Samuel Câmara quer criar emissora de TV da Assembleia de Deus se for eleito presidente da CGADB

1

O pastor Samuel Câmara está novamente disputando a presidência da Convenção Geral das Assembleias de Deus (CGADB) e, mais uma vez, traz como um dos pontos centrais de suas propostas a criação de uma emissora de TV para a denominação.

Em seu site de campanha, o pastor faz uma série de sugestões em relação à dinâmica de trabalho da Assembleia de Deus no país, mas o que mais chama a atenção é a proposta de criar um grupo de comunicação, que seria chamado Rede Assembleia de Deus de Rádio e Televisão.

Câmara tornou-se nacionalmente conhecido por causa da Rede Boas Novas, emissora de TV que ele mantém juntamente com os apoiadores da Assembleia de Deus em Belém (PA), chamada de “Igreja Mãe” da denominação.

Além disso, Samuel Câmara propõe “voltar à prática antiga de alternância de presidentes” na CGADB, tradição encerrada com a ascensão do pastor José Wellington Bezerra da Costa, que ocupa o cargo há quase 30 anos.


As demais propostas do candidato incluem a implantação de escritórios da CGADB em todos os estados; a criação de serviços de assessoria jurídica e contábil para as igrejas e convenções estaduais; intermediação na busca por previdência privada, plano de saúde e seguro com custo acessível aos pastores; investimento em missões, evangelização, discipulado e projetos sociais, assim como a mobilização da denominação – a maior do Brasil – em ações simultâneas de grande impacto na sociedade.

Sobre a Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD), editora da denominação controlada pela CGADB, Câmara quer expandir a presença em estados que ainda não contam com lojas; investir na criação de produtos com preços acessíveis, como folhetos, Bíblia, Harpa e revistas da Escola Dominical.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA