Às vésperas da abertura do Templo de Salomão ao público, Igreja Universal reafirma que revistará fiéis; Assista

78

A Igreja Universal voltou a destacar as regras para visitas ao Templo de Salomão em um novo vídeo, desta vez com apresentação do bispo Renato Cardoso, genro de Edir Macedo.

A denominação já havia divulgado regras para “admissão e conduta” no interior do megatemplo, e destacado que elas se faziam necessárias para que se pudesse expressar uma “profunda reverência e respeito ao Deus da Bíblia”, e tais precauções levariam a uma experiência “única e espiritual, como se estivesse na Terra Santa, no Templo que o próprio Deus desenhou para sua adoração”.

“Para sua segurança, todos os visitantes serão revistados antes de entrar no santuário do templo. Para agilizar a revista, não tenha em sua posse nenhum dos aparelhos mencionados [smartphones, tablets, câmeras fotográficas, entre outros], tampouco qualquer arma ou objeto cortante.Você poderá entrar normalmente com sua bolsa ou carteira, bem como chaves, mas tudo será sujeito a revista”, diz Cardoso.

Ao contrário do informado no primeiro vídeo, a Universal não reservou local para armazenamento destes aparelhos, e agora aconselha os fiéis a não levarem ou “deixá-los nos ônibus de sua caravana ou em outro veículo”.


A revista será feita através de detectores de metal e pela “Guarda do Templo”, diz Renato Cardoso: “[São] Seguranças treinados. Homens serão revistados por homens, e mulheres por mulheres”.

Renato Cardoso destaca ainda que somente terão acesso “ao santuário do Templo” aqueles que obtiverem credenciais nas filiais da Universal, com dia e hora previamente agendados. A igreja pede ainda que os fiéis cheguem com antecedência ao local, pois 5 minutos antes do início da reunião, as portas serão fechadas.

Novamente, a questão das roupas foi destacada neste novo vídeo: “Pedimos às visitantes que não usem minissaias e outros tipos de roupas sensuais. Uniformes de clubes esportivos ou outras instituições, bermudas, chinelos, camisetas sem manga, bonés e óculos escuros também não são permitidos. Lembre-se: vista-se socialmente como se fosse encontrar com alguém importante”, destaca o bispo.

Assista:

Assine o Canal

78 COMENTÁRIOS

  1. “Você poderá entrar normalmente com sua bolsa ou carteira…”

    hehehe… e alguém duvida que a iurd iria recusar bolsas e carteiras de entrar no templo do macedão??? A esteira que leva o dinheiro ao cofre já está preparada!!!

  2. To muito interessado em ir nesse templo.
    Olha minha cara de ansiedade.

    Ajudar os pobres ninguém quer.

    Quanto mais bilionários esses homens estão mais distante dos pobres e do verdadeiro Deus ficam.

  3. As portas estará abertas para todos.
    Visto por este prisma temos que vigiar pois alguns vem para buscar as bençãos outros para buscar as bolsas.
    Que o diga o Edson Sousa que vive choramingando aqui no site ´porque eles não ajudam os pobres!!!“,pobre filho de Judas o comentário o denuncia.

    • Levando em conta que Deus é onipresente, esta em todos os lugares e seu Espírito faz morada em nós. A IURD estabeleceu essas regras devido ao grande número de membros, para não dar confusão, faltar lugares, confusões no trânsito e etc… Por motivos de segurança e organização, ficou estabelecido que seria necessário organizar caravanas em dias alternados dando prioridade aos fiéis por esse motivo as credenciais, pois são mais de 1 milhão de membros, imagine se não houver organização, lógico que muitos ficariam para fora, pois não teriam lugares suficientes , por ser um lugar de oração não é permitido eletrônicos. No ínicio será preciso credenciais e ir em caravanas, depois que todas as caravanas do Brasil e do mundo forem atendidas será aberto ao público normalmente. Att.

  4. e disse – lhe JESUS “Vinde a mim todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” (Mateus 11.28-30)
    NÃO LEMBRO DE JESUS TER FALADO VINDE A MIM MAIS ANTES SEJAIS REVISTADOS OU DEIXAS SEUS PERTENCES DO LADO DE FORA,
    O OBJETIVO DE SE ABRI UMA IGREJA EM DETERMINADO LUGAR É GANHAR ALMAS PARA O REINO DE DEUS.

    • Isso é uma demonstração da falta de fé dos bispos. Nem eles contam com a proteção divina, pois sabem o quanto devem. Antigamente, era mesmo a única intenção seguir o bom caminho, mas hoje, são desvirtuados para o poder e o dinheiro. Com toda certeza quando essa igreja começou não se exigia nada, além do dízimo. Hoje, querem tudo. Até o Edir ficava lá fora na frente fazendo as suas vendas. É, as coisas mudam…e para pior.

  5. SE OLHARMOS QUE TALVEZ STARDUST E SEU BANDO RESOLVA APARECER NADA MAIS JUSTO QUE A REVISTA. KKK MAS DEIXANDO A BRINCADEIRA DE LADO TODO CUIDADO DEVE SER TOMADO PESSOAS MAL INTENCIONADAS PODEM QUERER ESTRAGAR A FESTA

    • Com certeza deve ter mmmmuuuuita gente desgostoso, pq entregou tudo que tinha e não recebeu nada.
      E por isso pode apareceu uns doidos revoltados, usar de violência como forma protesto.

      • Com certeza deve ter mmmmuuuuita gente desgostoso, pq entregou tudo que tinha e não recebeu nada.
        Isso tem, e nada vai receber mesmo.
        Ou acham que Deus ouve a esses pedidos, invariavelmente sobre riqueza material?
        Vi um bixpo falar na minha frente, que um homem tinha sido pastor da Assembléia de Deus por 20 anos e nada aconteceu na vida dele.
        Aí ele foi para a Univer$al e começou a prosperar, Deus começou a abençoá-lo.
        Ora, e antes não abençoava?
        O que a IURD tem de melhor que a AD?
        Deus não é o mesmo?
        Jesus não é o mesmo?
        Reparem que os testemunhos de IURDianos são variações sobre o mesmo tema: a prosperidade.
        Era drogado/falido/fracassado, fui para a IURD e minha vida mudou.
        Adquiri carros, casas, dinheiro…
        Isso seria o sinal de bênção.
        A salvação da alma, isso é coisa que nem lhes passa pela cabeça.
        Dizem

  6. Eu acho que a revista não é para encontrar armas ou algo perigoso mas sim para se certificarem de que o fiel está levando consigo o seu “sacrificio”.

    Estão mudando o “dá ou desce” para “se tem entra, se não tem vaza”

    • Foi isso que pensei. Fazendo referencia ao que eles mais gostam que é $$$$$. Agora, ir a um lugar que tem que ser revistado é horrível. Agradeço, mas prefiro ficar em casa e tenho certeza que Deus está mais aqui do que lá, além de mais puro.

      • Faço minhas suas palavras.
        Em lugar que tem “revista” eu nunca mais ponho os pés.
        Acho isso degradante, uma infâmia.
        Pra que se esconder?
        Acho que é para ninguém levar celular e filmar cenas como daquele vídeo do Mamoncedo falando para os pastores depois de um jogo de futebol, ensinando a doutrina do “dá ou desce”.
        Sem saber que estava sendo gravado o que dizia.

    • Normalmente revistas pessoais são feitas em abordagens de pessoas suspeitas pelos Policiais, e também, em Presídios e Boates (zonas de meretrício), como sabemos que esses abestados da IURD não tem poder de polícia, estão cometendo abuso, mas se esquecermos o quesito legalidade da ação, e, olharmos pelo viés figurado da coisa e sem usarmos de eufemismo, poderemos afirmar que;
      – a IURD é realmente um Presídio lotado de presidiários descerebrados que servem a Mamom, todos sob o comando do herege Edir Macedo, o mão atrofiada..
      – e não deixa de ser uma BOATE também, onde os obreiros são todos CAFETÕES da Fé que se prostituem vendendo o Evangelho, se bem que agora já tem um bando usando vestidos, rsrs… possivelmente na tal inauguração o MAMONCEDO, deverá aparecer trajado de Sacerdote hebreu, com vestes douradas, o CAFETÃO-MOR nesse dia vai rodar a baiana debaixo de aplausos de seus seguidores anencéfalos, rsrsrs…
      Conclusão: Nessa ZONA DE BAIXO MERETRÍCIO que chamam de IURD, a revista, apesar de ilegal, é plausível.

      • WS,

        Que soldado é você, heim.

        Tente acompanhar o raciocínio meu, pois acho que deve ser em razão do que abaixo faço menção.

        Esse templo lembra um monumento da cultura judaica, começou a acender uma luzinha aí?

        Bom, já há trinta anos, tudo que diz respeito ao povo judeu encontra-se sob risco no mundo todo, acendeu a segunda luz?

        Terceiro, na vizinha Argentina um atentado numa sinagoga por parte de fundamentalistas…

        Entendeu agora? Pergunto, eles iriam falar isso para o povo, como seja, que é possível uma maluco do islã atacar a igreja? Então fazem a inspeção, ficou claro? Fazem as restrições.

        • Nossa nesta vc assinou seu atestado de retardado.Como vc escreve besteira.Ja leu aquele proverbio,ate o tolo quando fica calado se passa por sabio,perdeu a chance e ainda mostrou o sua real situaçao mental.Nossa!!!

        • LEVI – (santa ignorância).
          Eu falei o lado legal da coisa seu abestado, disse que para se revistar alguém, além da forte suspeita, tem que ter o chamado poder de polícia, e, aqueles energúmenos da IURD não têm.
          Entendeu seu mal acabado?
          Quanto ao fato ocorrido na Argentina, vc disse bem, foi numa Sinagoga legitima, onde congregam descendentes de Judeus.
          Agora me diga, o que tem o templo da Salomé do MAMONCEDO de Judeu? Nada, a não ser a vã tentativa de imitar o impossível, pois o terceiro Templo, o legitimo, será construído em Israel, esse aí da Salomé, em que pese toda a pompa, não tem nada de Judeu, é uma imitação “made in Paraguai”, rsrsrsrs….. e os fundamentalistas que vc teme, sabem muito bem disso, e não iriam perder tempo com a insanidade do Macedo, o qual, todos sabem, só esta atrás do dinheiro dos seus seguidores anencéfalos, falando nisso, vai tomar teu Gardenal LEVI.
          É Levi, é difícil acompanhar o teu raciocínio, rsrsrsrrsr….

          • É só ir de peito aberto.

            Os fundamentalistas muçulmanos destroem qualquer coisa que diga respeito a Cristo/Israel, estando mantando gente no mundo todo, chamuscando com fogo que deixa de jejuar…

            Se um dia for a essa igreja, haverei de antes me despedir da família e muito bem com Deus, inclusive com todos os pecados confessados e perdoados, pois quem sabe se poderá haver um atentado?

            É avião, é prédio de negócios, é igreja, é gente, é tudo, basta ter o cheiro de cristão, bomba neles, se tiver dúvidas leia as mais diversas passagens sobre a perseguição da igreja, ou seja, dos que se dizem cristãos.

            Policial talvez você seja, mas investigador, não. Não tem tirocínio.

          • É só você ir de peito aberto nessa igreja, afinal não acredita.

            Os fundamentalistas muçulmanos destroem qualquer coisa que diga respeito a Cristo/Israel, estando mantando gente no mundo todo, chamuscando com fogo a boca de quem deixa de jejuar…

            Se um dia eu for a essa igreja, haverei de antes me despedir da família e estar muito bem com Deus, inclusive com todos os pecados confessados e certo do perdão, pois quem sabe se poderá haver um atentado ou não?

            É avião, é prédio de negócios, é igreja, é gente, é tudo, basta ter o cheiro de cristão(paraguaio ou não), bomba neles, mas se tiver dúvidas leia as mais diversas passagens de Cristo falando sobre a perseguição à igreja nos últimos dias, ou seja, dos que se dizem cristãos.

            Policial talvez você seja, mas investigador, não. Não tem tirocínio,este é dom.

          • Levi.
            A revista continua sendo ilegal.
            Agora, tomará que vc esteja certo, que os muçulmanos façam isso que vc teme, aí, eu iria até dar um voto de louvor a turma do Maomé, rsrsrsr…., pois se explodissem o templo da Salomé, não se perderia nada, e, eles (muçulmanos) mesmo que por motivos errados, estariam contribuindo para a diminuição da exploração da fé no Brasil.
            Que venham os homens bombas para a inauguração do templo da Salomé. kkkkkkk….
            E se um dia vc for nessa igreja como vc diz, para vc não fará diferença nenhuma, pois Cristão vc não é, agora, se um Cristão verdadeiro for, é pq desviou da fé.

          • WS,

            Queira o mal do próximo não, meu caro.

            Quanto a eu ir lá, se for possível vou, seja pelo lado histórico ou até mesmo para assistir o culto. Já fui a missas, já estive em igrejas católicas históricas, e isso não me fizeram um renegador de Cristo.

            Você tá parecendo com certos líderes aqui criticados, quais sejam, os que dizem que igreja tal e qual são do demônios.

            Meu caro, onde eu vou, querendo ou não, o meu salvador está comigo, nunca fica me aguardando na porta, não. Adentra comigo, mesmo que eu, você e qualquer um entre em lugares pecaminosos, pois se algo de ruim acontecer, pronto estar para me perdoar, desde que eu peça perdão.

            Onde você aprendeu esse evangelho de meia tigela?

          • LEVI – Quem tem cérebro sabe que a IURD é uma seita satânica cheia de heresias e liderada por um pseudo Bispo, que até o aborto incentiva, ou seja, a IURD representa o mal e o conselho nesse caso é;
            “ABSTENDE-VOS de toda a aparência do mal”. (Tessalonicenses 5:22). ACRF.
            “AFASTEM-SE de toda forma de mal”. (1 Tessalonicenses 5:22).NVI.
            Mas se vc quer se associar, comungar, mancomunar com heresias satânicas, siga em frente, afinal vc é um deus, rsrs…
            Eu prefiro dizer como o Salmista.
            ¶ Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti. (Salmos 119:11.)
            ¶ Desviei os meus pés de todo caminho mau, (IURD) para guardar a tua palavra. (Salmos. 119:101).

          • Wanderlei Santana,

            Meu caro, vê-se que você não é evangélico mesmo.

            O evangélico, neste país, sempre foi tido como embusteiro, que estranhamente não gosta de Maria(mâe de Cristo), que não usa a cruz como símbolo em face de que o diabo que está neles fica em pavorosa, pregadores de heresia, desviados da igreja da única igreja de Cristo, fraudadores da bíblia(extração de 7 livros), seguidores de Lutero que foi beberrão e prostituído que se casou com mais de uma freira e que tinha dúvidas se ele se salvaria, o evangélico é tido como os intelectual de suvaco(usar a bíblia embaixo do braço ao ir e vir para os cultos), que fazem culto de oração com porta fechada pra praticar sexo coletivo, bestas que dão o dízimo, que são radicais, que são interpretam a bíblia a partir de versículos soltos.

            Ora, eu passei a vida toda ouvindo isso, aí como as críticas se lançaram para essa igreja aí, fui lá vê, não encontrando isso, e também não é isso que pregam na mídia. Antes eram envolvidos com tráfico, depois…, agora essa história da pregação única, a da prosperidade.

            Pra tolo que vai pela cabeça da maioria sua tese tem guarida, não comigo, pois passado no alho e no sal para ir á busca da verdade, não do que me contam.

            Sobre a aborto, não sei o contexto do bispo falar, parece que talvez até por trauma em vista dos muitos irmãos,e que a mãe dele ter feito mais de dez. Quem nesse país não tem parentes com esse problema? A igreja católica, não sei a razão, permitiu oficialmente ate o ano de 1870, por entender, ao que parece, que a vida começava pós a 12ª semana.

            Essa é uma opinião pessoal do bispo. Quantas opiniões de pastores estão divergência da bíblia? Mas daí dizer que é um dogma de fé dessa ou daquela igreja, tem uma distância e bem grande.

            Mas esperar de vocês o que? Se Cristo que é Cristo, vocês distorcem a fala Dele, basta vê que nunca pregou contra a riqueza, sim o mal uso, sim a avareza, coisa que riquinho fazia e muitos fazem, aí vocês botam palavras na sua boca como se contra fosse ricos, como se pobres fossem os bonzinhos, esquecendo que Ele tinha o rico José de Arimateia como discípulo, que Ele recebia dinheiro de mulheres ricas, que Zaqueu ficou com a metade da sua riqueza, que Ele era rico(filho de Deus pobre?, apenas veio como pobre)

            LEVI – Quem tem cérebro sabe que a IURD é uma seita satânica cheia de heresias e liderada por um pseudo Bispo, que até o aborto incentiva, ou seja, a IURD representa o mal e o conselho nesse caso é;
            “ABSTENDE-VOS de toda a aparência do mal”. (Tessalonicenses 5:22). ACRF.
            “AFASTEM-SE de toda forma de mal”. (1 Tessalonicenses 5:22).NVI.
            Mas se vc quer se associar, comungar, mancomunar com heresias satânicas, siga em frente, afinal vc é um deus, rsrs…
            Eu prefiro dizer como o Salmista.
            ¶ Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti. (Salmos 119:11.)
            ¶ Desviei os meus pés de todo caminho mau, (IURD) para guardar a tua palavra. (Salmos. 119:101).

          • LEVI!!!! – Cristo nunca pregou contra a riqueza? – Como diria vc mesmo, “meu caro”! O que será que eles quis dizer nessa passagem de Mateus?
            “Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem, e onde os ladrões minam e roubam;
            Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.
            Porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração”. (Mateus 6:19-21)

            Mesmo diante desse texto, eu não condeno àqueles que conseguem a riqueza, desde que fruto de trabalho honesto (o que é bem difícil), e de que essa busca não seja por avareza, que não haja inversão de valores, onde se busca prioritariamente o material em detrimento do espiritual.
            Que não haja o entendimento distorcido da Palavra, onde textos (Dt. 28:13 – Fp. 4:13, etc) fora de seus contextos, são usados para tentar validar a ganância terrena, alimentada por religiosos, que chegam ao ponto de ensinar a “revolta” contra Deus, que Jesus era rico, mesmo tendo Ele próprio dito, não ter onde reclinar a cabeça (Mt. 8:20).
            Muitas outras passagens falam dos perigos da riqueza, do amor ao dinheiro, do quão difícil será os ricos entrarem no reino de Deus, vejamos; “Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.
            E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”. (Mateus 19:23-24 ).
            Entretanto mesmo sabendo disso tudo, os mercenários, propagadores da teologia da prosperidade, além de distorcer tais textos e outros, ficam enlouquecidos quando ouvem o que disse Paulo; “Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes”. (1 Timóteo 6:8).
            Exclamam os amantes das riquezas terrenas, quando confrontados pela Palavra que os desmascara …Imagina!!! – Sou filho do Rei!!! – … e blá, blá, blá…Mas, os miseráveis, Macedo, RR, Valdemiro, Malafaia, Levi, cesarr171, Lula-Lili, Zé/Clamando, e assemelhados, assim como, os lábios da mulher estranha de Provérbios 5:3, são as riquezas para eles, e os tais como prostitutas da fé, cegamente não percebem que; “Os seus pés descem para a morte; os seus passos estão impregnados do inferno”. (Provérbios 5:5 ).

          • Wanderley, Wanderley…

            Ensinar a respeito de. sobre algo, alertar sobre. não significa condenar. meu caro.

            Cristo acaso disse que era errado possuir? Que era coisa do cão possuir?

            Cristo pregou com os linguarudos, faladores, então é é contra a língua, é contra o sexo quando fala sobre esse assunto?

            Cristo advertiu sobre os religiosos, é que Ele era contrário ás instituições de caráter religioso? Falou sobre os maus líderes religiosos, então Ele era contra os líderes religiosos.

