Bilionário judeu financia operação de resgate de famílias cristãs perseguidas pelo Estado Islâmico

20

Uma operação de resgate de duas mil famílias cristãs oriundas de Síria e Iraque, perseguidas pelo Estado Islâmico, está sendo financiada por um judeu bilionário, que entende o que é sofrer perseguição.

George Weidenfeld, 95 anos, viveu dias de terror durante o nazismo, e foi resgatado de Viena, na Áustria, por cristãos, em 1938. Ao lado de outros judeus, ele recebeu comida, roupas, hospedagem e transporte para a Inglaterra.

Segundo declaração de Weidenfeld ao jornal Catholic Herald, ele considera que tem “uma dívida a pagar” por causa da operação de resgate que o livrou dos campos de concentração no passado.

Sua iniciativa é também uma forma de seguir o exemplo do recém-falecido sir Nicholas Winton, cristão que salvou 669 crianças judias destinadas à morte em campos de concentração nazistas durante o Holocausto.


Bilionário, Weidenfeld disse à revista Times que essa “dívida” não é só dele: “Ela vale para os muitos jovens que estavam nos ‘Kinderstransport’. Foi uma operação muito nobre, e nós, judeus, devemos ser gratos e fazer algo pelos cristãos que estão em perigo”, comentou.

De acordo com informações do site Aleteia, a primeira fase da operação de resgate dos cristãos juntou e transportou em segurança 150 famílias, da Síria para a Polônia, no último dia 10 de julho, com autorização dos governos dos dois países.

A tarefa, organizada por uma fundação de Weidenfeld, também inclui um suporte financeiro para as famílias, por um período de 12 a 18 meses, a partir do momento do resgate. Esse detalhe da operação remete às lembranças do benfeitor, que chegou à Inglaterra sem um único centavo, mas conseguiu se erguer financeiramente e fez fortuna após a fundação da editora Weidenfeld & Nicholson.

Durante a fase de planejamento, os Estados Unidos se recusaram a participar do projeto, justificando que os muçulmanos não estavam incluídos no objetivo da missão. Nas áreas que o Estado Islâmico atua, muçulmanos que não aceitam os métodos do grupo terrorista também terminam perseguidos.

“Eu não posso salvar o mundo todo, mas tenho uma possibilidade muito específica no caso dos cristãos. Outros podem fazer o que eles querem que seja feito pelos muçulmanos”, afirmou o bilionário judeu, que nasceu na Áustria em 1919, mas foi condecorado no Reino Unido com o título de “Lord” em 1976.

20 COMENTÁRIOS

    • Concordo Plenamentimente com voce dignissima pessoa, que soube sabiamente escolher estas verdadeiras palavras, e isso mesmo que O Senhor Da Gloria Abençoa este homem judeu que agradecido pelo passado foi agraciado no presente com o Dom da Misericordia, Realmente que Deus Em Sua Infinita Misericordia Olha por Este homem com um Olhar Todo Especial, ser misericordioso e um Dom maravilhoso que todo ser humano deve cultivar ao longo de suas vidas,

      • studebaker
        já pensou se os gay e ateus também fossem gratos , pelo preço pago por Jesus na cruz, e resolvessem retribuir largando esta vida desgraçada de promiscuidade e prostituição.

        • A Igreja Católica e os judeus

          325 – Judaísmo é considerado “uma aberração da vontade divina” no Concílio de Nicéia (na atual Turquia). Os judeus são declarados “hereges” 

          465 – “Compartilhar a carne” com um judeu é proibido pelo Concílio de Vannes 

          533 – O 2º Concílio de Orléans proíbe os casamentos mistos entre cristãos e judeus 

          538 – O 3º Concílio de Orléans proíbe aos judeus a posse de escravos cristãos 

          589 – O 3º Concílio de Toledo decreta que um filho nascido de um casamento misto deve ser cristão 

          1215 – O Concílio Ecumênico de Latrão impõe aos judeus o uso de um sinal distintivo especial, o pagamento de um imposto à igreja. Determina, ainda, o estabelecimento de bairros judeus 

          1492 – Os judeus são expulsos pelos reis católicos da Espanha; a Inquisição começa a se impor 

          1555 – O papa Paulo 4º restabelece a vigência da legislação anti-semita que data da Idade Média 

          1930-1945 – A atitude do papa Pio 12 e da Santa Sé em relação à política nazista e de extermínio de judeus durante a Segunda Guerra Mundial divide a opinião dos historiadores 

          janeiro de 1964 – O papa Paulo 6º vai em peregrinação a Jerusalém 

          outubro de 1965 – O Concílio Vaticano 2º aprova a declaração “Nostra Aetate” (Em Nossa Época) que suprime a acusação católica contra o povo judeu 

          7 de junho de 1979 – João Paulo 2º viaja ao campo de extermínio de
          Auschwitz-Birkenau em sua primeira viagem como papa à Polônia 

          13 de abril de 1986 – Pela primeira vez, um papa entra na sinagoga de Roma 

          29-30 de dezembro de 1993 – Assinatura de um acordo entre Israel e o Vaticano sobre questões jurídicas em relação à presença da Igreja Católica em Israel, abrindo caminho para o intercâmbio de embaixadores entre os dois países 

          7 de abril de 1994 – Concerto no Vaticano consagrado à memória do Holocausto com participação de
          rabinos do mundo todo e de sobreviventes do Holocausto 

          15 de junho de 1994 – Vaticano e Israel estabelecem relações diplomáticas 

          16 de março de 1998 – Vaticano publica o documento ‘Recordemos: uma reflexão sobre o Holocausto’ 

          15 de fevereiro de 2000 – Israel protesta contra o acordo firmado entre o papa e o líder palestino Iasser Arafat. O acordo oficializa a presença da Igreja Católica nos territórios palestinos e diz que qualquer declaração unilateral sobre o estatuto de Jerusalém é
          ‘moral e legalmente inaceitável’ 

  1. Enquanto isso evangélicos alienados financiam com seus dízimos, trízimos e compra de bugigangas gospel vendihões do Evangelho que ficam cada dia mais ricos com o dinheiro dos trouxas.

    • Aprenderam com a católica, a tua igreja.

      Mas uma coisa é importante, os judeus além de nos ter dado Cristo, ainda nos dão seres humanos iguais a esse.

      É um povo que sempre foi amaldiçoado pela igreja católica.

      Que coisa, esses nossos irmãos católicos conseguem impingir na humanidade. É muito sofrimento.

      Esse povo ainda estar vivo, só sendo Deus mesmo.

      O império romano trucidou, depois entregou a igreja católica que os perseguiu, depois veio hítler, os papas, mussoline, mas também não conseguiram acabar.

      Agora são os muçulmanos, aliás, estes ao invés de os derrotar, começaram a brigar entre si, estando Israel só assistindo. É muçulmano contra muçulmano, irmão contra irmão, mas nunca chegam nos judeus, tudo como a bíblia previu lá no passado com as profecias dos famosos profetas que entecederam Cisto.

      • Levi Varela, meu caro, não sou católico, nunca fui católico. Agora, digo uma coisa a você: a Igreja Católica de hoje não é a igreja católica do medievo, pois evoluiu; os crentes, porém, estão visivelmente involuindo. Outra coisa: um erro não justifica outro.

        • O Levi,Sandro,sente terrível ódio pela igreja católica e só vive falando asneiras.Vá se converter,homem.JESUS te ama.Não confunda JESUS
          CRISTO com doutrinas de homens.Se os homens imitassem pelo menos
          1 por cento de JESUS aqui seria o paraíso e até a morte desaparecia.Os
          homens,sim,não prestam.JESUS CRISTO é um poço infinito de paz,amor e tudo de bom.

        • Na Reforma Protestante Martinho Lutero foi um dos líderes e ele escreveu esta carta:

          “Os cristãos devem queimar as sinagogas e os Judeus. Devem tirar os livros e os Talmudes deles, pois esses contém somente mentiras e blasfêmias. Devem ameaçar de morte os rabinos que ensinam isto. Devem proibir os Judeus de viajar. Devem obrigar os Judeus a trabalhar em serviço manual e não adquirirem profissão”.

          “Os Judeus são arrogantes, teimosos e de coração de ferro como demônios”.{ Martin Luther, “On the Jews and Their Lies” (1543), Traduzido por Martin H. Bertram, editado por Franklin Sherman, vol.47, pp. 121-306, em Luther’s Works, de Jaroslav Pelikan e Hehnut T. Lehmann ( Filadelfia,.Fortress Press e St. Louis, Concórdia Publishng House, 1962-1974). Abaixo um enxerto das pp. 268-278:

          “Que faremos, nós cristãos, com este povo rejeitado e condenado, os Judeus?”. …Vou dar-lhes o meu conselho sincero: primeiro, atear fogo às suas sinagogas, em honra ao nosso Senhor e à cristandade, de modo que Elohim veja que somos cristãos… Aconselho que as suas casas sejam arrasadas e destruídas…

          Aconselho que os seus livros de orações e escritos talmúdicos lhes sejam arrebatados…Aconselho que seus rabinos sejam proibidos de ensinar, sob pena de perderem a vida e serem mutilados…Acreditamos que o nosso Senhor Jesus Cristo dizia a verdade ao falar sobre os Judeus que não O aceitaram e O crucificaram: “Sois uma raça de víboras e filhos do demônio

          • Você queria que Lutero falasse o que?

            Quando ele estava com dez anos de idade a igreja católica determinou que todos os judeus se convertessem à força.

            Sabido, diga uma coisa, Lutero foi ser o que depois que cresceu?

            Universitário responde: padre católico.

            Por ser padre católico teve que falar e fazer besteiras contra os judeus.

            Entendeu agora?

            Não era ainda convertido, e se fosse convertido ao falar essas asneiras, é que nem sempre o milagre acontece por completo. As coisas foram acontecendo devagar.

            Pensa o que? Tirar ideias da tua igreja plantadas nas cabeças da humanidade não é tarefa fácil. Haja sangue de Jesus pra lavar. É muita morte de cruz, meu caro.

          • Levi Varela Agora a justificativa é por que ele era catolico antes??? o antisssemitismo existiu mesmo depois do protestantismo na europa, na Alemanha, Russia, Polonia, houveram vários massacres de judeus por cristãos, os alemães eram cristãos praticantes na epoca de hitler e comungavam com a idéia de Lutero,

        • Sandro,

          Claro que evoluiu, pois se não fosse assim, estariamos mortos pelas nossas opiniões.

          O que as instituições fazem costumam demorar repercutindo. As coisas más da igreja repercutirão muito tempo, e se faz necessário falar pra não ocorrerem novamente.

          • Paulo,

            Esses ´povos citados por você merece melhor respeito,

            Os italianos expulsaram os judeus logo depois de Cristo.

            Esses que você levianamente acusa receberam o povo judeu,

            Mas tua igreja não satisfeita saiu mundo afora os perseguindo, pois ela houvera herdado cadeira, cama, terrenos, estado e a monarquia do Império Romano.Mais a mais os judeus eram a prova viva da prática desonrosa com os parentes de Cristo. Não bastasse, a religião católica possuia muito dos valores da igreja judaica. Então era pra apagar, dizimar, destruir mesmo os judeus.

            Pergunta os reis católicos se acaso eles não foram compungidos a perseguir os judeus pela tua igreja católica, com o fito de obriga-los à conversão?

            Ou seja, aí dos que fossem objeto da perseguição da cúria romana.

            Basta vê o modo como aqui alguns agem. Imoderados, presunçosos, caluniadores, desumanos, não cristãos, não tolerantes, não bondosos, não amigos. Trazem sempre consigo o julgar o próximo com palavras: herege, perseguidor da igreja de Cristo, palavras de ordem que o papa francisco tenta tirar dos lábios desse povo incrédulo e sem Deus.

  2. Que coisa linda. Que senhor mais cute cute esse, um amor de ser humano. (╯▽╰)

    Agora, esses meninos não tem jeito. Uma notícia tão boa dessa, e eles sempre conseguem um jeito de levar o assunto para católicos x evangélicos (╥﹏╥)

DEIXE UMA RESPOSTA