Igreja Universal é condenada a pagar multa de R$ 33 milhões por demolir imóveis tombados pelo patrimônio histórico

146

A Igreja Universal do Reino de Deus foi condenada pela Justiça de Minas Gerais a pagar multa de R$ 33 milhões por demolir imóveis tombados pelo patrimônio histórico de Belo Horizonte durante obras de ampliação da Catedral da Fé na capital mineira. A ação civil pública contra a Universal foi movida pelo Ministério Público Estadual, depois que a igreja demoliu três casas da Rua Aimorés, região considerada nobre em Belo Horizonte.

Em 2004, a igreja entrou com pedido de demolição junto à prefeitura, que apresentou parecer técnico contrário ao pedido da Universal. Em agosto de 2005, ignorando as recomendações da prefeitura, os responsáveis pela obra demoliram as três casas.

Entretanto, nessa fase os imóveis já estavam em processo de tombamento e posteriormente, mesmo demolidos, os imóveis foram tombados integralmente. A justificativa da perícia era que os imóveis possuíam grande valor histórico, cultural e arquitetônico por serem casarões da década de 1940.

A decisão da juíza da 34ª Vara Cível da Capital, Maria Aparecida Consentino Agostini, determina que a Universal construa um memorial em alusão às casas que foram derrubadas, preservando a área de jardim que existia originalmente, além do pagamento de R$ 15 milhões de indenização por danos morais coletivos, que privaram a sociedade de usufruir da conjuntura arquitetônica dos imóveis e outros R$ 18,7 milhões por danos patrimoniais.


Em sua defesa, a Igreja Universal alegou que antes da demolição os imóveis ainda não haviam sido tombados, e que o estado de conservação era péssimo, além de não haverem fatos históricos ligados aos casarões.

Segundo o site TJMG, a juíza discordou da defesa da Universal e afirmou em sua sentença – de primeira instância –  que a preservação do patrimônio histórico segue diversas linhas: “Não há dúvida de que houve ofensa aos sentimentos/valores da população local, ou seja, foi ofendida uma coletividade. A indenização pelos danos patrimoniais, ante a sua gravidade e repercussão social, não pode ser fixada somente observando-se valor apurado pela perícia, uma vez que o montante ali estipulado cuidou de observar apenas o ‘corpo físico’, ou seja, o valor venal do imóvel”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

146 COMENTÁRIOS

      • clamando

        aonde que diz na bíblia que a congregação está isenta de ter de cumprir a lei dos homens? Se os órgãos publicos afirmam que tal local não é para construir, então a congregação deve respeitar a lei.

        Depois que é multada, vai dizer que o diabo se levantou contra a igreja, que a culpa é da globo, que o capeta tá furioso… nada a ver… é só mais desculpa para os lideres esconderem a rebeldia deles perante o poder publico que não permitia que se fizesse algo naquele local.

        Romanos 13:1 Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.

        Romanos 13:2 De modo que aquele que se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação.

        Romanos 13:3 Porque os magistrados não são para temor, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade? Faze o bem e terás louvor dela,

        Romanos 13:4 visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizeres o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal.

        • O satrdusts e muito interessante vc dizer que os homens devem estar sujeitos as autoridade, é eu até concordo com isso pois é biblico.
          É A IURD NUNCA DISSE QUE NÃO IRIA PAGAR, apesar de caber o direito a ela de recorrer ainda ao federal em brasília pois ainda temos esse direito e com certeza irão usar desse direito.
          E SE DEPOIS DE TUDO FOR DECRETADO QUE TEM QUE PAGAR Pode ter certeza que a iurd ira pagar, mesmo porque isso não será dificuldade alguma pois CREMOS NO SENHOR JESUS DE FATO E DE VERDADE.
          Veja que certa vez foram COBRAR IMPOSTOS A JESUS, é o proprio JESUS sabendo que não era licito cobrarem dele impostos ele disse:

          Mas, para que os não escandalizemos, vai ao mar, lança o anzol, tira o primeiro peixe que subir, e abrindo-lhe a boca, encontrarás um estáter; toma-o, e dá-o por mim e por ti…

          PODE TER CERTEZA QUE DEUS VAI ABENÇOAR UMA PESSOA QUE ELA VAI SUPRIR TODAS AS NECESSIDADES DA OBRA, É A MULTA SERÁ PAGA.
          POIS A UNIVERSAL JAMAIS VAI ESCANDALIZAR JESUS POR FALTA DE PAGAMENTOS DE SEUS DEVERES…

          São vcs que se escandaliza na gente , como no passado as pessoas se escandalizavam com JESUS.
          3 Não é este o carpinteiro, filho de Maria, e irmão de Tiago, e de José, e de Judas e de Simão? e não estão aqui conosco suas irmãs? E escandalizavam-se nele…
          vcs SEMPRE SE ESCANDALIZAM COM A FÉ USADA POR NÓS.
          Mas isso é porque vcs são carnais …

          AGORA O INTERESSANTE E VC DIZER QUE TEM QUE SER SUJEITO A AUTORIDADES E AINDA USA VERSÍCULOS BIBLICOS .
          Mas vc mesmo NÃO SE SUJEITA NEM AS AUTORIDADES ECLESIÁSTICAS, Visto que vc é um desigrejado que não se sujeitar a autoridade eclesiástica.

          VAI SE CONVERTER ANTES QUE ACONTEÇA OUTRA DESGRAÇA COM VC E ai vc vai vir novamente com a cara de santo pedindo perdão para todo mundo até para os cachorrinhos vc pediu perdão quando viu a sua vô pela greta, FICOU COM MEDO DE MORRER E SE DESESPEROU.
          ACORDA E SE CONVERTA ANTES QUE SEJA TARDE.

          • vai arrebentar

            Afinal, o que é se converter para vc?

            É ir num templo físico, dar dízimo em dinheiro, fazer sacrifícios em dinheiro, ficar falando girias como: ” isso é forte, tá ligado, vai arrebentar ” , na época de eleição votar nos candidatos indicados pela liderança, e odiar a rede globo?

            A sua religião eu dispenso. Creio em Jesus e isso é mais que suficiente.

          • A principal característica de um convertido é a humildade,
            coisa que vc não tem , pois vc é soberbo pois se acha auto suficiente e não se submete a autoridade eclesiástica.
            NÃO É FIEL NOS DIZIMOS POR ACHAR QUE TODO PASTOR É LADRÃO E ACHA QUE VC E UM SANTO.

            Não se submete a autoridade pois acha que sabe mais que todo mundo.

            PELO MENOS VC SABE O QUE É SOBERBO?

            O convertido coloca DEUS em primeiro lugar e aceita a sua palavra é a obedece sem questionar, porque o espirito SANTO DIRIGE ELE.
            A BÍBLIA É CLARA:
            HORA AO SENHOR COM OS TEUS BENS E COM AS PRIMÍCIAS DE TODA A SUA RENDA.
            E DEUS AINDA DIZ: SE EU SOU O PAI A ONDE ESTA A MINHA HONRA? E SE EU SOU O SENHOR A ONDE ESTA O RESPEITO PARA COMIGO?

            O convertido, se mostra no caráter de fidelidade e compromisso.
            coisa essa que vc ja mostrou que não tem, pois não aceita autoridade eclesiástica. MESMO SABENDO QUE A BÍBLIA DIZ:

            Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.

            Não deixando de congregar, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia.

            MESMO VC sabendo que isso esta na biblia vc não aceita pois vc é soberbo.

            A CONVERSÃO QUE EU DIGO NADA TEM HAVER COM. Jargões, usos e costumes, curas, milagres, resultados financeiros, ou no quanto sabe da bíblia.

            A CONVERSÃO verdadeira se mostra principalmente na
            HUMILDADE, TEMOR COM AS COISAS DE DEUS, SINCERIDADE, FIDELIDADE, AMOR AO PRÓXIMO, E ACIMA DE TUDO HONRAR A DEUS EM PRIMEIRO LUGAR, EM TUDO QUE FAZEMOS.

            Essas coisas quando a pessoa morrer ela vai levar junto com ela.
            Quem rouba a DEUS aqui certamente vai querer rouba-lo do outro lado.
            Quem não aceita autoridade constituída por ele aqui, certamente não aceitará do outro lado.
            que não tem temor com suas coisas aqui, certamente não terá do outro lado.
            quem não o honra aqui, certamente não o honrará do lado de lá.

            POR ISSO QUE A PORTA É ESTREITA.

          • arrebentar

            Como sempre… distorcendo os fatos… mas pra quem tem a audácia de distorcer a bíblia, distorcer o que eu falo é coisa fácil demais.

            eu não dou dízimo por causa que eu acho que pastores roubam… eu não dou dízimo pq sei que isso não é mandamento para os cristãos, sei porque leio a bíblia que dízimo nunca foi dinheiro e portanto, não tem nada a ver com o que ensinam por aí.

            sobre pastores, nem todos são desonestos. Há pastores muito bons, comprometidos com a vdd. eu mesmo já divulguei videos do youtube com alguns deles pregando a verdade. inclusive, aqui vai mais uma vez um video de um pastor sincero que fala a verdade sobre dízimos:

            http://youtu.be/ftc9xFJJIcY

          • A onde eu destorci a biblia?
            quando eu disse que temos que obedecer as autoridades eclesiasticas? coisa que vc não admite fazer.
            quando eu disse que temos que congregar?
            coisa que vc não aceita fazer..
            e ainda mostrei os textos biblicos referente a isso.

            Quanto a esse guru que vc arrumou HAHAHAHA.
            O cara e tão fraco que disse que JESUS viveu debaixo da lei KKKKK
            O proprio apostolo paulo disse: OS QUE SÃO GUIADOS PELO ESPIRITO NÃO ESTÃO DEBAIXO DA LEI.
            Ora se JESUS era guiado pelo Espirito logo ele não estava debaixo da lei.
            MAS O SEU GURU PARA DEFENDER SUAS TESES FRACAS DISSE QUE JESUS VIVEU DEBAIXO DA LEI…

            Com respeito a dizimos, vc não devolve porque vc nunca teve um encontro com DEUS de verdade.
            POIS A ATITUDE DE SER DIZIMISTA, NÃO DESRESPEITO A DINHEIRO SIMPLESMENTE , MAS A HONRAR E RESPEITAR O SENHOR JESUS QUE COMPROU TODAS AS ALMAS COM SEU SANGUE.

            Quem não é convertido jamais vai aceitar devolver dizimos, pois vcs dão apenas uma ofertinha miseravél para desencargo de consciência.

            Pois a pessoa que é apenas ofertante jamais oferta mais de 10% ao mês e isso e comprovado.
            Por exemplo a pessoa que ganha 10.000 por mês não da 1.000 de oferta, nem a que ganha 1.000 consegue dar 100 de oferta.
            sempre dão menos.
            AGORA IMAGINE O QUANTO VC SÃO AVARENTOS E HIPOCRITAS.
            Vivem dizendo que amam JESUS, que ele é seu tudo seu salvador etc etc etc.
            MAS NÃO TEM CORAGEM DE OFERTAR NEM 10% DE SUAS RENDAS A ELE…
            Quanto que o povo do passado davam tudo, vendiam casas, bens, terrenos etc. davam muito mais do que 10%.
            veja o caso de barnabe e outros como zaqueu, a mulher do perfume, etc.
            ELES DERAM MUITO MAIS DO QUE 10% PORQUE REALMENTE QUERIAM HONRAR A DEUS…

            Vc stardust é hipocrita.
            por isso passou mal no dia em que veio zombar aqui que comprou pernil com dizimos no sábado…

            mas mesmo assim vc acha que é coisa do acaso.
            MAS DE DEUS NÃO SE ZOMBA.
            VC NÃO TEM VIDA PARA PROVAR QUE NENHUMA DE SUAS TESES SÃO VERDADEIRAS.
            VC É SO BLA BLA BLA BLA.
            E ai arruma outro guru, pois esse ai e muito fraco.

          • arrebentar

            ora, vc já esqueceu que ontem mesmo vc nos trouxe mais uma de suas “pérolas” ?

            Artigo: A teologia da prosperidade está machucando a África”, diz missionário no continente, que lamenta distorções no Evangelho

            vai arrebentar disse: ““Vc não sabia que DAR AOS POBRES era uma expressão idiomática, que se usava quando as pessoas doavam seus bens para a obra de DEUS?…Ora DAR aos pobres significava colocar a disposição daqueles que faziam a obra de DEUS.”

            Agora veja a minha correção a mais essa distorção que vc fez da bíblia:

            “STARDUST disse: 19 de novembro de 2013 ás 11:44 pm

            Arrebentar

            Essa foi boa. ri muito quando eu li… então a desculpa esfarrapada agora é que “dar aos pobres” era uma expressão idiomática que significava ” dar aos discípulos ” ?

            vc diz: “Ora DAR aos pobres significava colocar a disposição daqueles que faziam a obra de DEUS.”

            Vamos deixar que a própria bíblia desminta o que vc está distorcendo?

            “Não havia, pois, entre eles necessitado algum; porque todos os que possuíam herdades ou casas, vendendo-as, traziam o preço do que fora vendido, e o depositavam aos pés dos apóstolos.e depositavam aos pés dos apóstolos; então, se distribuía a qualquer um à medida que alguém tinha necessidade.” (Atos 4:34-35)

            repare que nesse texto, os cristãos realmente davam suas ofertas aos apóstolos ( segundo vc, davam aos pobres ), mas repare que logo que recebiam, os apóstolos, distribuiam aos que tinham necessidade, ou seja AOS POBRES…

            SERÁ QUE DEPOIS DE RECEBEREM AS OFERTAS, OS APÓSTOLOS DISTRIBUIAM O QUE RECEBIAM PARA SI MESMOS? ELES DAVAM PARA SI MESMOS? PQ FARIAM ISSO, SE JÁ ESTAVAM COM A OFERTA?

            logicamente, eles davam aos pobres o que recebiam, e assim não haviam necessitados entre eles.

            então, “dar aos pobres” significa o seguinte: DAR AOS POBRES!

            Arrebentar, não adianta distorcer a bíblia… vc sabe que aqui no site, ninguém te leva a sério.”

            E veja, que nem os ateus estão te levando a sério:

            ” Ateu e atoa disse: 20 de novembro de 2013 ás 1:09 am

            Stardust, mas fazendo essas revelações vc VAI ARREBENTAR com o negócio lucrativo do Vai arrebentar.

            não pode contar a verdade pro povo, do contrário eles vão exigir que os “bi$po$” façam igual aos apóstolos e distribuam o dinheiro para os verdadeiros pobres, e ai como fica o sustento das familias dos Bi$po$?

            DAR AOS POBRES É O MESMO QUE DAR AOS SACERDOTES PARA ESTES DEPOIS DAREM AOS POBRES KKKKKKK essa foi muito boa kkkkkkkkkk”

            Sobre estar debaixo de uma autoridade espiritual e o congregar-se, falo a respeito no artigo: “Paulo Maluf afirma ter certeza de que “quando for prestar contas, Deus vai ficar contente”, e lá, fica evidente que não é nada disso que vc está falando que eu defendo. O jeann inclusive é testemunha, pois foi para ele que eu falei sobre esses 2 temas.

            sobre dízimo, até a anny, declaradamente atéia, até mesmo ela, já disse aqui no site que o dízimo era somente alimentos e que era obrigatório somente ao povo judeu.

            Se um ateu sabe responder biblicamente o que foi o dízimo realmente no relato bíblico, quanto mais uma pessoa que diz que serve a Deus deveria saber mais ainda!

            Já falei para vc provar na bíblia que dízimo é dinheiro, me mostrar ao menos um seguidor de Cristo dando dízimo, para que se comprove que a igreja primitiva tinha esse mandamento e o cumpria, mas vc sempre foge do assunto. E vc sai fora da resposta pois sabe que não pode provar.

            ah, e Jesus sempre esteve debaixo da lei de moisés, pois está escrito na bíblia:

            ” Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, NASCIDO SOB A LEI” (galatas 4:4)

            ora, se Jesus não estivesse debaixo da lei, porque Ele disse que veio para cumpri-la?

            ” Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.” (Mateus 5:17)

            bom, arrebentar, mais uma vez, como de costume, suas teorias cairam por terra, e foi só abrir a Palavra de Deus.

          • MAS VC NÃO EXPLICOU QUAL ERA O INTERESSE DE JUDAS NA MULHER VENDER O PERFUME e ajudar aos pobres?
            sendo que a própria bíblia diz que na verdade ele não estava preocupado com os pobres mas era ladrão e ROUBAVA O QUE COLOCAVA NA SACOLA…

            Se a ajuda aos pobres não vinha para a sua bolsa como ele iria roubar-la?
            vc pode explicar?

            e OUTRA JESUS VIVEU DEBAIXO DA LEI ATÉ OS TRINTA ANOS.
            Depois disso quando ele foi batizado com o ESPIRITO SANTO, ELE passou a ser guiado pelo ESPIRITO, E NÃO MAIS ESTAVA DEBAIXO DA LEI.
            ELE PASSOU A SER A PRÓPRIA LEI.
            Por isso ele curou no sábado, por isso ele mandou o paralitico carregar a leito no dia de sábado coisa que era proibido fazer aos sábados.
            Assim diz o Senhor: Guardai as vossas almas, e não tragais cargas no dia de sábado, nem as introduzais pelas portas de Jerusalém;

            Ora se JESUS estivesse debaixo da lei ele jamais poderia mandar alguém carregar leito no sábado. pois estaria indo contra a lei e cometendo pecado.
            MAS COMO JESUS ERA A PRÓPRIA LEI DE DEUS EM CARNE.
            COMO DIZ JOÃO- E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.

            COMO JESUS ESTARIA DEBAIXO DA LEI SE ELE ERA A PRÓPRIA LEI?
            é por isso que ele tinha autoridade até para perdoar pecados mesmo ates de ter morrido na cruz.
            Pois é a lei que revela o pecado.
            é também o perdão e decretado pela lei.
            SENDO ASSIM A PRÓPRIA LEI QUE SE FEZ CARNE, APAGOU OS PECADOS DOS QUE CREEM, Na cruz do calvário.

            HOJE OS QUE SÃO GUIADOS PELO ESPIRITO VIVEM NA LEI DA FÉ.
            Pois esta escrito: O MEU JUSTO VIVERÁ PELA FÉ.
            Não esta dizendo o ladrão, e sim o JUSTO.
            COMO A PESSOA VAI SE DIZER JUSTA ROUBANDO DO PRÓPRIO DEUS?

            mas como disse JESUS: A sabedoria é justificada pelas obras.
            MAS A ONDE ESTÃO AS SUAS? E AS OBRAS DO SEU GURU?

          • Arrebentar

            como vc quer que eu responda as suas perguntas, se vc se recusa a responder as minhas? porque vc foge tanto assim?

            Responda logo, aonde que se vê na bíblia um seguidor de Cristo dando dízimo?

            Eu sei o pq vc foge de dar a resposta e fica enrolando, enrolando , enrolando, criando outras perguntas, distorcendo a bíblia mais e mais…

            Mas responda a minha simples pergunta: Aonde tem na bíblia um cristão dando dízimo?

            Vai continuar fugindo da resposta, vai?

          • TODOS OS SEGUIDORES DE JESUS DERAM MAI DO QUE 10%
            Para ele.
            e vc da mais da mais de 10% para JESUS.

            ME RESPONDA SEM CORRER VC DA MAIS DE 10% DE SUA RENDA PARA JESUS?

          • arrebentar

            Como vc me faz perguntas, mas a que eu fiz faz tempo vc continua se esquivando e dando de desentendido?

            A pergunta que o arrebentar tem medo de responder é essa:

            ” Na bíblia, existe ao menos um seguidor de Jesus que deu dízimo? ”

            KKKKKK… essa pergunta sempre é um tropeço para os que defendem a heresia de dízimos para os cristãos… já mandei ela até para pastores, mas eles sequer respondem de volta…

            É para não se comprometer, não é?

          • “clamando disse: 8 de novembro de 2013 ás 8:54 am

            é verdade, alguns irmãos que são da minha relação pessoal me ligaram este dia , pedindo conselho de que fazer, imagine se dizer sai fora dela filho meu, seria como agredir a mim mesmo que COMI NESTA MESA POR 18 ANOS, dizer para ficar e se sujeitar, minha consciência me acusa, pedi uns dias mas ainda não respondi, estou sem saber o que fazer”

  1. puxa puxa puxa ai u macedotico vai arranca os cabelo do c de reiva so cururuis credo uma careca sem cabelo já num e bao uai imagina no oi de porco, Macedo vai vai fica lizinho parecendo cospeço de piru cururuis

    • Verdade. Receber multa não quer dizer que irao pagar, E’ pra isso que serve a bancada da IURD nos governos municipais e estaduais, os vereadores e deputados estaduais serão acionados e no final essa multa sera’ varrida pra debaixo do tapete, os casaroes com o tempo serão esquecidos e ficara’ tudo por isso mesmo.

  2. Gostaria aqui de pedir perdão ao Edson Souza,Mary,clamando,Paulo stardust.
    Me perdoem meus amigos por todas as ofensas que fiz principalmente ao Edson Souza.
    Fiz papel de moleque e Deus tem me cobrado uma retratação.
    Fiquem com Deus e espero que me perdoem.