            Meu caro, meu caro, meu caro, o que é que há?

            Passou fome quando criança? O cérebro tem deficit cognitivo?

            Paulo condenou acaso os que possuem muitas letras? Cristo também? Eles alertaram que é comum o intelectual firmar-se em si próprio, nos seus conhecimentos e se fechar para as coisas de Deus, é diferente o alertar para o condenar.

            Disse Cristo que poucos se salvariam, mas encontram-se a dois mil anos preparando lugar para esses poucos, então não são tão poucos assim. Mas Cristo disse que o caminho era estrito e a porta também, e poucos se salvariam, perecendo um paradoxo, meu caro, isso impõe que você saiba a contextualizar o que lê, evitando cair em discrepância.

            Quanto a revolta, tem filhos que se revoltam com o pai, ou seja, Cristo sabia disso, mas disse que Deus é melhor que nós, pais terrestres. Essa história da pessoa se revoltar, isso serve para a pessoa melhorar o seu autoestima, mas em nada atinge a Deus em Dele vir a considerar desonroso, deixe de ser solene com seu pai, e se você é assim, que não fique medindo que é mais exigente, Aconselho a você que se revolte contra Deus, exija Dele sabedoria, pois faz mais de dois anos que eu tento tirar você desse escuro poço, mas somente vejo um afundamento paulatino e constante, reaja com seu Deus, tá feia a situação de despreparo e e de ausência de sabedoria, é penoso.

          • Wanderley, Wanderley…

            Ensinar a respeito de, sobre algo, alertar sobre. tal não significa condenar, meu caro.

            Cristo acaso disse que era errado possuir as coisas? Que era coisa do cão possuir patrimônios?

            Cristo pregou sobre os linguarudos, os faladores, então Ele é contra a língua; é contra o sexo quando fala sobre esse assunto?

            Cristo advertiu sobre os religiosos, é que Ele era contrário ás instituições de caráter religioso?

            Falou sobre os maus líderes religiosos, então Ele era contra os líderes religiosos?

            Meu caro, meu caro, meu caro, o que é que há?

            Passou fome quando criança? O cérebro tem deficit cognitivo?

            Paulo condenou acaso os que possuem muitas letras? Cristo também? Do contrário, Eles alertaram que é comum o intelectual firmar-se em si próprio, nos seus conhecimentos e se fechar para as coisas de Deus, e isso é diferente, como seja, o alertar para o condenar há mil léguas de distância.

            Disse Cristo que poucos se salvariam, mas encontram-se a dois mil anos preparando lugar para esses poucos, então não são tão poucos assim.

            Cristo disse que o caminho era estreito e a porta também, e poucos se salvariam, perecendo um paradoxo com dois mil anos produzindo essas casas, meu caro, isso impõe que você saiba a contextualizar o que lê, evitando cair em discrepância.

            Quanto a revolta, tem filhos que se revoltam com o pai, mas Cristo sabia sobre isso e enfatizou que Deus é melhor que nós, pais terrestres.

            Essa história da pessoa se revoltar, isso serve para a pessoa melhorar a sua autoestima, sabendo você que Deus não e vingativo e nem apegado a coisas pequenas feitas por nós outros, lembre que nada atingimos a Deus, assim deixe de ser solene com seu Pai do céu, meu caro, bem como não fique medindo os que são mais exigentes de Deus.

            Aconselho a você que se revolte contra Deus, exigindo Dele sabedoria, pois faz mais de dois anos que eu tento tirar você desse escuro poço, mas somente vejo um afundamento paulatino e constante, reaja com seu Deus, tá feia a situação de despreparo e e de ausência de sabedoria, é penoso.

  7. Olha nada da nem para começar a descrever as heresias teria que ser necessario paginas e paginas com passagens,versiculos e revelaçoes reais.Mas vou me ater so ao fato da revista,nao podera ser gravado nada,registros fotograficos proibidos,so estas duas proibiçoes ja levantam a questao:O que este caras vao fazer la dentro?Por que tanto medo?Ou sera somente propaganda,jogadinha de marketing,afinal o que este “incircuciso espiritual” ja falou tanta mas tanta asneira heretica que nada mais supreenderia aos que vigiam e tudo examinam pelo microscopio biblico,E serio muito serio o que esta “coisa que chamam de igreja” esta fazendo,esta mais para seita formando um exercito de fanaticos do que uma igreja empresa que se diz evangelica,ja passou a fase do lucro,poder politico e manipulaço das mentes fracas que seguem este “maniaco”,agora e a fase do fanatismo puro e simples,podem se preparar para mais loucuras vindo deste manicomio faraonico.

    • Como na maçonaria, tudo é oculto e tem o templo de salomão como parte importante da fé…

      Parece que as acusações de iurd ligada a maçonaria enfim estão se confirmando.

      • O que eu sei e o que Jesus disse e continua a dizer:Estreito e dificil e o caminho que leva vida eterna,largo e o caminho que leva perdiçao e muitos se enveredam por ele.Exercitemo-nos na verdade que esta registrada no bom livro e a tudo colquemos a prova perante a palavra escrita de Deus e o discernimento de Seu Esprito que habita naqueles que sao seus.Nao ha nada obscuro que na venha ser descoberto pela verdade.VERDADE DE DEUS SEM CONTAMINAÇAO DAS DOUTRINAS DE HOMENS.

  8. A casa de Deus tem sido profanada.
    Parece que voltamos no tempo mesmo.
    O templo de Deus no antigo testam. foi derrubado e só
    restou o muro para contar história. Mas pq havia acontecido
    isso mesmo??? Todos pecaram contra Deus e a gloria do
    Senhor se afastou.

    • Cadê a confiança na proteção divina desses mercenários?
      Manda os fieis iludidos pelas promessas mirabolantes de prosperidade,
      entregar todos seus bens e ficar na proteção e cuidado de Deus.

      Mas eles mesmos não confiam em Deus.
      Olha ai a prova.

  9. só é mais uma demostração de quanto esta longe da presença de Deus. quando somos filhos de Deus é dada a ordem por Deus para que oossssssssssssss anjos acampe a nossa volta,para que nenhum mau nos aconteça,não conheço esse versículo e terás que contrata empresa de segurança para que nenhum mau lhe aconteça besteira….(salmo 91 – v 11 – 12 )

  10. Fico imaginando o que Deus pensa disso! !!
    Este templo esta chamando mais a atenção a sua grandeza do que ao que ele realmente
    deveria significar….
    tantos missionarios passando fome no campo e tanyo dinheiro jogado fora em uma construção
    sem sentido nenhum como esta….
    Que Deus tenha misericordia de tanto glamour e luxo
    para engrandecer o homem e nao a Deus. Pois Deus nao previsa disso.

    • Imagine o milhões que vai gastar pra conservar esse templo.
      Mas para cuidar de pedras se gasta bilhões de reais.
      Uma pequena fortuna, que duvido que Macedão tem coragem de dar para alimentar os pobres.

      • “custo total da obra do templo do macedão equivale a um ano de investimentos da iurd na record

        custo do templo do macedão: R$ 400 milhões

        custo manutenção anual: R$ 10 milhões”

        Fonte: F5 – ricardo feltrin (21/07/2014)

  11. Uma coisa tenho certeza.

    Se Deus aprovou essa construção, Ele irá se manifestar.
    Do contrario algo ruim irá acontecer com esse templo e os responsáveis.

    • Edson,
      Pode parecer coincidência simples, mas enquanto Macedo vai preparando as festividades para inauguração do Templo de Salomão, tb chamado por eles de “casa do sacrifício”, vidas humanas estão morrendo nesta guerra do ódio em Israel – verdadeiros sacrifícios!
      E quanto ao que vc falou, Deus não precisa fazer nada, as próprias pessoas vão colher o que estão semeando.

  12. UM DESAFIO A TODOS OS PARTICIPANTES DESTE SITE, SEI QUE É GRANDE O TEXTO, MAS GOSTARIA QUE OS QUE LEREM ELE DIGAM.
    A QUE ALTURA DA LEITURA IDENTIFICARAM O INDIVIDUO A QUEM QUERO MOSTRAR, E QUE DIGAM SEU NOME.
    FALOU PARA ALGUNS SEI QUE VAI SER LOTO NAS TRES PRIMEIRAS FRASES, MAS ALGUNS, POIS BEM VAMOS LA´.
    A psicopatologia em geral e a psiquiatria forense em especial têm dedicado, há tempo, uma enorme preocupação com o quadro conhecido por Psicopatia (ou Sociopatia, Transtorno Dissocial, Transtorno Sociopático, etc).

    Trata-se de um terreno difícil e cauteloso, este que engloba as pessoas que não se enquadram nas doenças mentais já bem delineadas e com características bastante específicas, a despeito de se situarem à margem da normalidade psico-emocional ou, no mínimo, comportamental. As implicações forenses desses casos reivindicam da psiquiatria estudos exaustivos, notadamente sobre o grupo de entidades entendidas como Transtornos da Personalidade.

    O enorme interesse que o psicopata tem despertado atualmente se deve, em parte, ao desenvolvimento das pesquisas sobre as bases neurobiológicas do funcionamento do cérebro em geral e, particularmente, da personalidade. Em outra parte, deve-se também ao enorme potencial de destrutividade de alguns psicopatas, quando ou se tiverem acesso aos instrumentos que a tecnologia e a ciência disponibilizam.

    Estudar o potencial da destrutividade humana é bastante interessante e poderá esclarecer certos pontos em comum entre grandes manifestações de destrutividade, como são as guerras, os genocídios, torturas, o terrorismo e, talvez, manifestações incomuns da personalidade humana, baseadas na psicopatologia, na psicologia e nas neurociências.

    Lorenz e outros etólogos consideram a agressividade organizada uma aquisição evolutiva que aparece na espécie humana há uns 40.000 anos. Em sentido social, a agressividade organizada nasceu da necessidade de uma arma de sobrevivência mais eficaz. Nascia assim uma forma especializada de agressão comunitária e organizada, um entusiasmo que agrega o grupo contra um inimigo comum.

