Cristãos picham estradas e iniciativa de evangelismo termina considerada como vandalismo

4

Uma iniciativa de evangelismo foi tão ousada e polêmica que causou uma discussão inusitada: seria compartilhamento da boa nova do Evangelho ou seria vandalismo?

Na Itália, alguém interessado em divulgar o nome de Jesus resolveu pichar estradas da cidade de Florença, na região da Toscana.

O país, que tem quase a totalidade de sua população seguidora da Igreja Católica, sediada no seio de Roma, tem leis que consideram a pichação de estradas como ilegal. As mensagens de evangelismo continham frases como “Jesus é Senhor”; “Jesus é a graça de Deus”; “Jesus, filho de Deus”, entre outras, de acordo com informações do Scnow.com.

“Pichar em uma estrada é infantil, covarde e ilegal”, afirmou Rob Shaw. “Eu sou um seguidor de Cristo, e por isso não sou antagônico em relação a Jesus, pelo contrário. Mas eu acredito que evangelismo é dizer às pessoas sobre Jesus, e não vandalizar em nome de Jesus”, critica o morador da região.


Para ele, o evangelismo deve ser feito no dia a dia, com seu testemunho de vida: “Eu não acho que as pessoas vendo os cristãos cometendo vandalismo vão se convencer e de repente dizer: ‘Sim! Eu preciso disso que Ele oferece!’. Eu acredito que quando você constrói um relacionamento com alguém e mostra Jesus para eles em suas palavras e ações, isso é que faz diferença em sua vida”, argumentou Shaw.

Por fim, o cristão destacou que nem todos consideram um absurdo completo o gesto, e citou o caso de uma amiga que não gosta da pichação, considera o ato ilegal, mas “aprecia o lembrete” de que “Jesus é o filho de Deus”.

4 COMENTÁRIOS

  1. E realmente faltou inteligencia destes que picharam, Ate porque o Nome Santo Do Senhor Jesus escrito no asfalto onde passam veiculos e pessoas pisam não esta de conformidade com O Nome Que Esta Acima de todo nome, não concordo com este tipo de coisa porque realmente isso não e Evangelismo,

DEIXE UMA RESPOSTA