Pastor Eurico é reintegrado à Comissão de Constituição e Justiça após polêmica envolvendo Xuxa

11

Após uma grande polêmica envolvendo a apresentadora Xuxa, que culminou na sua destituição da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), o deputado federal pastor Eurico (PSB) foi recentemente reconduzido à comissão. A informação de seu retorno à CCJC foi divulgada pela sua assessoria de imprensa em sua página oficial no Facebook.

O parlamentar havia sido destituído da comissão após criticar a apresentadora de TV Xuxa Meneghel, que esteve como convidada da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados em uma sessão da que tentava aprovar a redação final da chamada “Lei da Palmada”.

– A conhecida rainha dos baixinhos em 1982 provocou a maior violência contra as crianças em um filme pornô – afirmou o deputado na ocasião.

Além de sua exclusão da comissão, a afirmação do pastor contra a apresentadora motivou uma série de críticas contra ele por parte de seus colegas de partido e de outros parlamentares.


De volta à Comissão, o parlamentar afirma que seu retorno é a correção de uma injustiça que foi cometida contra ele. Eurico ressalta que, na qualidade de parlamentar, ele não pode ter o seu direito de expressão impedido. Ele agradeceu ainda a todos os cristãos e não cristãos que se solidarizaram a ele, “enviando mensagens de apoio e respeito ao seu posicionamento em defesa da moral e da família”.

O pastor Eurico destacou ainda estar tudo resolvido entre ele e o líder de seu partido na Câmara, o deputado Beto Albuquerque, que na ocasião afirmou que sua fala foi “intolerante, desrespeitosa e desnecessariamente agressiva”. O pastor destacou que a prova de que tudo foi resolvido entre ambos é que o próprio Albuquerque assinou seu retorno à comissão.

11 COMENTÁRIOS

  1. Mesmo assim o pt conseguiu o que queria, dar um tapa em um filho não pode, mas mata-lo no seu ventre pode, ou seja educar não , assassinar sim, este é o governo do caos, é o governo do poeirinha e seus asseclas.

  2. Agradeceu o apoio dos cristãos??? quem apoiou esse cara foi só os evangélicos!!!

    Nós cristãos jamais vamos apoiar um politico que mostra total falta de educação, preconceito e ódio contra uma pessoa que não é evangélica, por um erro cometido anos atrás e que ela mesma já se arrependeu.

    E outra, se fosse pastor não estaria na politica!

        • Muito menos uma diaconisa de satanás assim como vc. faz, mostra bem que nunca recebeu o evangelho das boas novas, por isto não é evangélico, muito menos é religioso, sim pois ser religioso quer dizer se religar a deus através de Jesus, mas este tu nunca viu nem experimentou só ouviu falar.

          • aonde está na bíblia que todo aquele que recebe o evangelho é evangélico??? E aonde Jesus ensinou ou fundou alguma religião???

            Tá precisando ler bíblia, clamando.

          • Certamente desconhece que cristo pregou o evangelho…rsrsr precisas saber que está condenado por ele.
            Portanto, assim diz o Senhor a respei­to de Jeoaquim, filho de Josias, rei de Judá:
            “Não se lamentarão por ele, clamando:
            ‘Ah, meu irmão!’ ou
            ‘Ah, minha irmã!’
            Nem se lamentarão, clamando:
            ‘Ah, meu senhor!’ ou
            ‘Ah, sua majestade!’
            1. Julgar as pessoas, seu coração, intenções etc. (o que cabe a Deus)
            2. Julgar as ações e práticas, pecados, erros etc.

            Para o primeiro caso temos passagens como Mt 7:1 “Não julgueis, para que não sejais julgados”.

            Para o segundo caso temos “JULGUEIS” em várias situações que envolvem ações:

            Jo 7:24 “Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça”.

            1 Co 6:2-5 “Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois, porventura, indignos de julgar as coisas mínimas? Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? Para vos envergonhar o digo: Não há, pois, entre vós sábios, nem mesmo um, que possa julgar entre seus irmãos?”

            1 Co 5:12-13 “Porque que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo”.

            1 Co 14:29 “E falem dois ou três profetas, e os outros julguem” (o que foi falado).

  3. Esse falso pastor fez uma jogada atrás dos cinco minutos de fama e conseguiu.Mas não vai
    passar disso nunca mais.Xuxa tem brilho, é íntegra,boa samaritana, é uma linda estrela.Esse
    falso pastor oportunista não é nada,amanhã estará esquecido.Deve ser idolatrado por seus
    devotos e que votam nele,com certeza, e que consideram-no um ungido do SENHOR.Xô
    fariseu hipócrita.

  4. Bancada evangélica é a “mais ausente, inexpressiva e processada” do Congresso Nacional. Leia na íntegra
    Comentando dados divulgados pelo portal Transparência Brasil sobre a bancada evangélica no Congresso Nacional, o jornalista Joel Bento Carvalho criticou a conduta dos parlamentares religiosos: “Bancada evangélica: a mais ausente, inexpressiva e processada”
    Segundo Carvalho, “fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica”, com a divulgação dos dados, segundo os quais, os parlamentares da Frente Parlamentar Evangélica constam dos mais faltosos e processados do Congresso Nacional.
    O jornalista afirma que muitos dos parlamentares parecem usar o cargo público apenas para promoção pessoal: “Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas”.
    Referindo-se às igrejas protestantes tradicionais como exemplo, o jornalista questiona o motivo de igrejas apoiarem candidatos: “Por que essas que são igrejas seculares não entram na política,questiona.
    Joel Bento Carvalho afirma ainda que não se deve vincular fé com política: “Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião. Um religioso verdadeiro mantém distância da política: ‘Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus’. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?”.
    Confira abaixo a íntegra do artigo do jornalista Joel Bento de Carvalho, para o portal Luis Nassif:
    Bancada religiosa: a mais ausente, inexpressiva e processada ou será Deus um pulha também?
    Meu Pitaco: Fica difícil defender a chamada bancada dita Religiosa ou Evangélica.
    Pelo que se vê a locupletação é ampla, geral e irrestrita. Parecem ter percebido outro veio fácil de enriquecer além da religião. Aliás, não tem nada de evangélica . Evangelizar é o ato de levar o evangelho às ovelhas perdidas, coisas que só as as igrejas seguidoras de Luthero fazem.
    Qualquer um pode se candidatar a cargos eletivos, mas sem usar a religião.
    Um religioso verdadeiro, mantém distância da Política: Daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus. Se não for isso, é falcatrua usando a Religião ou será Deus um pulha também?
    JBC

    • É uma artista riquísasima,famosa,caridosa,boa samaritana,uma estrela que briulha,mulher
      íntera,honesta e que conseguiu tudo com trabalho.E esse falso pastor ,um fariseu hipócrita
      que só era conhecido na seita de fanáticos e incautos dele,agora ganhou seus cinco
      minutos de fama a nível de Brasil às custras da Xuxa.Oportunista,fundamentalistas,só
      se elegeu por causa dos currais eleitorais,mas não passa disso.Lunático.

  5. Boa tarde, sobre a atitude do pastor achei correta no propósito mas descuidada na forma de se dizer só que o que me deixa mais triste é que qualquer evangélico que fala algo fazem daquilo um absurdo mas qualquer outra pessoa que fala asneira nem se comenta… sobre o ‘cura gay’ em nenhum lugar do projeto é mencionado algo parecido com isso e é um projeto decente porém para os contrários a ele fica mais fácil apelidar de algo grosseiro pq assim não precisam debater uma vez que não tem argumentos cabíveis para tal acabe sendo uma vergonha mesmo cristãos não investigarem e darem ouvido a tudo que a mídia suja falar vamos observar melhor o contexto antes de opina conclusivamente

DEIXE UMA RESPOSTA