A SER ORDENANÇA NO AT QUANDO MOISÉS RECEBE INSTRUÇÕES DE DEUS QUANTO A FORMA CORRETA DE OFERTAR E DIZIMAR E O PORQUE DISTO (LV 27.30-33). AS 11 TRIBOS DE ISRAEL RECEBERAM HERANÇA DO PARCELAMENTO DO SOLO NAS TERRAS QUE CONQUISTARAM (JS 12 – 22). SOMENTE A TRIBO DE LEVI (LEVITAS) NÃO RECEBEU HERANÇA, FRUTO DE CONQUISTAS E BATALHAS. DEUS DETERMINOU QUE A PARTE DE HERANÇA QUE CABIA A TRIBO DE LEVI ERA OFICIAR NO TEMPLO.

      “Tão-somente à tribo de Levi não deu herança; os sacrifícios queimados do Senhor Deus de Israel são a sua herança, como já lhe tinha falado” (JS 13.14. CF. JS 13.33).

      TODAS AS TRIBOS IRMÃS ENTREGARIAM AOS LEVITAS SUAS OFERTAS E DÍZIMOS PARA MANUTENÇÃO DOS SERVIÇOS NO TABERNÁCULO. ESSA SERIA TAMBÉM A PARTE DE HERANÇA QUE DEUS HAVIA DETERMINADO PARA OS LEVITAS: ELES VIVERIAM DAS OFERTAS DO TEMPLO, AQUILO QUE SOBEJASSE. EM ML 3, VEMOS O POVO JUDEU SE ESQUECENDO DE SUAS OBRIGAÇÕES PARA COM O TEMPLO DO SENHOR E PARA COM OS LEVITAS. POR ESSA RAZÃO MALAQUIAS MANDA QUE OS JUDEUS TROUXESSEM OS DÍZIMOS À CASA DO TESOURO E DEPOIS FIZESSEM PROVA DE DEUS. MAS O SENTIDO DE DIZIMAR NÃO ERA PARA QUE O OFERTANTE FOSSE AINDA MAIS RICO, MAS PARA QUE NÃO FALTASSEM MANTIMENTOS NA CASA DE DEUS QUE ESTAVA SENDO ESQUECIDA:

      “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes” (ML 3.10).

      O TEXTO DIZ AINDA QUE DEPOIS DE ENTREGAR OS DÍZIMOS À CASA DO TESOURO, DEPOIS DE SUPRIR OS MANTIMENTOS NO TEMPLO, O POVO DEVERIA FAZER PROVA DE DEUS NISTO, OU SEJA, FAZER PROVA DE QUE NUNCA FALTARIA MANTIMENTO NA CASA DE DEUS. O RESULTADO DESSA OBEDIÊNCIA SERIA TAMANHA ABASTANÇA QUE NÃO HAVERIA LUGAR SUFICIENTE PARA ALOCAR TODOS OS MANTIMENTOS E PROVISÕES.

      DEUS NÃO REPREENDE O DEVORADOR PORQUE DIZIMAR E OFERTAR SÃO PRATICAS MÍSTICAS QUE AFASTAM O DEVORADOR DA VIDA FINANCEIRA DO CRENTE. DEUS REPREENDE O DEVORADOR POR CAUSA DO SEU POVO, “E POR VOSSA CAUSA REPREENDEREI O DEVORADOR”:

      E por causa de vós repreenderei o devorador, e ele não destruirá os frutos da vossa terra; e a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos Exércitos (ML 3.11).

      NÃO É POR CAUSA DO DÍZIMO ALTO QUE DEUS REPREENDE O DEVORADOR, NÃO É POR CAUSA DA OFERTA MAIS ALTA QUE DEUS REPREENDE O DEVORADOR, NÃO É PORQUE SE DEIXAR DE ENTREGAR O DIZIMO DEUS DEIXARÁ DE NOS ABENÇOAR. ISSO NADA TEM A VER COM A OFERTA. DEUS REPREENDE O DEVORADOR POR NOSSA CAUSA E NÃO POR AQUILO QUE FAZEMOS DE BOM. ISSO TEM A VER COM AS MISERICÓRDIAS DE DEUS. DEUS EXIGIU QUE SE TROUXESSEM DÍZIMOS PARA EXERCÍCIO DA JUSTIÇA. DEUS QUERIA QUE O POVO VOLTASSE A CONTRIBUIR COMO NOS DIAS DE MOISÉS:

      E assentar-se-á como fundidor e purificador de prata; e purificará os filhos de Levi, e os refinará como ouro e como prata; então ao Senhor trarão oferta em justiça.
      E a oferta de Judá e de Jerusalém será agradável ao Senhor, como nos dias antigos, e como nos primeiros anos (ML 3.3,4).

      NOS TEMPOS DE MALAQUIAS HAVIAM AUMENTANDO SISTEMATICAMENTE AS PRÁTICAS DE FEITIÇARIAS, ADULTÉRIOS, JURAS FALSAS; DEUS ESTAVA IRADO COM ESSAS PRÁTICAS ABOMINÁVEIS DOS JUDEUS. ENTRE ELAS, ESTAVAM TAMBÉM AS PRATICAS DE DEFRAUDAÇÃO CONTRA OS DIARISTAS EM SEUS SALÁRIOS, AS VIÚVAS E ORFÃOS, A PERVERSÃO DO DIREITO DOS ESTRANGEIROS E A FALTA DE TEMOR A DEUS:

      E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos (ML 3.5).

      O OBJETIVO DE DIZIMAR TINHA A VER TAMBÉM COM A ÁREA DO ASSISTENCIALISMO SOCIAL, OS RECURSOS DEVERIAM SER COLETADOS NA CASA DO TESOURO PARA AUXÍLIO DOS MENOS FAVORECIDOS. O POVO HAVIA SE ESQUECIDO DAS LEIS SOCIAIS ESTABELECIDAS POR DEUS. TODA A NAÇÃO ESTAVA ROUBANDO A DEUS POIS TODOS HAVIAM DESVIADOS DOS ESTATUTOS DO SENHOR:

      Desde os dias de vossos pais vos desviastes dos meus estatutos, e não os guardastes; tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos; mas vós dizeis: Em que havemos de tornar?
      Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.
      Com maldição sois amaldiçoados, porque a mim me roubais, sim, toda esta nação (3:7-9).