    Uma de suas expressões seria a “paranóia de guerra”, que afeta e afetou populações inteiras. Atualmente pode ser representada também por grupos étnicos, religiosos ou políticos que se unem através de uma conduta agressiva em função de alguma ameaça comum a todos integrantes do grupo (ameaça real ou acreditada).

    Devido à falta de um consenso definitivo, esse assunto tem despertado um virulento combate de opiniões entre os mais diversos autores ao longo do tempo. Igualmente variadas também são as posturas diante desses casos que resvalam na ética e na psicopatologia simultaneamente. As dificuldades vão desde a conceituação do problema, até as questões psicopatológicas de diagnóstico e tratamento. Como seria de se esperar, também na área forense as discordâncias são contundentes.

    A evolução dos conceitos sobre a Personalidade Psicopática transcorreu, durante mais de um século, oscilando entre a bipolaridade orgânica-psicológica, passando à transitar também sobre as tendências sociais e parece ter aportado, finalmente, numa idéia bio-psico-social que, senão a mais verdadeira, ao menos se mostrou a mais sensata (veja artigo Personalidade Criminosa, uma revisão das dúvidas sobre esse tema).

    Historia do conceito
    O conceito de Psicopata, Personalidade Psicopática e, mais recentemente, Sociopata é um tema que vem preocupando a psiquiatria, a justiça, a antropologia, a sociologia e a filosofia desde a antigüidade. Evidentemente essa preocupação contínua e perene existe porque sempre houve personalidades anormais como parte da população geral.

    Psicopatas são pessoas cujo tipo de conduta chama fortemente a atenção e que não se podem qualificar de loucos nem de débeis; elas estão num campo intermediário. São indivíduos que se separam do grosso da população em termos de comportamento, conduta moral e ética. Vejamos a opinião dos vários autores sobre a Personalidade Psicopática ao longo da história.

    Cardamo
    Uma das primeiras descrições registradas pela medicina sobre algum comportamento que pudesse se identificar à idéia de Personalidade Psicopática foi a de Girolano Cardamo (1501-1596), um professor de medicina da Universidade de Pavia. O filho de Cardamo foi decapitado por ter envenenado sua mulher (mãe do réu) com raízes venenosas. Neste relato, Cardamo fala em “improbidade”, quadro que não alcançava a insanidade total porque as pessoas que disso padeciam mantinham a aptidão para dirigir sua vontade.

    Pablo Zacchia (1584-1654), considerado por alguns como fundador da Psiquiatria Médico Legal, descreve, em Questões Médico Legais, as mais notáveis concepções que logo dariam significação às “psicopatias” e aos “transtornos de personalidade”.

    Pinel
    Em 1801, Philippe Pinel publica seu Tratado médico filosófico sobre a alienação mental e fala de pessoas que têm todas as características da mania, mas que carecem do delírio. Temos que entender que Pinel chamava de mania aos estados de furor persistentes e comportamento florido, distinto do conceito atual de mania (Berrios, 1993).

    Dizia, no tratado, que se admirava de ver muitos loucos que, em nenhum momento, apresentavam prejuízo algum do entendimento, e que estavam sempre dominados por uma espécie de furor instintivo, como se o único dano fosse em suas faculdades instintivas. A falta de educação, uma educação mal dirigida ou traços perversos e indômitos naturais, podem ser as causas desta espécie de alteração (Pinel, 1988).

    Prichard
    Prichard, tanto quanto Pinel, lutavam contra a idéia do filósofo Locke, o qual dizia não poder existir mania sem delírio, ou seja, mania sem prejuízo do intelecto. Portanto, nessa época, os juizes não declaravam insanos nenhuma pessoa que não tivesse um comprometimento intelectual manifesto (normalmente através do delírio). Pinel e Pricharde tratavam de impor o conceito, segundo o qual, existiam insanidades sem comprometimento intelectual, mas possivelmente com prejuízo afetivo e volitivo (da vontade). Tal posição acabava por sugerir que essas três funções mentais, o intelecto, afetividade, e a vontade, poderiam adoecer independentemente.

    Foi em 1835 que James Cowles Prichard publica sua obra Treatise on insanity and other disorders affecting the mind, a qual falava da Insanidade Moral. A partir dessa obra, o historiador G. Berrios (1993) discute o conceito da Insanidade Moral como o equivalente ao nosso atual conceito de psicopatia.

    Morel
    Morel, em 1857, parte do religioso para elaborar sua teoria da degeneração. O ser humano tinha sido criado segundo um tipo primitivo perfeito e, todo desvio desse tipo perfeito, seria uma degeneração. A essência do tipo primitivo e, portanto, da natureza humana, é a contínua supremacia ou dominação do moral sobre o físico. Para Morel, o corpo não é mais que “o instrumento da inteligência”.

    A doença mental inverteria esta hierarquia e converteria o humano “em besta”. Uma doença mental não é mais que a expressão sintomática das relações anormais que se estabelecem entre a inteligência e seu instrumento doente, o corpo.

    A degeneração de um indivíduo se transmite e se agrava ao longo das gerações, até chegar à decadência completa (Bercherie, 1986). Alguns autores posteriores, como é o caso de Valentím Magnam, suprimiram o elemento religioso das idéias de Morel e acentuaram os aspectos neurobiológicos. Estes conceitos afirmavam a ideologia da hereditariedade e da predisposição em varias teorias sobre as doenças mentais.

    Koch e Gross
    Em 1888, Koch (Schneider, 1980) fala de Inferioridades Psicopáticas, mas se refere à inferioridades no sentido social e não moral, como se referiam anteriormente. Para Koch, as inferioridades psicopáticas eram congênitas e permanentes e divididas em três formas:

    – disposição psicopática,
    – tara psíquica congênita e
    – inferioridade psicopática.

    Dentro da primeira forma, Disposição Psicopática, se encontram os tipos psicológicos astênicos, de Schneider. A Tara inclui a “as almas impressionáveis, os sentimentais lacrimosos, os sonhadores e fantásticos, os escrupulosos morais, os delicados e susceptíveis, os caprichosos, os exaltados, os excêntricos, os justiceiros, os reformadores do estado e do mundo, os orgulhosos, os indiscretos, os vaidosos e os presumidos, os inquietos, os malvados, os colecionadores e os inventores, os gênios fracassados e não fracassados”. Todos estes estados são causados por inferioridades congênitas da constituição cerebral, mas não são consideradas doenças.
    Otto Gross, por sua vez, dizia que o retardo dos neurônios para estabilizarem-se depois da descarga elétrica determinava diferenças no caráter. Assim em seu livro Inferioridades Psicopáticas, a recuperação neuronal rápida determinava indivíduos tranqüilos, e os de estabilização neuronal mais lenta, ou seja, com maior duração da estimulação, seriam os excitáveis, portadores dessa inferioridade.

    Kraepelin
    Kraepelin, quando faz a classificação das doenças mentais em 1904, usa o término Personalidade Psicopática para referir-se, precisamente, a este tipo de pessoas que não são neuróticos nem psicóticos, também não estão incluídas no esquema de mania-depressão, mas que se mantêm em choque contundente com os parâmetros sociais vigentes. Incluem-se aqui os criminosos congênitos, a homossexualidade, os estados obsessivos, a loucura impulsiva, os inconstantes, os embusteiros e farsantes e os querelantes (Schneider, 1980).

    Para Kraepelin, as personalidades psicopáticas são formas frustras de psicose, classificadas segundo um critério fundamentalmente genético e considera que seus defeitos se limitam essencialmente à vida afetiva e à vontade (Bruno, 1996).

    Schneider
    Em 1923, Schneider elabora uma conceituação e classificação do que é, para ele, a Personalidade Psicopática. Schneider (1980) descarta no conjunto classificatório da personalidade atributos tais como, a inteligência, os instintos e sentimentos corporais e valoriza como elementos distintivos o conjunto dos sentimentos e valores, das tendências e vontades.

    Para Kurt Schneider as Personalidades Psicopáticas formam um subtipo daquilo que classificava como Personalidades Anormais, de acordo com o critério estatístico e da particularidade de sofrerem por sua anormalidade e/ou fazerem outros sofrer.

    Entretanto, a classificação de Personalidade Psicopática não pode ser reconhecida ou aceita pelo próprio paciente e, às vezes, nem mesmo por algum grupo social pois, a característica de fazer sofrer os outros ou a sociedade é demasiadamente relativo e subjetivo: um revolucionário, por exemplo, é um psicopata para alguns e um herói para outros.

    Em conseqüência dessa relatividade de diagnóstico (devido à relatividade dos valores), não é lícito ou válido realizar um diagnóstico do mesmo modo que fazemos com as outras doenças. Resumindo, pode-se destacar neles certas características e propriedades que os caracterizam de maneira nada comparável aos sintomas de outras doenças. O Psicopata é, simplesmente, uma pessoa assim.

    O psicopata não tem uma psicopatia, no sentido de quem tem uma tuberculose, ou algo transitório, mas ele É um psicopata. Psicopata é uma maneira de ser no mundo, é uma maneira de ser estável.

    Como em tantas outras tendências, também há um certo determinismo na concepção de Schneider. Para ele os psicopatas são assim em toda situação vital e sob todo tipo de circunstâncias. O psicopata é um indivíduo que não leva em conta as circunstâncias sociais, é uma personalidade estranha, separada do seu meio. A psicopatia não é, portanto, exógena, sendo sua essência constitucional e inata, no sentido de ser pré-existente e emancipada das vivências.

    Mas a conduta do psicopata nem sempre é toda psicopática, existindo momentos, fases e circunstâncias de condutas adaptadas, as quais permitem que ele passe desapercebido em muitas áreas do desempenho social. Essa dissimulação garante sua sobrevivência social.

    Kurt Schneider, psiquiatra alemão, englobou no conceito de Personalidade Psicopática todos os desvios da normalidade não suficientes para serem considerados doenças mentais francas, incluindo nesses tipos, também aquele que hoje entendemos como sociopata. Dizia que a Personalidade Psicopática (que não tinha o mesmo conceito do sociopata de hoje) como aquelas personalidades anormais que sofrem por sua anormalidade e/ou fazem sofrer a sociedade.Ele distinguia os seguintes tipos de Personalidade Psicopática:

    1) Hipertímicos,
    2) Depressivos,
    3) Inseguros,
    4) Fanáticos,
    5) Carentes de Atenção,
    6) Emocionalmente Lábeis,
    7) Explosivos,
    8) Desalmados,
    9) Abúlicos, e
    10) Astênicos.
    Evidentemente o que entendemos hoje por psicopata ou sociopata seriam, na classificação de Schnneider, os Desalmados. Muito mais tarde Mira y López definiu a Personalidade Psicopática como “…aquela personalidade mal estruturada, predisposta à desarmonia intrapsíquica, que tem menos capacidade que a maioria dos membros de sua idade, sexo e cultura para adaptar-se às exigências da vida social”. E considerava 11 tipos dessas personalidades anormais muito semelhantes aos tipos de Schnneider. Eram eles:
    1) Astênica,
    2) Compulsiva,
    3) Explosiva,
    4) Instaável,
    5) Histérica,
    6) Ciclóide,
    7) Sensitivo-paranóide,
    8) Esquizóide,
    9) Perversa,
    10) Hipocondríaca, e
    11) Homosexual.
    Cleckley
    Em 1941 Cleckley escreveu um livro chamado “A máscara da saúde”, o qual se referia a este tipo de pessoas. Em 1964 descreveu as características mais freqüentes do que hoje chamamos psicopatas. Em 1961, Karpmam disse “dentro dos psicopatas há dois grandes grupos; os depredadores e os parasitas” (fazendo uma analogia biológica). Os depredadores são aqueles que tomam as cosas pela força e os parasitas tomam-nas através da astúcia e do engodo.
    Cleckley, estabeleceu, em “A máscara da saúde”, alguns critérios para o diagnóstico do psicopata, em 1976, Hare, Hart e Harpur, completaram esses critérios. Somando-se as duas listas podemos relacionar as seguintes características:

    Critérios para diagnóstico do Psicopata (Hare, Hart , Harpur)
    1. Problemas de conduta na infância.
    2. Inexistência de alucinações e delírio.
    3. Ausência de manifestações neuróticas.
    4. Impulsividade e ausência de autocontrole.
    5. Irresponsabilidade
    6. Encanto superficial, notável inteligência e loquacidade.
    7. Egocentrismo patológico, autovalorização e arrogância.
    8. Incapacidade de amar.
    9. Grande pobreza de reações afetivas básicas.
    10. Vida sexual impessoal, trivial e pouco integrada.
    11. Falta de sentimentos de culpa e de vergonha.
    12. Indigno de confiança, falta de empatia nas relações pessoais.
    13. Manipulação do outro com recursos enganosos.
    14. Mentiras e insinceridade.
    15. Perda específica da intuição.
    16. Incapacidade para seguir qualquer plano de vida.
    17. Conduta anti-social sem aparente arrependimento.
    18. Ameaças de suicídio raramente cumpridas.
    19. Falta de capacidade para aprender com a experiência vivida.
    Henry Ey
    Henry Ey, em seu “Tratado de Psiquiatria”, inclui as Personalidades Psicopáticas dentro do capítulo das doenças mentais crônicas, as quais considera como um desequilíbrio psíquico resultante das anomalias caracteriológicas das pessoas. Cita as características básicas das Personalidades Psicopáticas como sendo a anti-sociabilidade e impulsividade (Bruno, 1996). A idéia dos Transtornos de Personalidade tal como sugerido pelo DSM começou em 1966 com Robins.

    O que mais se percebe em relação à Personalidade Psicopática são as controvérsias entre os vários autores e nas várias épocas mas, de alguma forma, há uma perene tendência em se apontar para três conceitos básicos.

    A primeira posição reflete uma tendência mais constitucionalista (intrínseca, orgânica), entendendo que o psicopata se origina de uma constituição especial, geneticamente determinado e, em conseqüência dessa organicidade, pouco se pode fazer.

    A segunda tendência é a social ou extrínseca, acreditando que a sociedade faz o psicopata, a sociedade faz a seus próprios criminosos por não lhes dar os meios educativos e/ou econômicos necessários.

    Através da análise de dois sistemas educacionais para problemas comportamentais, como a escola inglesa Lymam, com um sistema disciplinar rígido, autoritário, duro, e a escola Wiltwyck, americana, onde a idéia era criar um ambiente cálido, afetuoso, propenso a amistosidade, uma “disciplina de amor” segundo cita Cinta Mocha (Garrido, 1993), pode-se contra-argumentar a tendência extrínseca da psicopatia. Os psicopatas constituíram o 35% da população em ambas escolas. A instituição americana Wiltwyck teve um marcante êxito inicial, mas a taxa de reincidência em atitudes anti-sociais, ao longo de alguns anos de acompanhamento, foi o mesmo.

    A terceira escola é a psicanalista, que só trata das perversões em relação com a sexualidade. Quando o transtorno implica outras pulsões, Freud fala de libidinização da dita pulsão, a qual havia sido “pervertida” pela sexualidade. A perversão adulta aparece como a persistência ou reaparição de um componente parcial da sexualidade. A perversão seria uma regressão a uma fixação anterior da libido. Recordemos que, para Freud, a passagem à plena organização genital supõe:

    a) superação do complexo de Édipo,
    b) o surgimento do complexo de castração e
    c) a concepção da proibição do incesto.

    Assim a perversão chamada fetichismo é ligada à negação da castração. A perversão seria o negativo da Neurose, que faz da perversão a manifestação em bruto, não reprimida, da sexualidade infantil (Laplanche, 1981).
    A maioria dos autores dessa época procurava substituir o conceito de “constituição psicopática” por “personalidades psicopáticas” já que sua etiologia não era claramente definida. Mas, apesar da etiologia não ser claramente entendida, o quadro clínico da personalidade psicopática foi sendo cada vez mais cristalinamente descrito.

    K. Eissler, no final da década de 40, considerava os psicopatas como indivíduos com ausência de sentimentos de culpa e da ansiedade normal, superficialidade de objetivos de vida e extremo egocentrismo. Os irmãos Mc Cord, em 1956, descrevem sua “síndrome psicopática” com as seguintes características: escasso ou nenhum sentimento de culpa, capacidade de amar muito prejudicada, graves alterações na conduta social, impulsividade e agressão.

    Outros autores, resumindo, nas décadas sucessivas de 60 e 70, foram também definindo os traços característicos da psicopatia com termos tais como; perturbações afetivas, perturbações do instinto, deficiência superegoica, tendência a viver só o presente, baixa tolerância a frustrações. Alguns classificam esse transtorno como anomalias do caráter e da personalidade, ressaltando sempre a impulsividade e a propensão para condutas anti-sociais (Glover, Henri Ey, Kolb, Liberman).

    Classicamente, hoje em dia e resumindo a evolução do conceito, a Personalidade Psicopática tem sido caracterizada principalmente por ausência de sentimentos afetuosos, amoralidade, impulsividade, falta de adaptação social e incorregibilidade.

    Neurofisiologia da Agressão
    É necessário entender um pouco mais sobre a fisiologia da agressão para inserir, depois, a noção da sociopatia. Há nesse site um artigo sobre Cérebro e Violência que pode completar o que se vê aqui agora.

    Uma das hipóteses importantes na compreensão do funcionamento cerebral em relação à personalidade é aquela que trata de uma espécie de organização hierárquica do cérebro, anteriormente proposta Jackson, onde haveria centros superiores, médios e inferiores. Hoje se concebe a idéia segundo a qual os processos cerebrais ocorrem tanto através de uma “atitude” hierárquica, como também homogênea (veja Assembléias Neuronais na fisiologia da consciência.

    Dessa forma, o cérebro humano resultaria da integração de “três cérebros” distintos, com diferentes características estruturais, neurofisiológicas e, especialmente, com diferentes performances comportamentais. Como herança de nossos antepassados, ou seja, dos répteis, dos mamíferos e dos primeiros primatas, possuímos um conjunto de estruturas nervosas chamadas de Gânglios da Base e o complexo Estriado. Essa é a parte mais primitiva do cérebro humano.

    Juntamente com as estruturas neuronais acima, o ser humano possui também a medula espinhal, o bulbo e a protuberância, formando parte do cérebro posterior e do cérebro médio, ou mesencéfalo. Essas estruturas comportam os mecanismos básicos da reprodução e da autoconservação, incluindo a regulação do ritmo cardíaco, da circulação sanguínea e da respiração. Nos peixes e anfíbios essas estruturas formão quase o cérebro todo.

    Essa introdução é importante porque mostra alguns elementos comuns ao ser humano e aos répteis, provenientes de algumas estruturas cerebrais arcaicas. As atitudes favorecidas por essas estruturas antigas seriam, por exemplo, a seleção do lugar, a territorialidade, o envolvimento na caça, o acasalamento e, também, alguns mecanismos que intervêm na formação da hierarquia social, como a seleção de líderes. Aqui que se daria também a participação nos comportamentos ritualistas. São condutas que existem naturalmente nos animais inferiores e, devidamente domesticadas, no ser humano.

    Em torno das estruturas do cérebro antigo ou arque-cérebro, se encontra o Sistema Límbico. Esse sistema, que é o maior responsável pela emoção, já aparece muito rudimentarmente nos répteis, algo mais desenvolvido nos mamíferos e bem mais completo no ser humano.

    O comportamento dos mamíferos, das classes mais inferiores até as mais desenvolvidas, incluindo os humanos, difere dos répteis por conta da enorme variedade de comportamentos possíveis, sendo os répteis bem mais limitados, e também porque nos mamíferos já aparece a emoção, tão mais elaborada quanto mais desenvolvido for o Sistema Límbico. São do Sistema Límbico as expressões de fúria do gato, do cão, algo semelhantes às atitudes de fúria do ser humano. Nos répteis não notamos nenhuma expressão dessa natureza.