  3. Vc se engana, baba ovo do sr burns.
    Eu não preciso de R$3 mil e sim de R$100 mil.

    Quer fazer essa doação já que vc é muito rico pela teologia da prosperidade?
    kkkkkkkkkkkkk
    Rico por causa da teologia do macedo. hauhauhau

    • Não te digas decepcionado com o teu próximo. Não lhe apontes os erros.
      Faze tu, de forma que não decepciones; nem te permitas erros.
      Não afirmes: – Agora é tarde!
      Não imponhas: – “Ficarei no meu posto, porquanto fui o ofendido!”
      Vai ao irmão que delinqüiu contra ti e pede-lhe desculpas.
      Quem dá o primeiro passo, chega antes ao termo do bem.
      Sob disfarce algum, não agasalhes o orgulho, nunca, pois que ele é o inimigo mais hábil prevenido contra o teu progresso espiritual.

    • oba eu to precisando de exatamentemente de 397000.00 e o que ta faltando pra eu comprar minha interculler zerada com 34 rodas se possível um volvo mas me contento com uma Scania também anda da pra comprar uma zerada completa por 700.000.00, esta faltando isso ai esta pequena quantiti de trezentos e noventa e sete mil de reais ufa to ferrado adadonde arrumo, oh e agora quem poderá me ajuda,

  4. O fato deles receberem uma multa não quer dizer que irão pagá-la, se não pagaram nem mesmo a multa de milhões que receberam da Receita Federal no final dos anos 90 devido a impostos sonegado em grandes envio de dólares para o exterior, o que provavelmente deve ter sido perdoada pelo governo do PT em troca de votos. A bancada política da IURD em Minas Gerais irá varrer essa multa pra debaixo do tapete, vão colocar mil advogados na causa para empurrar isso com a barriga por muito tempo até que os casarões sejam esquecidos e tudo acabar como sempre, metade calabresa metade muzarela.

  5. OS CASARÕES FORAM DEMOLIDOS NUMA MADRUGADA, NA CALADA DA NOITE, COMO AGEM OS CRIMINOSOS. A INDENIZAÇÃO É POUCA PARA ESTA $EITA,QUE VAI CURRAR SEUS CLIENTES-FIÉIS

      • edy

        Eu não ataquei ninguém. só postei um video do youtube onde um pastor fala a verdade sobre o dízimo. O Espírito Santo não me falou nada de não falar a verdade sobre o dízimo.

      • MAS DESDE QUANDO STARDUST TEM PALAVRA?

        KKKKK não é esse que fala que JESUS viveu debaixo da lei?
        kkkkkkkkk o stardust arruma outro esse ai e muiiiiiiiito fraco.
        ainda mais que JESUS disse:
        A SABEDORIA É JUSTIFICADA PELAS OBRAS. E a onde esta as obras desse ai?

        SEM FALAR QUE ELE É UM APROVEITADOR.
        Porque ensina as pessoas roubar o que é de DEUS.
        mas vive da oferta do povo.
        quer dizer, um pouquinho de um outro pouquinho de outro e ai a barriga dele enche.
        como se diz: de grão em grão a galinha enche o papo.
        ESSE AI AGEM ASSIM uma oferta pequena de um outra oferta pequena de outro ele se sustenta e engana todo mundo.
        ESSES SÃO PASTORES QUE APASCENTAM A SI MESMO, E NÃO ESTA NEM AI COM O QUE É DE DEUS.

        O DIZIMO QUE É DE DEUS ELE NÃO PEDE, E NEM ENSINA.
        MAS A oferta que é para ele esta não pode faltar.
        ESSES AI QUE SE APRESENTAM COM CARA DE COITADINHOS SÃO OS VERDADEIROS MERCENÁRIOS. ENGANAM todos com suas mensagens que os ouvidos dos crentes querem ouvir ..
        O QUE OS CRENTES GOSTAM DE OUVIR É ISSO.
        Eles amam as mensagem que dizem que eles não precisam tocar no bolso.

        MAS NÃO FOI ISSO QUE JESUS ENSINOU.

        • O PRÓPRIO JESUS ENSINOU QUE DEVEMOS DAR O DIZIMO.

          DEVÍEIS FAZEI ESTAS COISAS SEM OMITIR AQUELAS.
          Ou seja Praticar a justiça o amor a misericórdia, e não deixar de devolver os dízimos..

          MAS OS MERCENÁRIOS COMO ESSE AI NÃO SE PREOCUPAM COM O QUE É DE DEUS, somente com o que é deles.
          se encher a pança dele ja esta de bom tamanho…

          • arrebentar

            Jesus disse isso aos fariseus… Os fariseus, tal como Cristo estavam debaixo da lei de moisés, e por isso deveriam sim dizimar.

            Mas após o sacrifício de Cristo na cruz, a lei foi abolida, e quem crê no Sacrificio perfeito Dele, não está debaixo da lei de moisés, e portanto não precisa guardar sábado, nem dar dízimo, pois tudo que era da lei de moisés foi abolido. A lei de moisés foi abolida.

            E outra… somente os israelitas deveriam dar dízimo… vc consegue mostrar na bíblia alguém sem ser um israelita, dando dízimo? A biblia fala de outros povos, mas nunca vemos esses outros povos dando dízimo. E pq? dízimo era só para os israelitas!

            Graças a Deus muita gente que vem sido enganada com essa história de dízimo em dinheiro está sendo alertada da verdade. Quem crê em Jesus não precisa dar dízimo, pois dízimo nunca foi dinheiro!

          • A então quer dizer que depois do sacrifício de JESUS tudo que ele ensinou antes de morrer foi para o ralo?
            então temos que arrancar os quatro evangelhos da bíblia poie eles não tem nenhum valor.
            pois são todos ensinamentos de JESUS antes de ser crucificado.
            VEJA QUE SUAS TESES SÃO FURADAS.

            ORA ENTÃO PARA QUE JESUS DISSE:
            Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.
            LEIA DE NOVO: E VOS FARÁ LEMBRAR TUDO O QUE VOS TENHO DITO…

            Ora para que o espirito santo ira fazer as pessoas lembrar dos ensinamentos de JESUS antes de sua morte se eles não tem valor?
            e se eles foram apenas para os israelitas daqueles dias?

            ACORDA STARDUSJUSSARA,..
            O seu grande problema se chama: DINHEIRO DINHEIRO E DINHEIRO.
            VC quer servir a DEUS sem tocar no seu outro deus dinheiro.
            vc quer servir a DEUS sem por a mão no bolso.
            vc é hipocrita, e da mesma linhagem de judas.
            VC É COMO O JOVEM RICO.
            Faz tudo direitinho até quando não toca no seu dinheiro.
            mas quando toca nele ai vc vira as costa pra JESUS.
            DEIXA DE SER HIPOCRITA, VC esta indo a passos largos para o inferno por causa do seu amor ao dinheiro que nem tem…

            Toda Escritura É Inspirada Por Deus E Útil Para O Ensino, Para A Repreenção, Para A Correção, Para A Educação Na Justiça, A Fim De Que O Homem De Deus Seja Perfeito E Perfeitamente Habilitado Para Toda Boa Obra. (2 Timóteo 3 – 16,17)

            e veja QUE ELE NÃO ESTA FALANDO DAS CARTAS E MUITO MENOS DOS ESCRITOS DO EVANGELHO.
            Ele aqui esta se referindo aos escritos dos profetas, e do VT.
            Pois nessa epoca as cartas de paulo não eram considerada ainda como as escrituras…
            e nem havia a biblia como hoje…

            ACORDA STARDUST JUSSARA deixe de roubar a DEUS antes que te aconteça algo pior..

          • Jesus cumpriu a lei de moisés, mas depois de Sua morte, a lei estava cumprida. Jesus a cumpriu.

            Vc já viu algum seguidor de Cristo, após a Cruz, dando dízimo???

            Até quando vais fugir dessa simples pergunta?

        • arrebentar

          As ofertas são mencionadas aos cristãos no novo testamento. O ministério de Jesus recebia ofertas, assim como os apóstolos também recebiam ofertas.

          A diferença é que as ofertas recebidas eram revertidas aos pobres…

          dízimo é uma coisa e oferta é outra. Dízimo é alimento, e oferta pode ser alimento, roupa, e até mesmo dinheiro.

          Jesus viveu debaixo da lei, galatas 4:4 afirma expressamente isso.

          Agora, a biblia afirma também que muitos religiosos aproveitariam o desconhecimento do povo de Deus para lucrar:

          ” movidos por ganancia, farão comércio de vós…” ( 2pedro 2:3a )

          • O stardust vc da ofertas?
            responda ai a verdade vc da oferta?

            E AI SUAS OFERTAS ALCANÇA UM VALOR MENSAL ACIMA DE 10% DO QUE VC GANHA?

            Porque as ofertas do povo do passado eram bem acima de 10%…
            e as suas são acima de 10%?

            responda ai e não fuja.

          • arrebentar

            Como vc me faz perguntas, mas a que eu fiz faz tempo vc continua se esquivando e dando de desentendido?

            A pergunta que o arrebentar tem medo de responder é essa:

            ” Na bíblia, existe ao menos um seguidor de Jesus que deu dízimo? ”

            KKKKKK… essa pergunta sempre é um tropeço para os que defendem a heresia de dízimos para os cristãos… já mandei ela até para pastores, mas eles sequer respondem de volta…

            É para não se comprometer, não é?

          • Em qual seguimento humano que não existe ganância, meu caro.

            Aí se trata de uma exortação mais no campo da filosofia, não de uma ciência da desconfiança, da incredulidade.

            Meu caro, se o que é doado às igrejas na forma ou não de dízimo estivesse sendo usado para coisas ilícitas eu me calaria, mas não o caso, pode ser que até haja desvio para o bolso do pastor, aliás como o próprio Judas foi flagrado fazendo.

            Quer que isso, tá fazendo dum copo uma tempestade?

            Ficar discutindo que Cristo falou em prol do dízimo ou se de oferta?

            Meu caro, o dízimo era coisa oficial do judaísmo, se Ele tivesse pregado doações de dízimo não para a igreja(estado), sim para Ele, seria trucidado na hora, pois a natureza era tributária.

            Hoje o povo doa 28% ao estado, e mais dez por cento às igrejas, quem faz mais pelo povo, o Estado? Então porque não temos serviço público?

          • KKKKKK
            EU SOU CRISTÃO E DEVOLVO DÍZIMOS.
            TODOS OS QUE ESTAVAM NO PENTECOSTES tinham devolvido dizimos, EU JA LHE MOSTREI ISSO UMA CENTENA DE VEZES MAIS ME PARECE QUE VC E SURDO E BURRO..
            A festa de pentecoste era uma festa em que todos que compareciam a ela , compareciam para devolver seus dizimos e suas ofertas …
            E NINGUÉM PODERIA COMPARECER ALI DE MÃOS VAZIAS.
            ESTA escrito: NINGUÉM APAREÇA DIANTE DE MIM DE MÃOS VAZIAS…

            Sendo assim todos que estavam na festa do pentecostes tinham devolvido a DEUS seus dizimos e dados suas ofertas…

            e depois de honrar a DEUS, se reuniram no cenaculo, e ai veio a cumprimento da promessa.
            QUE DIZ : AO CUMPRIR SE O DIA DE PENTECOSTES ESTAVAM TODOS REUNIDOS NO MESMO LUGAR…
            Esses foram cristãos que devolveram dizimos e foram batizados no espirito santo…

            OU VC ACHA QUE ELES ESTAVAM ALI DESOBEDECENDO A ORDEM DE DEUS QUE DIZ: NINGUEM APARECERA DIANTE DE MIM DE MÃOS VAZIAS…
            E ai DEUS enviou seu espirito justamente sobre os desobedientes?
            KKKKKKK SO NA SUA CABEÇA DE MERCENÁRIO MESMO.

            Estardust cuidado vc ja quase morreu, por tocar no que é de DEUS e zombar dele..
            DEPOIS VC VAI VIR AQUI .
            Me perdoa , me perdoa ai vai bater o desespero….

          • arrebentar

            Mais uma vez vc usa uma distorção para comprovar que dízimos são para os cristãos… agora está usando o texto do pentecostes mencionado em atos para tentar provar que cristãos davam dízimos… vamos apontar alguns fatos que não encaixam:

            ” Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar” ( Atos 2:1 )

            O texto, de fácil compreensão afirma que eles apenas estavam reunidos num lugar, no dia de pentecostes ( a festa judaica da colheita ), o texto não afirma que eles estavam participando dessa festa.

            É a mesma coisa, nos dias atuais, se alguém dissesse:

            ” no dia da nossa senhora, estavam reunidos no mesmo lugar ”

            Ou seja, estavam num lugar, no dia que se comemora uma festividade católica, porém sem afirmar que eles estavam participando dessa festividade.

            Mesmo que porventura eles estivesse participando do pentecostes, a festa judaica da colheita vale lembrar que dízimo era somente frutos da terra e animais ( leviticos 27:30-32 ). E naquela época já existia dinheiro… Lembra das duas moedas da viúva pobre??? Afinal, o pentecostes era a festa judaica da colheita, então, nada a ver com dinheiro…

            em nenhum momento desse texto de atos, onde apenas é mencionado o dia de pentecostes, vemos a palavra dízimo, seja o dízimo verdadeiro, aquele entregue pelos israelitas e em alimentos, ou o falso dízimo da religião evangélica, para os cristãos e em dinheiro.

            Outra coisa importante de se mencionar é que o dízimo não era oferecido por todos os israelitas, pois era somente frutos da terra e animais. quem não tinha colheita, ou não tinha animais procriando, não precisava dar dízimo.

            Jesus é nosso maior exemplo… Ele deu exemplo de humildade ao lavar os pés dos discípulos, deu exemplo de perdão ao perdoar os que o feriam, deu exemplo de simplicidade ao subir para jerusalém num jumentinho emprestado, deu exemplo de preocupação com as pessoas ao não querer despedi-las pelo caminho após a pregação e eles tivessem fome…

            E aonde Jesus deu dízimo em dinheiro para que tivessemos esse exemplo???

            Mas antes de responder a essa questão, voltemos a pergunta que vc não respondeu direito:

            aonde vemos na bíblia um seguidor de Cristo dando dízimo???

            E pare de mentir… eu não tive nenhum problema por não entregar dízimo… ora, vc acha que eu não entrego isso que vcs dizem que é dízimo de pouco tempo pra cá? já faz um bom tempo, e nunca tive problemas com o ser mitológico chamado devorador, nunca fui parar no hospital por causa disso, nem deixei de sentir a presença de Deus comigo.

            Mas é compreensível vc espalhar essa mentira sobre a minha vida… afinal, o dízimo em dinheiro para cristãos é uma mentira mesmo, então mentir sobre a minha vida é fácil demais. Graças aos seus esforços, muita gente está aprendendo que realmente dízimo não tem lógica no cristianismo.

          • Tema de Roque Santeiro.. Mas vc não assiste novela então não deve saber… Eu era um noveleiro assumidissimo Hahahaha eu agora sou ex-noveleiro

          • Sim, a viúva Porcina era muito engraçada hahaha E o beato Salu tbm kkkkkk é verdade, antigamente havia novela boa como Vale Tudo que na época foi uma grande crítica social, hoje em dia as novelas são lixo e a inversão de valores é tanta que o público agora torce pelos vilões da estória e querem que a mocinha se ferre.

  6. Dizem que ser convertido é ter humildade, mais vejo a falta de humildade quando começa os julgamentos. Lideres de Igreja estão sem humildade e seus membros tbm.

  7. Resido numa capital que duas grandes redes de comércio destruíram dois cinemas, nunca houve reação alguma.

    Dois outros cinemas de rua são ocupados por igrejas evangélicas que mantiveram na íntegra as arquiteturas dos mesmos. Muitos imóveis antigos e históricos foram derrubados para dar lugar a construção de prédios, também não ocorrem reação.

    Nova jurisprudência sendo formada no Brasil.

  8. ESTUDO BÍBLICO:

    “AS 10 MAIORES MENTIRAS SOBRE OS 10 POR CENTO DOS DÍZIMOS”

    Muitas igrejas insistem no ensino errôneo de que os dízimos ainda são obrigatórios mesmo para os cristãos que vivem debaixo da graça de Jesus Cristo, e se utilizam de argumentos que se tornaram verdadeiros mitos dentro da comunidade evangélica, porém como eles dizem que o dízimo é 10 por cento, vamos utilizar o mesmo princípio numérico e verificar biblicamente as 10 argumentações mentirosas mais difundidas a respeito do dízimo.

    1º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI ORDENADO POR DEUS NO JARDIM DO ÉDEN, POIS A ÁRVORE DO CONHECIMENTO REPRESENTA O DÍZIMO”

    Na verdade, biblicamente o dízimo foi ordenado no monte sinai (levíticos 27:30-32; Números 18:21-24) e portanto, não foram instituidos no Jardim do Éden, pois sequer é mencionado que Adão e Eva receberam o mandamento da parte de Deus de dizimar. A associação que muitos religiosos que insistem em receber dízimos fazem de que a árvore do conhecimento do bem e do mal (Gênesis 2:9), pois não era permitido a Adão e Eva comer dela (Gênesis 2:17) portanto ela seria segundo eles um “símbolo” do dízimo, mas isso é uma associação esdrúxula, pois sequer há um texto bíblico que faça uma ligação entre essa árvore do Jardim do Éden e o dízimo da lei de moisés, sequer se diz que a árvore ocupava 10% do espaço do Jardim do Éden. Trata-se portanto de mais um argumento ridículo usado pelos líderes religiosos para levar o povo a acreditar que o dízimo não era somente obrigatório perante a lei de moisés.

    2º MENTIRA – “O DÍZIMO SEMPRE FOI OBRIGATÓRIO MESMO ANTES DA LEI DE MOISÉS”

    O dízimo antes de sua ordenança no Sinai era voluntário, sendo mencionado apenas 2 vezes antes de se tornar obrigatório, Abraão deu uma única vez um dízimo dos despojos da guerra quando resgatou seu sobrinho Ló e Jacó fez um voto a Deus (gênesis 14:17-20, gênesis 28:20-22)

    Pelas seguintes razões, Gênesis 14:20 não pode ser usado como exemplo para os cristãos dizimarem: 1º – A Bíblia não diz que Abraão deu obrigatoriamente esse dízimo. 2º – O dízimo de Abraão não foi um dízimo santo, da Terra Santa de Deus, produzido pelo povo santo de Deus. 3º – O dízimo de Abraão foi somente do despojo de guerra (hebreus 7:4). 4º – O dízimo de Abraão a Melquisedeque aconteceu apenas uma vez e Abraão mudava sempre de lugar. 5º – O dízimo de Abraão não proveio de sua riqueza pessoal. 6º – O dízimo de Abraão não é mencionado em nenhuma parte da Bíblia, seja no velho ou no novo testamento a fim de respaldar o ato de dizimar. 7º – Visto como nem Abraão nem Jacó tinham um sacerdócio levítico para manter, eles não tinham lugar algum onde entregar os dízimos, durante os seus muitos deslocamentos.

    No caso específico de Jacó, lemos o seguinte: “Fez também Jacó um voto, dizendo: Se Deus for comigo, e me guardar nesta jornada que empreendo, e me der pão para comer e roupa que me vista,de maneira que eu volte em paz para a casa de meu pai, então, o SENHOR será o meu Deus;e a pedra, que erigi por coluna, será a Casa de Deus; e, de tudo quanto me concederes, certamente eu te darei o dízimo” (Gênesis 28:20-22). O texto bíblico é claro, que Jacó fez um propósito particular (um voto) de que se Deus fosse favorável à ele, que ofereceria à Deus o dízimo. Não se vê também neste caso nenhuma ordem explicita de Deus ou algum sacerdote a mando Dele, para que Jacó dizimasse, e vemos que foi uma promessa de Jacó para Deus, não há relatos posteriores na Bíblia que ele tenha de fato dizimado, apenas se observa a sua promessa, seu compromisso de entregar o décimo de tudo que viesse a obter daquele momento em diante. Outra vez, não vemos na Bíblia nenhuma passagem em que vemos escrito que devemos dizimar como Jacó fez, portanto trata-se de mais uma mentira que os líderes criaram para tentar fazer parecer que os dízimos eram obrigatórios antes mesmo da lei de moisés.

    3º MENTIRA – “O DÍZIMO DOS ALIMENTOS DO VELHO TESTAMENTO FOI SUBSTITUÍDO POR DÍZIMO DO DINHEIRO NOS DIAS ATUAIS”

    Não há um versículo na biblia informando que dízimo obrigatório da lei de moisés possa ser ouro, prata, moeda, dinheiro, etc. Dízimo sempre foi apenas alimento do campo vegetal ou animal (levíticos 27:30 e 32) mesmo quando havia metais preciosos como moeda corrente. Abraão no seu tempo comprou uma sepultura para sua esposa por 400 ciclos de prata (gênesis 23:16)

    Embora já existisse dinheiro, a substância do dízimo divino jamais foi dinheiro. Ele era o “dízimo do alimento”. Isso é muito importante. Os verdadeiros dízimos bíblicos eram sempre somente o alimento proveniente das fazendas e rebanhos, somente dos israelitas que vivessem exclusivamente dentro da Terra Santa de Deus, as fronteiras nacionais de Israel. A fartura provinha de Deus e não da manufatura ou habilidade do homem.

    Existem 15 versículos de 11 capítulos e 8 livros, de Levítico 27 a Lucas 11, que descrevem o conteúdo do dízimo. E o conteúdo jamais, repito, jamais incluía dinheiro, prata, ouro ou qualquer outra coisa, além de alimento. Mesmo assim, a definição incorreta de “dizimar” é a maior mentira que está sendo pregada sobre esse ato, hoje em dia. (Veja Levítico 27:30,32; Números 18:27,28; Deuteronômio 12:17; 14:22, 23, 26; 2 Crônicas 31:5; Neemias 10:37; 13:5; Malaquias 3:10; Mateus 23:23 e Lucas 11:42).

    Não se observa portanto em toda a bíblia, alguém entregando dízimo em dinheiro, pois dízimo era décima parte dos alimentos ( agropecuários ou agrícolas ), e jamais foi entregue em dinheiro. E o dinheiro já era corrente nos tempos bíblicos, pois o próprio moisés que recebeu a lei para o povo lidou com dinheiro: “Então, Moisés tomou o dinheiro do resgate dos que excederam os que foram resgatados pelos levitas.Dos primogênitos dos filhos de Israel tomou o dinheiro, mil trezentos e sessenta e cinco siclos, segundo o siclo do santuário. E deu Moisés o dinheiro dos resgatados a Arão e a seus filhos, segundo o mandado do SENHOR, como o SENHOR ordenara a Moisés” (Números 3:49-51)

    Mais uma prova de que o dízimos sempre foram alimentos podem ser vista nessa passagem bíblica: “DOS DÍZIMOS NÃO COMI no meu luto e deles nada tirei estando imundo, nem deles dei para a casa de algum morto; obedeci à voz do SENHOR, meu Deus; segundo tudo o que me ordenaste, tenho feito” (Deuteronômio 26:14)

    Portanto, mais uma mentira dos líderes que ensinam sobre a obrigatoriedade dos dízimos é revelada, quando dizem que nos tempos bíblicos dízimos eram entregues em alimentos porque dinheiro ainda não existia, mas Abraão e até Moisés lidavam com dinheiro, e mesmo assim na obrigatoriedade da lei de moisés nunca se pagava dízimos em dinheiro, pois dízimo sempre foi a décima parte dos alimentos, do campo e animais, e nada tem a ver com a exigência de entrega de 10% do dinheiro que os cristãos recebem para esses líderes que ensinam erradamente sobre dízimos. Dízimo nunca foi pago em dinheiro, apenas em alimentos. Se o seu pastor ou líder insistir em dizer que pode ser pago em dinheiro exija que ele mostre alguém dizimando em dinheiro na bíblia, pois dinheiro já existia e era usado naquela época.

    4º MENTIRA – “O DÍZIMO FOI DADO POR DEUS AOS LEVITAS DA VELHA ALIANÇA E HOJE OS PASTORES DA NOVA ALIANÇA SUBSTITUIRAM ESSES LEVITAS PORTANTO DEVEM RECEBER DÍZIMOS”

    O dízimo foi dado aos levitas, mas para que eles fizessem todo o trabalho da tenda da congregação (Números 18:21-23). Se hoje os membros leigos fazem mais de 90% do trabalho e os pastores recebem todo o dízimo isso não é biblico, é humano. Na igreja primitiva de atos, um levita, chamado José de sobrenome barnabé dava ofertas ao invés de receber dízimos dos apóstolos e membros da igreja cristã: “José, a quem os apóstolos deram o sobrenome de Barnabé, que quer dizer filho de exortação, LEVITA, natural de Chipre, como tivesse um campo, vendendo-o, trouxe o preço e o depositou aos pés dos apóstolos” (atos 4:36-37) Portanto fica evidente que com a mudança do sacerdócio mudou a lei: “Pois, quando se muda o sacerdócio, necessariamente há também mudança de lei” (hebreus 7:12)

    Na economia hebraica, o dízimo era usado de maneira totalmente diferente da que hoje é pregada. Mais uma vez, os levitas que recebiam o dízimo inteiro nem sequer eram ministros ou sacerdotes – eles eram apenas servos dos sacerdotes. Números 3 descreve os levitas como sendo carpinteiros, fundidores de metal, artesãos de couro e artistas, que mantinham o pequeno santuário. E 2Crônicas 23-27, durante o tempo dos reis Davi e Salomão, os levitas também foram peritos artesãos, os quais inspecionavam as obras do Templo. Vinte e quatro mil deles trabalhavam no Templo como construtores e supervisores; seis mil eram oficiais e juízes; quatro mil eram guardas e quatro mil eram músicos. Como representantes políticos do rei, os levitas usavam o seu dízimo para servir aos oficiais, juízes, coletores de impostos, tesoureiros, guardas do Templo, músicos, padeiros, cantores e soldados profissionais (1Crônicas 12:23,26; 27:5). É obvio que esses exemplos do uso bíblico da entrada do dízimo nunca se tornam exemplos para a igreja de hoje. É importante saber que na Antiga Aliança os dízimos nunca eram usados para evangelizar os não israelitas. Neste ponto o dízimo falhou. Vejam Hebreus 7:12-19. Os dízimos jamais estimularam os levitas e sacerdotes da Antiga Aliança a estabelecer uma única missão fora do país, para encorajar um só gentio a se tornar israelita (Êxodo 23:32; 34:12,15; Deuteronômio 7:2). O dízimo da Antiga Aliança era motivado e exigido por lei, não pelo amor. De fato, durante a maior parte da história de Israel, os profetas foram os principais portadores da Palavra de Deus e não os levitas e os sacerdotes que recebiam o dízimo.O falso ensino é que os anciãos e pastores da Nova Aliança estão simplesmente continuando de onde os sacerdotes da Antiga Aliança deixaram e por isso devem receber o dízimo. A função e o propósito dos sacerdotes da Antiga Aliança foram substituídos, não pelos anciãos e pastores, mas pelo sacerdócio de todos os crentes. Como outras ordenanças da Lei, o dízimo foi apenas uma sombra temporária, até a vinda de Cristo (Efésios 2:14-16; Colossenses 2:13-17; Hebreus 10:1). Na Nova Aliança cada crente é um sacerdote de Deus (1 Pedro 2:9-10; Apocalipse 1:6; 5:10). E como sacerdote cada crente oferece sacrifícios a Deus (Hebreus 4:16; 10:19-22; 13:15-16). Então, cada ordenança que havia sido previamente aplicada ao antigo sacerdócio foi anulada no Calvário. Visto não pertencer à Tribo de Levi, até mesmo Jesus Cristo foi desqualificado. Desse modo, o propósito original de dizimar já não existe (Hebreus 7:12-19; Gálatas 3:19, 24, 25; 2Coríntios 3:10).

    Portanto, não há nenhum mandamento no novo mandamento do cristão entregar os dízimos aos pastores, pois o dízimo somente podia ser recebido pelos levitas: “Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (hebreus 7:5), e os levitas só existiam na velha aliança da lei de moisés, pastores não são substitutos deles pois são ministros de Deus (I Coríntios 4:1) e nem sequer é ordenado que se deva entregar dízimos em favor da obra de Deus, pois ela é sustentada pelas ofertas voluntárias (2Coríntios 9:7).

    5º MENTIRA – “O DÍZIMO RECEBIDO É SOMENTE PARA USO DOS PASTORES”

    Biblicamente, o dízimo pertencia aos levitas (números 18:21-23), mas também para se fazer um festival ao Senhor (deuteronômio.14:22-27) e a cada terceiro ano, para os levitas, órfãos, viúvas e estrangeiros, os quais comiam o dízimo ajuntado dentro das suas portas (deuteronômio14:28-29). Se ofertas e dízimos eram sagrados ao Senhor e não podiam ser comidos por pessoas comuns neste caso Deus abre um exceção, visto que para ele misericórdia é melhor que sacrificio (Oséias 6:6; Mateus 12:7), a vida dos carentes é preciosa ao senhor (veja um exemplo disso em Lucas 6:1-10)

    Portanto mais uma vez, é biblicamente demonstrado que os dízimos recebidos pelos levitas não eram de uso exclusivo deles… os necessitados ( órfãos, viúvas e os de fora de israel ), também se beneficiavam dos dízimos dos alimentos recebidos pelos levitas. Essa conversa de que só os pastores e líderes religiosos podem hoje usufruir dos dízimos não encontra respaldo bíblico. Trata-se de mais uma doutrina de homem.

    6º MENTIRA – “CRISTÃO QUE NÃO DÁ O DÍZIMO SERÁ VITIMA DO “DEVORADOR”
    Se você é evangélico provavelmente já deve ter ouvido alguém falar a respeito do devorador. Muitas igrejas pregam a respeito desse ser. Mas o que os líderes religiosos gananciosos não fazem é mostrar aos membros que a admoestação de Malaquias é dirigida somente à nação de Israel, e não aos cristãos de hoje que não dizimam:

    “Sentença pronunciada pelo Senhor CONTRA ISRAEL, por intermédio de Malaquias” (Malaquias 1:1)

    e, se destina especificamente, aos SACERDOTES CORRUPTOS:

    “Agora, ó sacerdotes, para vós outros é este mandamento.Se o não ouvirdes e se não propuserdes no vosso coração dar honra ao meu nome, diz o SENHOR dos Exércitos, enviarei sobre vós a maldição e amaldiçoarei as vossas bênçãos; já as tenho amaldiçoado, porque vós não propondes isso no coração” ( Malaquias 2:1-2)

    Eles estavam ofertando ANIMAIS coxos, cegos mudos, e defeituosos:

    “Ofereceis sobre o meu altar pão imundo e ainda perguntais: Em que te havemos profanado? Nisto, que pensais: A mesa do SENHOR é desprezível. Quando trazeis animal cego para o sacrificardes, não é isso mal? E, quando trazeis o coxo ou o enfermo, não é isso mal? Ora, apresenta-o ao teu governador; acaso, terá ele agrado em ti e te será favorável? – diz o SENHOR dos Exércitos.” (Malaquias1:7-8)

    Quanto a Malaquias 3, notamos que Deus manda trazer somente “DÍZIMOS” para as câmaras do depósito do templo, para que haja “comida” ( alimento, ou mantimento ) em minha casa. Isto é , mantimento = produtos alimentares (ver dicionário da língua portuguesa)

    O texto mais famoso citado para falar a respeito do devorador é Malaquias 3:11, que diz: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.” Esse texto é a continuação de Malaquias 3:10, o tão famoso texto que fala a respeito de dízimos no Antigo Testamento. os líderes gananciosos dizem que o “devorador” mencionado nesse texto é um demônio que destrói as finanças daqueles que não dão os 10%, ou seja, que não são dizimistas. As pessoas que pregam nessa linha trazem ameaças de destruição financeira aos seus ouvintes se os mesmos não forem dizimistas fiéis.

    O DEVORADOR É MESMO UM DEMÔNIO? A resposta é não! Os que afirmam que esse devorador citado no texto é um demônio, no mínimo, faltaram em algumas aulas de interpretação da Bíblia. A primeira coisa a sabermos é que no Antigo Testamento, a aliança que vigorava era uma aliança baseada na obediência. Se o povo fosse obediente às leis de Deus seriam abençoados. Essas bênçãos eram visivelmente mandadas em forma de paz e boas colheitas e prosperidade. Se fossem desobedientes, seriam amaldiçoados. Falta de paz e colheitas ruins estavam em vista aqui. (Deuteronômio 28). Em uma das ameaças de maldições em suas colheitas, que Deus manda ao povo através do profeta Joel, vemos que: “O que deixou o gafanhoto cortador, comeu-o o gafanhoto migrador; o que deixou o migrador, comeu-o o gafanhoto devorador; o que deixou o devorador, comeu-o o gafanhoto destruidor.” (Joel 1:4). Uma maldição que tinha em vista a destruição da lavoura.

    O texto de Malaquias 3:11 diz a mesma coisa: “Por vossa causa, repreenderei o devorador, para que não vos consuma o fruto da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o SENHOR dos Exércitos.”. Esse devorador certamente se tratava de um tipo de gafanhoto altamente destrutivo ou outro “bicho” que acabava com as plantações (que eram a base da economia do povo de Israel). A ação devastadora desse “ser” acabava com a prosperidade do povo em pouco tempo atacando suas lavouras. Quando o povo era obediente a Deus e cumpria a Sua lei, que no caso desse texto é a lei de dizimar, Deus abençoava suas colheitas e negócios. Esse é o sentido desse texto. Assim, não faz sentido usar esse texto para afirmar que o devorador era um demônio ou coisa parecida. Nem faz sentido ameaçar as pessoas hoje em dia com esse “devorador”

    “repreenderei o devorador” Versículo 11 (Não é dinheiro que faz isto, é o próprio Deus)

    Devorador, segundo a bíblia, nunca foi demônio, e sim, gafanhotos, que Deus enviava como pragas a terra para castigar o povo, e estes gafanhotos, Deus os chamavam de “O meu grande exercito” (Joel 2:22-27) …”repreenderei o devorador ” significa… espantarei a praga do meio da vossa plantação (gafanhotos), veja também Levítico 11:22 e Naum 3:16.

    Os líderes gananciosos que ensinam que esses “devoradores” são demônios que irão causar doenças na família, o carro vai viver quebrando etc, aproveitam o desconhecimento dos cristãos do verdadeiro devorador ao qual Malaquias se refere, o gafanhoto que devorava as colheitas da nação de israel. Não há confirmação nenhuma no novo testamento de que quem não dizima será vitima desse “devorador”… quando um ladrão quer tomar o dinheiro de uma pessoa, ele a ameaça, pois se pedir provavelmente a vítima não entregará o seu dinheiro, e por conta disso o ladrão usa o recurso da ameaça, para forçá-la, da mesma forma agem esses pastores que insistem em receber dízimos pois usam um texto fora de seu real contexto para ameaçar dizendo que o mesmo “devorador” que viria sobre a nação de israel se não dizimasse virá para aqueles que não entregam seus dízimos a eles.Trata-se portanto de mais um ensino distorcido da bíblia para forçar os cristãos que não estudam a bíblia a dizimarem.

    Hoje em dia, a classe mais pobre é a que mais contribui para beneficência. E, mesmo assim, ela permanece na pobreza. Os dízimos não são uma garantia para alguém enriquecer depressa, em vez da educação, da determinação e do árduo trabalho. Se Malaquias 3:10 funcionasse realmente com os cristãos da Nova Aliança, nesse caso milhões de cristãos dizimistas já teriam escapado da pobreza e se tornado o grupo mais rico do mundo, em vez de continuar sendo pobre. Portanto, não existe evidência alguma de que a vasta maioria dos pobres “pagadores do dízimo” tenha sido abençoada pelo mero fato de o entregar. As bênçãos da Antiga Aliança já não estão em efeito (Hebreus 7:18-19; 8:6-8,13).

    Portanto, não há nenhuma possibilidade de um cristão ser vítima do “devorador” (demônio) por causa de não ser dizimista, pois nenhuma maldição da antiga aliança pode atingir aos cristãos da nova aliança em Jesus ( gálatas 3:13 )

    7º MENTIRA – O DÍZIMO SERVE PARA MANTER A IGREJA FÍSICA HOJE, POIS ELA SUBSTITUIU O TEMPLO JUDAÍCO ONDE SE ENTREGAVAM OS DÍZIMOS.

    Nada poderia estar mais longe da verdade. Trata-se de outro falso ensino os religiosos que exigem dízimos de que os edifícios chamados “igrejas”, “tabernáculos” ou “templos”, substituíram o Templo do Velho Testamento como locais de habitação divina.

    A Palavra de Deus jamais descreve os grupos da Nova Aliança como ”tabernáculos”, “templos” ou “edifícios”. Os cristãos não “vão à igreja”. Eles se “reúnem para adorar”. Também, visto que os sacerdotes do Velho Testamento pagavam o dízimo, então, logicamente, o dízimo não pode continuar. Nesse caso, é errado chamar um edifício de “armazém do Senhor” para receber os dízimos (1 Coríntios 3:16-17; 6:19-20; Efésios 1:22-23; 2:21; 4:12-16; Apocalipse 3:12). Com respeito à palavra “armazém” comparem a 1 Coríntios 16:2 com a 2 Coríntios 12:14 e Atos 20:17, 32-35. Durante vários séculos após o Calvário, os cristãos nem mesmo possuíam um edifício próprio (que chamassem de armazém), visto como o Cristianismo era uma religião ilegal e sofria perseguições.

    Após o sacrifício de Jesus, o véu do santuário se rasgou: “E o véu do santuário rasgou-se em duas partes, de alto a baixo” (Marcos 15:38) e hoje, cada cristão é um santuário onde habita o Espírito Santo: “Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” (I Coríntios 3:16) Não há sequer um Templo ou santuário físico para que os cristãos levem os dízimos pois: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em santuários feitos por mãos humanas” (Atos 17:24). Jesus sequer fundou uma igreja física, pois a verdadeira igreja é espiritual.

    1. Que autoridade nos dá a Palavra de Deus para estabelecermos igrejas denominacionais ou não denominacionais em meio ao testemunho cristão, quando as Escrituras condenam a criação de divisões entre os crentes? (1 Coríntios 1:10; 3:3; 11:18-19)

    2. Com que autoridade vinda de Deus os cristãos denominam suas assim chamadas “igrejas” como Presbiteriana, Batista, Pentecostal, Aliança, Cristã Reformada, Anglicana etc., quando não há na Bíblia instruções para nos reunirmos em qualquer outro nome além do nome do Senhor Jesus Cristo? (Mateus 18:20; 1 Coríntios 5:4)

    3. Será que existe qualquer base na Palavra de Deus para chamar esses edifícios de “igrejas”? A definição bíblica de “igreja” é de uma reunião de crentes que, pelo evangelho, foram chamados para fora, tanto dentre os judeus como dentre os gentios, e são unidos em um único corpo a Cristo, sua Cabeça no céu, pela habitação do Espírito Santo. (Atos 11:22; 15:14; 20:28; Romanos 16:5; 1 Coríntios 1:2; Efésios 5:25)

    4. Onde há no Novo Testamento uma referência mandando os Cristãos construírem templos e chamarem esses locais de “Cada de Deus”, sendo que Deus não habita em templos feito por mãos humanas? (Atos 7:48 e 17:24).

    Dizer que os dízimos são necessários para manter a igreja e sustentar os pastores e líderes não tem fundamentação bíblica neotestamentária, O apóstolo Paulo estava entre os que insistiam em trabalhar com as próprias mãos pelo seu sustento (Atos 18:3; 1Tessalonicenses 2:9-10; 2Tessalonicenses 3:8-14). Embora ele não tenha condenado os que recebiam sustento pela obra em tempo integral, também não ensinou que tal sustento fosse ordenado por Deus, para difusão do Evangelho. (1 Coríntios 9:12). De fato, duas vezes em Atos 20:29, 35 e também em 2 Coríntios 12:14, ele até mesmo encoraja os anciãos da igreja a trabalharem para manter os necessitados da igreja (Eu só queria ver um dos pastores atuais trabalhando para ajudar os pobres da igreja!).

    Para Paulo, a expressão “viver do evangelho” significava “viver segundo os princípios da fé, do amor e da graça” (1 Coríntios 9:14). Conquanto verificasse ter “direito” a alguma ajuda, ele concluía que a “liberdade” de pregar o seu evangelho era mais importante, a fim de cumprir a sua vocação de Deus (1 Coríntios 9:15; 11:7-13; 12:13,14; 1 Tessalonicenses 2:5-6). Enquanto trabalhava como artesão de tendas (atos 18:3), Paulo aceitou uma certa ajuda, porém se gloriava de que o seu pagamento ou salário era o fato de poder pregar livremente, sem se tornar um fardo para os outros (1 Coríntios 9:16-19).

    Em nenhum lugar desde Atos 7:58 (onde Paulo é mencionado pela primeira vez) até suas epístolas, não vemos o apóstolo Paulo orientando alguém a dizimar nem recebendo dízimos dos cristãos, portanto uma prova clara que a igreja primitiva não tinha o dízimo como uma doutrina cristã e inquestionável como se vê hoje nessas igrejas que dizem seguir fielmente as Escrituras.

    Paulo deixou claro que os que pregavam o evangelho tinham todo o direito de serem supridos com as ajudas e doações voluntárias dos cristãos (I Coríntios 9:11 e 14, Filipenses 4:18 ), mas nunca disse que seria dos dízimos! Sequer há mandamento seja do Senhor Jesus ou de seus apóstolos dos cristãos entregarem seus dízimos nos “templos” que hoje conhecemos como igreja, pois Jesus nunca fundou uma igreja física, nem ordenou que se fizessem construções para ali os seus seguidores se reunirem! Se o dízimo fosse tão necessário e importante como esses líderes gananciosos querem fazer parecer, teria o apóstolo Paulo esquecido de mencionar algo tão importante? obviamente que não, pois ele é categórico ao dizer: ” jamais deixando de vos anunciar coisa alguma proveitosa e de vo-la ensinar publicamente e também de casa em casa” e ” porque jamais deixei de vos anunciar todo o desígnio de Deus” (atos 20:20 e 27)… ou seja, tudo que era necessário ele, Paulo, ensinou e o Apóstolo Paulo nunca incentivou ou ensinou os cristãos a dizimarem!

    Portanto comprovadamente os dízimos não são obrigatórios serem entregues, muito menos nas igrejas físicas de hoje.

    8º MENTIRA – “DAR OFERTAS, MESMO ACIMA DE 10% DA SUA RENDA, NÃO TEM O MESMO VALOR ESPIRITUAL, POIS QUEM NÃO DÁ O DÍZIMO ROUBA A DEUS E NÃO SERÁ SALVO POIS ESTÁ DEBAIXO DE MALDIÇÃO”

    Tanto a bênção como a maldição de Malaquias 3:9-11, perduraram somente até o término da antiga Aliança, ou seja, até o Calvário. A audiência de Malaquias havia voluntariamente reafirmado a Antiga Aliança (Neemias 10:28-29. “Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém” (Deuteronômio 27:26, citado em Gálatas 3:10). E Jesus Cristo deu um fim a essa maldição, conforme Gálatas 3:13: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro”. Portanto nenhuma maldição proveniente da não observância da lei de moisés (e o dízimo pertencia a ela) atinge aos cristãos. Mas os lideres gananciosos que recebem dízimos escondem isso dos membros.

    Mas não é porque o Cristão não seja mais obrigado a dizimar que ele esteja isento de ajudar na propagação do evangelho e em favor dos necessitados pois: “Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2coríntios 9:7).

    “Também, irmãos, vos fazemos conhecer a graça de Deus concedida às igrejas da Macedônia; porque, no meio de muita prova de tribulação, manifestaram abundância de alegria, e a profunda pobreza deles superabundou em grande riqueza da sua generosidade.Porque eles, testemunho eu, na medida de suas posses e mesmo acima delas, se mostraram voluntários” (2coríntios 8:1-3) Essa era a prática da igreja de Deus que Cristo estabeleceu.

    Os princípios de dar no Novo Testamento, na 2Coríntios capítulos 8 e 9 são superiores ao dizimar, que não é obrigatório aos cristãos.

    Os seguintes princípios de dar voluntariamente na Nova Aliança estão fundamentados na 2 Coríntios 8 e 9 (1). Dar é uma “graça”. A 2 Coríntios 8 usa oito vezes a palavra “graça”, referindo-se à ajuda aos santos pobres (2). Dar primeiro a Deus (8:5). (3) Dar-se a si mesmo para conhecer a vontade de Deus (8:5) (4) Dar em resposta ao dom de Cristo (8:9 e 9:15). (5) Dar com desejo sincero (8:8, 10, 12 e 9:7) (6) Não dar por causa de mandamento algum (8:8,10; 9:7). (7) Dar além de sua capacidade (8:3, 11, 12) (8) Dar para produzir igualdade. Isso quer dizer que os que têm mais devem dar mais, a fim de suprir a incapacidade dos que não podem dar mais (8:12,14) (9) Dar com alegria (8:2). (10) Dar porque está crescendo espiritualmente (8:3,4,7). (11) Dar porque deseja crescer espiritualmente (9:8, 10, 11). (12) Dar porque está ouvindo o Evangelho ser pregado (9:13).

    9º MENTIRA – “JESUS MANDOU OS CRISTÃOS DAREM O DÍZIMO NO NOVO TESTAMENTO”

    O falso ensino é que Jesus ensinou a dizimar, em Mateus 23:23, dizendo que isso está claro no Novo Testamento.

    Em primeiro lugar, A Nova Aliança (o novo testamento) não teve princípio no nascimento de Jesus, mas na Sua morte (Gálatas 3:19, 24, 25; 4:4). O dízimo não é ensinado na igreja, depois do Calvário. Quando Jesus falou sobre o assunto em Mateus 23:23, Ele estava simplesmente ordenando a obediência às leis da Antiga Aliança, a qual ele endossou e obedeceu até chegar ao Calvário.

    Não existe um único texto do Novo Testamento que ensine a dizimar após o período do Calvário. (Atos 2:42-47 e 4:32-35 não são exemplos para se dizimar, a fim de sustentar os líderes da igreja). Conforme Atos 2:46, os cristãos judeus continuavam a adorar no Templo. E conforme Atos 2:44 e 4:33,34, os líderes da igreja compartilhavam igualmente o que recebiam com todos os membros da igreja (o que hoje os líderes gananciosos que recebem dízimos não fazem).

    Aliás, Jesus sequer é mencionado dizimando ou recebendo dízimos… e porque os líderes gananciosos pedem dízimos em nome de Jesus sendo que o próprio Jesus disse: “em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas;pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados” (Marcos 16:17-18)… Ele nunca disse ” em meu nome receberão dízimos…”

    Portanto comprovadamente mais uma mentira desses homens que se dizem ordenados por Deus a exigirem dízimos dos cristãos incautos foi desmascarada! Jesus nunca ordenou que os seus discípulos e futuros apóstolos recolhessem dízimos… e porque esses líderes acham que podem fazer diferente? Bem o Senhor Jesus profetizou sobre esses tipos: “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores” (Mateus 7:15)

    10º MENTIRA – “JESUS RECEBE DÍZIMOS DOS CRISTÃOS CONFORME HEBREUS 7:8″

    O início do capítulo 7 de hebreus é apenas citação do Antigo Testamento, onde fala do sacerdócio de Melquisedeque. Em Hebreus 7:5 diz: ” E os que dentre os filhos de Levi receberam o sacerdócio tem ordem, segundo a lei, de tomar os dízimos do povo, isto é, de seus irmãos, ainda que tenham saído dos lombos de Abraão”

    A lei foi dada por intermédio de Moisés, ao povo, direcionada aos filhos de Levi, especificamente aos que receberam sacerdócio para trabalhar nas tendas das congregações ( montagem e desmontagem de tendas no deserto), os quais tinham ordem, segundo a lei de receber os dízimos dos seus irmãos. Agora note o relato do versículo 11 e 12:

    Hebreus 7:11: De sorte que, se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (porque sob ele o povo recebeu a lei), que necessidade se havia logo de que outro sacerdote se levantasse, segundo a ordem de Melquisedeque (referindo-se ao Salvador) e não fosse chamado segundo a ordem de Arão? (menção a Moisés, o qual introduziu a lei ao povo).

    Hebreus 7:12: Porque mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também mudança na lei.

    Meditando no texto acima, especificamente nestes versículos, onde a palavra assegura que os sacerdotes Levíticos recebiam os dízimos segundo a lei (Hebreus 7:5), Porque através deles (sacerdotes Levíticos) o povo recebeu a lei (Hebreus 7:11) e mudando-se o sacerdócio, necessariamente se faz também, mudança na lei (Hebreus 7:12), porque se a perfeição fosse pelo sacerdócio Levítico (pelo qual o povo recebeu a lei), qual a necessidade de que enviasse outro Sacerdote? Mudou o Sacerdócio, necessariamente se faz mudança na Lei.

    A lei dos dízimos foI direcionada especificamente aos filhos de Levi, aos que receberam o sacerdócio e não havendo mais “Levitas”, nem “templo”, nem sacerdote a oferecer sacrifícios, pois O Salvador já o fez, logo,se aplicada aos crentes hoje, ela torna-se intempestiva e ilegítima, porque os “pastores” de hoje não são levitas nem foram proibidos de trabalhar, nem menos tiveram promessas de herança de dízimos para sustento por não ter tido herança nas distribução de terras prometidas ao povo israelita por herança.

    Outra particularidade, no capítulo 18 do livro de Números, o Senhor Deus adverte aos sacerdotes levitas dizendo: Na sua terra, possessão nenhuma terás, e no meio deles nenhuma parte possuirás; eu sou a tua parte e a tua herança no meio dos filhos de Israel.

    Gostaria de recomendar aos pregadores contemporâneos (os que querem se assemelhar aos sacerdotes levitas que recebiam dízimos), seria bom que guardassem os mandamentos do Senhor para aquela tribo, os quais não possuíam bens materiais, pois o Senhor era a herança dos sacerdotes levitas.

    Recapitulando: Hebreus 7 apenas faz a menção pós-Calvário de dizimar, numa explanação de porque o sacerdócio levítico deve ser substituído pelo sacerdócio de Cristo, porque o sacerdócio levítico era fraco e ineficiente. Estude Hebreus 7 e sigam a progressão do versículo 5 ao versículo 12 e ao versículo 19.

    Porém, líderes gananciosos insistem em apenas mostrar hebreus 7:8 aos membros, onde segundo eles, Jesus receberia dízimos dos cristãos: “Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive” (hebreus 7:8)

    Apenas mostrando esse versículo isoladamente aos membros desavisados, querem dar a entender que esse versículo manda os cristãos ainda dizimarem, sem ler todo o real contexto do capítulo 7 de hebreus.

    Portanto hebreus 7:8 não fala de Jesus recebendo ainda dízimos dos cristãos, pois o contexto do capítulo 7 de hebreus fala na verdade da superioridade do sacerdócio de melquisedeque em relação ao levítico que era sustentado pelos dízimos. Cristãos não tem o mandamento bíblico de dizimarem.

    Considerações finais:

    Em Hebreus 7,8,9 e 10, neste 4 capítulos deixa bem claro a questão do sacerdócio perfeito, que, quando mudado o sacerdote Levítico, veio o Cristo, e mudando o sacerdócio se muda a lei ( Hebreus 7:12 ) portanto, notamos, que no novo testamento, não há ninguém dando dizimos em dinheiro, sendo que já existia, porque, Jesus foi traído por moedas, e a viúva ofertou moedas, mas dízimos, foi mencionado em alimentos, hortaliças ( Mateus 23.23 ) jamais em dinheiro, e o próprio Senhor Jesus, relatou que o dízimo era da lei para o povo de Israel , …”o mais importante DA LEI “. (Mateus 23:23)

    Paulo não mencionou dízimos, nem outro apóstolo qualquer deixou exemplo de tal prática. Em Corintios 9, Paulo pede donativos para suprir necessitados e não para manter despesas de instituições religiosas. Em Atos 4:32 em diante, notamos a generosidade dos irmãos,vendendo tudo e depositando aos pés dos apóstolos, para que se fosse feita DISTRIBUIÇÃO AOS NECESSITADOS, de forma a não haver necessitados entre eles ( esta é a justiça que excede a dos fariseus religiosos que apenas punham seus dízimos das hortaliças e achavam que estava, cumprindo sua parte) em Mateus 23:23 e Lucas 18:12. Tal prática dos fariseus, mostra religiosidade e eles não praticavam a fé, de fato, que , quem diz que dizimar é um ato de fé, é engano, porque os fariseus dizimavam , mas não praticavam a fé. O jovem rico, não foi indicado por JESUS a dizimar, e sim, vender e REPARTIR com os pobres. Jó nunca dizimou, e mesmo assim era próspero.

    Abraão só deu o dízimo uma só vez, e não foi em dinheiro, foi despojos, sobras de conquistas de guerra, dizimo de sangue, após matar os reis e tomar seus bens.

    Jacó prometeu dar o dízimo, ( um voto particular dele ) em Gênesis 28:20-22 , mas a bíblia não fala que ele cumpriu…

    Abraão não foi a “suposta” casa do tesouro ( igreja ) mas Melquisedeque lhe saiu ao encontro para receber sua parte, devido ser rei de Salém e receber por que passava em tal parte, imposto semelhante ao que Jesus nos ensinou a pagar a César (Mateus 22:21). Isto é, JESUS mandou sermos fiéis ao estado e não sonegar impostos.

    Os cobradores de impostos ao se converter, restituíram 4 vezes mais aos que haviam defraudado, e foi nisto que Jesus afirmou: “hoje houve salvação nesta casa” (Lucas 19:9)Repare que o Salvador não o mandou dar dízimos.Todas as vezes que você quiser dar algo á Deus, e restituir a Deus com gratidão, faça isto dando ao seu próximo, pois assim,estará cumprindo a palavra na íntegra, conforme Mateus 25 deixa bem claro esta questão.

    No sétimo ano, Israel, não trazia dízimos, devido ser o ano sabático,a terra descansava (Levítico 25:4) Mas e será que a igreja atual faz isto? Fica sem receber dizimos no sétimo ano?

    O DÍZIMO era vendido POR DINHEIRO,devido a distância de levar onde o Senhor escolhera, para santificar seu nome, e o próprio dizimista COMIA DOS SEUS DÍZIMOS, (Deuteronômio 14:22-26) administrava o dízimo, hoje em dia quem come dos dízimos são os pastores, que administram os dízimos, dando ordem quê e no que será empregado os dízimos do povo. Estes ditos “sacerdotes” ( pastores) não são levíticos, nem exercem função sacerdotal superior a qualquer irmão que seja, e muito menos têm eles o direito de administrar o dízimo pessoal de cada um.

    Quanto a sacerdotes, sabemos todos nós somos, depois de Cristo nos fazer um sacerdócio real, nação santa , povo eleito de DEUS, passamos a ter livre acesso ao Pai através de CRISTO que , na sua morte, o que nos separava foi rasgado do alto abaixo, a saber o véu que separava o lugar santo,( local onde entravam os sacerdotes) do lugar santíssimo (onde só entrava o sumo sacerdote 1 vez por ano para pferecer acrificio pelo pecado do povo).

    Paulo recebeu muitas vezes ajuda da igreja, mas era para se manter, e não era salário mensal como se estivesse numa empresa. Paulo trabalhava (atos 18:3) , e em nada pesava os irmãos e a igreja.

    Se Paulo disse: “sede meus imitadores como eu sou de Cristo”, será que nesta parte, os pastores que exigem dízimos imitam à Paulo? Vemos Jesus ou Paulo recolhendo ou ensinando sobre dízimos?Em 2Coríntios 9:9, Paulo cita o salmo 112:9, onde fala da generosidade com os mais pobres: “Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre”. (2 Coríntios 9:9)

    Nada falou de dízimos em dinheiro, e sim, contribuições voluntárias , para “suprir” os que não tem, algo que, é totalmente visto por Deus. Paulo faz uma coleta para “DISTRIBUIR”, hoje em dia se faz uma distribuição (de envelopes) para ajuntar, não para os pobres, mas, para os cofres de uma instituição, que se preocupa mais com a posição social, status, templos, fama, nome, competição, horários de TV, rádios, sites, eventos, shows, viagens, lazer para líderes, carrões, mansões, aviões, e ainda se diz que é expansão da obra de Deus…

    Cada dia os patrimônios religiosos estão ainda maiores, e o evangelho mais distante do que a igreja primitiva pregava e vivia, tudo por causa de dinheiro. A biblia fala para não reter e sim dar. Será que a igreja faz isto? Ou antes retém,para construir seu império e se fortalecer mais e mais, visando dominar a maior parte possível do globo terrestre, e arrebanhar o maior número de pessoas possível, como se tudo fosse uma partida de competição: “Quem tiver mais membros é o vencedor”

    Paulo afirma: “Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus” (2Coríntios 2:17)

    Deus abençoe a todos que leram este estudo e que o Espírito Santo tenha conduzido a leitura e o entendimento para compreender que dízimos não são mais obrigatórios.

    “Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2Pedro 3:18)

      • Stardust.
        Toda aquela história que não ia mais ficar aqui batendo boca.
        Caiu por terra em?
        A carne é fraca né?
        É muito bom ficar aqui tricotando né verdade?
        \o/ lamentável!!!!!!!!

        • edy

          bom dia. E não é que vc tem razão afinal?

          tive de voltar, pois o seu xará, o edy mancebo estava espalhando mentiras no site, dizendo que eu tinha passado mal pq comi pernil no sábado com o dinheiro do meu dízimo. Ele disse que iria chamar um mestre para responder as minhas 10 perguntas que desmascaram a mentira que é o dízimo obrigatório para cristãos, mas até agora nada… acho que o mestre dele na hora que viu que não tinha como responder o deixou na mão.

          E aí ele foi embora e eu acabei ficando. Realmente a carne é fraca.

          É que o assunto dízimo rende, e a cada vez que seu amigo arrebentar tenta provar que dízimo é dinheiro e é obrigatório, mais tenho chance de mostrar biblicamente que dízimo é invencionice da religião evangélica.

          Vc também sabe que dízimo nada tem a ver com os cristãos também, não é edy? Eu sei que vc sabe… agora se vai conseguir confessar, visto ser ligado a esse meio que exige dízimos, isso eu não sei se vc vai. Talvez só confesse fora daqui, onde não fica registrado… muitos pastores confessam informalmente que dízimo realmente não tem fundamento na nova aliança em Cristo… só não falam abertamente pq senão perdem o cargo eclesiástico.

      • STARDUST, isso tudo que postou é verdade,eu tbm ja estudei tudo isso! mais falar isso pra gente que não le a biblia,não le jornal,não le revista e nada que possa instruí-las! é chover no molhado! eles só assistem programas evangelicos que falam de dizimo o tempo todo!!e só leem malaquias,que não tem nada aver com os ensinamnetos de cristo,vai ser dificil botar isso na cabecinha atrasada deles!mais não desista, quem sabe daqui alguns anos esse povo caia em si e saia do engano!

        • Anny

          Bom dia. apesar de não concordar com o seu ateismo, fico feliz em saber que até mesmo vc que é atéia, consegue responder USANDO A BÍBLIA, o que foi na verdade o dízimo…

          Exatamente… o que FOI o dízimo, pois dízimo foi abolido assim como todas as outras observações da lei de moisés.

          Já vi seu excelente comentário num outro artigo onde vc responde biblicamente o que foi de fato o dizimo… um mandamento somente para os israelitas e que o dízimo era somente em alimentos…

          meu Deus… a que ponto chegamos… até uma atéia sabe mais de bíblia que um evangélico!

          Isso só prova o que as pesquisas dizem… que a imensa maioria dos evangélicos nunca leram a bíblia toda… o que o pastor fala já tá bom demais… e aí é que mora o perigo:

          “os profetas não falam a verdade, e, apoiados por eles, os sacerdotes dominam o povo. E o meu povo gosta disso.” (jeremias 5:31a – NTLH )

          • Stardonot,

            Se não for pedir muito, é possível tecer em detalhes o que você quis dizer com a frase que eu traladei lá de riba:

            “Exatamente… o que FOI o dízimo, pois dízimo foi abolido assim como todas as outras observações da lei de moisés.

            Em especial da história de que foram abolidas todas as outras observações da Lei de Moisés?

          • “tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ORDENANÇAS, o qual nos era prejudicial, REMOVEU-O INTEIRAMENTE, ENCRAVANDO-O NA CRUZ” (Colossenses 2:14)

          • Stardonot,

            Decepcionando a mim, meu caro?

            Não quero saber o conteúdo da escrita, sim o que os pais dos burros ensinaram pra você o que seria esse e outros versículos correlatos.

            Por favor, meu caro, não fuja do bom debate, foi você que quis se mostrar o bom, então que convença, e logo, pois esperar uma semana pra destrinchar o assunto vai dar a impressão que você foi perguntar aos universitários. Vamos, até no máximo 19:00 me convença ou então diga qual a teoria interpretativa da palavra de Deus.

            Ora, ora, ora, péssimo aluno, pois responder trasladando trecho do livro, é brincadeira, mais parecendo um aluno colador.

            E quer dar lição financeira à sociedade, quer reverter a palavra de Deus, quer matar a igreja à míngua, quer que as igrejas enviem missionários para o campo passando fome, quer que as igrejas deixem de pagar água, luz, fiquem sujas sem sabão/detergente, sem som, sem pintura, sem casa paroquia, os filhos do pastor maldizendo a missão que o pai abraçou em face da ausência de recursos para comer, se vestir, ou seja, é como se o pastor tivesse feito voto de miséria e não de evangelizar.

  9. Stardonot.

    A manutenção material é vital da igreja, tenho por certo que você concorda comigo.

    Ora, se tem caráter tão importante à sobrevivência, será que Cristo ia ser irresponsável ao ponto de não falar nada sobre recursos financeiros?

    Você está chamando Cristo de irresponsável, e isso não é tudo, está distorcendo a bíblia, visto que Cristo possuía tesoureiro e que recebia dinheiro, se dízimo ou se ofertas, a tais Ele nunca foi contrário ¨(nem quanto a um e nem quanto ao outro).

    Do contrário, Ele criticou quem podia dar mais, todavia deu apenas dez por cento. Em verdade, Cristo sugeriu que desse tudo ao mostrar a viúva.

    Já disse a você e volto a repetir, não são dez por cento, sim entrega total, cem por cento. Mas tanto um quanto o outro são voluntários, pois em Ele sendo filho de Deus, democrático, jamais iria impôr a ninguém nada, nada mesmo.

    Cuidado com o que fala, meu caro, pois respondemos pelos nossas vontades manifestas e as não manifestas, e do que vejo, a não manifesta de sua parte, é vê a igreja morrer à míngua, inclusive com essa história que o dízimo é in natura, não em espécie também.

    Quer que você tem contra Cristo, meu caro? Pergunto em face Dele nunca ter sido contrário explicitamente, aliás se tivesse sido, a imolação viria mais que rápido.

    Quem não ajuda, muito ajuda se não atrapalhar, e um modo de atrapalhar é fazer como você sempre fez, com subjeções.

    • Levi

      Deus não quer 10% de sua renda mensal. Deus quer 100% de nossa vida. Jesus veio e se entregou 100% por nós, para que fossemos salvos.

