Richard Dawkins mantém entidade que apóia ex pastores que abandonam a fé por se tornarem ateus

26

Na última semana, o anúncio do pastor Justin Vollmar de que estaria abandonando a fé cristã por ter se tornado ateu chamou a atenção de meios de comunicação de todo o mundo. Decisões como a de Vollmar chamaram atenção do biólogo e militante ateu Richard Dawkins, que financia, junto com a Freedom From Religion Foundation, uma iniciativa chamada “Clergy Project” (Projeto Clero, em tradução livre).

O projeto bancado pelo biólogo se apresenta como uma iniciativa para proporcionar um “porto seguro para líderes religiosos e sacerdotes que não creem mais no sobrenatural” e ajudar essas pessoas a deixar seus ministérios.

Dawkins acolhe esses pastores que estão em dúvida sobre sua fé em sua instituição, que ele afirma ser “lugar acolhedor, onde você pode tomar seu tempo antes de decidir como se tornar livre e quando você vai sentir-se pronto para se levantar e enfrentar o refrescante vento da verdade”.

No ano passado um dos anúncios feitos pelo projeto foi a de doações durante seis meses para ex-clérigos, para que eles pudessem se manter até encontrarem um emprego secular.


– Estes homens e mulheres do clero já não terão de colocar a prioridade de alimentar a sua família acima de seu desejo de parar de pregar o que eles já não acreditam – afirmam representantes do Projeto Clero, segundo o Charisma News.

Os defensores deste projeto afirmam estar fazendo um investimento “nos próximos grandes líderes do movimento pelo livre pensamento, por causa das habilidades incríveis, com a construção da comunidade, suporte e gerenciamento de que esses ex-religiosos podem trazem com eles”.

O evangelista Daniel K. Norris comentou a iniciativa dos grupos ateístas afirmando que “o Projeto Clero expõe uma grande necessidade no corpo de Cristo”, pois muitos líderes cristãos se encontram isolados em seus ministérios, não tendo ninguém para recorrer em momentos de dúvida ou dificuldade.

– Uma leitura rápida da história de Justin revela que ele nunca teve um forte pai espiritual em sua vida para ajudar a orientá-lo e prepará-lo para o trabalho do ministério. (…) Justin encontrou-se cada vez mais isolado ao longo dos anos. Este filho órfão se tornou presa fácil – afirmou Norris.

– Se você é um ministro ou um crente que está oscilando em sua fé, encorajo-vos a procurar os pais espirituais que Deus colocou em sua vida. Eu prometo a você, eles estão lá, se você estiver disposto a ter verdadeiramente um pai espiritual – finalizou o evangelista.

Por Dan Martins, para o Gospel+


26 COMENTÁRIOS

  1. Tem mesmo muito evangélico e pastor evangélico se tornando ateu… eu mesmo quase tava me tornando um, pois frequentava uma organização que se intitula igreja e nunca via milagre lá. Parecia que Deus não existia lá.

    Graças a Deus li a bíblia e aprendi que estava no engano da religião evangélica. Hoje não sigo mais falsos profetas que se dizem servos de Jesus, e sim sigo ao Próprio Senhor.

    • Richard Dawkins é humilhado em um programa de radio

      Vá ao YouTube e assista Richard Dawkins vs Giles Fraser

      A estupideza deste agnóstico vai além da sua própria ilusão

      E outra o covarde Dawkins rejeita debater Willian Lane Creg!

    • Vou, meu caro, e converterei a todos, pois já fui ateu por cerca de cinco anos ou mais.

      Procurei respostas, foquei atento a tudo, até que vi Deus ao saber que pessoas aqui no presente conseguem vê o futuro, como pessoas do passado viram coisas daqui do presente, uma prova que há algo a mais.

    • PITAGORAS NÃO PRECISO TRABALHAR , TENHO MINHA EMPRESA SOU BEM SUCEDIDO, SE POR VENTURA DEIXASSE DE PREGAR NUNCA PEDIRIA UM OVO A NINGUÉM, NÃO PRECISEI QUANDO ERA IMPIO OU CATÓLICO, MUITO MENOS QUANDO CRISTÃO…E DEUS ME DEU MUITO MAIS DO QUE PRECISO E MINHA FAMILIA, AGORA UMA BOA ESTRATÉGIA DO DIAOP USAR ATEUS ASSIM COMO VOCE PARA DAR DINHEIRO A DESVIADOS, A GENTE QUE NÃO DEU CERTO DENTRO DO EVANGELHO, E AGORA A PROCURA DE UM PRATO DE COMIDA, VOLTOU A SEU VOMITO PARA O MUNDO

        • PASTOR PRESIDENTE DE UMA GRANDE IGREJA, QUE TEM TRABALHO SECULAR E NÃO DEPENDE DE SALARIO PASTORAL, NÃO ESTÁ SUBJULGADO A UMA CONVENÇÃO, REALMENTE MINHA EMPRESA DA QUAL EU ERA ATÉ A POUCO TAMBÉM PRESIDENTE , HOJE NAS MÃO DO FILHO MAIS VELHO…NÃO PRECISO DE MAIS NADA PARA VIVER, POSSO DIZER PARA DEUS , ASSIM COMO FEZ DAVI, SOMENTE UMA COISA PEÇO MEU SENHOR, QUE POSSA MORAR TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA NA TUA CASA…HO! GLÓRIAS

        • MEU QUERIDO E DIGO QUERIDO ´POR QUE APREENDI A TE AMAR EM CRISTO JESUS, QUANDO DIZ QUE SERIA UMA ÓTIMA OPORTUNIDADE PARA GANHAR DINHEIRO, POR PASTORES FRAUDULENTOS E FALIDOS, CERTAMENTE ME INCLUIU NO ROL DOS DERROTADOS, MAS AMIGO SOU MAIS DO QUE VENCEDOR EM CRISTO JESUS