    Acrescenta-se que a quase totalidade dos psicofármacos atua no Sistema Límbico. Também os sistemas neuroendócrino, neuroimune, neurovegetativo, os ritmos circadianos, são todos fortemente influenciados pelas emoções, pelo Sistema Límbico.

    Uma parte importantíssima dessa região límbica é a chamada Amígdala, que tem um papel transcendente na agressividade. Também existem motivos para acreditar que a base do comportamento altruísta se encontra no Sistema Límbico. O amor, assim como o comportamento altruísta, parecem ser aquisições do Sistema Límbico humano. Em pesquisas, a destruição experimental das Amígdalas (são duas, uma para cada um dos hemisférios cerebrais) faz com que o animal se torne dócil, sexualmente indistinto, afetivamente descaracterizado e indiferente ás situações de risco.

    O estímulo elétrico agindo nas Amígdalas provoca crises de violenta agressividade. Em humanos, a lesão da Amígdala faz, entre outras coisas, com que o indivíduo perca o sentido afetivo da percepção de uma informação vinda de fora, como a visão de uma pessoa conhecida ou querida. Ele sabe quem está vendo, mas não sabe se gosta ou desgosta da pessoa que vê.

    Localizada na profundidade de cada lobo temporal anterior, as Amígdalas funcionam de modo íntimo com o Hipotálamo. É o centro identificador de perigo, gerando medo e ansiedade e colocando o animal em situação de alerta, preparando-o para fugir ou lutar, estariam assim, envolvidas na produção de uma resposta ao medo e outras emoções negativas.

    As áreas cerebrais mais primitivas relacionadas à agressão, mais precisamente à agressão depredadora, são estruturas filogenéticamente muito antigas, onde se inclui o hipotálamo, o tálamo, o mesencéfalo, o hipocampo e, como já vimos, as Amígdalas. As Amígdalas e o Hipotálamo trabalham em estreita harmonia, de tal forma que um comportamento de ataque pode ser acelerado ou retardado, estimulado ou inibido, dependendo da interação entre estas duas estruturas.

    Finalmente, na escala filogenética, aparece o neocórtex, a parte mais jovem do cérebro. Esse neocórtex já existe em estado rudimentar nos mamíferos inferiores, e sofre um desenvolvimento impressionante nos primatas. O processo evolutivo da neocórtex explode em velocidade na linha dos ancestrais homínidos em comparação com outros animais, e essa evolução abrupta surpreende também nos grandes mamíferos aquáticos.

    A agressão requer a participação destas antigas estruturas cerebrais (Amígdalas, Núcleos da Base e Complexo Estriado) e sem elas não haveria a agressão. Porém, a verdadeira agressão planejada, ou talvez, elaborada segundo algum objetivo, ou talvez ainda os subprodutos da agressão, perversidade e destrutividade, precisa de redes neuronais complexas e abrangentes e envolve principalmente o Sistema Límbico.

    Assim, até chegar ao estágio cerebral atual, o ser humano é fruto de uma evolução anatômica e funcional.

    Cérebro e Personalidade

    A personalidade inclui, em meio a todos seus traços, a cognição e a percepção. Essas atividades representam uma operação complexa baseada em redes neuronais intrincadas e perfeitamente integradas, as quais Eduardo Mata chama de Módulos, portanto, a atividade cerebral seria do tipo modular.

    A sobrevivência exige funcionamento adequado, muitas vezes automático e inconsciente, de uma quantidade de módulos que tratam muitos fatores simultaneamente: a motivação, a percepção do ambiente, noção do que é necessário para sobreviver, regulação dos impulsos agressivos e sexuais, formação das relações com outros indivíduos, regulação dos comportamentos intencionais e inibição dos inapropriados.

    Portanto, quanto mais eficientes forem esses módulos (Assembléias Neuronais), melhor desempenho terá a pessoa e melhor apreensão da situação existencial (no mundo), ou seja, a consciência global é conseqüência da notável capacidade de organização e integração neuronais que o organismo possui.

    Todo esse procedimento adaptativo resultante das Assembléias Neuronais não se faz de maneira linear, seu curso e seqüência não se pode prever. Na pessoa normal parece que não basta a compreensão dos fenômenos químicos ou físicos para predizer como se dará a sucessão de atitudes adaptativas, tais como o autocontrole, a iniciativa, a regulação do afeto, do juízo, a destrutividade, o planejamento da fuga ou do ataque. De modo geral, há maior ou menor probabilidade da pessoa reagir assim ou assado mas as atitudes serão sempre circunstanciais, sem que tenhamos certeza da previsão.

    Quando conseguimos prever a maneira como a pessoas reagirá, como atuará em determinadas circunstâncias, em outras palavras, quando a pessoa reage sempre dessa ou daquela maneira diante das circunstâncias, e quando essas atitudes fazem sofrer (ela ou os outros), provavelmente estaremos diante de um Transtorno da Personalidade.

    Transtornos tais como os casos de Personalidade Múltipla, Personalidade Borderline e Transtornos Dissociativos poderiam ser considerados, pelo menos em parte, como perturbações de funcionamento ou da integração das redes neuronais. Isso caracterizaria uma perturbação do sistema cérebro/mente, a qual poderia ter causas biológicas e/o determinadas pela experiência.

    Uma observação interessante é a crescente habilidade das crianças e adolescentes para regular sua conduta, à medida que o cérebro amadurece. Esse amadurecimento parece ser conseqüência não só da experiência, senão também da mielinização das áreas pré-frontais com as conseqüentes alterações nas redes neuronais. Trata-se de um processo que continua até o fim da vida (em velocidade e quantidade decrescentes).

    Este modelo modular é também consistente com as pesquisas em relação à compatibilidade do humor com a memória. Partem das observações de que quando se tem determinado estado de humor, há tendência em se ter recordações específicas. Parece ter sido ativada pelo estado de humor uma rede neuronal específica, parece ainda que ao ativar determinada rede neuronal há bloqueio ao acesso a outras representações. Talvez seja por isso que o aconselhamento otimista para quem está deprimido tenha tão escasso resultado, pois a depressão favorece certo tipo de lembranças, recordações, conclusões e fantasias.

    Na historia das teorias neurobiológicas da personalidade, registra-se que no século IV antes de Cristo, Hipócrates havia precisado a existência de quatro estilos diferentes de personalidade baseado nos humores. Mais de vinte séculos depois ainda não se tem uma teoria neurobiológica absolutamente precisa, mas, não obstante, na última década do século XX, a chamada “década do cérebro”, produziu-se avanços significativos na neurociência, em particular na área da neuroquímica.

    As pesquisas sobre a Personalidade Psicopática têm enfocado ora alguns aspectos sintomáticos, ora outros. Alguns estudos enfocam essa alteração da personalidade em relação às condutas delituosas, à violência, dificuldades no controle dos impulsos, sexualidade de risco e desordenada e consumo abusivo de substâncias.

    Algumas linhas de pesquisa têm dedicado considerável atenção aos aspectos anti-sociais e criminais desse transtorno, enquanto outros começam a se preocupar com a falta de empatia e loqüacidade comum aos psicopatas. Ressaltam-se ainda as pesquisas em relação ao encanto superficial dos psicopatas, à falta de arrependimentos, à incapacidade para amar e à gritante irresponsabilidade. São escassas ainda as pesquisas sobre a Personalidade Psicopática e as condutas terroristas.

    Atualmente o estudo da Personalidade Psicopática permite fazer a distinção entre duas estruturas. A primeira delas (Fator 1), agrupa os sintomas de eloqüência, falta de sentimentos de arrependimento ou culpa, afetos superficiais, falta de empatia, e extrema dificuldade em aceitar responsabilidades. Esta variante não caracteriza necessariamente a pessoa anti-social, antes disso, parece caracterizar uma grande puerilidade ou defeito na maturidade plena da personalidade.

    A segunda estrutura (Fator 2) consiste nos verdadeiros traços anti-sociais, ou seja, na agresividade e na falta de controle dos impulsos. O Fator 1 não está necessariamente associado ao Fator 2, mas este sim, para que seja dado diagnóstico de Psicopatia, deve obrigatoriamente ter como pré-requisito o Fator 1.

    Lewis cita, entre outros, as tipologias de Blackburn. Esse autor refere que, enquanto a psiquiatria norteamericana define a conduta anti-social em termos comportamentais, outras definções têm se preocupado com as alterações emocionais.

    Existem dois grupos em relação a esse aspecto. Um deles formado por pessoas com escassos ou nenhum sentimento de arrependimento ou culpa referentes à sua conduta anormal e têm pouca ou nenhuma empatia para com seus pares embora se façam simpáticos e agradáveis (Fator 1, de Hare). Parece que o critério de observação é ético por excelência.

    O outro grupo é formado por pessoas com tendências neuróticas: apesar da conduta anormal apresentam emotividade excesiva e queixas de conflito interno em relação à culpa, ansiedade, depressão, arrependimento, paranóia, e outros sintomas neuróticos. Aqui os critérios de observação são psicodinâmicos, psicopatológicos. No primeiro caso é a chamada Psicopatia Primária (verdadeira), e a segunda Psicopatia Secundária.

    Segundo idéias de Zuckermam (1, 2), uma das características do psicopata seria um marcante traço da personalidade caracterizado por psicoticismo, impulsividade, busca de sensações e atitudes não socializadas, porém, esse supertraço sociopático não estaria presente só na Personalida Psicopática, mas também na Personalidade Borderline.

    Fowles ressalta a “falta de medo” dos psicopatas, mas só na Psicopatia Primária, ou seja, naqueles que não sentem ansiedade. Horvath e Zuckerman afirmam que, na busca de sensações e experiências intensas, os psicopatas assumem diversos tipos de riscos, como por exemplo, trabalhos ou esportes perigosos, inprudência ao dirigir, exposição a situações ilegais, uso abusivo de drogas, sexo inseguro. Na vida militar costumam aceitar voluntariamente missões voluntárias de risco.

