Viral: vídeo mostra milhares de conversões em cruzada evangelística no Paquistão; Assista

0

Um vídeo que vem circulando nas redes sociais mostra uma multidão se convertendo ao Evangelho durante uma cruzada evangelística promovida pelo pastor paquistanês Anwar Fazal.

Fazal é um famoso televangelista do Paquistão, e desde os anos 1990 tem atraído milhões de pessoas para seus eventos, onde prega cura e libertação. Com a repercussão de seu ministério, ficou conhecido como o “Benny Hinn do Paquistão”.

O pastor é o fundador da primeira emissora de televisão cristã no país, a Isaac TV, que exibe programação de conteúdo evangélico 24 horas por dia.

No vídeo que vem circulando no Facebook, milhares de pessoas estão reunidas em um evento já tradicional na cidade de Lahore, capital do país, realizado todas as quartas-feiras, e presenciam diversos testemunhos de curas milagrosas e conversões, segundo informações do Express Tribune.


“Esta é a maior reunião de cura do Paquistão, pela graça de Deus”, sintetiza um texto no site da Eternal Life Ministries of Pakistan (“Ministério Vida Eterna do Paquistão”, em tradução livre), a denominação neopentecostal fundada por Anwar.

Mesmo com a liberdade de realizar eventos públicos grandiosos e a permissão para manter uma emissora de televisão, o ministério de Fazal é um caso excepcional, pois o Paquistão figura da lista de maiores perseguidores religiosos do mundo, segundo a Missão Portas Abertas.

Em 2015, o país alcançou a sexta posição no ranking de 50 países que são os piores lugares para um cristão viver, alcançando o maior nível de perseguição a cristãos em todos os tempos no Paquistão.

No ano anterior, o Departamento de Estado dos Estados Unidos emitiu um relatório sobre a “Liberdade Religiosa Internacional” e o governo paquistanês foi acusado de ser falho nas investigações, detenções e processos contra os responsáveis por perseguições religiosas: “As políticas do governo não garantem uma proteção igualitária aos membros de grupos religiosos minoritários. Devido à legislação discriminatória, como as leis de blasfêmia, as minorias, muitas vezes, têm medo de professar livremente suas crenças religiosas”, constatou o documento.

Assista ao vídeo com as conversões em massa que se tornou viral nas redes sociais:

 


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA