Pregador é confrontado por menina, que o enfrentou agitando bandeira do ativismo gay; Assista

14

Um pastor que pregava contra a homossexualidade e fazia críticas à decisão da Suprema Corte dos Estados Unidos de aprovação do casamento gay foi confrontado por uma menina de 7 anos de idade, que silenciosamente balançava uma bandeira do ativismo gay contra o pregador.

O caso, que percorreu o mundo com fotos e vídeos, foi registrado pelo pai da menina e por uma fotógrafa, de acordo com informações do jornal O Globo.

Zea, que estuda a primeira série do Ensino Fundamental, tomou a iniciativa de balançar sua bandeira multicolorida contra o pregador, que exercia seu direito constitucional de liberdade religiosa e de pregar contra o casamento gay e a prática homossexual durante um festival de música e artes na cidade de Columbus, capital de Ohio, nos Estados Unidos.

“Zea não apenas balançou a bandeira para o homem que estava incitando o ódio e saiu. Eles ficaram frente à frente, durante vários minutos, enquanto ele gritava todo o seu fogo e enxofre direto em seu rosto”, escreveu o pai da menina, Ryan Bowling, em sua página no Facebook.


Segundo Bowling, ele estava orgulhoso de sua filha: “Homem crescido vs aluna da primeira série. Ela me disse depois que ela sentiu medo, sim. Uma coisa que o pessoal do #comfest2015 não deixou ela se sentir? Sozinha.”, acrescentou.

O pregador também não se intimidou com os gestos dos visitantes do festival, que cumprimentavam a menina por seu gesto de protesto contra ele, e seguiu pregando aquilo em que acredita, dizendo que o pecado causa males e que o Evangelho liberta do pecado.

Confira no vídeo abaixo o “confronto” entre a menina e o pregador:

Assine o Canal

14 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns ao pregador não se intimidou continuou a pregar,quanto a criança ela estava apenas sendo usada para fazer aquilo,a bíblia manda ensinar os filhos no caminho que deve andar,quem serve a DEUS ensina andar no caminho que leva ao céu,mais quem não serve vai ensinar seus filhos a cometerem pecados contra Deus que pena.

  2. Parabéns pregador em não ter se intimidado (se realmente estavas informando àquelas pessoas que o homossexualismo é pecado e que Deus tem um caminho melhor para elas, pois a bíblia nos limita a irmos até aí), quando na covardia, pessoas utilizaram-se de uma criança, que nem ao menos entende o que estava fazendo, para simular uma situação na qual um crente parecia ser um homofóbico. Pregamos que o homossexualismo é um comportamento pecaminoso, conforme nos informa as Sagradas Escrituras. Onde se encontra a intolerância ou preconceito nessa afirmação? Tudo, por parte de muitos ativistas gays, não passa distorção de discursos, para sempre se passarem por vítimas.

  3. Eu li uma notícia em outro site,que mostra um pastor sendo surrado por ativistas gay, tiveram que chamar a polícia, se eu não me engano foi nos EUA. Isso comprova o quanto essa gente é intolerante,abusada, rebelde, irreconciliável e etc.
    Aqui no site tem uns que adoram atacar aqueles que não pensam como eles, xingam todo mundo falam abobrinha e por aí vai. ……………….

  4. primeiro uma menina de 7 anos na 1º serie? já vemos que ela tem atraso mental grave. o pai está orgulhoso? então ele gerou essa menina pelo no intestino e expeliu ela pelo ku dele? parabens ao pregador que tem coragem de falar a verdade sobre essas aberrações gays imundas.

  5. Grande coisa, fazer uma criança representar o movimento…que vergonha…mas no fim o evangelho será tão ouvido hoje como o foi no tempo de Noé, ou seja, pouca gente se importa e pouca gente será salva de si mesmo…que lástima.

  6. O grande dia de Yahwen está próximo, aquele que tem ouvidos ouça o que o espirito diz a igreja…
    Não se tem uma coisa, que não vem antes de um proféta, ele está fazendo a parte dele, avisando.

  7. Pregações realizadas em público, mas direcionadas apenas a um determinado público não são a melhor maneira de ganhar almas para o reino de Deus. O centro da mensagem é o arrependimento dos pecados de uma forma geral.

    O evangelho do Senhor Jesus Cristo é sublime, perfeito. Nós é que não estamos à altura de levar a sua mensagem verdadeira. Apesar disso, Jesus delegou ao homem a missão de anunciar as boas novas de salvação à humanidade, e não apenas aos homossexuais.

    Acredito que se alguém quer falar sobre o que a Bíblia discorre acerca do homossexualismo, acho mais proveitoso falar sobre o assunto diretamente com as pessoas interessadas. No passado bíblico, as pregações costumavam apresentar a cruz de Cristo como tema central:

    “E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria. Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.” (1 Coríntios 2:1,2)

    Não dá para impor a minha maneira de pensar aos demais seres humanos. Mesmo Jesus jamais forçou as pessoas a crerem nele. Numa ocasião, Ele disse:

    “E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba.” (João 7:37)

    Existem inúmeros pecados praticados por homens e mulheres, mas curiosamente a questão do homossexualismo tem ganhado destaque. A mensagem de arrependimento deve ser geral, dirigida a todos, e não apenas aos homossexuais.

    É preciso enxergar as pessoas com o amor de Deus e levar a verdade com humildade, pois todos nós estamos sujeitos às paixões da carne. Todos nós podemos falhar, por isso a necessidade contínua de buscar forças no SENHOR e de ensinar a verdade com humildade.

    Estou ciente de que servindo a Deus, desagradarei a muitos. É impossível agradar a todos, ainda mais querendo agradar a Deus. Porém não posso me iludir ao ponto de querer me colocar no lugar de Deus, condenando pessoas, pois Deus é quem julgará a todos.

    A lei de Deus é contra o homossexualismo, mas é contra também o adultério, contra a mentira, contra os incrédulos, matricidas, parricidas, enganadores, mercadores da fé, contra os irreconciliáveis, contra os amantes de si mesmos, avarentos, contra os vícios, lascívia, fornicação, contra os caluniadores e também contra os xingamentos e as palavras torpes tão comuns nesse espaço.

    Mas em Cristo temos a oportunidade de mudarmos os nossos velhos costumes, de sermos transformados em novas criaturas. Isso não nos impede de passarmos por provações ou mesmo de sermos tentados, mas nele podemos alcançar vitória.

    Em meio a tudo isso, Cristo continua bradando aos corações:

    “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” (Mateus 11:28)

    O meu trabalho é fazer é anunciar este convite. Você pode ir ao Salvador ou não. E se não for, o que eu tenho com isso?

    “Porque está escrito:Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim,E toda a língua confessará a Deus. De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Romanos 14:11,12)

DEIXE UMA RESPOSTA