Suspeitos de incendiarem a Igreja da Multiplicação em Israel são presos pela Polícia

3

As autoridades israelenses detiveram os suspeitos de atear fogo em um templo cristão erguido no local onde acredita-se que Jesus realizou o milagre da multiplicação de pães e peixes. O atentado à igreja, no dia 18 de junho, repercutiu internacionalmente.

Na ocasião, a Polícia havia prendido 16 estudantes judeus ortodoxos, menores de idade, e liberado após interrogatório. O incêndio consumiu Bíblias, destruiu o telhado, móveis e portas da Igreja da Multiplicação, como é chamado o templo cristão.

De acordo com informações da CNN, o porta-voz da Polícia, Luba Samri, disse que não poderia confirmar o número de pessoas presas, mas que elas foram identificadas após investigação conduzida por uma unidade da Polícia especializada em esclarecer crimes cometidos por judeus na Cisjordânia.

Os extremistas que atacaram a igreja picharam os muros do templo, com uma inscrição em hebraico, usando tinta vermelha, com a frase “Ídolos terão suas cabeças cortadas”, numa referência à Igreja Católica, que faz uso de imagens de santas e santos em seus templos, o que é considerado idolatria por diversas linhas religiosas, incluindo o judaísmo.


Uma avaliação posterior concluiu que o setor do templo que abriga a pedra onde Jesus teria colocado os pães e peixes antes de iniciar sua distribuição para a multidão não foi afetado pelo incêndio.

Tzipi Hotovely, ministro israelense de Relações Exteriores, repudiou o ato de intolerância e vandalismo, em uma declaração oficial: “O Estado de Israel guarda a liberdade de culto de todas as religiões e rejeita completamente toda e qualquer tentativa de prejudicá-la”, afirmou.

Os monges beneditinos que administram a Igreja da Multiplicação são oriundos da Alemanha, e na ocasião disseram ter ficado bastante assustados com o incêndio, e que não esperavam uma agressão dessa monta.

O templo, além de ter sido erguido no local do milagre da multiplicação, é bastante próximo também da área onde Jesus andou sobre as águas e realizou o Sermão da Montanha. Por esses motivos, o templo é tido como um dos locais mais significativos para a história do cristianismo.


3 COMENTÁRIOS

  1. Se um dia voce tiver a possibilidade de visitar a Terra Santa, espero que deixe em casa, trancado a chave, seus sentimentos contra o povo judeu. Seu infeliz comentario so demonstra seu total desconhecimento sobre a historia de Israel e seu povo.

DEIXE UMA RESPOSTA