      PORTANTO, A PRÁTICA OBRIGATÓRIA DO DÍZIMO DIZIA RESPEITO A ALIANÇA QUE DEUS HAVIA INSTITUÍDO COM O POVO JUDEU. ESTA ALIANÇA ERA SOBRETUDO UMA ALIANÇA ÉTNICA, QUE DIZIA RESPEITO A SOCIEDADE JUDAICA. ENTÃO QUAL ERA A FINALIDADE DO DÍZIMO? A COLETA DOS DÍZIMOS E OFERTAS POSSUIAM 03 GRANDES FINALIDADES:

      1) OS DÍZIMOS E OFERTAS ERAM UTILIZADOS NO SUSTENTO DOS OFICIAIS DO TEMPLO (SACERDOTES E LEVITAS) E NA OBRA DO TEMPLO. ESSE FORMA DE DIZIMAR ERA CHAMADA DE “MAASSER RISHON” (NM 18.21 E ML 3.10);

      2) OS DÍZIMOS ERAM USADOS PARA O PRÓPRIO DIZIMISTA, NAS CELEBRAÇÕES E CULTOS SOLENES À DEUS, NAS FESTAS SAGRADAS EM FAMÍLIA, E NAS SANTAS CONVOCAÇÕES (LV 23.1; DT 14.22,23). ESSA MODALIDADE DE DIZIMAR ERA CHAMADA DE MAASSER SHENI.

      3) OS DÍZIMOS ERAM USADOS EM FAVOR DOS MAIS NECESSITADOS DA TERRA, OS ÓRFÃOS, VIÚVAS, ESTRANGEIROS POBRES, OS MENOS FAVORECIDOS E DESAMPARADOS (DT 26.12,13). A ULTIMA FORM A DE DIZIMAR ERA CHAMADA DE MAASSER ANIY.

      O DÍZIMO NO NT DEIXA DE SER OBRIGATÓRIO. O QUE SE VÊ NO NT É POR EXEMPLO O APÓSTOLO PAULO ORGANIZANDO GRANDES COLETAS DE OFERTAS DOADAS AOS IRMÃOS DA IGREJA DA GALÁCIA PARA MANUTENÇÃO DOS TRABALHOS, SOCORRO AOS NECESSITADOS (1CO .1-2;) OS ENSINOS DE PAULO EM 2CO 8 E 9 O TEMA É DISCORRIDO NO PROPÓSITO

  25. JEANN,

    Se fosse como você coloca eu não teria nada contra, até porque, concordo com você no fato de que se a pessoa quer se tornar um dizimista é uma opção dela, porém, ela tem que estar ciente de que aquilo é algo voluntario da parte dela e que não trará implicações positivas nem negativas pela atitude, ou seja, não se pode tratar como uma barganha com Deus ou um voto visando um benefício.

    Eu não tenho nada contra com quem dizima desde que seja por esse prisma e que a pessoa seja conhecedora que tal ato não é obrigatório e que Deus não a terá em melhor conta pelo fato de ela dizimar e outro irmão não, pois Deus não requer mais essa obrigação para com a igreja.

    Porém, o que você relata é o discurso vigente mas não é a pratica. A prática em 99% das igrejas é tratar o dizimo como obrigatório (mesmo no discurso dizendo que não o é).

    O resumo das pregações de hoje é:

    1 – De o dizimo e será prospero. (ganancia)
    2 – De o dizimo senão estará roubando a Deus. (culpa)
    3 – De o dizimo e não será consumido pelo devorador.(medo)

    Aí fecham com a chave de ouro do ápice da santidade e conhecimento teológico.

    Dizem: “Mas fiquem tranquilos, ele é voluntário”

    Até o mais inteligente dos homens diante desse discurso fica tentado em esvaziar os bolsos para não correr nenhum risco.

    • exatamente !!! já passou da hora desse ensino errado sobre o dízimo cair.

      chega de discursos de que o dizimo é voluntário mas que sabemos que na vdd não ensinam isso.

      dízimo, a maior mentira da religião evangélica.

      • Marcos Oliveira,

        Há vários pseudo-estudos na internet mesmo de “ex-evangélicos” que dizem que dízimo é obrigatório e pertence apenas a lei de Moisés. O que de fato não é a realidade bíblica, quem estuda a respeito sabe a verdade.

        Eu estou colocando como é o dízimo segundo a bíblia hoje, na nova aliança. Não estou questionando se é ou não aplicado dessa forma, estou colocando como se deve aplicar, e isso baseado na bíblia.

        Veja no exemplo de Abraão, ele deu dízimo antes da lei de Moisés, isto é, voluntariamente, não está dando por ordenança ou mandamento. É dessa forma que podemos dar hoje, não há nada contra isto na bíblia, se tivesse já teriam posto algum argumento alegando isso aqui.

        Eu sei que realmente há denominações que não aplicam da forma correta, mas com certeza não é 99% como vc diz, já frequentei umas 4 ou 5 congregações e em nenhuma delas era posto como obrigatório o dízimo ou oferta.

        Se no resumo das pregações que vc ouve hoje fala a respeito de prosperidade, roubar a Deus ou devorador seja em cima de dízimo ou ofertas, sugiro que vc saia da IURD, há congregações honestas.

        “Até o mais inteligente dos homens diante desse discurso fica tentado em esvaziar os bolsos para não correr nenhum risco”, pode até ser “inteligente”, mas não lêem a bíblia.

        Abraço,
        Deus te abençoe

        • cade os defensores do dizimo ? antes a gente falava a vdd sobre dizimo e eramos atacados… só sobrou o jeann ?

          dizimo é a maior mentira do meio evangelico… mas que nós cristãos estamos ajudando a desmascarar.

          • stardust,
            Ainda estou aguardando alguma refutação bíblica.
            Responder o que ? Nem se quer um versículo vc coloca pra argumentar algo a seu favor…

            Perdeu a bíblia ?

