Home » Internacional

Advogado de Yousef Nadarkhan está sendo forçado a confessar na TV crimes que não cometeu

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Advogado de Yousef Nadarkhan está sendo forçado a confessar na TV crimes que não cometeu

O fundador do Centro de Defensores dos Direitos Humanos (DHRC) do Irã e advogado do pastor iraniano Yousef Nadarkhani, Mohammad Ali Dadkhah, está sendo pressionado por autoridades iranianas a confessar crimes que nunca cometeu.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Segundo o The Christian Post, Dadkhah recebeu uma sentença de nove anos de prisão quando estava defendendo um cliente em um tribunal em Teerã, e foi acusado de atos que violam a segurança nacional e de espalhar propaganda contra o regime. Segundo informações do DHRC, o advogado está sendo pressionado a confessar tais crimes, sob ameaça de ir para a prisão se não o fizer.

De acordo com a Campanha Internacional por Direitos Humanos no Irã, Dadkhah tem sido extensivamente interrogado e pressionado a confessar publicamente tais crimes ou, caso contrário, irá para a prisão. “Amanhã é meu último dia para fazer as confissões pela TV ou irei para a prisão. Eu irei para a prisão, e eu não [serei forçado à] deixar minha terra natal…”, afirmou à Campanha.

O advogado afirmou ainda que não irá fazer confissões falsas, e contou: “Sob intensa pressão, eles pediram para que eu dissesse diante das câmeras de televisão que o Centro de Defensores dos Direitos Humanos (DHRC) recebeu fundos de estrangeiros, significando que nós fomos operadores para estrangeiros, o que não é verdade”.

O caso está sendo acompanhado pelo Centro Americano para Lei e Justiça (ACLJ), que teme que a prisão do advogado complique ainda mais o caso de Nadarkhani, que foi condenado à prisão por acusações de apostasia e de tentar evangelizar muçulmanos.

Em seu site, o ACLJ afirmou: “Vamos continuar a monitorar sua situação e urgir ao Irã que tanto liberte o pastor Yousef quanto permite que Dadkhah continue a defender os direitos humanos daqueles que são perseguidos no Irã”.

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

1 já comentou, comente você também

  1. A religião muçulmana está se espalhando por todo o mundo, Dilma já fechou um contrato com os representantes dessa religião para fazerem os seus templos aqui no Brasil, é possível ver um laço de amizade muito forte com os muçulmanos. Não é de se duvidar que Barack Obama é muçulmano.

  2. Islã prega o ódio e a intolerância Cristo pregou diferente, vivemos num pais mais que democrático!!!

  3. O Islã e a religião do ódio e da intolerância.

  4. Igreja brasileira, vamos orar para Deus intervir nesta situação… Políticos brasileiros, em nosso país temos embaixadas de todos os países islâmicos, será que não esta na hora de reivindicarmos uma maior liberdade de expressão e religiosa? Se eles podem vir para o Brasil e construírem mesquitas, converter brasileiros ao islamismo, porque não podemos fazer isto lá? Querem ter o direito de viverem aqui e expressarem a religião deles, então deem o direito ao cristãos de expressarem o cristianismo lá também… Direitos iguais, isto é justo ou não?

  5. Meu Deus tenha misericórdia

  6. Eu creio q lá os cristaos nao brigam entre eles.
    E aqui no Brasil ficamos discutindo coisas que nao edificam e ainda afastam ainda mais algumas pessoas do avangélio.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 466,221 comentários no Notícias Gospel.

Da Internet e em Inglês para Praticar