      A salvação não está no fato de eu entregar 10% do que eu recebo mensalmente numa denominação evangélica. Jesus nunca condicionou a salvação ao fato de eu dar dízimo. Tampouco os apóstolos que conduziram a igreja primitiva de atos e demais epístolas mencionaram o dízimo como elemento importante para a salvação… se fosse, será que eles teriam esquecido um fato tão importante?

      As ofertas, essas sim são bíblicas, tanto no velho testamento ( velha aliança ), como no novo testamento ( nova aliança ). Ofertas podem ser de qualquer valor, não estão ligadas a nenhuma porcentagem. Pode ser menos de 10%, ou mais de 10%.

      Levi, não fique bravo comigo, pois eu sei que o seu problema é com a católica. Eu não sou dessa organização que vc tanto odeia. então me poupe de seus levianismos.

      • A manutenção material é vital da igreja, tenho por certo que você concorda comigo.

        hauhuhah Olha aqui a manutenção que sr Burns Macedo faz para ele e seus bispos da elite.
        Mansões, yates, jatinhos,helicópteros, carros importados viagens em hoteis 5 estrelas, compra de imoveis como construir uma mansão em campos do Jordão,fazendas para promover o profano como o reality Show a fazenda, rede de tv a Record para bancar as obras da carne, sustentar apresentador d tv(Gugu) com um salario milionario de R$3,5 milhõeeeeeeeees de reais.
        Gastou recentemente (se não me enganou) 60 milhões pra tirar o Valdomiro concorrente do canal21. Em vez de usar a Record comprado com os dízimos e as ofertas dos fieis pra pregar o suposto “evangelho” que eles dizem seguir, vejam como eles usam o dinheiro arrecadado.
        Belo cristianismo esses lideres da estão pregando,belo testemunho.

        E ai Levi tem resposta pra isso?
        Vc não é burro é sabe ler, né?

        Veja pra onde vai os dizimos e as ofertas dos fieis da Universal.

        • Edson Souza,

          Neste site eu me sinto um pós graduado ante a analfabetice dos que aqui transitam, falando sério, meu caro, é de dá pena.

          Vamos lá,

          Há dois mil anos, um sábio por nome Cristo pregou dizendo que o nome Dele era forte o suficiente para alguns se aproveitarem, e não poderia Ele dizer diferente, pois o seu tesoureiro, veja bem, cara pálida, o tesoureiro Judas estava roubando as ofertas, oferendas, dízimos, cem por cento, que o grupo de 13 pessoas recebia. Ele foi roubado, dá pra entender ou terei que dar machadada na tua cabeça?

          Aí, lá no passado, ele vendo você, stardonot, um povo zeloso, mas que gosta de fazer justiça com as próprias mãos, Ele envia um recado: muitos vão usar meu nome, mas deixem que o Pai vai puni-los no tempo certo ou então essas figurinhas podem se ajeitar, tendo inclusive criando uma parábola e a mencionado, no caso a do gerente da fazenda, não esquecendo que ele usava esse tipo de comunicação para acessar a gente desprovida de inteligência, ou seja, desenhava e pintava com lápis colorido, mas vocês não entenderam e ficam querendo crucificar quem faz alguma coisa para o reino de Deus, todavia está cobrando um preço caro.

          Mas já que você perguntou sobre essa igreja aí, eu devolvo a resposta. É o dinheiro público que está construindo esses templos aqui e noutros países, é o dinheiro público que paga os alugueres onde eles não possuem templos físicos ainda, é o dinheiro público que comprou as emissoras de rádio e tvs? É o dinheiro público que comprou o jatinho para o bispo viajar no brasil e nos 190 países que eles dizem estar instalados.

          Rapaz, por favor, olhe a outra, a que você não quer criticar, pois passa vinte antos para construir um metro quadrado de igreja, pedindo dinheiro do erário público, isso sem falar que o terreno já houvera sido doado.

          Meu caro, aquela que dizem possuir aqui no Brasil 500 mil imóveis, sendo casa para padres que mais parecem mansões, escolas, universidades, tvs, rádios há mais de cinquenta anos, é brincadeira ou você tem o caráter perverso mesmo, pois esta cobra até por espirro que você der na igreja. Deixa de falar desta e vem falar das evangélicas, justo as que pagam para usar o ar que respiram neste país de discriminadores?

          Quanto a universal, engraçado, parou para verificar que essa igreja não tem a mesma postura para com a Igreja Internacional?

          Será que é pelo fato dos dessa igreja não ficar com ofensas pessoais como Valdomiro costuma fazer? Valdomiro está recebendo na mesma moeda que ele fez com Silas Malafaia, bem assim pela língua dele, pois ao invés de estar fazendo a obra missionária fica falando da Universal que pede dinheiro do povo, que engana o povo, Crescer em cima de desgraça dos outros, dos ataques aos outros, tal não se caracteriza como princípio de Deus.

          Saiba distinguir as coisas, que juiz é você? Imaginar que Paulo diz que nós havermos de julgar o mundo. Você com esse poder de discernimento tão baixo a emitir voto em favor ou contra alguém? Contestarei no céu para tirar você do corpo de jurado, pode ter certeza, pois enquanto você estiver sentado ao meu lado para julgar as nações o julgamento não haverá de ter início, pois um néscio.

          • Sinceramente, dá até dor de cabeça em ler sua resposta, Levi.

            Só mais uma perguntinha pra ver se esse seu cérebro consegue raciocinar.

            Quem exercer a missão divina de ser um líder espiritual(bispo ou pastor) pode ser BANQUEIRO?

          • O sonho frustrado de Levi Varela é ser pastor da IURD, mas como tem acima de 29 anos isso é praticamente impossível, a não ser que ele tenha uma posição de destaque na sociedade ou venha de uma família com dinheiro… Mas Levi tem outras coisas que vc pode fazer lá dentro, desde que pague o dízimo em dia e seja o sempre o primeiro a correr na frente pra pegar o envelope de algum sacrifício que inventaram, isso vai fazer vc ganhar presença com o pastor. Troque emails com o Jo’ Gomes, ele pode te dar umas dicas… Mas só não vai chegar lá recitando versículos de bíblia como se fosse uma caixinha de promessas ambulante pq eles não gostam disso não, já vou logo avisando…

          • Edson,

            Veja como sua pergunta é infantil: “-Quem exercer a missão divina de ser um líder espiritual(bispo ou pastor) pode ser BANQUEIRO?”

            O maior líder espiritual que o mundo já possuiu(não era nem pastor e nem bispo) foi Cristo Jesus, e Ele com certeza não era banqueiro, pois banqueiro não é nada.

            O maior líder é dono do ouro, da prata, do dinheiro, das arvores, dos alimentos, das casas, dos planetas, mas mesmo sendo tudo isso, tais coisas não impediram de vir aqui como pobre, humilde, respeitador.

            O importante não possuir ou não possuir, é a ética para com o próximo, pois riqueza não é sinônimo de impedimento para servir a Deus, pois se assim fosse, Deus não teria mandado seu filho em vista de que a humanidade como um todo é pobre, e salvação não se constitui numa relação de senhorio com títulos de propriedades, sim numa postura digna com o Criador e com seus irmãos, o próximo.

            Deixe essa história de pobreza como qualidade, a católica é que pregou isso a vida toda, embora seja ela a instituição mais rica do mundo, seja pessoa física ou jurídica, devendo eu lembrar a você que a maioria dos seus membros são pobres, o restante possui os bens e as riquezas onde ela domina(Itália, Brasil…), sendo que esses dividem e bem o patrimônio com ela.

            Cristo respeita pobres e ricos, tendo dado uma lição ao riquinho que o procurou por ele ser mentiroso, como seja, que cumpria desde criança os mandamentos, mais a mais que se infiltrar de qualquer jeito entre os discípulos, quando Cristo é que os convidou, nada de imposição no ministério Dele.

            Aprenda e peça perdão a Deus, que você se salvará da sua língua, bem assim poderá ir morar no céu.

          • Mary,

            Quer que isso?

            Você dizer que um líder pode ser um barqueiro?

            Eu pergunto e estou surpreso pelo fato de que você é da linha do starnó, mas de uma hora para outra vem com isso, parabéns.

            Na região norte, precisamente na amazônia, tem uns barqueiros, minha cara, que eles possuem frotas de barcos, são ricos,

            Veja aí, Deus dá a idéia para um possuir barco, que o faz de madeira, depois constroi outros mais e torna-se ricos, mesmo sem querer, somente locando pra cima e pra baixo a gente pobre na bacia amazôncia, mas em compensação tem gente que possui navio e passa fome, tem gente que possui terras e não arrecada nada dela por não gerar frutos.

            Você como agora está mais maneira, se comprar uma casa, vai encontrar no terreno da casa minério, portanto enricando sem querer, já outros destroem tudo e não conseguem encontrar uma pepita.

            O sol nasceu pra todos, mas a sombra, esta nem todos sabem procurar.

  10. bonito srta. jussara-stardust-anny. então a senhora do distinto sr. roque, voltou por minha causa? o que vale mais, a instrução do Espírito Santo ou a provocação de um nick anônimo? o que vale mais, a palavra de Deus, a sua palavra de honra, a instrução do Espírito Santo, ou a sua reputação aqui no site? já te pedi desculpa publicamente pela difamação que espalhei de que você foi parar no hospital porque comeu carne de porco no sábado, e com dinheiro do dízimo. e vc vem dizer que a culpa é minha. a culpa é da sua falta de palavra e caráter, ou no mínimo, da sua fraqueza espiritual. pense duas vezes antes de prometer algo, a língua é músculo difícil de controlar. eu mesmo errei por espalhar essa difamação, pq li o que o edy escreveu e tive como verdade, e somente repeti, pois parece que ele te conhece, pois sabe seu nome (o que você nunca negou), tem seu face (o que você nunca negou), sabe que é casada com o Roque (o que vc nunca negou), que tem uma criação de porcos (o que vc nunca negou), que o Roque é um ex pastor que se tornou ateu, e que hora ou outra te dá um chute e te larga (o que você nunca negou).

    quanto aos dízimos, infelizmente ainda não tive minhas resposta completa, mas ele me protemeu e vai cumprir, pois realmente seus argumentos são bons e complexos, mas vou desmascarar esse seu estudo fraudulento. caso ele não cumpra, não vou ter outra alternativa a não ser acreditar em vc, pois fora ele, nenhum bispo realmente pode provar biblicamente q vc está errada. aguarde.

    mas para adiantar algo q ele me passou:

    “A Lei não foi abolida. Ela foi aperfeiçoada no Mashiach. Se você não crê na salvação por intermédio do sacrifício de Yeshua, da Graça do Eterno, certamente não terá a Vida Eterna, pois sem o Mashiach não há salvação, pois jamais poderia se justificar por seus próprios méritos, jamais seria justificado pela Lei. Ora, mas porque será condenado? Onde está escrita a punição? O que te diz o que é pecado? A Lei. Onde está escrito que não se deve adulterar? Na Lei. Onde está escrito que não se deve matar, cobiçar, difamar, adorar outros deuses? Na Lei. Na Lei, se você não cumpre o mandamento, você recebe as maldições, as punições, a morte. A Lei te diz o que é o pecado, é um espelho que mostra a sujeira no seu rosto. Se você morre como adúltero, sem se arrepender, sem fazer Teshuvá, sem pedir perdão sincero ao Eterno por Yeshua, obterá a Vida Eterna? Óbvio que não. Mas o que te condenará por morrer como adúltero não arrependido? A Lei te condenará. Logo, a Lei ainda vigora. Não da forma como a conhecíamos, mas de forma aperfeiçoada pelo Mashicach, conforme foi prometido pelo Eterno. O Rabi Shaul (Paulo) diz uma lista que não entrará no Reinos dos Céus: nem os ladrões, nem os fornicadores, nem os idólatras etc., de onde ele tirou isso? Claro que foi da Lei.

    A Lei é justiça, a Graça é amor. Se você não aceita o amor da Graça, cai na justiça da Lei.

    A Lei pune, exibe o pecado. A Graça salva. Se você nega a salvação pela Graça, aceita a punição da Lei.

    Portanto, a Lei ainda vigora, pois o Eterno disse que era um estatuto perpétuo. Ora, o Eterno voltaria a sua palavra (algo perpétuo, poderia ser cancelado depois, mesmo que por Cristo?)?

    O que mudou foi a forma de cumprirmos a Lei. Veja um exemplo:

    Há 30 anos uma estrada tinha uma placa, que proibia trafegar acima do limite de velocidade. Devido à tecnologia da época, o limite de velocidade era 40 km/hora.

    Hoje, a proibição continua. Mas devido ao avanço da tecnologia, e de carros mais potentes, o limite é 90 km/hora. Ora, um motorista que hoje viaja nessa estrada a 70 km/hora, está descumprindo a lei de 30 anos atrás? Claro que não. A lei não dizia: proibido trafegar acima de 40 km/hora. Mas: proibido trafegar acima do limite de velocidade. Portanto, as circunstâncias mudaram, a lei continua a mesma, mas a forma de cumpri-la mudou de acordo com as circunstâncias.

    “Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo”. – Jeremias 31:33. Veja que o Eterno não promete em nenhum lugar na Torah, na Lei ou nos profetas, que eliminará a Lei, quando ela fosse cumprida. Mas ele diz que ela seria inscrita nos corações dos homens. Portanto, a palavra do Eterno não pode ser vazia, e isso é que seria feito em Yeshua, não eliminar a Lei, mas aperfeiçoa-la, e escrevê-la no coração dos homens.

    O Eterno disse que pela desobediência no Éden, o homem morreria. E por consequência disso, Yeshua morreu por nós. O Eterno não descumpriu a sua Lei, mas fez um arranjo para cumprir sua justiça, sem eliminar o homem da existência. Porque a Palavra do Eterno não volta vazia.

    Yeshua não ensinou o que o Pai não ensinou, mas Ele ao explanar as Leis em Mateus 5, amplia, ao invés de anulá-las, e vemos que o padrão moral da Lei após explanada e recebida a sua real essência por Yeshua se torna ainda mais exigente, pois sai do plano de entendimento apenas físico e passa para o plano de entendimento espiritual das intenções do coração, pois se matar o próximo fisicamente era pecado na Lei em pedras, agora na Lei não em pedras de corações não regenerados (Ezequiel 36:26) mas sim impressa num coração de carne, interiorizada no Homem (Jeremias 31:33), além de continuar sendo pecado tal assassinato físico a exigência passa a um nível mais elevado, na qual até o se encolerizar contra o próximo é considerado assassinato e isso é reafirmado por João em sua epístola em I João 3:15, onde ele ainda deixa claro que o homicida não tem nele permanente a vida Eterna; Podemos ver também o Lei sobre o adultério que continua o tendo como pecado a sua prática física mas que agora eleva a exigência de ter como pecado não somente a prática física como também a pratica intelectual do ato, pois ao se olhar para a próxima e pensar em cometer a adultério, já o cometeu em seu coração, portanto já é réu de juízo.

    Portanto, há dois caminhos. Um, considerar que a Lei foi anulada, e outra, considerar que ela não foi anulada, mas aperfeiçoada no Mashiach, e que talvez estejamos interpretando errado as cartas de Shaul.

    Para saber qual caminho seguir, pergunto o seguinte, e se puder responder, aceito de antemão que a Lei foi anulada. Onde está escrito, na Torah, nos profetas, ou nos Evangelhos, que a Lei seria anulada após a Cruz? Shaul diz que nunca ensinou um Evangelho diferente daquele que aprendeu, e que tudo que fosse acrescentado a esse Evangelho, deveria ser anátema. O Evangelho que Shaul recebeu, foi o Evangelho que os outros apóstolos receberam. Então, onde está escrito nesses evangelhos, que a Lei seria anulada após a Cruz?

    Para sermos livres do pecado, precisamos entender o que é PECADO. O apóstolo João, nos dá a direção do que é PECADO. 1 João.3:4, temos a afirmação de que PECADO É A TRANSGRESSÃO DA LEI.

    Yeshua estabeleceu a Nova Aliança que é A LEI NA MENTE E NO CORAÇÃO.
    Essa é a Nova Aliança que não é sem Lei, mas que num processo continuo, até a ressurreição, vai mudando a Lei da pedra que é o símbolo do coração não regenerado (Ez. 36:26) e paulatinamente em processo de cooperação entre a perseverança do homem e a misericórdia de D-us vai transferindo a Lei para o interior do homem sendo que quando o processo se findar ocorrerá o que diz a profecia de Jeremias no verso 34 “

    Em Apocalipse 14:12 diz: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de D-us e a fé em Yeshua.”

    Note que a fé em Yeshua não está separada dos mandamentos de D-us. Portanto a mesma Lei dada no passado, estará sendo apregoada nos tempos do fim pelos santos , que terão que PERSEVERAR, ou seja, terão que lutar para continuar guardando as Leis do Senhor e a Fé em Yeshua”.

    portanto jussara, o que entendi, é que a Lei não foi abolida, o que foi abolido, cravado na Cruz, foi a maldição da Lei, o casamento anulado foi o casamento do homem com o pecado. a lei foi aperfeiçoada em Cristo, e na Universal a cumprimos plenamente, não como se cumpria antigamente, de modo legalista, mas como a tendo escrita no coração.

    não sacrificamos animais, pq o sangue já foi derramado por Cristo. a lei ainda está se cumprindo, pois não há salvação sem o derramamento de sangue, e Cristo derramou seu sangue por nós, cumprindo a lei. o templo ainda existe, nos nossos corações, onde devemos adorar a deus. a lei ainda está se cumprindo, pois diz a lei que o lugar de adoração é o templo, e isso significa que devemos adorar no coração, em espírito e verdade. outro exemplo, tínhamos os sacerdotes. hoje todos somos sacerdotes em Cristo, à maneira de Melquisedeque. Se todos somos sacerdotes, todos podemos nos apresentar diante de deus, e fazer nossas ofertas e sacrifícios. o bispo é também sacerdote, e tem os mesmos direitos. ele só está à frente pq é mais experiente, e se coloca ali para guiar as ovelhas. o dízimo é de todos, e não do bispo, e ele o utiliza para alimentar as viúvas e os órfãos também, através da obra de pregação, que distribui o pão da vida. e por aí vai.

    em breve terei as outras partes, e todos os seus argumentos refurados. aguarde anny jussara.

  11. Multa não é imposto, é punição sob as penas da lei, em pecúnia. É arbitragem de um Juiz da Lei imposto a um réu, no caso a “igreja universal do reino de Deus”, ré confessa, é pena. Jesus não foi penalizado por dar o exemplo pagando o imposto ao governo romano, a “universal” sim.

  12. “A Lei não foi abolida. Ela foi aperfeiçoada no Mashiach. Se você não crê na salvação por intermédio do sacrifício de Yeshua, da Graça do Eterno, certamente não terá a Vida Eterna, pois sem o Mashiach não há salvação, pois jamais poderia se justificar por seus próprios méritos, jamais seria justificado pela Lei. Ora, mas porque será condenado? Onde está escrita a punição? O que te diz o que é pecado? A Lei. Onde está escrito que não se deve adulterar? Na Lei. Onde está escrito que não se deve matar, cobiçar, difamar, adorar outros deuses? Na Lei. Na Lei, se você não cumpre o mandamento, você recebe as maldições, as punições, a morte. A Lei te diz o que é o pecado, é um espelho que mostra a sujeira no seu rosto. Se você morre como adúltero, sem se arrepender, sem fazer Teshuvá, sem pedir perdão sincero ao Eterno por Yeshua, obterá a Vida Eterna? Óbvio que não. Mas o que te condenará por morrer como adúltero não arrependido? A Lei te condenará. Logo, a Lei ainda vigora. Não da forma como a conhecíamos, mas de forma aperfeiçoada pelo Mashicach, conforme foi prometido pelo Eterno. O Rabi Shaul (Paulo) diz uma lista que não entrará no Reinos dos Céus: nem os ladrões, nem os fornicadores, nem os idólatras etc., de onde ele tirou isso? Claro que foi da Lei.

    A Lei é justiça, a Graça é amor. Se você não aceita o amor da Graça, cai na justiça da Lei.

    A Lei pune, exibe o pecado. A Graça salva. Se você nega a salvação pela Graça, aceita a punição da Lei.

    Portanto, a Lei ainda vigora, pois o Eterno disse que era um estatuto perpétuo. Ora, o Eterno voltaria a sua palavra (algo perpétuo, poderia ser cancelado depois, mesmo que por Cristo?)?

    O que mudou foi a forma de cumprirmos a Lei. Veja um exemplo:

    Há 30 anos uma estrada tinha uma placa, que proibia trafegar acima do limite de velocidade. Devido à tecnologia da época, o limite de velocidade era 40 km/hora.

    Hoje, a proibição continua. Mas devido ao avanço da tecnologia, e de carros mais potentes, o limite é 90 km/hora. Ora, um motorista que hoje viaja nessa estrada a 70 km/hora, está descumprindo a lei de 30 anos atrás? Claro que não. A lei não dizia: proibido trafegar acima de 40 km/hora. Mas: proibido trafegar acima do limite de velocidade. Portanto, as circunstâncias mudaram, a lei continua a mesma, mas a forma de cumpri-la mudou de acordo com as circunstâncias.