    Principais Sintomas
    Tem havido bastante controvérsia em relação ao conceito de Personalidade Psicopática ou Anti-social. Há autores que diferenciam psicopata de anti-social, mas, em nosso caso, essa distinção é dispensável em benefício do melhor entendimento do conceito. Howard sugere que os conceitos de psicopatia podem agrupar-se em três tipos:

    Conceitos de Psicopatia de Howard
    1) Um tipo Sociopata, caracterizado por conduta anti-social crônica que começa na infância ou adolescência como Transtorno de Conduta;
    2) Um tipo Secundário, caracterizado por um traço de personalidade com alto nivel de impulsividade, isolamento social, e perturbações emocionais (a conduta sociopática seria secundária à essas alterações emocionais e da sociabilidade); e

    3) Um tipo Primário caracterizado apenas por a impulsividade sem isolamento social e perturbações emocionais (a qual pode-se aplicar aos criminosos comuns).

    Isso não implica que cada um desses três tipos seja mutuamente excludente; a sociopatia é vista como um conceito amplo que engloba tanto a psicopatia primária como a secundária, assim como uma alta proporção de criminosos comuns.

    Otto Kemberg classifica a sociopatia de moso diferente. Para ele é extremamente difícil fazer o diagnóstico da psicopatia, quando a situação clínica não está claramente definida.

    Autores psicanalíticos consideram a Psicopatia como uma grave patologia do Superego como sendo uma síndrome de Narcisismo Maligno, cujas características seriam a conduta anti-social, agressão ego-sintônica dirigida contra outros em forma de sadismo, ou dirigida contra se mesmo em forma de tendências automutiladoras ou suicidas sem depressão e conduta paranóide.

    A estrutura de tipo narcisística do psicopata teria a seguintes características: auto-referência excessiva, grandiosidade, tendência à superioridade exibicionismo, dependência excessiva da admiração por parte dos outros, superficialidade emocional, crises de insegurança que se alternam com sentimentos de grandiosidade.

    Portanto, dentro das relações de objeto (com os outros), seria intensa a rivalidade e inveja, consciente e/ou inconscientemente, refletidos na contínua tendência para exploração do outro, incapacidade de depender de outros, falta de empatia com para com outros, falta de compromisso interno em outras relações.

    Otto Kemberg vê neste narcisismo patológico um componente psicodinâmico para o diagnóstico da psicopatia. O narcisismo não patológico é conseqüência de uma boa evolução do Ego, uma aceitação da realidade e como essa realidade pode ser usada para satisfazer as necessidades dirigidas ao exterior e ao objeto. As pessoas que não realizaram bem esta formação, por não haver interiorizado suficiente amor e estima recebidos do meio, acabam por desenvolver defesas narcisistas muito fortes.

    Narcisismo Maligno
    Muitas vezes é extremamente difícil fazer o diagnóstico da psicopatia, quando a situação clínica não está claramente definida. Por isso Otto Kernberg faz um diagnóstico diferencial entre três tipos de ocorrências anti-sociais:

    1) A Síndrome do Narcisismo Maligno, representando o Psicopata cuja eventual causa da sociopatia seria fruto do meio e de elementos psicodinâmicos. Aqui a conduta anti-social tem origem no Narcisismo Maligno, há incapacidade em estabelecer relações que não sejam exploradoras, não existe capacidade de identificar valores morais, não existe capacidade de compromisso com os outros e não há sentimentos de culpa;

    2) A Estrutura Anti-Social Propriamente Dita. Aqui o quadro é basiacamente o mesmo da anterior, ou seja, também se manifestam condutas anti-sociais mas não há o fenômeno do Narcisismo Maligno. Há também incapacidade de relações não exploradoras, incapacidade de identificação dos valores morais, incapacidade de compromisso com outros e incapacidade de sentimentos de culpa.

    3) A Personalidade Narcisística com Conduta Anti-social. Além da conduta anti-social existe uma estrutura narcisística. Não há Narcisismo Maligno, há igualmente incapacidade de relações não exploradoras, incapacidade de identificar valores morais, incapacidade de compromisso com os outros, porém, existe capacidade de sentimento de culpa (Kernberg, 1988).

    Principais Sintomas
    1. – Encanto superficial e manipulação
    Nem todos psicopatas são encantadores, mas é expressivo o grupo deles que utilizam o encanto pessoal e, conseqüentemente capacidade de manipulação de pessoas, como meio de sobrevivência social.

    Através do encanto superficial o psicopata acaba coisificando as pessoas, ele as usa e quando não o servem mais, descarta-as, tal como uma coisa ou uma ferramenta usada. Talvez seja esse processo de coisificação a chave para compreendermos a absoluta falta de sentimentos do psicopata para com seus semelhantes ou para com os sentimentos de seu semelhante. Transformando seu semelhante numa coisa, ela deixa de ser seu semelhante.

    O encanto, a sedução e a manipulação são fenômenos que se sucedem no psicopata. Partindo do princípio de que não se pode manipular alguém que não se deixe manipular, só será possível manipular alguém se esse alguém foi antes seduzido.

    2. – Mentiras sistemáticas e Comportamento fantasioso.
    Embora qualquer pessoa possa mentir, temos de distinguir a mentira banal da mentira psicopática. O psicopata utiliza a mentira como uma ferramenta de trabalho. Normalmente está tão treinado e habilitado a mentir que é difícil captar quando mente. Ele mente olhando nos olhos e com atitude completamente neutra e relaxada.

    O psicopata não mente circunstancialmente ou esporadicamente para conseguir safar-se de alguma situação. Ele sabe que está mentindo, não se importa, não tem vergonha ou arrependimento, nem sequer sente desprazer quando mente. E mente, muitas vezes, sem nenhuma justificativa ou motivo.

    Normalmente o psicopata diz o que convém e o que se espera para aquela circunstância. Ele pode mentir com a palavra ou com o corpo, quando simula e teatraliza situações vantajosas para ele, podendo fazer-se arrependido, ofendido, magoado, simulando tentativas de suicídio, etc.

    É comum que o psicopata priorize algumas fantasias sobre circunstâncias reais. Isso porque sua personalidade é narcisística, quer ser admirado, quer ser o mais rico, mais bonito, melhor vestido. Assim, ele tenta adaptar a realidade à sua imaginação, à seu personagem do momento, de acordo com a circunstância e com sua personalidade é narcisística. Esse indivíduo pode converter-se no personagem que sua imaginação cria como adequada para atuar no meio com sucesso, propondo a todos a sensação de que estão, de fato, em frente a um personagem verdadeiro.

    3. – Ausência de Sentimentos Afetuosos
    Desde criança se observa, no psicopata, um acentuado desapego aos sentimentos e um caráter dissimulado. Essa pessoa não manifesta nenhuma inclinação ou sensibilidade por nada e mantém-se normalmente indiferente aos sentimentos alheios.

    Os laços sentimentais habituais entre familiares não existem nos psicopatas. Além disso, eles têm grande dificuldade para entender os sentimentos dos outros mas, havendo interesse próprio, podem dissimular esses sentimentos socialmente desejáveis. Na realidade são pessoas extremamente frias, do ponto de vista emocional.

    4. – Amoralidade
    Os psicopatas são portadores de grande insensibilidade moral, faltando-lhes totalmente juízo e consciência morais, bem como noção de ética.

    5. – Impulsividade
    Também por debilidade do Superego e por insensibilidade moral, o psicopata não tem freios eficientes à sua impulsividade. A ausência de sentimentos éticos e altruístas, unidos à falta de sentimentos morais, impulsiona o psicopata a cometer brutalidades, crueldades e crimes.

    Essa impulsividade reflete também um baixo limiar de tolerância às frustrações, refletindo-se na desproporção entre os estímulos e as respostas, ou seja, respondendo de forma exagerada diante de estímulos mínimos e triviais. Por outro lado, os defeitos de caráter costumam fazer com que o psicopata demonstre uma absoluta falta de reação frente a estímulos importantes.

    6. – Incorregibilidade
    Dificilmente ou nunca o psicopata aceita os benefícios da reeducação, da advertência e da correção. Podem dissimular, como dissemos, durante algum tempo seu caráter torpe e anti-social, entretanto, na primeira oportunidade voltam à tona com as falcatruas de praxe.

    7. – Falta de Adaptação Social
    Já nos primeiros contatos sociais o psicopata, desde criança, manifiesta uma certa crueldade e tendência a atividades delituosas. A adaptação social também fica comprometida, tendo em vista a tendência acentuada do psicopata ao egocentrismo e egoísmo, características estas percebidas pelos demais e responsável pelas dificuldades de sociabilidade.

    Mesmo no meio familiar o psicopata tem dificuldades de adaptação. Durante o período escolar tornam-se detestáveis tanto pelos professores quanto pelos colegas, embora possam dissimular seu caráter sociopático durante algum tempo. Nos empregos a inconstância é a característica principal.

    Personalidade Psicopática, Sociopata, Personalidade Anti-social ou Dissocial ?
    Alguns autores não vêem como sinônimo, a Personalidade Psicopática e a Personalidade Anti-social. A Personalidade Anti-social, segundo os autores que a diferenciam da psicopática, se constitui num caso mais franco, declarado e aberto de anomalias no relacionamento, ou seja, menos dissimulado e teatral que a psicopática. Essas pessoas costumam ser mais impetuosas, contestam com mais franqueza as normas sociais, criam mais transtornos e animosidades com os demais e, por fim, estão mais associados aos fatores de criminalidade que os psicopatas.

    De acordo com essa visão, os psicopatas costumam ser até mais perigosos que os sociopatas, tendo em vista sua maneira dissimulada de ocultar a índole contraventora. Os sociopatas atentam contra as normas sociais mais abertamente que os psicopatas.