  2. Falar sobre Dawkins é perder tempo.

    +++++++++++++++++++++++++++++++++++

    Lei da eutanásia infantil na Bélgica celebra a cultura da morte

    Santo Deus! Dias estranhos estes. Tenho procurado resposta para alguns enigmas, sem sucesso até agora. É incrível como a luta em defesa dos direitos humanos convive de modo harmônico com a cultura da morte. A Bélgica decidiu tornar legal a eutanásia de crianças em qualquer idade. Leiam o que vai na VEJA.com. Volto em seguida.
    *
    A Bélgica aprovou nesta quinta-feira a eutanásia em crianças de qualquer idade com doenças terminais. A votação da nova lei, no Parlamento, teve 86 votos a favor, 44 contra e 12 abstenções. A lei passará a valer quando for assinada pelo rei Philippe — tornando o país o primeiro do mundo a remover qualquer limite de idade para a prática. A Holanda, por exemplo, permite que a eutanásia seja feita em crianças a partir dos 12 anos caso haja consentimento dos pais. Outros países europeus que descriminalizaram a eutanásia são Luxemburgo e Suíça.

    Pesquisas de opinião sugerem que a medida tem apoio popular na Bélgica, onde a eutanásia se tornou legal em pessoas com mais de 18 anos em 2002. Líderes cristãos, muçulmanos e judeus criticaram o projeto em uma rara declaração conjunta. Para a oposição, crianças não são capazes de tomar a decisão sobre se desejam morrer. De acordo com a emissora britânica BBC, parlamentares favoráveis à lei argumentaram que a medida vai afetar um número muito pequeno de crianças, provavelmente as mais velhas.

    A medida estabelece que a eutanásia poderá ser solicitada caso a criança apresente sofrimento físico e tenha uma doença terminal sem tratamento, com morte inevitável a curto prazo. A decisão sobre a eutanásia deve ser aprovada pelos pais da criança, por médicos e por um psicólogo que comprovem a capacidade de discernimento do paciente para tomar essa decisão.

    Comento
    É possível, sim, que a lei acabe sendo pouco, sei lá como dizer, “acionada”. A questão grave aí é de princípio mesmo. Nem tem a criança, mesmo com condições de se comunicar com clareza, discernimento o suficiente para opinar sobre algo tão… definitivo nem me parece razoável, como princípio de civilização, que outros possam definir quem continua ou não vivo, ainda que pais, médicos e psicólogos.

    Tudo está preparado para a falsa polarização entre a sociedade laica e as religiões, já que cristãos judeus e muçulmanos criticaram a aprovação da lei, como se a defesa incondicional da vida fosse expressão de um dogma que interessa a hierarcas religiosos. Até onde alcanço, deveria ser um fundamento inegociável do humanismo, com ou sem Deus.

    Sem Deus? Pois é… Quem precisa Dele quando os homens sabem, não é mesmo?, quem pode nascer, viver e morrer?
    Por Reinaldo Azevedo

  3. Tem muita gente pequena, menores que um grão de areia.

    De quando em quando a gente se depara com umas figuras que dizem não acreditar em Deus.

    Aí, quando se passa a conversar, percebe-se que estão decepcionados com o próximo religioso ou com as religiões.

    O fato de existirem clérigos insatisfeitos com a rudeza institucional de onde são ou estressados pela vida que carregam, tal não é sinônimo de descrença em Deus, se bem que alguns até falem isso às vezes até por cansaço, por rebeldia, mas dentro do coração não apenas continuam a busca como também nunca abandonaram a figura de Deus.

    Ora, não é por eu estar insatisfeito com o meu casamento que me dê o direito de denegar essa instituição, mas de tanto sofrer em vista da insatisfação, que a gente passa a maldizer e denegá-lo.

    Ora, ora, ora, num momento de ampliação dos horizontes, em que são necessárias mais conversas, mais diálogos na busca de Deus, certamente que casas como essas possuem sua importância,

    Elias chegou a desistir depois de ter a certeza de Deus, pois fez fogo descer dos céus, mas em face da depressão dele, Deus o levou, o arrebatou.

    Esta porcaria de mundo é tão ruim que Cristo permaneceu aqui apenas três anos no seu ministério, aí sou eu que vou ficar crucificando um coitado que está estressado em face da religiosidade de tais?

    Do contrário, nos estudos que farão nessa casa, ao certo vão se encontrar mais ainda com Deus, mais crentes ainda, distantes portanto da história de que não existe algo além de nós, uma força oculta que manda em tudo, mas que não se apresenta de corpo e alma a todo mundo.

    Tem aí um plano de Deus, ouso fazer ilações, qual seja? Levar pessoas preparadas para essas células de ateus mesmo sem eles saberem para evangelizar as figurinhas que são porque são ateias.

    É pena e misericórdia de Deus para com as igrejas e células ateias.

  4. GRANDE EMPRESA SÓ SE FOR DE LEGO
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  5. Sou o primeiro ex-pastor a participar do Projeto Clero. Fui pastor presbiteriano por 14 anos e após estudos sobre a bíblia, a história da igreja e a filosofia, perdi a fé na igreja e logo em Deus também. Estou mais feliz, minha família está mais feliz, estamos buscando estabilidade financeira através de uma empresa que criamos. Hoje sou celebrante humanista, realizo casamentos de pessoas que não se identificam com nenhuma religião, ou que são atéias ou agnósticas. Estou muito feliz em ser um precursor das cerimônias humanistas no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA