Homem baleado se refugia em igreja, aceita Jesus e morre no local; Polícia investiga o caso

4

Um culto de uma congregação da Assembleia de Deus foi interrompido pelo barulho de tiros e, logo depois, um homem, ensanguentado, entrou no templo buscando ajuda. Ele não resistiu aos dois ferimentos e morreu no local.

A identidade do homem não foi revelada pela Polícia Civil de Manaus (AM), mas os fiéis contaram que à beira da morte ele aceitou a Jesus e recebeu uma oração.

“Foi um susto muito grande. Ele entrou e já caiu no chão, pediu que o levássemos para o pronto-socorro. Os irmãos oraram nele. Ele aceitou Jesus e se foi”, afirmou uma senhora que pediu para não ter o nome divulgado, de acordo com informações do G1.

Por volta de 20 pessoas participavam do culto e afirmaram que o homem tinha pulado o muro dos fundos da igreja após o som dos disparos: “Isto nunca aconteceu na minha vida, nunca vou esquecer. Ele veio se refugiar aqui”, disse outro fiel, também pedindo o anonimato.

O responsável pela direção do culto, Wanderley Prestes, compartilhou a notícia em sua página no Facebook e confirmou o relato dos fiéis: “Eu estava pregando na hora que ele veio se refugiar dentro da Igreja, e verdadeiramente se ele foi salvo ou não, realmente ninguém sabe, somente Deus, que conhece a sinceridade do coração homem. Deus é poderoso com sua graça e sua misericórdia sobre nossas vidas, e como disse Martin Lutero, a justificação não vem do homem e sim de Deus. O próprio Senhor Jesus ressaltou a salvação na Cruz de um mau feitor. Jesus Cristo não mudou, nunca mudará e sempre será fiel e justo para perdoar nossos pecados e livrar de toda condenação”, escreveu o pastor.

Suspeitos

Os policiais da 15º Companhia Interativa Comunitária (CICOM) – que atenderam a ocorrência junto a agentes da 26ª CICOM – dois homens que estavam em um veículo modelo Vectra, de cor preta, são suspeitos do crime. No entanto, assim como a vítima, os suspeitos ainda não foram identificados.

4 COMENTÁRIOS

  1. Vereador de Campo Belo (também pastor) é preso por embriaguez em Pedra do Indaiá
    Luiz Libério dos Santos dirigia carro que bateu em outro na MG-050.
    Bafômetro comprovou embriaguez; político não foi encontrado pelo G1.
    Um vereador e pastor de Campo Belo, no Sul de Minas, foi preso durante a noite de terça-feira (22), na MG-050 em Pedra do Indaiá, na região Centro-Oeste, por dirigir embriagado. Luiz Libério dos Santos, de 58 anos, eleito pelo PSC, se envolveu em um acidente. O G1 não conseguiu contato com o político. A assessoria de imprensa da Câmara de Campo Belo informou que ele só deverá falar sobre o caso na segunda-feira (28).
    De acordo com a Polícia Militar Rodoviária (PMR), o vereador dirigia um carro pelo quilômetro 162 da MG-050 quando bateu o veículo na traseira de um automóvel à frente, que havia reduzido a velocidade em um trecho que passa por obras. Ninguém ficou ferido.
    O boletim de ocorrência informa que Luiz Libério dos Santos apresentava sinais de embriaguez alcoólica. Ele soprou no etilômetro e o resultado foi 0,79 mg/l de sangue, valor muito acima do permitido pelo Código de Trânsito Brasileiro, que é de 0,1 mg/l.
    Libério foi levado pelos militares à delegacia de Polícia Civil em Bom Despacho, onde foi autuado em flagrante. Ele pagou fiança e responde em liberdade.
    Globo.com

DEIXE UMA RESPOSTA