          • Jeann

            O estudo ” as 10 maiores mentiras sobre o dízimo” já é mais que suficiente para provar que dízimos nada tem a ver com os cristãos. Aliás, esse estudo tem farta referencia bíblica… ficar falando mais, vai se tornar repetitivo…

            Cabe a vc, que defende o dízimo provar que quem não o entrega não tem amor ao próximo… afinal, quem está dizendo que isso é biblico, é vc…

            Não demore.

          • Eh, eu também citei “farta” referência bíblia.
            Mas vc não foi capaz de citar um único versículo sequer…

            Ahhh, esqueci, vc não precisa de bíblia.

          • Eu forcei ? Aonde diz que pode dar apenas ofertas ? Podes me mostrar ?

            Nova Tradução na Linguagem de Hoje
            “Cada um CONTRIBUA segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria”

            João Ferreira de Almeida Atualizada
            “Cada um CONTRIBUA segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria”

            João Ferreira de Almeida Corrigida e Revisada, Fiel
            “Cada um CONTRIBUA segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria”

            Nova Versão Internacional
            “Cada um DÊ conforme determinou em seu coração, não com pesar ou por obrigação, pois Deus ama quem dá com alegria”

            Bíblia de Jerusalém
            “Cada um DÊ como dispôs em seu coração, sem pena nem constrangimento, pois Deus ama a quem dá com alegria”

        • Jean:

          Meu irmão, esse argumento de Abraão é muito ruim, meu camarada. Tá cheio de mau uso dele. O fato de alguém fazer algo voluntariamente com o “seu” dinheiro, que era um espólio de Guerra, dos reis que Abrão matou e despojou, não dá fundamento bíblico, nenhum, para essa pratica hoje, meu parceiro. O dízimo não era fruto do trabalho de Abrão e sim de um saque – (Deus julgue se era justo ou não). A evidência ali é Melquisedeque.

          A aplicação é impossível, meu irmão. Ele justificaria vc matar alguém, saquear seu bens e levar o dízimo disso ao Senhor.

          Arruma outro, meu irmão.
          POR FAVOR.

      • stardust,

        Realmente, esse ensino errado que se divulga muito na internet de “ex-evangélicos” realmente está caindo.

        stardust: “chega de discursos de que o dizimo é voluntário mas que sabemos que na vdd não ensinam isso”

        Não quer que se fale a verdade ?
        Vou continuar ensinando a verdade do dízimo voluntário, quer vc goste ou não.

        Se fosse mentira, terias usado a bíblia pra argumentar contra, o que ainda estou esperando…

        • jeann

          tenho muita satisfação de ser “ex-evangélico” porque agora posso ser cristão. mudança pra melhor… bem melhor.

          O estudo sobre o dízimo não está caindo… dias desses eu ouvi um pastor numa rádio vociferando contra os estudos que desmascaram o dízimo, reclamando muito mesmo, chamando de gente do diabo, porém sem comprovar nada. E deixar esses caras incomodados é um sinal de que estamos no caminho certo. A verdade, Jesus.

          Eu não preciso usar a bíblia para provar que vc mente… suas atitudes já mostram isso.

          • Vc faz a mesma coisa, reclama muito “porém sem comprovar nada”.
            Hum, e agora “pode” ser “cristão”.

            Não precisa de bíblia, não dá ouvidos ao Espírito Santo mas vai em terreiros pra ouvir ao diabo.

            Como dizem alguns: Diga-me com quem andas e te direi quem és !

          • jeann

            Por isso é tão fácil usar a bíblia para colocar vcs evangélicos contra a parede… o que vcs defendem não tem base bíblica, e quando encurralados, partem para as mentiras ou insinuações. Gosto disso, sinal de que vc já está sem argumentos.

            evangélicos só tem a fama de serem conhecedores da palavra de Deus, mas na verdade já é comprovado que 80% dos evangélicos nunca leram toda a bíblia. Decoram o salmo 23, 91, algumas partes soltas do evangelho e é claro, malaquias 3:10… um clássico do meio evangélico!

            Graças a Deus deixei de ser evangélico… demorei para tomar esta decisão, mas enfim ela veio… um meio farisaíco, um meio de faz de conta ( tem até pastor dizendo que jacó deu dízimo pra um anjo!!! ) cheia de fábulas, ameaças, e claro… desejo de poder…

            Aliás, já decidiu em que pastor-politico vc vai votar jeann???

            Essa conversa de que quem dá dízimo faz voluntariamente não se comprova quando visitamos os templos evangélicos… nada a ver com amor ao próximo… até pq muitas denominações sequer possuem um departamento social para ajudar aos carentes, outras anotam quem deu e quem não deu dízimo, e quem não dá corre risco de exclusão, e outras mesmo não anotando quem dá dízimo discriminam os que se recusam a participar dessa heresia.

            Jeann, o marcos oliveira só complementou o que eu digo há tempos aqui… essa conversa de dízimo não tem lógica, nada a ver com voluntariedade, nada a ver com amor a Deus… na vdd os evangélicos fazem isso ora movidos pelo medo ou pela ganancia.

            Eu nunca vi um dizimista que era pobre ficar rico… e se entregar dízimo gerasse ” bençãos sem medidas”, a maioria das denominações não teriam campanhas de vitórias financeiras durante a semana.

            Não é mesmo, meu amigo dizimista fiel???

          • stardust: “e quando encurralados, partem para as mentiras ou insinuações”

            Não estou usando de mentiras, estou me baseando nas suas falas aqui, as tuas palavra te condenam.

            stardust: “Essa conversa de que quem dá dízimo faz voluntariamente não se comprova quando visitamos os templos evangélicos”

            Não estou dizendo quem dá dízimo FAZ voluntariamente, mas estou colocando a verdade sobre o dízimo, deve ser feito dessa forma quem quiser dar.

            Tanto que o Marcos Oliveira concordou com dar voluntariamente: “Se fosse como você coloca eu não teria nada contra, até porque, concordo com você no fato de que se a pessoa quer se tornar um dizimista é uma opção dela”

            stardust: “essa conversa de dízimo não tem lógica”
            Quando vc começar a ler a bíblia não tentando argumentar a sua “verdade”, mas lendo ela e buscando entender o que ela realmente quer dizer vc vai entender.

            Bom, pelo visto não se tem argumentos contra o dízimo voluntário, dado com alegria e amor, conforme II Coríntios 9:7 nos ensina.

            Busque a Deus, não dê as costas ao Espírito Santo, Ele pode te dar um pouco de discernimento.

            Fico ainda aguardando seus argumentos BÍBLICOS contra, não falácias e acusações.

          • Jeann

            Vc quer maior prova que dízimo não tem lugar na nova aliança em Cristo, do que o fato de se procurarmos na bíblia um cristão que tenha dado dízimo não encontraremos nada?

            Vemos relatos de cristãos fazendo coletas pelos necessitados, cristão dando esmola, mas dízimo na mão dos que pregavam o evangelho não há um só relato.

            Vc diz que o dízimo é voluntário, e eu entendo o que vc quer dizer, mas é só visitarmos os templos evangélicos que veremos que ele não é ensinado dessa forma… claro que cada um lida desse assunto de uma forma, alguns forçam mais que outros, mas no fim o ensino de dízimo para cristãos é um padrão da religião evangélica.

            Até pq, vc já viu algum pastor falando assim:

            ” irmãos, vc que trouxe seu dízimo, por favor venha a frente e coloque no alforje, mas saiba que independente de vc dar ou não, o dízimo não é obrigatório, é voluntário”

            Vc já viu algum pastor falando que o dízimo é voluntário e que sua entrega não vai gerar penalidades da parte de Deus ? se vc viu, por favor, diga o nome da congregação pra que eu vá lá ver essa benção.

          • stardust,

            Não se vê exemplo de dizimista no novo testamento, porque os primeiros cristãos não davam dízimo, davam 10 X dízimo (100%). Não achavam que dar 10% é um “exagero”.

            stardust: “Vemos relatos de cristãos fazendo coletas pelos necessitados, cristão dando esmola, mas dízimo na mão dos que pregavam o evangelho não há um só relato”

            Os primeiros cristãos entregavam sim aos pés dos apóstolos (dos que pregavam o evangelho), não só 10% mas tudo, 100%. Se vc não confia no pregador no lugar que vc congrega não precisa dar pra ele os 10%, mas quer vc queira ou não ele tem direito a pelo menos uma parte, é bíblico. Podes pegar um valor ajudar ele, outro pra ajudar os necessitados e também ajudar em missões, esses são os que a bíblia “manda” agente ajudar, se quiser fazer mais faça.

            stardust: “Vc diz que o dízimo é voluntário, e eu entendo o que vc quer dizer, mas é só visitarmos os templos evangélicos que veremos que ele não é ensinado dessa forma”

            Tais começando a entender, é de fato voluntário, pode ser dado. Mas concordo com vc que em muitas denominações talvez não seja dado dessa forma, é por isso que estou lutando pra mostrar a verdade. Eu sei que tem denominações que pregam o dízimo de forma errada, mas isso não vou julgar, eu sei que estão errados, estou tentando mudar a mentalidade das pessoas, compreende ?

            Temos dois opostos, uns que pregam que na nova aliança ainda é obrigatório e outros estudos na internet por exemplo que dizem que é de fato obrigatório porém o dízimo apenas pertencia a lei de Moisés, que quem quer dar antes ou depois da lei tá cumprindo a lei.

            Ambos estão errados, entendeu? Estou tentando mostrar a verdade, pode ser dado mas de forma voluntária.

            stardust: ”irmãos, vc que trouxe seu dízimo, por favor venha a frente e coloque no alforje, mas saiba que independente de vc dar ou não, o dízimo não é obrigatório, é voluntário”

            Nas últimas congregações que eu frequentei funciona dessa forma mesmo, eles citam II Co 9:6 pra ambos, não se fala que é obrigatório. Na que estou hj se fala mais ou menos assim “traga com alegria seus dízimos e ofertas conforme vc propôs em seu coração”.

            Eu sei que nem todas denominações são assim, mas estou colocando a verdade baseado na bíblia, não em doutrina denominacional ou como está sendo feito na prática.

            Esses dias eu estava vendo o culto da IBL on-line e estão falando mais ou menos assim do dízimo também, se quiser assista redesuper.com.br.

          • Jeann

            pode até ser que exista, a CCB me falaram que é assim, uma denominação que ensine sem sombra de duvidas que dízimo não é obrigatório, mas isso que vc diz que vê por aí não tenho visto… por isso pedi que vc citasse denominações que ensinam que dízimo não é obrigação de cristão, mas de novo vc saiu do assunto.

            ““traga com alegria seus dízimos e ofertas conforme vc propôs em seu coração”.”

            bom, aí já vemos que o dízimo (sendo 10%) não é ensinado como voluntário, e as ofertas, sim conforme propos no coração… como vc vai dar dízimo de 100 reais entregando 7 reais? obrigatoriamente será 10 reais somente o dízimo… nesse apelo do pastor vemos que ele exige dízimos, e as ofertas sim, ele menciona serem de valor livre.

            Vc apenas confirmou o que eu disse… dízimo não é ensinado como deve ser.

            Vc anda assistindo IBL??? cuidado hein… se for aquela de BH… sinto por vc!

          • stardust: bom, aí já vemos que o dízimo (sendo 10%) não é ensinado como voluntário, e as ofertas, sim conforme propos no coração.

            Dízimo e oferta estão no mesmo contexto, ainda vc viu que dízimo ali tá como obrigatório e oferta não ?
            Se vc não tem no coração de dar oferta ou dízimo não dê, tá de acordo com II Co 9:6.

            Vc pode dar seus 10% ou não, mas também pode levar ainda sua oferta ou não, de acordo como proposto eu seu coração, compreendeu ?

            Tá com problema de interpretação de texto novamente.

          • jeann

            Se o pastor está pedindo dízimos e ofertas, logo ele não entende o dízimo como uma oferta, senão pediria somente as ofertas.

            Dificil vc entender isso?

            Essa conversa de que as denominações ensinam que dízimo é voluntário é balela… poucas falam a vdd sobre o dízimo… a CCB é um exemplo,

  26. Vocês não leem a Bíblia mesmo. O Dízimo é uma ordenança bíblia, posso postar muitos versículos.

    Mas vocês tem a mente cauterizada, e lá em 1 Timóteo 4 o Espírito Afirma que vocês dão ouvidos a doutrinas de demônios. E ainda diz pra evitar o herege. Desculpe, quem tem Bíblia usa Bíblia nos argumentos

  27. Romanos 9.11,12,13
    ” Pois não tendo os gêmeos ainda nascido, nem tendo praticado bem ou mal, para que o propósito de Deus segundo a eleição permanecesse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama, foi lhe dito: O maior servirá o menor. Como está escrito: Amei a Jacó, e aborreci Esaú.”

    O que significa pois isso? E também em relação a Faraó, pois Deus o levantou para mostrar nele as suas obras, e Nabucodonosor, Ciro, homens a quem Deus antes de haverem nascido escolheu para neles efetuar uma obra de seu propósito. O nosso Amado Jesus também veio predestinado, para que tudo aquilo que estava nas Escrituras Sagradas a respeito dele se cumprissem. Portanto, meus queridos a predestinação existe. Se vocês me permitirem vou postar os versículos provando.

  28. Simplificando, os “eleitos de Deus” são aqueles que Deus predestinou para a salvação. Eles são chamados de “eleitos” porque essa palavra denota o conceito de escolher. A cada quatro anos, nós “elegemos” um presidente – ou seja, escolhemos quem ocupará esse cargo. O mesmo vale para Deus e aqueles que serão salvos; Deus escolhe aqueles que serão salvos. Estes são os eleitos de Deus.

    Na verdade, o conceito de Deus eleger aqueles que serão salvos não é controverso. O que é controverso é como e de que maneira Deus escolhe quem será salvo. Ao longo da história da Igreja, tem existido dois principais pontos de vista sobre a doutrina da eleição (ou predestinação). Um ponto de vista, que vamos chamar de visão presciente ou de presciência, ensina que Deus, através de sua onisciência, sabe quem vai no curso do tempo escolher de própria vontade colocar a sua fé e confiança em Jesus Cristo para a sua salvação. Com base nesta presciência divina, Deus elegeu estes indivíduos “antes da fundação do mundo” (Efésios 1:4). Essa é a visão da maioria dos evangélicos americanos.

    A segunda visão principal é a visão agostiniana, que basicamente ensina que Deus não só divinamente elege aqueles que terão fé em Jesus Cristo, mas também divinamente elege conceder a esses indivíduos a fé para crer em Cristo. Em outras palavras, a eleição de Deus para a salvação não é baseada em um conhecimento prévio da fé de um indivíduo, mas é baseado na graça livre e soberana do Deus Todo-Poderoso. Deus elege pessoas para a salvação, e com o tempo, essas pessoas virão à fé em Cristo porque Deus as elegeu.

    A diferença se resume a isto: quem tem a escolha final na salvação – Deus ou o homem? Na primeira visão (a visão presciente), o homem tem controle; o seu livre-arbítrio é soberano e se torna o fator determinante na eleição de Deus. Deus pode fornecer o caminho da salvação através de Jesus Cristo, mas o homem deve escolher seguir a Cristo por si mesmo a fim de tornar real a salvação. Em última instância, este ponto de vista faz de Deus impotente e o despoja da sua soberania. Essa visão coloca o Criador à mercê da criatura; se Deus quiser pessoas no céu, Ele tem que esperar que o homem escolha livremente o seu caminho da salvação. Na realidade, a visão presciente da eleição não tem nada a ver com a eleição porque Deus não está escolhendo – Ele está apenas confirmando. O homem é quem faz a decisão final.

    Na visão agostiniana, Deus tem o controle; Ele é o único que, de Sua soberana vontade, livremente escolhe aqueles a quem salvará. Ele não só elege aqueles a quem salvará, mas de fato realiza a sua salvação. Em vez de simplesmente tornar a salvação possível, Deus escolhe aqueles a quem salvará e então os salva. Essa visão coloca Deus em seu devido lugar como Criador e Soberano.

    A visão agostiniana também tem seus próprios problemas. Os críticos afirmam que essa visão rouba o homem do seu livre-arbítrio. Se Deus escolhe os que serão salvos, então que diferença faz se o homem acredita? Por que pregar o evangelho? Além disso, se Deus elege de acordo com a Sua soberana vontade, então como podemos ser responsáveis por nossas ações? Estas são todas boas e justas perguntas que precisam ser respondidas. Uma boa passagem para responder a estas perguntas é Romanos 9, a passagem mais detalhada em lidar com a soberania de Deus na eleição.

    O contexto da passagem flui de Romanos 8, que termina com um grande clímax de louvor: “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8:38-39). Isto leva Paulo a considerar como um judeu poderia responder a essa afirmação. Embora Jesus tenha vindo aos filhos perdidos de Israel e embora a igreja primitiva tenha sido em grande parte judaica, o evangelho estava se espalhando entre os gentios muito mais rápido do que entre os judeus. Na verdade, a maioria dos judeus enxergava o evangelho como uma pedra de tropeço (1 Coríntios 1:23) e rejeitou Jesus. Isso levaria o judeu comum a se perguntar se o plano de Deus de eleição falhou, uma vez que a maioria dos judeus rejeita a mensagem do evangelho.

    Ao longo de Romanos 9, Paulo sistematicamente mostra que a eleição soberana de Deus tem estado em vigor desde o início. Ele começa com uma declaração crucial: “Porque nem todos os que são de Israel são israelitas” (Romanos 9:6). Isso significa que nem todas as pessoas etnicamente de Israel (isto é, aqueles descendentes de Abraão, Isaque e Jacó) pertencem ao verdadeiro Israel (os eleitos de Deus). Revendo a história de Israel, Paulo mostra que Deus escolheu Isaque a Ismael e Jacó a Esaú. Caso alguém achasse que Deus estava escolhendo estes indivíduos com base em sua fé ou boas obras que fariam no futuro, ele acrescenta: “pois não tendo os gêmeos ainda nascido, nem tendo praticado bem ou mal, para que o propósito de Deus segundo a eleição permanecesse firme, não por causa das obras, mas por aquele que chama” (Romanos 9:11).

