Barack Obama nomeia transexual que se diz cristão como conselheiro em questões de fé

3

A ideologia de gênero chegou à Casa Branca. O presidente norte-americano Barack Obama nomeou um ativista transgênero que se identifica como cristão para ser parte do Conselho Consultivo do Presidente sobre Parcerias Baseadas na Fé e na Vizinhança, um colegiado que pode apresentar sugestões à maior autoridade dos Estados Unidos.

O ativista é Barbara Satin, um homem que se define como mulher e trabalha como assistente de religião da Força Tarefa LGBT. Satin é membro do conselho da Igreja Unida de Cristo, uma denominação aberta à comunidade gay no país, além de ter participação em outros grupos ativistas da militância LGBT há 17 anos.

“Faz sentido ver o presidente nomeando um ativista transgênero como seu conselheiro de fé. Seria uma grande surpresa se ele nomeasse alguém com valores tradicionais”, criticou Travis Weber, diretor do Centro para a Liberdade Religiosa no Conselho de Pesquisa da Família, de acordo com informações do Charisma News.

O presidente Barack Obama, ao longo dos oito anos que tem estado à frente da Casa Branca, tem sido aberto a diversas requisições dos ativistas gays, e por essa questão – dentre outras – muitos cristãos norte-americanos duvidam da sinceridade dele quando se define seguidor de Jesus Cristo.


Atualmente, os Estados Unidos vivem um debate sobre propostas de leis que limitariam a liberdade de religião e imporiam a retenção de verbas para escolas que proibirem transexuais que queiram usar os banheiros destinados ao gênero com o qual se identificam.

“O fato de Obama nomear alguém para o conselho de parcerias baseadas na fé que seja um ativista, como ela é, se encaixa na agenda da administração Obama […] A agenda LGBT tem sido parte dos programas do Departamento de Estado no Exterior, juntamente à ameaça do Departamento de Educação de reter o financiamento das escolas”, acrescentou Weber.

John Stemberger, presidente do Conselho de Política Familiar da Flórida, acusou o presidente de tentar mudar a realidade do país à força: “Esta é mais uma evidência de que Obama está tentando uma revolução moral, fingindo que as porcentagens da América são tão diversas como o seu conselho de fé. Não é uma representação proporcional da América”, avaliou, antes de destacar que acredita que esta nomeação possa expor o problema para uma discussão mais ampla: “Isso está diretamente relacionado com o debate dos banheiros transgênero. É uma tentativa de empurrar os conservadores tradicionais da fé nesta questão. Nenhuma religião do mundo abraçaria essa agenda moral, pelo menos não em sua forma ortodoxa”.

3 COMENTÁRIOS

  1. Polícia faz buscas por pastor suspeito de estuprar crianças em Barcarena
    Anderson Gomes, 26 anos, era pastor da Igreja da Renovação.
    Ele é acusado de abusar de seis crianças em 4 meses.
    Do G1 PA

    Anderson Gomes teve prisão decretada por estuprar
    crianças. Ele está foragido (Foto: Ascom/PC)
    A Polícia Civil procura por Anderson Cleiton de Souza Gomes, 26 anos, que está foragido com mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça, sob acusação de estuprar seis crianças em Barcarena, nordeste do Pará.
    Segundo as investigações, apresentando-se como pastor da Igreja da Renovação, ele ganhava a confiança dos pais das vítimas e conseguia se aproximar das crianças, que depois eram levadas para a casa do acusado, onde os crimes eram praticados. Os casos foram denunciados à Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), em Barcarena, onde a delegada Priscilla Naiatte, titular da delegacia, deu início às investigações.
    De acordo com a policial civil, Anderson também oferecia às crianças quantias em dinheiro que variavam de R$ 0,25 a R$ 0,50 para atrai-las até sua casa. Logo após o primeiro caso denunciado na Deam, ressalta a delegada, foi instaurado inquérito policial que resultou na decretação da prisão do acusado. “Após a primeira denúncia, outras vítimas foram surgindo”, detalha a delegada.
    Ela ressalta que as investigações mostraram que o pastor evangélico estava em Barcarena havia quatro meses, mas que, na verdade, o acusado seria originário de Goiânia, capital do de Goiás, para onde pode ter fugido. Ainda, conforme Priscilla Naiatte, Anderson é acusado de envolvimento em outros crimes na região, como roubos e até homicídios. “Existem informações de que Anderson já residiu em diversas cidades do Pará antes de chegar à Barcarena. Entre essas cidades estão Salinópolis, no litoral nordeste, e Ananindeua, na região metropolitana de Belém”, salienta a policial civil. Quem tiver informações do paradeiro do acusado deve telefonar ao fone 181, o Disque Denúncia.

DEIXE UMA RESPOSTA