    “Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo”. – Jeremias 31:33. Veja que o Eterno não promete em nenhum lugar na Torah, na Lei ou nos profetas, que eliminará a Lei, quando ela fosse cumprida. Mas ele diz que ela seria inscrita nos corações dos homens. Portanto, a palavra do Eterno não pode ser vazia, e isso é que seria feito em Yeshua, não eliminar a Lei, mas aperfeiçoa-la, e escrevê-la no coração dos homens.

    O Eterno disse que pela desobediência no Éden, o homem morreria. E por consequência disso, Yeshua morreu por nós. O Eterno não descumpriu a sua Lei, mas fez um arranjo para cumprir sua justiça, sem eliminar o homem da existência. Porque a Palavra do Eterno não volta vazia.

    Yeshua não ensinou o que o Pai não ensinou, mas Ele ao explanar as Leis em Mateus 5, amplia, ao invés de anulá-las, e vemos que o padrão moral da Lei após explanada e recebida a sua real essência por Yeshua se torna ainda mais exigente, pois sai do plano de entendimento apenas físico e passa para o plano de entendimento espiritual das intenções do coração, pois se matar o próximo fisicamente era pecado na Lei em pedras, agora na Lei não em pedras de corações não regenerados (Ezequiel 36:26) mas sim impressa num coração de carne, interiorizada no Homem (Jeremias 31:33), além de continuar sendo pecado tal assassinato físico a exigência passa a um nível mais elevado, na qual até o se encolerizar contra o próximo é considerado assassinato e isso é reafirmado por João em sua epístola em I João 3:15, onde ele ainda deixa claro que o homicida não tem nele permanente a vida Eterna; Podemos ver também o Lei sobre o adultério que continua o tendo como pecado a sua prática física mas que agora eleva a exigência de ter como pecado não somente a prática física como também a pratica intelectual do ato, pois ao se olhar para a próxima e pensar em cometer a adultério, já o cometeu em seu coração, portanto já é réu de juízo.

    Portanto, há dois caminhos. Um, considerar que a Lei foi anulada, e outra, considerar que ela não foi anulada, mas aperfeiçoada no Mashiach, e que talvez estejamos interpretando errado as cartas de Shaul.

    Para saber qual caminho seguir, pergunto o seguinte, e se puder responder, aceito de antemão que a Lei foi anulada. Onde está escrito, na Torah, nos profetas, ou nos Evangelhos, que a Lei seria anulada após a Cruz? Shaul diz que nunca ensinou um Evangelho diferente daquele que aprendeu, e que tudo que fosse acrescentado a esse Evangelho, deveria ser anátema. O Evangelho que Shaul recebeu, foi o Evangelho que os outros apóstolos receberam. Então, onde está escrito nesses evangelhos, que a Lei seria anulada após a Cruz?

    Para sermos livres do pecado, precisamos entender o que é PECADO. O apóstolo João, nos dá a direção do que é PECADO. 1 João.3:4, temos a afirmação de que PECADO É A TRANSGRESSÃO DA LEI.

    Yeshua estabeleceu a Nova Aliança que é A LEI NA MENTE E NO CORAÇÃO.
    Essa é a Nova Aliança que não é sem Lei, mas que num processo continuo, até a ressurreição, vai mudando a Lei da pedra que é o símbolo do coração não regenerado (Ez. 36:26) e paulatinamente em processo de cooperação entre a perseverança do homem e a misericórdia de D-us vai transferindo a Lei para o interior do homem sendo que quando o processo se findar ocorrerá o que diz a profecia de Jeremias no verso 34 “

    Em Apocalipse 14:12 diz: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de D-us e a fé em Yeshua.”

    Note que a fé em Yeshua não está separada dos mandamentos de D-us. Portanto a mesma Lei dada no passado, estará sendo apregoada nos tempos do fim pelos santos , que terão que PERSEVERAR, ou seja, terão que lutar para continuar guardando as Leis do Senhor e a Fé em Yeshua”.

    portanto jussara, o que entendi, é que a Lei não foi abolida, o que foi abolido, cravado na Cruz, foi a maldição da Lei, o casamento anulado foi o casamento do homem com o pecado. a lei foi aperfeiçoada em Cristo, e na Universal a cumprimos plenamente, não como se cumpria antigamente, de modo legalista, mas como a tendo escrita no coração.

    não sacrificamos animais, pq o sangue já foi derramado por Cristo. a lei ainda está se cumprindo, pois não há salvação sem o derramamento de sangue, e Cristo derramou seu sangue por nós, cumprindo a lei. o templo ainda existe, nos nossos corações, onde devemos adorar a deus. a lei ainda está se cumprindo, pois diz a lei que o lugar de adoração é o templo, e isso significa que devemos adorar no coração, em espírito e verdade. outro exemplo, tínhamos os sacerdotes. hoje todos somos sacerdotes em Cristo, à maneira de Melquisedeque. Se todos somos sacerdotes, todos podemos nos apresentar diante de deus, e fazer nossas ofertas e sacrifícios. o bispo é também sacerdote, e tem os mesmos direitos. ele só está à frente pq é mais experiente, e se coloca ali para guiar as ovelhas. o dízimo é de todos, e não do bispo, e ele o utiliza para alimentar as viúvas e os órfãos também, através da obra de pregação, que distribui o pão da vida. e por aí vai.

    em breve terei as outras partes, e todos os seus argumentos refurados. aguarde anny jussara.

    • Edy mancebo

      a lei de moisés ainda está sendo cumprida? então porque a bíblia diz:

      ” Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê.” (Romanos 10:4)

      Pode explicar isso?

      • hehehe.. vc esta muito fraquinha stardus. eu coloco toda uma tese, e vc (que reclama tanto q ninguem rebate as suas teses), só coloca um textinho para rebater todas as argumentações biblicas? hehehe.. esse tempo de reclusão te deixou fraquinha jussara.

        questão de tradução jussara stardus. O vocábulo grego comum plerõsai significa “encher, suprir, ocupar, completar”. procure um dicionário grego, mesmo que online, e verá isso. ou seja, essa frase pode ser traduzida por: o cumprimento da lei é Cristo. pq ele cumpriu a lei, ele a complementou, a aperfeiçoou.

        veja esse texto:

        “Em Romanos 10.4, a Nova Versão Internacional (NVI) apresenta um exemplo típico das demais traduções: “Porque o fim da Lei é Cristo, para a justificação de todo o que crê”. Entretanto, o vocábulo grego telos, presente na palavra portuguesa “teleologia”, geralmente significa “objetivo, propósito, meta”, e não “término, fim”. O Messias não trouxe o fim da Torah; ao contrário, como verte o Novo Testamento Judaico: “Porque o objetivo estabelecido pela Torah é o Messias, que oferece justiça a todo que deposita sua confiança”. Este é o ponto estabelecido por Sha’ul em Romanos 9.30 – 10.13. Por esse motivo, a palavra grega de, no início de Romanos 10.6, é vertida por “além disso”, em lugar da conjunção adversativa “mas”; pois esta poderia implicar a existência de duas vias para a justiça — mediante obras (i.e., obedecer à Torah à parte da fé, v. 5) e mediante fé (v. 6-10)”.

        ora, então como saberemos a tradução correta? simples, aquela que está em harmonia com os outros textos. afinal, pedro mesmo diz em sua epístola que estavam deturpando as cartas de paulo. para julgar tudo q foi escrito por paulo, deve-se analisar o evangelho q ele recebeu, o qual ele disse q se algo fosse acrescentado, seria anátema (logo, ele nao poderia dizer q a lei foi anulada, sem um embasamento nos evangelhos).

        1 – não há nenhuma profecia, anunciando o fim da lei. mas há profecias dizendo que a lei seria inscrita nos corações dos servos de deus.

        2 – em nenhum momento Jesus ensina que a lei terminaria, ou que seu sacrifício aboliria a lei. então, de onde paulo tirou isso? claro que a tradução de que cristo completou a lei é mais correta, pois está em harmonia com toda a bíblia, desde gênesis, passando pelos profetas.

        3 – onde está o embasamento bíblico nos evangelhos, para confirmar a tradução de que a palavra certa é “fim”, e não “cumprimento”, ou “objetivo”? não basta traduzir, tem q estar em harmonia com os evangelhos.

        mas vou além disso:

        “Porém confesso-te que, segundo o Caminho, a que chamam seita, assim eu sirvo ao Deus de nossos pais, acreditando em todas as coisas que estejam de acordo com a lei e nos escritos dos profetas.” Atos 24:14

        ve stardus, paulo, muito tempo depois da sua conversão, afirmando piamente que serve ao mesmo Deus de Israel, e que crê em todas as coisas que estejam DE ACORDO COM A LEI E NOS ESCRITOS DOS PROFETAS.

        ou seja, a sua tradução para a palavra “fim”, e não “cumprimento” ou “objetivo”, deve estar DE ACORDO COM A LEI E OS ESCRITOS DOS PROFETAS.

        então eu lhe pergunto. me prove como essa tradução, essa interpretação, está de acordo com a lei e com os escritos dos profetas. vamos, me prove, vou esperar sentado.

        fica óbvio a tradução que está correta.

        1 – a palavra de deus não volta. ele estabeleceu a lei como estatudo perpétuo, se ele a anulasse, estaria anulando a sua palavra. por isso, ele a aperfeiçoou, conforme profetizado em jeremias.

        2 – jesus nunca foi contra a lei, não disse que iria revoga-la (palavra dele, se ele disse q não iria revoga-la, não é óbvio que se trata de uma má interpretação das cartas de paulo, achar q a lei foi revogada? ou cristo não é a chave para entender a biblia?), mas ele disse q iria aperfeiçoa-la. outra stardus, jesus disse q a nossa justiça deve superar a dos fariseus. por exemplo, não só adulterar é pecado, mas como também desejar a mulher. isso significa q a lei foi aperfeiçoada, e nao revogada. stardus, jesus diz uma coisa, e vc interpreta outra. é coerente eu achar q vc esta interpretando errado, visto q sua interpretação não tem base nem nos evangelhos, e nem nos profetas.

        mais um fatality.

        portanto, nós da Universal e outras igrejas evangélicas, cumprimos ainda a Lei, não uma lei legalista, mas a lei que foi aperfeiçoada em Cristo.

        quer mais um exemplo stardus? está escrito na lei: olho por olho, e dente por dente, a lei do talião.

        lembra da historia do devedor ingrato? pois é. se nós recebemos uma graça imerecida, fomos perdoados em Cristo, recebemos um perdão de uma dívida incalculável, temos a OBRIGAÇÃO de também exercer a mesma misericordia com nossos irmãos. a prova disso? o devedor, q nao perdoou uma divida muito menor do a q ele tinha sido perdoado, foi lançado na prisão. e tb, quem não perdoar o irmão, não será perdoado. é a lei do talião. se ela não fosse válida, vc não precisaria perdoar para ser perdoado. mas ela ainda vigora, e a prova disso, é que se vc não cumpri-la (nao perdoar como foi perdoado), não será perdoado, e se nao for perdoado, morre como pecador, e sera lançado na prisão, como o devedor ingrato, ate q pague o ultimo centavo. onde esta isso? na lei. e como ela não é válida stardus?

        mais uma. o sumo sacerdote tinha que expiar o pecado do povo. quem é o sumo sacerdote hoje? Jesus Cristo, à maneira de melquisedeque. ele expia nossos pecados diante de deus. onde esta escrito q o sumo sacerdote deve expiar o pecado do povo? na lei. como a lei nao é válida, se Cristo continua cumprindo o q foi dito na lei, lá nos Céus, diante de deus?

        responda essas questões se for capaz stardus. se sempre nos pede exemplo de cristao dando dizimo, te peço uma profecia, ou uma afirmação de jesus de que a lei seria anulada. ele mesmo disse o contrario. e obvio entao q a sua interpretação esta errada, pois nao bate com o evangelho de jesus.

        Em Apocalipse 14:12 diz: “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os MANDAMENTOS de Deus “E” a fé em Jesus Cristo.”

        chega, pois vc sei q sua resposta nao vai estar a altura, mas vai colocar um verscículo isolado. nao tem problema, terei prazer em quebrar ele.

        • edy mancebo

          O combinado tinha sido o seguinte… eu postaria as 10 perguntas que os que tomam dízimos nunca conseguiram responder, e vc traria a resposta no dia seguinte, após consultar o seu mestre.

          Bom, depois de uma semana vc retorna escrevendo textos enormes, porém sem nexo nenhum… As dez perguntas continuam sem resposta… a velha desculpa se fez presente…”questão de tradução”… “os originais gregos, hebraicos dizem uma coisa e a bíblia em portugues não foi traduzida corretamente”… essa desculpa é velha!

          foi isso que seu “mestre” te ensinou? quando confrontado pela verdade bíblica, use a velha tática de dizer que os originais gregos/hebraicos não foram corretamente traduzidos?

          Acha que já não tentaram esse truque comigo, edy mancebo?

          Mesmo que a lei não tivesse sido abolida, vale lembrar que ela nunca foi obrigatória para os que eram de fora de israel, pois a lei de moisés era somente aos israelitas! ( malaquias 4:4 )

          Se alguém porém quiser seguir a lei de moisés, por livre e espontanea vontade, está autorizado pela bíblia, mas terá de segui-la inteiramente, e terá de se circuncidar para inicio de conversa:

          “De novo, testifico a todo homem que se deixa circuncidar que está obrigado a guardar toda a lei.” (Gálatas 5:3)

          Mas se vc segue a lei de moisés, O sacrifício de Cristo não tem utilidade para vc:

          “Eu, Paulo, vos digo que, se vos deixardes circuncidar, Cristo de nada vos aproveitará.” (Gálatas 5:2)

          Edy mancebo, sei que toda essa birra que vc tem pela minha pessoa, na vdd é admiração. Vc quer ter a minha atenção, como vc se apega na lei de moisés, Jesus não tem tido espaço na sua vida… sei que vc na realidade tem inveja da liberdade que tenho em Cristo, por eu não estar dependente de entrega de dízimos,e outras doutrinas da religião evangélica…

          É que Deus me mostrou que o evangelho é simples de tudo… “arroz com feijão”…

          ( mas se tiver uma carne de porco comprada com dinheiro dos 10% do que eu recebo, num dia de sábado, melhor não é? )

          • em relação a tradução stardus, nao estou questionando a tradução. a palavra grega pode ser traduzida de várias formas: fim, objetivo, meta etc., eu mostrei biblicamente o sentido da palavra, baseado nos evangelhos e nos profetas, nao disse q a tradução estava errada, mas q vc estava interpretando errado, como o proprio apostolo pedro disse, que muitos interpretavam errado as cartas de paulo. se acha q esta interpretando certo, me prove baseado nos evangelhos e nos profetas. nao pode nao é? então fim de papo.

            “Porém confesso-te que, segundo o Caminho (o Caminho de Jesus), a que chamam seita, assim eu sirvo ao Deus de nossos pais, acreditando em todas as coisas que estejam DE ACORDO COM A LEI E NOS ESCRITOS DOS PROFETAS.” Atos 24:14

            o que ele me disse stardust, é que todo argumento é um fruto de uma arvore que esta enraizada no coração. para contra argumentar, nao se deve cuidar apenas dos frutos, mas de toda a arvore, que e a raiz dos argumentos. por isso coloquei esse texto, para ir à raiz dos seus argumentos, e então, eu chegaria aos seus frutos, q sao os seus 10 argumentos. mas vejo q vc nao esta nesse nivel intelectual para uma discussão. vc quer umas respostinhas vagas e pronto. está em parte certo, esse nao e um lugar para grandes debates. mas nao venha me dizer q ninguem rebate seus argumentos, se vc nao tem paciência para participar de uma discussão complexa. se o q vc deseja é um debate amador, vamos terminar por aki.

            agora, a lei não anula o sacrifício de cristo, pelo contrário, sem o sacrifício de Cristo é impossível cumprir a lei. onde está o templo, onde estão os sacrifícios? onde está a expiação dos pecados? tudo isso só é possível em Cristo.

            stardust, vc que gosta de seguir a biblia, tem que admitir, o proprio cristo disse que nao veio revogar a lei, mas aperfeiçoa-la. ele cumpriu a profecia de jeremias, devido ao seu sacrificio, o que era impossivel de ser cumprido, se tornou possivel, pois rompemos nossa ligação com o pecado, acabou o casamento com o pecado. cristo aperfeiçoou a lei, como disse q ia fazer, a esreveu nao em taboas, mas em nossos corações, através do Espírito Santo. isso tudo está embasado nos evangelhos e nos profetas. ja a sua teoria nao tem embasamento a não ser a sua interpretação. entao, eu prefiro ficar com as palavras de jesus e dos profetas. não tem discussão, é fatality.

            stardus, paulo estava falando do legalismo. a lei nao salva, so quem salva e Cristo. se alguem acha q sem a circuncisão nao sera salvo, esta atribuindo a salvação ao cumprimento da lei, entao, se quer ser salvo pela lei, deve cumprir toda a lei. logo, aqueles cristaos judaizantes q pregavam q era “necessário” se circuncidar, estavam pregando q a salvação dependia do cumprimento desse mandamento. ora, e paulo respondeu a esses legalistas: se a circuncisão é necessária para a salvação, anulam a cristo, se quer ser justificado pela lei, e nao por cristo, cumpra entao toda a lei, pois se falhar em um só ponto, estará falhando em toda a lei.

            mas ja percebi q discussoes complexas estao fora da sua alçada. vc so gosta de se exibir com pessoas sem conhecimento.

            vc me disse q eu te admirava, realmente eu te admirava, no passado. mas, vc disse q voltou por minha causa, pq eu estava te difamando. realmente, eu errei, e pedi perdao publicamente aqui no site, mas vc continuou aqui. mas mesmo se eu nao tivesse pedido perdao, me diga: o q vale mais, a provocação de um anonimo, ou a instrução do Espirito Santo? a instrução do Espirito Santo, ou a sua reputação aqui? esta claro q vc nao e guiado pelo Espirito de Deus, e q nao esta nem ai para ele, mas para a sua reputação.

            ate

  13. A religião evangélica ordena que vc pague dízimos ao lider religioso, porém um estudo mais aprofundado da palavra de Deus, desmascara o falso ensino de dízimos obrigatórios aos cristãos.

    O dízimo era um mandamento da lei de moisés (Levítico 27:32), e era obrigatório somente ao povo de israel (Números 18:26)

    Nós, cristãos não seguimos a lei de moisés (Romanos 6:14) e o dízimo era reconhecidamente um mandamento da lei de moisés, o Próprio Senhor Jesus reconhece que o dízimo era inerente a lei de moisés:

    ” porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado OS PRECEITOS MAIS IMPORTANTES DA LEI: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas” ( mateus 23:23 )

    Repare que neste versículo o Próprio Senhor reconheceu que o dízimo era parte da lei, assim como a justiça, a misericórdia e a fé, mas os fariseus cumpriam a lei de moisés na parte de entregar os dízimos, (sendo nessa parte extremente zelosos, pois davam dízimo até das coisas minimas, como hortelã, endro e cominho ) e desprezavam o mais importante da lei, ou seja, a justiça, a misericórdia e a fé.

    logo, comprovadamente dízimo era apenas mais um dos diversas observações da lei de moisés, inclusive Jesus deixa isso bem claro.

    Jesus mandou aos fariseus entregarem o dízimo porque enquanto Jesus exercia o seu ministério terreno, Jesus e todos de israel ainda estavam sob a lei de moisés, pois o Senhor mesmo disse:

    “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir” (Mateus 5:17)

    E a própria bíblia confirma que o Senhor Jesus estava debaixo da lei de moisés:

    ” vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, NASCIDO SOB A LEI” (gálatas 4:4)

    Jesus veio para cumprir a lei de moisés, portanto não poderia ser contra a entrega do dízimo que era um mandamento da lei de moisés antes de seu cumprimento na Sua morte na cruz. Lembre-se que Quando Jesus foi crucificado Ele disse:

    ” ESTÁ CONSUMADO! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito” (João 19:30)

    Quer dizer que a lei de moisés foi consumada, ( cumprida ), ou seja abolida:

    “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê” (Romanos 10:4 )

    Então, naquele momento ainda, antes da morte de Jesus todos de israel deviam sim entregar o dízimo e obedecer a todos os preceitos da lei de moisés pois a Graça que hoje se estende a todos que recebem a Jesus como seu Salvador só iniciou de fato após o sacrifício de Jesus e sua morte física.

    Malaquias 3:10-11, tão utilizado para forçar os membros a darem dízimo, se refere somente aos de ISRAEL, e portanto nada tem a ver conosco, os cristãos. Isso é facilmente comprovado quando lemos todo o livro de malaquias e não somente malaquias 3:8-11! O livro de malaquias inclusive começa informando a quem se dirigia aquelas advertencias:

    “Peso da palavra do SENHOR CONTRA ISRAEL, por intermédio de Malaquias” (malaquias 1:1).

    E malaquias 4:4 também confirma que aquela admoestação sobre dízimo e outros mandamentos era somente aos de ISRAEL.

    Lembrai-vos da lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe PARA TODO O ISRAEL, a saber, estatutos e juízos. (malaquias 4:4)

    Mas o incauto religioso que foi ensinado a dar dízimos ainda argumenta:

    ” Mas no novo testamento tem um versículo que diz: “”Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive.” (Hebreus 7:8)

    Resposta: É muito curioso os religiosos citarem hebreus 7:8, um versículo por sí só fora de contexto, e não convidar-nos a ler TODO O CAPITULO 7 DE HEBREUS.

    todos os que exigem dízimos evitam estudar esse capítulo todo com sua membresia… e não é a toa, pois se assim o fizesse, entenderiam melhor ainda que o dízimo era somente para os de israel e somente os levitas poderiam cobrar das outras 11 tribos de israel:

    Vamos examinar o versículo 5 de hebreus 7:

    ” Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (Hebreus 7:5)

    veja que somente os filhos de levi (os levitas), tem mandamento de recolher DE ACORDO COM A LEI ( de moisés ), os dízimos do povo OU SEJA DE SEUS IRMÃOS ( quem são os irmãos dos levitas? ora, são as outras 11 tribos de ISRAEL! )

    Nós não somos de nenhuma tribo de israel ( somos os que a bíblia chama de gentios, que nunca na história da humanidade esteve debaixo da lei de moisés, nem quando ela vigorava em israel ), e nem estamos debaixo da lei de moisés.

    Isso é facilmente comprovado examinando a bíblia e verificando que não há relato de uma pessoa sequer, que não fosse de Israel, entregando dízimo. A bíblia menciona vários povos além dos israelitas, mas nenhum deles além dos israelitas entregava dízimo e pq? pq o mandamento de dizimar era somente aos de israel.

    O capitulo 7 de hebreus realmente menciona o dízimo, mas o versículo 18 deixa bem claro que o dízimo não tem lugar na nova aliança em Cristo:

    ” Porque o precedente mandamento é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade ” (hebreus 7:18)

    outro fato interessante é que dízimo NUNCA ERA PAGO EM DINHEIRO!

    Na lei de moisés dízimo somente era em produtos agrícolas e animais (Deuteronômio 14:22-23, Neemias 13:12) pois dízimo era alimento!

    E naquela época já existia dinheiro, veja Gênesis 17:23, Gênesis 33:19, Êxodo 22:17, Deuteronômio 23:19 entre outras diversas..

    E no tempo de Jesus, o dinheiro também já fazia parte da vida deles…

    As duas moedas da viúva pobre (Marcos 12:42), Judas traiu Jesus por 30 moedas (Mateus 26:15) entre outras…

    Portanto essa conversa de que dízimo não era entregue em dinheiro nos tempos bíblicos pq o dinheiro não existia e somente se fazia comércio na base de troca de produtos e bens não tem fundamento bíblico. dinheiro fazia parte da vida deles, e é mencionado em diversas partes da bíblia, inclusive em genesis, o primeiro livro dela!!!

    Conclusão: além do dízimo não ser obrigatório hoje para os cristãos, está sendo ensinado totalmente errado até mesmo do tempo em que era obrigatório!!!

    Os desavisados pagam dízimos porque a religião evangélica ensina que quem não dá dízimo rouba à Deus,e ladrões não herdarão o reino dos céus, mas os que crêem no sacrifício do Senhor Jesus compreende que Ele já pagou o preço:

    “Por preço fostes comprados; não vos torneis escravos de homens.” (I Coríntios 7:23)

    Por isso, sacrifícios de animais e devolução de dízimos de alimentos que a religião evangélica por ganancia transformou em dinheiro não são necessários!

    Aliás, a ganancia desses lideres religiosos evangélicos já foi profetizada:

    “disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro” (I Timóteo 6:5)

    ” também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias…” (II Pedro 2:3)

    Deus abençoe a todos!

  14. A VERDADE SOBRE DÍZIMO:

    O dízimo era um mandamento da lei de moisés (Levítico 27:32), e era obrigatório somente ao povo de israel (Números 18:26)

    Nós, cristãos não seguimos a lei de moisés (Romanos 6:14) e o dízimo era reconhecidamente um mandamento da lei de moisés, o Próprio Senhor Jesus reconhece que o dízimo era inerente a lei de moisés:

    ” porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho e tendes negligenciado OS PRECEITOS MAIS IMPORTANTES DA LEI: a justiça, a misericórdia e a fé; devíeis, porém, fazer estas coisas, sem omitir aquelas” ( mateus 23:23 )

    Repare que neste versículo o Próprio Senhor reconheceu que o dízimo era parte da lei, assim como a justiça, a misericórdia e a fé, mas os fariseus cumpriam a lei de moisés na parte de entregar os dízimos, (sendo nessa parte extremente zelosos, pois davam dízimo até das coisas minimas, como hortelã, endro e cominho ) e desprezavam o mais importante da lei, ou seja, a justiça, a misericórdia e a fé.

    logo, comprovadamente dízimo era apenas mais um dos diversas observações da lei de moisés, inclusive Jesus deixa isso bem claro.

    Jesus mandou aos fariseus entregarem o dízimo porque enquanto Jesus exercia o seu ministério terreno, Jesus e todos de israel ainda estavam sob a lei de moisés, pois o Senhor mesmo disse:

    “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir” (Mateus 5:17)

    E a própria bíblia confirma que o Senhor Jesus estava debaixo da lei de moisés:

    ” vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, NASCIDO SOB A LEI” (gálatas 4:4)

    Jesus veio para cumprir a lei de moisés, portanto não poderia ser contra a entrega do dízimo que era um mandamento da lei de moisés antes de seu cumprimento na Sua morte na cruz. Lembre-se que Quando Jesus foi crucificado Ele disse:

    ” ESTÁ CONSUMADO! E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito” (João 19:30)

    Quer dizer que a lei de moisés foi consumada, ( cumprida ), ou seja abolida:

    “Porque o fim da lei é Cristo, para justiça de todo aquele que crê” (Romanos 10:4 )

    Então, naquele momento ainda, antes da morte de Jesus todos de israel deviam sim entregar o dízimo e obedecer a todos os preceitos da lei de moisés pois a Graça que hoje se estende a todos que recebem a Jesus como seu Salvador só iniciou de fato após o sacrifício de Jesus e sua morte física.

    Malaquias 3:10-11, tão utilizado para forçar os membros a darem dízimo, se refere somente aos de ISRAEL, e portanto nada tem a ver conosco, os cristãos. Isso é facilmente comprovado quando lemos todo o livro de malaquias e não somente malaquias 3:8-11! O livro de malaquias inclusive começa informando a quem se dirigia aquelas advertencias:

    “Peso da palavra do SENHOR CONTRA ISRAEL, por intermédio de Malaquias” (malaquias 1:1).

    E malaquias 4:4 também confirma que aquela admoestação sobre dízimo e outros mandamentos era somente aos de ISRAEL.

    Lembrai-vos da lei de Moisés, meu servo, que lhe mandei em Horebe PARA TODO O ISRAEL, a saber, estatutos e juízos. (malaquias 4:4)

    Mas o incauto religioso que foi ensinado a dar dízimos ainda argumenta:

    ” Mas no novo testamento tem um versículo que diz: “”Aliás, aqui são homens mortais os que recebem dízimos, porém ali, aquele de quem se testifica que vive.” (Hebreus 7:8)

    Resposta: É muito curioso os religiosos citarem hebreus 7:8, um versículo por sí só fora de contexto, e não convidar-nos a ler TODO O CAPITULO 7 DE HEBREUS.

    todos os que exigem dízimos evitam estudar esse capítulo todo com sua membresia… e não é a toa, pois se assim o fizesse, entenderiam melhor ainda que o dízimo era somente para os de israel e somente os levitas poderiam cobrar das outras 11 tribos de israel:

    Vamos examinar o versículo 5 de hebreus 7:

    ” Ora, os que dentre os filhos de Levi recebem o sacerdócio têm mandamento de recolher, de acordo com a lei, os dízimos do povo, ou seja, dos seus irmãos, embora tenham estes descendido de Abraão” (Hebreus 7:5)

    veja que somente os filhos de levi (os levitas), tem mandamento de recolher DE ACORDO COM A LEI ( de moisés ), os dízimos do povo OU SEJA DE SEUS IRMÃOS ( quem são os irmãos dos levitas? ora, são as outras 11 tribos de ISRAEL! )

    Nós não somos de nenhuma tribo de israel ( somos os que a bíblia chama de gentios, que nunca na história da humanidade esteve debaixo da lei de moisés, nem quando ela vigorava em israel ), e nem estamos debaixo da lei de moisés.

    Isso é facilmente comprovado examinando a bíblia e verificando que não há relato de uma pessoa sequer, que não fosse de Israel, entregando dízimo. A bíblia menciona vários povos além dos israelitas, mas nenhum deles além dos israelitas entregava dízimo e pq? pq o mandamento de dizimar era somente aos de israel.

    O capitulo 7 de hebreus realmente menciona o dízimo, mas o versículo 18 deixa bem claro que o dízimo não tem lugar na nova aliança em Cristo:

    ” Porque o precedente mandamento é ab-rogado por causa da sua fraqueza e inutilidade ” (hebreus 7:18)

    outro fato interessante é que dízimo NUNCA ERA PAGO EM DINHEIRO!

    Na lei de moisés dízimo somente era em produtos agrícolas e animais (Deuteronômio 14:22-23, Neemias 13:12) pois dízimo era alimento!

    E naquela época já existia dinheiro, veja Gênesis 17:23, Gênesis 33:19, Êxodo 22:17, Deuteronômio 23:19 entre outras diversas..

    E no tempo de Jesus, o dinheiro também já fazia parte da vida deles…

    As duas moedas da viúva pobre (Marcos 12:42), Judas traiu Jesus por 30 moedas (Mateus 26:15) entre outras…

    Portanto essa conversa de que dízimo não era entregue em dinheiro nos tempos bíblicos pq o dinheiro não existia e somente se fazia comércio na base de troca de produtos e bens não tem fundamento bíblico. dinheiro fazia parte da vida deles, e é mencionado em diversas partes da bíblia, inclusive em genesis, o primeiro livro dela!!!

    Conclusão: além do dízimo não ser obrigatório hoje para os cristãos, está sendo ensinado totalmente errado até mesmo do tempo em que era obrigatório!!!

    Os desavisados pagam dízimos porque a religião evangélica ensina que quem não dá dízimo rouba à Deus,e ladrões não herdarão o reino dos céus, mas os que crêem no sacrifício do Senhor Jesus compreende que Ele já pagou o preço:

    “Por preço fostes comprados; não vos torneis escravos de homens.” (I Coríntios 7:23)

    Por isso, sacrifícios de animais e devolução de dízimos de alimentos que a religião evangélica por ganancia transformou em dinheiro não são necessários!

    Aliás, a ganancia desses lideres religiosos evangélicos já foi profetizada:

    “disputas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade é fonte de lucro” (I Timóteo 6:5)

    ” também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias…” (II Pedro 2:3)

    Deus abençoe a todos!

    • Quero só ver o argumento do Edy Mulambo, sobre essa sua pergunta Stardust.

      E aproposito, olha as verdadeiras intenções do sr Burns Macedo.

      Bispo Edir Macedo, agora, é banqueiro

      CORREIO BRAZILIENSE
      Simone Kafruni
      Sem explicações convincentes, o Banco Central pediu e a presidente Dilma Rousseff autorizou o bispo Edir Macedo, da Igreja Universal do Reino de Deus, a comprar 49% do capital do Banco Renner, com sede no Rio Grande do Sul. Seria uma operação corriqueira não fossem dois pontos: Macedo foi classificado pelo BC como investidor estrangeiro, mesmo tendo nascido no Brasil, e o bispo não reúne os atributos necessários exigidos pela autoridade monetária para operar no mercado financeiro, entre eles, habilitação técnica. Nunca se soube que Macedo tenha atuado em um banco, corretora ou distribuidora de valores.

      A dificuldade do BC em justificar a operação é enorme. Tanto que se limitou a responder o questionamento do Correio por meio de uma nota lacônica. “A participação no capital de instituição financeira nacional de pessoas físicas (brasileiras ou não) ou jurídicas residentes ou domiciliadas no exterior depende de reconhecimento de interesse do governo brasileiro, se ausentes acordos internacionais ou de reciprocidade”, assinalou. Para o BC, essas palavras, carregadas de tecnicismo, são suficientes para esclarecer quaisquer dúvidas.

      Esclarecendo as questões pendentes do Banco Central:

      1) Edir Macedo é “investidor” estrangeiro porque seu o reino de seu pai (satanás) não é deste mundo.
      2) Macedo tem muita experiência como banqueiro. A Universal é um tipo de banco onde quem deposita pensa que vai retirar no outro mundo ou em forma de bênçãos… Já seus pastores são tão safados e escrotos quanto qualquer banqueiro…

      Agora, eu me pergunto e, eu mesmo, já respondo: Podemos levar à sério um governo destes? Dilma, quais são os interesses do “governo brasileiro”neste acordo? Na boa, pelo menos no governo FHC, volta e meia este escroque era preso… Hoje, funda banco, faz ministro e viaja de passaporte diplomático! Alguém para contestar?!?!?

      Fonte: genizah

  15. Stardont,

    Lá embaixo você essa pergunta:

    ” Na bíblia, existe ao menos um seguidor de Jesus que deu dízimo? ”

    Devolvo a pergunta no mesmo estilo que Cristo fazia com os fariseus.

    Na bíblia há passagens em que se vê Cristo Jesus condenando quem desse o dízimo?

    Aprenda as técnicas usadas para compreensão da vontade exata de quem legisla, de quem escreve, o que se costuma chamar de “espírito da lei”, como seja, se não proíbe explicitamente é porque permite.

    Vá estudar, meu caro, volte para o ostracismo que se encontrava, peça aos chilenos que passaram noventa dias soterrados um lugarzinho, ou seja, volte pro seu buraco.

    • levi varela

      Não é pecado dar 10% de sua renda numa denominação. O que combatemos é esse ensino farisaíco de que isto é obrigatório, e de que quem não faz será vitima de um ser imaginário chamado devorador e que tal pessoa perderá a salvação.

      apenas isso. e muita gente tá se libertando dessa mentira chamada dízimo.

      • Stardonot,

        Meu pai como pastor nunca disse tal coisa. As igrejas que frequentei em visitas ou nas que fui membro também não.

        Desde quando os evangélicos são bebezinhos para ouvir e dar créditos a historinhas de boi da cara preta?

        Você senta a pua nos que mantêm as igrejas, e quando provocado vem com essa história que há uma atuação psicológica dos lideres evangélicos em desfavor dos evangélicos, portanto que eles precisam da sua versão salvadora que dízimo não é obrigatório?

        Perguntei antes e continuo a perguntar, se antes o dízimo era obrigado, todavia não mais depois de Cristo, então explique essa obrigatoriedade não fazer parte das recomendações inseridas nos dez mandamentos e nas demais.

        Não fique colocando tis na bíblia, pois haverá de pagar e caro, visto que o dízimo e as ofertas nunca e jamais tiveram o caráter compulsório, coisa que qualquer evangélico sabe e bem, entretanto você quer vê as coisas invertidas por completo, a destruição.

        Ficar você dizendo que Deus impõe a gente obrigações e tarefas, eis que tal fere o princípio do livre arbítrio, portanto você peleja contra o Criador do universo, um falso testemunho contra as evidências do que seja Deus e do que a bíblia testifica. A sua alma vai precisar de muita paz quando começar a ser acusada ante Deus de ter falsificado a verdade, por desmontar princípios santos, cabendo lembrar que assim falo em face de que você mesmo afirma que muitos estão dando crédito á tua mensagem, como seja, o mal plantado e colhendo frutos.

          • stardust, deixa eu ver se entendi…

            Implicância com evangélicos acerca de dízimos pode, mas implicância com católicos acerca de orações a “santos” e suposições de que Maria seja imaculada não pode ?

            Hummmm….

          • jeann

            o levi me persegue pq eu nunca falei nada contra a católica, que por algum motivo ele tanto odeia. Como ele sabe que ninguém dá muita atenção para o que ele fala, ele queria me usar para falar contra o que ele tanto detesta.

            Não sou adepto do catolicismo, da mesma forma que da religião evangélica, pois são duas religiões idolatras, o que claramente é condenado nas escrituras.

            Falo sobre o dízimo pois além de ser uma distorção do que a bíblia relata, o dízimo se tornou uma doutrina inquestionável no arraial evangélico. E como os evangélicos estão sendo levados para quererem coisas desse mundo, que tem de ser rico, porque não falar desse assunto?

            o dízimo está sustentando lideres que nada tem preocupação com as ovelhas.

            “Tornou a dizer-lhe segunda vez: Simão, filho de Jonas, amas-me? Disse-lhe: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta as minhas ovelhas.” (João 21:16)

            o pastor deve apascentar as ovelhas… mas infelizmente, as ovelhas estão sustentando um sistema religioso que quase nada tem a ver com o IDE de Jesus…

            Jeann, quem não dá dizimo… não será salvo? podes responder a luz da bíblia?

          • Stardust,

            Devolvo a pergunta feita ao Jean,

            Um indivíduo que mata vai para o céu?

            Se disser que sim, então quem não dá dizimo vai, pois é conduta de de menor gravidade para sociedade.

            Se você disser que não, então foi em vão o sacrifício de morte de Cristo, pois veio em prol de todo o tipo de pecador, mais a mais, você o derruba da cruz ao assentir que o que vale são os méritos, não a mão salvadora de Deus via o seu filho Jesus, pois não viu homem algum capaz de por si só ser salvo.

          • stardust,

            Fica tranquilo, só falei isso pq vejo que da mesma forma que vc ataca os evangélicos por ódio de pastores o levi tem direito também de atacar os católicos ou mesmo vc. Da mesma forma que vc argumenta que quer abrir os olhos dos evangélicos, o levi pode argumentar estar abrindo os olhos dos católicos. Da mesma forma que vc argumenta que pastor está lucrando com o dízimo, tem católicos lucrando com venda de santos, velas, terços, etc.

            Diferente do que vc acha, evangélico não é quem segue os ensinamentos de pastor, esses são os designados pela sua denominação, ex: batistas, adventistas, iurdianos, assembleianos, etc. Evangélico é quem segue o movimento evangelicalismo o que NÃO dá ênfase em rituais mas sim a piedade da pessoa. Em geral, o evangélico enfatiza a necessidade de conversão pessoal, o respeito pela autoridade bíblica, a morte redentora de Cristo e a necessidade de compartilhar o evangelho ativamente.

            Eu sou evangélico e cristão, mas não sigo todos os ensinamentos doutrinários da denominação que frequento, por exemplo batismo de crianças. Sou contra obrigatoriedade de dízimo e contra teologia da prosperidade. Eu dou dízimo não porque é doutrina, e não porque está nas leis de Moisés, mas porque EU SEI o destino desse dinheiro, e REALMENTE vai ajudar instituições de combate a câncer, de drogados e outras também e EU SEI que Deus se agrada disso. E isso é claro não é questão de salvação, apenas de amor ao próximo.

            Uma pergunta, vc dá ênfase também ao que o evangelicalismo enfatiza ? (citei acima)

          • Jeann diz: “Da mesma forma que vc argumenta que pastor está lucrando com o dízimo, tem católicos lucrando com venda de santos, velas, terços, etc.”

            veja bem, o pastor lucra com o dízimo NA IGREJA, agora ao que me consta, a venda de imagens, velas, terços ocorre fora da igreja católica, em casas do ramo… tem diferença! o pastor fa comercio dentro da congregação, os católicos adquirem seus objetos fora da católica.

            jeann, evangelicalismo… primeira vez que vejo essa palavra… bom, eu não sou adepto de rótulos… me considero apenas cristão… o evangelho é simples, sem rotulagem.

            Se a sua denominação efetivamente dá um destino social ao dinheiro que recebe de dízimo, então provavelmente seus lideres só errem por ensinarem o dízimo em dinheiro. Sei que muitos erram por ignorancia mesmo. (ignorancia no sentido de desconhecimento )

          • Stardonot,

            Você já sabia que sou filho de pastor, no mínimo duas vezes a gente já debateu sobre isso, será você mesmo o antigo JGMX ou um impostor?

            Segundo, nunca alimentei ódio contra ninguém, independente de ter ou não qualidades ou erros.

            No caso da católica, é nossa irmã também, e nutro amor por ela, aliás agente tenta consertar primeiro os que nos são cativos, depois os demais. Quantas vezes aqui falei da necessidade da igreja estabelecer regras claras para impedir a pedofilia? Quantas vezes elogiei o atual papa? Manifestei preocupação com a vida de bento XVI quando sozinho estava no meio de muitos lobos, motivo da renúncia e que o atual está encontrando tudo que a gente falava de desvio de dinheiro, de abandono dos fieis pelos padres, da ausência da igreja nas ações sociais e evangelísticas, disse que os evangélicos não conseguem controlar essa boiada toda e que a católica tem que ser firme nos seus ensinamentos.

            Meu caro, sou contra as práticas idólatras que ela mesmo reconhece ao dizer que as imagens eram usadas pra lembrar uma religiosidade em vista do povo analfabeto, sou contra quando aqui vem umas figurinhas falar das evangélicas quando a católica tem coisa pior, mais ampla e mais antiga, quando vem dizer que a católica é a única de Cristo, quando vem chamar as evangélicas de seitas, sou contra, em síntese, a hipocrisia. Os que querem lugar de glória derrubando o próximo com calúnias ou com acusações quando são iguais ou piores aos acusados.

            Já você, somente via defeitos na universal, foi feio. Então não sou como você, pois vejo Cristo até na figura do diabo, já você vê o diabo em Cristo.