    Neste ponto, pode-se ser tentado a acusar Deus de agir injustamente. Paulo antecipa essa acusação no versículo 14, afirmando claramente que Deus não é injusto de qualquer forma. “Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia, e terei compaixão de quem me aprouver ter compaixão” (Romanos 9:15). Deus é soberano sobre a Sua criação. Ele é livre para escolher aqueles a quem vai escolher e é livre para passar por quem quiser. A criatura não tem o direito de acusar o Criador de ser injusto. A própria ideia de que a criatura pode julgar o Criador é um absurdo para Paulo, e deve ser assim para todos os cristãos também. O equilíbrio de Romanos 9 substancia este ponto.

    Como já mencionado, há outras passagens que falam em menor medida sobre o tema dos eleitos de Deus (João 6:37-45 e Efésios 1:3-14, para citar algumas). O ponto é que Deus decidiu resgatar um resquício da humanidade para a salvação. Esses indivíduos eleitos foram escolhidos antes da criação do mundo, e a sua salvação está completa em Cristo. Como Paulo diz: “Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; e aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou” (Romanos 8:29-30).

    • Perfeita sua explanação, bíblica, contextualizada e portanto, bem fundamentada. O problema é que a maioria das pessoas que se propõe a opinar sobre um tema tão relevante, ignore a exegese, citam versículos aleatoriamente, assassinam o contexto e, com base no seu próprio conceito de justiça e amor, desprezam a Soberania de Deus! Gente que adora discutir versículos isolados e tem preguiça de estudar o contexto!

    • Silas, o renomado pastor,que não é capaz de pastorear o rebanho de Deus, seria um grande politico, mas é um cego, no que se diz respeito a palavra de Deus.
      Ele condena a pre-destinação. Não sabendo ele que a predestinação do espirito, não anula o livre arbítrio. Deus nos deu o livre arbítrio, e nos predestinou para vida eterna.
      Mas os homens tem uma logica, de que o pre-destinado, não pode ter uma livre escolha.
      Essa mesma logica, está no fato de um Deus de amor, ter ciado o mal.
      Muitos não aceitam essa possibilidade. É que eles não veem, É que Deus não trabalha com a logica humana.
      Não podemos atribuir, a predestinação a Calvino, e nem o livre arbítrio a Armínio. Isso porque se trata da palavra de Deus, e elas não foram originadas neles, elas nos foi enviadas do céu,e elas tem em si-mesmo o poder daquele que há pronunciou, e elas não lhe retornarão vazia mas prosperará naquilo para o qual ela foi designada. ninguém é capaz de separa-las elas se completam para cumprir o proposito de Deus. O que falta é esses filhos de satanás, deixarem de deturpar a palavra de Deus.
      E eu provo a qualquer um, que a predestinação não anula o livre arbítrio.

        • Simples assim:
          Deus escolhe Noé para construção da arca.
          Noé por sua vez tem seu livre arbítrio em construir ou não.
          Será que Deus sabia qual seria a escolha de Noé? Ou simplesmente arriscou e deixou nas mãos de um homem a salvação ??
          Claro que Deus sabia qual seria a escolha. Ou seja o Senhor coloca circunstâncias nas nossas vidas e quando os olhos do entendimento são abertos, não precisamos lembrar que precisamos perseverar até o fim para recebermos a coroa da vida eterna, isso se torna simples por que é impossível aquele que nasce de novo voltar a cometer erros para se perder a salvação, a salvação não se perde e já somos predestinados a isso , o que acontece é que em um determinado momento da vida nós nos convertemos verdadeiramente

      • CARO EUSTÁQUIO, EM PRIMEIRO LUGAR, NINGUÉM AQUI ESTÁ DETURPANDO A PALAVRA DE DEUS. O QUE SE PROPÕE AQUI É REFLETIR SOBRE ELA. EU TAMBÉM CREIO EM LIVRE ARBÍTRIO. MAS NO LIVRE ARBÍTRIO BÍBLICO. O QUE É LIVRE ARBÍTRIO? A PALAVRA “ARBÍTRIO” VEM DO TERMO “ÁRBITRO” (JUIZ), PORTANTO, “ARBÍTRIO ” QUER DIZER “JUÍZO”. “LIVRE JUÍZO” NÃO É O MESMO QUE “LIVRE VONTADE”, OU QUE “LIVRE AGÊNCIA”. COMUMENTE AS PESSOAS CONFUNDEM A EXPRESSÃO “LIVRE-ARBÍTRIO” COM “LIBERDADE”, “LIVRE AGÊNCIA”. UMA COISA NÃO É A OUTRA. PARA FALAR EM PREDESTINAÇÃO E LIBERDADE HUMANA É PRECISO PRIMEIRAMENTE ENTENDER O SIGNIFICADO DA EXPRESSÃO “LIVRE-ARBÍTRIO” CORRETAMENTE. DAÍ SIM, PODEMOS DISCORRER O ENSINO BÍBLICO. DE FATO, VOCÊ TEM RAZÃO QUANDO FALA QUE A PREDESTINAÇÃO NÃO ANULA O LIVRE ARBÍTRIO HUMANO. MAS O LIVRE-ARBÍTRIO HUMANO EXISTIU SOMENTE COM O PRIMEIRO CASAL QUE DEUS CRIOU: ADÃO E EVA. ELES DE SEU PRÓPRIO JUÍZO, COMERAM DO FRUTO DA ÁRVORE DA CIÊNCIA DO BEM E DO MAL SEM SEREM FORÇADOS. NESTE TEXTO DE GÊNESIS 3 O HOMEM VERDADEIRAMENTE TINHA LIVRE ARBÍTRIO E FEZ MAU USO DELE. CONSEQUENTEMENTE, O TEXTO DE ROMANOS 3. 19-24 NOS TRAZ RICAS INFORMAÇÕES SOBRE A CONDIÇÃO EM QUE NOS ENCONTRAMOS:

        1) TUDO O QUE A LEI DIZ A QUEM? DIZ AOS QUE ESTÃO DEBAIXO DELA. PARA QUE A LEI DIZ? DIZ PARA QUE TODA BOCA SE CALE E TODO O MUNDO SEJA CONDENÁVEL DIANTE DE DEUS (RM 3.19). ISSO SIGNIFICA QUE TODO O MUNDO ESTÁ DEBAIXO DA LEI E QUE TODO MUNDO SE ENCONTRA EM ESTADO DE CONDENAÇÃO DIANTE DE DEUS. ISSO NOS IMPORTA DIZER QUE SOMENTE UM SALVADOR IDÔNEO É CAPAZ DE RETIRAR DO MUNDO ESTE ESTADO DE CONDENAÇÃO, A SABER AOS QUE CREEM NO SEU NOME: JESUS CRISTO, NOSSO SENHOR.