    Para nós, e creio que academicamente também, será benéfico tomar o sociopata e o psicopata como a mesma ocorrência. O DSM.IV chama esses casos de Personalidades Anti-sociais e a CID.10 de Personalidades Dissociais, ambos afastando-se da denominação Psicopata. Isso se deve, exclusivamente, à natureza etimológica da palavra. Por uma questão de coerência, assim como a cardiopatia significa qualquer patologia que acontece sobre o coração, o termo psicopatia deveria referir-se a qualquer patologia psíquica. Portanto não é correto, etimologicamente, chamar de psicopatas apenas os sociopatas. (Veja esses transtornos no DSM.IV e na CID.10 como Personalidade Dissocial).

    F
    Eloqüência
    2
    1
    0
    1
    Encanto e simpatia superficiais

    1
    Sensação de grandiosidade

    1
    Mentiras patológicas

    1
    Autoridade e mando

    1
    Manipulação

    1
    Falta de arrependimento e culpa

    1
    Afetos superficiais

    1
    Instabilidade emocional

    1
    Falta de empatia para com os outros

    1
    Não aceita responsabilidade por suas ações

    2
    Necessidade de estimulação continuada

    2
    Tendência ao Aborrecimento

    2
    Estilo de vida parasita

    2
    Poiuco controle da conduta

    2
    Problemas de conduta precoce

    2
    Falta de metas realistas

    2
    Impulsividade

    2
    Irrsponsabilidade Delinqüência juvenil

    TOTAL

    Pontuação:
    Os traços são separados em duas categorias; F1 e F2, sendo:
    F1= Traços centrais da psicopatia.
    F2= Traços de instabilidade.
    Valoração:
    – 2 Pontos: quando a conduta do sujeito é consistente e se ajusta à intenção do item.
    – 1 Ponto: a conduta do sujeito se ajusta em certa medida mas não no grau suficiente para pontuar 2. Existem dúvidas, conflitos na informação que não podem resolver-se a favor da pontuação 2, nem tampouco em 0.
    – 0 Ponto: o item não se aplica. O sujeito não mostra o traço ou a conduta na questão que propõe o item.

    Conclusão:
    0-20: normal.
    21-30: grupo médio.
    31 o mais: psicopata.
    Responder Comentar

  13. Meu Deus do céu!!! Essas pessoas estão totalmente fora do contexto. Isso tem um nome, e se chama JUDAIZANTE; práticas já deportadas por Cristo e que as pessoas ainda insistem em praticar.E isso que dá não ler a bíblia e ficar a mercê de líderes mesquinhos e avrentos.

  14. Será que vão revistar o Macedo? a propósito vcs sabiam que o Macedo declarou que andava armado antes de se tornar milionário, agora o aparato de seguranças armados até os dentes dispensa que ele ande armado, mas antes da fama ele era um portador de arma de fogo.

    • “Andava com um revólver calibre 38 escondido no púlpito enquanto pregava.”

      Coitados dos fieis se fosse em sua direção de forma suspeita.

      Iriam levar chumbo ungido. kkkkkkkk

    • Eu acho que era para segurança própria do que se arrecadava de dizimo e ofertas na época Edson, quem se aventurasse a querer roubar o que era arrecadado levava bala do pistoleiro pastor Macedo rsrsrsrs. Esse negócio de fechar os olhos para “”abençoar”” o que é arrecadado nunca me enganou.

  15. Vcs falam do que não conhecem, pois dinheiro e papel e não há dinheiro no mundo que traga a cura, a transformação, a paz interior e o principal a salvação. Cheguei na Universal a beira da morte e fui curado sem pagar um centavo pela minha cura, dou minhas ofertas e meus dízimos pois são bíblicos, porem nunca fui obrigado a dar e nunca fui constragido por não ter. O pai de santo exige ofertas oro seu Exu, os padres pros seus santos e na igreja evangélica dar oferta é um crime,é dar dinheiro oro Bispo Macedo,quanta ignorância. O ultimo livro do Bispo Macedo bateu recordes mundiais de venda, ou seja ele não precisa da oferta pra nada e tem mais, quem mais se beneficia com a oferta é o próprio ofertante pois há uma promessa bíblica que diz que Deus ama quem da com alegria e honra aos que te honram seja com dízimos,ofertas, vida separada do pecado e tudo mais. Quanto ao Templo de Salomão só estando lá pra verem o quão glorioso é estar ali. Como a bíblia relata é um lugar de extrema adoração a Deus e se faz necessário esse procedimento,pois em lugar de adorar a Deus não é lugar de se tirar fotos,ficar falando ao celular enfim.

    Deus os Abençoe!

  16. Se vc tiver uma mala de dinheiro pode entrar com louvor….absurdo isso ai….cade a liberdade na casa de Deus…duvido que esse macedo vai ser revistado….#ridiculo

    • Esse é a real intenção da IURd, se não arrecadar e não cumprir metas é jogado para as igrejotas das periferias, é a isso aqui que mostra nesse vídeo que são submetidos os pastores que não cumprirem a meta de arrecadação pré determinada.E repare que o camarada diz claramente que tem ordem e o aval do Macedo para punir quem não cumprir a meta, ou dá ou desce, senão é jogado para as igrejinhas que não arrecadam nada.

      • “é jogado para as igrejinhas que não arrecadam nada.”

        Ai ta a prova como eles tratam os pobres de periferia que não tem nada a oferecer.

        São locais de castigos para paxtoris que não cumpri metas.

        Universal não mais que uma empresa com fins lucrativas.

    • Dinheiro sempre será muito bem aceito na iurd… Se o deus da iurd não aceitar o seu dinheiro como “sacrifício” perfeito, pode ter certeza que a iurd aceitará o seu dinheiro sempre!!!

  17. “Universal cobra ingresso de templo

    Entrar no Templo de Salomão, obra da Igreja Universal do Reino de Deus que será inaugurada em 31 de julho, não é para qualquer um. O templo, que tem capacidade para 10 mil pessoas, no Brás (região central de SP), só poderá ser visitado por quem é convidado ou se fizer parte de uma das caravanas organizadas pela Universal.

    Há ingressos à venda nas igrejas – sair de ônibus do centro custa R$ 45. O lote de agosto está quase esgotado. Até 2015, apenas convidados e integrantes das caravanas poderão visitar o templo.”

    FONTE: agora são paulo (17/07/2014)

    Comentário:

    Agora, façam as contas, tomando por base os R$ 45,00 de quem sai do centro sp vezes 10 mil que é capacidade do templo do macedão…

    R$ 45,00 x 10000 = R$ 450.000 (450 mil reais)

    Ou seja, cada “culto” já de cara vai render, só de pagamento pela entrada, tomando por base o minimo de 45 reais por incauto, 450 mil ao macedo!!!

    Agora, os defensores dessa heresia dizem que o pagamento é por causa do ônibus e não para entrar no templo do macedão… mas pagar 45 reais pra ir do centro de sp até o brás, que são bairros praticamente vizinhos, um trajeto de cerca de apenas 4 km, é evidente que a entrada no templo do macedão está sendo cobrada disfarçadamente…

    É para cumprir as escrituras mesmo!!!

    ” também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.” (2pedro 2:3)

  18. Só gostaria de saber se Deus deixou o rei Davi construir o templo, sabem porque pois Davi tava com sua mãos sujas der sangue e não poderia construir, pois ai deixou para Salomão seu filho. Eu acho que isso é só para se engrandecer, apenas isso.
    Templo de Salomão só existiu UM, e mais nada. Quem construiu esse Templo?
    Será que no verdadeiro Templo de Salomão tinha esse tipo de revista também?
    To revoltado dono de uma emissora de televisão que passa coisas indecentes que dá um de Santo. Nem filme evangélico passa na Record, a globo que é a globo passa filmes evangélicos.
    Jesus precisa voltar logo para acabar com tudo isso.

  19. Povo de Deus,

    Assim diz o Senhor Deus,

    Eu seu Deus abito sim em cada um de vocês que me obedecem e aceitam o meu filho como Senhor e Salvador da vida de cada um de vocês, Meu nome é eu SOU e não abito em templos feitos por homens, não aceito este templo como presente de homens que dizem estar apascentando meu povo e na verdade são como lobos tirando a lâ das minhas ovelhinhas.

    Se arrependam e peçam pêrdao, misericórdia, piedade em nome do meu amado filho Jesus Cristo e eu voltarei para vocês.

    Senhor Deus, Abençoe a Cidade de Jerusalém e todo o povo e toda terra de Israel em nome de Jesus Cristo .

    Amem, Aleluia, Gloria Deus !!!!!!!

  20. O pregador aqui expressa “suas descobertas” a proporção que estuda cada vez mais a carta aos Romanos.
    Podemos perceber isto com suas próprias palavras onde ele diz:
    “Cada vez que estudo este capitulo 8 de Romanos estou mais convencido” . Ele trata de um convencimento pessoal mais ja o transmite em suas pregações como uma verdade conturdente.
    Incrivelmente se suas descobertas são completamente pessoais, e não sofre a influencia de nenhum lider universalista, ela no entanto tem uma cara estampada e vívida desta doutrina; a qual defende que ninguém ira para o inferno que o amor de D’EUS é tão ilimitado e imenso que não resultará na condenação da raça humana. Segue-se a pergunta: quem estará deveras confundido este pregador que defende suas “novas descobertas” de que ninguém será condenado, ou Jesus que em algum momento do seu ministério fez uma alusão tal como a de Lucas 16.20-31 . “E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.
    E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.” Lc 16.23-24”
    ( leia o texto completo)
    estaria JESUS em um momento de confusão mental quando fez tal alusão?
    Se por ventura alguém entende que confundido estava Jesus com tais apreciações, eu já fiz minha opção fico com JESUS. E voce? Cuidado com os falsos pregadores mencionadas em Mateus 24.11 JESUS afirmou que seriam emergentes nos ultimos dias.
    #escolabiblicashema

  21. Por que o ajuntamento de pessoas nos templos da IURD se chamam “reunião”?
    Na maioria das igrejas isso se chama “culto”.
    Porque lá não se cultua nada.
    É reunião mesmo, de preferência pessoas com muito $$$$.

DEIXE UMA RESPOSTA