          • levi varela diz: “No caso da católica, é nossa irmã também, e nutro amor por ela”

            Algum dos católicos aqui do site, concordam com essa afirmação do levi ? vcs sentem que ele ama a igreja de vcs, amigos católicos?

          • Stardust,

            Esqueci outra coisa,

            Como eu vou odiar a comunidade cristã que primeiro usou a denominação como distinção? Ela é nossa irmã mais velha, meu caro.

            Ora, se as pessoas acham ruim o fato de ter hoje muitas denominações evangélicas, isso se deve à católica, embora com nome de mal gosto, veja até nisso, pois poderia ser mais direta, afinal o primeiro grupo de cristãos a fazer uso de nome, de placa.

            Mas não, usou Igreja Católica Apostólica Romana, quando o certo era Igreja Católica Cristã ou Igreja Católica Apostólica Cristã ou Igreja Católica Apostólica Judia, eu falo isso pelo fato de até quanto ao nome não apenas Cristo foi esquecido como também o seu país, não servindo de consolo essa história de apóstolo ligar aos discípulos em face de que é um sinônimo de sentido amplo.

          • Stardoid,

            O amor que sinto por Cristo, você quer fazer uma enquete também?

            Desde quando o que eu sinto ou não é não objeto de achismos?

            Se você acha que vou ser atacado, vou logo trazendo à tona um jargão popular: prefiro os inimigos, pois apontam meus erros, aos amigos que me bajulam.

            Ou seja, eu amo mais a igreja católica do que esses que você os recrutou, pois escondem os erros de sua igreja.

          • stardust: “veja bem, o pastor lucra com o dízimo NA IGREJA”

            A questão do texto de Mt 21:12-13 sobre comércio no templo era porque estava sendo feito comércio das coisas de Deus, esse era o problema, faziam das coisas de Deus um negócio lucrativo. Não é devido ao local do negócio, afinal pra vc casa de Deus é um templo físico ou não ?

            Não respondesse minha pergunta, no evangelho vc dá ênfase a necessidade de conversão pessoal, respeito a autoridade bíblica, morte redentora de Cristo e necessidade de compartilhar o evangelho ativamente ?

          • Stardoid,

            A igreja católica vende seus produtos via as tvs, as livrarias que vendem seus produtos são da própria igreja, a igreja recebe um percentual nas bancas quando das festas mundanas que faz no seus arraiáis, recebe um percentual pela venda dos anjinho e imagens vendidas, possuem gráficas fazendo esses materiais.

            Se um cristão trabalha num motel, como vai ser pago o dízimo? Se um cristão trabalha numa funerária? Se é dono da funerária, leva caixões pra igreja? Se é dono de um empresa de ônibus leva ticktes? Se é dono de uma empresa de computador? Se é dono de uma concessionária? Se é dono de uma fábrica de móveis.

            Meu caro, você quer que pastor receba tais coisas? Ora, vai ter que colocar um empresa para transformar em dinheiro o que vem em natura. É brincadeira, depois acham ruim quando alguns católicos soberbos chamam os evangélicos de “pé de letra”

            Você e quem assim pensa, deva ter tomado muita garapa na infância, pois quem bebe leite materno, de vaca, de cabra, de jumenta, meu caro, não tem défict não grande desse jeito, não.

  16. Stardond?

    Perguntar não ofende.

    Meu caro, você tem afirmado que não estamos atrelados à Lei de Moisés face o sacrifício de Cristo, mas antes esclareça se os Dez Mandamentos estão contextualizados nessa tua ilação, pois se estiver, então a macacada pode roubar, adulterar, desonrar pais, matar, idolatrar, falsear a verdade…?

    • Levi varela, stardust e edy mancebo,

      Há uma diferença das leis judaicas, leis de Moisés ou os chamados 613 mandamentos, o qual Deus ordenou a Moisés escrever num livro (Ex 24:1-7), o chamado livro de Moisés, livro da Lei ou lei de Moisés, da lei de Deus (Tg 1:25, Tg 2:8, Sl 19:7), na qual não há orientações a respeito de procedimentos litúrgicos, alimentação ou higiene.

      Aí que fica a grande confusão, a lei de Moisés se aplicava apenas aos israelitas que de fato se “envelheceu” (Hb 8:13), pois se continuassemos a seguir as prescrições cerimoniais descritas na lei, estaríamos desprezando o sangue de Jesus ofertado por nós, Cristo teria morrido em vão (Gl 2:21).

      Já a lei de Deus, é esta que Jesus aperfeiçoou em si, é esta também que Paulo prega aos Romanos, “Porque os que ouvem a lei não são justos diante de Deus, mas os que praticam a lei hão de ser justificados” Romanos 2:13.

      Paulo também esclarece quais preceitos foram revogados em 1 Co 7:18-19 “Foi alguém chamado sendo já circunciso? Não desfaça a sua circuncisão. Foi alguém chamado sendo incircunciso? Não se circuncide. A circuncisão não significa nada, e a incircuncisão também nada é; o que importa é obedecer aos mandamentos de Deus”, basicamente ele mostra que a lei de Moisés não é mais útil, o que importa é obedecer aos mandamentos de Deus (as leis de Deus).

      Só pra ressaltar, as leis de Moisés não foram em vão e Deus também não “errou” em fazê-las. O tabernáculo contruído por Moisés é sombra ou cópia daquele que está nos céus (Hb 8:5), em outras palavras uma representação do que haveria de vir. O sangue de Cristo para remissão de nossos pecados foi representado pelos sacríficios prescritos no livro da lei, a expressão “o véu se rasgou” (Mt 27:51) representa o livre acesso ao Pai através do sangue do Cordeiro, pelo qual é mediador de nossa salvação. E assim por diante, cada parte do tabernáculo representa algo, para que nós viéssemos ao entendimento.

      • Meu caro Jean,

        Em local algum do mundo qualquer tipo de foi, é ou será considerada perfeita.

        A lei é resultado de um momento, digamos de uma foto instantânea da sociedade, portanto podendo ser mais assemelhada com um álbum de fotografias a um película de um filme.

        Abraão quando saiu do hoje Iraque, ele seguia as leis de lá, ao chegar em Israel regeu sua vida às para onde veio, tendo de igual modo se comportado seu neto Jacó, bisnetos e demais parentes quando se dirigiram para o Egito à sombra de José.

        Deus sempre respeitou as regras criadas pelos homens, sejam os indígenas nossos, sejam os que seguiam o Código de Hamurabi, sejam os chineses…

        Sucede que Deus concedeu a Moisés um principiante conjunto de regras pelo fato Dele saber que aquele povo haveria de permanecer muito tempo no deserto sem vínculo a sociedade já “civilizada” alguma, tendo Moisés e os demais líderes depois agregado outras normas.

        Sucede que o povo judeu por não dispor de um estado organizado quando dos quarenta anos de travessia no deserto tornou-se senhor de si julgando e executando as leis, situação essa não amenizada quando da formação do Estado, vez que continuaram apontando(dedos duros), julgando e executando, em síntese uma barbárie, em especial pelo fato da sociedade não possuir no meio dos seus pessoas gabaritadas(com ou sem formação jurídica) para exercer o papel de julgadores, tanto que vemos o rei Salomão fazendo as vezes de julgador.

        Ora, como toda e qualquer atividade desenvolvida por amadores/leigos é superpovoada da ausência de precisão, de ética, de respeito, apenas emoção, apenas momentos, aí Deus manda seu filho, Cristo Jesus, para aplicar modéstia, solidez, amor, contemplação, isonomia, tanto que deixou de apedrejar a adúltera, deixou de servir ao sábado, conversou com as mulheres de igual para igual, tratou com respeito as prostitutas, soube respeitar o ladrão do Judas que depois o traiu, soube ser benevolente com as adulações dos seus discípulos e dos parentes que queriam ser maiorais, que respeitou os estrangeiros invasores, que não aceitou a adoração a Deus se limitar aos átrios do templo ou nas montanhas(qualquer lugar poderia invocar), que o judeu se sujeitasse ao povo que o dominava pagando imposto e pagando a Israel, que o homem solteiro poderia exercer a liturgia religiosa também…

        Bom, ora se as pessoas que são cristãs são suas imitadoras, Paulo mais que certo diz que a lei ficou em segundo plano não que a desprezasse, mas sim que seria fichinha, fácil de cumprir, bem assim as recomendações que Cristo houvera deixado, todas fincadas no amor, a humanização das leis, podendo o homem, com seu poder discricionário, saber o que seguir não como escravo, sim como pessoa não se preocupa com as letras mortas, pois as cumpre sem esforço algum. Quem vai se preocupar em não matar, se o cristão morre mas não mata, ou seja, é letra morta o não matar.

        É nesse sentido que Paulo fala, pois o homem pode fazer o que bem quer, haja vista o período da escravidão da lei ter findado em Cristo, tanto que admoesta comer ou não comer em questão dos ídolos que não constitui pecado, acabando, pois, com as superstições, os rigorismos, o apontar pra o outro, o se fazer de mais e melhor que o irmão quando é pior.

        Era o judeu o povo que mais dava trabalho em face dessas coisas ao Império Romano, meio que parecido com certas religiosos de hoje que está metendo bomba em tudo e em todos, pois escravos duma lei que nunca estabeleceu que matassem inocentes e nem culpados dessa forma.

    • Levi

      Essa sua pergunta é muito comum quando falamos que a lei de moisés foi abolida após o sacrifício de Cristo… muitos se perguntam: ” ora, mas os dez mandamentos são da lei de moisés… então eles também foram abolidos? agora pode matar, roubar, adulterar etc? ”

      O sacrifício de Cristo foi tão perfeito, que aboliu a lei de moisés por completo, conforme segue:

      ” tendo cancelado o escrito de dívida, que era contra nós e que constava de ORDENANÇAS, o qual nos era prejudicial, removeu-o INTEIRAMENTE, ENCRAVANDO-O NA CRUZ ” ( colossenses 2:14)

      portanto, TODA A LEI DE MOISÉS FOI ABOLIDA… OS DEZ MANDAMENTOS INCLUSOS!

      Mas isso porém não significa que está permitido matar, roubar, adulterar etc… pois o próprio Senhor Jesus afirma:

      ” Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros ” (João 13:34)

      Ou seja, obedecendo o novo mandamento da parte de Cristo, tenho de amar ao próximo… se eu amo, então não vou matar o meu próximo , rouba-lo , nem adulterar…

      então eu não deixo de matar, roubar ou adulterar por causa dos dez mandamentos, pois isto os israelitas já faziam, não fazemos porque o Senhor Jesus deu ordem de amar ao próximo, então obedecendo esse mandamento de Cristo não vou prejudicar ao meu próximo de forma alguma.

      Até pq, se o sacrifício de Cristo não foi perfeito o suficiente para abolir os dez mandamentos, então teremos de guardar ao sábado, que é o quarto mandamento!

      ” Exodo 20:8 Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.

      Êxodo 20:9 Seis dias trabalharás, e farás toda a tua obra.

      Êxodo 20:10 Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR teu Deus; não farás nenhuma obra, nem tu, nem teu filho, nem tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o teu estrangeiro, que está dentro das tuas portas.

      Êxodo 20:11 Porque em seis dias fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo que neles há, e ao sétimo dia descansou; portanto abençoou o SENHOR o dia do sábado, e o santificou.”

      Curioso que tem gente dizendo que apesar do Sacrifício Perfeito de Cristo, os dez mandamentos estão em vigor, mas apesar disso dizem que o sábado foi abolido… ora, quem segue a lei de moisés deve segui-la toda:

      ” Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.” (Tiago 2:10)

      portanto, cristãos não matam, não roubam, não adulteram etc, não pq isso faz parte dos Dez mandamentos, mas porque temos o mandamento do Senhor de amar ao próximo:

      ” Levai as cargas uns dos outros e, assim, cumprireis a lei de Cristo.” (Gálatas 6:2)

      • Stardot,

        Você é muito demorado em responder.

        Como não respondeu logo, fiz considerações em cima do que falou Jean, as que seguem abaixo, pois só fui ver seu texto depois de lançar o meu, estava escrevendo, mas absorva o que escrevi, vai fazer bem e tiras suas dúvidas, aliás costuma com a mania de transcrever textos e não explicá-los.

        Há!! Outra coisa. Pela aula e esclarecimentos que vão lhe servir para o resto vida, estou mandando um boleto, cem por cento de dízimo. Ou dá ou desce, nada de macacada de galho em galho. Aqui eu gastei energia, depreciei meu computador, estou todo troncho uma vez que escrevo direto sem parar independente de bom ou ruim o texto e sempre alimentando as idéias sem vírgula quase uma sessão espírita, e tem mais, o dízimo que estou cobrando é pra pagar o gardenal que a turma aí já sabe e vive me lembrando pra tomar, bem como da mensalidade da clínica de patologia mental que me dá controle.

        xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

        Meu caro Jean,

        Em local algum do mundo qualquer tipo de lei foi, é ou será considerada perfeita.

        A lei é resultado de um momento, digamos de uma foto instantânea da sociedade, portanto podendo ser mais assemelhada com um álbum de fotografias a um película de um filme.

        Abraão quando saiu do hoje Iraque, ele seguia as leis de lá, ao chegar em Israel regeu sua vida às para onde veio, tendo de igual modo se comportado seu neto Jacó, bisnetos e demais parentes quando se dirigiram para o Egito à sombra de José.

        Deus sempre respeitou as regras criadas pelos homens, sejam os indígenas nossos, sejam os que seguiam o Código de Hamurabi, sejam os chineses…

        Sucede que Deus concedeu a Moisés um principiante conjunto de regras pelo fato Dele saber que aquele povo haveria de permanecer muito tempo no deserto sem vínculo a sociedade já “civilizada” alguma, tendo Moisés e os demais líderes depois agregado outras normas.

        Sucede que o povo judeu por não dispor de um estado organizado quando dos quarenta anos de travessia no deserto tornou-se senhor de si julgando e executando as leis, situação essa não amenizada quando da formação do Estado, vez que continuaram apontando(dedos duros), julgando e executando, em síntese uma barbárie, em especial pelo fato da sociedade não possuir no meio dos seus pessoas gabaritadas(com ou sem formação jurídica) para exercer o papel de julgadores, tanto que vemos o rei Salomão fazendo as vezes de julgador.

        Ora, como toda e qualquer atividade desenvolvida por amadores/leigos é superpovoada da ausência de precisão, de ética, de respeito, apenas emoção, apenas momentos, aí Deus manda seu filho, Cristo Jesus, para aplicar modéstia, solidez, amor, contemplação, isonomia, tanto que deixou de apedrejar a adúltera, deixou de servir ao sábado, conversou com as mulheres de igual para igual, tratou com respeito as prostitutas, soube respeitar o ladrão do Judas que depois o traiu, soube ser benevolente com as adulações dos seus discípulos e dos parentes que queriam ser maiorais, que respeitou os estrangeiros invasores, que não aceitou a adoração a Deus se limitar aos átrios do templo ou nas montanhas(qualquer lugar poderia invocar), que o judeu se sujeitasse ao povo que o dominava pagando imposto e pagando a Israel, que o homem solteiro poderia exercer a liturgia religiosa também…

        Bom, ora se as pessoas que são cristãs são suas imitadoras, Paulo mais que certo diz que a lei ficou em segundo plano não que a desprezasse, mas sim que seria fichinha, fácil de cumprir, bem assim as recomendações que Cristo houvera deixado, todas fincadas no amor, a humanização das leis, podendo o homem, com seu poder discricionário, saber o que seguir não como escravo, sim como pessoa não se preocupa com as letras mortas, pois as cumpre sem esforço algum. Quem vai se preocupar em não matar, se o cristão morre mas não mata, ou seja, é letra morta o não matar.

        É nesse sentido que Paulo fala, pois o homem pode fazer o que bem quer, haja vista o período da escravidão da lei ter findado em Cristo, tanto que admoesta comer ou não comer em questão dos ídolos que não constitui pecado, acabando, pois, com as superstições, os rigorismos, o apontar pra o outro, o se fazer de mais e melhor que o irmão quando é pior.

        Era o judeu o povo que mais dava trabalho em face dessas coisas ao Império Romano, meio que parecido com certas religiosos de hoje que está metendo bomba em tudo e em todos, pois escravos duma lei que nunca estabeleceu que matassem inocentes e nem culpados dessa forma.

      • stardust,

        Na verdade, a lei de Deus não são exatamente a mesma coisa que as leis de Moisés, expliquei no comentário acima a respeito delas.

        Os 10 mandamentos não foram abolidos, foram aperfeiçoados em Jesus, Ele os confirma em Lucas 18:20 por exemplo, em Mateus 5:27-28 ele aperfeiçoa o “não adulterarás” dizendo que até quem cobiçar em seu coração já cometeu adultério. E da mesma forma a respeito do sábado, Ele nos ensina que o sábado é feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado, e ainda Paulo nos diz a respeito também, que ninguém vos julgue pelo sábado.

        De fato em parte não deixa de ser verdade o que vc falou a respeito de amar o próximo, todos se resumem a amar ao próximo… “Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo” Romanos 13:9.

        O Texto que vc citou de Tiago 2, se vc ler um pouco depois no verso 12 fala que seremos julgados pela lei da liberdade, esta é a mesma lei de Deus que citei anteriormente (lei da liberdade ou lei de Cristo ou lei de Deus).

  17. estou sendo moderado desde ontem. agora entendo como a stardus fazia o vai arrebentar, clamando e outros fugirem em 3..2..1, quando eles davam a resposta os seus comparsas censuravam, e dava a impressao q a stardus venceu o debate.

  18. ATENÇÃO:

    eu sou o edy mancebo. fui obrigado a mudar o nome por causa da censura. a stardus e seus comparsas me censuraram, para nao levar uma surra de biblia publica. isso pq para ela tudo q importa e a reputação. ela vive com seus estudos de dizimos se achando a tal, mas so gosta de discussoes pouco complexas, quando aparece alguem para rebate-la, ela censura a minha argumentação, q nada tem de impropria, visto q como leram meus posts, ha apenas citações biblicas.

    stardus, agora entendo pq vc fazia o clamando, vai arrebentar e outros fugirem em 3..2..1. e simples, quando eles contra argumentavam, vc os censurava, e dava a entender q eles fugiram.

    vc estava certa, eu te admirava, no passado. vc esta mostrando quem e. o espirito santo te orientou a fazer uma coisa, e por provocação minha vc o desobedeceu. para vc, a provocação de um anonimo é mais importante q a instrução do espirito santo, mais valiosa pra vc e a sua reputação, do q a instrução de deus. e isso q vc valoriza, a sua reputação. vc sentiu o peso da minha argumentação, pq nao fui direto combatendo seus dez argumentos, cheguei devagar, indo na raiz, e nao somente nos seus frutos (10 argumentos contra o dizimo). nao baseei meus argumentos dizendo q a tradução estava errada. a tradução esta certa, pode ser fim, objetivo, meta. a interpretação sua é q está errada, pois nao tem embasamento nem nas leis, nem nos profetas, e nem nos evangelhos. mas nao vou perder mais tempo com vc.

    clamando, vc realmente esta certo, esse lugar aqui nao e mantido por servos de deus. e a chefe dessa legiao e mesmo a stardus.

  19. Começaram a me censurar.

    Stardut diz o que quer, quando a gente vai responder, aí o site tira o chão dos nossos pés?

    Stardoid,

    A igreja católica vende seus produtos via as tvs, as livrarias que vendem seus produtos são da própria igreja, a igreja recebe um percentual nas bancas quando das festas mundanas que faz no seus arraiáis, recebe um percentual pela venda dos anjinho e imagens vendidas, possuem gráficas fazendo esses materiais.

    Se um cristão trabalha num motel, como vai ser pago o dízimo? Se um cristão trabalha numa funerária? Se é dono da funerária, leva caixões pra igreja? Se é dono de um empresa de ônibus leva ticktes? Se é dono de uma empresa de computador? Se é dono de uma concessionária? Se é dono de uma fábrica de móveis.

    Meu caro, você quer que pastor receba tais coisas? Ora, vai ter que colocar um empresa para transformar em dinheiro o que vem em natura. É brincadeira, depois acham ruim quando alguns católicos soberbos chamam os evangélicos de “pé de letra”

    Você e quem assim pensa, deva ter tomado muita garapa na infância, pois quem bebe leite materno, de vaca, de cabra, de jumenta, meu caro, não tem défict não grande desse jeito, não.

  20. Olha, o cara vem pedi perdão com uma atitudes dessas.
    Fracamente.

    Te chamo pelo teu no verdadeiro seu mentiroso safado!!!!!!!!!!!

    Edson Souza disse: 21 de novembro de 2013 ás 1:36 am
    Edson Aguiar, vc não tem moral nenhuma pra falar do Stardust ou de qualquer um aqui seu pilantra mentiroso.

    Responder Comentar
    ex. disse: 21 de novembro de 2013 ás 4:53 pm
    Vai se ferrar otário.
    E me chame como você quiser.

  21. Dessa vez concordo com a Universal, casas velhas do tempo da minha avó, enfeiando a paisagem, tem que por no chão mesmo. Que piada a tal juíza dizer que chocou a população, ´e cobrar milhoes de multa por casas velhas é muito estranho, aí tem, é o Brazil mesmo

DEIXE UMA RESPOSTA