        2) EM RM 3.20, PAULO EXPLICA QUE NINGUÉM PODE SE JUSTIFICAR PELAS OBRAS DA LEI (OBRAS DE JUSTIÇA PRATICADAS POR NÓS TITO 3.4,5) POR QUE A LEI NÃO OPERA EM NÓS A “REMISSÃO DE PECADOS” MAS “APONTA”, ISTO É, INDICA O QUE É PECADO. EM OUTRAS PALAVRAS A LEI NÃO EXISTE PARA NOS REDIMIR DO PECADO MAS PARA NOS TRAZER O CONHECIMENTO DA EXISTÊNCIA DO PECADO; ELA É O INDICADOR QUE NOS DIZ O QUE É E O QUE NÃO É PECADO. SUA FUNÇÃO É CORRETIVA, PREVENTIVA E PEDAGÓGICA.

        3) EM RM 3.21, A JUSTIÇA DE DEUS SE MANISFESTA SEM A LEI PORQUE ELA NÃO REDIME O HOMEM DO PECADO, MAS, OBTÊM TESTEMUNHO DELA E DOS PROFETAS. O TESTEMUNHO EM QUE OS PROFETAS E A LEI DISSERAM E PROFETIZARAM DIZ RESPEITO A TRANSFORMAÇÃO QUE O ESPÍRITO SANTO FARIA EM NOSSOS CORAÇÕES (TROCANDO O CORAÇÃO DE PEDRA PELO DE CORAÇÃO DE CARNE [JR 32.39; EZ 36.26]) E NOS HABILITANDO EM CRER NA GRAÇA SALVÍFICA E EFICAZ DE CRISTO.

        4) O TEXTO DE RM 3.22,23 NOS MOSTRA UMA TRISTE REALIDADE: TODOS OS HOMENS PECARAM (RM 3.23) POR ISSO ESTÃO DESTITUÍDOS DA GLÓRIA DE DEUS, ISTO É ESTÃO “DESAPOSSADOS”, “DESPOJADOS”, “PRIVADOS”, “DEMITIDOS”, “PRIVADOS”, DA GLÓRIA DE DEUS. POR QUE ESTÃO NESTA CONDIÇÃO? PORQUE TODOS PECARAM. ADÃO CONDENOU NA CARNE TODA A RAÇA HUMANA: POR UM HOMEM ENTROU O PECADO NO MUNDO POR ISSO TODOS PECARAM (RM 5:12). MAS, RM 3.22 NOS DEMONSTRA QUE A JUSTIÇA DE DEUS SE MANIFESTA SOBRE “TODOS” E “TODOS OS QUE CRÊEM”. NOTE QUE O CONCEITO DE LIVRE ARBÍTRIO AQUI PERDE A FORÇA PORQUE TODOS AQUI NÃO TEM CONDIÇÃO DE “ESCOLHEREM POR SEUS PRÓPRIOS JUÍZOS” SAÍREM DA CONDIÇÃO DE CONDENAÇÃO, A MENOS QUE HAJA UM SALVADOR IDÔNEO QUE EFETUE SALVAÇÃO. MAS AÍ NESTE CASO, NÃO É O HOEM ESCOLHENDO E SIM DEUS CHAMANDO. HÁ AQUI UMA INTERVENÇÃO DIVINA NO PLANO DA SALVAÇÃO. O TEXTO DE RM 3.22 TERMINA SUA ULTIMA SENTENÇA DIZENDO: “NÃO HÁ DIFERENÇA”. MAS O QUE ISSO QUER DIZER? QUER DIZER QUE TODOS INDEPENDENTE DE OBRAS DE JUSTIÇAS SE TRANSVIARAM DO CAMINHO DE DEUS E IGUALMENTE SÃO MERECEDORES DA CONDENAÇÃO ETERNA. ESTÃO TODOS MORTOS EM DELITOS E EM PECADOS (EF 2.1-3). POR ISSO, TODOS OS QUE CREEM EM CRISTO SÃO JUSTIFICADOS DO PECADO POR IMPUTAÇÃO DE DEUS AO PECADOR (ISTO É DEUS CREDITA JUSTIÇA EM NÓS – RM 4.6-11). DEUS DECIDE NÃO LEVAR EM CONSIDERAÇÃO O PECADO COM BASE NA OBRA REDENTORA DE CRISTO E NO PREÇO PAGO POR ELE NA CRUZ.

        5) POR FIM RM 3.24 NO DIZ QUE SOMOS JUSTIFICADOS, PRIMEIRO: DE FORMA GRATUITA, ISTO É, NÃO NOS É NECESSÁRIO PAGAR QUALQUER PREÇO PARA SERMOS CONSIDERADOS JUSTOS DIANTE DE DEUS, POIS ESTE É UM DEPARTAMENTO QUE CABE A CRISTO, NÃO A NÓS; SEGUNDO: PELA GRAÇA DE DEUS QUE DECIDIU DAR SEU FILHO UNIGÊNITO PARA TODO O QUE NELE CRER TENHA A VIDA ETERNA (JO 3.16); TERCEIRO: A JUSTIFICAÇÃO TEM COMO BASE UNICAMENTE A REDENÇÃO QUE HÁ EM CRISTO JESUS.

        DIANTE DESTAS REALIDADES É IMPOSSÍVEL DIZERMOS QUE A SALVAÇÃO É UMA OBRA REALIZADA PELA CHAMADA “COOPERAÇÃO HUMANA”. NÃO HÁ QUEM TENHA ENTENDIMENTO, NÃO HÁ UM SEQUER QUE BUSQUE A DEUS, TODOS SE EXTRAVIARAM E DESTITUÍDOS ESTÃO DA GLÓRIA DE DEUS (SL 14.1-3 CF. EM RM 3.10,11). TODA JUSTIFICAÇÃO A NÓS IMPUTADA TEM COMO BASE O SACRIFÍCIO DE CRISTO NA CRUZ, POR GRAÇA DIVINA SOMOS SALVOS (EF 2.5,8), ISSO NÃO VEM DAQUILO QUE FAZEMOS DE BOM O RUIM PARA QUE NÃO NOS GLORIEMOS EM NÓS MESMOS (EF 2.8,9).

  29. os próprios seres humanos predestinam uns aos outros, querem ser juízes. De q est se queixando? reflitam!

    Vamos cuidar de q predestina uns aos outros p condenação aqui na terra, pois ninguém tem soberania de justificar ninguém;

    Os mártires

  30. com relaçao ao dizimo: tendo referencias biblicas ou nao, sendo uma lei de moises ou nao. pouco importa e e irrelevante. o dizimo e manutençao do templo e de ajuda aos membros menos favorecidos. seu uso indevido por parte de alguns pastores que nem deveriam ser chamados de pastores e sim ladroes tem generalizados a classe toda. mas este juizo pertence a DEUS. e cabe a cada um fazer a sua parte. luz ,agua e outros bens nao sao fornecidos de graça.

  31. A bíblia é um livro prosélito e cheio de simbolismo.
    Seus texto devem sempre ser contextualizados e lidos com cuidado.

    Os judeus sempre foram pobres e azarados.
    Constantemente dominados e subjugados por povos pagãos.

    Aliás, o império pagão mais pobre da antiguidade era mais rico que os judeus.

    Sendo assim quando os textos bíblicos referem-se a prosperidade é preciso ficar atento porque certamente não se trata de prosperidade no sentido mundano e moderno do termo.

    Quem tem olhos de ver que veja.
    E quem tem ouvidos de ouvir que ouça.

  32. A salvação.

    Esse é um tema mal interpretado pela maioria, muitos acreditam que a salvação vem por obras e por uma vida de abstinências e que se eu não andar segundo as regras do pastor eu vou parar no lago de fogo. Grande engano, basta ler a carta aos Romanos e ver alguns textos como:

    Romanos 3

    19 Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que toda a boca esteja fechada e todo o mundo seja condenável diante de Deus.

    20 Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.

    21 Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas;

    22 Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença.

    23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;

    24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

    Sobretudo o verso 24 afirma que a justificação é gratuita, e como algo gratuito pode ser cobrado?

    Não pensem que estou falando de pecado, veja o verso 8 ” E por que não dizemos (como somos blasfemados, e como alguns dizem que dizemos): Façamos males, para que venham bens? A condenação desses é justa.”

    As pessoas vivem dentro de denominações presas com medo. Acabam se submetendo a doutrinas humanas de pastores enganadores que ameaçam os que não pagam dizimo com o fogo do inferno.

    Não tenham medo, creiam em Jesus Cristo e serão salvos, olhem para o Deus misericordioso que entregou o próprio filho para salvar homens perversos (joão 3:16), ele nos ama e não quer saber de dinheiro, mas de corações sinceros, parem de olhar para vós mesmos, Leiam a bíblia orando por revelação e vocês verão que Deus tem um caminho muito mais precioso do que prosperidade dessas pobrezas materiais, temos uma promessa de vida eterna, quanto dinheiro vocês acham que podem dar pela vida de vocês? O preço já foi pago e não com dinheiro, mas o sangue do filho de Deus já foi derramado, se o Filho vos libertar verdadeiramente sereis livres.

    Peço a Deus que cada um que lê esse comentário receba fé para crer.
    Paz aqueles que verdadeiramente amam a Deus.
    Estou a disposição daquele que quiser perguntar sobre o que acabo de escrever.

    skirilrafa@gmail.com

  33. existem certas passagens biblicas que nos intriga ,e as vezes imaginamos que deus esta limitado as vontades humanas ,mas definitivamente livre-arbitrio não combina com soberania porque deus quer salvar mas o diabo quer levar para o inferno,a pessoa vai para o inferno então deus perdeu a batalha ler todo o versiculo 6 de joao ninguen pode ir ate jesus se o pai não o trouxer.e se o livre-arbitrio existisse , a salvaçao seria por merito e não par graça ,e alem do mais a fe não e vossa mas e dom de deus.

  34. QUERIDOS IRMÃOS,
    EU CREIO NA PREDESTINAÇÃO, MAS ISSO É INDIFERENTE, SE ALGUNS CRÊEM NO LIVRE ARBÍTRIO AMÉM, TANTO UMA COMO OUTRA TEM COMO BASE A CERTEZA DE QUE O SR. JESUS MORREU EM NOSSO LUGAR E POR ISSO SOBRE NÓS NÃO HÁ MAIS CONDENAÇÃO. SANTIFIQUE-SE EM OBEDIÊNCIA A PALAVRA E NÃO ENTRISTEÇA O CORAÇÃO DAQUELE QUE SE ENTREGOU POR NÓS.
    PRA QUÊ DISCURSOS TÃO DUROS UNS COM OS OUTROS, SABEMOS CONTRA OQUE E CONTRA QUEM É A NOSSA LUTA. FIQUEM NA PAZ DO NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO.

  35. A os que tem dificuldades em discernir Predestinação e Presciencia no quisito salvação, ai vai uma breve explicação.

    A principio não podemos confundir predestinação, com preciencia!
    Predestinação é algo que já estar decidido (que para os romanos vem do original: fatum que significa decisão irrevogável), já a presciencia é: Saber de tudo antes mesmo do resultado.
    Vejamos!
    predestinação= todos são presdetinados a salvação(João 1.12)
    presciencia = Deus já sabe quantos irão para o inferno e quantos para o cèu.(1Pd.1.1,2)
    Deus ESCOLHEU Israel para pregar o evangelho a todas as nações (1Pd.2.9), e ELEGEU a todos ( dando oportunidade)para serem salvos, simplesmente conhecendo e recebendo o unico salvador que é seu unico filho.
    Mas a ESCOLHA é de cada um de nós! (João.3.16)
    O Senhor Jesus nos tirou do inferno, mas não nos tirou o LIVRE-ARBÍTRIO.
    ou seja, vigiemos, pois poderemos perder a salvação do mesmo modo que a recebemos! (Rm.11.23)
    Que Deus vos abençoe!!

DEIXE UMA RESPOSTA